Este blog não tem figurinhas, não tem anjinhos esvoaçando, nem muito menos espiritualidade emotiva e desencarnada. Tem textos doutrinários longos. Reconheço que é um blog polêmico, e devido a certas circunstâncias nada ecumênico, pois não defendemos o IRENISMO.Porém, consegue que pessoas com quem debateu, escrevam-nos, depois, agradecendo, e nos elogiando. Isto só nos motiva a ficar escrevendo horas e horas a fio, discutindo, debatendo, incentivando, lutando, entre injúrias e ofensas, conclamando a Igreja militante para a luta em defesa da verdadeira fé. Sem falsa modéstia e falsa humildade, é claro que o lavrador sabe que pela qualidade da semente lançada, virá com o tempo o bom fruto pela graça de Deus, tocando a pessoas e afervorando outras. Temos soprado brasas que estavam apagando, e suscitado labaredas de amor a Deus e à Santa mãe Igreja. Temos dado apoio a canas torcidas, que estavam para quebrar.
Tecnologia do Blogger.

NOTÍCIAS ATUAIS

Loading...
ÚLTIMAS POSTAGENS

Papa Francisco : João Batista como todos nós um dia viveu também, a TORTURA DA DÚVIDA

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 6 de fevereiro de 2016 | 14:11




Na Missa desta sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2016, na Casa Santa Marta, o Papa Francisco falou da humildade de Deus. Ele explicou que o estilo de Deus não é o estilo do homem, porque Ele vence com a humildade, como demonstra o fim do maior dos profetas, João Batista, que preparou o caminho a Cristo e depois, colocou-se de lado.



O “maior” dos homens, o “justo e santo” que preparou o povo para a chegada do Messias, termina decapitado na escuridão de uma cela, sozinho e condenado ao ódio vingativo de uma rainha e à covardia de um rei submisso. Assim, Deus vence, comentou o Papa Francisco, relendo, na homilia, o Evangelho que narra a morte de João Batista.


AS TRADIÇÕES PROTESTANTES SÃO HUMANAS OU TODAS ESTÃO NA BÍBLIA ?

Written By Beraká - o blog da família on sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016 | 18:27








Marcos 7,6-8:  “6 Respondeu-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo me cultua com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim; 7 em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens. 8 Vós deixais o mandamento de Deus, e vos apegais tradição dos homens...”



Os protestantes são enfáticos em afirmar que somente a Bíblia é bastante para nortear a fé do homem. Alegam que o Espírito Santo dá a cada um o dom de interpretá-la. Esquecem eles que cada uma das dezenas de milhares de doutrinas hoje existentes, distintas entre si, são resultado da inconsequente iniciativa de cada um de seus fundadores em atribuir para si o poder de interpretar plenamente as Sagradas Escrituras.



Mas como é possível que o Espírito Santo possa fazer com que se interprete um mesmo texto de diversas formas? E, diante de tantas interpretações diferentes e tão contraditórias entre si? qual deve ser seguida?



Eis que tendo formulada toda uma linha doutrinária, cada fundador busca expô-la através de não poucos escritos, para, assim, fazer expandir sua mais nova igreja, pregando toda a "verdade que só ela contém". Os seguidores dessa doutrina, os seus pastores e líderes de comunidades afiliadas recorrem a tais escritos e os tem como guia para caminhar de acordo com a linha teológica que define as verdades a serem pregadas.



Cuidado com o acadêmico e homem de UM LIVRO SÓ

Written By Beraká - o blog da família on quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016 | 12:28






“Timeo hominem unius libri" (Temo os homens de um só livro – São Tomás de Aquino)





O fanatismo se alimenta da monovisão da Realidade.O Homem culto, e verdadeiramente intelectual é educado a ler VÁRIOS LIVROS,sobre vários temas, portanto, tem uma visão mais ampla do que o rodeia. Temo muito quando no ambiente acadêmico determinados mestres, escolhem apenas um livro ou uma visão particularizada de determinado tema, como se fosse o suprassumo acadêmico, e quer impor a qualquer custo este ponto de vista, mesmo sabendo que todo ponto de vista é a vista de um ponto. Por que não trazer outros autores pró e contra a esta mesma visão, deixando o juízo à própria academia e não à sua síntese contaminada pela sua própria visão particular?


É possível provar pela bíblia que uma Mulher podia casar-se e permanecer virgem por votos durante o Casamento?

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016 | 15:20










Comentários do blog Berakash: É preciso entender neste contexto que Maria não era a regra, mas a exceção, em virtude de sua missão: Ser a mãe do nosso Salvador.Na lei de Moisés o preceito existe, e se existe é porque era comum isto acontecer, portanto, Maria ter permanecido virgem mesmo depois de casada com José seu castíssimo esposo, não feria a lei, muito pelo contrário, foi respeitado seu voto por José e por seu Pai Joaquim, conforme assegura a lei de Moisés:


Números 30, 1-13: “1 Moisés disse aos chefes das tribos de Israel: "É isto que o Senhor ordena:2 Quando um homem fizer um voto ao Senhor ou um juramento que o obrigar a algum compromisso, não poderá quebrar a sua palavra, mas terá que cumprir tudo o que disse.3 "Quando uma moça que ainda vive na casa de seu pai fizer um voto ao Senhor ou obrigar-se por um compromisso4 e seu pai souber do voto ou compromisso, mas nada lhe disser, então todos os votos e cada um dos compromissos a que se obrigou serão válidos.5 Mas, se o pai a proibir quando souber do voto, nenhum dos votos ou dos compromissos a que se obrigou será válido; o Senhor a livrará porque o seu pai a proibiu.6 "Se ela se casar depois de fazer um voto ou depois de seus lábios proferirem uma promessa precipitada pela qual se obriga a si mesma7 e o seu marido o souber, mas nada lhe disser no dia em que ficar sabendo, então os seus votos ou compromissos a que ela se obrigou serão válidos.8 Mas, se o seu marido a proibir quando o souber, anulará o voto que a obriga ou a promessa precipitada pela qual ela se obrigou, e o Senhor a livrará.9 "Qualquer voto ou compromisso assumido por uma viúva ou por uma mulher divorciada será válido.10 "Se uma mulher que vive com o seu marido fizer um voto ou obrigar-se por juramento a um compromisso11 e o seu marido o souber, mas nada lhe disser e não a proibir, então todos os votos ou compromissos pelos quais ela se obrigou serão válidos.12 Mas, se o seu marido os anular quando deles souber, então nenhum dos votos ou compromissos que saíram de seus lábios será válido. Seu marido os anulou, e o Senhor a livrará.13 O marido poderá confirmar ou anular qualquer voto ou qualquer compromisso que a obrigue a humilhar-se a si mesma.14 Mas, se o marido nada lhe disser a respeito disso até o dia seguinte, com isso confirma todos os seus votos ou compromissos que a obrigam. Ele os confirma por nada lhe dizer quando os ouviu...”



Você sabe o que é um ESQUERDOPATA ?

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 31 de janeiro de 2016 | 23:25




Esquerdista fanático e doentio que se coloca em oposição a todas evidências contrárias.Esquerdopata vem de "sociopata". Esquerdopata é o esquerdista doentio, ou seja, com alguma paranóia. Infelizmente o ponto exato em que o esquerdista ultrapassa os limites e se torna um esquerdopata é difícil de se verificar. Mas vale alguns indícios, que vou exemplificar: 

As duas Teologias da Libertação: Uma justa e necessária e qual é a outra ?

Written By Beraká - o blog da família on sexta-feira, 29 de janeiro de 2016 | 00:43




COMENTÁRIOS DO BLOG BERAKASH: “Manifestação e prova da atenção com que compartilha esses esforços, são os numerosos documentos publicados ultimamente, entre os quais as duas recentes Instruções emanadas pela Congregação para a Doutrina da Fé, com a minha explícita aprovação: uma, sobre alguns aspectos da teologia da libertação ; outra, sobre a liberdade crista e a libertação . Estas últimas, endereçadas à Igreja Universal, tem, para o Brasil, uma inegável relevância pastoral.Na medida em que se empenha por encontrar aquelas respostas justas – penetradas de compreensão para com a rica experiência da Igreja neste País, tão eficazes e construtivas quanto possível e ao mesmo tempo consonantes e coerentes com os ensinamentos do Evangelho, da Tradição viva e do perene Magistério da Igreja – estamos convencidos, nós e os Senhores, de que a teologia da libertação é não só oportuna mas útil e necessária. Ela deve constituir uma nova etapa – em estreita conexão com as anteriores – daquela reflexão teológica iniciada com a Tradição apostólica e continuada com os grandes Padres e Doutores, com o Magistério ordinário e extraordinário e, na época mais recente, com o rico património da Doutrina Social da Igreja, expressa em documentos que vão da Rerum Novarum à Laborem Exercens.Penso que, neste campo, a Igreja no Brasil possa desempenhar um papel importante e delicado ao mesmo tempo: o de criar espaço e condições para que se desenvolva, em perfeita sintonia com a fecunda doutrina contida nas duas citadas Instruções, uma reflexão teológica plenamente aderente ao constante ensinamento da Igreja em matéria social e, ao mesmo tempo, apta a inspirar uma práxis eficaz em favor da justiça social e da equidade, da salvaguarda dos direitos humanos, da construção de uma sociedade humana baseada na fraternidade e na concórdia, na verdade e na caridade. Deste modo se poderia romper a pretensa fatalidade dos sistemas – incapazes, um e outro de assegurar a libertação trazida por Jesus Cristo – o capitalismo desenfreado e o coletivismo ou capitalismo de Estado.(CARTA DO PAPA JOÃO PAULO II AOS BISPOS DA CONFERÊNCIA EPISCOPAL DOS BISPOS DO BRASIL -Vaticano, 9 de abril de 1986).


Partindo destes princípios, existe não apenas uma, mas várias teologias da Libertação, uma que é útil e necessária, que aquela propagada e defendida pelo magistério da Igreja e que encontra fermento e ressonância em teólogos como: Gustavo Gutierrez,Clodovis Boff, Libânio e em Dom Helder Câmara o profeta da não violência, que propõem uma Teologia mais integral, abrangendo as questões sociais com as existenciais e transcendentais.Porém temos que admitir que existe uma teologia ou teologias da libertação nem tão justa e nem tão necessária,que é aquela defendida por teólogos como: Leonardo Boff, Frei Beto,Marcelo de Barros e Dom Pedro Casaldáglia que já chegou a afirmar que “quando o povo pega em armas deve ser respeitado.”É uma teologia exclusivista e excludente, de caráter meramente imanente,portanto, não integral, pois faz uma opção não preferencial pelo pobre e as questões sociais, mas faz uma opção exclusiva e excludente por estes, não dando espaço a outros temas, considerando-os inúteis e desnecessários.



Idiomas para ver o blog:

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

CATECISMO da ICAR

PESQUISE NA BÍBLIA CATÓLICA

PERGUNTE e RESPONDEREMOS

Acessos

Curta a nossa página!

Postagens mais lidas

COMENTÁRIOS

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger