A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » I Tessalonicenses 5:19 – “Não extingais o Espírito !!!” - O Dom de Ciência: (de conhecimento, ou revelação) e do discernimento do Espírito.

I Tessalonicenses 5:19 – “Não extingais o Espírito !!!” - O Dom de Ciência: (de conhecimento, ou revelação) e do discernimento do Espírito.

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 22 de dezembro de 2012 | 18:47



O dom de ciência é um dom através do qual o Senhor faz com que o homem entenda as coisas da maneira como Ele as entende. Faz que o homem penetre na raiz de cada acontecimento, fato, sentimento ou situação, ou melhor, através do dom de ciência, Deus dá o diagnóstico, a causa de um problema, doença, fato, situação, etc.


Quando estamos com febre, nos dirigimos a um médico para descobrir a causa da febre. Porque a febre não é a doença, mas um sintoma da doença.


Quando alguém está deprimido, queremos resolver o problema da depressão, aliviando os seus sintomas, porém não conseguimos detectar a causa da depressão. Através do dom de ciência, o Senhor nos revela a causa da depressão, sua raiz, com o objetivo de curar. O Espírito Santo, através deste dom, presta um serviço ao povo de Deus através de nós.


Pelo dom de ciência, Deus ensina ao homem sobre as suas verdades, permite que a sua luz penetre no entendimento do homem.

Através do dom de Ciência Deus comunica ao homem informações que são impossíveis de se adquirir humanamente ou por conhecimento natural, pela razão.


É um dom de revelação. Revela uma ação que Deus já está fazendo (a cura), ou uma situação ou mentalidade que precisa ser transformada por Deus, sempre com a finalidade de transformação e conversão através do poder e da misericórdia de Deus que cura o corpo e o coração.



Alguns exemplos de “palavra de ciência” nas escrituras:

1)- Lc 1,43 - Isabel recebe o conhecimento de um mistério que, humanamente, ela jamais seria capaz de compreender, a encarnação de Jesus.Aqui podemis perceber que a palavra de ciência veio acompanhada de um sinal físico: o menino... (Lc 1,44).

2)- Mt 1,18-25 – O dom de Ciência pode vir também através de um sonho, como no caso de José. O Espírito Santo revela a José, em sonho, o mistério da encarnação. José recebe o dom de ciência (a revelação) e através dele vê acontecer, em si próprio, mudança radical de mentalidade e do conhecimento da vontade e do agir de Deus e rende-se a Ele.


3)- Jo 4,16-19 - Jesus fala à samaritana sobre os 5 maridos que tivera. Esta palavra de ciência fez a mulher perceber que Jesus era um profeta, abrindo a porta do seu coração para a revelação de que ele era o Messias prometido e esperado. A samaritana experimentou a misericórdia de Deus aplicada ao pecado de adultério, pois Jesus não a acusou, mas revelou o que sabia. A palavra de ciência teve o poder de levá-la ao entendimento de sua condição, arrepender-se, ser perdoada e reconhecer por revelação divina a certeza de que Jesus é o Messias, tendo acesso à “água viva” por ele prometida.


4)- Lc 5, 17-26 - A cura do paralítico. Quando Jesus diz: “os teus pecados estão perdoados”, Cristo  sabe por revelação que a necessidade maior do paralítico é ser perdoado de seus pecados que, são a causa de muitos males físicos e espirituais. Para o paralítico eram empecilhos para a ação de Deus em sua vida.

A pessoa que recebe o dom de ciência pode perceber que o Senhor a está tocando através de um sentimento forte, uma certeza interior que nos chega à mente, por iluminação divina que pode ser: uma palavra, uma cena da vida da pessoa, uma visualização comparativa. O Senhor nos mostra em que e como está agindo: Pode ser uma parte do corpo, um problema emocional, uma cura espiritual ou aumentando a fé, chamando à conversão.

Isso  por mais simples e banal que possa parecer aos olhos da razão humana, que iluminada por Deus toma novo rumo e sentido, se dá e acontece pela oração, quando nossa mente está aberta e livre para receber a revelação do Senhor.

O DISCERNIMENTO DOS ESPÍRITOS:



Efésios 4,11-21: A uns ele constituiu apóstolos, a outros, profetas, a outros, evangelistas, pastores, doutores, para o aperfeiçoamento dos cristãos, para o desempenho da tarefa que visa à construção do corpo de Cristo, até que todos tenhamos chegado à unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, até atingirmos o estado de homem feito, a estatura da maturidade de Cristo. Para que não continuemos crianças ao sabor das ondas, agitados por qualquer sopro de doutrina, ao capricho da malignidade dos homens e de seus artifícios enganadores. Mas, pela prática sincera da caridade, cresçamos em todos os sentidos, naquele que é a cabeça, Cristo. É por ele que todo o corpo - coordenado e unido por conexões que estão ao seu dispor, trabalhando cada um conforme a atividade que lhe é própria - efetua esse crescimento, visando a sua plena edificação na caridade. Portanto, eis o que digo e conjuro no Senhor: não persistais em viver como os pagãos, que andam à mercê de suas idéias frívolas. Têm o entendimento obscurecido. Sua ignorância e o endurecimento de seu coração mantêm-nos afastados da vida de Deus. Indolentes, entregaram-se à dissolução, à prática apaixonada de toda espécie de impureza. Vós, porém, não foi para isto que vos tornastes discípulos de Cristo, se é que o ouvistes e dele aprendestes, como convém à verdade em Jesus.

O dom de discernimento não se limita, apenas a discernir espíritos demoníacos no momento de uma possessão. Discernimento é a faculdade de perceber diferenças, distinguir entre a verdade e o erro, e de julgar as coisas claramente conforme a iluminação do Espírito Santo, o Espírito da verdade.
  
O discernimento será útil na seleção do que ouvimos, falamos, lemos, vemos e nos envolvemos.

É uma questão de disciplina a cerca da vontade de Deus.É ter percepção para reconhecer falsos profetas, espíritos enganadores e distinguir e separar entre o que é da parte de Deus e o que não é:
  
“Vede pois como ouvis”. Lucas 8,18a.
 
“Se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus”. Tiago 1,5.
  
“... todo homem seja pronto para ouvir, e lento  para falar...”. Tiago 1,19b.
  
Na vida cristã prática, o discernimento, impedirá  o desenvolvimento da raiz do mal, já cortada pela obra realizada na Cruz, mas arraigada  na natureza humana.

O discernimento favorecerá o crescimento espiritual, com a libertação dos desejos impuros da mente, da rebeldia e oposição à Palavra e à Sã doutrina da Salvação:
2 Tim 4,1-9:
1
Eu te conjuro em presença de Deus e de Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, por sua aparição e por seu Reino:
2
prega a palavra, insiste oportuna e importunamente, repreende, ameaça, exorta com toda paciência e empenho de instruir.
3
Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si.
4
Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas.
5
Tu, porém, sê prudente em tudo, paciente nos sofrimentos, cumpre a missão de pregador do Evangelho, consagra-te ao teu ministério.
6
Quanto a mim, estou a ponto de ser imolado e o instante da minha libertação se aproxima.
7
Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé.
8
Resta-me agora receber a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia, e não somente a mim, mas a todos aqueles que aguardam com amor a sua aparição.

  E pergunto ainda : “ Será que ESTE TEMPO já chegou ?...”

"Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo seus  próprios DESEJOS, como que sentindo coceira nos ouvidos de escutar NOVIDADES, adaptarão mestres para si mesmos..."(2Tm 4,3).



1)- Não será que a diabólica teologia da prosperidade, da impostura do dízimo como moeda de troca, já não seria o  cumprimento desta profecia Paulina?

2)- Os mercenários descobriram na psicologia e no materialismo desenfreado um modo de atrair pessoas para as denominações evangélicas?

3)- Teria o LOGOS o Verbo de Deus ENCARNADO e  eterno morrido na cruz para nos dar apenas carro novo, casa, emprego, meras libertações sociais  e outras coisas meramente materiais ?

4)- Será que Cristo não morreu por uma libertação maior e anterior a todas  estas mazelas que é o próprio pecado ?

Hebreus 5,14. “... tendo os sentidos exercitados para discernir  tanto o bem como o mal...”
 
 
Existe uma relação entre o ouvir e o falar. Se alguém aceita tudo o que ouve, sem fazer uma seleção e sem distinguir a verdade da mentira, por mais sincero que seja, cairá na mentira e induzirá outros a crerem na mentira. 
Pois a sinceridade não é o critério da verdade, em virtude de que uma pessoa pode está SINCERAMENTE ENGANADA.

O discernimento e a percepção influenciarão nossas escolhas:

É um dom essencial para a Igreja nestes tempos nebulosos e cheio de novidades. O conhecimento da Palavra de Deus é condição básica para o alcance e apuração da percepção e do discernimento. 

Este dom não pode ser confundido com perícia ou capacidade de analisar o caráter das pessoas, para descobrir falhas nos outros, isso até é proibido na Bíblia. 
  
“Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados...”. Mateus 7,1-2a.
  
A pessoa com discernimento está preparada para reconhecer a fonte de certas doutrinas, aparentemente bíblicas, mas que distorcem as Escrituras. Com isso o crente é livre do mal e  pode ajudar a outros. 
Muitas vezes ouve-se pregações, depoimentos, entrevistas e até milagres enganosos, com aparência de autenticidade. 
A pessoa com discernimento, conhecerá a mentira oculta e ajudará a manter a pureza e a santidade da Igreja. 
  
“O Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios”. I Timóteo 4:1.Esses demônios se aproveitam da ausência de dons na Igreja para enganar a muitos. Uma Igreja fica vulnerável, se não houver a sabedoria e a aplicação da Palavra de Deus. 

Para tudo o que é verdadeiro, há sempre uma cópia falsificada:

Faz parte da natureza humana copiar quando não pode criar. Isso acontece em todos os setores: na moda, na indústria, no comércio, nas artes, na música e também nos assuntos espirituais. Os demônios imitam os dons do Espírito. 
  
O uso correto dos dons vai depender muito da nossa comunhão com Deus, porque o nosso espírito é dotado de faculdades que possibilitam a intimidade com Deus. 
  
ATENÇÃO !!!A interrupção de um testemunho, ou até de um sermão contradizente com a Palavra, é zelo pela casa de Deus. É correção e disciplinação necessárias ao amadurecimento da Igreja e o aperfeiçoamento dos dons. A pessoa sincera não se sentirá humilhada, mas aceitará a correção com dignidade para seu próprio crescimento espiritual diante de Deus e da Igreja. 
  
A utilização prática do discernimento dará à Igreja condições de julgar e impedir o abuso e a usurpação dos dons. Uma pessoa que diz ser usada por Deus e afirma que Deus falou quando Deus não falou,está usando sua mente ou está influenciada por sugestões malignas. Sem discernimento,muitos preferem acreditar na pessoa e duvidar de Deus. 
  
Isto tem induzido muitas pessoas e comunidades inteiras à incredulidade, ao abatimento e a duvidar da própria justiça de Deus, privilegiando, ou abençoando uns em detrimento de outros.

1)- Tem sido causa de perturbação em muitos lugares

2)- Tem feito muitos estragos em comunidades e dioceses Cristãs, que preferem  proibir os dons espirituais, do que discipliná-los:

I Tessalonicenses 5:19 – “Não extingais o Espírito !!!”



Considero esta uma das principais falhas no pastoreio das Novas Comunidades e movimentos Pentecostais (RCC), não considerar corretamente a Pessoa do Espírito Santo.


Quem Ele É? Você saberia me explicar? Nós cremos que Deus é um Só (Dt 6.4):

Entretanto, entendemos pela revelação que essa unidade em uma só natureza divina é distinta em  três pessoas  (Pai, Filho e Espírito Santo, Mt 28.19), e que são coexistentes (2 Co 13.13).



O Espírito Santo é Deus! E sendo Deus, possui todos seus atributos. Ele tem vontade; tem intenções! Ele nos guia a verdade, nos conduz a Cristo, nos convence do pecado, da justiça e do juízo. Ele nos consola em nossas aflições!

Paulo nos orienta a não apagarmos o Espírito Santo:

Creio que usou a expressão “apagar” pensando numa lamparina. Enquanto acesa, ela pode iluminar. Mas, se a deixarmos apagar, o resultado será escuridão.



O Cristão, ou comunidade que apaga o Espírito Santo, recusando a usar seus dons infusos e efusos,arrísca-se a cair na práxis secularista e materialista.

Quando os sussurros do pecado soam mais alto para nós que os gritos desesperados do Espírito Santo, é sinal que já o apagamos em nossas vidas.

Quando isso ocorre, nossa vida fica triste. Nossa comunhão com Deus perde a intensidade. Tornamo-nos apenas técnicos da religião, sem contato algum ou até mesmo sem necessidade de Deus,pois no máximo queremos apenas que Deus assine em baixo nossas ações as quais não as submetemos ao seu discernimento antes, mas depois.
  
3)- O dom de discernimento tem que estar aliado ao temor a Deus e nunca ao temor humano. Temer a Deus é condição fundamental da fé cristã, temor humano é doença dos tímidos e dos fracos. Jesus não teve temor humano quando chicoteou os vendedores no Templo.Ele é o nosso modelo:
  
“E, entrando Jesus no Templo, começou a expulsar todos os que nele vendiam e compravam, dizendo-lhes:Está escrito: A minha Casa é Casa de oração, mas vós fizestes dela  covil de salteadores”. Lucas 19:45.

  
A autoridade da Igreja através de seu SAGRADO MAGISTÉRIO e a Sagrada Tradição colocam disciplina e ordem na Igreja, evitará o uso abusivo dos dons, sem eliminá-los, mas corrigindo-os e utilizando-os para o amadurecimento da Igreja, o bem comum e para a glória de Deus.

Por isto pesa sob o magistério da Igreja este discernimento ao longo dos séculos, e é isto que ela tem feito:

"Observai todas as coisas e  ficai com o que é bom" (I Tessalonicenses, 5 - 21)
  
APURANDO O DISCERNIMENTO: 


Os escritores bíblicos não se cansam de apresentar  em seus escritos, tudo o que eles observaram e assimilaram sobre a natureza, compreendendo e transmitindo os ensinamentos para a vida prática. 

A expressão: “quem tem ouvidos para ouvir que ouça”, encontrada muitas vezes na Bíblia, significa:

1)-Apure seus ouvidos para entender o que está além do que você vê, ouve e sente.

2)- O ruído das ondas, as marés, o mar revolto ou calmo, falam da soberania de Deus; o som do vento traz notícias sobre o tempo, relâmpagos, trovões, tornados, terremotos, falam de sinais iminentes da Justiça e do Juízo de Deus sobre a terra que está por vir.

3)- É preciso portanto discernir os Sinais dos tempos:

Mt 16,4 - Hipócritas! Sabeis distinguir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?

Vejamos o legado deixado por alguns dos patriarcas bíblicos que observaram no seu tempo, a sabedoria da experiência de vida e nos transmitiram: 

a)- Jó fala da águia, da avestruz, do corvo. Jó 38,41.Ao mesmo tempo diz que a avestruz não tem sabedoria. Jó 39,13-17.

b)- Na caminhada do povo, no deserto, Deus providenciou uma: nuvem de dia como cobertura para o sol. Salmos 78,14. Ler Salmos 77,14-20.E uma coluna de fogo para iluminar a noite. Salmos 105,39. 

c)- Deus preparou, para o seu povo durante sua peregrinação, um caminho no deserto, no mar e no rio, lugares onde não havia caminho. Salmos 107,40; Salmos 106:9; Salmos 78,13; Salmos 66,6 - Ler Salmos 114. 

d)- Provérbios fala de quatro pequenos seres cheios de sabedoria: formiga, coelho, gafanhoto e aranha. Provérbios 30,24-28. 

e)- Isaías fala sobre o boi que conhece o seu dono. Isaías 1,3. 

f)- fala sobre o lavrador que lança sementes no  solo e cada uma tem o seu modo especial de ser plantada. Isaías 28,24-29. 
g)- E fala também que as “árvores batem palmas”. Isaías 55,12. 

h)- Jeremias 8,7 diz:  “A cegonha conhece os seus tempos determinados, a rola, o grou e a andorinha, observam o tempo da sua arribação...”
 
i)- Habacuque 2,14-16 fala sobre a rede que prende o peixe e  que é mais valorizada do que o próprio peixe. O homem valoriza mais a obra de suas mãos do que a criação de Deus.

“LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO”

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger