A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » A verdade sobre a doutrina da NOVA CULTURA da Coexiste e de outras Seitas

A verdade sobre a doutrina da NOVA CULTURA da Coexiste e de outras Seitas

Written By Beraká - o blog da família on quinta-feira, 4 de agosto de 2016 | 16:13







Comentários do blog Berakash: A verdade que é a palavra de Deus revelada por seu filho Jesus Cristo nos diz: “Prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo, convence, repreende, exorta com toda a paciência e ensino.Pois virá tempo em que os homens não suportarão a sã doutrina, mas desejosos de ouvir coisas agradáveis, cercar-se-ão de mestres segundo os seus desejos,e desviarão os ouvidos da verdade e se aplicarão às fábulas.Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta os sofrimentos, faze a obra dum evangelista, desempenha bem o teu ministério...”( II Tim 4,2-5).

“E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras...”( João 14,3-11).




Coloquemos de outro modo a questão: pode ser verdade que não existe nenhuma verdade? Só há duas respostas possíveis: “sim, é verdade que não existe nenhuma verdade”. Ora, quem diz isso, assume, talvez inconscientemente, que há alguma verdade; e se alguém disser “não, não pode ser verdade que não exista a verdade”, certamente estaria usando melhor a sua razão e teria encontrado a resposta lógica. De modo que, com uma resposta ou outra, a conclusão é sempre a mesma: não pode existir um “relativismo absoluto”, a verdade sempre faz parte do nosso pensamento e discurso.A consequência disso é, que por incrível que pareça, o relativismo só pode ser relativo, uma vez que só pode ser parcial. Isso porque é sempre necessário aceitar que há alguma verdade, que algo pode ser conhecido. Certo tipo de relativismo pode ser até aceito para as opiniões, que são afirmações de algo pouco fundamentado, de modo quando se opina se há receio de que a afirmação contrária seja a verdadeira. Mas nem tudo na nossa comunicação é simples opinião. Aristóteles dizia que como a verdade é uma realidade primeira do nosso pensamento, quem nega a verdade, afirma a verdade. Ou seja:“Quem nega que ela exista, sabe já o que ela seja e supõe que é verdade a sua não existência, o que é uma contradição em termos.”Outro modo de fugir ao compromisso com a verdade seria assumir a posição cética, ou seja, aquela postura de certos pensadores que dizem não ser possível nem afirmar, nem negar a verdade. Quem assume essa posição, certamente se livra da linguagem e da “Gramática”, mas isso traz consigo uma consequência nefasta: “não negar nem afirmar algo, faz o ser humano se tornar semelhante a uma planta, com quem não é educado discutir.”O relativismo só pode, pois, ser relativo, ou seja, só pode ser aplicado a algumas afirmações e nunca a todas. A verdade não pode jamais ser excluída da vida e da linguagem humana, a menos que alguém se conforme em viver como uma planta. F. Nietzsche só pôde dizer que a verdade é «um exército de metáforas», uma «ilusão», uma moeda sem valor porque ?“Por que ele sabia perfeitamente o que é uma metáfora, uma ilusão, uma moeda com valor e uma sem valor, do contrário não teria o critério de julgamento.”Portanto, negar uma verdade implica sempre em aceitar uma outra verdade que sirva de parâmetro para negar a verdade primeira, o que pressupõe um conhecimento da alguma verdade anterior, o que negaria um relativismo absoluto, pois ao afirmar que tudo é relativo, estamos absolutizando o próprio relativismo, que tem como pressuposto negar qualquer verdade absoluta, ou seja: tudo é relativo é uma verdade absoluta, ou relativa ? Ora, se é uma verdade absoluta ela nega então o próprio relativismo. o importante não é ter uma opinião mas saber o que a coisa é.Opinião nós temos sobre o que desconhecemos. Assim, posso dar opinião  sobre o que será o Brasil daqui há 20 anos. Ou sobre o que é "xoró no avesso", coisa que ninguém conhece.Mas não posso afirmar que, na minha opinião, Napoleão foi derrotado em Waterloo. Isso é um fato, e o conheço. Não posso ter opinião sobre ele. Sei que Napoleão foi derrotado em Waterloo. Então do que conhecemos, temos um juízo.Quando temos idéia de um ser que corresponde ao que ele é, então possuímos a verdade sobre aquele ser. A verdade conceitual é portanto a correspondência entre a idéia que se tem de um ser e o próprio ser conhecido.A verdade não depende do que cada um acha, mas depende do objeto. A Verdade é objetiva.Ainda que todo o mundo dissesse que sol é frio, ele continuaria quente.A verdade não depende do que achamos e nem do que a maioria acha. A maioria ficou contra Cristo, nem por isso Barrabás se tornou inocente e Cristo culpado. Hoje infelizmente domina o achismo. Cada um acha o que quiser . Por isso, todo o mundo dá opinião sobre as coisas, e ninguém tem certeza de nada.O que domina é a filosofia idealista - ou achista - pela qual cada um tem uma idéia das coisas que conhece. E que é essa idéia que temos que faz a coisa ser o que ela é. É o que se chama de subjetivismo, que o Papa condenou na encíclica Veritatis Splendor. Se cada um tem uma idéia diferente das coisas, fica impossível dialogar. Cada um teria a sua "verdade" particular. O lugar em que cada um tem uma verdade particular e que crê completamente nela se chama hospício, ou então mundo moderno. No hospício, todo o mundo fala. ninguém se entende. Exatamente como em nosso tempo. O pior é que justamente hoje quando ninguém mais se entende e ninguém conhece mais a verdade(pois cada um tem a sua "verdade"), se fala tanto em diálogo.Então, não dê importância à sua opinião e à opinião de ninguém. Sobretudo, não acredite na maioria.Foi a maioria que gritou: Viva Barrabás e crucifica Cristo !!! Siga a Verdade PLENA que é Cristo!!!



O QUE SÃO AS SEITAS ?


Os sociólogos freqüentemente discordam sobre a definição do que são as seitas. Parte do consenso parece residir no fato de que estes são grupos religiosos com pouco reconhecimento da sociedade. Outros afirmam que uma seita está ligada a um grupo ideológico com um líder carismático e o,  autoritário que priva seus seguidores de boa parte de seu livre-arbítrio exercendo uma grande influência sobre eles. Qualquer que seja a melhor definição aqui nós apresentamos algumas das seitas mais controversas de todos os tempos.



O QUE É A NOVA CULTURA DA COEXISTE E A QUE SE PROPÕE ?





Segundo seus fundadores a COEXISTE é uma empresa de cursos e treinamentos e também consultoria empresarial e comunicação.(Na área existencial).Aparentemente, nada de novo, na verdade, tudo novo. Em um mundo de ilusões, somos a verdade; em um mundo de competitividade, somos o servir; em um mundo de diferenças, somos o reconhecimento da igualdade; em um mundo de indivíduos, somos a unidade.



COEXISTE - NOVA CULTURA - QUEM SOMOS? 



Somos aqueles que decidiram assumir quem são. Aqueles que se desvestiram do que não eram e, simplesmente, se uniram na única meta de compartilhar o que é de todos e está em todos, independente do grau de consciência que se tenha da verdade sobre si mesmo.


O QUE FAZEMOS COM ISSO?


Ministramos cursos, palestras, treinamentos e consultoria que tornam possível o desenvolvimento da consciência de cada um que pela verdade se interesse. Seja em âmbitos vistos como pessoais ou corporativos, o exercício do que é verdadeiro é o mesmo.


CONTEÚDO


Conhecimento é contato direto com o que se quer conhecer. Conhecer a si mesmo é transpor as barreiras do intelecto e alcançar o âmbito do espírito. Os conteúdos oferecidos pela Coexiste sob diversas formas têm a função de estabelecer-se como ponte para que o contato com você mesmo seja possível, passando para estável, até alcançar o definitivo. Comece por aqui.



SOBRE O LIVRO “EU SEI A VERDADE E MEU CELULAR É...”



O que é a verdade? A verdade é o que é. A verdade é o que não depende de nada para ser. A verdade é o que não muda. A verdade é a única correspondência perfeita com o fato. Nosso relacionamento pode, de forma muito simples e amorosa, começar na leitura do livro que contém na capa essa verdadeira declaração. Este livro nasceu do sincero desejo de oferecer, a todos, uma possibilidade de minimizar ou eliminar suas angústias e facilitar o caminho até o reencontro com a realidade do que cada um verdadeiramente é(?)...Somos um meio de comunicação Somos um acesso ao Amor e à Verdade. Somos a manifestação do que é ser Um. Somos a Paz de um relacionamento inameaçável. Somos símbolos da compaixão, nascida no reconhecimento da Unidade.Somos o destino inevitável de todo relacionamento. Somos o reconhecimento mútuo da mais plena inocência.(Conceito da Seicho No iê: Não existe pecado, pecado é um conceito que incutiram na sua cabeça, tire este conceito, faça tudo que quiser e seja feliz...).Somos a manifestação da Vida. Somos a emoção mais profunda capaz de revelar o Amor Incondicional.Somos enfim Você que nos assiste e que se vê refletido em nossos olhos onde Deus nos inspira a lhe dizer:Somos Todos o Filho Perfeito do Amor E somos portanto O próprio Amor.Se a verdade é a única correspondência perfeita com o fato. Como é possível ver um fato tal como é? Talvez seja melhor perguntar como é possível ver um fato tal como ele não é. Como seria possível ver o que não é? O que não é, não existe. Como seria possível, então, ver o que não existe? Como seria possível olhar para algo e usá-lo como referência para ver o que não é o fato? A única forma de fazer isso é imaginar. É gerar imagens a partir de uma invenção descompromissada com o que é de fato. Porque alguém faria isso? Quais os ganhos em fazer isso? Se cada ser humano vivo, em um determinado momento, olhasse para um mesmo fato, quantos veriam a mesma coisa? Quantas versões teríamos do mesmo fato? Se a verdade corresponde ao fato, apenas uma versão seria verdadeira. As outras seriam falsas visões. Por que nos utilizamos de mecanismos de percepção que nos levam a ver de forma particular? Porque não vemos todos a única verdade sobre o fato?E se alguém souber a resposta para tudo isso? Como ficaria o ceticismo diante de uma resposta verdadeira? Se alguém tiver essa resposta é mais honesto compartilhá-la ou guardar para si? Será que alguém que consegue ver a verdade pode ver sentido em não compartilhar? E se a verdade é uma só e ela abrange a real razão da própria existência, além de todas essas explicações sobre percepções diferentes, quem poderia não ter interesse por essa resposta ou simplesmente negá-la, sem sequer ter tentado entender ou tentado usar a resposta para talvez aprender a ver e alcançar a própria experiência com a verdade?



Durante toda a história da humanidade, tudo que o homem procurou foi A VERDADE. Não uma VERDADE qualquer, mas a única. A VERDADE que, realmente, dá sentido à sua vida. A VERDADE que aquieta seu coração, que lhe tira o medo, que o faz sentir-se quite com a vida, justo em suas ações, competente em suas obras, confortável em seu dia a dia, compreendido e aceito em seu meio, amado, em paz consigo mesmo e, enfim, FELIZ.Existem apenas duas formas de transitar pelo mundo: feliz ou não feliz. Entre essas duas únicas hipóteses não existem graus. Os felizes são os realistas ou aqueles que alcançaram a real visão do mundo. Os infelizes são os demais.


Nosso trabalho reside na única proposta de facilitar o caminho para a real visão, que é a única forma de erradicar qualquer sofrimento ou qualquer desconforto, de qualquer natureza. Não trabalhamos com paliativos, mas, apenas, com soluções. Não trabalhamos com dependência, mas com aprendizado. Trabalhamos com a Verdade e essa é a única forma de liberdade. Nossa missão é ensinar, treinar e vivenciar a  desistência de ganhos no autoengano, eliminando as barreiras que impedem, temporariamente, o contato com uma vida realista e, portanto, sem conflitos, sem dúvidas e sem significados sofríveis.



Pensando em tudo isso, como você pretende se relacionar comigo a partir da afirmação de que EU SEI A VERDADE E MEU CELULAR É... Nosso relacionamento pode, de forma muito simples e amorosa, começar na leitura do livro que contém na capa essa verdadeira declaração.


Fonte: Coexiste – Nova Cultura


MATÉRIA DA REVISTA CARTA CAPITAL SOBRE O LIVRO “EU SEI A VERDADE E MEU CELULAR É...”


(Carta Capital - Publicada em 20 de dezembro de 2012)


“Eu sou você, você é eu… E outros pensamentos que revelam a Verdade, segundo Kaw Yin. Não entendeu? Ligue para...”



UM RUIDOSO evento agitou a Livraria Cultura na noite da sexta-feira 7, no ShoppingVilla-Lobos, capital paulista. Boa parte dos convidados foi convocada em redes sociais para o lançamento do livro Eu Sei a Verdade e Meu Celular É... O número do celular pertence ao autor Kaw Yin, disposto a atender às dúvidas dos leitores 24 horas por dia. O zelo não é por acaso. A”verdade” que o escritor diz portar causa assombro a muita gente, a começar pela revelação de que o mundo como conhecemos, nossos corpos, todos os objetos que nos circundam, na realidade, não existem. É tudo ficção, garante Kaw Yin, exceto a “verdade” que ele quer compartilhar.



“Tudo o que vemos em nosso mundo, o que chamamos de realidade, onde estudamos o passado, e acreditamos viver o presente, e onde tentamos preparar o futuro, trata-se de um sonho”, registra o escritor em sua obra. “Um sonho sonhado há muito tempo, e cujos pensamentos nele baseados são apenas lembranças de imaginações que precisamos esquecer.”



Kaw Vin não é o nome que está registrado em sua certidão de nascimento:


Este, o escritor fez questão de esquecer, uma vez que se considera despido de uma identidade particular. “Quando alguém me chama, não fala com o indivíduo, e sim com a função que represento.”


Filho de um operário e uma dona de casa, freqüentou a Igreja Católica até os 15 anos de “idade biológica”.Como gosta de enfatizar, não acredita na noção de tempo. “O tempo é a marcação de uma sucessão de ilusões criadas pela nossa mente”, diz o estudioso, hoje com 56 anos “biológicos”. Mas a vída continuava sem sentido e Kaw Yin dedicou-se aos estudos até concluir: o mundo é virtual.Entendo a sua cara de assombro, ficaria surpreso se você não estranhasse o que digo no começo, afirma, ao iniciar uma conversa de mais de duas horas em uma espaçosa casa no Alto da Lapa, onde vive com a companheira Yan Yin, igualmente despida de identidade.


A residência abriga a sede da Coexiste, sua empresa de cursos e treinamentos. Para o segmento corporativo, oferece palestras de relacionamento. Quem acessa o site da entidade vê no portfólio de clientes companhias como Camargo Corrêa e Pepisco. Ao público geral, repassa os ensinamentos de ordem existencial. Hoje, conta com cerca de 80 alunos, dispostos a pagar 550 reais por um workshop de dois dias ou 450 reais de mensalidade num curso com duração de 14 meses.


O casal é auxiliado por 11seguidores. Alguns deles abandonaram o antigo emprego e decidiram morar por lá mesmo. “É só para facilitar as coisas, não perder tempo com deslocamento. Se eu fosse médica, viveria dentro do hospital nos plantões”, compara Ana Paula Martins de Souza, de 31anos.

Kaw Yin usa um peculiar método para provar o seu ponto de vista:


Uma pergunta atrás da outra, até que o próprio interlocutor seja capaz de chegar à “verdade”. Ele me pergunta quem sou, depois aponta os “equívocos” das respostas. “Rodrigo é apenas um nome”, “jornalista é uma habilidade adquirida”, “palmeirense? Sei que é muito triste sua predileção, mas vou continuar seu amigo”, zomba. Na sequência, pede para abrir e fechar as mãos. “Quem fez isso?” “Eu?”, respondo ressabiado. “Exato, você é o que é, simples assim.”



O guru não se faz de rogado diante da minha sobrancelha arqueada e ar estupefato.


“Você é o pensador, aquele que mexe a mão. Se por um acidente perder a mão, não deixará de ser quem é. Portanto, se você não tiver mais o seu corpo, continuará a existir.” Não se trata de vida após a morte, explica. A morte não existe, assim como o sofá em que estávamos sentados.O que você chama de sofá é uma ferramenta através da qual eu posso interagir com quem acredita em sofá.” Resposta semelhante é dada para outros objetos. Tento inverter o jogo, dessa vez com uma pergunta direta: “Não sei quem sou, mas quem é você?” Kaw Yin sorri ao responder: “Eu sou você”.Essa é,por sinal, a “verdade” que pretende passar. Está resumida no começo do livro, antes mesmo do prefácio. “Eu sei a verdade. Eu sou você, nós somos um, nós somos o mesmo.” Todos são a mesma criatura. Jesus Cristo, Napoleão Bonaparte, Kaw Yin. Representações do mesmo Ser.A Criatura, embora Indivisível, e uma com seu Criador, imaginou a possibilidade de uma existência autônoma, como alguém que quisesse se sentir especial”, diz. “Nossa existência individual é apenas uma ilusão de ótica da mente que se vê dividida.”


No mundo de Kaw Yin, não há sofrimento:


“A morte não existe, portanto, não há perda, ensina a uma mulher, durante uma de suas aulas transmitidas pela internet. Todos são a mesma criatura, logo, a morte de um familiar não deveria ser mais dolorida que a de qualquer outro ser vivo.É o que ensina Marcos Toledo, de 38 anos, um dos professores da Coexiste. A vida da minha mãe não é mais importante que a da sua.”



Publicitário formado pela ESPM e pós-graduado em Berkeley (EUA), Toledodiz que sentia um vazio muito grande até conhecer Kaw Yin.


“Era estressado, trabalhava demais, reclamava de tudo. Após conhecer a Coexiste, tudo passou a fazer sentido”, diz o rapaz, que abandonou o antigo emprego e mora na sede do grupo desde fevereiro. Amigos e parentes estranharam minha mudança, mas os mais próximos sabem que estou feliz.”



As dúvidas podem persistir, mas o celular de Kaw Yin está à disposição. “Coloquei na capa do livro para isso mesmo.”


Fonte: https://atendimiti.wordpress.com/2012/12/20/cartacapital-191212/



CONHEÇA AGORA AS ATUAIS SEITAS MAIS MALUCAS DO MUNDO:



Atenção: A infâmia de muitas seitas desta lista reside em atos especialmente brutais, portanto evite ler se for sensível a este tipo de conteúdo.


Ho No Hana





Ho No Hana Sanpogyo é uma das seitas japonesas chamada também de “seita da leitura do pé”. É chamada assim porque seu fundador, Hogen Fukunaga, afirma conseguir diagnosticar doenças ao examinar os pés das pessoas. Ele fundou o grupo em 1987 e afirmava ser a reencarnação de Jesus Cristo e Buda. O grupo já afirmou possuir 30 mil membros. Hogen cobrava US$ 900 pelas leituras de pé. Ele foi acusado de fraudar donas de casa e teve que pagar mais de um milhão de dólares em danos. Hoje o nome da seita mudou para “Yorokobi Kazoku no Wa”.


Raelianos




Se você acredita que naves espaciais semearam a maioria das religiões, que transferência mental é possível e clonagem pode levar à reecarnação, então você pode ser um candidato para a igreja Raeliana que começou na França na década de 1970. Uma seguidora da seita apareceu nas manchetes em 2003 por haver afirmado que havia concebido o primeiro clone humano, mas em seguida o evento foi avaliado como um trote.


O Corpo de Cristo




Esta seita é um pequeno grupo autoritário que se baseia em “revelação direta” e não na bíblia. Esta pequena seita apareceu nas manchetes por haver levado duas crianças à morte por inanição. Samuel Robidoux, um bebê de dez meses morreu de subnutrição. Ele não foi alimentado porque sua mãe estava esperando por um sinal de Deus para fazê-lo. O filho de Rebecca Corneau, Jeremiah, morreu logo após nascer por falta de cuidados médicos básicos. Um dos antigos membros deixou o grupo depois de dez anos e deu para a polícia um diário que descrevia o que ocorreu com as crianças.


Ordem do Templo Solar







O grupo foi criado em 1984 por Luc Jouret, um belga e neo-nazista. O grupo seria cristão e também conhecido como a segunda vinda de Cristo e os Cavaleiros Templários. Alega-se que uma criança foi sacrificada por pensarem ser o anticristo em 1994, dias depois ele e dúzias de seguidores cometeram suicídio. Os franceses hoje consideram a organização criminosa.


Comunidades de Bhagwan Shree Rajneesh







O místico indiano Bhagwan Shree Rajneesh fundou diversas cidades ocultistas no Oregon, EUA, durate os anos 1980, estranhamente cheias de carros da marca Rolls Royce. Bhagwan supostamente envenenou centenas de pessoas em Dalles, Oregon, com a bactérias Salmonella, em 1984, para colocar as eleições locais em favor da seita.



Davidianos






Considerado um dos maiores dissientes da igreja Adventista do Sétimo Dia, os Davidianos são famosos pela revolta de 1993 no seu complexo Waco, no Texas, EUA, que acabou com a vida de 76 pessoas. O evento resultou mais ou menos no desaparecimento do que muitos consideravam uma seita, que acreditava no apocalipse iminente.


Família Manson





Charles Manson, que aprendeu a tocar guitarra na prisão, formou a sua “família” de criminosos em 1968. Charles pensavam que uma guerra de raças entre brancos e negros iria eclodir em 1969. Quando isso não ocorreu ele enviou seus seguidores em uma série de assassinatos para “mostrar aos negros como se fazia”, mas as vítimas eram as pessoas que não o haviam ajudado em sua carreira musical.


Heaven’s Gate




Os seguidores da seita Heaven’s Gate, liderados por Marshall Applewhite, pensavam que a Terra e tudo que há nela seria “reciclado” e acreditavam que poderiam pegar uma carona no cometa Hale-Bopp, em março de 1997, o que os permitiria sobreviver. Os 39 membros, incluindo Marshall, envenenaram a si mesmos em turnos em uma mansão na Califórnia, vestindo tênis da Nule e tarjas ao redor do braço que diziam “Equipe de Desembarque Heaven’s Gate”.


Aum Shinrikyo



Fundada em algum ponto da década de 1980, Aum Shinrikyo é famosa pelos ataques ao metrô de Tóquio com o gás sarin em 1995, matando 12 e ferindo mais de 5 mil pessoas. As crenças da seita são frequentemente descritas como uma mistura de aspectos destrutivos de várias religiões. Vários seguidores acreditavam que iriam desenvolver super-poderes e outros saboreavam a chande de lutar contra o materialismo japonês.


Peoples Temple



O reverendo Jim Jones começou a Peoples Temple para ajudar os sem-teto, deempregados e doentes de todas as raças, mas ex-membros afirmaram que abusos eram comuns dentro do grupo. Para remover este grupo do olhar examinador da sociedade, Jim começou uma colônia nas selvas da Guyana, onde esperava construir uma utipia tropical. Quando um congressista visitou a comunidade juntamente com três jornalistas para investigar alegações de abuso eles foram mortos quando tentavam deixar o local. Depois deste tiroteio 913 membros da comunidade beberam cianureto com suco, em um suicídio em massa. Há registros de audio e vídeo do evento e muitas pessoas foram forçadas a beber o veneno, incluindo centenas de crianças.


UM BREVE ESTUDO SOBRE A CULTURA (SUKYO) MAHIKARI  E SUA SEMELHANTE RELAÇÃO SIMBÓLICA E DOUTRINAL COM A NOVA CULTURA DA COEXISTE





(Introdução e tradução por ex-membros brasileiros)



Sukyo Mahikari é uma organização internacional sediada no Japão, na cidade de Takayama, Distrito de Gifu. Possui sede em 75 países, com cerca de um milhão de membros ativos. No Japão, existem cerca de 1.000 sedes, além de 129 na América Latina e 59 no Brasil.A sede de Sukyo Marikari para a América Latina fica em São Paulo. Mahikari é um novo movimento religioso japonês (shinshūkyō) onde seus membros acreditam ser esta uma arte espiritualista que tem por objetivo a renovação espiritual de toda a humanidade. Segundo eles, esta renovação é fundamentada por revelações divinas que Deus (o Deus Supremo, criador do céu e da Terra) teria revelado para seu fundador Yoshikazu Okada.Os movimentos, quase sempre, se utilizam de uma técnica chamada "arte Mahikari" (ou Okiyome) que, de acordo com os adeptos, é uma sagrada arte concedida por Deus, para transmitir a Luz Divina com o objetivo de purificar o espírito, a mente e o corpo. Essa energia é transmitida através da imposição da mão pelos praticantes e segundo eles, tem como objetivo transmitir a luz para as pessoas. Os praticantes se intitulam pontes entre Deus e os demais seres humanos e acreditam, por orientações dos dirigentes, que o fundador da Sukyo Mahikari, Sr. Yoshikazu Okada, auto denominado "Sukuinushi Sama",como o dirigente mundial atual, razão da ligação direta com Deus.A Arte Mahikari consiste em irradiar a Luz Divina, ou Luz Verdadeira, através da palma da mão. A sua prática é chamada de imposição da mão ou simplesmente purificação ou okiyome, em japonês.A história mostra, em textos bíblicos ou nos Sutras, que Jesus ou Sidarta praticaram artes semelhantes para levar a salvação aos que sofriam. Hoje, vivemos uma época em que qualquer pessoa pode praticar a Arte Mahikari.A Arte Mahikari é bem diferente de tratar doenças ou até conceder uma ajuda momentânea. A arte divina procura conceder a salvação aos indivíduos; ou seja, poderá contribuir para a eliminação dos fenômenos de infelicidade causados por questões espirituais, como acidentes de trânsito, fracassos nos negócios, desarmonia familiar, problemas na formação dos jovens e até mesmo os fenômenos relacionados ao meio ambiente, como a contaminação alimentar.(Vilar, Gabriel Feitosa. «Sukyo Mahikari da América Latina». sukyomahikari.org.br. Consultado em 2015-10-05).



Steve Allerton (australiano) foi um kumite (membro da Mahikari) por 14 anos e Yumi Allerton (japonesa) por 22 anos, contando de 1974 até 1996. Ambos deixaram a Mahikari formalmente no final de 1996. O que se tem a seguir é uma visão do que eles aprenderam durante o tempo em que estiveram na seita e, mais importante do que isso, é o que eles aprenderam quando saíram da seita, iniciando então, uma séria pesquisa sobre o porque de terem permanecido por tanto tempo dentro desta. Sobre os autores. Este site foi publicado em inglês na Internet no ano de 1996. Mahikari Exposed, que significa Mahikari Revelada.


O Sr. Steve Allerton põe às claras o fundo histórico da Sukyo Mahikari: o julgamento realizado contra o Sr.Sekiguchi que foi nomeado por uma alta corte japonesa como o legítimo sucessor do Sr. Yoshikazu Okada (Sukuinushi-Sama) Fundador da Mahikari, os feitos de Yoshikazu Okada na 2a. Guerra Mundial e o Massacre de Nanking, a falta de humanidade de alguns de seus ensinamentos (por exemplo o ensinamento sobre o que é caridade, a justificativa das ações de Adolf Hitler), como os dirigentes da Sukyo Mahikari fazem com que seus membros acreditem que tomar emprestado de Oshienushi-Sama é 'roubar' a ela e a Deus quando na realidade, todo o dinheiro que se arrecada mundialmente é proximadamente de U$100's milhões de dólares anuais para a Sukyo Mahikari.


A nível dogmático também se incluem outras contradições, como por exemplo: aquela onde o Sr. Kotama Okada dizia que sua missão era de muito mais valor que a de Jesus Cristo, que Javé e Alah que eram na realidade deuses japoneses e que os membros de sua organização devem considerar-se os verdadeiros judeus.


Calcula-se que desde 1995 quando foi exposto o escândalo da Sukyo Mahikari através da experiência de um dirigente (Dojo-Sho) da Austrália, Garry A Greenwood, um terço dos membros estrangeiros tenham saído da Mahikari. Um Dojo da Sukyo Mahikari na França mudou para a outra Mahikari - Sekai Mahikari Bunmei Kyodan. Foram fechados dojos na Itália, Bélgica e na Austrália e suspeita-se de que a escola de dirigentes no Japão tenha sido fechada também.As sedes de orientação para a América do Norte mudaram repentinamente para Nova York talvez devido às várias razões como por exemplo: a falta de membros em Los Angeles, a falta de dinheiro, ou pelo êxodo de membros antigos do dojo de Nova York, pelo escândalo exposto na Internet, ou porque na realidade estavam cansados de ser usados pela organização sem obterem resultados concretos.


O último escândalo da Mahikari na Bélgica: Estima-se que a organização da Sukyo Mahikari arrecada entre U$100 a U$200 milhões de dólares americanos por ano. Ninguém nunca saberá o valor exato devido às grandes estruturas bancárias que envolvem a organização e ao sigilo da seita, a qual tem contatos de alto nível no setor político e bancário japonês. No entanto, os governos da Europa como os da Bélgica e Luxemburgo estiveram investigando a parte financeira da seita por transferir o dinheiro ao Japão, sem reportar devidamente aos respectivos governos e também pelo desvio de fundos recebidos da União Européia, os quais são distribuídos às organizações sem fins lucrativos com o propósito de ajudar aos desamparados e às famílias com poucos recursos. Entretanto, todos os membros têm conhecimento de que a Mahikari não ensina a fazer e nem acredita na caridade. (Veja na sessão: O que deve ser a caridade).A página do casal Allerton trouxe a verdade sobre a Sukyo Mahikari a nível internacional e sabe-se que já foi visitada mais de 96.000 vezes. Apesar de existirem vários sites na Internet escritos por ex-kumites, todos estão em inglês, francês ou alemão e por esta razão, nesta tradução foi feito um resumo de toda a informação disponível e tão necessária para revelar o engano que a Sukyo Mahikari tem representado todos estes anos. Aqueles que tiverem, o mínimo de conhecimento que seja em inglês, devem traduzir para o português estas páginas de Internet que estão abaixo na sessão de links e os links do site Mahikari Exposed, para o benefício do maior número possível de membros e ex-membros da Mahikari.



Através destas páginas, os membros e aqueles que estejam familiarizados com os ensinamentos da Sukyo Mahikari, verão que a investigação feita pelo Sr. Allerton remonta ao começo deste século, junto com o livro 'All the Emperors Men' (Todos os Homens do Imperador), escrito por Garry A. Greenwood. Estes dão uma idéia clara e direta dos objetivos secretos da Sukyo Mahikari. A página de links inclui todos os enlaces possíveis, para revelar a grande quantidade de informação que há sobre Sukyo Mahikari na Internet. Está incluída uma pequena explicação sobre o tema de cada página.


Há três livros publicados em inglês sobre a verdade da Sukyo Mahikari, que podem ser obtidos através da Internet:


* Dojo: Magic and Exorcism in Modern Japan (Dojo: Magia e Exorcismo no Japão Moderno) - Autor: Winston Bradley Davis - 1980.
* All The Emperors Men (Todos os Homens do Imperador) - Autor: Garry A Greenwood (ex-dojo sho da Austrália) - 1995
* Spirits, Selves and Subjectivity in a Japanese New Religion: The Cultural Psychology of Belief in Sukyo Mahikari (Espíritos, o Eu e a Subjetividade em uma Nova Religião Japonesa: A Psicologia Cultural da Sukyo Mahikari) - Autor: Brian J. McVeigh - 1997.



OKADA: DIVÓRCIO DE OKADA - FUNDAÇÃO DA MAHIKARI BASEADA EM PLÁGIO DO JOHREI:


Após investigações feitas por ex-membros descobriu-se que Yoshikazu Okada foi membro e líder (ministro) da Sekai Kyusei Kyo, também conhecida como Johrei. Johrei é uma organização espiritualista, fundada nos anos 30 que também faz uso de um medalhão sagrado, tem Goshintai (quadro sagrado) e ensina seus membros transmitir a luz com a imposição da mão. No Johrei, Yoshikazu era conhecido como Ryudo Okada e também gostava que o chamassem de Kotama Okada. Ele foi convidado a sair da Sekai Kyusei Kyo devido às sua obsessão em invocar espíritos. Em 1959 começou sua própria seita chamada Sekai Mahikari Bunmei Kyodan, baseada praticamente, em sua totalidade, no Johrei, que era a organização fundada por Mokichi Okada que foi artista, poeta, místico e anti-militar - o Meishusama. (Embora não acreditem, copiou até o sobrenome de Mokichi. O sobrenome original de Yoshikazu é Oda e não Okada).


Pouco antes de fundar a Mahikari, Yoshikazu divorciou-se de sua esposa com quem teve duas filha legítimas e foi embora com Koko Inoue (conhecida como Keishu Okada ou Oshienushi-Sama na Sukyo Mahikari). Koko Inoue era conhecida até então como a amante de Yoshikazu e sabia-se que vinha de uma familia de classe alta. Mais tarde, Yoshikazu disse que ele havia adotado a Inoue. No entanto, os papéis de adoção nunca foram mostrados aos adeptos da Mahikari. Todos os adeptos que prestaram o seminário de grau básico da Mahikari, sabem como é enfatizado que Yoshikazu Okada nunca foi dirigente de nenhuma entidade religiosa. Mas a realidade é que Okada foi membro de Sekai Kyusei Kyo (Johrei) e chegou a ser dirigente (ministro) durante parte dos dez anos em que esteve na SKK. Okada curou-se de um problema em suas costas e de outras doenças por receber a luz do Johrei - algo que não é dito na Sukyo Mahikari. John Tatematsu, dirigente da sede do Johrey de Los Angeles, escreveu uma carta datada em 3 de novembro de 1993 ao Sr. Molyneaux, kami-kumite de Sydney, Austrália, revelando que em 1950 Yoshikazu Okada já era membro do Johrei e que tinha tido desavenças com a uma reverenda de nome Higuchi.



A Sukyo Mahikari faz com que os novos membros acreditem que Yoshikazu é o personagem da profecia budista 'Alguém que não é do clero, virá para a pregar o caminho da verdade', apesar de haver muitas evidências de que Okada foi ministro do Johrei. Aos membros da Mahikari, já chegaram a informar durante o seminário básico, que quando Okada ouviu a 'voz de Deus', pensou que eram espíritos de animais. Como se pode confundir a voz de Deus com a de animais, sendo um dirigente de uma tão importante organização religiosa? Aparentemente o fundador do Johrei sabia muito bem a razão pela qual repreendia Okada advertindo-o para não exorcizar espíritos.



Na seção Carta Tradução você poderá ver a carta do Sr. Kazumi Tomita (sogro do Sr. Horiba - Assistente do Shidobu-Sho da América Latina) negando que Yoshikazu Okada tenha sido dirigente do Johrei. A alegação do Sr. Tomita foi feita em nome de Keiju Okada (Oshienushi-Sama). É muito importante notar a forma pejorativa como o Sr. Tomita se refere a Jesus Cristo, Buda e Maomé alegando que ambos somente obtiveram em alguns casos resultados parciais durante seus ministérios, apesar de serem os três profetas de maior influência em todo o planeta.


Concluindo, Okada simplesmente fez uma coleção de diversas fontes (a maioria do Johrei) para divulgar a ordem divina recebida em 27 de fevereiro de 1959. Inventou novas explicações às conhecidas lendas e mitos japoneses bem como distorceu os feitos por sua própria conveniência. Comparação de Ensinamentos da Sukyo Mahikari e do Johrei (Sekai Kyusei Kyo)



TRADUÇÃO DA CARTA: DA SUKYO MAHIKARI NEGANDO MINISTÉRIO DE OKADA NO JOHREI


10 de maio, 1994.


Cara Sra. Greenwood


Obrigado pela sua carta de 14 de dezembro de 1993. O presente escreve para responder sua pergunta em nome de Oshienushi-Sama.


Durante seu treinamento espiritual depois da Segunda Guerra Mundial, Sukuinushi-Sama estudou as religiões tradicionais. Incluindo o Zorostraismo, Budismo, Cristianismo, Islamismo, Taoismo e Omoto-Kyo. Sukuinushi-Sama também recebeu um treinamento especial de um sacerdote. Quanto a sua pergunta referente à organização Johrei, esta foi fundada antes da guerra, como Sekai Kyusei Kyo. A qual se originou da organização Omoto-Kyo da qual por sua vez, se originaram muitas outras organizações. Ao que parece Sukuinushi-Sama estudou no Johrei, mas nunca foi membro desta.


Em conclusão, as missões da Sukyo Mahikari são fundamentalmente diferentes de outras organizações. 'O impôr a mão' para transmitir luz foi praticada por muitas outras pessoas como Zoroastro, Buda, Jesus em tempos antigos e por Wanisaburo Deguchi, Mokichi Okada e Kura Fukuda em tempos modernos. Entretanto, foi bastante difícil para estas pessoas poder resolver a perturbação espiritual, mesmo que em alguns casos se tenham conseguido resultados parciais. 



O propósito de nossa organização é permitir que todas as pessoas participem da grande missão de manifestar o plano divino de Deus e o estabelecimento de uma civilização centrada no espírito, como uma civilização tridimensional.



A missão sagrada que Sukuinushi-Sama recebeu de Deus Su foi a de revelar a origem comum das cinco religiões principais e outras e de guiá-las para voltar a uma origem comum. Esta é a missião sagrada do representante de Yonimasu Oamatsukamisama na Terra. A Missão de Yo. Os kami-kumite devem de proceder com a Missão de Yo, uma missão que não existe em nenhuma outra religião. Para alcançar estas metas é essencial resolver a perturbação espiritual da humanidade com a Arte Mahikari e a mudança do Sonen. O processo de transmitir Luz; manifestação espiritual, purificação do espírito, oshizumari para resolver a perturbação espiritual é completamente diferente a qualquer outra religião. Isto é um importante ponto que se deve enfatizar. 


Muito obrigado mais uma vez por sua carta.


Assinado: Kazumi Tomita, Chefe da Secretaria da Sukyo Mahikari



MAHIKARI NO PERU:


Alguns dirigentes da Mahikari têm indicado que aparentemente os donativos (agradecimentos) recebidos nos dojos são mantidos no país e não enviados para o Japão. No entanto, isto nunca se saberá com certeza porque as situações financeiras da seita são mantidas em absoluto sigilo. Também muitas vezes nos dojos do Peru são exigidos donativos (agradecimentos) altos em dólares americanos e os de menor valor em sóis (moeda peruana). Há vários indícios de que muitos peruanos venderam suas próprias casas e outras propriedades para cobrir os gastos de caríssimas viagens ao templo Suza, localizado a aproximadamente 3 horas de Tóquio, onde também é exigido fazer mais oferendas.



Observação: Com relação ao Brasil, esta atitude de vender bens passa de indício para certeza, pois este fato é relatado pelos membros em seus próprios depoimentos que são feitos nas cerimônias mensais. No início da Mahikari no Peru (nos anos 80) era de costume fazer o que se chama de 'treinamentos'. Estes são feitos em lugares isolados com a finalidade de treinar os membros para sobreviver ao Batismo do Fogo. Em um desses treinamentos morreu pelo menos uma pessoa e sabe-se que um garoto também morreu em sua casa, pelo resultado da intensidade do treinamento juntamente com uma má nutrição, de que sofria previamente.


A Verdadeira Origem da Sukyo Mahikari


Yoshikazu Okada também utilizou os seguintes nomes: Ryodo, Kotama, Seigyoku e Seio. Neste estudo, Okada, Yoshikazu, Yoshikazu Okada e Sukuinushi-Sama são a mesma pessoa.


Koko Inoue (Sachiko) foi 'adotada' depois de adulta por Yoshikazu Okada e mudou seu sobrenome para Okada. Também utilizou os seguintes nomes: Keiju, Keishu e Seishu. Ela se separou da seita original de Okada e registrou sua própria seita como Sukyo Mahikari em 1978. Neste estudo a Sra. Okada, Oshienushi-Sama, Koko Inoue e Keiju Okada são a mesma pessoa. 



OKADA, O VERDADEIRO MESSIAS – (NÃO JESUS):



A Mahikari alega não ser uma seita ou religião senão uma SUPRA RELIGIÃO - a ressurreição da religião original das quais todas as outras religiões surgiram. Yoshikazu Okada (1901-1974), o fundador de Sekai Mahikari Bunmei Kyodan, dizia em seus ensinamentos que, as religiões até o momento, haviam inventado histórias falsas e que quase todas estavam baseadas em mentiras. Segundo Okada, o Deus Supremo lhe deu a responsabilidade de corrigir os enganos e fazer a humanidade retornar à origem de tudo - O Japão.



Não há dúvida de que Okada acreditava ser o próprio Messias esperado pela doutrina cristã que também prega a urgente preparação de seus seguidores para as grandes mudanças e convulsões que ocorreriam na Terra, nos fins deste milênio. Okada dizia que somente aqueles que estivessem purificados poderiam sobreviver e alegava que todas as religiões eram inferiores a Mahikari, porque ele tinha contato direto com Deus, quem havia revelado que Mahikari era a única e verdadeira religião.



O que seduz as pessoas a entrarem é o slogan 'A Luz de Deus' que é irradiada através da imposição da mão para purificar o espírito, mente e corpo. É dito que o único caminho que uma pessoa pode trilhar para obter esta Luz/Energia é se tornando kumite (membro da Mahikari), ser devoto ao líder espiritual atual e estar espiritualmente conectado pagando mensalmente uma taxa de contribuição. Essa taxa de contribuição é conhecida como 'Agradecimento pela Conservação das Ondas Espirituais do Omitama'. Se uma pessoa 'desperta' e doa mais dinheiro ou faz qualquer outro tipo de doação, então esta se torna verdadeiramente abençoada e também um membro modelo da Mahikari.



OS NÍVEIS DOS MEMBROS NA MAHIKARI:


A prática da Mahikari consiste em receber e dar uma energia que pode ser transmitida através do Omitam (ver o que há dentro), uma medalha que contém um papel com o símbolo de Deus e a assinatura de Kotama Okada. Há níveis de membros: O primeiro nível consiste em assistir um seminário de três dias (seminário de grau básico) e receber o Omitama de grau básico. Quando se usa esta medalha (como é ensinado) conecta-se o membro com Deus através da líder atual da Sukyo Mahikari, a Sra. Okada (Oshienushi-Sama).



Esta Luz/energia flui sobre seu corpo em direção às outras pessoas. Se algo acontecer com ela, a transmissão desta Luz/energia seria interrompida e o mundo não gozaria de salvação. Também a conexão espiritual do poder de Deus para com os membros da Mahikari cessaria imediatamente. Para um membro da Mahikari isto seria um cenário terrível. Por esta razão, os membros que permanecem depois de prestar o seminário básico, decidem planejar toda sua vida baseando-se na seita. Os jovens, os mais vulneráveis, são doutrinados até a dar suas próprias vidas para protegê-la.



Aos membros da Mahikari é proibido ver o que existe dentro do Omitama/Medalha Sagrada. São dadas a estas pessoas instruções ameaçadoras de que ao abrir o Omitama se destruiria a conexão com Deus e que a intensidade da luz se enfraqueceria. Alguns membros abriram o Omitama (foi aberto na França e mostrado na TV) e encontraram os caracteres japoneses da assinatura de Okada Seio. Sei, ao contrário do que lhes haviam indicado anteriormente aos membros, que somente seria encontrado o (Chon) símbolo que significa Deus.


Para todos os membros é ensinado que o Omitama vale mais que a própria vida. Abri-lo, deixá-lo cair, molhá-lo, deixá-lo que toque na roupa de cama ou que passem raios X pelo mesmo, o faz inutilizável e rompe a onda divina com Deus. Isto é considerado uma falta com a medalha. Os espíritos diabólicos então, entrarão nos corpos destes membros e nos de suas respectivas famílias se ocorrer um acidente com o Omitama. Também é ensinado, a estes membros, que deve-se salvá-lo sob qualquer circunstância, de qualquer maneira, mais que sua própria vida e que da vida de seus próprios familiares.



Aqueles membros que se tornam suficientemente _elevados espiritualmente podem solicitar um altar (goshintai) para sua casa. Para estes membros as regras são mais rigorosas. Se alguma pessoa caminha em um teto onde se localiza um goshintai, sem permissão, pode morrer imediatamente, ou morrer algum familiar. O não obedecer estas regras faz com que o membro perca a oportunidade de salvação. O medo que se desenvolve sobre os membros que venham a quebrar estas regras é extremamente nocivo para a auto-estima de qualquer indivíduo. O que se diz sobre a ira de Deus é a forma mais eficaz de controle mental.



O QUE É A 'LUZ DE DEUS' ?


O Sr. Winston Davis, autor do livro Dojo: Magia e Exorcismo no Japão Moderno analisou muito bem isto em seu livro e sugere que esta luz tem como base a influência psicológica da magia e bruxaria, situação na qual se condiciona às pessoas a responder a um estímulo exterior mantido e criado pela seita. O que faz, então, com que as pessoas se mantenham tão interessadas? Colocando de lado o medo subliminar, provavelmente seja pelo porque as pessoas ficam interessadas pelos _resultados de transmitir e receber a luz. Qualquer coisa boa ou ruim é vista como um presente da luz. É a situação ganha-ganha para a seita, se uma pessoa se sente melhor então a luz está funcionando e se, se sente mal então a luz está derretendo as toxinas. Estas então, viajam pelo corpo para serem expelidas, o que faz com que as pessoas possam sentir que ficaram doentes.



Mas isto é bom, se as toxinas não forem derretidas pela luz, elas se solidificariam no corpo e poderiam até matar a pessoa. Se as pessoas não sentem nada, então levará algum tempo para fazer efeito (passo a passo). A maioria dos membros unicamente trabalha nesse nível de envolvimento e interpreta qualquer fenômeno inexplicável como um milagre da luz. Particularmente quando um problema como câncer, por exemplo, tem uma certa diminuição por um determinado período de tempo.


O progresso para os níveis superiores torna-se mais intenso para aqueles que se envolvem mais profundamente e são 'aprovados' pelos líderes de maior escalão. Encaminhar novas pessoas, oferecer mais doações em d inheiro e executar 'serviços divinos' são itens obrigatórios para um membro obter decisões em seu favor.



OS MEMBROS A NÍVEL MUNDIAL


As pessoas que se atrevem, dentro da organização, a questionar a eficiência ou a distribuição destes donativos são taxadas de estarem 'perturbadas por espíritos' (contestação que se justifica por um grande número de perguntas similares). Isto é advertido aos membros desde seminário de grau básico e essa advertência continua sendo enfatizada durante a permanência do membro na organização.O perigo do uso destas contribuições livres de impostos termina no envolvimento aberto e íntimo entre a organização da Sukyo Mahikari e o partido Liberal Democrata do Japão, (P.L.D). O P.L.D. tem sido a organização política de maior influência no Japão - mantendo controle não só sobre o governo, mas também de bancos e de organizações sociais e religiosas japonesas.



Dentro do partido há tendências de extrema direita que remonta a época de Okada, entre estas pessoas se encontra Shintaro Ishihara, que escreveu um livro com a colaboração do já falecido Chefe do Conselho de Diretores da Sony, Akio Morita. (O Japão que se pode dizer não - 1989) onde se recomenda que o Japão deve fazer uma aliança com a União Soviética para desenvolver uma tecnologia contra o Ocidente. Shintaro Ishihara foi iniciado na Mahikari por Okada (Sukuinushi-Sama), quem o descreveu como um verdadeiro patriota do Japão. Shintaro Ishihara também apareceu em alguns artigos publicados pela Sukyo Mahikari. 



OS DONATIVOS - MAIS CONHECIDOS COMO AGRADECIMENTOS


Os membros doam sempre, em dinheiro ou cheque. Os objetivos dos donativos vão desde o agradecimento por receber a luz, até o pedido de perdão por pecados ou impurezas. Geralmente quanto maior for o problema, mais alto deve ser o donativo. Do mesmo modo, se o membro recebe alguma bênção, incentiva-se a dar outro donativo. Nesta ocasião o donativo tem a finalidade de agradecer uma proteção. Na Sukyo Mahikari há pelo menos 10 razões pela qual se deve doar. Quando a pessoa torna-se adepto (presta o seminário de grau básico), no início, somente são explanados de 3 a 5 tipos de donativos.



É ensinado aos membros que o dinheiro, de todas as maneiras, pertence a Deus e que ao fazer um donativo (agradecimento) se está 'devolvendo' o dinheiro a Deus?! Recomenda-se usar dinheiro novo ou desamassá-lo com um ferro de passar caso assim esteja, para oferecer dinheiro a Deus. Isso demonstra respeito ao se oferecer dinheiro a Deus.



A Mahikari sempre ganha, nunca perde. Se uma pessoa se sente mal deve fazer um donativo (Otamagushi) para apagar seus pecados e impurezas e, caso se sinta bem, deve fazer um donativo para demonstrar gratidão. O ensinamento de Okada motiva os membros a que sejam moderados com suas finanças e generosos com a Mahikari. Existe também o agradecimento pela'Conservação das Ondas Espirituais do Omitama'' o qual tem o significado de que membro deve agradecer por estar'conectado com Deus'' através dessa medalha sagrada. Esse agradecimento deve ser feito mensalmente e o seu valor depende do grau do Omitama, ou seja, depende do grau de seminário que o membro já tenha prestado. Quanto maior o grau do Omitama, maior o valor desse agradecimento.



Se não for feito esse agradecimento mensalmente, o membro além de perder a 'conexão' com Deus, estará cometendo uma falta com o Omitama e perdendo qualquer tipo de assistência que possa ter dos dirigentes (líderes) da Mahikari que já é bem pouca mesmo com o membro estando'em dia'' com seus' Agradecimentos pela Conservação das Ondas Espirituais do Omitama'. Além deste, há o'Agradecimento de Proteção', que deve também ser feito para agradecer a Deus pela proteção de ter passado o mês sem nenhum contratempo ou se a pessoa passou por um tipo de problema que tenha conseguido escapar, como um acidente por exemplo. Alega-se que esse agradecimento é traduzido ao japonês e enviado ao Japão para que possa ser lido perante o altar de Deus, pela Sra. Okada. Resumindo, tudo é motivo para doar dinheiro.



Estima-se que a organização Sukyo Mahikari arrecada de U$100 a U$200 milhões de dólares americanos por ano. Ninguém nunca saberá o valor exato devido às grandes estruturas bancárias que rodeiam a organização e ao sigilo da seita, a qual tem contatos de alto nível no setor bancário e político japonês. No entanto, governos da Europa (como Bélgica e Luxemburgo) estiveram investigando demonstrativos financeiros da seita por transferir o dinheiro ao Japão, sem declarar devidamente aos respectivos governos e também pelo desvio de fundos recebidos da União Européia, os quais são distribuídos a organizações sem fins lucrativos que tenham o objetivo de ajudar aos desamparados e famílias de poucos recursos. No entanto, todos os membros têm conhecimento de que Mahikari não incentiva fazer caridade (veja a seção: 'O Que Deve Ser a Caridade'). Sukyo Mahikari sob Investigação na Europa Uma vez doado o dinheiro à Mahikari, a organização tende a calar a boca de qualquer pessoa que venha a perguntar de que maneira o dinheiro é usado.



OS MEMBROS DA SUKYO MAHIKARI - OS VERDADEIROS JUDEUS


De acordo com documentos oficiais da seita, os membros da Sukyo Mahikari são os verdadeiros Levitas. Okada pregava que os judeus perderam as bênçãos de Deus quando deixaram que o templo de Salomão fosse destruído e por isto têm passado por incontáveis sofrimentos ao longo da história. Ao invés de destruir os judeus por completo, Deus salvou alguns - os chamados levitas. Okada acreditava que estes correspondem aos da tribo judia japonesa. Segundo Okada, os levitas guardavam as escrituras sagradas dos judeus e eram a tribo mais favorecida por Deus. Os membros da Mahikari são as almas reencarnadas destes levitas e os humanos escolhidos por Deus na nossa era.



A Sukyo Mahikari construiu um grande templo, chamado Suza, O Maior Templo do Mundo Para o Deus Criador que foi inaugurado em 1984, em uma área de 20.000 (vinte mil) metros quadrados, a um custo de 45 trilhões de yenes - aproximadamente 400 milh ões de dólares. Segundo Sukyo Mahikari, deve ser considerado como o novo templo de Salomão, a última oportunidade para toda a humanidade permanecer sob a proteção divina. Algo como uma Arca de Noé para o Século XXI. Nele cabem 10.000 (dez mil) pessoas.



Se os membros não o mantiverem com seus donativos ou se for ameaçado por uma guerra, terremoto, tufão ou terrorismo, o planeta Terra será imediatamente destruído por Deus e os humanos passarão pelo mesmo que passou aos judeus. Esta é a solene responsabilidade dos verdadeiros levitas - os membros da Mahikari. Evitar que o mundo se destrua através da transição pela energia da Mahikari, doando bastante dinheiro e mantendo-se fiel aos ensinamentos.Por outro lado, a ironia de tudo isto é que a outra Mahikari, a Sekai Mahikari Bunmei Kyodan, também construiu um Suza, o qual cobre uma área de 2.000.000 de metros quadrados (compare com o templo da Sukyo Mahikari, em um área de 20.000 metros quadrados). Então, qual é o Templo legítimo de Salomão??? Ambas Mahikaris estão baseadas nos ensinamentos de Okada.



A ameaça de destruição do Suza é algo que deixa os membros nervosos, e, mais importante que nervosos, muito bem manipulados. Quando o membro visita ao Suza, vê um Deus ameaçador e irresistivelmente sedutor.


JAVÉ E ALAH SÃO JAPONESES


Yoshikazu Okada também ensinou que o Deus (judeu / cristão) Javé era de fato o Deus japonês chamado Kuniyorozu Tsukurinushisama e quando ele destruiu o templo de Salomão, a urna de maná - um cálice de ouro que tinha escritas as palavras em hebraico 'EU SOU AQUELE QUE SOU' da Arca de Noé, foi devolvida ao Japão e está no Templo de Ise. Segundo a Sukyo Mahikari o único que pode ver este cálice é o imperador do Japão. Se outra pessoa chegar a vê-lo morrerá imediatamente!! E, segundo Yoshikazu Okada, isto já ocorreu em outras ocasiões. 



'Cedo ou tarde, chegará o momento quando todas as pessoas do mundo, começando pelo Papa, terão que visitar o Templo de Ise e adorar a Deus lá'. Se não for assim, virão então os terríveis juízos de Deus'. Tanto Deus de Israel como o dos Cristãos, segundo a Sukyo Mahikari, também jazem em templos no Japão. Os membros da Sukyo Mahikari são incentivados a fazer uma peregrinação ao Japão - 'A Terra de Meca da Mahikari'. Yoshikazu Okada também dizia que outra deidade japonesa chamada Aramita, foi a que Maomé denominou como Alah que também é oriunda do Japão, e segundo Okada, o profeta Maomé conhecia este acontecimento muito bem.



Obviamente Yoshikazu Okada argumentou que, os mais altos deuses do Cristianismo, Judaísmo e Islamismo e as religiões que mais prevaleceram nos últimos 3 séculos, como convenientemente originários do Japão. Esta ilusão criada por Yoshikazu Okada certamente era uma estratégia para atrair os membros estrangeiros, já que ele sabia que sua próxima área para encontrar membros seria fora do Japão.


ISRAEL DEVE SUBMETER-SE AO JAPÃO


De acordo com Okada, Moisés também foi ao Japão quando desapareceu no Monte Sinai, foi lá que ele foi treinado por sacerdotes Shintoístas os quais lhe revelaram 20 dos 36 mandamentos e a Estrela de David, para que a levasse a Israel. Ao chegar em Israel, sobraram somente 10 dos 20 mandamentos a ele revelados.A palavra levita quer dizer a alma de Deus Su ou Deus do Sol = o povo japonês. Okada também doutrinou seus membros dizendo que a família imperial japonesa é a descendente direta de Su-mera-mikoto = Deus Sol ou Deus do Sol = a cúspide da filosofia monoteísta, politeísta e panteísta. Javé consequentemente, pertence ao mesmo panteão dos deuses da linhagem do Deus Sol e Javé é considerado um simples Deus ou um ramo da árvore principal - a família de Sumera-mikoto.


Okada pressupõe entre outras coisas, que embora os judeus pertençam à Casa Real de David, os japoneses provêm da família imperial japonesa que está conectada com o Deus do Sol, Deus Su, consequentemente um deus de nível muito mais elevado que Javé. O escudo imperial japonês, o crisântemo - a flor nacional do Japão, - e todos os símbolos do Japão refletem a herança do Deus Sol. Consequentemente, devido à linhagem do povo japonês, os judeus então devem submeter-se ao Japão ou pelo menos, mais cedo ou mais tarde perceberão isto. O Povo judeu, bem como algumas seitas cristãs os reconhecem como os escolhidos. Okada, tendo o conhecimento de que no mundo ocidental algumas pessoas os consideram desta maneira, e devido ao auge e popularidade da Bíblia como livro sagrado a nível mundial, quis de alguma maneira neutralizar ou subestimar a idéia de superioridade dos judeus e de criticar de maneira sutil a palavra da Bíblia.


MAHIKARI DESCULPA HITLER PELO HOLOCAUSTO JUDEU:


Okada também explica que Hitler provinha da linhagem espiritual de 'Hi-tler', HI = Espírito do Sol. Okada se referia à Suástica como também HI. Segundo Okada, 'HI' faz uma revolução (volta) para abrir o espírito positivo = yang = fogo. A explicação de Okada sobre a origem de Hitler justifica então a agressão militar nazista na Europa durante a Segunda Guerra Mundial, a qual segundo Okada, teve a bênção de Deus e foi parte do Plano Divino de Deus. Deus estava castigando aos judeus e outras vítimas da guerra. Segundo Okada não tiveram mais solução a não ser compensar seu próprio karma negativo e de seus antepassados de maneira brutal. Não há dúvida de que Okada favoreceu abertamente a dominação militar de seu próprio país, chegando até a ter uma posição importante dentro deste regime militar, favorecendo os governos de Hitler, Mussolini e Franco. Ao ver milhares de membros do grupo de jovens da Sukyo Mahikari (Mahikari-Tai) vestidos em uniformes militares marchando na frente da Sra. Okada (Oshienushi-Sama) nos vem à memória recordações vívidas das demonstrações de jovens a favor de Hitler na Segunda Guerra Mundial. As similaridades entre estes dois grupos são impressionantes.


A SUKYO MAHIKARI JUSTIFICA A AGRESSÃO MILITAR JAPONESA OCORRIDA NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL



A atitude popular no Japão depois da Segunda Guerra Mundial é de não se responsabilizar e de não reconhecer a invasão da China ocorrida em 1937. O Massacre de Nanking, a invasão do Pacífico e Ásia na Segunda Guerra Mundial. A ação militar no Pacífico que é chamada de 'A Guerra Santa do Extremo Oriente', que os japoneses iniciaram para não perder seu sentido de identidade e liberar a Ásia da ameaça do comunismo.Os extremistas de direita do governo militar japonês diziam que - A Guerra Santa do Extremo Oriente era uma guerra santa em nome da divindade do Imperador do Japão. A Sukyo Mahikari mantém estas argumentações e crenças na sua literatura.Observação: Isto deixa claro o ensinamento de o comunismo ser considerado uma 'Perturbação Espiritual Coletiva'. Vale salientar que na biografia do Fundador (Yoshikazu Okada) publicada em Inglês pela Sukyo Mahikari Daiseishu - O Sargento Coronel Okada, que enquanto esperava notícias por telefone em um vagão de trem, não pensaria em morte até que o forte de Hangchow se rendesse. Finalmente, quando escutou por telefone sobre a entrada triunfal dos militares japoneses neste forte, perdeu os sentidos e mais tarde se recuperou em um hospital.


O MASSACRE DE NANKING


Uma orgia de matanças de mais de 300.000 chineses e mais de 20.000 mulheres estupradas é considerado o mais bestial dos atos criminais cometidos pelos militares japoneses da época. Entre as cidades consideradas dentro do Massacre de Nanking encontram-se: Soochow, Wuhsi, Shanghai, Hangchow e muitas outras. Okada era proprietário de fábricas que produziam aviões para a força aérea imperial as quais foram destruídas quando os aliados bombardearam Tóquio.O fato de o fundador da Mahikari ficar feliz porque as tropas japonesas haviam conseguido invadir os povoados onde milhares de civis perderam a vida de forma cruel, milhares de crianças deixadas órfãs, onde se fazia competições para ver quem estuprava mais mulheres ou matava mais pessoas é uma coisa que deve repugnar a qualquer ser humano que tenha o mínimo de coração.


Okada era devoto do Imperador e de todo o poder implícito nesta hierarquia, fato que se reflete na sua biografia ao dizer que não se renderia à morte até que o forte de Hangchow se rendesse e em seus ensinamentos quando apóia Hitler em sua missão de limpar a Alemanha dos Judeus. Okada incluiu suas crenças de grande patriota dentro da estrutura da Mahikari - em outras palavras, Mahikari é uma fachada da verdadeira agenda dos extremistas de direita do governo militar. De fato, se for feita uma pesquisa a respeito das novas religiões no Japão (fundadas entre 1930 e 1960) pode-se comprovar que todos os fundadores estiveram contra o governo militar. Os livros de História japoneses escritos durante os últimos 30 anos, foram modificados de maneira que reflitam o ponto de vista imperialista do Japão. Estes livros são usados nas escolas freqüentadas pela juventude japonesa hoje. Como os Japoneses justificaram o Massacre de Nanking desde a Segunda Guerra Mundial.



Shintaro Ishihara, um conhecido nacionalista japonês, autor e ex-Membro do Gabinete do Diet (Parlamento Japonês) alegou que o Massacre de Nanking foi um fruto da imaginação dos Chineses, uma mentira chinesa (Declarações à Playboy Magazine, 1990, Edição dos EUA). As conexões entre Okada e o Sr. Shintaro Ishihara podem ser encontradas em folhetos de divulgação da Mahikari. Okada elogia Ishihara como um verdadeiro patriota, e além disso, o filho de Ishihara, atual membro do Partido L. D. Nobuaki, confirmou a grande amizade existente entre Okada e Ishihara.Shintaro Ishihara assinou um documento para aparecer como patrocinador principal na licença concedida pelo governo metropolitano de Tóquio em 1989 à Aum Shinri Kyo (seita japonesa conhecida por ter posto um gás letal no metrô de Tóquio no verão de 1995) e também houve evidências de que Ishihara financiou a Aum Shinri Kyo (Ver Seção: MAHIKARI Y AUM: Haverá alguma conexão?) Alguns meses depois do ataque de gás no metrô de Tóquio, o Sr. Ishihara imediatamente renunciou e seu cargo. (O governo de Tóquio nunca entregou aos meios de comunicação os papéis onde aparece o nome de Ishihara nesta licença. Segundo o governo é ilegal fazer isso).O ex-membro do Diet 'Hamako' Hamaguchi Koichi denunciou a Ishihara e outro membro do Diet, Toshio Yamaguchi, de Shinshinto de financiar a Aum Shinri Kyo em um programa de televisão no verão de 1995.



A SEITA AUM SHINRI KYO E MAHIKARI. HAVERÁ ALGUMA CONEXÃO?


Ambas seitas se encontram conectadas a elementos de extrema direita do partido Liberal Democrata. Alguns ex-membros da Sukyo Mahikari crêem que se a seita Aum foi escolhida para acelerar o mecanismo de causar uma catástrofe mundial, então Mahikari seria a organização que se encarregaria de estabelecer uma nova ordem mundial a nome do Imperador do Japão. Os membros da Mahikari são chamados de pessoas sementes (Tanebito), sobreviventes da grande catástrofe e tomariam as rédeas da liderança do mundo.



Outra situação em que a Sukyo Mahikari sempre ganha: Se houvesse uma catástrofe mundial no ano 2000 como preveu a Sukyo Mahikari, então a Sukyo Mahikari se encontraria preparada e atribuir-se-ia à Sukyo Mahikari ser a responsável pela salvação mundial, pacificando um deus cheio de cólera. Segundo a Sukyo Mahikari a única razão pela qual o planeta Terra não foi destruído até o momento é porque a Sra. Okada constantemente pede a Deus que dê mais tempo à humanidade, mesmo que ela continue insistindo que os membros não estão fazendo os melhores esforços, resta pouco tempo, causando assim um estresse adicional e inconsciente nas vidas dos membros que constantemente, que chega a afetar sua vida profissional, familiar e social.



A Mahikari vem criando e inventando profecias do fim do mundo, para criar uma histeria que consistentemente toma a energia dos membros e a recicla para seguir recriando seu poder e seu império. Em outras palavras, a idéia do fim do mundo se usa no mercado espiritual para promover o produto ao máximo, a salvação da alma e a vida eterna em um mundo de paz, amor e harmonia, ao mesmo tempo que gera múltiplos ingressos de adeptos para a seita.



Aparentemente, Mahikari e Aum estão sendo apoiadas por um poderoso grupo econômico que controla o Japão, que tem como propósito outorgar ao Imperador do Japão poder e influência a nível mundial sobre os futuros súditos: A Humanidade. Por esta razão, esta organização justifica: o apoio de grupos japoneses, com agendas fanáticas sobre a divindade do imperador; os financiamentos e o dinheiro que estes grupos geram e os planos de influência (militar/tecnológica ou social/religiosa) dos mesmos no exterior do Japão.


Para mais informações sobre esta conexão entre ambas as seitas, veja o conteúdo do link seguinte:


MAHIKARI E AUM. São descritas as conexões comuns de ambas seitas na Austrália. O documento 'Os Protocolos dos Sábios do Sião', a Estrela de David, Shintaro Ishihara, as experiências nucleares e de magnetismo feitos na Austrália por Aum Shinri Kyo, o Massacre de Nanking, o apoio do Partido Liberal Democrata à seita Aum Shinri Kyo.



A FALTA DE CREDIBILIDADE NA MAHIKARI



Em fotografias oficiais, Yoshikazu Okada usa, pendurada em seu pescoço, uma medalha outorgada pelo International American Institute Academy. De fato, ele ordenou que se fizesse uma reprodução gigantesca da mesma na entrada da sua própria casa em Atami, Japão. Segundo a versão da Sukyo Mahikari, a cerimônia aconteceu no Tóquio Hilton Hotel em 17 de fevereiro de 1972, contando com a presença do então Ministro das Relações Exteriores e outros ilustres cidadãos japoneses e embaixadores de 10 outras nações que também assistiram à mesma. Yoshikazu Okada se uniu por mérito ao Presidente Kennedy, Papas, Cardeais e ao Arcebispo de Canterbury os quais receberam esta mesma condecoração.O International American Institute concedeu a Okada o título de Cavaleiro Comandante e o condecorou na Ordem Soberana (Grega) dos Cavaleiros de São Daniel Zante. Mahikari alega que esta ordem foi estabelecida no ano 34 depois de Cristo e que os condecorados são escolhidos pelos seus serviços prestados à humanidade, a nível internacional. Uma investigação intensiva de bases de dados, bibliotecas e conversações com experts em ordens de cavalaria revelaram o seguinte:



Esta 'ordem' foi fundada pelo Conde Péricles Voultsos entre 1940 e 1950 e foi promocionada por ele mesmo. Em outras palavras, esta ordem foi 'inventada' por ele. Pericles nem sequer segue o modelo de uma ordem de cavalaria genuína. Finalmente, em 1953 esta ordem foi repreendida pelo governo italiano e se incluiu na lista de ordens de reputação duvidosa. Descobriu-se que na realidade é uma corporação privada e não uma verdadeira ordem de cavalaria, com origem na época das Cruzadas e muito menos na época de Cristo. O propósito desta 'ordem' é outorgar estas condecorações para ganhar mais membros aos quais se possa cobrar bastante dinheiro por pertencer a uma organização à qual pertençam membros como presidentes, Papas e Cardeais. As personalidades que recebem estas condecorações nem sequer o reconhecem e nunca as usam para promoverem-se a si mesmos.Existe uma organização chamada International American Institute localizada em Washington D.C., à qual foi contactada devido à similaridade de nomes. No entanto, esta organização disse não ter nada a ver com prêmios concedidos por serviço à humanidade, etc. e pensou-se que provavelmente tratava-se de um fiasco. Não se encontrou outra organização de nome similar nas investigações das bases de dados.



'UNIR' TODAS AS RELIGIÕES ( O OBJETIVO DA MAHIKARI)



Um dos ensinamentos mais enfatizados na Mahikari é difundir a crença de que a base de todas as religiões e de todas as raças da humanidade são provenientes do Japão e que a missão divina da Mahikari é devolver à humanidade esta origem através da Família Imperial Japonesa. No entanto, se o objetivo da Sukyo Mahikari e da outra Mahikari (Sekai Mahikari Bunmei Kyodan) é UNIR, teríamos que ver a verdadeira história de ambas as seitas para saber quando, por quê e como se DESUNIRAM: (A Sekai Mahikari Bunmei Kyodan mantém um site no qual explica A Verdade sobre o Caso Entre as Duas Seitas Mahikari onde explicam, em Inglês, e, com riqueza de detalhes, a narração dos fatos deste importante caso).



De acordo com transcrições da corte, Yoshikazu Okada fundador e líder da outra Mahikari (SEKAI MAHIKARI BUNMEI KYODAN), morreu em 1974 e deixou como seu sucessor o Reverendo Sekiguchi. A Sra. Okada (Oshienushi-Sama) confirmou este fato na noite do funeral de Yoshikazu Okada e anos mais tarde em uma corte japonesa. Ao que parece, havia dois grupos enquanto Okada estava vivo, um liderado por Sekiguchi e outro pela Sra. Okada, ou seja, enquanto Yoshikazu Okada estava vivo, já se percebia esta divisão dentro da organização. Depois de que a Sra. Okada fez o anúncio em 25 de junho de 1974 ao Sr. Sekiguchi diante das 27 testemunhas, de que Sekiguchi seria o sucessor de Yoshikazu Okada, a Sra. Okada foi instruida por um dos membros de sua facção de que não deveria dizer nada mais nada menos daquilo que obtivesse como consentimento deste membro.



Em 5 de julho de 1974 a Sra. Okada, de maneira secreta registrou-se no Escritório de Registros de Omori como a sucessora de Yoshikazu Okada (Sukuinushi-Sama) e líder da Sekai Mahikari Bunmei Kyodan (o nome original da Mahikari). Mais tarde a Sra. Okada retirou seu nome do registro por ordem da corte. Ela alegou que suas declarações da noite de 25 de junho de 1974 a Sekiguchi e às 27 testemunhas foram mal interpretadas pelos presentes nesse momento. A Sra. Okada dizia que suas declarações dessa noite consistiram em que Sekiguchi seria seu deputado (deputado da Sra. Okada), uma posição em completa contradição com um papel assinado naquela noite pelas 27 testemunhas, Sekiguchi e a Sra. Okada, constatando que Sekiguchi era o legítimo sucessor de Yoshikazu Okada (material usado na corte).


Os donativos dos membros começaram então a serem usados para cobrir os gastos da corte e dos advogados. A pergunta que se deve fazer agora é a seguinte: Por que Okada não deixou um testamento ou instruções escritas? Por que se esqueceu de fazer este importante documento diante de um advogado e de testemunhas??? Onde estava Deus nessa hora???!!!



Nesse momento a credibilidade da Mahikari é derrubada como um castelo de cartas e os encarregados da estratégia de relações públicas da Sra. Okada entram em cena e cuidam do assunto. Consequentemente, criam estórias sobre a vida de Sekiguchi, rotulam-no de ter tido uma série de amantes (palavra favorita dos japoneses) e que seu corpo estava cheio de enfermidades devido às suas impurezas espirituais. Por outro lado, promovem a Sra. Okada como a única pessoa capaz de tomar a função divina de construir o Suza e outras missões da Mahikari. Quando já era óbvio que a Sra. Okada perderia a causa no tribunal e que teria que resolver o caso fora deste porque do contrário, a corte daria um veredicto contra ela e contra seus associados, (veredicto que resultaria em um período de reclusão) ela decidiu ir ao Cartório de Registros de Omori onde registrou a religião chamada Sukyo Mahikari. Nunca saíram da boca do fundador as palavras 'Sukyo Mahikari'.



Sem consultar aos membros da Mahikari a maioria dos ministros da Mahikari decidiu seguir a Sra. Okada, talvez pelo laço de 'sangue espiritual' entre Yoshikazu Okada e sua 'filha adotiva' ou talvez pela campanha de insultos contra Sekiguchi. Nunca foi dada uma alternativa aos membros de escolher a quem queriam seguir como sucessor de Yoshikazu Okada. A batalha pelo controle da organização foi feita de maneira extremamente secreta para que nada chegasse ao conhecimento dos membros, o que é uma característica sumamente japonesa e de grande utilidade nos casos de escândalos como estes.Vale salientar que dentro do acordo entre Sukyo Mahikari e Sekai Mahikari Bunmei Kyodan não é permitido à Sra. Okada assinar os goshintais (objetos sagrados). Todos os objetos sagrados da Sukyo Mahikari nos altares de dojos e residências são uma cópia dos goshintais feitos por Yoshikazu Okada (Sukuinushi-Sama). Somente ao líder da Sekai Mahikari Bunmei Kyodan é permitido, de acordo com a lei japonesa, criar goshintais usando sua assinatura original, ou seja, os goshintais da Sekai Mahikari Bunmei Kyodan são todos originais, não cópias.



A Sra.Okada fora da corte explicou aos membros, como justificativa do acordo entre a Sukyo Mahikari e a Sekai Mahikari Bunmei Kyodan (desfavorável a ela), que o espírito de Yoshikazu Okada esteve vagando por 49 dias depois de ter morrido. A Sra. Okada não informou publicamente que Yoshikazu a tinha feito sucessora em 13 de junho de 1974, dez dias antes de sua morte, já que sentia que era bastante desrespeitoso falar sobre o assunto da sucessão em um período de tempo tão próximo a sua morte física antes que se passassem os 49 dias.



O FUTURO DE AMBAS AS SEITAS MAHIKARI - TERÁ A SUKYO MAHIKARI ESCOLHIDO UM SUCESSOR?



Um dos ensinamentos que Mahikari não divulga é que segundo Okada, o Imperador do Japão deveria ser o terceiro Oshienushi (líder da Mahikari). Ambas seitas Mahikari herdaram este ensinamento de seu mesmo fundador, Okada. A Sra. Okada está com aproximadamente 70 anos e o líder atual da Sekai Mahikari Bunmei Kyodan tem também aproximadamente a mesma idade. Quem será o próximo líder de ambas Mahikari? No entanto, muitos no Japão sabem, que Oshienushi-Sama adotou um doshi (ministro da Mahikari) jovem a apenas alguns anos atrás e há rumores que ele seria o sucessor. No entanto, este doshi é casado e por esta razão os antigos ministros da Mahikari não acreditam que este jovem será o sucessor.



A cada dia que passa, fica cada vez mais claro que, para que a Mahikari se converta em uma Supra Religião, ao invés de unir as religiões, o que consegue é desfazer a estrutura de crenças do indivíduo para japonezá-lo usando a versão de Okada sobre a história da humanidade e de sua divina liderança. Tentar inventar uma franquia de salvação divina como a única religião para a salvação da humanidade é sumamente confuso para os membros de Sukyo Mahikari. Especialmente quando Sukyo Mahikari não passa de uma ramificação da Sekai Mahikari Bunmei Kyodan; ambas religiões provenientes da Sekai Kysei Kyo (Johrei) a qual por sua vez foi uma religião inspirada na seita Omoto Kyo fundada em 1898.



É interessante notar que ao se ver os ensinamentos originais em japonês, Okada nunca organizou a informação, pelo contrário a espalhou em diversas notas, papéis soltos e cadernos. Desta maneira sua filosofia original não se podia perceber facilmente. Se um membro estrangeiro tenta entender seus escritos teria que ter domínio absoluto do japonês e mesmo assim, seria difícil de decifrar. Sendo assim, é dito aos membros que é desnecessário saber japonês. Segundo a Mahikari, os livros de ensinamentos emitem luz e podem dar grande salvação desta maneira. Particularmente, não se motiva aos membros a ler os ensinamentos de um ponto de vista analítico, especialmente o livro Goseigen, o qual está composto de ensinamentos confusos e retorcidos, feitos para um arqueólogo de línguas extintas. Por esta razão, os dirigentes da Mahikari recomendam que se 'transmita Luz, mais Luz e mais Luz'. (embora saibamos que nem tudo que brilha é ouro).Esta resposta emotiva se decora com palavras de amor, harmonia, a Vontade Divina, amor altruísta, etc.



Os conceitos românticos entrelaçados com os pontos de vista distorcidos de temas como história, ciência e política fazem com que o ensinamento em japonês e em qualquer língua estrangeira tenham um grande atrativo. De fato, quase todo o material escrito por Okada não foi traduzido nem sequer ao Inglês e por isso as traduções se fazem para satisfazer as circunstâncias contemporâneas. Por exemplo, depois da batalha na corte entre as Mahikaris, foi criada em 1978 a Sukyo Mahikari. Esta apagou toda referência em seus livros, sobre Sekai Mahikari Bunmei Kyodan que algumas vezes tem citado Yoshikazu Okada, o fundador, usando então as palavras Sukyo Mahikari, quando o fundador morreu 4 anos antes de que se usasse este nome para a organização liderada pela Sra. Okada (Oshienushi-Sama).



Nos países de língua portuguesa e espanhola as traduções do japonês são menos dominantes e os membros que pedem humildemente mais traduções são taxados de desobedientes e mal agradecidos. A humilhação que faz padecer ao membro latino da Sukyo Mahikari é muito mais profunda à existente em outros países onde a Sukyo Mahikari pôde conseguir presença. O livro Goseigen é uma tradução muito pobre do Inglês para o Espanhol. A Sukyo Mahikari incentiva aos membros de língua espanhola a agradecer e não ficar reparando nesta ou outra falta da organização. Se o livro não tem uma boa tradução deve-se agradecer e não se queixar, e se aceitam que é uma má tradução foi o Arranjo Divino ou porque a condição espiritual (Sônen) dos membros foi insuficiente. Como é de costume, a Sukyo Mahikari sempre ganha, nunca perde.


YOSHIKAZU OKADA (SUKUINUSHI-SAMA) E A SRA. OKADA (OSHIENUSHI-SAMA) ENDEUSAM-SE A SI MESMOS; JESUS CRISTO É CONSIDERADO UM PROFETA DE NÍVEL INFERIOR



Um dos grandes medos dos membros da Mahikari é o de não poder atingir ou manifestar as expectativas da Sra. Okada (Oshienushi-Sama), a líder atual da Sukyo Mahikari. Ela enfatiza que os membros são pessoalmente responsáveis de seu próprio karma, qualquer tipo de contratempo é causado pelo estado mental do membro e por não seguir os ensinamentos da Sukyo Mahikari. Esta acusação por parte da Oshienushi-Sama faz com que o membro se sinta culpado de não por em prática os ensinamentos constantemente. O membro convive dia-a-dia com esta culpa imposta pela líder da Mahikari. Através dos anos a Sra. Okada construiu monumentos enormes e extremamente luxuosos, enquanto 'eleva' seu nível espiritual. Geralmente ela usa palavras como 'Deus me ordenou fazer'. Em quase todas estas referências menciona Deus e a Sukuinushi-Sama (O Salvador - Yoshikazu Okada _ Great Saviour) ao mesmo tempo, reforçando assim de forma subliminar que Deus e Yoshikazu Okada têm os mesmos objetivos. Yoshikazu Okada se considera o único salvador da humanidade.Jesus Cristo é considerado na Sukyo Mahikari como um profeta de nível inferior, com menos poder espiritual que o ex-militar do imperador japonês, Yoshikazu Okada.Quando a Sra. Okada viajou para Israel em 1993, a Sukyo Mahikari alegou que devido a esta viagem, ela evitou que se manifestasse o Armagedom, ou seja, que a paz chegou ao Oriente Médio somente pela presença do seu _espírito , já que próximo a esse acontecimento, conseguiu-se um acordo de paz entre Israel e os Palestinos. Tão logo isto aconteceu ligou-se esse fato com presença da líder da Sukyo Mahikari. Aqueles que não levarem este sinal a sério perderão a oportunidade de obter paz. Mais uma vez, Mahikari nunca perde, sempre ganha.



Em 1986 A Sra. Okada visitou o Brasil e alguns países da América Latina. Nesse mesmo ano, o Brasil teve uma onda ufológica (muitos casos de aparições de OVINS - Objetos Voadores não Identificados, mais conhecidos como Discos Voadores) que também foi associada à presença desta líder. Foi dito que os seres que estariam dentro destas naves eram'representantes espirituais do país'' (como governadores espirituais) estavam na ocasião a reverenciá-la por ser uma'representante' de Deus no país.



A BÉLGICA TOMOU A INICIATIVA:



A Comissão Parlamentar Belga incluiu a Sukyo Mahikari como uma das mais importantes e perigosas seitas na Bélgica, na mesma categoria que Sahaya Yoga, Moonies (Seita do Reverendo Moon), Soka Gakkai e Cientologia. Agora que as seitas foram reconhecidas, o governo belga encontra-se a debater leis as quais se devem reformular para proteger a cidadania belga destas seitas perigosas.Le Rapport de la Commission Parlementaire Belge, Enquete sur les Sectes



MAHIKARI ENSINA A NÃO PRATICAR A CARIDADE


Primeiramente, a Sukyo Mahikari leva vantagem em vários países ao obter um status de organização sem fins lucrativos, para assim estar livre de impostos. No entanto, o ensinamento de Okada é bastante claro no que diz respeito à sua interpretação de como se deve fazer caridade.


Segundo Okada se uma pessoa se encontra em dificuldades o ato de ajudá-la (fazer caridade) é interpretado como uma interferência na limpeza cárpica que está passando o indivíduo. Se você oferece ajuda a um indivíduo que esteja passando por dificuldades você acumulará mais karma negativo na sua vida.


Segundo Okada, todas as organizações que ajudam aos necessitados como a Cruz Vermelha, a Liga Contra o Câncer, UNICEF, Corpos da Paz, etc., na realidade estão contribuindo para a contaminação da humanidade. Nem um centavo dos cofres da Sukyo Mahikari é usado para contribuir com estas causas em sua comunidade. Mas, há bastante dinheiro para pagar os mais importantes diretores da Mahikari.



Ao contrário, se for feito um donativo à seita em dinheiro, em tempo, ou em esforço e energia, isto sim se considera como o verdadeiro significado de caridade.


Quanto mais se expanda a Supra Religião de Okada, mais pessoas poderão receber a luz e serem salvadas espiritualmente!!!, o que é muito melhor que dar de comer às crianças inocentes vítimas de guerras ou ajudar aos necessitados no seu próprio país.Os membros de Mahikari não escapam da rigidez deste ensinamento de'caridade''. Se os membros passam por qualquer tipo de dificuldade é por própria culpa e isso é um indício ter um nível espiritual baixo, não ser obedientes aos ensinamentos ou porque estão sendo abençoados por Deus ao estar pagando o karma de outras vidas. A seita não moverá um dedo para ajudá-lo. Impor a mão e transmitir mais Luz é a resposta para resolver o problema e a perturbação que os espíritos causam, a qual não deixa o membro visitar o Dojo (centro de purificação) com mais freqüência.



Esperar que as sedes ajudem financeiramente os dojos ou qualquer outro centro de menor escalão é interpretado como roubar dinheiro da Sra. Okada e a Deus. Os membros de cada cidade devem pagar por seus próprios gastos. É ensinado aos membros a serem moderados com eles mesmos e generosos com a Mahikari.


'O QUE DEVE SER A CARIDADE'



“Construir hospitais para salvar as pessoas doentes, coletar donativos, só aumenta o número de pacientes que se envenenam com medicamentos. Isto está muito distante de ser caridade. Eu os chamaria de caridades hipócritas, que acumulam pecados e impurezas. Trabalhos de caridade são os atos de remover enfermidades, pobreza e atualizar uma civilização sadia e segura neste mundo. É necessário expandir a civilização celestial e corrigir os erros do presente. O dilúvio de caridades hipócritas é demasiado e o mundo se deteriora mais e mais. Por estas razões eu desejo que aqueles que trabalham duro para estas organizações hipócritas, possam ser despertados para a verdadeira caridade.”



SUKYO MAHIKARI NÃO CRÊ NA DEMOCRACIA


Y. Okada dizia que a história está baseada em enganos e encontra-se cheia de mentiras particularmente no que se refere ao Japão e ao seu Imperador. A democracia deve ser considerada como instituição inferior (a democracia é proibida na Sukyo Mahikari) dizia Okada. A teocracia (ao estilo da Mahikari) é o futuro da humanidade. Mahikari seduz seus membros a uma total obediência aos ensinamentos de Yoshikazu Okada, à vontade da Sra. Okada e de seus representantes. Questionar a autoridade da Sra. Okada não é permitido e se rotula como 'perturbação espiritual'. A democracia é totalmente condenada pela seita e também nas comunidades ou outras organizações.


A SUKYO MAHIKARI TEM MUITAS MANEIRAS DE ASFIXIAR UM MEMBRO COM DESCULPAS



Quais são as desculpas e argumentações da Sukyo Mahikari? Vejamos:


A Mahikari tem uma natureza parecida com a de um camaleão e muitas faces dentro de sua estrutura que não são fáceis de perceber.


1. Se um membro tem problemas em entender as contradições dos ensinamentos, então 'falta crescimento espiritual a essa pessoa' ou 'tem mal-entendidos culturais'. 

2. Se alguém critica a seita, então as entidades diabólicas que estão manipulando os espíritos possessores dos membros, querem destruir a única e verdadeira religião de Deus. 

3. Os ex-membros (ex-kumites) são taxados por estarem perturbados espiritualmente, possuídos por demônios. Também são acusados de ter se desviado do caminho espiritual correto e de não poder 'suportar' a pressão da Luz Divina.

4. Os meios de comunicação e a Internet são manipulados pelas forças negativas. É melhor para os membros manterem-se longe da Internet para não ser manipulados ou contaminados.



Por outro lado a outra Mahikari, Sekai Mahikari Bunmei Kyodan, tem um site na Internet e não se encontrou nenhum indício de um ex-membro desta seita mostrando uma atitude hostil à mesma. Além disso, a Sekai Kyosei Kyo (Johrei) também tem um site na Internet. A Sukyo Mahikari retirou seu site na Internet assim que ocorreu o escândalo. A desculpa que deram é que a maneira de divulgação correta é o boca-a-boca, não fazendo uso de nenhum outro meio de comunicação para divulgar a religião, a não ser o Maboe (distribuição de panfletos). Quanto às críticas é ensinado aos membros a não dar ouvidos e permanecerem pioneiros (dar exemplo) de pessoas corretas.



Quando os membros morrem é porque a pessoa é chamada a servir a Deus junto com Yoshikazu Okada, no mundo espiritual, para a salvação da humanidade ou porque a pessoa já resgatou o máximo dos pecados e impurezas da família com o último sacrifício (o de sua vida) ou conseguiu purificar-se e aproximar-se mais de Deus. Para os membros o terror de que suas almas sejam extintas é muito concreto. Se não se purificarem com a Luz da Mahikari, Deus os destruiria para nunca reencarnar outra vez o que é conhecido como o-desligar das células espirituais do espírito de uma pessoa. Esta regra se estende ao mundo inteiro.


Se os membros têm uma perda financeira, purificação ou limpeza (doença), a Mahikari ensina que isto ocorreu devido alguma situação de vidas passadas e Deus está dando a oportunidade de resolvê-la, para romper o ciclo de karma negativo ao permitir à pessoa entrar na Mahikari.Para cada ocasião há sempre um tapinha nas costas com um reconfortante consolo dos ensinamentos de Yoshikazu  Okada. Uma mente racional pode ser inundada com um falso sentido de segurança ou talvez adormecer para a realidade da vida. Os líderes da seita vivem inventando histórias para explicar porque as coisas acontecem. O raciocínio detrás de tudo isso consiste no fato de que Yoshikazu Okada é o único salvador da humanidade e a Mahikari a única religião salvadora, por isso é que os dirigentes se sentem poderosos ao criar qualquer história baseada nos ensinamentos. O último propósito deste tipo de explicações é o de protegerem a seita e eles mesmos.



CONCLUSÕES:



Se uma pessoa está pensando em entrar na seita Sukyo Mahikari, com o direito democrático que tem, o que mais podemos desejar é que se informe muito bem onde está entrando. Procure manter uma mente objetiva, para que não seja tão doloroso quando chegue o momento em que você decida sair da seita. É necessário coragem para deixar a seita, pois os sintomas de solidão, frustração e perda de identidade, ocorrem em todos os níveis. Torna-se necessário nesse tempo começar uma nova forma de relacionar-se com sua família, trabalho, carreira, casamento e até com os amigos. Mahikari é sutilmente viciante e se aproveita da natureza generosa das pessoas, aqueles que querem fazer algo positivo por eles mesmos, sua família, sociedade e principalmente as pessoas de boa vontade que sonham como um mundo melhor.


Estamos muito contentes de estar entre os ex-membros que descobriram que existe vida depois dos anos que estivemos na seita. Há um grande mundo esperando por aqueles que deixam de ser membros. Você sentirá como se uma grande nuvem ou neblina se desmanchasse. Não temos nenhuma dúvida de que deixar a seita foi a escolha certa. Muitos dos ex-membros têm como propósito expor os enganos, a difamação e a humilhação que a seita cobriu por muitas décadas como substância curativa de suas próprias feridas. Esperamos que nossa experiência e conhecimento através de nossa relação com a Sukyo Mahikari tenha ajudado a esclarecer e a colocar em perspectiva os propósitos da Sukyo Mahikari.



Quanto mais investigávamos as origens da Sukyo Mahikari mais percebíamos que a agenda de Yoshikazu Okada estava bem escondida.Muitos de nós não tínhamos idéia do que estava escondido.Esta curta explicação de nossa percepção da cultura da Mahikari é somente uma tentativa de demonstrar até que ponto Mahikari quer japonezar o mundo inteiro em todos os níveis. Descobrimos que a Sra. Okada foi construindo para ela mesma uma elevação da sua missão divina, o que reflete a arrogância do culto Sukyo Mahikari que crê ter um contrato de exclusividade com a Luz Divina. 


Aos membros da Sukyo Mahikari da América Latina, desejamos que reflitam sobre esta informação, que tomem controle de seu ser a nível espiritual, mental e físico e que não deixem que seus filhos sejam criados sob o jugo de uma ditadura espiritual.


Nós, os ex-membros e membros da Sukyo Mahikari, temos que - afiar nossos machados (expressão australiana). Porque nossos machados têm um nome: A VERDADE


BIBLIOGRAFIA E PRINCIPAIS FONTES DE INFORMAÇÃO


-Comentário do Kami Muki Sanji ' por Kotama (Yoshikazu) Okada Editado em 1982 (Japonês).
-Goseigen - Revelações dadas a Kotama Okada (A Bíblia da Mahikari) 
- Dai sei shu' - (Great holy Master) - Biografia de Kotama Okada.
- Repeated Primary, Secondary and Tertiary kenshu's and study classes. 
- All The Emperors Men' - Todos os Homens do Imperador, por Garry Greenwood.
 - Wages of Guilt, por Ian Buruma * 'Dojo - Magic and Exorcism in Modern Japan' - Dojo: Magia e Exorcismo no Japão moderno, por Winston Davis. 
- Thank God For The Answers At Last ' por Dr. A.K.Tebecis
- Sukyo em contexto, por Rustin Selvey 
- Ex-Kumites com coragem para dizer o bastante!.....e tomar uma atitude.


Agradecimentos especiais a Fabien Cheslet, Garry e Wendy Greenwood, ex-membros brasileiros, Richard Goh e Rusty Selvey.

Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 18 Comentário. Deixe o seu!

25 de janeiro de 2017 12:30

Prezado José Luiz adepto da doutrina da Nova Cultura da coexiste,

Segundo o dicionário (pai dos burros), e não segundo minha opinião: Seita é um termo que deriva do latim "secta" cujo significado é seguidor. O termo é utilizado para designar um grupo numeroso de uma determinada corrente religiosa, filosófica ou política que se destaca da doutrina principal. Sectário é um termo que designa o indivíduo que faz parte de uma seita. Uma seita pode também ser considerada uma "divisão", "partido" ou "facção".A palavra seita vem da mesma palavra grega que a palavra heresia. Essa palavra é háiresis, que em grego significa escolha, tomar partido, corrente de pensamento, escola, etc. Quando a palavra háiresis passou para latim, transformou-se em secta.Para muitas pessoas o termo seita tem um sentido pejorativo, graças ao fanatismo de algumas pessoas. Por exemplo, em Março de 1997, 39 seguidores de uma seita chamada Heaven's Gate (Portão do Céu, em português), cometeram suicídio em massa porque acreditavam que desta forma se libertariam dos seus recipientes humanos e patiriam para uma viagem numa nave espacial.São esses tipos de exemplos e que dão o sentido negativo à palavra seita. Por esse motivo, alguns líderes religiosos afirmam que uma seita é uma distorção religiosa que apresenta doutrinas falsas.

Com relação à criação da nova religião, faltou você especificar qual e com fatos e dados históricos, isto é fácil é só fazer um estudo sério e aprofundado.A verdade caro José Luiz, que você queira ou não, é que a palavra de Deus revelada por seu filho Jesus Cristo nos diz: “Prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo, convence, repreende, exorta com toda a paciência e ensino.Pois virá tempo em que os homens não suportarão a sã doutrina, mas desejosos de ouvir coisas agradáveis, cercar-se-ão de mestres segundo os seus desejos,e desviarão os ouvidos da verdade e se aplicarão às fábulas.Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta os sofrimentos, faze a obra dum evangelista, desempenha bem o teu ministério...”( II Tim 4,2-5).

Continua...

25 de janeiro de 2017 12:31

Coloquemos de outro modo a questão: pode ser verdade que não existe nenhuma verdade? Só há duas respostas possíveis: “sim, é verdade que não existe nenhuma verdade”. Ora, quem diz isso, assume, talvez inconscientemente, que há alguma verdade; e se alguém disser “não, não pode ser verdade que não exista a verdade”, certamente estaria usando melhor a sua razão e teria encontrado a resposta lógica. De modo que, com uma resposta ou outra, a conclusão é sempre a mesma: não pode existir um “relativismo absoluto”, a verdade sempre faz parte do nosso pensamento e discurso.A consequência disso é, que por incrível que pareça, o relativismo só pode ser relativo, uma vez que só pode ser parcial. Isso porque é sempre necessário aceitar que há alguma verdade, que algo pode ser conhecido. Certo tipo de relativismo pode ser até aceito para as opiniões, que são afirmações de algo pouco fundamentado, de modo quando se opina se há receio de que a afirmação contrária seja a verdadeira. Mas nem tudo na nossa comunicação é simples opinião. Aristóteles dizia que como a verdade é uma realidade primeira do nosso pensamento, quem nega a verdade, afirma a verdade. Ou seja:“Quem nega que ela exista, sabe já o que ela seja e supõe que é verdade a sua não existência, o que é uma contradição em termos.”Outro modo de fugir ao compromisso com a verdade seria assumir a posição cética, ou seja, aquela postura de certos pensadores que dizem não ser possível nem afirmar, nem negar a verdade. Quem assume essa posição, certamente se livra da linguagem e da “Gramática”, mas isso traz consigo uma consequência nefasta: “não negar nem afirmar algo, faz o ser humano se tornar semelhante a uma planta, com quem não é educado discutir.”O relativismo só pode, pois, ser relativo, ou seja, só pode ser aplicado a algumas afirmações e nunca a todas. A verdade não pode jamais ser excluída da vida e da linguagem humana, a menos que alguém se conforme em viver como uma planta. F. Nietzsche só pôde dizer que a verdade é «um exército de metáforas», uma «ilusão», uma moeda sem valor porque ?“Por que ele sabia perfeitamente o que é uma metáfora, uma ilusão, uma moeda com valor e uma sem valor, do contrário não teria o critério de julgamento.”Portanto, negar uma verdade implica sempre em aceitar uma outra verdade que sirva de parâmetro para negar a verdade primeira, o que pressupõe um conhecimento da alguma verdade anterior, o que negaria um relativismo absoluto, pois ao afirmar que tudo é relativo, estamos absolutizando o próprio relativismo, que tem como pressuposto negar qualquer verdade absoluta, ou seja: tudo é relativo é uma verdade absoluta, ou relativa ? Ora, se é uma verdade absoluta ela nega então o próprio relativismo. o importante não é ter uma opinião mas saber o que a coisa é.Opinião nós temos sobre o que desconhecemos. Assim, posso dar opinião sobre o que será o Brasil daqui há 20 anos. Ou sobre o que é "xoró no avesso", coisa que ninguém conhece.Mas não posso afirmar que, na minha opinião, Napoleão foi derrotado em Waterloo. Isso é um fato, e o conheço. Não posso ter opinião sobre ele. Sei que Napoleão foi derrotado em Waterloo. Então do que conhecemos, temos um juízo.Quando temos idéia de um ser que corresponde ao que ele é, então possuímos a verdade sobre aquele ser.

Continua...

25 de janeiro de 2017 12:31

Caro José Luiz, a verdade conceitual é portanto a correspondência entre a idéia que se tem de um ser e o próprio ser conhecido.A verdade não depende do que cada um acha, mas depende do objeto. A Verdade é objetiva.Ainda que todo o mundo dissesse que sol é frio, ele continuaria quente.A verdade não depende do que achamos e nem do que a maioria acha. A maioria ficou contra Cristo, nem por isso Barrabás se tornou inocente e Cristo culpado. Hoje infelizmente domina o achismo. Cada um acha o que quiser . Por isso, todo o mundo dá opinião sobre as coisas, e ninguém tem certeza de nada.O que domina é a filosofia idealista - ou achista - pela qual cada um tem uma idéia das coisas que conhece. E que é essa idéia que temos que faz a coisa ser o que ela é. É o que se chama de subjetivismo, que o Papa condenou na encíclica Veritatis Splendor. Se cada um tem uma idéia diferente das coisas, fica impossível dialogar. Cada um teria a sua "verdade" particular. O lugar em que cada um tem uma verdade particular e que crê completamente nela se chama hospício, ou então mundo moderno. No hospício, todo o mundo fala. ninguém se entende. Exatamente como em nosso tempo. O pior é que justamente hoje quando ninguém mais se entende e ninguém conhece mais a verdade(pois cada um tem a sua "verdade"), se fala tanto em diálogo.Então, não dê importância à sua opinião e à opinião de ninguém. Sobretudo, não acredite na maioria.Foi a maioria que gritou: Viva Barrabás e crucifica Cristo !!! Siga a Verdade PLENA que é Cristo!!!


Shalom !! e volte sempre !!!


25 de janeiro de 2017 18:07

Prezado anônimo discípulo dos falsos gurus da coexiste.


Meu caro entenda uma coisa de uma vez por todas: o importante não é ter uma opinião mas saber o que a coisa é. Opinião nós temos sobre o que desconhecemos. Assim, posso dar opinião sobre o que será o Brasil daqui há 20 anos. Ou sobre o que é "xoró no avesso", coisa que ninguém conhece.Mas não posso afirmar que, na minha opinião, Napoleão foi derrotado em Waterloo. Isso é um fato, e o conheço. Não posso ter opinião sobre ele. Sei que Napoleão foi derrotado em Waterloo. Então do que conhecemos, temos um juízo.Quando temos idéia de um ser que corresponde ao que ele é, então possuímos a verdade sobre aquele ser. A verdade conceitual é portanto a correspondência entre a idéia que se tem de um ser e o próprio ser conhecido.A verdade não depende do que cada um acha, mas depende do objeto. A Verdade é objetiva.Ainda que todo o mundo dissesse que sol é frio, ele continuaria quente.A verdade não depende do que achamos e nem do que a maioria acha. A maioria ficou contra Cristo, nem por isso Barrabás se tornou inocente e Cristo culpado. Hoje infelizmente domina o achismo. Cada um acha o que quiser . Por isso, todo o mundo dá opinião sobre as coisas, e ninguém tem certeza de nada.O que domina é a filosofia idealista - ou achista - pela qual cada um tem uma idéia das coisas que conhece.




Quer dizer que são estas as verdades que você baseia sua vida?


1ª INVERDADE DA COEXISTE: Kaw Vin não é o nome que está registrado em sua certidão de nascimento.(Já começa na mentira???) - Este, o escritor fez questão de esquecer, uma vez que se considera despido de uma identidade particular. “Quando alguém me chama, não fala com o indivíduo, e sim com a função que represento.”...Como gosta de enfatizar, não acredita na noção de tempo. “O tempo é a marcação de uma sucessão de ilusões criadas pela nossa mente”, diz o guro chefe da seita, hoje com 56 anos “biológicos”. Mas a vída continuava sem sentido e Kaw Yin dedicou-se aos estudos até concluir: o mundo é virtual...Nossa descobri agora que não existo !!!...



2ª INVERDADE DA COEXISTE: “A morte não existe, assim como o sofá em que estávamos sentados.O que você chama de sofá é uma ferramenta através da qual eu posso interagir com quem acredita em sofá.” Resposta semelhante é dada para outros objetos. Tento inverter o jogo, dessa vez com uma pergunta direta: “Não sei quem sou, mas quem é você?” Kaw Yin sorri ao responder: “Eu sou você”.Essa é,por sinal, a “verdade” que pretende passar.”


3ª INVERDADE DA COEXISTE: “Todos são a mesma criatura, logo, a morte de um familiar não deveria ser mais dolorida que a de qualquer outro ser vivo.É o que ensina Marcos Toledo, de 38 anos, um dos professores da Coexiste. A vida da minha mãe não é mais importante que a da sua.”


Portanto meu caro coexixtente – inexistente, se cada um tem uma idéia diferente das coisas, fica impossível dialogar. Cada um teria a sua "verdade" particular. O lugar em que cada um tem uma verdade particular e que crê completamente nela se chama hospício, ou então mundo moderno. No hospício, todo o mundo fala. ninguém se entende. Exatamente como em nosso tempo. O pior é que justamente hoje quando ninguém mais se entende e ninguém conhece mais a verdade(pois cada um tem a sua "verdade"), se fala tanto em diálogo, e um diálogo que liga o nada a coisa alguma.

Próxima por favor!

Shalom !!!

26 de janeiro de 2017 14:23

Olá pessoal, eu não entendi os comentários daqui acho que faltaram as perguntas. Mas achei engraçado a parte do "Napoleão foi derrotado em Waterloo" parece texto retirado do googleiro americano.
Então galera, antes de me caracterizarem como seguidor ou de forma prejorativa como "Coexixtente" ou algo qualquer, quero mostrar a minha opinião. Meus pais são da Congregação Cristã e eu tb fui membro por muitos anos. Cada qual com sua doutrina religiosa, mas essa galera da Coexiste não fala de religião. O que confunde é o Simbolismo da Logo deles que parece tratar de algo religioso, o que não é e já é explicado nos programas deles. Sobre o que eu li aqui falando que o nome verdadeiro de Kaw Yin não é esse, também é claro para todos e eles mesmos explicam em programas gravados no canal da Coexiste. Eu penso que não existe problema quanto à isso e não podemos julgá-los da mesma forma que apóstolo joão era chamado de "João-Batista". Sobre a questão da morte, qualquer um que assiste aos programas sabe que eles falam que a morte física não é o final e que a nossa verdadeira vida é a espiritual, portanto os termos morte e vida são nomes dados por nós humanos. Sobre o ponto de vista da Unicidade e unidade, é uma visão que muitos espiritualistas compartilham e a própria bíblia fala em Romanos 12:4-5 "assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros."
Se vocês julgarem o trabalho da coexiste usando parâmetros evangélicos, estarão sempre exercendo "julgamento" pois somente a sua denominação é a certa. Tal como a dos meus pais da Congregação, para muitos é seita do capiroto. Para mim que conheço a verdade e ando com Deus mesmo longe de um templo religioso, prefiro não usar religião pra julgar meu próximo. A Verdade é uma só e ela está em Deus, no amor puro de Deus, pontos de vista são apenas idéias humanas de culturas. Na idade da pedra o homem existia, na idade média também, e no futuro também existirá e nada cultural impedirá o homem de encontrar o amor de Deus que está em seu coração não em nome de igreja evangélica nenhuma.

Vocês precisam primeiro fazer essas perguntas para a galera do Coexiste antes de formar uma opinião e julgá-los como heresia.

Deixo uma pergunta, vcs acham que os Indios que não foram catequizados merecem o amor de Deus e a vida ao lado dele, ou somente quem é da sua denominação será salvo?

Espíritas vão para o inferno, Católicos, e etc?
Pessoas que dão treinamento para empresas e falam de Deus na cerne de suas mensagens são do AntiCristo pois o nome de Deus tem os direitos reservados somente para os "Assembleianos, do Malafaia" ou "Batistas" falarem? Só pode usar o nome de Deus se pagar a patente de pastor?

27 de janeiro de 2017 10:28

Prezado Tidy árduo defensor da Coexiste,

Quem busca seitas, é porque está com dúvidas, como eu não tenho, não tenho motivos para contata-los.O alienado caro Tidy não busca conteúdo, mas somente os efeitos e sensações, não procura se informar e vai com a correnteza, ou seja, se direciona através da massa, da moda e não procura ter opinião formada. Isso para mim caro Tidy, é alienação, e no mundo em que vivemos hoje, na busca por NOVIDADES, isto é muito comum, e se afastam da verdade, buscando verdades de pseudos iluminados de escritório, que só querem é ganhar dinheiro ,comer caviar e viajar para Maiami a custa destes pobres iludidos. Caro Tidy, se você fez esta opção o problema é seu e não nosso, e lhe respeitamos em suas opções, mas isto não nos tira o direito de falar a verdade, não sobre você, e o mérito de suas opções, mas sobre o objeto de suas opções, e neste caso específico a falsa doutrina sobre a verdade proclamada pela Coexiste.Repito caro Tidy, por amor a você à verdade que nos liberta: “A verdade não depende de nossos sentimentos ou preferências.Uma coisa é verdadeira quer gostemos dela, ou não. Devemos sim respeitar as crenças e opções dos outros(E vice versa concorda ?), mas amorosamente temos por dever dizer a verdade que salva.Além do mais, se você realmente ama e respeita as pessoas, sabiamente lhes dirá a verdade sobre informações que podem ter consequências eternas na salvação das pessoas.”

Caro Tidy,já dizia São Tomás de Aquino: “Não se opor ao erro é aprova-lo, não defender a verdade é nega-la. A verdade é um exercício da Caridade.”Talvez nunca mestre algum fosse mais apaixonadamente admirado e escutado do que Tomás de Aquino. O seu culto exclusivo da verdade comunica às palavras e às demonstrações uma segurança que dá a todos os auditórios o supremo júbilo de tocar de perto a verdade tão buscada e tão ansiada pela nossa sede de plenitude. Bem o sabia Tomás de Aquino, que amava a Verdade e sabia que por muito potente que fosse a inteligência que Deus lhe tinha dado, ela de nada valia se não estivesse secundando a experiência de beber da única e verdadeira Fonte do Saber que é o próprio Cristo, a verdade revelada e consumada de Deus.

Continua...

27 de janeiro de 2017 10:30

A verdade caro Tity, se dá quando o nosso discurso expressa o que as coisas realmente são, ou seja, quando ha perfeita correspondência entre o observador e objeto observado, sabendo-se que a verdade está sempre no objeto observado e não no observador, ou seja a verdade existe independente do observador,se não vejamos a questão:O que me faz deduzir e achar verdadeiro que 2+2=4 ? é ai onde se encontra a plena correspondência entre objeto observado e observador, e de onde o observador conseguiu extrair o máximo de verdade do objeto observado.

Para estes falsos dialogadores pacifistas, não existe a verdade.Cada um teria a sua verdade particular. Exatamente como no manicômio: lá, cada louco acredita no que quer. E o mundo, hoje, se transformou em um manicômio, onde todos dialogam, ninguém escuta, e ninguém acredita em ninguém. Manicômio no qual nenhuma informação tem valor. Vive-se num relativismo total. Sim, os relativistas e progressistas liberais sonharam com um mundo sem lutas, sem polêmicas, em doce paz, sem guerras e sem polêmicas mal educadas.Criaram o século XX, reino da tolerância, no qual houve já duas guerras mundiais. Criaram o século do Amor, Terceiro Milênio da Civilização do Amor, que começou com Bin Laden.

Ocorre, porém caro Tity, que a verdade e a mentira estão em perpétua guerra. Ocorre que o bem detesta o mal (mal este, que se reveste até de luz e de meias verdades para confundir os eleitos), e o mal detesta o bem. Ocorre caro Tity,que Cristo Deus disse que não veio trazer a paz ao mundo, mas sim a espada, a guerra.Ocorre que Deus disse que a vida do homem na terra é uma guerra.Ocorre que Jesus disse que mandava seus filhos como cordeiros entre lobos. E os pacifistas, defensores da falsa paz, não admitem que haja defesa contra os lobos.Ocorre que este até bem intencionados e enganados pacifistas, sonham fazer a paz entre Cristo e Belial. Ocorre que eles sonham em dialogar, e dialogar com boas maneiras até com o diabo. Ocorre que esta falsa paz só produziram um mundo de guerras mundiais e de violência, pois onde reina a mentira, não pode haver jamais a paz.


Como reagiriam esses pacifistas de escritório, vendo Cristo de chicote na mão, batendo nos vendilhões, derrubando as suas mesas, e expulsando-os aos gritos do Templo?Certamente criticariam a falta de "bons modos" de Cristo, e diriam que Ele não fora bem educado. Que afinal, se Ele foi crucificado, foi porque não teve a habilidade diplomática conveniente, e a caridade de dialogar pacificamente com seus opositores. Que ele não respeitou a opinião de Caifás, e que Ele, por sua violência, acabou sendo crucificado.Que se poderia esperar da pregação de Cristo, senão a violência do Calvário visto que Jesus declarou que deveria haver guerra entre os filhos da luz e os filhos das trevas?Que se poderia esperar, diriam esses tolerantes pacifistas contra Jesus, de uma pregação tão radical e tão cortante, tão intolerante como a de Cristo? Que disse: Ninguem vem ao Pai senão por mim?...

Continua...

27 de janeiro de 2017 10:30

Caro Tity,a vida católica exige defender a verdade. Exige vender, se preciso, o manto para comprar uma espada, como Cristo recomendou a São Pedro. E a Palavra de Deus é como uma espada, nos diz São Paulo.São Paulo, o Apóstolo que compôs o hino mais sublime em honra da caridade, São Paulo recomendou a seu discípulo Tito que tratasse duramente os hereges: "Increpa illos dure!". "Repreendê-os asperamente" (Epístola de São Paulo a Tito, I, 13).São Paulo NÃO DISSE em momento algum a Tito: "Tenha bons modos com os hereges", mas "Increpa illos dure!".


Outrora os defensores da Fé eram combativos e usavam argumentos e ironia.Imitemo-los. Outrora, os santos eram normalmente mártires e confessores.Hoje, os doutores de boas maneiras e de incoerência querem que haja apenas os "santos" dialogantes, e que a Igreja seja uma casa de tolerância...

Não !!! Jamais !!! Não os sigamos !!! Não os imitemos!!!, Pois meu refúgio é minha consciência, e minha confiança está na verdade e na misericórdia de Deus, que perdoa a todos que se arrependem e que o buscam, pois Ele veio para salvar a todos. Mas como pode haver arrependimento se não mostramos a verdade ?...



Ficamos gratos com sua visita a este despretensioso blog, que não tem outro objetivo: Levar a verdade que é Cristo a todas as pessoas, e volte sempre e conte sempre com nosso apoio e nossas orações.Não sou humilde, sou verdadeiro, e a verdade sei que doi mas cura.Se você quer ver mentiras , visite outros sites e blogs, porque neste você não vai ver o que você quer, mas o que você precisa.

Shalom !!!

27 de janeiro de 2017 17:36

Prezado berakash, ou cristão messiânico detentor da única verdade. A lógica da vida é simples e objetiva. Se você nascesse na lua ou vivesse sozinho em uma tribo africana você poderia a encontrar.
Você escreve sua defesa em 3 textos enormes para tentar expressar o que Jesus diria sobre a vida e amor para uma pessoa? A coerência parte daí, quando você responde de forma clara e objetiva, principalmente sem apelidar ou menosprezar a crença de outras pessoas.
Perceba que o proselitismo criado pelos cristãos, os torna "detentores" da verdade, como únicos filhos de Deus e eles acabam se sentindo no direito de julgar a todos os outros povos e culturas diferentes das suas conforme suas doutrinas e placas de igrejas. Esquecem que o mundo é feito de pessoas e transformam o objetivo em uma eterna busca pelo conversão dos outros povos e afirmam que isso é amor! Fazem isso desde as inquisições e a idade média. A leia do amor se torna mais uma retórica para o julgamento usando o preconceito. Os Cristãos não pregam o que Jesus pregava, eles se voltaram à doutrina criada pela igreja romana e se tornam agressivos e punidores.

Isso é tão verdadeiro que você usa a frase "Ocorre que o bem detesta o mal". O ódio e a discriminação permeiam seus textos. Desde o momento que você usa a palavra Detesta, Odeia, Espada. Vc usa o Julgamento com base no seu medo de contrariar sua crença.

O Farisaísmo é tão grande que você usa o cumprimento "Shalom" como um judeu. Está se baseando nas leis e faz uma mistura doutrinal cheia de julgamentos. Diferente do próprio Cristo, o que nos faz pensar que você também faça parte de alguma "seita", como os Saduceus, Essênios ou Fariseus, já que não sabemos quem é você ou se fala em nome de Todos os cristãos do mundo.
Quando você novamente justifica seu discurso com o ataque, citando o versículo que Jesus veio para trazer A espada, novamente você comete um equívoco, (o famoso texto fora do contexto para pretexto) pois aquele versículo se referia à perseguição que os discípulos de Jesus teriam pelos Romanos e Judeus por pregarem o amor e o fim da doutrina Judaica. Os Judeus fariseus como vocês da Berakah (outro nome judaico) que não aceitaram a simplicidade do verdade do evangelho que Jesus pregava, estavam presos nas leis e julgamento do que achavam ser "deus" para eles.
A perfeita e linda mensagem de Jesus se tornou um perigo para os detentores das leis, os que apedrejavam e oprimiam as pessoas, do governo Romano

O sábio leitor conclui que a crítica À empresa "Coexiste" parte de outra "seita" julgando as outras pessoas, afinal a Coexiste faz um trabalho lindo, não é uma religião e é um equívoco dizer isso. Eles não detém a patente do nome de Deus ou Jesus e por se tratar de uma empresa, cumprem com suas obrigações tributais ao governo, diferente dos Cristãos que em suas igrejas "detêm" a patente e ainda não pagam impostos sobre o trabalho que fazem e pedem dinheiro para seus fiéis seguidores. A Coexiste é uma empresa de cursos e treinamentos e de forma alguma quer ser comparada com uma igreja. Se falar de Jesus em seus textos ofende tanto as outras seitas farisaicas, isso faz concluir que ainda vivemos em tempos de muitas trevas de consciência e devemos a cada dia a mais pregar o amor que Jesus pregou.
Ainda creio que um dia a linda mensagem de Jesus será objetivo em todos os lugares como escolas, consultórios, empresas...
Haverá um dia que a verdade será acessível para todos sem necessidade de doutrinas ou igrejas, pois o Amor será fácil de ser interpretadas por todos os povos, sem inquisições ou catequismo.
Que esse amor um dia seja compreensível para vocês da denominação dos Berakash.

27 de janeiro de 2017 18:06

Prezado Tidy da Coexiste,

Procure manter a compostura sem ataques pessoais, pois aqui não julgo pessoas, mas falsas doutrinas de qualquer ordem: Política, religiosa e filosófica.

Para sua decepção veja o que diz o Catecismo da Igreja Católica:

“A Igreja reconhece nas outras religiões a busca, "ainda nas sombras e sob imagens", do Deus desconhecido, mas próximo, pois é Ele quem dá a todos vida, respiração e tudo o mais, e porque quer que todos os homens sejam salvos. Assim, a Igreja considera tudo o que pode haver de bom e de verdadeiro nas religiões "como uma preparação evangélica dada por Aquele que ilumina todo homem para que, finalmente, tenha a vida".(Catecismo da Igreja Católica § 843)

Caro Tidy, em outras palavras, o Cristianismo é a vitória da razão no mundo das religiões,pois como a Igreja se pronuncia muito bem a respeito das religiões não – cristãs:Lá Deus também é procurado e encontrado não em plenitude ,mas nas sombras, e com sementes da verdade.Isto não significa que a hegemonia do Cristianismo sobre as demais religiões seja fruto unicamente da nossa Igreja Católica, pois o grande referencial de todas as denominações cristãs é o próprio Jesus Cristo,o poder da Igreja vem de Cristo.Ou seja, o nome de Cristo tem poder e importância maior que o de Maomé ou Moises ou de qualquer outro líder religioso da História.Cristo é um nome sem igual, o único que provou ser Deus, e morreu por afirmar isto publicamente.É correto afirmar que o Cristianismo é a religião revelada por Deus e por um Deus que viveu entre nós como um humano,que teve uma trajetória de vida extraordinária desde o nascimento, perseguido por Herodes, até a sua morte na cruz.



Imaginemos caro Tidy, todos os mártires da Igreja, que foram mortos por se recusarem à prestar culto ao imperador de Roma,crendo que somente Cristo é aquele que se deve adoração.É para se pensar porque aqueles homens e mulheres que já acreditavam em Cristo e que Ele é o filho de Deus, por que preferiam morrer do que simplesmente abandonar o Cristianismo e se tornarem pagãos ?Isto prova caro Tidy que mais do que qualquer outra religião, o Cristianismo apesar de suas divisões,e fraquezas e erros de seus membros, conseguiu prosperar em virtudes, e incontáveis exemplos de santidade,e com isso o Cristianismo mudou o mundo,humanizou e moldou a nossa civilização ocidental com valores perenes e seguros.


Continua...

27 de janeiro de 2017 18:07

Poderíamos perguntar: Quer dizer que o cristianismo é superior às outras religiões? Sim !!! Toda a minha obra tem sido um esforço para mostrar que o cristianismo é superior e não apenas mais uma mitologia. Na mitologia, uma multidão enfurecida se mobiliza contra bodes expiatórios responsabilizados por alguma crise enorme. O sacrifício da vítima culpada pela violência coletiva encerra a crise e funda uma nova ordem ordenada pelo divino. A violência e o uso de bodes expiatórios estão sempre presentes na definição mitológica do próprio divino.



Cristo caro Tidy, como nenhum fundador de religião, ou filosofia, redime os “vitimizadores” ao suportar seu sofrimento, implorando a Deus para “perdoá-los porque eles não sabem o que fazem”(Acontecimento ímpar que não vemos em nenhuma outra religião).Ele se recusa a pedir a Deus para vingar sua vitimação com uma violência recíproca. Prefere mostrar a outra face. A vitória da cruz é a vitória do amor contra o ciclo de violência do bode expiatório. Ela invalida a idéia de que o ódio é um dever sagrado(Doutrina comum no Islamismo).Os Evangelhos fazem tudo o que a Bíblia, no Velho Testamento, fez antes, reabilitando um profeta vítima, uma vítima erroneamente acusada. Mas eles também universalizam essa reabilitação. Eles mostram que, desde a fundação do mundo, as vítimas de todos os assassinos ao modo da Paixão foram vítimas do mesmo contágio de multidões, como Jesus.






Espero que entenda caro Tidy, que não é mera superioridade de sermos melhores que todos, ou sermos a ÚLTIMA COCA COLA GELADA DO DESERTO, mas a PLENITUDE DA REVELAÇÃO E SALVAÇÃO só se dá no Cristianismo, se não vejamos:


1)-Cristianismo: Deus se fez Carne e por amor morreu na Cruz por todos - Incluindo todos estes fundadores destas Religiões que precisam da Salvação Operada por Cristo.Cristo morreu condenado na Cruz porque se dizia ser o Próprio Deus (Eu Sou).

2)- Judaísmo: Foi a religião de Preparação para Vinda de Cristo : Nos deixou o legado dos Profetas,10 mandamentos e as lições do Antigo testamento - Não tem a Plenitude da Revelação.

3)-Budismo: Buda não é Deus,e nem teve interesse de fundar religião, basta ler a história do budismo e vemos apenas uma pessoa que durante toda sua vida tentou entender o PORQUE do Sofrimento e tentou libertar-se dele.Buda precisou da Salvação de Cristo.



4)- Islamismo: É apenas uma seita Judaica - Maomé também não era deus, e nunca se julgou deus, apenas queria juntar a Nação Àrabe sob o monoteísmo. Precisa também da Salvação operada por Cristo na Cruz.

5)- Hinduismo: É politeista, acredita em vários deuses, e defende o sistema injusto de Castas pela doutrina da Re-encarnação - Todos os hindus precisam da Salvação operada por Cristo

6)-Espiritismo: Religião filosófica – Fundada por Allan Kardec que também precisa de Salvação operada por Cristo.

Continua...

27 de janeiro de 2017 18:07

Espero que entenda caro Titdy, que não estou querendo desvalorizar estas e outras religiões, que respeito e reconheço nelas sementes da verdade, porém não a plenitude da Verdade, que só foi revelada Plenamente no Cristianismo.Nem quero com isto negar os erros dos membros da Igreja, mas isto não anula a plenitude da revelação em Cristo. Ele Cristo pela sua vida, paixão e morte, revelou e ensinou o que era certo, já nós os seus seguidores somo falhos e cometemos muitas falhas.


Porém repito caro Tidy: Não sou humilde, sou verdadeiro, e a verdade sei que doi mas cura. Neste Apostolado somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos (não sou a verdade, mas Jesus).Portanto, toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)Se você quer ver mentiras , visite outros sites e blogs, porque neste você não vai ver o que você quer, mas o que você precisa.


Shalom!!! e volte sempre, pois suas missivas ajudam nossos internautas a saber onde estar a verdade, que com certeza como já provamos acima, não está na coexiste.

Que o Espírito Santo de Deus o ilumine e um dia faça-o compreender nosso trabalho, e quiçá, nos ajudar a levar a verdade que é Cristo ( e não eu) aos povos e nações.


27 de janeiro de 2017 18:19

Prezado Berakash,

Excelentes respostas as suas, pena que eles apagaram as questões iniciais que deram origem à suas brilhantes respostas, parabens pelo seu trabalho e conte com minhas orações !!!

27 de janeiro de 2017 18:45

Pera ai mano !!! Fala sério !!! Fui pesquisar sobre este GURU da Coexiste o tal de Kin, e olha só o que encontrei ele mesmo falando !! É nisto que seus membros acreditam e são capazes de morrer por estas idéias malucas ?


Copiem e colem os links abaixo e vejam quanta baboseira junta!!!

https://www.youtube.com/watch?v=59KC915iE7g


A VERDADE DO CANDIDATO A VEREADOR ???

https://www.youtube.com/watch?v=uUlyp-wOZpY

Neste mundo tem maluco pra tudo mesmo!! E realmente a sorte dos espertos é que existem sempre os otários...

27 de janeiro de 2017 22:09

Prezado leitor do blog da doutrina dos Berakashs Tacyto Silva Antunes

Nenhum dos dois links que você cita acima contradiz ou deprecia a missão e pilares de sustentação da empresa Coexiste.

Não vejo problema algum em ser um empresário e usar as ferramentas da linguagem como qualquer outro instrutor de Coaching ou PNL faz.

Qualquer pessoa com o mínimo estudo de Neurolinguística e Teoria da Comunicação além de linhas de Psicologia, veria muita Coerência na mensagem deles.

Eles usam termos da Psicologia como Arquétipos e Constituição Mental da personalidade. Qualquer psicólogo estuda e ensina, sistemas organizacionais são formados usando a psicologia e apenas se você morar numa fazenda e nunca participou de um treinamento em equipe numa empresa, não conhece isso.

Não entender que se trata de uma empresa que usa ferramentas da ciência atual carece muita luz, estudos, pois a vida não é feita só de pastor e igreja.

Kaw Yin é um idealista em sua missão que usa a simples mensagem de Jesus em sua origem, mas os evangélicos se recusam a aceitar qualquer outra pessoa citando o nome de Jesus, sejam espíritas, católicos ou outros. (similaridades com os ideias da raça ariana dos Nazistas à parte...)

Deus fala somente com os membros de uma igreja e usa como porta voz os membros dessa denominação única e exclusiva, o resto da humanidade merece a morte segundo o idealista desse blog.

O fato de ele ter se candidatado à vereador não desmerece seu propósito, da mesma maneira que existem no meio de evangélicos diversos homens que se candidatam e estão na bancada do políticos em nosso país.

Gostaria de saber de qual denominação ou seita evangélica que vocês da berakash são para maior entendimento da posição de vocês.

Sei que meus pais da Congregação Cristã não aceita os Batistas e por aí vai.... OU seja, isso é apenas um ponto de vista.

Pessoal do Berakash, vocês deixaram registrado no blog que "Não é HUMILDE", deixo com vocês esse versículo escrito em Mateus 5:5 chamado de sermão da montanha, uma das pregações mais lindas de Jesus:

"Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança."

30 de janeiro de 2017 17:48

Caro Tidy seguidor fanático da Coexiste,


Na sua ânsia de pregar a sua verdade, você não leu direito a resposta do blog aos seus questionamentos, olha só o que já foi escrito respondendo a sua falaciosa missiva:


Para sua decepção veja o que diz o Catecismo da Igreja Católica:“A Igreja reconhece nas outras religiões a busca, "ainda nas sombras e sob imagens", do Deus desconhecido, mas próximo, pois é Ele quem dá a todos vida, respiração e tudo o mais, e porque quer que todos os homens sejam salvos. Assim, a Igreja considera tudo o que pode haver de bom e de verdadeiro nas religiões "como uma preparação evangélica dada por Aquele que ilumina todo homem para que, finalmente, tenha a vida".(Catecismo da Igreja Católica § 843)


Quanto ao blog basta vocês lerem na pagina inicial o link “QUEM SOMOS “, que tem uma ampla informação sobre quem somos, e qual a proposta do blog.


Bom se você quer continuar acreditando nestas bobagens de filosofia de abrir as mãozinhas para saber quem é, e não ter identidade, é problema seu meu caro, agora não venha querer impor aqui suas ACHOLOGIAS, como se fossem o supra sumo da verdade filosófica.Com relação a humildade, quem se julga humilde, já deixou de ser humilde, pois a humildade, não é uma questão de querer, mas é dom de Deus.


Simples assim !!!

Não é permitido fazer novos comentários.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger