A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Nossa vida está nas mãos de Deus, ou de horóscopos ? O que diz a Bíblia sobre SIGNOS e ASTROLOGIA ?

Nossa vida está nas mãos de Deus, ou de horóscopos ? O que diz a Bíblia sobre SIGNOS e ASTROLOGIA ?

Written By Beraká - o blog da família on segunda-feira, 19 de setembro de 2016 | 15:18








“Videte ne quis vos decipiat per philosophiam et inanem fallaciam secundum traditionem hominum secundum elementa mundi et non secundum Christum...” (Col II,VIII)


(Tradução do Latim: “Estai de sobreaviso, para que ninguém vos engane com filosofias e vãos sofismas baseados nas tradições humanas, nos elementos do cosmo, e não segundo Cristo...” (Col 2,8)



O livro de Colossenses foi provavelmente escrito entre 58-62 dC. É  um mini-curso de ética, abordando todas as áreas da vida cristã. Paulo progride da vida individual ao lar e família, do trabalho à forma na qual devemos tratar os outros. O tema deste livro é a suficiência de nosso Senhor, Jesus Cristo, em satisfazer nossas necessidades em todas as áreas.



Versículos - chave:


Colossenses 1,15-16: "Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele."



Colossenses 2,8: “Estai de sobreaviso, para que ninguém vos engane com filosofias e vãos sofismas baseados nas tradições humanas, nos elementos do cosmo, e não Cristo...”



Colossenses 3,12-13: "Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade. Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós."




A carta aos Colossenses foi escrita expressamente para derrotar a heresia que tinha surgido em Colossos e que tinha ameaçado a existência da igreja. Enquanto não sabemos o que foi dito a Paulo, esta carta é a sua resposta. Podemos supor, com base na resposta de Paulo, que ele estava lidando com uma visão defeituosa de Cristo (Sua humanidade real e verdadeira e a falta de aceitação da Sua plena divindade).Ele faz um trabalho notável em nos apontar para a suficiência de Cristo. O livro de Colossenses contém instruções doutrinárias sobre a divindade de Cristo e falsas filosofias (1,15; 2,23), bem como exortações práticas em relação à conduta cristã, incluindo as amizades e o falar (3,1;4,18).Embora Paulo se dirija a muitas áreas, a maior lição para nós hoje é a suficiência total e completa de Cristo em nossas vidas, tanto para nossa salvação como para nossa santificação. Devemos conhecer e entender o Evangelho de modo que não seremos distraídos por formas sutis de legalismo e heresias contrárias ao ensinamento de Cristo e da tradição apostólica. Devemos estar atentos a qualquer desvio que diminua a centralidade de Cristo como Senhor e Salvador. Qualquer filosofia que tenta igualar-se com a verdade usando livros que afirmam possuir a mesma autoridade que a Bíblia, ou que combina o esforço humano com a realização divina da salvação, deve ser evitada. Outras filosofias contrárias ao Cristianismo não podem ser combinadas ou adicionadas à doutrina de Cristã, pois é Cristo que nos dá padrões absolutos de conduta verdadeiramente conforme a vontade do Pai. O Cristianismo é uma família, um modo de vida e o modo de relacionar-se com Deus. Boas ações, ocultismo, astrologia e horóscopos não nos mostram os caminhos de Deus. Somente Cristo mostra. Sua vontade é revelada em sua Palavra revelada e que se fez livro, que é sua carta de amor a nós; portanto, é ela que devemos conhecê-la.



O que é a Astrologia?



A Astrologia é a arte de predizer o futuro ou de interpretar acontecimentos, vidas humanas e o caráter das pessoas pelas posições dos corpos celestes. A palavra grega "Astrologia" é formada por "astron" (astro) e "logos"(palavra, dissertação) significando literalmente: uma palavra, estudo ou dissertação dos astros.



Quando surgiu?



Originou-se na Antiga Mesopotâmia como método favorito para se obter presságios com finalidades políticas e militares, no segundo milênio a.C. Destinos individuais eram determinados por presságios, avisos dos deuses, ou previsões do horóscopo, desenvolvido mais tarde. Havia na Mesopotâmia antiga uma torre ou Zigurate formada de sete andares em diferentes cores, que simbolizavam as diferentes regiões que uniam a abóbada celeste à terra. Do alto dessas torres, os adivinhos observavam o movimento dos planetas.Tanto os egípcios como os gregos adotaram a astrologia mesopotâmia, no entanto fizerem algumas alterações.






O que é o horóscopo?



De acordo com a Astrologia é a interpretação do destino e do caráter de um indivíduo(ou de um grupo, como por exemplo, uma nação) baseada nas posições dos corpos celestes em determinado momento, geralmente o do nascimento. A palavra grega "horóscopo" é formada por dois vocábulos: "hora"(hora) e "skopéo"(observar), literalmente observar a hora. O horóscopo tem por sistema básico de coordenadas o zodíaco.




O que é o zodíaco?



Significa literalmente "círculo de animais". è uma zona imaginária nos céus que supostamente determina o futuro. Nessa zona imaginária estão os signos.



O que são os signos?



Termo que designa as doze divisões do zodíaco. Os doze signos, na ordem, são:



1.Áries:Vocábulo latino para "carneiro". De acordo com a mitologia grega, Frixus sacrificou o carneiro do velocino de ouro a Zeus, o principal deus grego, que colocou o animal sacrificado no céu, onde se tornou uma constelação.



2.Touro:
Seu precedente na mitologia grega deriva de Zeus, que assumiu a forma de um touro, para conquistar a Europa.



3.Gêmeos:
De acordo com a Astronomia, as duas estrelas mais brilhantes da constelação de Gêmeos são castor e Pólux, nomes dos deuses gêmeos, na mitologia grega.



4.Câncer:Segundo a mitologia grega, o caranguejo mordeu Hércules e foi esmagado, enquanto este lutava com a HIdra de Lerna. Como recompensa, Hera, inimiga de Hércules, colocou o caranguejo no céu.



5.Leão:Relacionado ao leão nemeu morto por Hércules, de acordo com a mitologia grega.



6.Virgem:Uma jovem que segura um feixe de trigo, símbolo da fertilidade.



7.Libra:Seu símbolo é uma balança criada pela deusa Astraea.



8.Escorpião:De acordo com a mitologia grega, Escorpião era a serpente que picou Órion e levou-o à morte.



9.Sagitário:Termo latino para "arqueiro", geralmente é descrito como um centauro que carrega uma aljava.



10.Capricórnio:
É ilustrado como um carneiro com cauda de peixe.



11.Aquário:As figuras populares descrevem Aquário jogando a água de um jarro dentro de uma fonte. esta tradição provavelmente emergiu da associação deste período do ano com a época das chuvas no Oriente Médio.



12.Peixes:Na mitologia grega, Afrodite e Eros jogaram-se num rio para fugirem do monstro Typhon e, como resultado, foram transformados em peixes.




Quais as seitas que acreditam na astrologia?



A Teosofia, a Ordem Rosa Cruz e toda uma gama de seitas esotéricas.



A ciência ASTRONÔMICA apoia a astrologia?


Não! Cientistas de diferentes países, em número de 192, publicaram o seguinte:


"Nós abaixo assinados - astrônomos, astrofísicos e cientistas em outros campos, desejamos advertir o público contra a aceitação sem exame das predições e conselhos dados por astrólogos, em particular e publicamente. Os que desejam crer na astrologia devem compreender que não há base cientifica para os seus ensinos."(Vibrant Life, Set/Out. 86, pág.25)

 

 

 

Diversas vezes temos reparado alguns cristãos a comentarem entre si que determinada pessoa é do signo deste e daquele. “Como cristãos, seremos influenciados pelos signos do zodíaco?” Fizeram-me esta pergunta há tempos e gostaria de compartilhar convosco o que a Bíblia diz sobre os signos.



A Bíblia nos revela que a astrologia (signos e horóscopos) é não somente uma atividade inútil, e sem valor algum, para o Cristão. Tanto como filosofia ou como prática, a astrologia rejeita a verdade sobre o Deus vivo e soberano, e em seu lugar conduz as pessoas a objetos inanimados como os astros e planetas. Assim como a Bíblia ridiculariza os ídolos, também o faz com os astrólogos e suas práticas. Isaías 47,13-14 diz:


“Já estás cansada com a multidão das tuas consultas! Levantem-se pois, agora os que dissecam os céus e fitam os astros, os que em cada lua nova te predizem o que há de vir sobre ti. Eis que serão como restolho, o fogo os queimará; não poderão livrar-se do poder das chamas; nenhuma brasa restará para se aquecerem, nem fogo para que diante dele se assentem."


Assim como a água e o óleo não se misturam, a Bíblia e a astrologia são totalmente incompatíveis. No texto acima mencionado vemos que, em primeiro lugar, Deus condena o conselho dos astrólogos babilónicos. Em segundo lugar, Deus disse que suas predições baseadas no movimento dos astros não os salvariam do juízo divino que se aproximava nem a eles mesmos.


Deus proíbe as práticas ocultas. Basicamente, a astrologia é uma adivinhação. Esta é definida como "o aco ou prática de prever ou predizer acos futuros ou descobrir conhecimento oculto". A astrologia é definida como "a arte ou prática de tentar predizer o futuro ou o conhecimento por meios ocultos". Por ser uma arte ocultista, Deus condena a adivinhação como mal e como uma abominação para Ele, dizendo que ela leva ao contacto com maus espíritos chamados de demónios. (Dt 18,9-13).



A Bíblia repudia a astrologia por levar as pessoas à terrível transferência de sua lealdade ao infinito Deus do Universo para as coisas que Ele criou. É como dar todo o crédito, honra e glória às magníficas obras de arte, esquecendo completamente o grande artista que as produziu.


O que têm provado os atuais testes de validade dos signos zodiacais?



A astrologia diz que o signo zodiacal de uma pessoa tem grande importância para determinar a totalidade de seu carácter. Nesse teste, mil pessoas foram examinadas segundo 33 variáveis, incluindo o atrativo físico, a capacidade de liderança, os traços de personalidade, as crenças sociais e religiosas, etc. A conclusão foi que este teste falhou em provar qualquer predição astrológica:


"Todos os nossos resultados podem ser atribuídos ao acaso."




Foi feito outro teste para descobrir se os planetas influem na compatibilidade do matrimónio, ou seja, se existe uma indicação significativa do número de casais que continuaram casados porque seus signos demonstraram ser "compatíveis"? E os que tinham um signo "incompatível" se divorciaram? O estudo foi feito com 2.978 casais que se casaram e 478 casais que se divorciaram em 1967 e 1968. Este teste demonstrou que os signos astrológicos não alteravam de forma significativa o resultado em qualquer desses grupos, ou seja, os nascidos sob signos "compatíveis" casaram e se divorciaram com a mesma frequência do que os nascidos sob signos "incompatíveis".






Os astrólogos alegam que os cientistas e os políticos são favorecidos por um ou outro signo zodiacal. Ou seja, que há uma suposta conexão entre o signo de uma pessoa e suas possibilidades de êxito numa determinada profissão. Ao investigar esse tema,o estudioso de nome John McGervy comparou a data de nascimento de 16.634 cientistas e 6.475 políticos e não encontrou correlação que substanciasse as afirmações dos astrólogos. Não pode haver dúvida de que a distribuição de signos nestas duas atividades foi tão aleatória quanto entre o público em geral. Concluindo, a evidência científica atual mostra que não é válida a afirmação dos astrólogos de que seu signo influi em sua vida.Portanto, enquanto a "luz dos astros" tem trazido dúvida e divisão entre os próprios astrólogos, e incerteza e frustração para o povo que anda sem direção, JESUS, o Criador de todos os astros celestes e de todo o Universo, apresenta-se como a verdadeira Luz do Mundo e declara que aqueles que O seguirem não mais andarão em trevas; mas terão a luz da vida (Jo 8,12).



NOSSAS VIDAS ESTÃO NAS MÃOS DE DEUS OU DEPENDEM DOS ASTROS ?


Daniel, o profeta, declara ao rei Belsazar: "Deus, em cuja mão está a tua vida, e todos os teus caminhos..." (Dn 5,23).



Nossas vidas e nossos caminhos estão nas mãos de Deus! Que consolo e descanso é sabermos que nossas vidas estão nas mãos desse Deus amoroso e não em astros e Sígnos do Zodíaco. Para os babilónios, todavia, que se deixavam guiar pelos astros, não foi assim, conforme lemos em Isaías 47,13:



Cansaste-te na multidão dos teus conselhos; levantem-se pois agora os agoureiros dos céus, os que contemplavam os astros, os prognosticadores das luas novas, e salvem-te do que há de vir sobre ti.




Diante de nós está a escolha a ser feita: saber o que dizem os astros a meu respeito, ou saber qual a vontade de Deus para a minha vida. Convém recordarmos as palavras do apóstolo Paulo na sua Carta aos Romanos 12,2:


"E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus"



Desde os tempos antigos, algumas pessoas têm procurado orientações nas estrelas. O zodíaco é uma faixa celeste dividido em 12 seções conhecidas por signos. Os astrólogos o usam como a base de seus prognósticos divulgados nos horóscopos de jornais e revistas. Baseado na data de nascimento da pessoa (sob qual signo), eles definem supostas características da personalidade e afirmam predizerem o futuro da pessoa. Há pessoas que não tomam nenhum passo antes de consultar seu horóscopo ou astrólogo. Como o servo de Deus deve encarar o zodíaco e a prática de astrologia?




A Bíblia aborda esses assuntos de duas maneiras:



1)- Primeiro, qualquer tipo de adoração a estrelas ou outros corpos celestiais é proibido. O fato é que Deus nunca autorizou adoração a nenhuma criatura (Romanos 1,25). Quando algumas pessoas em Jerusalém adoraram o sol, Deus chamou o ato de abominação (Ezequiel 8,15-17), uma palavra bem forte usada para descrever os piores dos pecados. Manassés, um dos piores reis de Judá, cometeu a abominação de se prostrar "diante de todo o exército dos céus" (2 Reis 21,3). O neto dele, o bom rei, Josias, mandou que tirassem do templo as coisas usadas na adoração ao "exército dos céus" (2 Reis 23,4). Sofonias condenou pessoas que adoravam ao Senhor, mas, ao mesmo tempo, adoraram "o exército do céu" (Sofonias 1,5).




2) - Mas, alguém pode se defender dizendo que não adora às estrelas e sim que apenas as consulta para saber mais sobre o futuro. Neste ponto podemos ver a importância da segunda abordagem bíblica: Deus condena qualquer fonte de revelação fora da palavra dele. Deuteronômio 18,9-14 é um trecho interessante a esse respeito. Deus incluiu entre as abominações os advinhadores, prognosticadores, agoureiros, feiticeiros, encantadores, necromantes e mágicos. Ele não somente condenou tais práticas entre os israelitas, mas também disse que as mesmas eram motivos pela destruição dos povos gentios que habitavam a terra de Canaã. Assim ele mostra que a busca e ou simples consulta de revelações de qualquer outra fonte, a não ser o próprio Deus, sempre foi pecado entre qualquer povo em qualquer época.




Como o cristão deve pensar sobre horóscopos, revistas de astrologia, etc.? Deve entender que são coisas abomináveis ao Senhor e que trarão a ira dele. Não convém nem olhar para tais coisas.


A astrologia é um ramo do esoterismo oculto junto à alquimia e à magia. É tida como a arte de predizer o futuro pela posição dos corpos celestes. A sua origem passa por Babilónia, Grécia, Índia e China. Há registos de horóscopos traçados na Grécia já em 2.154 a.C.



O MAPA ASTRAL, O ZODÍACO E OS SIGNOS



O mapa astral é definido como a leitura da suposta influência que os astros têm sobre nós, a partir do nascimento, conforme o signo (carneiro, touro, etc.). Os signos são doze divisões feitas em constelações que integram um cinturão imaginário de nome zodíaco.

 

Os signos são ilusórios. Envolvem três enganos:



1)- O signo é pura especulação



São doze signos para 6 biliões de pessoas. Como uma previsão se cumprirá para tantos ao mesmo tempo? Se o signo diz: "sorte no amor, no dinheiro e na vida ", como fica então, quem é traído, tem prejuízos financeiros e sofre um acidente grave com sequelas permanentes tipo coma e paralisia ?




2)- O signo lida com manipulação psicológica


Quem depende de signo é induzido a depender de provisões meramente humanas - Cl 2,8:

“Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo...”


3)- O signo nega o livre-arbítrio do homem e o amor de Deus, e coloca o homem sob o determinismo.Tira a responsabilidade do homem. O horóscopo é quem toma as decisões. Biblicamente, porém, não há destino. Respondemos pelas nossas escolhas. Se aceitar uma previsão irreversível, negará a intervenção de Deus. É puro fatalismo irracional:



Dt 30,19:  Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência...”


Zac 10,2:  Porque os ídolos têm falado vaidade, e os adivinhos têm visto mentira, e contam sonhos falsos; com vaidade consolam, por isso seguem o seu caminho como ovelhas; estão aflitos, porque não há pastor...”



OS ERROS DA ASTROLOGIA


Deus deseja o melhor para nós. O simples uso do bom senso desmascara o engano da astrologia.


1)- A astrologia exotérica (não astronômica), está errada em relação à posição dos astros:


Ela foi organizada a partir do conceito ptolomaico do universo (Ptolomeu 90-168 d.C). Acreditava-se que o Sol girava em torno da Terra. Eram conhecidos cinco planetas apenas, formando sete com o Sol e a Lua. Mas, a partir de Galileu Galilei (1564-1642) constatou-se a existência dos demais planetas. A Lua, por sua vez, não passa de um satélite. Como acreditar, portanto, na astrologia, já que a sua origem fundamenta-se neste equívoco?


2)- A astrologia está errada em relação à posição espacial da Terra


A Terra inclina-se sobre seu equinócio, assim como o Sol, por causa da precessão dos equinócios. Ela move-se uns 50 segundos por ano, mudando deste modo a sua posição em relação aos demais astros. Com efeito, desde a criação da astrologia temos dois meses a menos. Pense: como as constelações, os signos, podem influenciar as nossas vidas se eles nem sequer estão mais lá?



3)- A astrologia está errada na sua concepção de universo e futuro


Ela faz cálculos acreditando que os astros estão equidistantes uns dos outros. Contudo, o céu que vemos não se trata de um teto. Ele é infinito. Analise: a Lua dista cerca de 386.000 km da Terra e as estrelas cerca de 6.000 anos-luz ou mais de distância (mais de 8,9 triliões de km, acima de 56 quadriliões de km; (um número tão elevado que excede a nossa compreensão), portanto, as previsões astrológicas não passam de fantasias tolas e imaginárias.O futuro a Deus pertence! Então, qual é a lógica das previsões? Tome o Cruzeiro do Sul como exemplo. Ele apresenta-se como cinco estrelas formando uma cruz. No entanto, uma está mais aprofundada no espaço que a outra. Significa que se elas forem vistas fora da Terra ou de outro ângulo, a figura deixará de existir. Logo, as constelações que designam os signos não passam de pura invenção ou mera ilusão de óptica.


A Astrologia portanto, é uma arte de adivinhação, que ensina que as posições relativas do Sol, da Lua e dos Planetas no céu têm uma influência nos indivíduos e nos afazeres humanos. A palavra atual para astrologia na língua Hebraica, significa literalmente ‘divinar os céus’. Adivinhação é a arte de predizer os acontecimentos futuros, ou de revelar informação secreta, através de sinais ou agoiros ou outras actividades sobrenaturais. Deus proíbe o ato de adivinhação (Levítico 19,26).


Quando os Israelitas estavam quase a entrar em Canaã, a Terra Prometida , Deus advertiu-os para não usar o ato de adivinhação. A Bíblia diz em Deuteronómio 18,9 -14:

“Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te dá, não aprenderás a fazer conforme as abominações daqueles povos. Pois todo aquele que faz estas coisas é abominável ao Senhor, e é por causa destas abominações que o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti. Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os advinhadores; porém, quanto a ti, o Senhor teu Deus não te permitiu tal coisa.”


Adivinhação é na realidade considerada um pecado grave. A Bíblia diz em 1 Samuel 15,23:


“Porque a rebelião é como o pecado de adivinhação, e a obstinação é como a iniquidade de idolatria.”



Quando o Rei Nabucodonosor teve um sonho, ele mandou chamar os magos, os feiticeiros e os astrólogos para que lhe contassem o que ele tinha sonhado. Como é que eles responderam? A Bíblia diz em Daniel 2,10:


“Responderam os caldeus na presença do rei, e disseram: Não há ninguém sobre a terra que possa cumprir a palavra do rei; pois nenhum rei, por grande e poderoso que fosse, tem exigido coisa semelhante de algum mago ou encantador, ou caldeu.”



Os astrólogos de Babilónia não foram capazes de ajudar o rei com o seu sonho perturbador. Todavia, Deus abençoou o seu profeta piedoso Daniel com os dons verdadeiros dos Espírito Santo, e ele foi levado à presença do rei para interpretar o sonho. A Bíblia diz em Daniel 2,27-28: 




“Respondeu Daniel na presença do rei e disse: O mistério que o rei exigiu, nem sábios, nem encantadores, nem magos, nem adivinhadores lhe podem revelar; mas há um Deus no céu, o qual revela os mistérios; ele, pois, fez saber ao rei Nabucodonosor o que há de suceder nos últimos dias. O teu sonho e as visões que tiveste na tua cama são estas …” Com a unção de Deus, Daniel pôde descrever e explicar ao rei o seu sonho profético.



O que são os astros diante de Deus?



São apenas criaturas, menores ainda do que nós que somos os reis da criação e filhos de Deus. Quantas pessoas erroneamente colocam o seu futuro a mercê de astros que não podem nada. A astrologia é a ciência que diz que os astros podem nos reger, o que é uma grande mentira. Como é que o sol, a lua ou qualquer planeta pode nos orientar alguma coisa se eles não raciocinam, não pensam e nem podem falar nada? Além disso, eles ficam a milhares de quilômetros de nós É uma verdadeira escravidão, já que a pessoa não pode nem sequer escolher o seu signo, uma vez que já nasce em um ciclo. Na verdade, existem demônios que estão por trás disso tudo querendo receber adoração que é devida somente a Deus:



2 Coríntios 11,14: “E não é de se espantar, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz...”





A Astrologia é superstição e idolatria! Pecado gravíssimo contra o primeiro mandamento da Lei de Deus (Ex 20, 1s) que diz que devemos Amar a Deus sobre todas as coisas. Além do mais, fere a liberdade que Deus nos dá: Quantos cristãos são escravizados pela astrologia (signos, horóscopos, astros) e deixam-se ser levados por criaturas que não podem fazer nada: os astros.Prova disso é que muitos batem no peito dizendo que são donos de seu nariz; mas, quem escolhe a cor da roupa, onde ir, com quem ficar, o número da sorte, são os astros? Dá pra perceber que é puro engano e escravidão completa. Pergunta-se: Quem está por trás de tudo isso proporcionando toda essa idolatria aos astros e escravidão? Satanás! Ele tem inveja da adoração que prestamos a Deus e a quer tomar para si! Por isso, se esconde atrás dos astros e signos do zodíaco.







Não deixe portanto, que os astros rejam  a sua vida. Somente Jesus pode fazer isso. Se liberte hoje mesmo e queime todas as revistas astrológicas, de horóscopos, de signos, e comece a ler a Palavra de Deus que te dá liberdade e orientação para a verdadeira libertação e Salvação.




Nos dias que correm, milhões de pessoas parecem ter deixado de agir como seres racionais. Dois caminhos possíveis ilustram esse rebaixamento do ser humano:




1)- Primeiro, não sabem de onde vieram e porque razão estão neste mundo como pessoas.



2)- Segundo, sabem,  mas a sua consciência está tão cauterizada e de tal modo formatada à banalização dos princípios, valores, modelos e referenciais que aceitam até a mais disparatada teoria.




Senão, vejamos:




O ser humano é um ser superior e foi criado para servir a um propósito do Criador. É um ser superior porque é o único ser que tem raciocínio, constrói pensamentos e fala. Foi dotado destas características que são as do Criador.



Quer queiramos quer não é inútil argumentar sobre este tema sem o recurso da Bíblia Sagrada. Assim, no livro de Gen1,26-27 lemos:


“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou...”





Creio que não haverá dúvidas sobre este texto e concluímos que o ser humano é um ser superior em relação as demais criações de Deus e, como consequência disso, deve ser o dominador. Fica claro que o restante criação está a um nível inferior e é pelo ser humano dominada.



Na hierarquia por Deus estabelecida o ser humano está no topo. A restante criação fica abaixo. O propósito de Deus quando criou o homem não foi apenas para que dominasse a restante criação ou que apenas nascesse, vivesse dezenas de anos e morresse, simplesmente sem mais nada. Não. Deus criou o ser humano em razão da facção de anjos decaídos e seguidores do maligno. Para compensar essa perda Deus criou o ser humano. Portando, o ser humano foi criado para prestar culto, louvar e adorar a Deus e futuramente integrar o seu reino.



Posto o assunto desta maneira pergunta-se: que têm a ver os signos com tudo isto?



Os signos pertencem a inspiração maligna que Deus abomina. A Palavra de Deus repugna e condena toda a sorte de feitiçaria, astrologia, futurologia e todas as teorias oriundas do ocultismo como já vimos acima, tanto no antigo, como novo testamente, pois naquela época os gregos davam o nome de Pitonisas a todas as mulheres que tinham a profissão de adivinhas. Creio que os textos nos esclarecem da procedência do tipo de práticas que se inserem nos horóscopos, ou seja oriundos do ocultismo. Estes consistem na observação dos astros, no momento do nascimento de uma criança, pela qual os astrólogos pretendem prognosticar os acontecimentos da sua vida. Recorrem aos signos em que cada uma das figuras representam as doze divisões do Zodíaco (zona da esfera celeste dividida ao meio pela elíptica e que contém as doze constelações, representadas por animais, que o Sol parece percorrer durante um ano) ou seja cada constelação corresponde a cada uma dessas divisões e são utilizados para com eles vaticinar, adivinhar e prever.




Com esta base poderemos compreender melhor a seguinte explicação:




O ser humano escolhe os seus modelos e referenciais e com eles constrói o seu modo de vida e segue os padrões em que se revê nesses referenciais. Todos nós temos modelos e referenciais. Uns seguem-nos mais cuidadosamente que outros. Mas de uma maneira ou de outra todas as pessoas os seguem. Por exemplo, os cristãos têm Jesus Cristo como seu referencial e modo de vida, os marxistas têm Karl Marx, os nazistas têm Hitler, os ateus Richard Dawkins, os espíritas Alan Kardec, os muçulmanos o profeta Maomé, e por aí adiante. São sempre personalidades fora do comum que os seus seguidores consideram superior, e dos quais recebem diretrizes ou exemplos de conduta. Ainda não vi até aqui, qualquer relato sobre alguém que tenha como referencial ou modelo de vida o mendigo da esquina.






Para iludir e enganar as pessoas o ocultismo reveste-se das mais diversas e sutis estratégias que, quando postas em marcha até têm alguma semelhança com o senso comum ou com a lógica. Estabeleceu o horóscopo cuja simbologia dos signos servem de referencial paras as pessoas que nasceram nos meses que eles representam. Eis aqui a armadilha que a muitos escapa: O ser humano deixa de ter como referência alguém superior a eles e passa a ter como referência: animais, astros, ou coisas. Isto é, o ser humano passa a ser governado e conduzido por estas referências, e não mais por Deus, portanto se caracterizando idolatria, que é tudo aquilo que colocamos no lugar, ou acima de Deus. O seu estatuto de ser humano passa a ser menos reputado do que qualquer besta animal irracional. É vergonhoso, aberrante e degradante tal situação.



Todos nós constatamos diariamente os seguintes fatos que ajudam a nossa compreensão sobre a dimensão e profundidade desta situação:



Nas revistas para o público feminino está sempre em grande destaque o horóscopo e é invariavelmente a primeira página a ser lida. A pessoa quer saber o que lhe vai acontecer nesse dia ou nessa semana. Lê o que vai de encontro às suas expectativas e fica satisfeita. Deixa-se guiar e conduz a sua vida diária em função do que o está escrito no tal signo da semana. Assume-se como carneiro, caranguejo ou outro animal irracional qualquer. Não é isto estranho e pouco inteligente? Dizer que é um animal ou coisa não sugere subestimar a sua inteligência. No horóscopo chinês há lá porco, cão, serpente, macaco, rato e muitos outros animais. Será possível que um ser inteligente se reveja nesses animais irracionais? Parece-me estultícia. Isto reduz a inteligência do ser humano a zero. Os horóscopos impregnam alguma extra dose de expectativa, para que a curiosidade do ser humano venha a ser um trunfo para o sucesso da estratégia. Com títulos elaborados e muito sugestivos que conduzem o pensamento humano a satisfazer a sua curiosidade, coloca verbos e frases feitas que a pessoa deseja ler e que necessariamente vão de encontro ao que ela sempre quis. É o laço maligno bem montado para amarrar a sua presa. Outro exemplo, é o que se passa em programas de televisão onde as pessoas além de serem chamadas pelos seus nomes próprios e de seres inteligentes, também são chamadas pelos seus signos.




A razão pela qual tudo isto acontece tem a ver com a estratégia satânica de arrebanhar as pessoas que se conotam com esses animais através dos signos, para o seu reino. O maligno que ser adorado e retirar a hipótese do ser humano se reconciliar com Deus. É uma maneira hábil de manter amarrados o maior número de pessoas para que não tenham conhecimento da verdade. A verdade é bem diferente: E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará (Evangelho de S. João 8,32). Se desejar saber do seu futuro tem ao seu dispor a Bíblia Sagrada na qual Deus fala à Sua criação. Porque, pois, procurar no local errado?




Por incrível que pareça existem seitas que procuram provar a validade da astrologia pela Bíblia. Um adepto da ordem Rosa Cruz escreveu um folheto cujo título é "Vinte razões pelas quais eu acredito na Astrologia" no qual usa versos bíblicos para consubstanciá-la. Os versos usados são: Gênesis 1,14; Juízes 5,20; Jó 38,31; Daniel 5,11; Mateus 2,2; e Lucas 21,25.



Vamos à refutação:



1)- Gênesis 1,14 - "E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos."



RESPOSTA: Quando a Bíblia indica que os luminares são para "sinais e para tempos determinados" isto quer dizer que os mesmos marcarão o ano para o serviço de Deus (Levítico 23,4;I Samuel 20,5; Isaías 66,23) e serão instrumentos como sinais de juízo ( Isaías 13,10; Ezequiel 32,7; Joel 2,10; Amós 8,9;Mateus 24,29; Atos 2,20; Apocalipse 6,12-14).A função de governar desses luzeiros se restringe ao fornecimento de luz, e não como poderes sobre a vida humana.




2)- Juízes 5,20 - "Desde os céus pelejaram as estrelas contra Sísera desde a sua órbita o fizeram."




RESPOSTA: Esse verso faz parte de um cântico entoado por Débora e Baraque, lendo o capítulo todo vemos uma linguagem poética e figurada. Deus estava contra Sísera, que foi morto na tenda de Jael encravado em uma estaca(Juízes 4,17-24). O verso do cântico que Débora e Baraque cantaram, apenas indica que a vitória era certa para Israel porque a batalha pertencia a Deus, o Criador dos céus e da terra.



3)- Jó 38,31 - "Ou poderás tu ajuntar as cedias do Sete-estrelo ou soltar os atilhos do Órion."


 

RESPOSTA: Esse verso faz parte da conversa de Deus com Jó, o Senhor lhe revela a grandeza de Seu poder e soberania sobre o Universo. O cuidado de Deus se estende para além da raça humana, para o Universo, na qual as estrelas estão incluídas.




4)- Daniel 5,11 - "Há no teu reino um homem que tem espírito dos deuses santos; e nos dias de teu pai se achou nele luz, e inteligência, e sabedoria, como a sabedoria dos deuses; e teu pai, ó rei, o constituiu chefe dos magos, dos astrólogos, dos caldeus e dos adivinhadores."



RESPOSTA: Quem cita essas palavras é a rainha para Belsazar(versos 9-10). O fato de Daniel ter sido nomeado chefe dos magos, astrólogos, caldeus e dos adivinhadores, não quer dizer que ele tenha sido um mago, astrólogo, caldeu ou adivinhador . Se assim fosse teríamos de crer que ele era também politeísta como a rainha disse que ele tinha o "espírito dos deuses santos" e a "sabedoria dos deuses". Nabucodonosor colocou Daniel como governador de toda província da Babilônia e como principal governador de todos os sábios da Babilônia(Daniel 2,48), isto não significa que ele compactuava com os erros dos babilônicos, pelo contrário ele os influenciava com sua fé no Deus vivo. O sonho que Nabucodonosor teve, nenhum mago, astrólogo, encantador ou caldeu pôde interpretar, somente o Deus do céu (Daniel 2,2-7,47), a quem Daniel servia.





5)- Mateus 2:2 - "E perguntaram: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo."



RESPOSTA: Esse é o texto mais usado pelos adeptos da Astrologia para validá-la. No entanto precisamos observar três coisas:



a)- A estrela que os magos viram no Oriente constituiu um anúncio de que o menino Jesus havia nascido. Sabemos disso porque o propósito de Herodes a seus soldados enviados a Belém, foi este: "Vendo-se iludido pelos magos, enfureceu-se Herodes grandemente e mandou matar todos os meninos de Belém e de todos os seus arredores, de dois anos para baixo, conforme o tempo no qual com precisão se informara dos magos.(Mateus 2:16). Portanto a estrela deveria ter aparecido quando Jesus nasceu, e foi necessário que os magos viajassem durante mais de um ano até chegar a Jerusalém, para sua entrevista com Herodes. Aquela estrela não foi uma previsão, mas o anúncio de um fato consumado.



b)- Essa peregrinação dos magos não envolvia alguma adoração aos falsos deuses, nem o poder determinístico do destino. Eles simplesmente receberam o anúncio de Deus, por meio da estrela para que procurassem o rei recém nascido, pois entendiam que esse haveria de tornar-se o regente do mundo.



c)- A estrela não passava de uma estrela sobrenaturalmente enviada por Deus para guiar os magos, sem nenhuma conotação de determinação de futuro ou de outro caráter, serviu apenas de sinal de navegação, como muitas pessoas usam quando estão perdidas em terra, ou no mar.



6)- Lucas 21:25 - "E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e, na terra, angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas."




RESPOSTA:O capítulo trata tão somente apenas da questão dos sinais visíveis da segunda vinda de Jesus no Juízo final, onde Deus usará os corpos celestes como sinais de juízo (verso 26, compare com Apocalipse 6,12-16), não tem nada haver com a astrologia.






Além disso devemos nos lembrar que a maior parte das previsões da Astrologia são vagas e genéricas, ou seja, podendo serem aplicadas a qualquer pessoa. Satanás, de forma subtil e ardilosa está levando a humanidade a acreditar nas práticas que os seus agentes divulgam, conseguindo, desta maneira, afastar as pessoas do propósito divino e a exercerem o que é contrário à vontade de Deus.



Deus é o único Ser que deve ser adorado. Ele é o Criador absoluto e todas as suas criaturas devem-Lhe homenagem, vassalagem e adoração,(incluindo Satanás e os anjos caídos).Deste modo, é pecado grave proceder de modo contrário. Maior pecado constitui, através das mais variadas formas, cultuar Satanás, dando ao diabo o que é devido, unicamente, a Deus.Observemos o que a Palavra de Deus tem a dizer sobre o Ocultismo e o que devemos fazer para denunciar as obras diabólicas que estão amarrar milhões de pessoas sinceras mas pouco esclarecidas. É de lamentar como ainda existem muitos cristãos que têm uma grande apetência pela leitura dos horóscopos, dos signos e de tudo o que se relaciona com o oculto, pensando que não tem grande importância para a sua vida espiritual. Mas estão abrindo brechas na sua vida espiritual e ao consentir que a sua santidade fique manchada com salpicos do inferno.




A crendice popular acrescenta a esta lista outras tantas coisas nas quais assenta a sua confiança espiritual, em vez de confiar unicamente em Cristo e no seu poder: Amuletos, signos de Salomão, cabeça de víbora, alhos, ervas especiais benzidas, unhas de cabra, pés de galinha, passes, benzeduras, simpatias, etc. são coisas que a bruxaria recomenda.



O mundo espiritual é mais real do que possamos imaginar. Se acreditamos em Deus e em todos os seres celestes, então, devemos estar cientes da existência de Satanás e seus demónios. Além disso, temos o dever de nos apartar de TUDO o que tem a ver com o paganismo e idolatria: Oferendas a entidades, desafios, correntes de prosperidades, objetos, livros, revistas, filmes, programas televisivos, seitas, etc.

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger