A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Respondendo de forma Cristã a pergunta: No "adultério consentido" não existe pecado?”

Respondendo de forma Cristã a pergunta: No "adultério consentido" não existe pecado?”

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 10 de janeiro de 2021 | 12:10

 



 

Falar sobre este tema, não nos coloca em situação privilegiada ou imune, pois não existe vacina para nenhum tipo de pecado. Acompanhando pessoas que viveram esta realidade, sem expô-las, partilho aqui o correto ensino da Igreja e o remédio eficaz no combate a este pecado que tem assolado as famílias, incluindo casais e lideranças cristãs (padres e pastores) que ao invés de combater este mal, com a via da santidade, infelizmente, o douraram, minimizaram, justificaram e levaram muitos casais a uma verdadeira escravidão. E quando em algum momento um dos dois após uma experiência de Deus, quiseram sair desta depravação, viram o quanto seu cônjuge já estava totalmente escravizado(a). A boa notícia é que com Cristo e com a verdade que liberta, existe sim um caminho de volta, de retorno, enfim, de conversão, difícil, mas não impossível.


 




MAGISTÉRIO DA IGREJA E O PECADO DO ADULTÉRIO

 

 

Adultério e coração do homem

 

§ 1853 - Pode-se distinguir os pecados segundo seu objeto, como em todo ato humano, ou segundo as virtudes a que se opõem, por excesso ou por defeito, ou segundo os mandamentos que eles contrariam. Pode-se também classificá-los conforme dizem respeito a Deus, ao próximo ou a si mesmo; pode-se dividi-los em pecados espirituais e carnais, ou ainda em pecados por pensamento, palavra, ação ou omissão. A raiz do pecado está no coração do homem, em sua livre vontade, segundo o ensinamento do Senhor: "Com efeito, é do coração que procedem más inclinações, assassínios, adultérios, prostituições, roubos, falsos testemunhos e difamações. São estas as coisas que tomam o homem impuro" (Mt 15,19-20). No coração reside também a caridade, princípio das obras boas e puras, que o pecado fere.

 

 

§ 2517 - O coração é a sede da personalidade moral: "É do coração que procedem más intenções, assassínios, adultérios, prostituições, roubos, falsos testemunhos e difamações" (Mt 15,19). A luta contra a concupiscência da carne passa pela purificação do coração e a prática da temperança:Conserva-te na simplicidade, na inocência, e serás como a criancinhas, que ignoram o mal destruidor da vida dos homens.

 

 

Adultério e desejo

 

 

§ 2336 - Jesus veio restaurar a criação na pureza de sua origem. No Sermão da Montanha, Ele interpreta de maneira rigorosa o plano de Deus: "Ouvistes o que foi dito: 'Não cometerás adultério'. Eu, porém, vos digo: todo aquele que olha para uma mulher com desejo libidinoso já cometeu adultério com ela em seu coração" (Mt 5,27-28). O homem não deve separar o que Deus uniu.A Tradição da Igreja entendeu o sexto mandamento como englobando o conjunto da sexualidade humana.

 

 

§ 2528 - "Todo aquele que olha para uma mulher com desejo libidinoso já cometeu adultério com ela em seu coração" (Mt 5,28).

 

 

Adultério e preceito de Deus

 

 

§ 2052 - "Mestre, que devo fazer de bom para ter a vida eterna?" Ao jovem que lhe faz esta pergunta, Jesus responde primeiro invocando a necessidade de reconhecer a Deus como "o único bom", com o bem por excelência e como a fonte de todo bem. Depois, Jesus diz: "Se queres entrar para a Vida, guarda os mandamentos". E cita ao seu interlocutor os preceitos que se referem ao amor do próximo: "Não matarás, não adulterarás, não roubarás, não levantarás falso testemunho, honra pai e mãe". Finalmente, Jesus resume estes mandamentos de maneira positiva: "Amarás o teu próximo como a ti mesmo" (Mt 19,16-19).

 

 

Adultério injúria imposta à dignidade do casamento - Definição de adultério

 

 

§ 2380 - O adultério. Esta palavra designa a infidelidade conjugal. Quando dois parceiros, dos quais ao menos um é casado, estabelecem entre si uma relação sexual, mesmo efêmera, cometem adultério. Cristo condena o adultério mesmo de simples desejo. O sexto mandamento e o Novo Testamento proscrevem absolutamente o adultério. Os profetas denunciam sua gravidade. Vêem no adultério a figura do pecado de idolatria.

 

§ 2381 - O adultério é uma injustiça. Quem o comete falta com seus compromissos. Fere o sinal da Aliança que é o vínculo matrimonial, lesa o direito do outro cônjuge e prejudica a instituição do casamento, violando o contrato que o fundamenta. Compromete o bem da geração humana e dos filhos, que têm necessidade da união estável dos pais.

 

 

Gravidade do adultério

 

 

§ 1756 - É errado, pois, julgar a moralidade dos atos humanos considerando só a intenção que os inspira ou as circunstâncias (meio ambiente, pressão social, constrangimento ou necessidade de agir etc.) que compõem o quadro. Existem atos que por si mesmos e em si mesmos, independentemente das circunstâncias e intenções, são sempre gravemente ilícitos, em virtude de seu objeto: a blasfêmia e o perjúrio, o homicídio e o adultério. Não é permitido praticar um mal para que dele resulte um bem.

 

 

§ 1856 - O pecado mortal, atacando em nós o princípio vital, que é a caridade, exige uma nova iniciativa da misericórdia de Deus e uma conversão do coração, que se realiza normalmente no sacramento da Reconciliação:Quando a vontade se volta para uma coisa contrária â caridade pela qual estamos ordenados ao fim último, há no pecado, por seu próprio objeto, matéria para ser mortal... quer seja contra o amor a Deus, como a blasfêmia, o perjúrio etc., quer seja contra o amor ao próximo, como o homicídio, o adultério etc.

 

 

§ 1858 - A matéria grave é precisada pelos Dez mandamentos, segundo a resposta de Jesus ao jovem rico: "Não mates, não cometas adultério, não roubes, não levantes falso testemunho, não dó fraudes ninguém, honra teu pai e tua mãe" (Mc 10,19). A gravidade dos pecados é maior ou menor: um assassinato é mais grave que um roubo. A qualidade das pessoas lesadas é levada também em consideração. A Violência exercida contra os pais é em si mais grave que contra um estranho.

 

 

§ 2400 - O adultério e o divórcio, a poligamia e a união livre são ofensas graves à dignidade do casamento.



 


 

A TEOLOGIA MORAL SOBRE O ADULTÉRIO


 

Infelizmente, constatamos hoje que até padres e lideranças Cristãs preferem falar EXCLUSIVAMENTE da libertação social, e não a libertação do pecado, ou seja, querem construir seu próprio paraíso depravado e libertino aqui na terra, aquela cidade dos homens que Santo Agostinho preconizou em sua obra: “A cidade de Deus”. Precisamos aprender o quanto é perigoso a escravidão do adultério e da fornicação, principalmente sendo casado(a).O mundo hoje está vivendo uma total libertinagem, a qual confundem com liberdade, pois trocam de parceiros como troca-se de roupas.Nós servos consagrados(as), separados por e para Deus não podemos nos conformar com este mundo. (Rm 12,2) Nem tão pouco adotar em nosso meio este comportamento depravado e pagão, devemos combater através da palavra de Deus e no combate da fé. A Concupiscência é o desejo desordenado da carne, um mal terrível. (Rm 1,24; 6,12) que leva as pessoas muitas vazes a estas práticas depravadas, viciantes e escravizantes (Mt 19,9; 1Cor.5,1) e a lascívia. (Mc 7,21-23; Gl 5,19) Muitos por não atentarem para a palavra de Deus, caem nestes tipos de pecados, sem ao menos conhecer a profundidade do abismo em que entra e o quão é difícil sair. Por isso é muito importante conhecer todos os detalhes a respeito de cada assunto das escrituras, para que o inimigo de Deus não faça com que venhamos transgredir os santos ensinamentos de Deus, e seja um caminho sem volta. Pecar contra os dez mandamentos é muito grave e muito perigo, podendo levar a pecar contra o Espírito santo. E sabemos que o único pecado que não tem perdão é blasfêmia contra o Espírito santo. (Mt 12,32). Antes, porém de entrarmos no assunto sobre adultério e casamento muito importante saber o que é fornicação e prostituição:

 

a)-Fornicação: Relação sexual ilícita ou acasalamento Ilícito por solteiros ou casados. (Ef 5,5; Ap 21,8)

 

b)-Prostituição: Ato ou efeito de se prostituir. Prostituição é quando a pessoa solteira ou casada, tem relação com uma e com outra em troca de dinheiro, bens e vantagens. (Isaias 47;Ezequiel 16,36ss;Oseias 2,2ss).

 

b)-Adultério: É infidelidade conjugal. Quando um dos cônjuges decide fazer a vontade de satanás, procurando um relacionamento fora de seu matrimonio. (Ex.20,14)

 

 


A REVELAÇÃO DE DEUS NAS ESCRITURAS, NÃO DÁ ESPAÇO PARA O ADULTÉRIO CONSENTIDO:

 

 

O adultério é quando o homem ou a mulher casado(a) no Senhor, ou que vive com um companheiro (a) e tem um relacionamento com outro(a) casado (a), ou solteiro (a) comete adultério. (Ml 2,16)

 

 

 

A pergunta sempre feita: É necessário concluir a fornicação para definir se adultério ou não? Disse Jesus: "Eu, porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para cobiçá-la, já em seu coração cometeu adultério com ela." (Mt 5:28) imagine uma intimidade maior.

 

 

 


 

Reconhecer e dar o nome correto ao problema e buscar ajuda é fundamental para se alcançar a libertação deste mal da carne. Esteja certo de que sua convicção é fruto do trabalho do Espírito Santo que despertou em sua mente o senso de pecado. Cristo é a grande solução! Realmente essa é uma das maiores dificuldades do homem de todas as épocas; os homens são atraídos pela beleza física e às vezes parece impossível apenas achar uma pessoa bonita sem cobiçá-la. Jesus disse que o adultério começa na mente e que, portanto, é preciso ser cuidadoso em não alimentar sentimentos indevidos no coração (cf. Mateus 5,28).

 

 

 

Comungando com Cristo e tendo a poderosa influência do Espírito Santo na vida é possível adotar uma atitude mental saudável e positiva. Você até poderá ver pessoas e achá-las bonitas, o que é natural, mas se pensamentos impuros surgirem, você terá a opção de alimentá-los, e isso se tornaria em pecado, ou você poderá escolher cortar o pensamento e não permitir que ele se desenvolva e o domine.

 

 

O grande segredo para se obter a vitória é se consagrar-se todos os dias à nosso Senhor jesus Cristo. Dessa maneira, sua permanência em Cristo será fortalecida, e quando aparecer uma tentação, você terá muito mais confiança para se apegar ao Senhor e cortar o pensamento impuro. Assim, você terá de aprender a lidar com a situação, dependendo de Cristo e não das ocasiões, cultivando pensamentos úteis e agradáveis a Deus, evitando qualquer lixo visual e obsceno, seja na TV, em revistas, internet, ou em conversas com pessoas, desviadas e afastadas de Deus.

 

 

Quando sua mente começar a “planejar” ou a “fantasiar”, deverá rezar ao Senhor, cortar ou mudar o pensamento. Essa habilidade (domínio dos pensamentos), quando adquirida, é a chave que abre as portas para o sucesso. Não desanime em sua caminhada. Volte-se para Deus em arrependimento e confissão, pois Deus é rico em misericórdia para nos perdoar” (Isaías 55,7).Ele não se cansa de nos perdoar. Sua graça pode transformar seu coração e libertá-lo completamente desse pecado. A graça de Jesus o capacitará para buscar o Céu, sua salvação e de sua família, mas é necessário perseverar! (cf. Lucas 21,19; Hebreus 10,38). O decidir-se pelo equilíbrio na vida sexual já é uma resposta positiva à influência do Espírito Santo, e é um dos primeiros passos para o êxito. É fundamental permanecer em Cristo. Jesus disse:

 

 

“Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim” (João 15:4). Esse é o segredo para a vitória na vida – permanecer em Cristo.

 

 

 

Por fim, não nos esqueçamos do conselho de Paulo:

 

 

“Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nele, nele radicados, e edificados, e confirmados na fé, tal como fostes instruídos, crescendo em ações de graças” (Colossenses 2,6-7).

 

 


(Recomendação de leitura)


Como já dizia São João Paulo II: “O verdadeiro santo não é aquele que nunca cai, mas aquele que ao cair, levanta-se e recorre a misericórdia divina”. Sem em algum momento de sua caminhada você cair, recorra a Jesus imediatamente, busque a confissão, aconselhamento e direção espiritual, pois Ele é fiel em nos perdoar se nos arrependemos e confessamos os nossos pecados(1 João 1,9; Tiago 5,16;João 20,23).Clame a Deus, como o fez Davi, que em sua angústia, orou ao Senhor:

 

“Criai em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável” (Salmos 51,10).

 

 

Ele pode fazer isso em sua vida, pois a Deus nada é impossível!

 

 

__________________________

 

Apostolado Berakash – Se você gosta de nossas publicações e caso queira saber mais sobre determinado tema, tirar dúvidas, ou até mesmo agendar palestras e cursos, entre em contato conosco  pelo e-mail:

 

 

 

filhodedeusshalom@gmail.com

 

 

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim" (João14, 6).Como Católicos, defendemos a verdade contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha a verdade, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por ela até que Ele volte(1Tim 6,14).Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger