A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » QUAIS AS DIFICULDADES DE DIÁLOGO ENTRE OS PRÓPRIOS PROTESTANTES E ENTRE ELES E OS CATÓLICOS ?

QUAIS AS DIFICULDADES DE DIÁLOGO ENTRE OS PRÓPRIOS PROTESTANTES E ENTRE ELES E OS CATÓLICOS ?

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 9 de julho de 2011 | 10:44


QUAIS AS DIFICULDADES E OPORTUNIDADES ?



1. Há os clássicos problemas doutrinais: a diversa maneira de compreender a salvação, a Igreja, os sacramentos, os ministérios.
2. Dado que para o protestantismo a visibilidade da Igreja e sua estrutura não têm muita importância, o objetivo do ecumenismo, para eles, é bem diferente daquele que está em mente dos católicos e ortodoxos. Em outras palavras: para o protestantismo não há grandes problemas com a fragmentação do cristianismo em denominações, já que, definitivamente, a única Igreja de Cristo é a Igreja dos eleitos no céu.
3. Além do mais há a divisão enorme no interior do próprio protestantismo. Além da divisão em um sem número de denominações, há a grande rachadura entre protestantes liberais (que desejam um cristianismo ao sabor do mundo) e os “confessantes”, (que seguem um cristianismo estrito e fiel aos preceitos básicos da Reforma). Estes últimos têm se aproximado da Igreja católica pelas suas posições em defesa das verdades básicas da fé, como a divindade e a unicidade de Cristo, bem como por questões em defesa dos valores morais.

4. Outro problema sério é o modo como avaliar as grandes questões éticas da atualidade. Há sérias divergências entre protestantes e entre protestantes e católicos.

5. Não se pode deixar de mencionar o seríssimo obstáculo a uma maior aproximação entre católicos e anglicanos pelo fato das ordenações de mulheres ao episcopado e ao sacerdócio. Tais ordenações são inválidas e inadmissíveis do ponto de vista da doutrina católica.
6. Há de positivo o testemunho da ação comum em defesa de algumas questões importantes: meio-ambiente, questões sociais e humanitárias. É muito pouco, mas é melhor que nada. Há ainda o Documento sobre a Justificação, entre católicos e luteranos. Tal documento precisa ser mais conhecido e colocado em prática.

7. Outro problema sério é aquele das igrejas pentecostais, igrejas apimentadas, que são sectárias e hostis a todo ecumenismo. Com essas – como sabemos todos nós por experiência – é impossível o diálogo.



DIÁLOGO E UNIDADE ENTRE OS PRÓPRIOS PROTESTANTES É POSSÍVEL ?

Não existe uma "IGREJA CRISTÃ EVANGÉLICA". O que de fato existe, a despeito de muito esforço sincero, mas até agora inútil em prol da unidade, são centenas agremiações religiosas divididas entre si , oriundas da reforma luterana, e que discordam umas das outras, não apenas em questões secundárias, mas até mesmo no que há de essencial na religião.Senão vejamos:



1)Para umas, os sacramentos são veículos da Graça; para outras, simples sinais comemorativos.

2)- Asseveram umas que a Bfblia é infalível e inspirada até mesmo verbalmente; outras, que a Escritura é falível, está cheia de erros, de contradições e não passa de um vasto repositório de fábulas e de "preciosidades" que só interessam aos... folcloristas.
3)- Há denominações que, de certo modo, acreditam na presença real de Cristo na Eucaristia; outras que a negam como blasfêmia monstruosa.

4)- Umas condenam como pagão e diabólico o batismo de crianças; outras o defendem, recomendam e praticam como de origem divina. Há também os que rejeitam todo e qualquer batismo e os que não celebram mais a "Santa Ceia" nem mesmo como simples memorial.

5)- Os protestantes "fundamentalistas" crêem na inspiração da Bíblia, na divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo, na personalidade de Satanás, nas penas eternas, nos milagres; os protestantes "modernistas" negam tudo isto.

6)- A "IGREJA CRISTÃ EVANGÉLICA", somando todos os protestantes, teria forçosamente de admitir em seu seio os que aceitam e os que rejeitam o dogma do pecado original. Os que cantam, quase pulando de alegria:"O sangue de Jesus Me lavou, me lavou"

7)- Os metodistas do norte dos Estados Unidos que, negando o dogma da redenção, acabaram riscando do seu hinário todos os hinos que se referiam ao Sangue de Jesus. 

8)- Os que anatematizam a maçonaria por "incompatível com a profissão de fé cristã" e os que, de peito aberto e calça arregaçada, juram nas lojas secretas.

9)- Os luteranos e anglicanos que têm altar, imagens, velas, hóstia, confissão, liturgia e também os que se horrorizam com tudo isto.

10)- Como juntar na mesma Igreja os protestantes e evangélicos que guardam o sábado e os que guardam o domingo, os que crêem e os que não crêem na imortalidade da alma?

11)- Há protestantes que proclamam o individualismo puro, levando às suas conseqüências lógicas o princípio falso, desagregador e dissolvente do livre-exame; e os que negam na prática o livre-exame e, de certo modo, se "catolicizaram" aceitando símbolos de fé como a Confissão de Augsburg e a Fórmula Concordiae dos luteranos, os Catecismos de Westminster dos presbiterianos, os 39 Artigos anglicanos da Rainha Isabel, os 28 Artigos dos Congregacionalistas, etc., etc., etc.

12)- Há presbiterianos que adotam livros de oração comum, que têm liturgia, e cujos pastores usam vestes talares, como também há presbiterianos que nesse particular preferiram ser tão iconoclastas quanto os batistas, da extrema esquerda.

13)- Quanto as formas de governo eclesiástico, variam extraordinariamente as igrejas dissidentes. Umas têm Bispos e até Arcebispos e Primazes; outras apenas Bispos, presbíteros e diáconos; nalgumas o Bispo é vitalício, noutras não; umas são regidas por pastores, presbíteros e diáconos; outras só por pastores e diáconos; aqui os "presbitérios" e "concílios" têm jurisdição; acolá não passam os "sínodos" e "convenções" de mero laço federativo; há comunidades que admitem pastoras, não celibatárias... outras que instituíram a categoria das diaconisas, celibatárias... e há denominações, como a darbista, que não têm nem bispos, nem pastores nem presbíteros nem diáconos.

14)- Em relação à Cristologia, radical é a divergência entre luteranos e "reformados", que se excomungam reciprocamente. Para os calvinistas, Lutero é papista; para os luteranos, Calvino é apóstata, Zuinglio é falso profeta, "o pai das seitas", e Felipe Melanchton pusilânime e protetor do "diabólico cripto-calvinismo".


15)- Para muitos evangélicos, o dogma da Santíssima Trindade constitui ainda a base do Cristianismo; mas para outros é "pedra de escândalo", "aberração politeísta". E, por absurdo, incrível e impossível que pareça, vivem de mãos dadas unitários e trinitários, considerando secundárias tais diferenças.


16)- De um lado, existem as denominações que levam mais ou menos a sério as questões doutrinárias; doutro, há agremiações como a "Union Church", onde praticamente se admitem todas as doutrinas.


17)- Sintetizando: não há um só ponto em que o protestantismo todo concorde: nem mesmo a respeito da Pessoa adorável de Nosso Senhor Jesus Cristo, que uns dizem que é e outros insistem em que não é CONSUBSTANCIAL COM O PAI. E haverá ponto mais importante, mais fundamental do que este?

18)- E se da soma de todas as denominações surgisse mesmo uma "Igreja Cristã Evangélica", com que "Símbolo de Fé", com que Credo viria à luz?Não, não é possível existir uma "Igreja Cristã Evangélica". A não ser que seja uma igreja adogmática, sem doutrina, como queria Schleiermacher. Nesse caso, não seria nem Igreja, nem Cristã, nem Evangélica.

Essa nostalgia de unidade que sentem os irmãos separados, e que se reflete até no título do folheto que o amigo me deu, só terá remédio com o retorno à Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica. Nela encontrarão tranqüilidade e paz todos os sedentos de Luz e de Verdade, todos os que aspiram a uma vida de progresso espiritual, de santidade, de união íntima com Nosso Senhor Jesus Cristo.

É o que está acontecendo com muitos protestantes espalhados pelo mundo inteiro: Voltando para a ICAR e sentindo-se como o filho pródigo que retorna a sua casa e é recebido com festas.




COMENTÁRIOS:

1)- O Prof. Eurípedes Cardoso de Menezes se refere às diferenças não apenas acidentais, mas essenciais, existentes entre as denominações protestantes; algumas delas já não são cristãs, pois negam a Divindade de Cristo e a SS. Trindade, como fazem as Testemunhas de Jeová, ou têm uma nova Bíblia como o Livro de Mórmon.

2)- De modo especial, o Prof. Cardoso de Menezes se refere à facção protestante antitrinitária ou unitária, pouco conhecida no Brasil, mas existente na Europa e nos Estados Unidos. O seu mentor era Fausto Sozzini (Socinus) de Sena (+1604), que herdou de seu tio Lélio Sozzini (+1562) idéias e escritos inovadores no tocante ao conceito de Deus. Segundo os Socinianos, existe Deus em uma só Pessoa; Cristo é mero homem, mas merece adoração; a morte de Cristo não tem valor expiatório. Os sacramentos são apenas cerimôniasvenerandas. Fausto Sozzini desenvolveu sua atividade principalmente na Polônia, juntamente com a facção anabatista, infiltrando-se nas comunidades protestantes locais. O centro da nova denominação foi a cidade de Rakow (hoje Kielce), onde Fausto escreveu o Catecismo de Rakow, publicado em 1605, depois da sua morte.Na Polônia, a Contra-Reforma católica provocou o ocaso das comunidades socinianas, que foi total em 1658. Todavia os socinianos expulsos se transferiram para a Holanda, a Inglaterra, os Estados Unidos e, principalmente, para a Transilvânia (Romênia), onde existe um grupo numeroso de unitários ou antitrinitários.

3)- O Prof. Eurípedes tem em vista também os protestantes do século XX, que julgam poder conciliar a sua fé com o racionalismo, tais como Martin Dibelius, G. Bertram, M. Albertz, Rudolf Bultmann... Baseando-se na tese de Lutero segundo a qual a fé nada tem que ver com a razão, professam a fé fiducial (fé = confiança) luterana e dão plena autonomia à razão, cedendo ao racionalismo ou ao absolutismo da razão. Esse é o racionalismo que afirma ser a Bíblia um livro de ficções, lendas e mitos.

4)- Os protestantes racionalistas são responsáveis pela destruição do caráter sagrado da Escritura, por mais que Lutero a tenha venerado. E, apesar de tudo, são protestantes, porque têm confiança em Deus, que os salva por Jesus Cristo (quem quer que tenha sido Jesus Cristo aos olhos da razão...; pouco importa a figura depauperada de Cristo que o racionalismo ainda concebe, porque o que vale não é o saber grandes verdades, mas é o confiar em Jesus Salvador)!

5)- Mais: se o Prof. Cardoso de Menezes tivesse escrito em época mais tardia, não teria falado de trezentas ou pouco mais denominações protestantes, mas contaria um milheiro ou mais das mesmas...

O esfacelamento do protestantismo se deve ao princípio estabelecido por Lutero: a única fonte de fé é a Bíblia lida segundo o livre exame de cada crente em seu íntimo sem atenção a alguma instância exterior... 


Cada protestante assim é tido como "hábil" para entender a Bíblia da maneira que lhe pareça mais correta, independentemente da Tradição oral e do magistério da Igreja; da sua leitura tira as conseqüências que julgue oportunas, inclusive o propósito de fundar nova "igreja" dirigida por seu profeta fundador.

Fiquemos hoje por aqui. Pedirei a Nosso Senhor que o ilumine e que o traga ao seio do Catolicismo, onde há "um só Senhor, uma só fé, um só batismo".

Fonte: Revista Pergunte e Responderemos e Zenit
Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 9 Comentário. Deixe o seu!

Anônimo
3 de agosto de 2011 23:10

Ótimo artigo, infelizmente muitos protestantes parecem terem uma lavagem cerebral muito grande e não conseguem nem mais raciocinar direito... mas nem todos, alguns ainda conseguem pensar por si só.

12 de agosto de 2011 01:30

Bom, a Bíblia Católica para começo de tudo, não é a original. Foram acrescentados muitos livros dos quais os apóstolos nunca haviam ouvido... Lutero, lendo a Bíblia descobriu que a salvação NÃO É PELAS OBRAS, E SIM PELA FÉ EM JESUS CRISTO. Ele então, depois de muito estudo, decidiu cravar as noventa e cinco tezes. Bom, o catolicismo sempre, sempre desobedeceu mandamentos, sempre pregou a salvação pelas obras, fazendo muitos se perderem. Até hoje faz isso. As obras são importantes para a salvação, mas a fé em Jesus Cristo é o mais importante. E caso voce queira saber, defendo minha fé e tenho apenas 12 anos.

Anônimo
16 de agosto de 2011 13:34

Respeito todas as religiões, porém minha fé está pautada em um único Deus (Iavé) e Jesus Cristo.
É interessante como vocês irmãos católicos se intitulam detentores da verdade e do conhecimento. Voltem as origens históricas e verão que Jesus não fundou o catolicismo, mas sim Constantino em 313 d.C. Jesus era judeu.
O próprio Jesus disse em João: Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguem vem ao Pai senão por mim.
Gostaria de saber onde NA BÍBLIA está escrito que Maria é a intermediadora, que devemos acender velas, que os "santos" intercedem por nós e que é necessária a venda de indulgências.
Vocês também precisam ler a biblia com afinco para fazerem algum comentário. Qual a diferença entre os católicos, hindus politeistas e muçulmanos? O que Lutero fez foi levar a todos a tradução da biblia, que batia de frente com as bulas papais e outros dogmas que não estão na bíblia, nem da Católica.
Jesus disse: um reino dividido não subsiste. A igreja católica queimava "hereges" na idade média e só não queima hoje porque é crime.
Irmãos, vamos nos orientar pela palavra na qual acreditamos (biblia)....

Anônimo
16 de agosto de 2011 16:50

Olá, Meu Nome é Quelvin
.
Misericórdia, em vez de ficar preocupado em buscar almas, fica preocupado em Julgar os outros. Apenas você tirou exemplo de pessoas que pensaram que eram Cristãos. Cristão verdadeiro não faz isso, não coloque esse exemplo como um todo " EVANGÈLICO ".
.
A verdadeira intenção de um CRISTÃO não é brigar e sim pregar a palavra, mostrar tudo na palavra, se defender com a palavra de Deus e não tirando o seu prórpio entendimento.
.
Eu poderia apontar Coisas do meio Católico e do Meio Evangélico, coisas que não estão na Bília, várias coisas, mas não cabe a mim isso, não cabe julgar.
.
Já fui Católico. Depois que soube na Bília quais eram os mandamentos, procurei e encontrei e vi que não constava com os ensinamentos que no Catolicismo mostrava era de acordo com a Bíblia. Aprendi que não devo ser Religioso, devo Ser CRISTÃO. Em nenhum momento na Bília Relata que o Católico, Evangelico, Espírita, Budista seja lá o que for será Salvo, Será salvo aqueles que praticam da palavra, obedecendo os mandamentos de Deus, obedecendo à Deus.
.
Se preocupe em buscar almas perdidas. Deixe o Religioso e pratique no que está escrito na Bíblia.
Eu não sou o dono da Verdade.
Não sou Perfeito.
Não sou a Última Coca-Cola do Deserto.
.
Ridículo é ver seres humanos brigando entre si, que tem capacidade de pregar a palavra, perdoar uns aos outros. É vergonhoso isso, tenho vergonha como ser Humano ver isso.
.
Que a Paz de Deus estejam Convosco. Amém.

Anônimo
16 de agosto de 2011 16:56

Olá, Meu Nome é Quelvin
.
Isso envergonha o Nome de Jesus Cristo.
.
As pessoas que precisam realmente da palavra vêem próprios irmãos duelando entre si e dirão " QUE DEUS É ESSE QUE ELES SEGUEM? ".
.
CATÓLICO X EVANGÉLICO
.
Igreja salva? Creio que não...
.
Não carreguem nome de Pastores, de Bispos, de Papas de Santa lá o quê, de Santo lá o quê. O ÚNICO A SER ADORADO É SOMENTE JESUS CRISTO.

Anônimo
16 de agosto de 2011 18:46

Ei BERAKASH. Não caia no SEU Óbvio Incerto.

Anônimo
17 de agosto de 2011 01:25

Olha só o quanto o Evangélico é Perseguido...

5 de setembro de 2011 10:18

Muito bom! Gostei... mas a questão é de lavagem cerebral, caro amigo!

As denominações protestantes são verdadeiros antros de fanatismo e bitolação!

Anônimo
5 de outubro de 2011 22:48

O catolicismo se afastou da Bíblia desde quando começou com os imperadores romanos e fica sempre querendo dar lição de moral, só queria saber com que razão ?

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger