A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Reflexão de Ivanaldo Santos sobre o Ato Inter-Religioso no dia 30 de setembro na Catedral Metropolitana de São Paulo

Reflexão de Ivanaldo Santos sobre o Ato Inter-Religioso no dia 30 de setembro na Catedral Metropolitana de São Paulo

Written By Beraká - o blog da família on terça-feira, 8 de outubro de 2019 | 23:20

(Ivanaldo Santos)


*Por:  Ivanaldo Santos, filósofo, escritor e professor universitário da UERN


No dia 30 de setembro de 2019 houve um ato Inter-Religioso na Catedral Sé em São Paulo. Em sua essência, tratava-se de gesto promovido por uma organização inter-religiosa, que desejava dar o seu apoio ao Sínodo da Pan-Amazônia, que o Papa Francisco vai abrir em Roma no próximo domingo, dia 06 de outubro. Em si mesmo não se trata de um ato político, ideológico, de apoio a algum partido político ou de apoio a algum grupo no estilo “Lula Livre”.No entanto, para surpresa, como noticiado em algumas redes sociais, houve tumulto no final do evento, alguns militantes políticos portavam estandartes com o slogan “Lula Livre” e alguns jovens católicos consideram essa postura como agressão a fé católica e profanação do templo religioso.



Como esclareceu o Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, na Nota de Esclarecimento sobre o Ato Inter-Religioso na Catedral da Sé:



“Estejamos muito atentos àquilo que ouvimos e lemos e de quem recebemos mensagens. Checagem das informações e discernimento são coisas indispensáveis, para não sermos arrastados por informações de todo tipo. É necessário ver, se as fontes das informações são confiáveis. Há muita fonte poluída por aí e quem bebe de fontes envenenadas, fica envenenado também e pode até morrer”.



De um lado, o templo religioso cristão é a “casa de Deus” (Hebreus 3, 6) e o “corpo de Cristo” (I Coríntios 12, 27). Por isso, merece ser respeitado pelos próprios cristãos e por não-cristãos. Nesse contexto, não cabe dentro do templo religioso atos políticos, ideológicos, e nada no estilo “Lula Livre”. Não se pode permitir que um templo religioso, seja cristão ou de outra religião, seja transformado em palanque eleitoral, em campanha publicitária ou de outra natureza. O templo, acima de tudo, deve ser a “casa de oração” (Mateus 12, 13). Manifestações políticas, ideológicas e de outras naturezas já possuem seus devidos espaços dentro da sociedade. Por isso, deve-se respeitar o espaço do sagrado.Do outro lado, não se pode aceitar, como bem colocou o Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, a existência dentro da Igreja dos chamados “justiceiros”, ou seja, pessoas que, dentro das melhores disposições éticas, terminam caindo no julgamento apressado e até mesmo na calunia e na difamação. De forma lamentável, dentro e fora da Igreja, impulsionados pelas redes sociais, atualmente existem vários “justiceiros” que, por razões diversas, algumas éticas e outras nem tanto, terminam espalhando notícias tendenciosas, meias verdades e até mesmo interpretações equivocadas de fatos que ocorrem.


Diante dessa realidade é preciso haver prudência e moderação, o cuidado com as palavras, o amor a Cristo e ao irmão, a fidelidade ao magistério e a Igreja. Não basta dizer “sou católico” e no outro dia estar nas ruas ou nas redes sociais acusando, de forma apressada, os pastores que, mesmo com suas limitações, guiam o rebanho de Cristo. É necessário evitar que a Igreja se torna um campo, talvez de batalha, entre aproveitadores, os “justiceiros” e de gente infiltrada, militantes políticos, que percebem a Igreja apenas como um palanque eleitoral ou oportunidade para se autopromover nas redes sociais.


*Matéria republicada neste blog a pedido expresso  do autor: Ivanaldo Santos, filósofo, escritor e professor universitário...Descanso eterno dai-lhe Senhor...


Conservadores, católicos e defensores da vida perderam no dia 11/10/2019 o filósofo e professor universitário Ivanaldo Oliveira dos Santos Filho, que faleceu em um acidente de carro na BR 304, entre cidades de Assu e Angicos no Rio Grande do Norte. Ivanaldo faleceu no momento do acidente que envolveu dois carros e um caminhão.O professor da Universidade do Estado Rio Grande do Norte (UERN) pode ser considerado um dos poucos intelectuais católicos presentes no ambiente universitário. Ivanaldo é lembrado com carinho por amigos e pessoas que acompanhavam o seu trabalho. O Prof. Ivanaldo foi graduado em filosofia, pós-graduado com especialização em Metafísica, mestre em Ciências sociais, doutor e pós-doutor em Estudos da linguagem, todos pela UFRN, pós-doutor em Linguística (PUC) e pós-doutor em Filosofia do direito pelo Univem.Prof. Ivanaldo Santos deixou um grande legado. Sua produção acadêmica ultrapassa 530 artigos publicados, sendo em torno de 380 participações em periódicos, seminários e congressos acadêmicos e mais de 150 outras publicações, além de participação em livros. Entre as publicações em periódicos livres o professor Ivanaldo publicou um artigo sobre as obras de G. K. Chesterton na revista Estudos Nacionais, versão impressa.Entre suas obras mais recentes está participação no livro Fraternidade e Misericórdia: Um olhar a partir da justiça e do amor, obra organizada por ele em conjunto com o prof. Lafayete Pozzoli.




Apostolado Berakash


Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger