A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Padre Walter Collini: “A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tiago 5,16)

Padre Walter Collini: “A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tiago 5,16)

Written By Beraká - o blog da família on quinta-feira, 15 de outubro de 2020 | 20:56

 


 

 

“Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos”.  (Tiago 5,16)

 

 

*Por Padre Walter Collini

 

 

Desde o começo da pandemia, e sobretudo a partir do distanciamento e isolamento social, do confinamento compulsório em casa, me senti interpelado sobre o que eu podia e devia fazer, ou seja, qual seria minha atitude como sacerdote, missionário...

 

 

Algumas das minhas atividades sacerdotais tiveram que ser suspensas, em obediência à igreja e às normas das entidades sanitárias, para o bem de todos, apesar de provocar desconforto e sofrimento em muitas pessoas.

 

 

Tive de suspender o atendimento presencial das pessoas em busca do Sacramento da Confissão ou do acompanhamento espiritual, na Clínica do Espírito, a visita aos hospitais para o conforto dos enfermos, através do Sacramento da visita, da oração e da Unção dos Enfermos... 

 

 

Questionei-me a respeito do que eu podia fazer, então, nestas circunstâncias? Se foi fácil resolver, em parte, o atendimento espiritual, que continua, mesmo que reduzido, através do telefone e do WhatsApp, (atendimento à distância), não tinha como estar próximo fisicamente dos enfermos, das suas famílias, dos moribundos e dos defuntos.

 

 

O jeito que encontrei, como padre, de me aproximar da humanidade sofredora, foi, espiritualmente, através da oração... Todo dia, de madrugada, na minha subida cotidiana ao monte Tabor, me apresento diante de DEUS levando todos os filhos e filhas dEle no meu coração e no meu pensamento. 

 

 

Nunca perguntei a DEUS: “Onde é que o Senhor está nessa pandemia!?” Porque eu sei que quando nós oramos, estamos perto de DEUS, e quando nós sofremos, DEUS está perto de nós! Eu sei que DEUS, no seu amor infinito e eterno, não precisa nem de mim, nem de ninguém para estar presente com seus filhos e filhas, para lhe dar Sua graça, para salvá-los, mesmo longe dos sacramentos e da assistência física da Igreja...

 

 

Mas todo dia o Pai me concede, pelo Espírito Santo, a graça de estar misticamente unido ao Corpo Místico de Jesus, e, portanto, pela Comunhão dos Santos, que proclamamos na Profissão de Fé, mesmo que apenas de maneira espiritual, posso visitar e estar perto de cada enfermo, de cada enferma para confortá-los, pedir sobre cada um deles a bênção de saúde de DEUS, celebrar de maneira invisível o Sacramento da Reconciliação, conferindo-lhes o perdão divino, conceder até a indulgência plenária, ministrar a Unção dos Enfermos, levar o Santo Viático, segurar a mão de cada moribundo ao se despedir desta vida... e acompanhar invisivelmente cada irmão e irmã que vai repousar no Cemitério...

 

 

Alguém, com o Direito Canônico na mão, vai me objetar que estes Sacramentos e Sacramentais não são válidos!

 

 

Certo! Concordo!  Mas, fazendo uma analogia com o “BATISMO DE DESEJO” que VALE, como Sacramento de Salvação! mesmo que as pessoas anônimas alcançadas não saibam, não desejem, não entendam, eu é que tenho o DESEJO de alcança-las em espírito e oração para levar-lhes A GRAÇA DE DEUS! Aí eu visto a túnica e a estola, até a máscara, e faço meu cerimonial. Para mim isso tudo é tão real como a Comunhão Espiritual que substitui, nesta época, a Comunhão física! A realização do desejo do meu coração seria de poder me fazer presente FISICAMENTE na missão do meu ministério sacerdotal, mas consola-me o fato de que muitos irmãos e irmãs, que estão no Céu, hoje sabem que eu os acompanhei, de forma invisível, na solidão, na enfermidade, na morte, e até à Porta do Paraíso, com pena de não poder, ainda, entrar também...

 

 

Pois, é! Minha MISSÃO continua, ainda por aqui! Nesta terra. Do jeito que DEUS quiser que seja! E até quando DEUS permitir!!!

 

 

*Padre Walter Collini, exerce seu ministério sacerdotal na Diocese de Mossoró-RN


VEJA OS PODCAST DA SÉRIE “UM DEUS APAIXONADO” PRODUZIDOS PELO PADRE WALTER - VOCÊ PODERÁ ACESSAR OS PODCASTS NESTE MESMO LINK DA CASTBOX:

 

https://castbox.fm/ch/3272015



----------------------------------------------------------

 

Apostolado Berakash – Trazendo a Verdade: Se você gosta de nossas publicações e caso queira saber mais sobre determinado tema, tirar dúvidas, ou até mesmo agendar palestras e cursos em sua paróquia, cidade, pastoral, e ou, movimento da Igreja, entre em contato conosco  pelo e-mail:

 

 

 

filhodedeusshalom@gmail.com

 

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger