A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , , , » Bispos e Arcebispos criticam pontos controversos da Campanha da Fraternidade 2021 – Veja o por que

Bispos e Arcebispos criticam pontos controversos da Campanha da Fraternidade 2021 – Veja o por que

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 20 de fevereiro de 2021 | 10:55

 



Quero deixar claro aqui que não sou contra de forma genérica às Campanhas da Fraternidade e nem à CNBB de um modo geral, pois estaria a cometer injustiça. E faço minhas as palavras do bispo Dom Fernando Guimarães que fez um importante alerta, dizendo que:

 

 

“O tempo da Quaresma não é espaço para se dialogar sobre temas polêmicos e contrários à autêntica doutrina de nossa Igreja. O diálogo inter-religioso precisa ser feito em fórum competentes”.

 

 

Lepra, os excluídos e a Campanha da “Fraternidade” 2021

 


 

Segundo a Comissão da CNBB encarregada das Campanhas da Fraternidade, esta “tem como objetivos: denunciar as violências contra pessoas, povos e a Criação, em especial, as violências cometidas em nome de Jesus; encorajar a justiça para a restauração da dignidade das pessoas, para a superação de conflitos e para alcançar a reconciliação social; animar o engajamento em ações concretas de amor à pessoa próxima; promover a conversão para a cultura do amor em lugar da cultura do ódio...” PORÉM NA PRÁTICA...

 

 

Neste período Quaresmal, veremos muito este tipo de falácia por parte dos defensores da atual “Campanha da Promiscuidade 2021”:

 

 

"... Imagina se víssemos Jesus acolhendo drogados, prostitutas, gente sem religião, os pedintes dos semáforos, homossexuais, gente de outras religiões, ou mesmo os que chamamos LGBT....; com certeza, muitos vídeos saíram no YouTube de alguns padres, outros leigos, e alguns bispos, dizendo: "esta não é a fé católica, não é doutrina....temos que defender a Igreja, não se pode misturar a vida religiosa com essa gente..."

 

 

 

Esta comissão da CNBB que elaborou a atual CF precisa entender é que uma coisa é acolher o PECADOR, isto é bíblico e Cristão, é missão da Igreja e de todos nós batizados e que carregamos este nome, OUTRA COISA É ACOLHER E LEGALIZAR O PECADO, "as ideologias", erros e heresias ...Jesus acolhia e andava com estas pessoas, não para ser igual a elas e aprovar seus pecados. (Ele dizia: VAIS E NÃO PEQUES MAIS) mas, as acolhia para salva-las e liberta-las da ESCRAVIDÃO DO PECADO. Não podemos esquecer que Deus AMA O PECADOR, MAS ODEIA O PECADO...

 

 

 

2 Coríntios 6,14-15: "Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel?..."



 

Prof. Felipe Aquino responde fiéis sobre a Campanha da Fraternidade 2021

 

 

“Os leigos tem o direito e até o dever de manifestar aos seus pastores sagrados a própria opinião sobre o que afeta o bem da Igreja e deem a conhecer essa sua opinião também aos outros fiéis!”

 

 


 

Respondendo ao questionamento de muitos fiéis que o acompanham em seus programas de TV e pelas redes sociais, o Prof. Felipe Aquino trouxe a polêmica do momento, a Campanha da Fraternidade 2021.Ao iniciar sua resposta, ele lembrou que o Código de Direito Canônico dá aos leigos o direito e o dever de dar a sua opinião aos pastores:

 

 

“De acordo com a ciência, a competência e o prestígio de que gozam, têm o direito e, às vezes, até o dever de manifestar aos pastores sagrados a própria opinião sobre o que afeta o bem da Igreja e, ressalvando a integridade da fé e dos costumes e a reverência para com os pastores, e levando em conta a utilidade comum e a dignidade das pessoas, deem a conhecer essa sua opinião também aos outros fiéis”. (CIC §907; Cânon 212,3)

 

 


 

O ESCÂNDALO DA PROMÍSCUA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2021

 


 


 

Todo católico honesto que tem lido do Texto Base da Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2021 e tomado ciência de alguns contextos e personagens envolvidos, têm se perguntando: COMO É POSSÍVEL QUE ISSO ESTEJA ACONTECENDO?

 

 

Gostaríamos de perguntar aos quase 500 bispos que compõem a CNBB:

 

 

1 – COMO É POSSÍVEL que uma pastora que defende o aborto esteja à frente da elaboração de um documento que deve orientar as reflexões dos católicos em todas as paróquias e comunidades católicas do Brasil?

 

 

2 – COMO É POSSÍVEL que os bispos, renunciando a sua missão de conduzir o rebanho de Cristo, entreguem a condução do povo de Deus a uma Pastora abortista, auto declarada feminista, que defende a Ideologia de Gênero e TODAS as demais pautas da esquerda revolucionária?

 

 

3 – COMO É POSSÍVEL que no Texto Base, nas palavras dessa mesma pastora abortista, os senhores bispos apresentem aos católicos a afirmação de que a celebração da Reforma Protestante foi um sopro do Espírito Santo? Então os bispos da CNBB acreditam que o que foi feito por Lutero foi inspirado pelo Espírito Santo, razão pela qual deve ser celebrado com alegria? E também querem que os católicos acreditem e celebrem isso?



 


 

4 – COMO É POSSÍVEL que os senhores bispos apresentem aos católicos a ativista Mariele Franco, como se fosse uma mártir e modelo de defensora dos Diretos Humanos, mesmo sendo essa senhora uma ardorosa defensora do assassinato de crianças que não nasceram, também da Ideologia de Gênero de TODAS as demais bandeiras defendidas pelo PSOL, partido anti cristão?

 

 


5 – COMO É POSSÍVEL que se apresente aos católicos, como exemplo de ações práticas a serem feitas, a visita e a celebração em um Terreiro de Mãe de Santo ou Candomblé?

 

 

6 – COMO É POSSÍVEL que os senhores bispos apresentem um texto onde acusa de serem sem caridade e sem consciência (como que fanáticos) os fiéis que não concordaram com o isolamento generalizado (que NÃO tem NENHUMA base científica) e reivindicaram o seu direito de encontrarem suas Igrejas abertas para receberem os Sacramentos?

 

 

7 – COMO É POSSÍVEL defenderem o ISOLAMENTO social e o irracional fechamento de tudo e depois acusarem o Governo (Federal evidentemente) de ser responsável pelo crescimento do desemprego, pelo aumento da violência doméstica e pela fome? Quem pode explicar essa loucura?

 

 


8 – COMO É POSSÍVEL que os Senhores bispos apresentem aos fiéis católicos um documento completamente ideológico, que reflete as ideias e a linguagem da esquerda revolucionária que tem sido repetida pela grande mídia a todo momento? Estaria também a CNBB se unindo ainda mais a esquerda para tentar colocar os católicos contra os valores conservadores e contra o atual governo pensando nas eleições de 2022?

 

 

9 – COMO É POSSÍVEL que os bispos apresentem aos católicos do Brasil a falsa ideia de que a Igreja é contra as pessoa terem armas para se defender, quando a doutrina e o Catecismo da Igreja afirmam que é lícito as pessoas possuírem armas para defenderem a si e aos seus entes queridos? Desde quando a Igreja concorda com a ideologia do Igualitarismo, com o Irenismo, com o relativismo e outras doutrinas ali expostas, todas já condenadas pela Igreja?

 

 

10 – COMO É POSSÍVEL que os bispos do Brasil apresentem aos fiéis um documento com informações falsas, que já foram desmentidas, como aquelas apresentadas pelo Grupo Gay da Bahia que diz terem sido assassinados 420 pessoas LGBTs em 2018 por motivações homofóbicas? (quando na realidade foram praticados entre eles mesmos como crimes PASSIONAIS).Isso, sem dizer a menção feita ao Aquecimento Global como sendo causado pela ação do ser humano, tese já desmentida por numerosos cientistas.

 

 

11 – COMO É POSSÍVEL que os senhores bispos, pastores do povo de Deus, relativizem de tal forma a doutrina ensinada pela Igreja, e sejam tão indiferentes a salvação eterna do rebanho confiado a seus cuidados?

 

 

Que essa afronta a fé católica e o escárnio que foram expressos nessa Campanha da Fraternidade de 2021 ajudem os fiéis a perceberem a necessidade de se rezar pela conversão de nossos padres e bispos, bem como a necessidade de se estudar mais a Doutrina da Igreja para não serem enganados por aqueles, mesmo sendo autoridades, não possuem a fé da Igreja.Será que algum bispo, ou mesmo sacerdote, terá a coragem de dizer:

 

“SOU CATÓLICO E CREIO NO QUE A IGREJA ENSINA, POR ISSO, ESSA CAMPANHA DA FRATERNIDADE NÃO ENTRA EM MINHA DIOCESE/PARÓQUIA” (?).

 

 

Estamos no aguardo….Discordar e rejeitar todos os erros e aberrações apresentados pelos bispos nessa Campanha da Fraternidade não é ato de desrespeito ou desobediência, mas é antes ato de fé e de amor a verdade, que nos conduz e nos faz permanecer unidos a Deus, Verdade Eterna.

 

 




Quem está por trás da Campanha da Fraternidade?

 

 

 

O Centro Dom Bosco investigou tudo sobre a Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2021 e as notícias não são nada animadoras. Você vai se surpreender ao saber quem está querendo manipular a Igreja Católica. Assista o vídeo no final da publicação.Há alguns dias o Tiba Camargos, liderança católica do movimento pró-vida no Brasil, postou um vídeo fazendo um alerta sobre a gravidade do texto-base da Campanha da Fraternidade de 2021, promovida pela CNBB, fazer uso de uma linguagem que promove a ideologia de gênero, e vincular os crimes contra a “comunidade LGBT” ao “discurso político” e também ao “extremismo religioso”.Desta vez o Centro Dom Bosco prestou um serviço aos católicos e fez um dossiê completo sobre a Campanha da Fraternidade mostrando o que querem e quem está por trás desse movimento que configura-se em um dos mais nocivos momentos de esvaziamento litúrgico/sacramental e de propagação ideológica dentro da Igreja, subvertendo em socialismo ativista um dos momentos mais profundos da nossa liturgia que é a Quaresma.Veja o vídeo no link abaixo:

 

https://templariodemaria.com/quem-esta-por-tras-da-campanha-da-fraternidade/

 

 


 

LGBTQI+ no texto-base da Campanha da Fraternidade 2021? Veja a denúncia.

 

 

Tiba Camargos, liderança católica do movimento pró-vida no Brasil, postou um vídeo fazendo um alerta sobre a gravidade do texto-base da Campanha da Fraternidade de 2021, promovida pela CNBB, fazer uso de uma linguagem que promove a ideologia de gênero, e vincular os crimes contra a “comunidade LGBT” ao “discurso político” e também ao “extremismo religioso”.

 

 

“Quando a gente perde a capacidade de se escandalizar com o absurdo, a gente no futuro vai aceitar aquele absurdo!”

 

 

Não é novidade que a Campanha da Fraternidade, em sua gênese, configura-se em um dos mais nocivos momentos de esvaziamento litúrgico/sacramental e de propagação ideológica dentro da Igreja, subvertendo em socialismo ativista um dos momentos mais profundos da nossa liturgia que é a Quaresma.Seus cânticos, textos, subsídios e materiais de campanha, estão todos aparelhados com a Teologia da Libertação e com as ideologias vigentes. Tudo isso com a anuência dos Bispos, Padres e leigos envolvidos.





No texto-base deste ano, na página 33, item 68 a comissão traz um texto, que longe de ter a finalidade de expor uma realidade de violência, traz consigo toda a carga ideológica que o movimento LGBTQI+ promove. Palavras como: “discurso de ódio, fundamentalismo religioso, vozes contra o reconhecimento dos direitos…” são termos que designam, dentro deste contexto ideológico, o claro ataque à família, à vida, à fé católica e ao ordenamento jurídico e moral da sociedade.Leia abaixo o principal trecho do texto-base da campanha da fraternidade 2021 que se refere a denúncia:

 

“Além disso, é importante salientar que as relações sociais de classe, de gênero, de raça, de etnia estão historicamente interligadas.

 

 

68. Outro grupo social que sofre as consequências da politica estruturada na violência e na criação de inimigos, é a população LGBTQI+. O já citado Atlas da Violência de 2020, mostra que o número de denúncias de violências sofridas pela população LGBTQl+ registradas no Dique 100 no ano de 2018 foi de 1685 casos. Segundo dados do Grupo Gay da Bahia apresentados no Atlas da Violência 2020, no ano de 2018, 420 pessoas LGBTQI+ foram assassinadas, destas 210, 64 eram pessoas trans. Percebe-se que em 2011 foram registrados 5 homicídios de pessoas LGBTQl+. Seis anos depois, em 2017, este número aumentou para 193 casos. O aumento no número de homicídio de pessoas LGBTQI+, entre 2016 e 2017, foi de 127%. Estes homicídios são efeitos do discurso de ódio, do fundamentalismo religioso, de vozes contra o reconhecimento dos direitos das populações LGBTQI+ e de outros grupos perseguidos e vulneráveis...”

 

 


O que ensina a Doutrina da Igreja sobre a ideologia de gênero e o pecado de atos homossexuais?

 

Os pecados que bradam ao Céu e pedem vingança a Deus são quatro:

 

1º Homicídio voluntário;

2º Pecado impuro contra a natureza; (atos homossexuais, bestialidades, sexo anal ou oral mesmo que hetero, etc.)

3º Opressão de órfãos e viúvas;

4º Não pagar o salário a quem trabalha;

 

Por que se diz que estes pecados pedem vingança a Deus?

 

 

 

Diz-se que estes pecados pedem vingança a Deus, porque o diz o Espírito Santo, e porque a sua malícia é tão grave e manifesta, que provoca o mesmo Deus a puni-los com os mais severos castigos.

 

 


Parágrafo 2359 do Catecismo da Igreja Católica:

 

 

 

“As pessoas homossexuais são chamadas à castidade. Pelas virtudes de autodomínio, educadoras da liberdade interior, às vezes pelo apoio de uma amizade desinteressada, pela oração e pela graça sacramental, podem e devem se aproximar, gradual e resolutamente, da perfeição cristã.”

 

 

 

Infelizmente, além de estragar a experiência da quaresma com os temas da Campanha da Fraternidade que destoam totalmente da espiritualidade quaresmal, querem forçar nosso apoio a ideologias anticristãs.

 

 

 

Fonte:https://templariodemaria.com/prof-felipe-aquino-alerta-fieis-sobre-a-campanha-da-fraternidade-2021/

 

 Excelente análise do filósofo de Wilson Gomes: O que vemos atualmente é o Reflexo da sociedade Progressista, ou conservadora?”

 

 

 

Se ao público coube o julgamento moral, na opinião de Wilson Gomes, filósofo e professor titular de Teoria da Comunicação da Universidade Federal da Bahia (UFBA):

 

 

“são sinais reveladores da fragmentação da esquerda identitária, que não tem um projeto de sociedade unificado. A esquerda criou palco, ganhou um espelho e não gostou do que viu, opina Gomes. Esse BBB se tornou um laboratório a céu aberto da fragmentação dessa esquerda identitária que não tem um modelo de sociedade, que é dividida em tribos e que não concilia o discurso da diferença com o da igualdade, disse ele em entrevista à BBC News Brasil. Não há, portanto, espaço para conciliação. É como se cada pedaço da sociedade tivesse que cuidar de si. O que vemos ali é cada um buscando sua superioridade moral e se permitindo comportamentos autoritários e agressivos simplesmente por causa de seu pertencimento a um grupo historicamente marginalizado. Na visão de Gomes, parte-se assim da visão de que o pertencimento a essa minoria que sofreu, me dá um 'Super Trunfo'. E, portanto, o que eu faço tem uma espécie de excludente de ilicitude”

 

 

Racismo do bem?

 

 

 

Parece que estamos falando agora de dois tipos de racismo: um racismo que é condenável quando o vetor vai do branco para o negro e outro racismo para o qual 'se passa pano', que tem que ser chamado de outro nome, porque vai de um negro para outro negro, ou do negro para o branco. A crítica não é então por princípio. Seria por conveniência? Os conservadores acusam os progressistas justamente disso quando falam sobre o suposto racismo do bem ou ódio do bem. 





Na minha visão, a crítica tem que ser por princípio: racismo é racismo, não importa de onde venha, abuso psicológico é abuso psicológico, não importa de onde venha. Autoritarismo que humilha outras pessoas é autoritarismo, não importa de onde venha. Pode ser que o defensor das armas e o antiabortista tomem caminhos separados no futuro, mas não há dúvida de que existe um projeto de sociedade unificada na direita, a partir de uma visão conservadora do mundo. Nesse contexto, Gomes lamenta a ausência de espaços para a construção de diálogos:

 

 

"Não vejo a criação de pontes, a construção de diálogos. A esquerda de hoje é como um arquipélago. A feminista que não se junta com mulher negra, que, por sua vez, não se junta com o homem negro. Trata-se de várias ilhas que, quando se juntam, se chocam. É isso que estamos vendo no BBB que é um reflexo da sociedade dita progressista”, conclui.

 

 

Fonte:bbc.com/portuguese/brasil

 

 

APOSTOLADO BERAKASH: “A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.”

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger