A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » AS TRADIÇÕES PROTESTANTES SÃO HUMANAS OU TODAS ESTÃO NA BÍBLIA ?

AS TRADIÇÕES PROTESTANTES SÃO HUMANAS OU TODAS ESTÃO NA BÍBLIA ?

Written By Beraká - o blog da família on sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016 | 18:27








Marcos 7,6-8:  “6 Respondeu-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo me cultua com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim; 7 em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens. 8 Vós deixais o mandamento de Deus, e vos apegais tradição dos homens...”



Os protestantes são enfáticos em afirmar que somente a Bíblia é bastante para nortear a fé do homem. Alegam que o Espírito Santo dá a cada um o dom de interpretá-la. Esquecem eles que cada uma das dezenas de milhares de doutrinas hoje existentes, distintas entre si, são resultado da inconsequente iniciativa de cada um de seus fundadores em atribuir para si o poder de interpretar plenamente as Sagradas Escrituras.



Mas como é possível que o Espírito Santo possa fazer com que se interprete um mesmo texto de diversas formas? E, diante de tantas interpretações diferentes e tão contraditórias entre si? qual deve ser seguida?



Eis que tendo formulada toda uma linha doutrinária, cada fundador busca expô-la através de não poucos escritos, para, assim, fazer expandir sua mais nova igreja, pregando toda a "verdade que só ela contém". Os seguidores dessa doutrina, os seus pastores e líderes de comunidades afiliadas recorrem a tais escritos e os tem como guia para caminhar de acordo com a linha teológica que define as verdades a serem pregadas.





Ora, é tão óbvio deduzir-se que em tal situação se consuma o uso de uma tradição seguida com base nos ensinamentos desses homens, e por conseqüência, busca-se absorver os ensinamentos da Bíblia guiados por exposições contidas fora dela.





Partindo desse fato, temos duas afirmações, das quais apenas uma pode ser dada como verdadeira:


1)- Ou os protestantes mantêm submissão aos ensinos doutrinários de seus fundadores, o que caracteriza manter sua tradição;


2)- Ou desviam-se dos ensinos destes homens ao longo da história e culminam na infeliz conclusão de que tais ensinamentos não eram verdadeiros, portanto, sem razão de terem acontecido e não passam de meras doutrinas humanas.



Sendo a última opção o desmoronamento dessa doutrina, nos detenhamos à primeira hipótese: Pois, se os seguidores dessa denominação religiosa mantêm tais ensinamentos doutrinários e os tem como esclarecedores e auxiliares na interpretação da Bíblia mas que foram formulados muitos séculos após o início do Cristianismo, por que não haveremos de reconhecer os escritos daqueles que estiveram com o próprio Jesus, presenciando os milagres, caminhando com Ele em sua missão?



Se os escritos de Lutero, Calvino, Ellen White e demais sectários são estudados e levados em consideração na manutenção das doutrinas de suas correspondentes denominações religiosas dos dias de hoje, por que se reluta em afirmar que apenas os católicos seguem ensinamentos não explícitos na Bíblia?




De fato, nenhuma doutrina sobrevive sem sua sã tradição:







É este conceito de tradição que aplicamos à Sagrada Tradição dos ensinamentos dos Apóstolos e seus sucessores, que não estão consignados diretamente na Bíblia, mas que nós, católicos, reconhecemos como dignos de fé, pois se é inevitável que se deva seguir alguma tradição, com certeza esta deve ser a Sagrada Tradição daqueles que receberam do próprio Jesus a missão de perpetuar o "Depósito da Fé" e a cumprem em todos os tempos. Eles foram incumbidos por Jesus para expandir toda a Revelação Divina e demais ensinamentos advindos por sugestão do Espírito Santo a todas as gerações ao longo da História.




Diante deste horizonte, há que se perguntar se esta sã Tradição possa ter sido corrompida no tempo?



Em tempos de grande apostasia, de fato, não é tão difícil se verificar que somam um grande número as pessoas da Igreja que se deixaram afastar da imemorial tradição advinda de Cristo e dos apóstolos. Não caberia, entretanto, afirmar aqui que a Tradição bimilenar da Santa Igreja já não seja possível ser encontrada em seu seio nos tempos atuais, isto seria mais uma inconseqüente suposição, pois se estaria afirmando que Cristo foi incapaz de cumprir sua promessa de que estaria com sua Igreja até a consumação dos tempos. Nesses tempos difíceis de encontrar a verdadeira fé, é pelos consagrados ensinamentos contidos Sagrada Tradição da Igreja Católica que mais eficazmente se visualiza o caminho por onde se deva trilhar em busca do céu.



Vou descrever aqui alguns fatos que presenciamos atualmente nas igrejas ditas evangélicas:


As igrejas evangélicas oram na base de gritos, fazem questão de ficarem em centros urbanos gritando completamente despreparados para pregar a palavra Sagrada, sem contar nos "cultos" nas suas seitas em que o povo ficam repetindo que nem papagaios: ô glória! "aleluia"; "o sangue de Jesus tem poder"; "sou 100% Jesus" e outros mequetrefes.Onde vai parar este tipo de Cristianismo? "o sangue de Jesus tem poder"... Parem com isso !!!não é sangue de Jesus que tem poder e sim sua essência como Deus, procurem saber o que significa a palavra Cristo e desta forma iram entender o porquê do nome Jesus Cristo, verão que Jesus tem poder com sangue ou sem sangue. Parece até conto de terror que toda vez que fala em Deus se fala em sangue. Não façam isso dizendo que estão falando em nome de Deus, pois isto que vocês fazem não tem nada com Deus.






O que nos diz a Palavra de Deus:


"Quando orardes, não façais como os hipócritas, que gostam de orar de pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa. Quando orares entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á. Nas vossas orações, não multipliqueis as palavras, como fazem os pagãos que julgam que serão ouvidos à força de palavras. Não os imiteis, porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes que vós lho peçais". (Mt 6,5-8)





"Eis como deveis rezar: PAI NOSSO, que estais no céu, santificado seja o vosso nome venha a nós o vosso Reino seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos que nos ofenderam e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal". (Mt 6,9-13)







Por fim, o que dizer das Tradições Protestantes ? São humanas, ou estão  na bíblia ?



1)- Culto Dominical Matutino – Evoluiu da Missa de Gregório no século VI até as revisões feitas por Lutero,Calvino, Puritanos, a tradição da Igreja Livre, Metodistas, Evangelistas Fronteiriços e Pentecostais.



2)- A Centralidade do Púlpito no Culto. Inventada por Martinho Lutero em 1523.



3)- A “Mesa da Comunhão” foi introduzida por Ulrich Zwinglio no século XVI.



4)- Tomar a Ceia do Senhor Trimestralmente – Ulrich Zwinglio (1484-1531).



5)- Congregação Levanta-se e Canta Quando os Pastores entram – Prática adotada do cerimonial da Corte Imperial Romana no século IV. Introduzida na liturgia protestante por João Calvino (1509-1564).



6)- Condenação e Culpa por faltar no culto dominical – Prática adotada pelos Puritanos da Nova Inglaterra no Século XVII.


7)- A Extensa “Oração Pastoral” Que Precede ao Sermão – Adotada pelos Puritanos Protestantes.



8)- Oração Pastoral Proferida em Inglês Elisabetano (idioma arcaico) – Adotada pelos Protestantes Metodistas do século XVIII.



9)- A Meta de Toda Pregação é Ganhar Almas Individualmente – Prática adotada pelos Revivalistas Fronteiriços do século XVIII.



10)- Apelo ao Altar – Prática inventada pelos Metodistas do século XVII e popularizada por Charles Finney (1792-1872).



11)- O Hino “Solo” de Salvação, Visitação Porta-a-Porta com Propaganda/Campanha Evangelística - Por D.L. Moody (1837-1899).



12)- Cartão de Decisão – Inventado por Absalom B. Earle (1812-1895) e popularizado por D.L. Moody.



13)- Curvar a Cabeça com os Olhos Fechados e Elevar a Mão em Resposta à Mensagem de Salvação – Billy Graham no século XX.



14)- Slogan “Evangelizar o Mundo em Uma Geração” – Inventado por John Mott por volta de 1888.



15)- Solo ou Música Coral Tocada Durante a Oferta – Prática copiada pelos Protestantes Pentecostais do século XX.



Depois dizem que os Católicos é que são Tradicionalistas ? Ora tenha paciência com tanta hipocrisia!!!




Realmente a cada dia se confirma:


“O Jesus dos Evangelhos, realmente não é o mesmo Jesus dos evangélicos..."


Só temos a lamentar por tudo isto e por toda esta deturpação do Cristianismo.

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger