A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » A lógica muito humilde e ecumência da Teologia da Libertação: Criticar o magistério Romano Pontifício PODE !!! Criticar a CNBB que não goza da Infalibilidade - NÃO PODE ???

A lógica muito humilde e ecumência da Teologia da Libertação: Criticar o magistério Romano Pontifício PODE !!! Criticar a CNBB que não goza da Infalibilidade - NÃO PODE ???

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 26 de maio de 2012 | 13:09


Esclarecimentos iniciais:

É respaldado no Concílio Vaticano II, o qual sou submisso, que faço estas críticas duras, porém verdadeiras e construtivas, esperando que pela graça de Deus no futuro cheguem às consciência em benefício da Santa mãe Igreja Católica e tudo para a Glória de Deus e seu Reino, conforme a sua santa vontade e não à minha, ou as de caráter ideológico, que são falhas e limitadas. A história está ai para comprovar o que relatamos abaixo.

Relações dos leigos com a Hierarquia:


CONSTITUIÇÃO DOGMÁTICA-LUMEN GENTIUM  Nº 37: “Como todos os fiéis, também os leigos têm o direito de receber com abundância, dos sagrados pastores, os bens espirituais da Igreja, principalmente os auxílios da palavra de Deus e dos sacramentos (116); e com aquela liberdade e confiança que convém a filhos de Deus e a irmãos em Cristo, manifestem-lhes as suas necessidades e aspirações. Segundo o grau de ciência, competência e autoridade que possuam, têm o direito, e por vezes mesmo o dever, de expor o seu parecer sobre os assuntos que dizem respeito ao bem da Igreja (117). Se o caso o pedir, utilizem os órgãos para isso instituídos na Igreja, e procedam sempre em verdade, fortaleza e prudência, com reverência e amor para com aqueles que, em razão do seu cargo, representam a pessoa de Cristo.”



 

É interessante como os Progressistas usam um peso e duas medidas em suas pseudo-defesas da unidade da Igreja:

 

Estes criticam abertamente e de forma desonesta o magistério Romano, mas quando alguns leigos um pouco mais esclarecidos e que não seguem suas cartilhas fazem Críticas a algumas posturas isoladas da CNBB e de alguns de seus membros e dirigentes são impiedosamente boicotados e taxados de divisionistas e separatistas dentro da Igreja.

 

É preciso que se esclareça: A CNBB não é um órgão instituído diretamente por Cristo. É uma instituição humana e não divina, cujas decisões não obrigam nem aos Bispos a ela pertencentes”, principalmente quando estão em oposição ao magistério do Romano Pontífice.



1)- “No Brasil a CNBB, desde a sua fundação, esteve dominada pela ala Modernista e marxista do Clero.A atuação da CNBB tem sido lamentável. Ela mais se preocupa em secundar uma política socializante e comunistizante do que com a Fé, do que com a situação moral do povo brasileiro. Das assembléias da CNBB nascem documentos prolixos, num jargão sócio-econômico clericalês, que ninguém lê.


2)- A CNBB trata de tudo, menos do que deveria tratar. Por isso ela é tida mais como um órgão político de apoio aos partidos socialistas do que como um órgão religioso.


3)- É da Pastoral da Terra,órgão da CNBB,que saem todos os apoios políticos e financeiros aos Movimentos comunistizantes, como o MST, que preparam sorrateiramente e até explicitamente a guerra civil, agindo com violência, em nome do “amor” e da “justiça social”.”



4)- “Que contradição entre um Papa que combate o modernismo e os Bispos da CNBB que ensinam marxismo, mal lido, e socialismo de sacristia.”



5)- “O que trouxe imenso júbilo na visita de Bento XVII foram as palavras do Papa. O que ele disse aos Bispos da CNBB na Catedral de São Paulo foi espetacular! Disse tudo o que a CNBB precisava ouvir, e que ela jamais disse em seus numerosíssimos manifestos das Campanhas da Fraternidade naturalista. É é evidente que o Papa Bento XVI sabe que os Bispos brasileiros defendem o contrário do que ele disse.”

6)- “Então, por que o Papa lhes disse isso?Para que, uma vez, pelo menos, os Bispos da teologia da Libertação da CNBB ouvissem o que era preciso que ouvissem.Disse o Papa o que ele disse, para que os católicos do Brasil, que há tantos anos têm que engolir, têm que suportar, os longos, prolixos, marxistóides e indigestos manifestos da CNBB, soubessem que o Papa pensa o contrário do que a cúpula dirigente da CNBB impinge como doutrina católica: marxismo de sacristia (teologia da libertação). Bento XVI desafiou não só os hereges da Teologia da Libertação, mas também a Mídia, e a quem manda na Mídia, e a quem maneja Lula, fazendo-o falar em laicismo.”

7)- Esse é um erro clamoroso.A Igreja condena o Comunismo, e afirma que ninguém pode ser católico e Comunista ao mesmo tempo.”O PT é oficialmente socialista e concretamente comunista.E a CNBB criou o mito Lula, e sempre apoiou Lula e o PT.”


8)-“ O PT é oficialmente favorável ao aborto em seus estatutos.A Igreja excomunga quem defende o aborto,A CNBB apóia Lula apesar de ele favorecer o aborto e ter aprovado os uso de embriões (seres humanos) para experiências.”


9)-  “A Igreja reconhece o direito de propriedade como um direito natural, e diz que é pecado mortal pegar o que é de outros, e mesmo cobiçar o que é dos outros.
A CNBB ajuda e incentiva o MST a invadir propriedades alheias, coisa condenada por dois mandamentos da lei de Deus.”


10)- A Igreja reconhece o direito natural de legítima defesa.Agora o PT — como fizeram sempre os partidos comunistas para tomar o poder,promove o desarmamento da população, enquanto procura tomar o Estado com mensalões e mentiras, elegendo um pizzaiolo-mór comunista para Presidente da Câmara de Deputados. “

11)- “A CNBB apoia o desarmamento do povo. Mas ela provavelmente se calará quando as armas dos comunistas fuzilarem os católicos que não se renderem às suas ideias Socialistas.

12)- D. Helder Câmara dizia: Cristão não mata, mas dá a vida. Pergunta que não cala: Porque falam tanto de D. Helder e não destacam isto que ele mesmo falou ?...



13)- O que significa “Santo, Santo Santo, é o Deus do Universo”? Deus do universo era Júpiter. Nosso Deus não é o Deus do Universo, e sim o Deus criador do Universo.”



14)- O que significa a frase “Ele está no meio de nós”? Por que não se diz: “Ele está entre nós”? Por que no meio de nós?. O amor de Cristo nos uniu”? Cristo ama a todos os homens, e nem por isso os homens são unidos por esse amor de Cristo. O que une as pessoas é o amor a Cristo, e não o amor de Cristo.”


15)- “A respeito da expressão esquisita “Ele está no meio de nós”, ela está errada. Em português, dever-se-a dizer: “Ele está entre nós”, e não no meio de nós. Essa frase tal como é usada, hoje, nas igrejas pode dar a entender que Deus está presente no povo. O que é absurdo e herético. Ora, há padres que afirmam que, com as palavras da Consagração, Jesus fica presente no povo, e não na hóstia. E isso é herético. Portanto, a esquisita expressão “Ele está no meio de nós” pode favorecer uma heresia.”


POR FIM: Foi a CNBB quem criou o PT, esse partido comunista nascido em sacristia com a bênção do Cardeal Arns.A CNBB nada critica seriamente nesse governo de comunistas e de ex terroristas anistiados e regiamente indenizados que promovem uma política absolutamente contrária à moral e à doutrina católica.

Muitos Bispos, não todos da CNBB, seguem uma doutrina favorável ao aborto, e a outras imoralidades. Esses Bispos são modernistas e fazem parte do cisma “silencioso” de que falava o Papa João Paulo II, e que está prestes a se tornar um cisma berrante. Desses Bispos modernistas nada há de bom a se esperar.”



Quais serão as próximas Campanhas da Fraternidade?


No intuito de entender onde buscam inspiração os Exmos. bispos brasileiros para a elaboração das campanhas da Fraternidade, procuramos verificar quais foram as campanhas e eventos promovidos pela ONU, sabendo que os excelentíssimos bispos têm esta organização em altíssima conta.

Assim, temos a seguinte tabela que segue com os eventos da ONU ladeados pelas instrutivas campanhas da Fraternidade:


ONU
CNBB
Período
Evento
Período
Evento
2005
Ano Internacional do microcrédito
2005
Solidariedade e Paz – Felizes os que Promovem a Paz
2004
Ano Internacional do Arroz
2004
Fraternidade e Água – Água, Fonte da Vida
2003
Ano Internacional da Água Potável
2003
Fraternidade e Pessoas Idosas – Vida Dignidade e Esperança
2002
Ano Internacional das Montanhas
2002
Fraternidade e Povos Indígenas – Por uma Terra sem Males
2001
Ano Internacional do Voluntariado
2001
Vidas Sim, Drogas Não
2001
Ano Internacional do Diálogo entre civilizações
2000
Dignidade Humana e Paz – Novo Milênio Sem exclusões.
2000
Ano Internacional da Cultura da Paz
1999
Fraternidade e Desempregados – Sem Trabalho… Porque?
1999
Ano Internacional das Pessoas Idosas
1998
Fraternidade e Educação – A serviço da Vida e da Esperança
1998
Ano Internacional do Oceano
1997
A Fraternidade e os Encarcerados – Cristo Liberta de Todas as Prisões
1996
Ano internacional para Erradicação da Pobreza
1996
Fraternidade e Política – Justiça e Paz se Abraçarão
1995
Ano das Nações Unidas para a Tolerância
1994
Ano Internacional para os Povos Indígenas do Mundo
2001-2010
Década Internacional para a Cultura da Paz e Não Violência contra as Crianças do Mundo
1997 – 2006
Década para Erradicação da Pobreza
1995 – 2004
Década Internacional para Educação dos Direitos Humanos
1994-2004
Década Internacional pelos Povos Indígenas do Mundo
1993-2003
Terceira Década para Combate do Racismo e da Discriminação Racial

Feliz em saber que a ONU vai erradicar a pobreza até 2006, montei a tabela abaixo para melhor compreensão nossa:


ONU
CNBB
Período
Evento
Período
Evento
2003
Ano Internacional da Água Potável
2004
Fraternidade e Água – Água, Fonte da Vida
1999
Ano Internacional das Pessoas Idosas
2003
Fraternidade e Pessoas Idosas – Vida Dignidade e Esperança
1994-2004
Década Internacional pelos Povos Indígenas do Mundo
2002
Fraternidade e Povos Indígenas – Por uma Terra sem Males
1993-2003
Terceira Década para Combate do Racismo e da Discriminação Racial
2000
Dignidade Humana e Paz – Novo Milênio Sem Exclusões.
1995 – 2004
Década Internacional para Educação dos Direitos Humanos
1998
Fraternidade e Educação – A serviço da Vida e da Esperança
2001-2010
Década Internacional para a Cultura da Paz e Não Violência contra as Crianças do Mundo
1996
Fraternidade e Política – Justiça e Paz se Abraçarão

Donde, num despretensioso exercício de futurologia, arrisco a sugerir os seguintes futuros temas para as próximas campanhas da Fraternidade:

2006? – Fraternidade e Montanhas – A Hora da Nossa Elevação2007? – Fraternidade e Oceano – Verão, Praia e Dignidade


2008? – Fraternidade e Erradicação da Pobreza – Vamos Acabar com este Mal (Sem mexer nos fundos para o MST, é claro – Este é opcional, caso a ONU não consiga acabar com a pobreza antes).
Seguindo esta lógica,talvez a próxima Campanha em conformidade com a ONU e a crise mundial do arros seja:

“Fraternidade e Arroz – Nem Só de Feijão Vive o Homem”
Tais exercícios de futurologia nos enchem de esperança e confiança na CNBB, que não deixa de perceber por onde sopram os ventos deste mundo.
Por: Paulo Sérgio Rodrigues Pedrosa

O QUE COMO CATÓLICOS ESCLARECIDOS  E A FAVOR DA VIDA PODEMOS FAZER ?

O que pensar das alterações feitas pelo governo Lula, no PNDH-3? Elas foram boas?

É claro que não. Veja abaixo o porquê e vamos enviar novas mensagens aos nossos bispos para que eles não "baixem a guarda"


Prezado Sr bispo...

Eu e vários católicos espalhados pelo Brasil inteiro, enviamos, no total, 13.000 mensagens para os bispos do Brasil, reunidos na 48ª Assembléia Geral da CNBB, suplicando-lhes que rejeitassem o PNDH-3 do governo Lula, na sua totalidade, pelo fato de ser um programa que traz embutida uma doutrina totalitária, atéia, materialista, de inspiração bolivariana a gosto de Chávez e inteiramente de acordo com os programas nazistas e comunistas do passado.


Sua participação foi decisiva para que um dos documentos, "Igreja e Questão Agrária no início do século XXI" (uma verdadeira cartilha da Teologia da Libertação favorável à Reforma Agrária e a invasões de terra), longamente debatido nas sessões da Assembléia Geral, não fosse considerado como documento da CNBB e utilizado apenas como matéria de estudo das comunidades.


No dia 13 de maio, a CNBB aprovou um parecer final sobre o PNDH tratando apenas de alguns pontos do documento que agrediam frontalmente a doutrina católica.

O parecer da CNBB infelizmente silenciou sobre a doutrina esquerdista embutida no PNDH, e ainda aprovou tudo que alguns bispos consideravam "conquistas" da Reforma Agrária: os assentamentos fracassados, as inumeráveis invasões e as destruições de benfeitorias em propriedades rurais e urbanas invadidas pelo MST e seus congêneres!

Quanto às reformas introduzidas pelo governo no documento, o próprio D. Dimas Lara Barbosa, Secretário Geral da CNBB, manifestou senão discordância, pelo menos uma perplexidade num dos poucos pontos onde o governo teria feito um recuo: o aborto que, segundo o novo PNDH, não seria descriminalizado, mas passaria a ser uma questão de saúde pública.

D. Dimas afirma: "O aborto não foi excluído de maneira incisiva. Quando diz que é problema de saúde pública o que quer isto dizer?" pois "se for apenas outra forma de justificar o aborto, nada muda".

Uma crítica mais aprofundada nos foi dada pelo conhecido advogado constitucionalista e jurista de renome nacional e internacional, Dr. Ives Gandra: "Essas mudanças, apresentadas em diversos itens, não modificam a espinha dorsal, que continua sendo controlar em parte o poder Judiciário e interferir no Legislativo e na educação. E isso é querer dar mais poder ao presidente da República".

O ilustre jurista chama a atenção para a doutrina totalitária do PNDH-3 quando fala de "espinha dorsal do documento", coincidindo com o que afirmamos no começo desta missiva.
Portanto, vamos escrever novamente aos bispos chamando a atenção para esse fato e apresentando a única saída para o PNDH-3 que é a sua rejeição total. Não podemos aceitar o documento nem mesmo com as alterações cosméticas que o governo proporcionou.

CLIQUE AQUI e faça o seu protesto e convide seus amigos e parentes para que o façam da mesma forma.


Não espere que os outros defendam seus direitos. Defenda-os  Sr. Bispo antes de todos.


Atenciosamente

Diogo Waki


Secretário Geral do Brasil pela Vida.




Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger