A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » Todas as mentiras protestantes sobre Frei Damião - Refutadas aqui

Todas as mentiras protestantes sobre Frei Damião - Refutadas aqui

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 23 de outubro de 2013 | 12:34




Por Fernando Nascimento



É sempre assim, toda vez que uma pessoa carismática da Igreja Católica entra em processo de canonização os protestantes correm para difamar e criar toda sorte de embustes contra essa pessoa.

Primeiro eles assim o fizeram com Padre Anchieta (1534-1597), espalhando a mentira de que o padre teria “estrangulado” com as próprias mãos o “santo” protestante Jacques le Balleur. Na verdade o invasor huguenote protestante Jacques le Balleur sequer morreu no Brasil onde vivia o Padre Anchieta.





Depois, com diabólico intuito de macular a honra do Papa Pio XII (1876-1958), que tanto defendeu os judeus, o protestante Rolf Hochhuth, forjou a peça teatral “O Vigário” (1963), onde colocava criminosamente o Papa Pio XII como colaborador do nazismo. Essa farsa culminou no livro de John Cornwell, O Papa de Hitler (1999), e em conluio com os comunistas da KGB, propalaram universalmente essa mentira que os próprios judeus refutaram.





Agora eles tentam denegrir a pessoa do grande missionário Frei Damião (1898-1997), ora dizendo que ele mandava chamar os protestantes de “bodes”, ora dizendo que ele mandava incendiar igrejas protestantes e era preconceituoso.


Essas falsidades caluniosas feitas a este humilde e pobre “servo de Deus” cairão por terra agora e a verdade prevalecerá:


No dia 29/5/2011, o jornal Diário de Pernambuco em suspeita matéria de um caderno especial intitulado“Terra de Damiões”, com reportagem de Jailson da Paz, reuniu todos os embustes protestantes e desrespeito do próprio autor ao Frei Damião e a Igreja Católica.


O jornal vendia isso como “homenagem” ao missionário. A matéria preconceituosa, cheia de sutis ataques à Igreja Católica, incluía depoimentos suspeitos de raivosos protestantes passando-se por “vitimas” e até com o desprezo de um apostata, chamado “Damião de Bozzano” hoje pastor evangélico da Assembléia de Deus, que pensou até em mudar de nome por simples ódio, fantasiando isso de “vergonha” do Frei Capuchino.



Como prometido, vamos acabar com essas falsidades protestantes estampadas no Diário de Pernambuco:


1)-Frei Damião mandava chamar o protestantes de “bodes”?


Não! Frei Damião nunca mandou chamar protestantes de “bodes”, quem na própria bíblia protestante chamou de “bode” os inimigos da caridade foi Jesus Cristo, em Mateus 25.

"31. E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;32. E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;33. E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.34. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;”


Se fosse Frei Damião ou outro católico que tivesse denominado os protestantes de “bodes” a palavra a se usar teria sido “cabritos”, como está nas bíblias católicas.Mas como essa farsa criada para Frei Damião surgiu no meio protestante, a palavra usada aí é “bode”, conforme a tradução das próprias bíblias protestantes.



Como prova do que digo, na página 6 do maquinado “documentário” do Diário de Pernambuco o tal pastor evangélico Damião de Bozzano, aparece dizendo que é “um bode, sim senhor.”


Não é de hoje que os protestantes mentem, sabotam e deixam o rabo de fora, como se pode verificar na “Cronologia Universal das Mentiras e Sabotagens Protestantes”



Nesse caso o feitiço protestante virou contra o feiticeiro, pois de tanto espalharem essa mentira tentando se passar por “perseguidos”, o Dicionário Aurélio Conciso (que não pertencia ao frade capuchinho), começou a catalogá-los como “bodes”, e certamente por se passarem por “padres”, como fazia o seu tradutor protestante João Ferreira de Almeida, o mesmo dicionário os classificou como “frei-bode”. Confira:


Significado de protestante – Segundo o DICIONÁRIO AURÉLIO:

1. Que protesta.

2. Relativo ao, ou próprio do protestantismo.Sin., bras., pop.: crente, evangelista, nova-seita, missa-seca, bíblia, bode, come-santo, frei-bode.

(Dicionário Aurélio Conciso © 1998 Editora Nova Fronteira, © Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, Marina Baird Ferreira, Regis Ltda., e J.E.M.M. Editores Ltda. Todos os direitos reservados.)



2)- Frei Damião mandou queimar alguma igreja protestante?


NÃO! Jamais. Só quem não conheceu Frei Damião poderia falar tamanha mentira.


No alegado episódio de 28 de junho de 1958, momentos antes da chegada de Frei Damião à igreja de Santo Antônio em Patos-PB, os evangélicos como de praxe, na tentativa de perturbar mais um evento católico como sempre o fazem, seja no dia de Corpus Christi, na festa do Círio de Nazaré, em Aparecida ou mesmo nas vindas do Papa ao Brasil, resolveram naquela noite perturbar a visita e sermão do Frei Damião, ligando bem alto os alto-falantes das suas igrejas, mesmo sabendo que a cidade estava tomada por pessoas que ali acorreram para ouvir o sermão de Frei Damião que estava por chegar.

No conluio da pilhérica afronta dos alto-falantes perturbadores, estavam a igreja presbiteriana, a igreja batista e a congregacional.


O padre Manoel Dutra solicitou que baixassem o som, mas um tal diácono Cícero, sob ordem de um irresponsável que vestia a farda da polícia, chamado capitão Severino Dias, voltou a ligar o som, dessa vez mais alto ainda, em completa afronta aos católicos.


O povo revoltado com aquela situação ameaçou invadir a igreja presbiteriana e baixar o som, quando um evangélico armado com um revolver começou a atirar no povo ferindo uma pessoa à bala. Isso só encorajou a multidão desrespeitada e provocada a invadir a igreja e arrancar-lhe a fiação e atear-lhe fogo.O atirador evangélico fugiu para uma igreja batista seguido pela multidão que derrubou a porta da igreja onde ele havia se trancado com outros, mas não os encontrou.



Frei Fernando Rossi estava em Patos naquele dia 28 de julho de 1958, e nega as acusações protestantes contra Frei Damião. Em cartório ele havia registrado depoimento isentando Frei Damião dessa afronta protestante que terminou em conflito. (Este testemunho também está no mesmo caderno do Diário de Pernambuco de 29/5/20110)


A Aposentada Maria do Socorro Araújo, 68, que sempre morou defronte ao templo incendiado, afirma não ter sido “Frei Damião quem alimentou o ódio e o conflito.”



Naquela noite, segundo Maria do Socorro, o frade de Bozzano chegou apressado à igreja presbiteriana, “Mas não podia fazer nada.” O que prova que Frei Damião só chegou ali depois dos fatos. (Este testemunho também está no mesmo caderno do Diário de Pernambuco de 29/5/20110)


O Tribunal de Justiça da Paraíba condenou o Estado em 1964, seis anos depois do conflito iniciado pelos evangélicos e endossado pelo capitão Severino Dias. (Este testemunho também está no mesmo caderno do Diário de Pernambuco de 29/5/20110)


Se Frei Damião fosse inimigo dos protestantes, estes mesmos, jamais  teriam se convertido aos montes  ao catolicismo como aconteceu posteriormente:


Além de trazer à Igreja milhares de novos católicos, Frei Damião converteu ao catolicismo 81 protestantes:

32 deles moravam nos municípios Pernambucanos de Garanhuns, Rio Formoso e Primavera;

25 conversões foram registradas na Arquidiocese de João Pessoa;

24 dos convertidos eram do Rio Grande do Norte.


(Fonte: Mapa das Missões pregadas por Frei Damião de Bozzano da Custódia provincial de Pernambuco no Brasil (1931-1949).



O Nordeste de Frei Damião (De: 1898-1997), lidera em números de católicos:


Faço questão de colocar aqui as estatísticas do IBGE que foram omitidas pelo suspeito autor do “documentário”, que estranhamente postou só a pequena estatística protestante.


Desde 1940, o Nordeste de Frei Damião lidera no número de católicos por região do país.


No Censo de 2000, a região também manteve-se com a maior proporção de católicos (79,9%).

Católicos no Brasil:

Em 1940, 39,2 Milhões;
em 1950, 48,6 Milhões;
em 1960, 65,3 Milhões;
em 1970, 85,5 Milhões;
em 1980, 105,9 Milhões;
em 1991, 121,8 Milhões.
em 2003, 139,24 Milhões. (Fonte: IBGE).



Quando os inimigos da Igreja querem “demonstrar” falsamente que a Igreja está “perdendo” fiéis, usam sempre o percentual do país, e não o de pessoas que se declaram católicas. Eles enganam a si mesmos usando a estatística do país. A estatística do país é flutuante, e depende do número de imigrantes que chegam, ou dos que saem do país, sem falar nos que mudam de religião.

O tal “documentário” do DP é um verdadeiro “Cavalo de Tróia” que tenta fixar nas páginas de um jornal, as mentiras protestantes para tentar fazê-las parecer verdadeiras, tal qual os protestantes já fizeram com um falso “Juramento dos Jesuítas”, onde posam falsamente de “perseguidos” pela Igreja.





No “documentário” do DP, o autor insiste em vender a Igreja Católica como “perseguidora” dos “humildes” evangélicos, mas fato é que a Igreja Católica nunca perseguiu evangélico algum, antes é atacada por vândalos evangélicos que constantemente a invadem e depredam.

Por que o Diário de Pernambuco omite isso, se isso é notório nos noticiários?


1)-Evangélico invade e destrói capela do Sítio São João


2)- Evangélico invade igreja e destrói imagem de santa


3)- Mulher invade igreja e quebra imagens


4)- Homem (evangélico) invade igreja e quebra imagem com golpe de caratê


5)- Homem invade igreja e promove quebra-quebra


Detalhe: as igrejas dos agressores também tem imagens, mas eles só quebram as católicas, Por que?



A Igreja Católica nunca mandou queimar igreja protestante alguma, antes teve as suas queimadas pelos protestantes na Bahia, em Olinda e seu povo dizimado em Natal.

Por que o Diário de Pernambuco omite isso em favor dos assassinos protestantes, se isso está registrado na história?


1)- Na Bahia, em 1624, por intolerância dos invasores protestantes, as igrejas católicas foram depredadas e transformadas em depósitos, celeiros, adegas ou paióis e a Sé foi destinada ao culto protestante anglicano.


  


2)- Em Olinda, no ano 1631, os invasores protestantes destruíram e queimaram as igrejas católicas. A única igreja que ficou intacta foi a de São João Batista dos Militares, que servia de quartel general às tropas invasoras. 




3)- Em 16 de julho de 1645, o Padre André de Soveral e outros 70 fiéis foram cruelmente mortos por mais de 200 soldados holandeses e índios potiguares. Os fiéis participavam da missa dominical, na Capela de Nossa Senhora das Candeias, no Engenho Cunhaú, no município de Canguaretama, localizado na Zona Agreste do Rio Grande do Norte. Por seguirem a religião católica, pagaram com a própria vida o preço pela crença, por causa da intolerância calvinista dos invasores.




O livro que contém todas estas barbaridades e muito mais, recebeu o 1º. Prêmio de Erudição da Academia Brasileira de Letras e editado na Biblioteca Pedagógica Nacional, volume 180, pela Companhia Editora Nacional e chama-se “Civilização Holandesa no Brasil”, de José Honório Rodrigues e Joaquim Ribeiro, 1940.



Quando será que o jornalista Jailson da Paz vai estampar isso num caderno especial do DP?


É essa Igreja perseguida constantemente pelos protestantes, que o suspeito jornalista chama de “preconceituosa” na página 6 do seu protestante “documentário”, baseando-se simplesmente nas suspeitas palavras de um pastor evangélico assembleiano e na de outro suspeito diácono da igreja batista, na página 7.


Detalhes que denunciam a má fé do autor do “documentário”:


1- A evangélica Enedina Xavier que teve a cara estampada em foto na matéria, preferiu não acusar ninguém pelo episódio de Patos, onde os próprios evangélicos provocaram o conflito, igualmente como o fizeram na Irlanda quando mataram jovens católicos.


2- Na suspeita matéria, o que o autor mais repete são os “sóbrios” evangélicos chamando os seguidores de Frei Damião de “fanáticos”. Justo estes evangélicos que vivem aumentando som de alto-falantes para perturbar evento católico; gritando nas praças; invadindo igrejas católicas, pichando árvores e postes de madrugada e fazendo arruaças nas vindas do Papa.



3- O suspeito autor cita superficialmente outra acusação de ataque dos “fanáticos” seguidores de Frei Damião, que teria ocorrido em 21 de abril de 1937 em Guarabira, mas pifiamente cita apenas que isso está na “Ata da igreja congregacional”, que faz conluio com as igrejas evangélica que aumentam o som para perturbar o sermão de Frei Damião. Registro imparcial em delegacia, não há nenhum desta acusação.



4. O suspeito autor, certamente truncando as palavras de Frei Fernando Rossi, último dos companheiros de Frei Damião, diz que ele “revelou” que antes do Concílio Vaticano II (1962-1965) a recomendação era combater o protestantismo.


Obviamente o jornalista não sabia que “bom o combate” a mentira deu grandiosos frutos e que o Concílio Vaticano II veio justamente para receber como ao filho pródigo os protestantes descontentes com a enganação de Lutero e que continuam debandando para o catolicismo. Confira:


a)-Grupo de anglicanos solicita ingressar “em massa” à Igreja Católica

b)-Luteranos finlandeses querem fazer parte da Igreja Católica

c)-Mais de 5.000 anglicanos dos EUA querem passar para a Igreja Católica

d)-Presidente da Sociedade Teológica Evangélica retorna á Igreja Católica

e)-Cinco mil ingleses se convertem ao catolicismo a cada ano, afirma sacerdote britânico

f)- Conversões anglicanas: agora é a vez do Canadá


5- O suspeito “historiador” escolhido pelo autor da matéria para colocar Frei Damião  como “emblema da intolerância religiosa” é o simpatizante da igreja presbiteriana que aumentou o som dos auto-falantes, o prof. Francisco Agileu de Lima Gadelha que já apresentou os suspeitos trabalhos: “O protestantismo no Brasil e o presbiterianismo no Ceará”, e “O Ceará na trilha da nova fé: a chegada do presbiterianismo ao Ceará”. (Fonte: Currículo do próprio na Internet)



6- O suspeito “pesquisador” Samuel Costa, da página 7, escolhido pelo autor da suspeita matéria para acusar os católicos de “quererem transformar Frei Damião de agressor, incendiário e raivoso em vítima, bombeiro e amoroso”, só pode ser o “pesquisador” Samuel Costa, presbiteriano da igreja que aumentou o som para perturbar o sermão de Frei Damião, e autor deste outro artigo cheio ódio e embustes anti-históricos, onde ataca ferozmente também o Padre Cícero: 


Confira:http://ipc2005.blogspot.com.br/2011/06/aos-pes-do-padre-cicero.html   (A refutação a este ataque cego já está em curso).




O louvável depoimento do sério presbiteriano Prof. Juan Pablo, mestrado em História pela UFES, serve para alertar sobre a desonestidade dos “historiadores protestantes escolhidos pelo “jornalista” Jailson da Paz para caluniar sobre Frei Damião e a Igreja Católica:



“Bem, a respeito do estudo sobre o cristianismo antigo, a primeira coisa que devemos aceitar, é que os protestantes de modo geral, em especial os brasileiros, conhecem muito pouca coisa de História cristã.Infelizmente, a grande maioria dos livros de história do cristianismo publicados por editoras evangélicas aqui no Brasil não são fontes confiáveis para o estudo da história cristã antiga e medieval, e isso por dois motivos:


1 - são escritos por teólogos com péssima formação histórica;

2 - seu objetivo real não é realmente informar o leitor, e sim combater o catolicismo, para dar a falsa impressão de que tudo o que a ICAR alega seria mentira e portanto fazer apologética da teologia protestante. Ou seja: pecam por desonestidade intelectual.Faz-se necessário estudar a história do cristianismo a partir da historiografia acadêmica ( E não na base do ouvi dizer).

Depoimento constante em: 




Diante de tanta evidência de má fé, logo fica patente a intenção criminosa do suspeito “jornalista” Jailson da Paz, autor desta pilhérica ofensa a Frei Damião sob responsabilidade do Diário de Pernambuco.


Para ser jornalista ou mau caráter no Brasil, ninguém precisa de diploma

No Brasil o relator do processo que derrubou a exigência do diploma para exercício da profissão de jornalista, o presidente do STF, Gilmar Mendes, concordou com o argumento de que a exigência do diploma não está autorizada pela Constituição.

Para ele, o fato de um jornalista ser graduado não significa mais qualidade aos profissionais da área. "A formação específica em cursos de jornalismos não é meio idôneo para evitar eventuais riscos à coletividade ou danos a terceiros".




Para finalizar, numa afronta dos evangélicos semelhante a ocorrida em Patos,  vejam no exemplo do link abaixo, outro jornalista do quilate do Jailson da Paz explicitamente omitindo-se sobre a conduta criminosa de evangélicos raivosos que fazem uma afronta durante a visita do Papa, enquanto prefere ele criticar só aos católicos que estão sendo ofendidos: 


E assim cai a farsa habilmente arquitetada pelo jornalista Jailson da Paz e os agressores evangélicos, para macular a pessoa de Frei Damião.

Os falsos Dez Mandamentos atribuídos a Frei Damião – Refutados na íntegra:

Por Fernando Nascimento



A Mentira: OS DEZ MANDAMENTOS DE FREI DAMIÃO PARA ESPANTAR PROTESTANTE

Autor da mentira: O aleivoso protestante Jeovah Mendes

Local onde se encontra a Mentira: Livro de autor protestante: "Curiosidades da Bíblia e da História: de Adão aos nossos dias", págs. 19-21, de Jeovah Mendes, editora Tábuas da Lei, ano 1999.

Blog de um protestante que difunde o embuste: 



A Verdade: o mentiroso decálogo que atribuem a autoria a Frei Damião, e que refutarei abaixo, trata-se de mais uma falsidade criada e difundida pelos protestantes para lançar ódio a pessoa do missionário que mais converteu protestantes ao catolicismo no Nordeste.



Os protestantes, os históricos carrascos e salteadores dos cristãos católicos, que tempos atrás, raivosamente matavam e decapitavam para se instalarem nos países católicos:


Estes caluniadores mentirosos que tem como Pai, aquele que é pai da mentira desde o princípio, haviam forjado algo semelhante, onde posam de “perseguidos”, quando espalharam um falso “Juramento dos Jesuítas” onde colocavam os jesuítas como seus “perseguidores mortais”. Essa farsa também foi desmascarada:



O protestantismo filho da mentira, tem como sua maior arma não a verdade, mas a mentira. E sempre fez vasto uso dela, vejam o que dizia Lutero o fundador do protestantismo:

Em carta a Jerônimo Weller, Lutero escreveu:

"Se o demônio te tentar com bebedeira, bebe, e  bebe em nome de Cristo".

Lutero defendia a tese da santidade do pecado: quanto mais pecado se cometesse mais santo se seria. Ele insultava Cristo dizendo que Jesus era adúltero e bêbado.


Que Lutero disse que Cristo era adúltero, está no livro de Lutero,  Tischeredden: Conversas à Mesa, n* 1472, edição de Weimar, volume II, p. 107, apud Franz Funck Brentano, Martim Lutero, editora Vecchi, Rio de Janeiro, 1956, p.151.


Quando discuto com algum protestante, recomendo que leiam os livros e discursos de Lutero, especialmente suas conversas à mesa que são escandalosíssimas.

De fato, Roma, no tempo do Renascimento, era bem corrupta. Por isso Lutero gostou muito de lá.Lutero jamais quis reformar os vícios do clero corrupto, do qual ele era um exemplar bem típico.


O que Lutero queria reformar era a lei de Deus, para permitir os pecados, como ele o permitiu com a sua doutrina da santidade do pecado, com o seu axioma:


"Crê firmemente e peca muitas vezes,pois o perdão e eleição de Deus é irrevogável, portanto, crer firmemente no Senhor Jesus e podes pecar a vontade, pois uma vez salvo, salvo para sempre...”

E PARA DEFENDER O USO DA MENTIRA DIZIA:


"Que mal pode causar se um homem diz uma boa e grossa mentira por uma causa meritória e para o bem da Igreja (luterana) ?..." (Grisar, Hartmann, S.J., Martin Luther, His life & work, The Newman Press, 1960- pág 522).



Agora, os sarcásticos carrascos que aumentavam o som dos auto falantes de suas igrejas durante os sermões de Frei Damião, e atiravam com armas de fogo contra seus seguidores, para que o frei cessasse de converter tanto protestante, forjaram mais uma farsa, intitulada: “OS DEZ MANDAMENTOS DE FREI DAMIÃO PARA ESPANTAR PROTESTANTE


Eis os” dez mandamentos” que Frei Damião nunca ensinou. Sorria com a incoerência crassa de cada um dos “mandamentos” que refuto logo a seguir:


I – Todo católico deve, ao deparar-se com um protestante, benzer-se e fazer o sinal da cruz

Frei Damião nunca ensinou isso. Tanto é que nenhum católico nordestino se benze quando encontra um protestante. Essa é uma farsa criada pelos “inimigos da Cruz de Cristo” (Filipenses 3,18-19), pois o benzer-se é feito na forma da cruz, e a grande maioria dos evangélicos já odeia a cruz de Cristo, sem precisar ninguém mostrá-la a eles.


II – Nunca deixe que o protestante o convença a ler a Bíblia, e sim o catecismo. A Bíblia constitui um veneno para o católico.


Esse linguajar de que a “bíblia é um veneno para o católico”, é roubado de uma antiga farsa protestante que dizia que isto está no “Syllabus, 8-12-1864”. O Syllabus NÃO CONTÉM tal afirmação. O mentiroso que forjou isso não sabia que diariamente e a cada minuto, nos quatro cantos da terra, a Bíblia é lida durante a missa.

Muito antes do protestantismo ser fundado, a Igreja Católica já recomendava a leitura da Bíblia:

"Todos os cristãos devem ler a Bíblia com piedade e reverência, rezando para que o Espírito Santo, que inspirou as Escrituras, capacite-os a entendê-las... Os que puderem devem fazer uso da versão latina de São Jerônimo; mas os que não puderem e as pessoas simples, leigos ou do clero...devem ler a versão alemã de que agora se dispõe, e, assim, armarem-se contra o inimigo de nossa salvação" (The publisher of the Cologne Bible [1480] ).

Como você vê, o argumento de que a Igreja foi contrária à Bíblia, é não somente falso, mas não possui nenhum embasamento histórico.


 III – Procure ter em casa um boneco de cera no formato de um totem e escreva sobre o mesmo o nome protestante. Caso algum deles apareça em sua casa, procure discretamente acender uma vela próxima ao boneco, o que fará fugir o herege filho de Lutero.


Católico não chama estátua de “totem” (isso é linguajar depreciativo protestante do autor da farsa), nem usa “boneco de cera”, muito menos para representar ninguém vivo.Nem merece mais comentários esta calúnia totalmente infundada.


IV – Se algum protestante convencer um católico para as suas fileiras, jogue sal pisado sobre as pegadas dos pés do tal apóstata, que não mais voltará a fazer conversão


“Jogar sal em pegadas” nunca fez parte da religião católica, mas dos protestantes,logo Frei Damião jamais ensinaria essa tolice, pois era doce a atraia os protestantes como formigas. Frei Damião converteu ao catolicismo 81 protestantes. 32 deles moravam nos municípios Pernambucanos de Garanhuns, Rio Formoso e Primavera; 25 conversões foram registradas na Arquidiocese de João Pessoa; 24 dos convertidos eram do Rio Grande do Norte. (Fonte: Mapa das Missões pregadas por Frei Damião de Bozzano da Custódia provincial de Pernambuco no Brasil (1931-1949).

V – Mantenha sempre em casa uma imagem de São Benedito, o pretinho, junto a uma garrafa de aguardente e um pedaço de fumo: só assim você conseguirá afastar, para bem longe, os malditos protestantes.


Aguardente e fumo nunca fizeram parte da religião católica. Nunca se recomendou colocar essas coisas próximo a santos, isto são práticas do Candomblé Africano, jamais do Catolicismo Romano.O autor da mentira deve ter procedido de um terreiro de umbanda. Frei Damião nunca ensinou essa farsa sem sentido.


VI – Reze todas as segundas-feiras (dia das almas), para Nossa Senhora do Desterro, a fim de que a mesma faça desterrar, para bem longe, os pestilentos protestantes.



Aqui está mais uma flagrante prova de ignorância e ódio de quem forjou tal embuste, pois não sabia que Nossa Senhora do Desterro intercede pelos exilados e desterrados, e não os expulsa.


VII – Para afastar o perigo da heresia protestante, reze sempre a ladainha de Nossa Senhora das Encruzilhadas, para que a mesma coloque o progresso da obra protestante no meio de uma encruzilhada



Nunca existiu nenhuma “Nossa Senhora das Encruzilhadas” e muito menos a “ladainha de Nossa Senhora das Encruzilhadas” que os católicos deveria “rezar sempre”.


No meio de uma encruzilhada o protestantismo está desde quando foi fundado, e os “reformadores” se agrediram cada um fundando uma “igreja” particular.


VIII – Amarrar nos chifres de um bode mal-cheiroso uma oração de Padim Ciço, contendo as maldições e os anátemas da cabra preta e as imprecações de São Cipriano, a fim de que seja amarrada a obra evangélica dos protestantes

Não existe nenhuma oração de Padim Ciço “contendo as maldições e os anátemas de cabra preta”. O autor do embuste também viajou na fábula que atribui a São Cipriano ter sido um bruxo. Isso nunca aconteceu, São Cipriano nunca foi bruxo. Frei Damião muito bem informado como era, não cometeria tais erros crassos sobre seus amigos da mesma fé. Para saber mais sobre São Cipriano, acesse:http://www.cleofas.com.br/ver_conteudo.aspx?m=doc&cat=96&scat=177&id=3900

IX – Invocar os nomes de Santo Onofre, o padroeiro dos cachaceiros e São Longino, o protetor dos ladrões, para que a obra missionária protestante seja perturbada por espíritos de vícios e de roubalheiras



1-A intenção do autor deste embuste era passar a maliciosa idéia que o catolicismo faz apologia ao alcoolismo e ao roubo, daí a citação maldosa desses dois santos que nada tem a ver com essas coisas. Santo Onofre é padroeiro dos tecelões e não dos “cachaceiros”. Sem qualquer sentido, algumas pessoas o invocam CONTRA o alcoolismo e não a favor. Logo não é “padroeiro dos cachaceiros”: http://www.cademeusanto.com.br/santo_onofre.htm

2- São Longino, ou Longuinho, nunca foi “protetor dos ladrões”, isso prova que foi um raivoso acatólico que forjou essa farsa contra Frei Damião. As pessoas rogam a São Longino, ou Longuinho para encontrar objetos perdidos.  




Ninguém precisa pedir para que a “obra” protestante seja perturbada por espíritos de vícios e de roubalheiras, ela já é naturalmente, principalmente o espírito do Pai da mentira:


Patrick Means, em seu livro Men's Secret Wars (As Guerras Secretas dos Homens), numa pesquisa entre os “evangélicos” destaca:

64 por cento dos pastores evangélicos e leigos têm problemas com vício sexual, inclusive pornografia e outras atividades sexuais secretas.

Especificamente, 25 por cento confessaram ter cometido adultério depois de casados e pasmem !!! depois de se tornarem “evangélicos”.



E na roubalheira: integrantes da bancada evangélica do Congresso, receberam 58% do total da propina repassada a parlamentares pela máfia das ambulâncias, aponta o relatório da CPI dos Sanguessugas. Confira neste site evangélico que detalha as falcatruas evangélicas:



X - Todo aquele ou aquela que, pertencendo ao aprisco católico, casar-se com alguém de credo evangélico, irá no inferno bodejar sem cessar, além de ser atormentado(a) pelo tridente de ferrabraz


1- Por fim, vê-se aqui que, quem criou tal farsa não é católico. O casamento entre católico e evangélico é permitido sim, com a aprovação do Bispo. É proibido só nos casos em que o casal não prometa batizar os filhos no credo católico. (Fonte: Cân. 1124; Cân. 1125; Cân. 1086 § 1.; Cân. 1108 § 1.)


2- “ferrabraz” nunca foi termo católico para indicar o Diabo.  O termo “ferrabraz” como sendo o Diabo é usado só pelos envolvidos em magia negra, e Candomblé, como deve ser o autor dessa farsa.


Veja abaixo, que o termo “ferrabraz” não é associado ao Diabo pelas pessoas sérias(Inclusive é sobrenome de Pessoas Cristãs evangélicas, registradas em Cartórios, é só conferir no cartório mais próximo a você):

1)- Empresa Ferrabraz


2)- Comunidade Terapêutica Ferrabraz

3)-Rádio Ferrabraz

4)- Funilaria Ferrabraz

Tudo não passa de mais uma mentira encomendada contra Frei Damião e que aqui cai por terra.


Sábio conselho é o de Jesus, aos difusores dessa mentira diabólica: 


“Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira”. (Jo 8,44).


Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger