A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Bolsonaro uma ameaça ao SISTEMA PLUTOCRATA brasileiro

Bolsonaro uma ameaça ao SISTEMA PLUTOCRATA brasileiro

Written By Beraká - o blog da família on segunda-feira, 8 de junho de 2020 | 12:26

(Com honestidade, um celular, uma garrafa de café e pão com leite moça, Bolsonaro venceu o Sistema)




A palavra plutocracia vem do grego, resultado da junção de “plouto” (riqueza) e “kratos” (governo/poder). Assim seria o "governo dos ricos", tal qual a democracia é o "governo do povo". Representa uma forma de governo em que o poder permanece centralizado nas mãos daqueles que detém o maior poder aquisitivo, se firmando quando políticos devidamente eleitos acabam por priorizar os interesses daqueles grupos de quem receberam apoio financeiro durante a candidatura. Dessa forma, estes financiadores de suas campanhas acabam exercendo um controle intenso sobre cada uma das ações e decisões tomadas por parte dos representantes. Não se trata, entretanto, de uma forma de governo oficial, mas sim de um conceito bastante observado nos sistemas políticos atuais. O representante eleito passa a dever favores aos seus patrocinadores, gerando o que ficou popularmente conhecido como “clientelismo político”.


















Apesar de parecer um tema que remete ao passado, não é difícil encontrarmos exemplos de plutocracia ao longo da história, inclusive em tempos mais recentes. Isso porque há sempre um grande interesse da classe dominante em influenciar o governo para manter e aumentar seus privilégios.Ao contrário de outras formas de governo como a aristocracia e oligarquia, os plutocratas não precisam estar necessariamente dentro do governo para exercer o poder. Através de grupos de pressão (lobbystas), os plutocratas garantem leis favoráveis aos seus negócios. Muitas vezes, essas leis podem ser prejudiciais a outras pessoas. Podemos citar como características marcantes da plutocracia a concentração do poder, presença de desigualdade social, dificuldade para mobilidade social (ou seja, quem pertence à classe baixa ou média, tem muita dificuldade e ascender a outra), aprovações de leis coercitivas, e que garantam o usufruto de territórios e áreas de trabalho apenas para determinadas empresas. Deste modo, algumas características da plutocracia são:

1)-Concentração ou manipulação de poder pelos ricos.

2)-Desigualdade social escandalosa e alarmante.

3)-Dificuldade para mobilidade social de uma classe para outra.

4)-Aprovação de leis que não protegem o trabalhador de injustiças.

5)-Aprovação de leis coercitivas, e que garantam o usufruto de territórios e áreas de trabalho apenas para determinadas empresas.


















É preciso esclarecer que a Plutocracia é apenas um conceito da sociologia, pois nunca houve de fato e assumidamente um governo dito publicamente plutocrático. Isto não quer dizer que não podemos encontrar vários exemplos de plutocracia ao longo da história. Afinal, a classe dominante sempre buscou influenciar o governo a fim de preservar seus privilégios. Deste modo, podemos dizer que a oligarquia também é um modo de plutocracia. A única diferença é que os próprios membros da classe dominante como fazendeiros e empresários estão exercendo diretamente o poder.

 

 



Plutocracia Brasileira

 

 

Alguns estudiosos afirmam que estamos vivendo uma plutocracia financeira desde a crise de 2008. Desta forma, estaríamos passando por um período onde os donos de bancos e entidades financeiras ditam as leis e normas para garantir o crescimento da sua própria riqueza, o Brasil portanto, podria estar vivendo um período de plutocracia.

É difícil dizer com certeza em quais períodos da história vivemos ou não a plutocracia disfarçada, mas é possível afirmar que podemos estar vivendo momentos como este, uma vez que em investigações como a Lava Jato, por exemplo, foram descobertos grupos de empresários que buscavam eleger seus candidatos financiando campanhas para garantir seus interesses. Além disso, ficou indicada a utilização de dinheiro público para obtenção de favores de empresários, e também de legisladores.









COMO COMBATER A PLUTOCRACIA?


Para evitar este tipo de prática que afronta diretamente a democracia invertendo os papais democráticos dos verdadeiros detentores do poder (o povo) seria necessário:

1°)-Trabalhar incansavelmente para termos um povo mais esclarecido de seus direitos e deveres, ou seja, que saiba exigir seus direitos sim, porém, sem deixar de cumprir com seus deveres para com o estado, família e a coisa pública.

2º)-Elegermos representantes para os Poderes Executivos e Legislativos a nível Municipal, Estadual e Federal, que tenham compromisso com o povo e não com grupos lobbystas.

3º)-Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores, suportes burocráticos respectivos, carros, motoristas, 14º e 15º salários etc.) dos poderes da República. Diminuir os privilégios e penduricalhos de quem ocupa cargos públicos, para que sejam ocupados por quem tem vocação para a coisa pública e não fazer destes cargos verdadeiros prêmios de loteria. Desta forma, muitos daqueles que ocupam estes cargos iriam buscar outras formas de ganhar dinheiro.

4º)-Redução do número de deputados federais, estaduais e senadores e seus gabinetes, profissionalizando-os como nos países sérios.Redução drástica da quantidade de vereadores e redução dos salários de vereadores, diminuir os gastos das Câmaras Municipais e das Assembleias Estaduais. Precisamos acabar com esta falsa sensação de que Cargo Público eletivo, de confiança e comissionado, não pode ser comparado a ganhar na loteria e gastar o dinheiro público a torto e a direito sem justificativas plausíveis e transparentes.

5º)-Acabar com as mordomias na Câmara, Senado, judiciário e Ministérios, como almoços opíparos, com digestivos e outras libações, tudo à custa do povo.

6º)-Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada, e que têm funcionários e administradores de 2º e 3º escalões empregados aos montes.



7º)-Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da quotização dos seus associados e da imaginação que aos outros exigem, para conseguirem verbas para as suas atividades; Aliás, 3 a 5 partidos apenas, seria mais que suficiente.Ou na pior das hipóteses,uma legislação realmente eficaz que controle o financiamento de partidos, evitando, dessa forma, que aqueles que detêm poder econômico no país tenham influência determinante sobre aqueles que são financiados.Tomar medidas que ao invés de proibir o financiamento de Campanhas políticas por exemplo, evitar que haja predominância dos grupos mais ricos, limitando de forma transparente estes financiamentos e dando os nomes dos financiadores, pois uma das características marcantes da plutocracia é a desigualdade social, coisa bastante presente na realidade Brasileira.

8º)-Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, Câmaras, Juntas de pessoas da ativa e inativos, ex parlamentares, e ainda extensivos a familiares. Que eles criem seus fundos previdenciários, administrem e vivam deles após o fim de seus mandatos.

9º)-Acabar com os motoristas particulares 24 h/dia, com o agravamento das horas extraordinárias para servir suas excelências, filhos e famílias e até, as ex-famílias. Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros do Estado. Isto é insustentável para um pais como o nosso!

10º)-Colocar chapas de identificação em todos os carros oficiais a nível Federal, estadual e Municipal. Não permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como levar e trazer familiares e filhos às escolas, ir ao mercado, a compras, etc.

11º)-Fazer um levantamento geral e minucioso de todos os que ocuparam cargos políticos em todas as esferas, de forma a saber qual o seu real patrimônio. Quem não deve não teme em dar estas informações, simples assim!





BOLSONARO E SUA LUTA CONTRA O SISTEMA PLUTOCRÁTICO

Desde as investigações do escândalo do mensalão e da operação Lava Jato se descobriu que grupos de empresários financiavam campanhas políticas como forma de eleger seus candidatos e assim garantir seus interesses.Também, o dinheiro público estava sendo usado para obter favores de empresários e legisladores.No entanto, a plutocracia é um conceito, uma vez que esse tipo de poder nunca foi institucionalizado declaradamente.O que acontece é que muitos agentes políticos são apoiados por grupos de pessoas que, na maioria das vezes, são detentoras do poder econômico. Em alguns casos, esses governantes atuam somente em função desses grupos, revelando um dos traços da plutocracia. Dessa forma, podemos afirmar que a mesma mais é uma situação dentro de uma esfera política do que um sistema propriamente dito.
































O presidente da República Jair Bolsonaro discursou dia 24/05/2020 no Palácio do Planalto, para responder às acusações proferidas por Sergio Moro durante a manhã do mesmo dia:




“Falaram que eu estava dificultando operações da PF (Polícia Federal). Se as nossas indicações não passavam por indicações partidárias, está na cara que a fonte da corrupção não era tão abundante quanto antes. Isso começou a (se) abater sobre mim como se eu fosse contrário à Lava Jato. Poderosos se levantaram. Eu estou lutando contra um sistema, contra um establishment. Coisas que aconteciam no Brasil praticamente não acontecem mais”, disse.




Muitos dizem que Bolsonaro usa agora a mesma NARRATIVA VITIMISTA que antes Lula usava contra as "ZILITIS DESTE PAIS". 
No caso de Bolsonaro, além das ZILITES tem todo um SISTEMA que não o quer no poder. Mas a narrativa encontra seu fundamento quando damos os nomes dos bois deste SISTEMA que fazem oposição covarde e ferrenha para manterem suas pautas progressistas bem como seus interesses e benefícios pessoais intocados:





-Banda podre da CNBB (Defende: Aborto, Sincretismo, Loby Gay, invasão de Propriedades, opção EXCLUSIVA E EXCLUDENTE PELO POBRE como massa de manobra ideológica, ódio de Classes (NÓS CONTRA ELES),  e o Comunismo Revolucionário Armado)

-Parte do STF

-Membros da OAB

-Banda Podre do Congresso e Senado

-Banda Podre da Cultura Nacional

-CUT

-MST

-Comunistas, Partidos de Esquerda e Centro Esquerda

-Funcionários Públicos e de Estatais

-LGBTS

-Reitores e Educadores de Faculdades Públicas Federais

-ISENTÕES e TRAÍRAS

-Desafetos históricos e pessoais de Bolsonaro

-Foro de São Paulo

-China, Cuba e Rússia

-Radicais de Esquerda

-Crime Organizado (Nacional e Internacional)

-Narcotraficantes

-Rede Globo e imprensa oposicionista


-George Soros e seus asseclas por ele patrocinados. 




Existe um enorme hiato entre as intenções de Bolsonaro e Lula ao fazer conchavos políticos com partidos, que objetivavam entre tantos outros fins escusos: Recursos para manter-se no poder, alimentar o PROPINODUTO, beneficiar seus apoiadores empreiteiros e os governos Comunistas mundo afora. As intenções de Bolsonaro são apenas duas: Governabilidade (Bom, se você tiver uma solução melhor, como diria o Presidente: APRESENTA PORRAA!!!), e principalmente, o bem de toda população, inclusive daqueles que não votaram nele e que lamentavelmente torcem pelo QUANTO PIOR MELHOR. Bolsonaro liberou bilhões para os Estados e Municípios equiparem seus hospitais, para melhorar o atendimento, e ELES o que fizeram? Superfaturaram TUDO!!! mas a culpa é de Bolsonaro... Bolsonaro liberou de R$ 600,00 a R$1.200,00 (não teve como liberar mais, porque os deputados não abriram mão do fundão eleitoral, nem quiseram reduziram seus salários) para auxiliar nas despesas das pessoas de baixa renda e autônomos. A população que não precisava deste auxílio o que fez? Deu golpes com o CPF para receber os R$ 600,00 (até o CPF do filho do Bonner apareceu no meio destas enroladas). Mas a culpa é de Bolsonaro...



Bolsonaro quer liberar a Cloroquina que é barata para o tratamento precoce do COVID-19 pela REDE DE SAÚDE PÚBLICA, assim como na REDE PRIVADA tem salvado vidas e reduzido o tempo nas UTI’s (DETALHE: A CLOQUINA QUE ANTES ERA VENDIDA SEM RECEITA), Inclusive Bolsonaro zerou os impostos para poder produzir mais, mas ELES ACHAM QUE BOLSONARO NÃO DEVE FAZER ISSO, POIS TEM EFEITOS COLATERAIS (até porque nenhum remédio tem né?). Agora a Esquerda é que é legal, sempre defendendo o indefensável, TORCENDO PELO QUANTO PIOR MELHOR, elogiando o vírus e os mortos pelo Coronavirus como faz o molusco. Oposicionistas se alegrando com a Globo quando aumenta o número de pessoas que estão morrendo, e tudo isto simplesmente por não concordarem contigo em absolutamente nada. E sabe de quem é a CULPA? Pois é... o defeito de Bolsonaro é realmente falar a verdade em uma sociedade acostumada a viver de mentiras.







Se nossas lideranças políticas, a nível executivo, legislativo e judiciário (com rabo preso), não querem fazer com urgência as reformas necessárias e manter presos os corruptos condenados em segunda instância, ou seja, não querem passar o Brasil a limpo, cabe a nós, povo esclarecido, fazer isto através da mobilização em massa e indo para as ruas (sem vandalismo, sem Black Blocs, que são contra a sociedade) manifestar pacificamente a nossa insatisfação. Vamos juntos mostrar que no Brasil o povo esclarecido pode realmente mudar o rumo da história.


Referências:



-Plutocratas: Chrystia Freeland

-ACQUAVIVA, Marcus Claudio. Teoria Geral do Estado, São Paulo: Saraiva, 2001.

-BONAVIDES, Paulo. Ciência Política, São Paulo: Malheiros, 1998.

-DALLARI, Dalmo de Abreu. Elementos de Teoria Geral do Estado, São Paulo: Saraiva, 2001.

-MALUF, Sahid. Teoria Geral do Estado, São Paulo: Saraiva, 1996.

-SALVETTI NETO, Pedro. Curso de Teoria do Estado, São Paulo: Saraiva, 1986.

-Formas de gobierno: Anarquía, Autocracia, Plutocracia, Comunitarismo europeo, Absolutismo, Corporativismo, Tecnocracia, Estado Socialista – Books LLC, Reference Series


-----------------------------------------------------




Apostolado Berakash – Trazendo a Verdade: Se você gosta de nossas publicações e caso queira saber mais sobre determinado tema, tirar dúvidas, ou até mesmo agendar palestras e cursos em sua paróquia, cidade, pastoral, e ou, movimento da Igreja, entre em contato conosco  pelo e-mail:



filhodedeusshalom@gmail.com



Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim" (João14, 6).Como Católicos, defendemos a verdade contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha a verdade, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por ela até que Ele volte(1Tim 6,14).Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger