A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » O “OUTRO LADO DA MOEDA” sobre a proposta Esquerdista do PODER POPULAR de caráter Totalitarista e Comunista

O “OUTRO LADO DA MOEDA” sobre a proposta Esquerdista do PODER POPULAR de caráter Totalitarista e Comunista

Written By Beraká - o blog da família on quinta-feira, 6 de novembro de 2014 | 12:53



Deixando de lado os revanchismos, mas pensando unicamente no bem comum, o bom senso nos leva a concluir que no mínimo a proposta precisa ser amplamente debatida por todos os seguimentos representativos da sociedade, inclusive o seguimento religioso que não deve sob hipótese alguma ser excluído deste debaclê.


“A democracia autêntica respeita as crenças e não crenças dos cidadãos, que têm o direito de expor suas percepções no debate”


A religião é elemento importante da constituição histórica e cultural do povo brasileiro e não poderia ficar fora deste  debate de tamanha relevância. O bom político não é aquele que traz ideias prontas, mas aquele que é capaz de interpretar os anseios da população. Isso inclui os valores religiosos dos que votam e escolhem seus candidatos. Esses valores se não podem ser impostos ao Estado em sua saudável laicidade, não podem muito menos serem desprezados como de menor importância.



Um debate que não exclua os valores religiosos e éticos interessa a grande parte da população brasileira que é confessadamente cristã. A laicidade do Estado é exatamente a neutralidade e o respeito às manifestações religiosas e culturais, inclusive dos que não tem credo. Entender os valores religiosos como pertencentes apenas a consciência individual e escondê-los do debate público é uma deformação da laicidade.




A democracia autêntica respeita as crenças e não crenças dos cidadãos, que têm o direito- e em alguns casos, até o dever- de expor suas percepções no debate público.


Alijar essas percepções seria a imposição de uma visão materialista que não corresponde a índole da esmagadora maioria da população. As religiões são capazes de trazer ao debate público a marginalização dos mais pobres; oferecer esperança aos que esperam as promessas; trazer motivações para o debate e mostrar o homem inteiro em sua natureza, levando–o a ir além de suas necessidades imediatas.



“Um debate saudável e democrático leva em conta opiniões divergentes como contribuição na busca de um consenso que responda ao desejo da maioria. Sem a dimensão religiosa a sociedade pode se tornar presa fácil das ideologias totalitárias. A sociedade precisa de instância que a transcenda e a questione, que a “desestabilize” em suas convicções relativistas, interesseiras e circunstâncias, mostrando que nem só de pão vive o homem.”



A liberdade de expressão religiosa não é concessão ou favor do Estado mas direito humano que tem na democracia e especialmente agora em tempo de eleições uma forma de afirmar valores. Negar isso é negar um dos pilares da democracia que é a liberdade de expressão.


Uma liberdade de expressão que não permita, especialmente agora que se decide o futuro da nação, a contribuição dos valores da religião como uma contribuição para o debate público seria uma contradição tanto com a democracia quanto com a liberdade.


Essa contribuição não significa imposição da religião para o Estado leigo, nem a imposição da religião para os que não a tem, mas uma contribuição que, se bem compreendida, pode nos ajudar a construir o Brasil que todos nós cidadãos queremos, religiosos ou não.


O projeto em questão prevê o financiamento das campanhas com o dinheiro do povo; sim, esse mesmo dinheiro público que mal dá para nos garantir saúde, educação e segurança, além de entrar no mérito das discussões de “gênero” e do pernicioso voto em “lista fechada”.  Tudo de acordo com a vontade do partido atualmente no poder.



Seja sincero e responda: "Pode sair algo de bom para o POVO CRISTÃO da parte do esquerdismo ateu ?"


Se Sim, dê apenas um único exemplo???


E mais: a rede de apoio ao projeto de lei inclui entidades como o MST, a Via Campesina, a UNE, o Grupo Gay da Bahia (GGB), a Associação Brasileira de Lésbicas e a Associação de Transgêneros (ABGLT). 



Desde quando os interesses dos cristãos se harmonizam com os desses grupos? Diga-me com quem andas, e te direi quem és!




Recentemente, nos Estados Unidos, os bispos católicos se deixaram hipnotizar pelo canto da sereia do presidente Obama, e agora estão arrependidos, chorando as pitangas sobre o ObamaCare. No Brasil, estamos indo pelo mesmo caminho.




Como saber e esclarecer os interesses de quem está promovendo este plebiscito?



Os propositores enganosamente  dizem que é a população que está organizando.Mas que parte da população?

Usam o nome genérico da "população" para legitimar a ação de consulta por parte de um grupo de interesse dentro da população.

"Você é a favor de uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político?"

PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR:

1ª)-O que significa exclusiva e soberana?

2ª)-A atual não é? Em que pontos?

3ª)-Quem não quer que a constituinte seja soberana?

4ª)-Mas o sim indica que é para se fazer uma nova constituição?



Estão encaminhando um plebiscito justificando-o pelas manifestações das ruas do ano passado???


Mas não houve manifestação pedindo mudança de constituição !!!


Ao mesmo tempo que o povo se manifestava veio a Dilma, representando os interesses do PT, dizendo que iam fazer um plebiscito para mudar a constituição para atender as reivindicações do povo.


A coisa foi tão ridícula, não encontrou eco, e foi engavetada.


Você acha mesmo que se a Dilma, o PT, estivessem certos de fazer o plebiscito as massas das ruas não teriam dado apoio a Dilma e os políticos não teriam sido obrigados a liberarem o plebiscito?



Verdade seja dita: "O plebiscito não saiu não porque os políticos não concordaram, mas porque o próprio povo não concordou !!!"


Agora, o estranho que a Dilma e o PT demonstraram querer captar as manifestações de ruas para realizar a mudança na constituição.


Por que o PT tem tanto interesse na mudança da constituição?


O jurista Ives Gandra, grande jurista brasileiro, afirma que o PT quer 521 mudanças na constituição para moldar uma constituição segundo a Venezuela, Equador e Bolívia, segundo um plano elaborado num centro de estudo na Espanha.



É uma modelagem do Brasil segundo a ex-URSS (vejam o vídeo postado de entrevista de Ives Gandra no Jô Soares sobre o assunto no You Tube no link abaixo):



https://www.youtube.com/watch?v=BAeecMiDohg




Diz que é uma mudança radical na vida da democracia brasileira com a quebra de liberdade de imprensa ???



Estas coisas não são ditas, enrolam o povo com algumas afirmações sobre os desmantelos políticos no Brasil no texto sobre o plebiscito para conseguir apoio e para aceitar a mudança da constituição.



O PT e a Dilma revelaram-se altamente manipuladores com as manifestações de ruas, mas o próprio povo discordou da presença do PT ao seu lado nas manifestações.As ruas falam.As ruas falam dizendo que "o PT roubou", queimaram a bandeira do PT nas ruas, não houve solicitação de plebiscito para mudar a constituição.


E agora os promotores do plebiscito vem dizer que tem o apoio das ruas para tal coisa?


É o que chamo de interpretação bastante elástica. Neste tipo de interpretação tudo é possível até mesmo de se dizer aquilo de onde não foi dito.Isto tudo é total manipulação da insatisfação do povo para encaminhar os interesses da Dilma e do PT.



Mas será que nós os Cristãos politizados e esclarecidos temos que nos dar o dever de ser utilizados como instrumentos desse palco de manobras de paroquianos militantes esquerdistas e padres esquerdopatas ?



Por que será que as esquerdas não querem saber da Igreja e dos Cristãos em suas decisões,pois dizem eles que o Estado é laico(porém não é ateu), mas na hora de apoiar suas manipulações vem descaradamente pedir apoio dos Cristãos ?



Se o plebiscito perguntasse se o povo quer uma mudança para ter uma constituição conforme Venezuela, Equador, Bolívia será que o povo concordaria mesmo?


Sejamos sinceros: Se a consulta fosse para tirar o nome de Deus da constituição para ser uma constituição não de um estado laico, mas de um estado ateu, você acha que os Cristãos do maior pais Cristão e Católico do mundo concordariam?



Parece que os elaboradores deste projeto apostam na ingenuidade dos católicos e evangélicos!!!


Mas o mais ridículo é que não encontrou espaço naquele momento para realizar o plebiscito, mas o PT não desistiu, encaminhou-o e vai encaminhar por outras vias. 



Interessante é isto:

A Igreja, os católicos e os evangélicos são continuamente chamados de reacionários, mas quando é para apoiar os revolucionários servimos como massa de manobra para interesses obscuros assim instantaneamente, de uma hora para outra.



Pode-se mesmo se colocar a pergunta:


“A busca dos espaços da Igreja para se lançar estas propostas é uma valorização dos católicos e evangélicos ? ou é mesmo o carimbo de que os Cristãos são todos um bando de idiotas úteis como dizia o todo poderoso Comunista Lênin?


Nem eu nem você queremos ser massa de manobra de esquerdopatas, portanto, fique de olho.De inicio eles falam em fazer leis para o “Financiamento Público de Campanha”, ou seja, impedir que empresas patrocinem partidos políticos.



O problema é que quando falamos em “Financiamento Público de Campanha” estamos dizendo que este dinheiro vai sair de nossos impostos. Ou seja, nós vamos pagar as campanhas dos partidos político.



O Financiamento é feito de acordo com o tamanho do partido. Isto significa que o partido maior vai receber mais financiamento e os menores vão receber menos financiamento. Assim fica impossível partidos pequenos entrarem na competição.



E adivinhem qual é um dos maiores partidos político do pais?



Nesta situação o PT teria soberania sobre praticamente todos os outros partidos políticos. E, a partir do momento que aprove outras leis, eles conseguem simplesmente se tornarem o único partido político.


Portanto, esta ideia de reformas e “Financiamento Público de Campanha” não é tão linda como tentaram passar em suas propagandas:



A Assembleia Nacional Constituinte consiste na realização de uma assembleia de representantes eleitos pelo povo para modificar a economia política do país e definir as regras, instituições e o funcionamento das instituições de um Estado, como o governo, o Congresso e o Judiciário.



Desde as manifestações de junho de 2013 surgiu uma conjuntura nacional de desenvolvimento de processos pedagógicos e de mobilização sobre a necessidade de uma Reforma Política brasileira a partir do povo brasileiro. O plebiscito se certificará se a população quer a Reforma Política, para então ser encaminhado ao Congresso Nacional para aprovação.





O NuMI-ECOSOL reconhece a necessidade de aprofundamento da temática e de expandi-la para a comunidade, buscando gerar multiplicadores e educadores neste processo de compreensão, aprendizado e atuação com a realidade política do país. Para isto, os convidados a participar do encontro são representantes dos comitês do plebiscito, movimentos sociais, empreendimentos e cooperativas, comunidade universitária, entre outros, como o deputado federal Renato Simões, do Comitê Nacional, e o educador popular Jefferson Ritchelly Stakowisky, do Comitê Estadual de São Paulo
(Onde estão as lideranças religiosas neste processo ? Nem a ambígua CNBB foi chamada a participar??? - Existem algumas profecias de N Senhora em que prevê crises profundas nos sec. XIX e XX em andamento, e castigos pesados por tantos pecados, agora vemos à luz do dia sem receio algum.Se o mundo não se converter, como em Quito, La Salette etc...a apostasia é a tônica como vemos nesses países em que o comunismo se instalou. No Brasil, onde a CNBB, que nessas horas deveria estar bradando com duras notas de repudio e alerta à população Católica contra o totalitarismo comunista prestes a ser instalado; no entanto, fica calada, dando impressão de estar compactuando.O alerta desse blog deveria existir, mas as altas autoridades eclesiásticas deveriam ter se antecipado, mas como tudo hoje tem estado invertido, não sei se caberia a pergunta: as ovelhas é que deverão conduzir certos pastores?...Giorgyi)





A partir disso eu resolvi recolher alguns dados que podem ser interessantes para mostrar quais são as reais intenções do PT e seus aliados:




O PT, como partido político socialista, tem o objetivo de instaurar um governo totalitário para, segundo eles, fazer o bem para o povo.Porém, nunca na historia do mundo, houve um governo totalitário que fizesse o bem para o povo.



Assim, para conseguirem instaurar um governo totalitário, é necessário eliminar a Divisão Tripartida e dar ao presidente o pleno poder para legislar por decreto. Por isso a insistência do PT em fazer uma nova Constituinte.E, como não estão conseguindo fazer a constituinte e prevendo-se  futuras derrota nas urnas tanto para presidência,bem como governos estaduais e municipais,como também redução representativa nas câmaras federais e estaduais e no Senado, eles resolveram tentar um outro tipo de golpe que foi o Decreto 8.243.


E para que possamos compreender melhor a questão vamos ver alguns fatos divididos em tópicos:



1)- A importância da Divisão Tripartida


Primeiro devemos saber que para o bom funcionamento de nossa Democracia foi criado a Divisão Tripartida dos poderes entre Executivo, Legislativo e Judiciário.No Executivo nós temos o Presidente e seus Ministros. No Legislativo nós temos os Deputados e Senadores. E no Judiciário nós temos os Juízes e Advogados.



A vantagem deste sistema é o fato do Presidente ficar impedido de fazer as leis por sua própria conta. Então, quando o presidente faz as leis por sua própria conta, se chama “Legislar por Decreto” e isto é uma “Ditadura”.



Assim, em nosso sistema democrático, se o presidente quer fazer uma nova lei, ele precisa enviar para os Deputados e Senadores que irão debater entre eles pra ver se vale a pena aprovar aquela lei. Como os deputados e senadores são eleitos pelo povo, então a chance de atenderem as vontades do povo é bem maior do que se o Presidente fizesse as coisas por sua própria conta.



Outras atribuições tanto do legislativo quanto do judiciário é o poder para julgar os crimes dos políticos, inclusive do presidente se for necessário. Um exemplo é o julgamento que o STF fez em relação aos mensaleiros.



Porém pode acontecer dos Deputados e Senadores estarem a favor do Governo, seja porque sentem simpatia ou porque estão sendo comprados (Como no caso do Mensalão Petista). O mesmo pode acontecer em relação aos ministros do STF. Desta forma as leis propostas pelo Presidente seriam aprovadas com muito mais facilidade e seus crimes não seriam julgados. Assim fica mais fácil aprovar leis para controlar a mídia, para calar opositores ou mesmo para destruir a divisão tripartida e dar ao presidente o poder para “Legislar por Decreto”. É justamente isto que está acontecendo na Venezuela. O Presidente Maduro pode aprovar leis por decreto.



2)- Plebiscito




Para conseguir acabar com esta divisão e conseguir se perpetuar no poder os Petistas propuseram um Plebiscito para uma Constituinte.Só para resumir a questão:



O plebiscito é uma coisa ruim porque é a mesma coisa que nos dar um papel em branco pra gente assinar e depois eles colocarem as leis que eles quiserem.




O que eles querem é fazer perguntas simples para as pessoas, e depois que as pessoas responderem eles então colocam coisas absurdas por trás, exatamente como aconteceu com a Venezuela de Hugo Chavez.



O correto, é fazer um referendo, onde lemos o que estão propondo e depois decidimos se queremos ou não. Então não devemos confundir plebiscito com referendo.




E isto segue as pautas de um grupo chamado Foro de São Paulo que é uma organização fundada por Lula, Fidel Castro e outros lideres latino americanos com a intenção de apoiarem golpes socialistas em quantos países conseguirem.





Todos estes grupos do Foro de São Paulo e partidos políticos são os interessados em implantar governos totalitários socialistas aos moldes de países como a Venezuela e Cuba. Desta forma, sempre que um membro do Foro de São Paulo chega ao poder, ele imediatamente começa a implantar tudo aquilo que outros lideres conseguiram fazer em outros países.




O Foro também abriga grupos ligados à narcoguerrilha no continente como por exemplo as FARC.





Veja Hugo Chavez declarando que conheceu Reyes (Lider das Farc) e Lula no Foro de São Paulo - Aqui a transcrição de sua declaração:



"Eu recebi o convite para assistir, em 1995, ao Foro de são Paulo que se instalou naquele ano em São Salvador(…)Naquela ocasião eu conheci Lula, entre outros. (Depois ele fala sobre seu encontro com Raul Reyes quando colocou a mão em seu ombro)(…)Eu lhe disse, quem é você?..." Raul Reyes, um dos comandantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.




Pra quem não sabe, As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) são um grupo comunista que entre muitas coisas recrutam crianças para a guerra. Existe um vídeo do Próprio PT explicando o que é o Foro de São Paulo. No vídeo aparece o dirigente nacional do PT e atual secretário executivo do Foro de São Paulo, Valter Pomar.Em outro vídeo aparece Reinaldo de Azevedo falando sobre o Foro de São Paulo e o plano para acabar com a Divisão de Poder, ou seja, colocar o Executivo como o único com capacidade para tomar decisões.



O Foro de São Paulo tem agora três focos operacionais:


1)-Primeiro, pretende fortalecer a rede de fundações, escolas e centros de capacitação que servirão de base para a tão sonhada “revolução”.


2)-Segundo, quer expandir o trabalho ideológico nos países africanos através de patrocínios como este:“Dilma, você perdoou a dívida dos africanos, agora perdoe a nossa”, protestam nordestinos que sofrem com a seca.





3)-Decreto 8.243:O PT sempre teve a intenção de mudar o sistema brasileiro de governo eliminando a Divisão tripartida dos poderes para então conseguir legislar por decreto sem a necessidade de pedir a opinião do legislativo.Como não conseguiram fazer a Constituinte então eles resolveram fazer o Decreto 8.243 para que os grupos liderados pelo PT possam ter poder para impor suas ideias no legislativo. Ou seja, com este decreto, grupos como MST e Sem Teto adquirem o poder para governar.


Assim, a Presidenta Dilma esta tentando, por decreto, mudar a ordem constitucional através do Decreto 8.243, de 23 de maio de 2014, que cria a Política Nacional de Participação Social (PNPS) e o Sistema Nacional de Participação Social (SNPS).Logo o inciso I o decreto diz o seguinte:


 “I – sociedade civil – o cidadão, os coletivos, os movimentos sociais institucionalizados ou não institucionalizados, suas redes e suas organizações”.



O problema é que estes movimentos sociais são facilmente manipuláveis por interesses que vem de cima. A começar os interesses da própria presidenta. Assim é muito fácil ela induzir alguns destes movimentos a fazer reivindicações que atendam os interesses do governo. Depois disso ela terá o poder de obrigar os deputados e senadores a fazerem o que “o povo pediu”. E este “povo” são nada mais nada menos do que militantes do partido da Presidenta (No caso o PT) que estão se organizando para fazer exigências.



No caso do PT não vencer as eleições eles poderão fazer pressão através destes grupos:



Atualmente existem vários Movimentos Sociais que obedecem a vontade do PT, como é o caso da CUT, do MST, Sem Tetos, Passe Livre, etc.Todos estes movimentos estão dispostos a fazer tudo o que o partido mandar e isto significaria fazer as reivindicações que são do interesse do partido.




Todos os órgãos da gestão pública, incluindo agências reguladoras, por exemplo, estariam submetidos aos tais movimentos sociais — que, de resto, sabemos, são controlados pelo PT. Ao estabelecer em lei a sua participação na administração pública, os petistas querem se eternizar no poder, ganhem ou percam as eleições.




Isso que a presidente está chamando de “sistema de participação” é, na verdade, um sistema de tutela. Parte do princípio antidemocrático de que aqueles que participam dos ditos movimentos sociais são mais cidadãos do que os que não participam. Criam-se, com esse texto, duas categorias de brasileiros: os que têm direito de participar da vida pública e os que não têm.




Alguém dirá: “Ora, basta integrar um movimento social”.


Mas isso implicará, necessariamente, ter de se vincular a um partido político.A Constituição brasileira assegura o direito à livre manifestação e consagra a forma da democracia representativa: por meio de eleições livres, que escolhem o Parlamento (Onde estão os deputados e senadores). O que Dilma está fazendo, por decreto, é criar uma outra categoria de representação, que não passa pelo processo eletivo. Trata-se de uma iniciativa que busca corroer por dentro o regime democrático.





Existem uma infinidade de grupos que possuem interesse neste tipo de decreto e, a maioria deles, apoiam os interesses do PT e farão tudo o que o partido pedir.Destes, podemos destacar o MST e Sem Teto, por exemplo, que teriam ainda mais poder do que já possuem.



Algumas manifestações contra o Decreto:



 
Representantes da Bancada Ruralista ( Que com certeza não terão espaço nestes "espaços populares") alertaram:



“O próprio governo vai indicar esses membros desses conselhos. E mais: É o aparelhamento ideológico por meio de movimentos sociais, filiados ao PT e sindicalistas ligados ao governo.Isso é uma afronta à ordem constitucional do País. O PT esvazia o poder legislativo e transfere as decisões aos seus “companheiros”.


Democracia se dá por meio dos seus representantes eleitos para o Congresso. Uma pessoa, um voto:


Não existe cidadão mais importante que o outro. Agora o petista desses conselhos vai ter mais poder que um cidadão comum? Mais poder que alguém eleito democraticamente pelo povo?




Não vamos deixar esse ataque à Constituição e à democracia prosperar. Estamos avaliando acionar o STF. Dilma e o PT querem transformar o Brasil numa Venezuela, onde Chávez criou grupos de poder paralelos, que jogaram o País naquela bagunça, onde as instituições não são respeitadas.




O PT/Dilma escancarou sua face ditatorial! Fiquem atentos! Aqui não é a Venezuela. Não vamos admitir uma ditadura.




Mendonça Filho disse ao Globo que :


"Dilma e o PT querem enfraquecer o Legislativo – responsável por discutir as propostas de governo.Esse decreto é uma aberração. É uma desfaçatez o PT e a presidente Dilma chegarem ao nível de passar por cima do Legislativo, caixa de discussão e ressonância da sociedade. Dilma quer criar um poder paralelo – disse Mendonça Filho.Para ele, os integrantes das novas estruturas serão escolhidos pelo governo, o que já vicia todo o processo."



Serão os Conselhos dos Amigos do Poder:


Quer criar um poder paralelo e ainda cidadãos de primeira e segunda classe. Para ser ouvido, o cidadão comum tem que estar associado a uma ONG ou a um sindicato – disse ele.



Venezuela:

Para que tenhamos uma ideia exata do que pretendem fazer basta que vejamos o que está acontecendo na Venezuela depois que Hugo Chaves fez o Plebiscito (Não confunda com referendo).Em áudio gravado ouve-se o Diretor de Esportes do estado Zulia, Leonet Cabezas, anunciando a demissão de todos os funcionários que votaram em Capriles nas últimas eleições. Ele afirma que está apenas esperando chegar a papelada.Para dar enfase a sua afirmação ele bate no peito e diz:



“Eu sou Chavista! Eu sou Chavista!Palavras que “Enquanto eu for presidente (da Camara) não terá direito a palavra nenhum deputado que não reconheça a vitória de Nicolas Maduro.”



Depois ele diz que quem não estiver satisfeito que se vá embora levando consigo o fascismo. ( Mais uma vez utilizando a palavra fascismo sem saber o seu significado. Já que ele está sendo o fascista).


DEMOCRACIA DIRETA (PARTICIPATIVA POPULAR)  DO PTCHAVISTA  CUBANIZADO ????? Com participação social de quem??



“De feministas, MST, CUT, Movimento Gay, Abortistas financiados, passe-livre, Black bloc, sem-teto, ONG's ideologizadas e o seleto grupo dos Negros ???...Porque pelo que vimos na propostas dos esquerdopatas, já ficou claro que os Cristão e demais religiosos vão ficar de fora do debate, afinal segundo eles religioso tem que ficar calado e isolado num canto quando o assunto é política, pois o estado deles é ATEU  e não LAICO.”




Para que possam ter uma ideia de que eles não são tão bonzinhos e bem intencionados como dizem ser, basta verem os vídeos nos links abaixo:


1) Padre Paulo Ricardo : www.youtube.com/watch?v=VKNG57oqJng


2)- Padre Rodrigo Maria : www.youtube.com/watch?v=zRHnqhvB7vM
  


*Apesar do blog Berakash não compactuar com alguns termos de linguagem no conteúdo exposto na matéria original - Segue a fonte: 


libertar.in

*Caso queira saber mais e participar de nosso apostolado, bem como agendar palestras e cursos em sua paróquia, cidade,pastoral, e ou movimento da Igreja, entre em contato conosco  pelo e-mail:  


filhodedeusshalom@gmail.com
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger