A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Quem nos separará do amor de Cristo?

Quem nos separará do amor de Cristo?

Written By Beraká - o blog da família on segunda-feira, 28 de dezembro de 2009 | 14:54

“Quem nos separará do amor de Cristo? a tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro.

Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou.

Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor...” (Rom 8:35 - 39).

Quem poderá nos separar da graça Divina se nem Ele permite isto ?
Vejo todos os dias milhares de formas estranhas de pessoas expressarem a tirania divina e o furor da ira de um deus que não suporta que as pessoas sejam pessoas, ou seja pecadores.

Vejo pessoas falarem sobre santidade e ser santo de uma maneira inimaginável para qualquer ser normal.

Amarramos fardos nos outros que nem nós podemos carregar, mas cobramos dos outros.
Em 1 Cor 13, 7 temos uma descrição de um amor e incondicional: “ A Caridade a tudo suporta, tudo ama e tudo perdoa...”

No amor de Deus pelos homens, não consigo enxergar uma relação com esse Deus e o deus pregado por mercenários auto-proclamados arautos de Deus.

Em todo universo Bíblico pode-se ler sobre homens que falharam devido sua humanidade e que isso não os separou do amor de D´us, pelo contrario foram e são personagens exemplo, tais como Adão, David, Moises, seus erros surtiram conseqüências mas, não lhes tirou a graça dada por Deus.

Erros comuns são toleráveis tanto quanto erros mais graves para o Criador.

De tudo, de vida, de erro e acerto, é assim que crianças erram, é assim que toleramos. A um bom tempo desprezo comentários sobre erros alheios afinal provavelmente eu em situação semelhante faria o mesmo e claro não esquecendo que com a mesma medida que julgo serei julgado (Mat 7:2).

Santa Tereza D’avila dizia às suas filhas espirituais: Minhas filhas quando virem alguém em pecado mortal, não a acuseis nem a julgueis, mas glorificai a Deus dizendo: Bendito seja Senhor, que não me permites fazer igual ou pior por pura graça.
Já nos diz São Paulo: Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia (1 Corintios 10:12)”.
As razoes dos erros de cada um são muito particulares e só o Criador conhece o que há no coração de cada um, por tanto somente ele pode determinar o que é pecado ou não, a relevância agravante ou atenuante de cada caso, não compete a nós este julgamento.

É fácil olhar aos atos alheios e julga-los mas, quem saberia o que realmente fazer?

Não há nada que separe o homem do amor de D´us, Ele controla tudo e todos os fatos, nada foge de seu alcance e conhecimento.

E nada pode separar um filho de D´us de seu amor, nem mesmo o próprio pecador que tem sua maldição convertida em benção (Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós “Gal 3:13).



A verdade é uma só:

“Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus” (Gal 3:23)

Ao descrever sua compaixão e amor (1 CO 13), D´us deixou claro que nada pode pagar o preço que já foi pago.

Toda culpa já foi perdoada, todo erro foi apagado, tudo já foi dado a todos os que conseguirem enxergar a graça de Cristo em tudo o que ele fez.
O sacrifício foi um, todos os demais não são alem do que podemos suportar e realizar afinal quem poderá nos separar do amor de D´us?

A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?” No deserto os hebreus sofreram essas injurias porem D´us permaneceu fiel.


E qualquer um que disser o contrario estará mentindo, nada pode separar um filho de D´us na graça do Espírito Santo da união com o Criador, erros são cometidos todos os dias por nossos filhos, amigos, pais, irmãos, e nem por isso deixamos de ser o que somos para eles, D´us é diferente? D´us é perfeito e em sua perfeição confirmará nossa redenção.

Fiel é o Senhor, o qual vos confirmará e guardará do maligno. (2 Tess 3:3)

Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo !!!
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger