A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » A parábola sobre a pintura do francês Jean-Léon Gérôme: “A Verdade saindo do Poço”

A parábola sobre a pintura do francês Jean-Léon Gérôme: “A Verdade saindo do Poço”

Written By Beraká - o blog da família on segunda-feira, 23 de novembro de 2020 | 18:58

 


 

A pintura “A Verdade saindo do Poço” (1896), mostrada na ilustração desta postagem, é de autoria de Jean-Léon Gérôme, escultor e pintor francês, e está ligada a uma parábola muito popular do século XIX:

 

 

Verdade e a Mentira se encontram em um dia e a mentira Mentira diz à Verdade:

 

"Hoje está um dia maravilhoso!" 

 

A Verdade olha para os céus e suspira, pois o dia era realmente lindo. Elas passaram muito tempo juntas, caminhando e conversando até chegarem finalmente ao lado de um poço. A Mentira então propõe à Verdade:

 

“A água está muito boa, vamos tomar um banho juntas!”


 

A Verdade apesar de desconfiada, testa a água e descobre que ela realmente está muito boa. Elas se despiram e começaram a tomar banho. De repente, a Mentira sai da água, veste as roupas da Verdade e foge. A Verdade, furiosa, sai do poço com um chicote e corre para encontrar a Mentira e pegar suas roupas de volta. O Mundo, vendo a Verdade nua, desvia o olhar, com desprezo. A pobre Verdade constrangida volta ao poço e desaparece escondendo nele sua vergonha. Desde então, a Mentira viaja ao redor do Mundo, vestida como se fosse a Verdade, satisfazendo as necessidades da sociedade, porque, em todo caso, o Mundo não nutre nenhum desejo de encontrar a Verdade como ela é: “nua e crua”.

 

 

 


 

A REVOLUÇÃO DA MENTIRA PARA DESTRUIÇÃO DE NOSSA CIVILIZAÇÃO PELA REENGENHARIA SOCIAL COMUNISTA

 

 

(Autoria atribuída a George Mazza)

 

 

Temos praticamente várias REVOLUÇÕES em curso no Brasil  e no mundo ao mesmo tempo:

 

I - REVOLUÇÃO POSITIVISTA:

 

 

1. Negação dos costumes;

2. Ativismo judicial;

3. Estado-juiz acusador;

4. Negação do Direito Natural;

5. Garantismo penal.

 

II - REVOLUÇÃO CULTURAL:

 

 

1. Negação cultural das obras de arte clássicas;

2. Boicote a livros, filmes, músicas que não favoreça narrativas;

3. Desrespeito a símbolos históricos;

4. Promoção da imigração descontrolada.

 

III - REVOLUÇÃO MORAL:

 

 

1. Relativização dos valores tradicionais;

2. Rejeição do passado;

3. Materialismo;

4. Realidade subjetiva;

5. Empobrecimento das relações humanas.

 

IV - REVOLUÇÃO SEXUAL:

 

 

1. Normalização da pedofilia;

2. Legalização da prostituição;

3. Incentivo à masturbação;

4. Erotização precoce;

5. Incentivo à promiscuidade sexual;

6. Incentivo à pornografia;

7. Disseminação da ideologia de gênero

8. Apoio irrestrito à pauta radical LGBT;

9. Normatização do "casamento" entre pessoas do mesmo sexo;

10. Normalização do incesto;

11. Facilitação do divórcio;

12. Reconfiguração do instituto familiar;

13. Feminilização do homem;

14. Masculinização da mulher;

15. Normalização da ressignificação sexual;

16. Rotulação genérica e unissex.

 

V - REVOLUÇÃO DA LINGUAGEM:

 

1. Disseminação de termos indefinidos, como "homofobia", “transfobia”, “direitos sexuais”, “direitos reprodutivos”, “gênero”, “interrupção da gravidez” etc.;

2. Reconstrução ideológica do vocabulário (“todxs”, “alunxs”);

3. Ressignificação de conceitos fundamentais como casamento, família, vida;

4. Transposição da ideologia da opressão (antes burguesia vs. proletariado, agora homem vs. mulher) para as palavras (todos e todas, alunos e alunas etc.)

5. Pós-verdade;

6. Esvaziamento/Inversão do sentido de significado e significante das palavras;

7. Limitação do vocabulário (supressão do erudito) na reedição de obras clássicas.

 

VI - REVOLUÇÃO EDUCACIONAL:

 

 

1. Doutrinação escolar e universitária;

2. Revisionismo Histórico;

3. Formação de militância política entre alunos;

4. Orientação ideológica de professores;

5. Emburrecimento programado;

6. Socioconstrutivismo desconstrucionista

7. Analfabetização funcional de alunos;

8. Ocupação ideológica de Universidades e Institutos;

9. Rejeição da educação clássica.

 

VII - Revolução Econômica:

 

 

1) Derrubada das economias ocidentais;

2) Compra de empresas nacionais;

3) Patrocínio a ditaduras de esquerda;

4) Estado como patrimônio particular;

5) Subsídios sociais como moeda de troca.

 

VIII - Revolução Político-Jurídica:

 

 

1) Retomada de poder pela via jurídica ocupacional.

2) Ruptura da segregação dos poderes;

3) Usurpação de prerrogativas;

4) Ingerência internacional em território brasileiro;

5) Patrocino advocatício a militantes de causas revolucionárias;

6) Desencarcerização de presos;

7) Criação de tipos penais já existentes (feminicídio);

8. Equiparação ilegal de crimes penais (atentado violento ao pudor e estupro como crimes culposos).

9) Ingerência do Estado em assuntos de foro íntimo (Ex.: Lei da Palmada)

 

IX - REVOLUÇÃO MIDIÁTICA:

 

 

1. Construção de narrativas dissimuladas (fake news, gabinete do ódio);

2. Parcialidade das informações;

3. Omissão da verdade;

4. Desinformação

5. Espiral do silêncio;

6. Fim da liberdade de expressão;

7. Criminalização da opinião.

 

X - REVOLUÇÃO COMPORTAMENTAL:

 

 

1. Isolamento social;

2. Lockdown radical;

3. "Novo normal";

4. Reengenharia humana;

5. Testes de comportamento;

6. Realidade distópica;

7. Legalização das drogas para uso lúdico.

8. Política Antimanicomial.

 

 

XI - REVOLUÇÃO DE GUERRILHA:

 

 

1. Desarmamento civil;

2. Proteção da criminalidade;

3. Invasão de zonas rurais;

4. Invasão de propriedades urbanas;

5. Manifestações violentas de rua;

6. Ocupação de prédios públicos (escolas, universidades);

7. Desmilitarização da Polícia Militar e unificação das Polícias.

 

XII - REVOLUÇÃO CIBERNÉTICA:

 

 

1. Controle da informação e de dados pessoais;

2. Participação em conglomerados tecnológicos;

3. Censura tecnológica;

4. Patrocínio ao sequestro e destruição de informações;

5. Disseminação global de tecnologias de comunicação (móvel e física);

6. Disseminação de entidades de fast-checking;

7. Implantação de nanochips.

 

XIII - REVOLUÇÃO AMBIENTAL:

 

 

1. Ativismo da causa animal;

2. Mãe-terra;

3. Deus-gaia;

4. Redução populacional para preservação do Meio Ambiente;

5. Reengenharia ecológica;

6. Ecoterrorismo.

 

XIV - REVOLUÇÃO RELIGIOSA:

 

 

1. Perseguição aos cristãos;

2. Apoio a religiões anticristãs;

3. Teologia da Libertação;

4. Teologia da Prosperidade;

5. Proibição de uso símbolos religiosos;

6. Criminalização dos cultos e missas;

7. Destruição moral de seminários;

8. Assédio a seminaristas.

 

A frente de batalha que temos pela frente é extensa! No final do século  passado dormimos e deixemos ou outros  fazer  política. Acordamos  15 anos  depois  com nosso  país  destruído  pelo socialismo/comunismo e o povo com a mente sequestrada. Seja patriota, ajude  a salvar o Brasil do comunismo.

 

 




Se a sociedade não está doente, nós estamos cegos

 

(Por: PATRICIA LAGES - R7)

 

 

O raciocínio tem sido cada vez mais ignorado, enquanto sentimentos e emoções dão vazão a comportamentos e crenças sem o menor cabimento. Aos poucos e de forma sorrateira, ideias absurdas começaram a ser incutidas na mente das pessoas, quase sempre travestidas de arte e cultura, onde, segundo dizem, há licença para tudo. O saldo dessa operação tem se mostrado o pior possível. Crianças sendo privadas da infância – graças a uma cultura que enaltece a “adultização” – sem serem educadas por seus próprios pais e cada dia mais expostas a uma avalanche de ideologias que só fazem confundir. Em nome de uma suposta igualdade, elas não podem mais nem sequer ser chamadas de menino e menina. E, em nome de uma suposta liberdade, cada vez mais cedo devem definir – por conta própria – sua sexualidade dentre mais de setenta opções de “gênero”.

 

 

Enquanto isso, adultos agem feito crianças: fogem de suas responsabilidades, compram o que não podem, arriscam a vida em comportamentos destrutivos e culpam terceiros por seus próprios fracassos. Filhos adultos, fortes e saudáveis que além de não abrirem mão de viver na dependência de pais idosos, ainda os fazem criar e sustentar os netos.

 

 

Mulheres cada vez mais endurecidas e homens cada vez mais perdidos. Elas mandam, lideram e se dizem empoderadas, enquanto eles calam, são passivos e se omitem por conveniência. Elas vivem ansiosas e frustradas, enquanto eles parecem estar anestesiados.

 

 

O casamento que dá origem à família, célula mater da sociedade, é considerado uma instituição falida, ultrapassada e sem valor, a não ser que seja entre pessoas do mesmo sexo. Nesse caso, ele é celebrado e incentivado. A sociedade se acostumou tanto com a inversão de valores que não consegue mais perceber a diferença entre cuidado e controle, prevenção e medo, ciência e estupidez.

 

 

A maior prova disso tem sido a submissão a imposições sem o menor cabimento. Nesta quarentena forçada, chegamos ao ponto de ver pessoas dirigindo, sozinhas em seus carros, mas usando uma máscara caseira, feita de um tecido qualquer, para se proteger de pessoas que nem estão ali. Onde o horário do comércio foi reduzido “para evitar aglomerações”, enquanto o horário das eleições foi ampliado exatamente com o mesmo propósito. É totalmente aceito o distanciamento social nos pontos de ônibus, assim como também é aceitável sentar lado a lado com outros passageiros uma vez dentro do coletivo. Nos aviões não é diferente, pois há regras de distanciamento até mesmo no corredor da aeronave, mas uma vez sentados, o risco de adoecer desaparece e todos podem ficar bem juntinhos, como sempre foi.

 

 

Estamos sendo obrigados a agir feito idiotas, fingindo que somos inteligentes, e quem expõe essa situação ridícula é chamado de genocida, homicida, inseticida... mas a verdade é que quem não percebe que a sociedade está doente já perdeu sua visão crítica e o único remédio capaz de conter esse mal chama-se raciocínio.

 

 

Quanto antes começarmos o tratamento, mais chances teremos de cura.

 

*Patricia Lages é autora de 5 best-sellers sobre finanças pessoais e empreendedorismo e do blog Bolsa Blindada. É palestrante internacional e comentarista do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

 

 

-----------------------------------------------------

 

 

 

Apostolado Berakash – Trazendo a Verdade: Se você gosta de nossas publicações e caso queira saber mais sobre determinado tema, tirar dúvidas, ou até mesmo agendar palestras e cursos em sua paróquia, cidade, pastoral, e ou, movimento da Igreja, entre em contato conosco  pelo e-mail:

 

 

 

filhodedeusshalom@gmail.com

 

 

 

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger