A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » É possível esconder algo de Deus ?

É possível esconder algo de Deus ?

Written By Beraká - o blog da família on quinta-feira, 19 de janeiro de 2012 | 12:32



Ninguém consegue ocultar alguma coisa diante de Deus, pois Ele é onisciente, onipresente e onipotente.

Pois não há nada de escondido que não venha a ser revelado, e não existe nada de oculto que não venha a ser conhecido (Mt 10 26).

Por isto a sabedoria popular diz que “ A MENTIRA TEM PERNAS CURTAS “ , o que é realmente verdade.

Santo Agostinho dizia que: “ O diabo ajuda a pecar, mas não ajuda a ocultar. E que tira nossa vergonha na hora de pecar e nos devolve na hora de confessar...”

Vejamos o que diz a Palavra de Deus: (Salmo 139:7 a 12) “Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também; se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá. Se disser: decerto que as trevas me encobrirão; então, a noite será luz à roda de mim. Nem ainda as trevas me escondem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa”.

É impossível se esconder de Deus, o primeiro casal procurou se esconder, mas não conseguiu, (Gênesis 3:8 a 10) “E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e escondeu-se Adão e sua mulher da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim. E chamou o SENHOR Deus a Adão e disse-lhe: Onde estás? E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim e temi, porque estava nu, e escondi-me”.

Do púlpito ao porteiro (Do pastor ao mais simples membro da igreja) todos são iguais diante de Deus e por conseguinte ninguém se esconderá de Deus, todos indistintamente darão conta de seus atos. É só examinar o que os lideres de Israel faziam pensando que o Senhor não via, (Ezequiel 8:12) “Então, me disse: Viste, filho do homem, o que os anciãos da casa de Israel fazem nas trevas, cada um nas suas câmaras pintadas de imagens? E eles dizem: O SENHOR não nos vê”(...) .

Deus trará à luz todas as coisas, (1 Coríntios 4:5) “Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas e manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá de Deus o louvor”.

Portanto, sejam boas ou ruins as obras ocultas terão aquilo que merecer, seja louvor ou condenação. Em lugar nenhum poderemos nos esconder de Deus; nem nas trevas; nem nos aposentos, nem nos quartos de repouso, (Hebreus 13:4) “Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém aos que se dão à prostituição e aos adúlteros Deus os julgará”.

Porque há coisas que se praticam mesmo dentro do matrimonio e também fora dele  que até dizer é pecado, (Efésios 5:12) “Porque o que eles fazem em oculto, até dizê-lo é torpe”. As orações de pessoas que vivem pecando em oculto por mais que clamem nunca serão ouvidas por Deus, (Ezequiel 8:18) “Pelo que também eu procederei com furor; o meu olho não poupará, nem terei piedade; ainda que me gritem aos ouvidos com grande voz, eu não os ouvirei”.

Tudo está patente e claro diante de Deus, diante Dele não há oculto, até os nossos pensamentos Ele conhece, (Salmos 139:2) “Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento”.
O que podemos fazer?
O que temos que fazer é andar nos caminhos de Deus, o que não é difícil basta obedecer Seus ensinos e querer caminhar, (Isaías 35:8) “E ali haverá um alto caminho, um caminho que se chamará O Caminho Santo; o imundo não passará por ele, mas será para o povo de Deus; os caminhantes, até mesmo os loucos, não errarão”.

É só escolher o caminho da verdade, (Salmos 119:30) “Escolhi o caminho da verdade; propus-me seguir os teus juízos”. devemos procurar o caminho de cima e nunca querer o caminho do ocultismo, (Provérbios 15:24) “Para o sábio, o caminho da vida é para cima, para que ele se desvie do inferno que está embaixo”.

O caminho para cima é apertado, não é o do mundo, (Mateus 7:14) “E porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem”. Esse é o verdadeiro caminho, (Isaías 30:21) “E os teus ouvidos ouvirão a palavra que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho; andai nele, sem vos desviardes nem para a direita nem para a esquerda”. 
Não tente viver no oculto, abandone o ocultismo, deixe Cristo ser revelado na tua vida e que o teu modo de viver revele Cristo para o mundo.

Nada há de oculto para Deus, jamais alguém poderá esconder seus atos diante de Deus. (Mateus 10:26) “Portanto, não os temais, porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se”.


1)-A VERDADE ILUMINA

Que palavra rima melhor com verdade?
Penso que é luz.
Os relatos evangélicos de Natal demonstram esta rima.
Os magos foram iluminados por uma estrela em seu caminho de lugar nenhum para Belém.

Os pastores foram despertados por uma imensa luz envolvendo o coro angelical que lhes deu a notícia do nascimento então recente do filho de Maria.
No seu prelúdio, João se refere a Cristo como sendo uma luz que veio ao mundo.

Penso em luz como rima para a verdade, porque penso nas trevas como o oposto de luz. O Natal de Jesus Cristo foi precisamente a dissipação das trevas.
Jesus foi a manhã do mundo e, não por acaso, o Apocalipse o chama de estrela da manhã, mais precisamente, de "resplandescente estrela da manhã" (Apocalipse 22.16).

Longe da luz, dominam as trevas, com seu terror (instalado nas esquinas), com sua mentira (uma simples sombra pode parecer um monstro), com suas incertezas (já que não dá para ver o que vem adiante) e seus mistérios.

Neste sentido, Natal é luz. Paulo nos fala de Jesus como sendo o mistério oculto nos tempos passados, mas, agora, depois do Natal, "dado a conhecer pelas Escrituras proféticas por ordem do Deus eterno, para que todas as nações venham a crer nele e a obedecer-lhe". É por isto que Lhe  damos glórias para todo o sempre (Romanos 16.25-26).


Jesus é o mistério que estava oculto (1Coríntios 2.7). Ou seja: Jesus não é mais mistério. É luz. É verdade. O mistério é a agora nossa esperança de glória (Colossenses 1.27).

Não por outra razão, então, Jesus chama aos seus seguidores de filhos de luz (Lucas 16.18). Jesus convida a todos a serem filhos da luz (João 12.36). Então, os que aceitamos seu convite, somos chamados a viver como o que somos, como filhos da luz (Efésios 5.8). "Portanto" -- diz o apóstolo Paulo -- "não durmamos como os demais, mas estejamos atentos e sejamos sóbrios; pois os que dormem, dormem de noite, e os que se embriagam, embriagam-se de noite.

Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo a couraça da fé e do amor e o capacete da esperança da salvação. Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para recebermos a salvação por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. Ele morreu por nós para que, quer estejamos acordados quer dormindo, vivamos unidos a ele" (1Tessalonicenses 5.6-10).

O apóstolo sabe que, embora digamos gostar da luz, mas há uma área em nós que precisa da escuridão: "Mas vocês, irmãos, não estão nas trevas, para que esse dia os surpreenda como ladrão" (1Tessalonicenses 5.4).
Rimemos nossas vidas com luz, não com trevas. Passemos nossas vidas pelo crivo da verdade, onde há luz, não da mentira, filha das trevas.

2. A VERDADE CONSOLA

(Provérbios 9.17-18). "Saborosa é a comida que se obtém com mentiras, mas depois dá areia na boca" (Provérbios 20.17).



Jesus nos diz que “não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido" (Mateus 10.16b; cf. Marcos 4.22; Lucas 8.17, 12.2)


A palavra de Jesus é, ao mesmo tempo, uma promessa e uma advertência.
É um consolo saber que a luz vai triunfar, especialmente quando as trevas da injustiça ou da mentira nos acossam.


Ouvi falar de CRISTÃOS  que jamais rebatiam as críticas, clara ou veladas, que lhe eram feitas. Imagino que era movido por sua certeza de que, no final, a verdadeira triunfaria, sob a vontade de Deus.Quem acredita em ressurreição e vida eterna, não pode ficar temeroso com a verdade. Pois quem não deve não teme.


É um consolo saber que a luz vai vencer, especialmente quando as dores se alojaram no nosso corpo e na nossa mente.
Conheço inúmeras pessoas que sofrem, mas, ao tempo em que lutam pelo fim do sofrimento (pela oração ou pela medicação), sabem que suas dores um dia terão fim, sob a graça de Deus.

É um consolo saber que o mal tantas vezes perpetrado não durará para sempre. Há justiça -- eis o que diz Jesus.

3. A VERDADE JULGA

Jesus é apresentado pelos apóstolos como o crivo (diríamos, a lei, a Constituição) pelo qual todos compareceremos diante de um "Pai que julga imparcialmente as obras de cada um" (1Pedro 1.17).

Paulo garante que Deus julgará "os segredos dos homens, mediante Jesus Cristo" (Romanos 2.16).

É sempre estranha ao homem a idéia de julgamento. O homem natural anseia pela liberdade, mas tem horror à responsabilidade. No entanto, transportado para o final dos tempos o autor bíblico descreveu o que viu: "o mar entregou os mortos que nele havia, e a morte e o Hades entregaram os mortos que neles havia; e cada um foi julgado de acordo com o que tinha feito" (Apocalipse 20.13).




4. A VERDADE SE PÕE EM AÇÃO

E quanto à nossa própria maldade? O padrão é o mesmo. E mais pesado para os da luz. Se eu sou da luz, as exigências morais sobre mim são mais elevadas.

Devemos encontrar estímulos para a prática do bem como algo natural em nós, e não pela recompensa. Se formos motivados pela recompensa, que é real, seremos movidos pela ambição, que um dia também será revelada.


Este é um tema que tem gerado especulações ao longo da história.
O que faz uma pessoa devolver um cheque com valor tentadoramente superior ao devido ou a devolver uma carteira com valiosos dólares no seu interior? O que motiva alguém a salvar outras num naufrágio, com risco para a própria vida? O que levou Oskar Schindler a livrar tantos das garras do nazismo, por exemplo?


O psicanalista Contardo Calligaris nos fala de uma banalidade do bem (em contraposição à banalidade do mal, com a qual somos obrigados a nos acostumar).

Bom é quem pratica a bondade como se fosse algo natural, não obrigatório, não imposto, não porque haverá recompensa.

Bom é quem repete uma frase que está numa das mais enigmáticas parábolas de Jesus, que termina assim: "Assim também vocês, quando tiverem feito tudo o que lhes for ordenado, devem dizer: ‘Somos servos inúteis; apenas cumprimos o nosso dever’” (Lucas 17).

Jesus não está negando que haverá recompensa, mas está dizendo que não é a sua busca que nos motiva.


Fizemos e ninguém nos notou? Não importa! Quem importa que notasse, Este notou. E nos abriu um inefável e intangível sorriso.

Quando fazemos o bem, exalamos o bom perfume de Cristo. Poderíamos ter outro desejo? (2Corintios 2.14)


5. A VERDADE É CONVITE


A palavra de Jesus soa, então, não mais como consolo, mas como advertência.

Deixe que a palavra de Jesus leve você a desejar a viver na luz.

Vive na luz quem só vive uma vida, seja de noite, seja de dia.
Em lugar de pensar nos benefícios da vida às escondidas, pense na alegria de se parecer com Jesus a cada dia, todo dia, toda noite.

Deixe a luz de Jesus iluminar todas as áreas da sua vida, até não haver sequer um canto escuro.

Deixe-se confortar e desafiar pela palavra sábia de Jesus: “Não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido" (Mateus 10.16b).

Quando Dom Bosco perguntou a Domingo Sávio o que ele faria se Cristo anunciasse que voltaria à noite deste mesmo dia ?

Domingo Sávio respondeu-lhe: “ Faria as mesmas coisas que fiz ontem e hoje amado mestre, pois toda minha vida é servi-lo...”

“ LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO “


Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger