A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas no todo ou em parte, não significa necessariamente, a adesão às ideias nelas contidas, nem a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Todas postagens e comentários são de inteira responsabilidade de seus autores primários, e não representam de maneira alguma, a posição do blog. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo desta página.
Home » , , » Por que a sinceridade não é o único critério da verdade?

Por que a sinceridade não é o único critério da verdade?

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 17 de julho de 2021 | 18:17

 


 

Ser sincero e dizer a verdade não é a mesma coisa, até mesmo porque a sinceridade não é o único critério da verdade.Segundo o filósofo Aristóteles a verdade pode ser definida como:

 

 

“Afirmar o que é e negar o que não é, é a verdade.” (Met.,IV,7,1011b 26 e segs.;v.V,29.1024b 25).

 

 

Sabemos porém que, para nós cristãos, a Verdade é uma pessoa, é um ser: Jesus que nos afirmou sem meio termos: «Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém pode ir até ao Pai senão por mim.” – (João 14, 1-6). Portanto, a verdade não depende do que cada um acha, mas depende do objeto,a Verdade é objetiva: Nesta afirmação vemos que a opinião pessoal (o subjetivismo) de nada vale contra a Verdade revelada por Nosso Senhor Jesus Cristo,e ensinada pelo Santo Magistério da Igreja bem como por seu múnus Pastoral. A verdade não depende do que achamos e nem do que a maioria acha. A maioria ficou contra Cristo, nem por isso Barrabás se tornou inocente e Cristo culpado. Em tempos de polarizações e onde todos temos a liberdade de dizer tudo o que pensamos, não dá para chegar, soltar o verbo e não esperar fogo contra fogo. Assumir que a suas convicções por mais sinceras que sejam, podem não ser aceitas pelo outro, e isto demonstra maturidade e autoconhecimento. Portanto, ser sincero tem a ver com o que você acha certo, e não necessariamente com o que é verdadeiro.




 

 

A que custo devemos proclamar a Verdade?

 

 

 

A todo custo, ainda que isso cause desavenças, ainda que nos custe relacionamentos, ainda que nos custe a dignidade, ainda que nos custe status social, ainda que nos custe a própria vida.A Verdade de Cristo que, por consequência, é a da Igreja tem de prevalecer em todo momento e a qualquer custo:

 

 

 

“Ama a verdade, mostra-te como és, sem fingimentos, sem receios, sem respeito humano. Se a verdade te custa a perseguição, aceita-a; se te custa o tormento, suporta-o. E se, pela verdade, tivesses que sacrificar-te a ti mesmo e a tua vida, sê forte no sacrifício.” (São José Moscati)

 

 

“Quem diz a Verdade perde amizades.” – (São Tomás de Aquino)

 

 

 





 

 

 

É evidente que haverá situações em que dizer a Verdade para que sua luz ilumine as trevas da escuridão do erro de alguém ou de alguma situação acarretará em sacrifícios, por isso devemos sempre lembrar do nosso maior referencial, Nosso Senhor Jesus Cristo. Mas há também nas Santas Escrituras testemunhas vivas de tais proclamações, é só recorrermos ao livros dos Atos dos Apóstolos e lembrarmos do primeiro mártir e padroeiro dos diáconos Santo Estévão que foi em meio aqueles que haviam assassinado o Mestre e desferiu sobre todos eles a Verdade sobre Cristo e sobre seus ensinamentos, o que posteriormente causou seu martírio (Cf. At 7).

 

 

Difícil hoje é perceber a verdade em meio a tantas mentiras que nos cercam todos os dias, porém é muito gratificante perceber a verdade em meio a tudo isto. A verdade é tão preciosa que precisa de tantas mentiras para não ser revelada. Somos constantemente apresentados a tantas mentiras, que passamos a desconfiar da verdade. Mas se negar reconhecer a verdade é nos entregar como diz Bento XVI, à ditadura da arbitrariedade. Existe uma diferença basilar entre opinião e verdade. Opinião nós temos sobre o que desconhecemos. Assim, posso dar opinião sobre o que será o Brasil daqui há 20 anos, sexo dos anjos, ou por que unicórnios tem asas, coisas que ninguém domina com precisão. Porém, não posso afirmar que, na minha opinião, Napoleão foi derrotado em Waterloo. Isso é um fato, e o conheço. Não posso ter opinião sobre ele. Sei que Napoleão foi derrotado em Waterloo. Então do que conhecemos, temos um juízo.Quando temos idéia de um ser que corresponde ao que ele é, então possuímos a verdade sobre aquele ser. A verdade portanto, é a correspondência entre a ideia que se tem de um ser e o próprio ser conhecido. A verdade não depende do que cada um acha, mas depende do objeto. A Verdade é objetiva. Ainda que todo o mundo dissesse que sol é frio, ele continuaria quente. A verdade não depende do que achamos e nem do que a maioria acha.O que domina é a filosofia idealista,ou achista, pela qual cada um tem uma idéia das coisas que supostamente conhece.É o que se chama de subjetivismo, que o Papa João Paulo II condenou na encíclica Veritatis Splendor. Se cada um tem uma idéia diferente das coisas, fica impossível dialogar. Cada um teria a sua "verdade" particular. O lugar em que cada um tem uma verdade particular e que crê completamente nela se chama hospício, ou então mundo moderno.No hospício, todo o mundo fala,tem certeza, e ninguém se entende.Exatamente como em nosso tempo. O pior é que hoje, quando ninguém mais se entende (pois cada um tem a sua "verdade") se fala tanto em diálogo.



Concluo dizendo que não dê importância à sua opinião e à opinião pessoal de ninguém. Sobretudo, não acredite na verdade criada pela maioria, mas que não é evangélica e nem Cristã. Veja como a maioria acredita na rede Globo e nos meios de comunicação parcialistas. Jamais siga a maioria. Foi a maioria que gritou: Viva Barrabás! Siga a Verdade, siga a Cristo e a sã doutrina da Igreja. Não faça parte do rebanho da propaganda de opiniões.




Efésios 4,13-16: "até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da estatura da plenitude de Cristo. O objetivo é que não sejamos mais como crianças, levados de um lado para o outro pelas ondas teológicas, nem jogados para cá e para lá por todo vento de doutrina e pela malícia de certas pessoas que induzem os incautos ao erro. Longe disso, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo. Dele todo corpo, ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função. Como devem agir os que creem..."

 

 

------------------------------------------------------

 


Apostolado Berakash – Se você gosta de nossas publicações e caso queira saber mais sobre determinado tema, tirar dúvidas, ou até mesmo agendar palestras e cursos em sua Igreja, grupo de oração, paróquia, cidade, pastoral, e ou, movimento da Igreja, entre em contato conosco  pelo e-mail:

 


 

filhodedeusshalom@gmail.com

 

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

TRANSLATE

QUEM SOU EU?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado APOLOGÉTICO (de defesa da fé, conforme 1 Ped.3,15) promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim" (João14, 6).Defendemos as verdade da fé contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha a verdade, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por ela até que Ele volte(1Tim 6,14).Deus é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade. Este Deus adocicado, meloso, ingênuo, e sentimentalóide, é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomás de Aquino).Este apostolado tem interesse especial em Teologia, Política e Economia. A Economia e a Política são filhas da Filosofia que por sua vez é filha da Teologia que é a mãe de todas as ciências. “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

POSTAGENS MAIS LIDAS

SIGA-NOS E RECEBA AS NOVAS ATUALIZAÇÕES EM SEU CELULAR:

VISUALIZAÇÃO DE ACESSOS NO MÊS

ÚLTIMOS 5 COMENTÁRIOS

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger