A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Dom Mariano Manzano:Vocação é Salvação, Missão e Misericórdia

Dom Mariano Manzano:Vocação é Salvação, Missão e Misericórdia

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 22 de abril de 2018 | 07:56






               
Costumamos dizer que a vocação nasce no coração de Deus como um chamado, como um bem para seu povo. Sendo assim, não podemos entender a vocação sem o pano de fundo da história da Salvação. Deus nos dá uma vocação para serviço do povo em vista da nossa salvação e de todos. Somos os primeiros a serem salvos na medida em que vivemos o chamado na perspectiva do serviço. Eis, então, a bela relação entre vocação, salvação, missão e misericórdia.




Se a vocação é para nossa felicidade na salvação, somente se realiza como tal na medida do serviço na missão, pois não podemos falar de salvação sem missão e felicidade sem relação e serviço. A felicidade é condicionada à missão e a salvação acontece nas relações dentro da missão. Tudo isto se revela como uma obra de misericórdia de Deus, que, ao nos criar, nos deu um “lugar no mistério da vida”, para que nos realizássemos como filhos seus e cooperássemos com sua obra de salvação do gênero humano e plenificação da criação. Lembremos da parábola dos operários da vinha, que foram chamados em momentos diferentes, mas todos receberam o mesmo “salário”(Cf. Mt 20, 1-15). Alguns despertam cedo sua vocação, outros porque “ninguém chamou” fazem um discernimento posterior, no entanto somos todos operários. 



Nesta “empresa” de Deus não há lugar para desocupados ou desempregados. Na vida, todos somos chamados a cooperar com Deus por meio de uma vocação específica no serviço missionário, como instrumento da misericórdia dEle, em vista da salvação de todos e nisto encontrar nossa realização, felicidade.



No mês dedicado às vocações, precisamos repensar o “nosso lugar no mistério da vida. Como estamos vivendo nossa vocação? Eu a vivo com empenho, sentimento de pertencimento à Igreja e dedicação aos outros? Sinto que Deus usou de misericórdia no chamado que me fez e o realizo como instrumento desta mesma misericórdia? Sinto-me realizado no serviço missionário? Sinto-me verdadeiramente como discípulo e missionário na vinha do Senhor? Muitas perguntas poderíamos deixar que o Espírito Santo nos fizesse para nos ajudar neste mês a rezar nossa vocação. Rezemos não apenas por nós, mas por todas a vocações que são como flores num jardim pedindo a Deus que mande operários para sua messe.


(Dom Mariano Manzano - Bispo Diocesano de Mossoró-RN)


Fonte – Site:  diocesedemossoro.com

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger