A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas no todo ou em parte, não significa necessariamente, a adesão às ideias nelas contidas, nem a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Todas postagens e comentários são de inteira responsabilidade de seus autores primários, e não representam de maneira alguma, a posição do blog. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo desta página.
Home » , , , » Cuidado Pais! Conheça alguns desenhos que não foram feitos para Crianças (principalmente Cristãs)

Cuidado Pais! Conheça alguns desenhos que não foram feitos para Crianças (principalmente Cristãs)

Written By Beraká - o blog da família on quinta-feira, 2 de julho de 2020 | 20:10


(Vídeo desta Foto: https://www.youtube.com/watch?v=tgQv3LwtlFA)







FILMES DA DISNEY "NÃO RECOMENDÁVEIS" PARA CRIANÇAS (PRINCIPALMENTE SE FOREM CRISTÃS)!





Infelizmente, vivemos em um tempo de grandes riscos, principalmente para as nossas crianças que ficam muito tempo em casa. Os pais portanto, devem ficar atentos a tudo o que os filhos assistem, especialmente aos conteúdos que parecem inofensivos. É na contemporaneidade que a criança sofre influência dos meios de comunicação de massa, dentre eles a televisão, que merece um olhar especial sobre os conteúdos erotizados contidos nos desenhos animados. A observação crítica dos desenhos animados dirigidas ao público infantil traz à tona a erotização, propagada de forma “despercebida”, quase que “normal e natural”, expondo a criança a conteúdos inapropriados para quem está em formação e ainda não consegue distinguir entre o certo e errado. Constatou-se que os desenhos erotizados influenciam no comportamento infantil, desde o desejo de compras e uso de roupas curtas, curtíssimas, decotadas, maquiagem, danças erotizadas, e até proceder de certo modo como adulto, imitando ações como beijo na boca, palavras e atos obscenos, nada apropriado esta importante etapa do desenvolvimento. A presença de um personagem homossexual em um filme da Disney é um desses exemplos. No longa Jungle Cruise (ainda sem título no Brasil), o ator Jack Whitehall interpretará o papel, que já é alvo de críticas. Grupos que defendem a preservação da infância se pronunciaram, alegando risco de confusão psicológica para as crianças. Entretanto, embora este seja o primeiro personagem abertamente gay, a produtora já havia incluído um homossexual no remake de A Bela e a Fera. Na trama, LeFou, melhor amigo do vilão Gaston, não apresenta o mesmo comportamento do personagem no desenho lançado em 1991.Além de conteúdo LGBT, a empresa já foi acusada de produzir desenhos com mensagens subliminares e referências sexuais, consideradas impróprias para o público-alvo.



Veja abaixo, uma lista de desenhos com cenas que foram alvo de críticas:





1)-Bambi (1942): A maneira como o protagonista foi ajudado pelo coelho não foi bem-vista por muitas pessoas.



2)-Cinderela (1950): Apesar de não apresentar conteúdo sexual, uma frase chamou a atenção. Em um momento, Cinderela diz ao gato Lúcifer que ele “não pode ser tão mau assim”. O comentário foi considerado uma referência ao próprio diabo.



3)-Bernardo e Bianca (1977): Em uma cena, é possível ver a foto de uma mulher de topless na janela.



4)-Uma Cilada para Roger Rabbit (1988): Neste filme, que mistura bonecos de animação, a personagem Jessica Rabbit aparece sentada de pernas entreabertas, mostrando a parte de baixo do vestido.



5)-A Pequena Sereia (1989):Segundo críticos, um detalhe no castelo do pai da protagonista Ariel imita o órgão reprodutor masculino.



6)-Aladdin (1992): Em uma cena, o Gênio da lâmpada mágica disse uma frase que, traduzida, significa “bons adolescentes, tirem suas roupas”. Há quem diga que durante a exibição nos cinemas algumas crianças chegaram a obedecer ao comando.



7)-O Rei Leão (1994): Apontado como o desenho com o maior número de cenas indevidas, a produção foi criticada até mesmo pelo cartaz oficial onde muitos garantem a presença de uma figura feminina com biquíni fio dental. A imagem pode ser percebida no nariz do pai do personagem Simba. Além disso, também há acusação de que os animadores exibiram seios de mulher e a palavra sex.



8)-Toy Story (1995):Uma cena rápida mostra uma mulher seminua, de seios avantajados, que faz gestos obscenos. Em outro momento, é possível ver um palhaço mostrando o dedo para quem está assistindo.



9)-Hércules (1997):O formato do galo na cabeça de um personagem foi duramente criticado por ser visto como alusão ao órgão reprodutor masculino.



10)-101 Dálmatas (1997): Vários elementos são apontados neste desenho. Já na imagem da capa do DVD, a coleira de um dos cachorros exibe a frase Bitch ‘N, Heat (Vadia e Gostosa, em português). No fundo da mesma imagem há a sombra de uma mulher nua na janela. Por último, existe o símbolo da revista Playboy em um dos cãezinhos. O nome da personagem malvada, Cruella DeVil, também chama a atenção para o nome do diabo (devil, em inglês) exposto várias outras vezes na animação.



11)-Tarzan (1999):O momento em que Tarzan levantou o vestido de Jane foi visto como desnecessário.



12)-Frozen (2013):A conversa entre a princesa Anna e seu novo amigo Kristoff também foi criticada:


– “Você nem sabe se ele tem pé pequeno...” declarou o personagem, à respeito do amor de Anna pelo príncipe Hans




Vejam agora alguns “Desenhos Famosos” que estão PROIBIDOS de serem exibidos em alguns países:






Desenhos animados são apreciados por crianças e adultos. Alguns, sempre muito sarcásticos, são entendidos de diferentes maneiras por pessoas de diferentes idades e diferentes culturas, e é por isso que acabam sendo censurados em alguns países. Encontramos alguns exemplos e pesquisamos um pouco as razões que levaram à proibição. Nem sempre o desenho todo foi proibido, em geral são apenas alguns episódios que ferem algum aspecto da cultura do país e, por isso, naturalmente, foram retirado do ar e proibidos de serem exibidos:




1)- Pokémon:









Onde está proibido: Japão, Turquia e a Liga dos Estados Árabes.




Por quê? Não faz bem para as crianças!


Medidas: capítulo retirado da programação.



Comentários: Em um dos episódios os criadores mostraram uma explosão de maneira bastante atípica: um piscar brilhante na tela com as cores vermelho e azul em uma frequência de aproximadamente 12 Hz. Depois disso, crianças em vários países começaram a reclamar de mal estar. Em alguns casos, os sintomas chegaram até à perda de visão e convulsões. Mais de 600 crianças foram hospitalizadas. O episódio foi tirado da programação em todo o mundo, e passou a ser chamado de 'Shock Pokémon'. O curioso é que o desenho foi proibido justamente no Japão, seu país de origem!!!




2)- Bob Esponja:








Onde está proibido: EUA, Rússia, Europa, Austrália e, depois, em mais de 120 países!




Por quê? Violência e linguagem inapropriada!



Medidas: certos episódios estão proibidos em muitos países. O episódio com o suicídio foi tirado da programação.



Comentários: Dizem que o desenho tem caráter educativo e existe para ressaltar certos aspectos positivos da personalidade humana. No fundo, acontece justamente o contrário. Não existe uma reflexão sobre a má conduta ou pensamentos ruins, quase tudo é perdoado.




3)- Esquadrilha Parafuso:










Onde está proibido: no começo, nos EUA e nos Japão - Depois, no mundo todo!




Por quê? Noções erradas sobre a lei e preconceito em relação aos países asiáticos.



Medidas: o capítulo 1 foi proibido no mundo todo. O capítulo 2, no Japão e, temporariamente, nos EUA.




Comentários: Em um dos episódios, Baloo tinha que transportar uma caixa com um presente em que havia escondida uma bomba. O urso não recebeu nenhum castigo por isso, já que não conhecia o conteúdo da caixa. Segundo os críticos, isso levou as crianças a pensarem que não conhecer a lei livra as pessoas da responsabilidade! Outro episódio polêmico e tirado temporariamente do ar se chama 'Last Horizons'. Segundo a trama, pandas hostis usam Baloo para determinar a localização de uma cidade escondida para o próximo ataque. Muitas pessoas viram na história analogias com a história real.




4)- Os Simpsons:








Onde está proibido: nos EUA, depois no Brasil (alguns episódios) e no resto do mundo!




Por quê? Violência, menosprezo aos valores da família, e insultos a figuras públicas!



Medidas: certos países tiraram alguns episódios do ar, mas não a série toda.




Comentários: Esse desenho sempre gerou muita polêmica nos EUA, principalmente pela maneira como ele trata a família e a conduta de crianças! Houve um episódio que foi considerado muito ofensivo no Brasil. Nele, os personagens visitavam uma cidade brasileira, representada por uma selva cheia de macacos. O episódio foi retirado do ar.





5)-Beavis and Butt-Head:








Onde está proibido? No mundo todo!



Por quê? Vandalismo e sugestão de violência!



Medidas: Capítulo proibido em todo o mundo!





Comentários: A série falava sobre coisas absurdas, mas um episódio passou dos limites: Ele mostrou como coisas em chama podem ser divertidas. Isso inspirou um garoto de 5 anos nos Estados Unidos, e ele incendiou a casa com sua irmã dentro...




6)- Gravity Falls:









Onde está proibido? Na Rússia



Por quê? Propaganda de hábitos nocivos, violência e "pornografia".



Medidas: Eliminação de cenas e frases.




Comentários: O desenho apareceu na TV Russa, mas foi modificado. Algumas piadas foram tiradas e algumas cenas eliminadas. Além disso, a censura é de 12 anos. Um exemplo é o episódio 2, em que Dipper acidentalmente deita sobre o sutiã de Wendy, personagem que tem 15 anos. O episódio foi considerado provocativo aos país e genitores.




7)- Shrek 2:










Onde está proibido? Em Israel.





Por quê? Temas sexuais e insultos a figuras públicas.


Medidas: Retirado de 20 cinemas do país.





Comentários: No desenho, aparece o verbo 'to bobbit'. O verbo surgiu após o caso da família de John Bobbit, nos EUA, em que a esposa cortou o pênis do marido com uma tesoura. Na dublagem, foi feita uma piada sobre um cantor com uma voz peculiar, conhecido do público local. O cantor não gostou da piada e processou os autores da dublagem.




 

CONCLUSÃO:

 

 


Apesar da violência e da sexualidade precoce ser um tema amplamente explorado por desenhos animados, desde os mais clássicos, hoje eles podem estar sendo apresentados de forma mais explícita. Como a criança ainda não possui senso de análise crítica sobre o que assiste, então recomenda-se que o adulto responsável converse com ela sobre os comportamentos dos personagens evitando que sejam reproduzidos os maus comportamentos (vale aqui o principio Paulino ordenado em 1 Tessalonicenses 5,21). Os desenhos animados fazem parte da infância de qualquer criança e que prendem a atenção delas por serem atrativos e interativos devido às suas cores, sons e estilo dos personagens, por exemplo. Esses desenhos também fazem parte da construção da relação da criança com o mundo, pois ela ainda está desenvolvendo sua maneira de pensar e agir a partir de suas “fantasias”, que podem ser criadas a partir deste mundo lúdico. Não é possível restringir o acesso total aos desenhos animados das crianças, mas em contrapartida é viável que os pais mantenham-se atentos ao que eles assistem, uma vez que as crianças devem ser monitoradas sim! Esse limite imposto pelos pais, como os desenhos permitidos, ou não, devem ser parte das regras da casa. Por fim, é sempre bom lembrar que nada substitui as atividades em família, que permitam uma maior integração e diálogo entre seus membros. A criança não pode ser dependente do mundo virtual. Portanto, que os pais levem a sério o planejamento de uma rotina saudável para os filhos e que fiquem atentos se nele estão inclusas atividades como esporte que gostem, atividades com a família, tempo ocioso, tempo adequado para o sono, regras e limites para suas demais ocupações.



 







FONTES DE CONSULTA E BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA:





-https://incrivel.club/admiracao-curiosidades/12-caricaturas-famosas-que-estan-prohibidas-en-muchos-paises-329060/(Visitado: 02/07/2020)


-https://www.fics.edu.br/index.php/rpgm/article/view/799/(Visitado:02/07/2020)


-https://pleno.news/comportamento/top-12-desenhos-disney-que-seu-filho-nao-deveria-assistir.html(Visitado em 02/07/2020)


-https://www.ime.usp.br/~vwsetzer/efeitos-negativos-meios.html(Visitado: 02/07/2020)


-Armstrong, A. e C. Casement (2001). A Criança e a Máquina – como os computadores colocam a educação de nossos filhos em risco. Trad. R.C. Costa. Porto Alegre: Artmed.


-Brown, J.D. et al. (2006). Sexy media matter: Exposure to sexual content in music, movies, television, and magazines predicts black and white adolescents' sexual behavior. Pediatrics, Vol. 118, April 2006


-Carnagey, N.L., C.A. Anderson e B. Bushman (2007). The effect of video game violence on physiological desensitization to real-life violence. Journal of Experimental Psychology, Vol. 43, pp. 489-496. Disponível em www.psychology.iastate.edu/faculty/caa/abstracts/2005-2009/07CAB.pdf (*)


-Collins, R.L. et al. Watching Sex on Television Predicts Adolescent Initiation of Sexul Behavior. Pediatrics, Vol. 114, Nº 3, Sept. 2004, pp. e280-e289. Disponível em www.pediatrics.org/cgi/content/full/114/3/e280.


-Grossman, D. e G. DeGaetano (2002) Wer hat unseren Kindern das Töten beigebracht? Ein Aufruf gegen Gewalt in Fernsehen, Film und Computerspielen [Quem ensinou nossas crianças a matar? Um apelo contra violência em TV, filme e jogos de computadores]. Trad. B. Sandkühler. Stuttgart: Verlag Freies Geistesleben. O original é Stop Teaching our Kids to Kill: a Call to Action against TV, Movie and Video Game Violence. New York: Crown Books, 1999.


-Postman, N. (1999). O Desaparecimento da Infância. Rio de Janeiro: Graphia.


-Young, K.S. e C.N. de Abreu (eds.). Dependência de Internet – Manual e Guia de Avaliação e Tratamento. Trad. M.A.V. Veronese. Porto Alegre: Artmed, 2011.





------------------------------------------------------

 

 

 

 

APOSTOLADO BERAKASHComo você pode ver, ao contrário de outros meios midiáticos, decidimos por manter a nossa página livre de anúncios, porque geralmente, estes querem determinar os conteúdos a serem publicados. Infelizmente, os algoritmos definem quem vai ler o quê. Não buscamos aplausos, queremos é que nossos leitores estejam bem informados, vendo sempre os TRÊS LADOS da moeda para emitir seu juízo. Acreditamos que cada um de nós no Brasil, e nos demais países que nos leem, merece o acesso a conteúdo verdadeiro e com profundidade. É o que praticamos desde o início deste blog a mais de 20 anos atrás. Isso nos dá essa credibilidade que orgulhosamente a preservamos, inclusive nestes tempos tumultuados, de narrativas polarizadas e de muita Fake News. O apoio e a propaganda de vocês nossos leitores é o que garante nossa linha de conduta. A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos as postagens e comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente, a posição do blog. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte. Não somos bancados por nenhum tipo de recurso ou patrocinadores internos, ou externo ao Brasil. Este blog é independente e representamos uma alternativa concreta de comunicação. Se você gosta de nossas publicações, junte-se a nós com sua propaganda, ou doação, para que possamos crescer e fazer a comunicação dos fatos, doa a quem doer. Entre em contato conosco pelo nosso e-mail abaixo, caso queira colaborar:

 

 





filhodedeusshalom@gmail.com



Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 1 Comentário. Deixe o seu!

Anônimo
24 de setembro de 2022 às 18:57

Estão querendo acabar com a infância de nossas crianças! Que triste meu Deus! Volta logo Jesus!

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

TRANSLATE

QUEM SOU EU?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado APOLOGÉTICO (de defesa da fé, conforme 1 Ped.3,15) promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim" (João14, 6).Defendemos as verdade da fé contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha a verdade, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por ela até que Ele volte(1Tim 6,14).Deus é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade. Este Deus adocicado, meloso, ingênuo, e sentimentalóide, é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomás de Aquino).Este apostolado tem interesse especial em Teologia, Política e Economia. A Economia e a Política são filhas da Filosofia que por sua vez é filha da Teologia que é a mãe de todas as ciências. “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

POSTAGENS MAIS LIDAS

SIGA-NOS E RECEBA AS NOVAS ATUALIZAÇÕES EM SEU CELULAR:

VISUALIZAÇÃO DE ACESSOS NO MÊS

ÚLTIMOS 5 COMENTÁRIOS

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger