A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas no todo ou em parte, não significa necessariamente, a adesão às ideias nelas contidas, nem a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Todas postagens e comentários são de inteira responsabilidade de seus autores primários, e não representam de maneira alguma, a posição do blog. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo desta página.
Home » » QUARESMA DE SÃO MIGUEL COM SÃO FRANCISCO DE ASSIS - Subida ao Monte Alverne

QUARESMA DE SÃO MIGUEL COM SÃO FRANCISCO DE ASSIS - Subida ao Monte Alverne

Written By Beraká - o blog da família on terça-feira, 17 de agosto de 2021 | 14:48

 



Tem lideranças dentro e fora da Igreja tentando desconstruir a devoção a São Miguel Arcanjo. Estas tentativas são de uma ultrapassada vertente “desconstrutivista da Teologia”. Infelizmente, muitas vezes, alguns confundem "comentadores de teologia" com a Doutrina explicitada no Catecismo da Igreja. Se a Igreja tem uma festa litúrgica para Três Arcanjos, um dos quais é São Miguel, é porque ela mantém a devoção a ele. Mas tentemos a esclarecer !

 

 

 

A narrativa sobre “ Miguel: Mi ka el” era para ser explicada

 

 

 

“NINGUÉM OUSE SER COMO DEUS “ O nome significava “ DEUS está acima de tudo !

 

 

 

Como não foi muito bem explicada virou um ser quase mitológico, completamente desvirtuado das escrituras. Virou um arcanjo guerreiro, encarnado em um soldado com vestes romanas, o que ele definitivamente não é. E como um ser angelical, suas armas de combate espiritual não são armas físicas, pois seres espirituais não se vence com forças físicas, mas com suas capacidades: Inteligência, vontade e liberdade. A batalha que se deu no céu, portanto, não foi a nível físico, mas intelectual, ou seja, de verdades.

 

 

 

 

Miguel surgiu muito antes da criação dos humanos!

 

 

 

Através dos tempos por falta de interpretação e estudo dos símbolos, virou algo supersticioso e quase mitológico, uma criação humana. Então vestiram São Miguel Arcanjo como comandante das milícias celestes que expulsou o anjo Lúcifer do céu,” jogando-o nas profundezas do inferno com sua espada flamenjante. (pinturas do longínquo passado, voltou a ser devoção atual com roupas e uniformes romanos de 2 a 3 mil anos atrás).

 

 

 

Não bem explicado, isto vira devoção perigosa, supersticiosa, fantasiosa e desvirtuada!

 

 

 

Por isso há pessoas sem catequese empunhando espadas de “ouro” ou luminosas diante da imagem de São Miguel, com rituais e danças garantindo que São Miguel dessa forma liberta o sujeito de satanás e do demônio Lúcifer. E, no culto, sem explicação adequada, vários fiéis empunham a espada dele para combater o pecado, como se fosse dessa forma a nossa luta contra o pecado.

 

 

 

 

Jesus nos ensinou e prometeu muito além disso!

 

 

 

Devidamente explicado é um bom símbolo, porém, nada comparado à cruz redentora de Jesus ou ao Santíssimo Sacramento, que tem muito mais profundidade do que uma espada luminosa, ainda que seja de ouro!

 

 

 

 

Quem hoje divulga a devoção a São Miguel, deveria explicar melhor o que diz !

 

 

 

 

Na verdade, o personagem angelical São Miguel, é bíblico sim! e é citado pouquíssimas vezes na Bíblia,4 vezes! O tal anjo teria existido no tempo em que só havia anjos e ainda não havia seres humanos. Seria anterior à criação da Terra ou dos outros seres.

 

 

 

A narrativa era destinada a levar os crentes hebreus a adorar Deus ( Javé) e a saber que ninguém se revolta contra Deus, ou o desobedece impunemente, e sem consequências.

 

 

 

A mesma narrativa é usada para a punição dos humanos Adão e Eva que desobedeceram as ordens de Deus.Não se tratava de maçã. A árvore do bem e do mal no centro do paraíso era uma alegoria para lembrar que o ser humano nunca atingirá o conhecimento total da vida por mais que tente, pois Deus é mais!

 

 

 

 

Aceitemos o limite da fé e da nossa ciência! Há coisas que neste plano terrestre nunca saberemos plenamente!

 

 

 

As palavras Miguel, Rafael, Lúcifer, Adão e Eva vêm do Hebraico, que ao serem traduzidas para o grego, Latim ou línguas vernáculas, que deveriam antes ser devidamente explicadas.

 

 

 

O uso da espada, símbolos, ou sacramentais num culto deve ser explicados para não gerar maus entendidos. E espada era símbolo de defesa, mas também de ataque! Um cristão deve ir mais longe no entendimento da simbólica nos cultos, e ter a humildade de perguntar quando não sabe. Se querem usar o simbolismo, usem da forma correta, os explicando e contextualizando-os. Sem isto, viram devoções altamente questionáveis.

 

 

 

 

Aqui vai então a Doutrina pura e simples sobre os Anjos:

 

 

 

O Calendário Litúrgico Católico celebra duas festas angélicas, uma no dia 29 de setembro, – a Festa dos Três Arcanjos, S. Miguel, S. Gabriel e S. Rafael, – e outra a 2 de outubro, – a Festa dos Anjos da Guarda.

 

 

 

Mas, afinal, quem são os anjos?

 

 

 

Talvez o Concílio da Igreja que mais se dedicou a explicar a doutrina sobre os anjos foi o de Latrão IV, do ano 1215. Neste se afirmou, num contexto de profissão da fé, que os anjos foram criados por Deus desde o inicio do tempo. No caso dos demônios, o Concilio diz que foram anjos criados bons, que se fizeram maus pelo uso de seu livre arbítrio. Evidentemente, houve pronunciamentos magisteriais sobre os anjos antes desta data, por exemplo, o do Papa Zacarias, no ano 745, que:

 

 

Rejeitou os vários nomes dos anjos, ficando somente com os de Miguel, Gabriel e Rafael, já que são os únicos mencionados pela Sagrada Escritura. O Concilio de Aix-la-Chapelle, no ano 789, fez o mesmo.

 

 

O testemunho das Sagradas Escrituras

 

 

 

A palavra anjo vem do grego angelos, que serviu para traduzir a palavra hebraica mal’ak, que, de maneira geral, significa “mensageiro”. O que nos diz a Bíblia Sagrada sobre os anjos? Bastante. Em resumo:

 

 

 

• Os anjos são filhos de Deus (cf. Jó 1,6; 2,1);

 

• São protetores dos homens (cf. Sl 90,11);

 

• Vivem nos Céus (cf. Mt 28,2);

 

• São de natureza espiritual (cf. 1 Re 22,19-21; Dn 3,86; Hb 1,14);

 

• Há anjos bons e anjos maus (cf. Zc 3,1);

 

 

 

 

Sabemos que existem

 

 

 

1)-Os Serafins (cf. Is 6),

 

2)-Querubins (cf. Gn 3,24; Ex 25,22; Ez 10,1-20),

 

3)-Tronos,

 

4)-Dominações,

 

5)-Potestades e Principados (cf. Cl 1,16),

 

6)-Virtudes (cf. Ef 1,21),

 

7)-Arcanjos (cf. 1 Ts 4,15-16; Judas 9)

 

8)-E os anjos que cuidam dos indivíduos (cf. Tb 5; Sl 90,11; Dn 3,49s; Mt 18,10).

 

 

 

Os Evangelhos dizem que os anjos contemplam a Face de Deus (Mt 22,30; 18,10) e que se alegram pela conversão dos homens (Lc 15,10). Dizem ainda que eles levaram Lázaro ao seio de Abraão (Lc 16,22).

 

 

 

Em relação aos três Arcanjos:

 

 

 

• Gabriel, seu nome significa “Deus é Força”, aparece em Dn 8,16; 9,21; Lc 1,19.26;

 

 

• Miguel, seu nome significa “Quem (é ou pode ser) como Deus?”, aparece em Dn 10,13.22; 12,1; Jud 9; Ap 12,7. São Miguel é o Padroeiro de toda a Igreja.

 

 

• Rafael, seu nome significa “Deus Cura”, aparece em Tb 3,25.

 


O Pensamento oficial da Igreja sobre São Miguel

 

 

 

“Desfraldai o estandarte do ilustre Arcanjo, repeti o seu grito: Quem como Deus?” (Pio XII em 8 de maio de 1940)

 

 

 

Além de outros documentos sobre São Miguel, de Papas mais antigos, Sua Santidade São João Paulo II na sua visita de 24 de maio de 1987, ao Santuário de São Miguel, no Monte Gargano, na Itália, fez um discurso. Não é uma encíclica, mas nos mostra o pensar da Igreja sobre a atualidade do culto ao Príncipe e Chefe dos Anjos, no mundo de hoje. Após o encontro com a população, João Paulo II realizou uma breve visita ao Santuário de São Miguel Arcanjo, templo ali construído para relembrar as aparições de São Miguel nos anos de 490, 492, 493 e 1656. O Papa São João Paulo II faz eco neste discurso daquilo que os últimos Pontífices têm dito ao povo cristão para que recorram a São Miguel, nesta luta tremenda entre as forças do bem e do mal, chefiadas, respectivamente, pelo Glorioso Arcanjo São Miguel, chefe dos exércitos de Deus, a satanás, chefe dos demônios caídos. O triunfo final e completo será de São Miguel com os seus anjos, como dizem as Sagradas Escrituras, que pelejaram contra o dragão, o diabo e seus seguidores, precipitando-os para sempre nos abismos.

 

 

 

Sua Santidade Sâo Pio X disse em 18 de setembro de 1903:

 

 

“Deus, na primeira luta, venceu, servindo-se do Arcanjo São Miguel; devemos portanto, acreditar firmemente que a luta atual terminará triunfante e também como outrora com o socorro e ajuda deste Arcanjo bendito.”

 

 

 

Foi por estar convencido da realidade desta terrível luta final, que o predecessor de S. Pio X, o grande Papa Leão XIII, mandou que no fim de todas as Missas celebradas, os sacerdotes rezassem a oração a São Miguel que ele mesmo compôs e fez publicar com a data de 29 de setembro de 1891.Esta oração já não é obrigatória no final da missa, devido as novas reformas litúrgicas; mas não está proibida e pode rezar-se em outras ocasiões em público e em particular.

 

 

Oração completa do Papa Leão XIII a São Miguel Arcanjo

 

 

 

A Oração a São Miguel Arcanjo do Papa Leão XIII é profética. Composta há mais de 100 anos, é uma oração muito interessante e controversa relacionada com a situação atual em que se encontra a verdadeira Igreja Católica. Esta oração rezava-se após a Missa, mas foi suprimida posteriormente. No dia 25 de Setembro de 1888, depois da sua missa matinal, o Papa Leão XIII sofreu um desmaio. Os assistentes pensaram que ele estava morto. Depois de recuperar a consciência, o Papa descreveu uma espantosa conversa que havia escutado proveniente do tabernáculo. A conversa compunha-se de duas vozes; vozes que o Papa Leão XIII entendeu claramente serem as de Jesus Cristo e do diabo. O diabo ostentava conseguir destruir a Igreja, se lhe fosse concedido 75 anos para levar a cabo o seu plano (ou 100 anos, segundo outros relatos). O diabo também pediu permissão para ter “uma maior influência sobre aqueles que se entregarão ao meu serviço.” Às petições do diabo, o Senhor respondeu: “Ser-te-á dado o tempo e o poder.” Abalado profundamente pelo que havia ouvido, o Papa Leão XIII compôs a seguinte Oração a São Miguel (que também é uma profecia) e ordenou que se rezasse depois das Missas ordinárias como medida de proteção para a Igreja contra os ataques do inferno. A oração é a seguinte (atente especialmente nas partes a negrito), seguida de alguns comentários nossos. (Esta oração foi tirada da Raccolta, 1930, edição inglesa, Benziger Bros., pp. 314-315. A Raccolta é uma colecção da Igreja Católica com imprimatur de orações oficiais indulgenciadas).

 

 

 

 

Oração "Completa" a São Miguel Arcanjo:


 

 

 

“Ó glorioso príncipe da milícia celeste, São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate e na terrível luta contra os principados e as potestades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra os espíritos malignos espalhados pelos ares (Ef. 6)!  Vinde em auxílio dos homens os quais Deus criou imortais, feitos a sua imagem e semelhança, e resgatou por grande preço da tirania do demônio (Sab. 2; I Cor. 6).Combatei neste dia, com o exército dos santos anjos, a batalha do Senhor como noutro tempo combateste contra Lúcifer, chefe dos orgulhosos, e contra os anjos apóstatas que foram impotentes em resistir-te e para quem nunca mais haverá lugar no céu.Sim, esse grande dragão, essa antiga serpente que se chama demónio e Satanás, que seduz o mundo inteiro, foi precipitado com os seus anjos ao fundo do abismo (Apoc. 12). Mas é aqui que esse antigo inimigo, este antigo homicida levantou ferozmente a cabeça. Disfarçado de anjo de luz e seguido por toda a multidão de espíritos malignos, invade o mundo inteiro para apoderar-se dele e desterrar o nome de Deus e do seu Cristo, para afundar, matar e entregar à perdição eterna às almas destinadas à coroa de glória eterna. Sobre os homens de espírito perverso e de coração corrupto, este dragão malvado derrama também, como uma torrente de lama impura, o veneno de sua malícia infernal, o espírito de mentira, de impiedade, de blasfémia e o sopro envenenado da imundice, dos vícios e de todas as abominações. Os inimigos cheios de astúcia têm acumulado de opróbrios e amarguras a Igreja, esposa do Cordeiro imaculado, e lhe dado a beber absinto; sobre seus bens mais sagrados impõem suas mãos criminosas para a realização de todos os seus ímpios desígnios. Lá, no lugar sagrado onde está instituída a sede de São Pedro e a Cátedra da Verdade para iluminar os povos, foi instalado o trono da abominação de sua impiedade, com o desígnio iníquo de ferir o Pastor e dispersar as ovelhas.Nós te suplicamos, ó príncipe invencível, ajude o povo de Deus e concede-lhe a vitória contra os ataques destes espíritos dos réprobos. Este povo te venera como seu protetor e padroeiro, e a Igreja se gloria de tê-lo como defensor contra os poderes malignos do inferno. A ti, Deus confiou a missão de conduzir as almas para a felicidade celeste. Roga, portanto, ao Deus da paz que submeta Satanás aos nossos pés, tão derrotado e subjugado, que nunca mais possa impor a escravidão aos homens, nem prejudicar a Igreja! Apresenta as nossas orações à vista do Todo-Poderoso para que as misericórdias do Senhor nos alcancem o quanto antes. Submeta o dragão, a antiga serpente, que é o diabo e Satanás, e o precipite acorrentado no abismo para que não mais possa seduzir as nações (Apoc. 20). Amém.Desde já confiados à vossa assistência e proteção, com a sagrada autoridade da Santa mãe Igreja, e em nome de Jesus Cristo, Deus e Senhor nosso, empreendemos com fé e segurança repelir aos ataques da astúcia diabólica.

 

V/ Eis a Cruz do Senhor, fujam potências inimigas!

R/ Venceu o Leão da tribo de Judá, a estirpe de David.


V/ Que as tuas misericórdias, ó Senhor, se realizem sobre nós.

 

R/ Assim como esperamos em vós.


V/ Senhor, escutai a minha oração.

 

R/ e que o meu clamor chegue até ti.


Oremos!

 

Ó Deus, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, nós invocamos vosso Santo Nome e imploramos insistentemente a Vossa clemência para que, pela intercessão da Imaculada sempre Virgem Maria, nossa Mãe, e do glorioso São Miguel Arcanjo, de São José, esposo da mesma Santíssima Virgem, dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo e de todos os santos, dignai-vos proteger contra Satanás e contra todos os espíritos malignos que vagueiam pela terra para destruir a humanidade e para a perdição das almas. Amém.”

 

 

Quem lê a oração dar-se-á conta de que o Papa Leão XIII parece prever e profetizar a grande apostasia; e também parece assinalar que esta apostasia seria coordenada desde Roma – Roma que unicamente é o “lugar sagrado onde está instituída a Sé de São Pedro e a Cátedra da Verdade para iluminar os povos.” O Papa Leão previu que este lugar (a cidade do Vaticano em Roma), onde foi estabelecida a Sé de São Pedro pelo primeiro Papa, o próprio São Pedro, se converteria no trono da abominação da impiedade de Satanás, “com o desígnio iníquo de ferir o Pastor e dispersar as ovelhas.” Estas são palavras do Papa Leão XIII. O Papa Leão XIII não estava a profetizar a defecção da Igreja Católica (a qual é impossível já que as portas do inferno nunca prevalecerão contra a Igreja [Mat. 16]), nem a defecção da cátedra de São Pedro (que também é impossível), mas estava profetizar a implantação de uma falsa religião católica apóstata em Roma, na qual “o Pastor” (o verdadeiro Papa) é substituído por um antipapa usurpador (como já acontecera por vezes na história da Igreja), com o desígnio iníquo de “dispersar as ovelhas.” A oração do Papa Leão também previu que os apóstatas impuros de Satanás poriam as suas mãos criminosas “sobre seus bens mais sagrados.” Quais são os seus bens mais sagrados? Os bens mais sagrados são as coisas que Cristo lhe confiou, a saber, o depósito da fé (com todos os seus dogmas) e os sete sacramentos instituídos pelo nosso Senhor Jesus Cristo.

 

 

Em 1934, a surpreendente oração do Papa Leão (transcrita acima) foi mudada sem explicação. A frase crucial que se refere à apostasia em Roma (no lugar sagrado, onde foi estabelecida a Sé de São Pedro e a cátedra da Verdade para iluminar os povos) foi eliminada. Ao mesmo tempo, a Oração a São Miguel do Papa Leão XIII que se rezava depois de cada Missa foi substituída por uma oração mais curta, a famosa e agora abreviada Oração a São Miguel. Esta é a oração:

 

 

“São Miguel Arcanjo, protegei-nos no combate, sede nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demónio! Subjugue-o Deus, instantemente vos pedimos; e vós, Príncipe da Milícia Celeste, pelo poder Divino, precipitai ao inferno a Satanás e a todos os espíritos malignos que vagueiam pelo mundo pela perdição das almas. Amém.”

 

 

 

Não há nada maligno nesta oração a São Miguel — de facto, é muito boa e eficaz. No entanto, o ponto é que já não é a Oração a São Miguel composta pelo Papa Leão XIII. Na opinião de muitos, a oração curta foi introduzida como substituta, de modo a que os fiéis não estivessem conscientes do conteúdo incrível da oração larga, como se descreveu anteriormente. Se a larga Oração a São Miguel tivesse sido recitada ao final de cada Missa rezada e não suprimida em 1934,quantos milhões mais haveriam resistido, enfrentando a invectiva da nova religião do Vaticano II que será explicada neste livro? Quantos mais teriam percebido que depois do Vaticano II como o Papa Paulo VI percebeu, e escreve uma carta que permanecerá inédita até 2018, quando o conteúdo é revelado no livro “La barca di Paolo” (“A barca de Paulo“), do pe. Leonardo Sapienza, regente da Casa Pontifícia. É 29 de junho de 1972. Paulo VI tem cada vez mais nítida a impressão de que existe algo de profundo e de negativo que aflige a Igreja crescentemente. O caminho da secularização e a falta de unidade interna estão se tornando dois grandes problemas para a Igreja no mundo inteiro.Escreve, inquieto, o santo Papa Paulo VI:

 

“…Diríamos que, por alguma fresta misteriosa – não, não é misteriosa; por alguma fresta, a fumaça de Satanás entrou no templo de Deus. Há dúvida, há incerteza, há problemática, há inquietação, há insatisfação, há confronto. Não se confia mais na Igreja. Confia-se no primeiro profeta profano que vem nos falar em algum jornal, para correr atrás dele e lhe perguntar se tem a fórmula para a vida verdadeira. Entrou, repito, a dúvida em nossa consciência. E entrou por janelas que deviam estar abertas à luz: a ciência!”.

 

A antiga Oração a São Miguel do Papa Leão XIII, que é mais extensa, também está perfeitamente relacionada com a famosa aparição e profecias de Nossa Senhora de La Salette de 1846:

 

 

“Roma perderá a Fé e tornar-se-á assento do Anticristo… a Igreja estará em eclipse.”

 

 

 

As palavras do Papa Leão XIII sugerem que próprio Anticristo, ou ao menos as forças do Anticristo estabelecerão sua sé em Roma:

 

 

 

“Lá, no lugar sagrado onde está instituída a sede de São Pedro...foi instalado o trono da abominação de sua impiedade.”

 

 


QUARESMA DE SÃO MIGUEL COM SÃO FRANCISCO DE ASSIS - Subida ao Monte Alverne



CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA:


Na Toscana, existe um monte rochoso e coberto de bosques, inacessível e sublime, com fendas horríveis cobertas de musgo e de frescor. Há muitos anos, o conde Orlando de Chiusi lho doara, em sinal de devoção, para que se servisse dele nos seus encontros com Deus. Em agosto de 1224 subiu Francisco com alguns irmãos os mil e trezentos metros do Monte Alverne. É difícil ao turista que sobe hoje de automóvel esse monte, imaginar o que significava para Francisco, já esgotado, viajar a lombo de burro pelos caminhos sinuosos até chegar ao cimo da montanha, onde ela parece abrir-se subitamente, oferecendo, do alto duma rocha íngreme, vista para os vales lá embaixo. Cuidados, privações e enfermidades tinham enfraquecido o corpo desse homem de quarenta e dois anos. Francisco sempre se sentiu à vontade nos cumes das montanhas. Desejava afastar-se das últimas preocupações a respeito de sua Ordem, das decepções e da falta de compreensão. Pediu que o levassem a uma abertura na rocha, onde ainda se vê uma grade no lugar em que ele dormia; pode-se supor que não foi mudada muita coisa naqueles blocos de pedra úmidos e mofados.Ano após ano, penetrava cada vez mais na essência de Deus até chegar à mais elevada forma que se possa imaginar na terra: à contemplação mística de Deus. É esta contemplação mística que ele experimentará de uma forma única na solidão do Alverne, pelo espaço de quarenta dias (de 15 de agosto até 29 de setembro, festa de São Miguel). Ele se retira do convívio de seus irmãos e só o irmão Leão pode lhe levar diariamente um pouco de pão e água durante a sua viagem mística ao invisível.(Do livro Francisco de Assis, Profeta de Nosso Tempo, de N. G. Van Doornik)

 




 

1º DIA - Preliminar -15 de Agosto

 

 

 

Oração Inicial 

 

 

Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso amor.

 

 

V.: Enviai, Senhor, o Vosso Espírito, e tudo será criado!

 

R.: E renovareis a face da terra!

 

Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas e gozemos sempre da sua consolação. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

 

 

 

Ato de Contrição

 

 

 

Senhor meu Jesus Cristo, Deus e Homem verdadeiro, Criador e Redentor meu, por serdes Vós sumamente bom e digno de ser amado e porque vos amo e estimo sobre todas as coisas, pesa-me Senhor, de todo o meu coração de vos Ter ofendido, pesa-me também por Ter perdido o céu e merecido o inferno; e proponho firmemente, ajudado com os auxílios de vossa divina graça, emendar-me e não mais vos tornar a ofender, e espero alcançar o perdão das minhas culpas, pela vossa infinita misericórdia. Amém

 

 

 

  

Meditação: AO SOPÉ DO MONTE

 

 

 

Precisamos subir! Há quantos anos já, andamos pela planície, rodeando o monte santo de um lado para outro, sem coragem de dar um passo para cima?! Os nossos pecados, as nossas imperfeições, os nossos apegos e más inclinações; a nossa falta de fé viva, a nossa cegueira, o nosso esquecimento da Providência divina, a nossa loquacidade, a nossa dissipação, o nosso amor à vida fácil e regalada, a nossa tibieza, o nosso orgulho, o nosso amor próprio.Eis por que não subimos; eis por que não temos coragem de subir. Eis por que nos parece que não subimos nunca. E assim passaram meses, assim passou um ano, assim passaram 2, 3, 4, 10, 20, quem sabe quantos anos já? Estamos contentes com este estado de coisas? A planície, pela facilidade que oferece ao viajante, é perigosa. Caminha-se, caminha-se, mas não se sobe. E todas as almas de Deus subiram. Subiram os santos, subiu o seráfico pai S. Francisco, subiu Maria, a Mãe das Dores e das Alegrias, subiu o próprio Filho de Deus, Jesus Cristo, nosso Senhor, que veio a esta terra, só para nos salvar e ensinar.Precisamos subir também. Não nos cingimos os rins, com o cordão de S. Francisco, para brincar ou para dormir indolentemente. Quem se cinge, é para correr, é para subir. Assumimos nossa vocação voluntariamente, ninguém nos obrigou. Quem se cinge, é para correr, é para subir. Quem não sobe, mas se deleita na planura das facilidades, mais cedo ou mais tarde, dançará ao derredor do bezerro de ouro e, vergonhosamente, o adorará! Moisés subiu. Viu o Senhor, falou com ele, e voltou com a fronte iluminada, para iluminar o povo, que sentia saudades da escravidão e das cebolas mal cheirosas do Egito e brincava com o esterco do demônio. Precisamos subir. Que significa uma vocação que não nos eleva? Se fomos chamados por Deus, devemos aproximar-nos dele.E quem se aproxima de Deus sobe, porque Deus habita nas alturas. Ou no presépio, ou no Tabor, ou no Calvário, ou no altar, ou na alma do santo, ou no céu, é sempre nas alturas que, ele mora. Para isso exclamava o profeta, e, com ele, todas as almas grandes: “Levantei os meus olhos aos montes, donde me vem o auxílio do Senhor” (SI 120).Por isso os sacerdotes e todas as almas revestidas de Cristo, cônscias de sua missão sacerdotal, olhando para as alturas do altar, dizem sempre de novo:“Subirei ao altar de meu Senhor... iluminado pela luz e pela sua verdade chegarei ao seu monte santo...”(SI 42 posto na liturgia da missa).Precisamos subir. E subamos enquanto temos força, pois a fraqueza virá e não poderemos dar um passo. Subamos enquanto temos luz, pois virão as trevas e nos envolverão completamente!Subamos enquanto é tempo, que o dia de amanhã não nos pertence, o futuro é todo incerto. Subamos. Olhemos para as alturas do Alverne: é a mansão da paz, do amor, da felicidade, quanto possível neste mundo. Lá não se conhece esta vida de intriguinhas, de invejas, de má vontade; estas perseguiçõezinhas surdas, estas deslealdades que ferem;lá não se perde o tempo precioso com vaidades e ocupações inúteis; lá não sobe o que é mesquinho, interesseiro, egoísta;Iá não se encontra o que separa e desune. E’ a região da verdade e da caridade! Resolvamo-nos a subir.Encontraremos a generosidade numa união perfeita, à custa de sacrifícios alegres e de renúncias felizes. A alma vocacionada que subiu o monte santo canta, ininterruptamente, o cântico da verdadeira liberdade dos filhos de Deus.  O Alverne espiritual é altíssimo. Por isso mesmo, o seu nome está sobranceiro aos relâmpagos e aos trovões da vida. A alma que subiu se pôs em segurança. E’ íngreme, quase a pique, a vereda que conduz ao cimo. Por ela não sobem os carros modernos do luxo e do bem estar. E’ só a pé, passo a passo, que o vocacionado realiza a sua ascensão. Sangram as plantas dos pés, ferem-se as mãos nas rochas brutas. Mas elas são firmes, têm fundamentos seculares, quem nelas se segura, não há perigo de cair, e de voltar atrás. Cada metro deve ser conquistado com o nosso esforço (conforme: Lucas 13, 24; II Pedro 1,10; Filipenses 2,12-13).Dia por dia. Minuto por minuto. E’ só a perseverança de uma vida (longa ou breve, pouco importa) que leva a alma até às alturas sublimes do monte Santo Alverne.

 


 

Oração inicial a Augusta Rainha dos Anjos

 

 

 


 

"Augusta Rainha dos céus, soberana Senhora dos Anjos. Vós que, desde o início, recebestes de Deus o poder e a missão de esmagar a cabeça de Satã, nós vos pedimos humildemente, enviai vossas legiões celestes para que, sob vossas ordens e por meio de Vosso poder, persigam os demônios, combatendo-os por toda a parte, reprimindo a sua audácia e repelindo-os para o abismo profundo".

 

 

 

 

Quem é como Deus?

 

 



Ó boa e terna Mãe, vós sereis, para sempre, nosso Amor e nossa esperança. Ó Divina Mãe, enviai os Santos Anjos para nos defender e afastar para longe de nós o cruel inimigo.

 

 

 

Santos Anjos e Arcanjos, defendei-nos, guardai-nos! Amém! 

 

 

 

"São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio. Ordene-lhe, Deus, instantemente o pedimos. E vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai ao inferno satanás e os outros espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas. Amém."

 

 

 

 

Ladainha do Preciosíssimo Sangue

 

 


 

Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

 

Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos.

 

Deus Pai dos céus, tende piedade de nós.

Deus Filho, redentor do mundo tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.

 

Sangue de Cristo, Sangue do Filho Unigênito do Eterno Pai, salvai-nos.

Sangue de Cristo, Sangue do Verbo de Deus encarnado, salvai-nos.

Sangue de Cristo, Sangue do Novo e Eterno Testamento, salvai-nos.

Sangue de Cristo, correndo pela terra na agonia, salvai-nos.

Sangue de Cristo, manando abundante na flagelação, salvai-nos.

Sangue de Cristo, gotejando na coroação de espinhos, salvai-nos.

Sangue de Cristo, derramado na cruz, salvai-nos.

Sangue de Cristo, preço da nossa salvação, salvai-nos.

Sangue de Cristo, sem o qual não pode haver redenção, salvai-nos.

Sangue de Cristo, que apagais a sede das almas e as purificais na Eucaristia, salvai-nos.

Sangue de Cristo, torrente de misericórdia, salvai-nos.

Sangue de Cristo, vencedor dos demônios, salvai-nos.

Sangue de Cristo, fortaleza dos mártires, salvai-nos.

Sangue de Cristo, virtude dos confessores, salvai-nos.

Sangue de Cristo, que suscitais almas virgens, salvai-nos.

Sangue de Cristo, força dos tentados, salvai-nos.

Sangue de Cristo, alívio dos que trabalham, salvai-nos.

Sangue de Cristo, consolação dos que choram, salvai-nos.

Sangue de Cristo, esperança dos penitentes, salvai-nos.

Sangue de Cristo, conforto dos moribundos, salvai-nos.

Sangue de Cristo, paz e doçura dos corações, salvai-nos.

Sangue de Cristo, penhor de eterna vida, salvai-nos.

Sangue de Cristo, que libertais as almas do Purgatório, salvai-nos.

Sangue de Cristo, digno de toda a honra e glória, salvai-nos.

 

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós, Senhor.

 

V. Remistes-nos, Senhor com o Vosso Sangue.

R. E fizestes de nós um reino para o nosso Deus.

 

 

 

Oremos:

 

 

 

"Todo-Poderoso e Eterno Deus, que constituístes o Vosso Unigênito Filho, Redentor do mundo, e quisestes ser aplacado com o seu Sangue, concedei-nos a graça de venerar o preço da nossa salvação e de encontrar, na virtude que Ele contém, defesa contra os males da vida presente, de tal modo que eternamente gozemos dos seus frutos no Céu. Pelo mesmo Cristo, Senhor nosso. Assim seja."

 

 

 

 

Ladainha de São Miguel Arcanjo

 

 


 

Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos.

Pai Celeste que sois Deus, tende piedade de nós.

Filho Redentor do Mundo, que sois Deus, tende piedade de nós.

Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós.

Trindade Santa, que sois um único Deus, tende piedade de nós.

 

Santa Maria, Rainha dos Anjos, rogai por nós.

São Miguel Arcanjo , rogai por nós.

São Miguel, cheio da graça de Deus, rogai por nós.

São Miguel, perfeito adorador do Verbo Divino, rogai por nós.

São Miguel, coroado de honra e de glória, rogai por nós.

São Miguel, poderosíssimo príncipe dos exércitos do Senhor, rogai por nós.

São Miguel, porta-estandarte da Santíssima Trindade, rogai por nós.

São Miguel, guardião do Paraíso, rogai por nós.

São Miguel, guia e consolador do povo israelita, rogai por nós.

São Miguel, esplendor e fortaleza da Igreja militante, rogai por nós.

São Miguel, honra e alegria da Igreja triunfante, rogai por nós.

São Miguel, luz dos anjos, rogai por nós.

São Miguel, baluarte dos cristãos, rogai por nós.

São Miguel, força daqueles que combatem pelo estandarte da cruz, rogai por nós.

São Miguel, luz e confiança das almas no último momento da vida, rogai por nós.

São Miguel, socorro muito certo, rogai por nós.

São Miguel, nosso auxílio em todas as adversidades, rogai por nós.

São Miguel, arauto da sentença eterna, rogai por nós.

São Miguel, consolador das almas que estão no Purgatório, rogai por nós.

São Miguel, a quem o Senhor incumbiu de receber as almas que estão no Purgatório, rogai por nós.

São Miguel, príncipe da milícia celeste, rogai por nós!

São Miguel, nosso advogado junto a Cristo, rogai por nós!

 

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós, Senhor.

 

Rogai por nós, ó glorioso São Miguel, príncipe da Igreja de Cristo, para que sejamos dignos das promessas de  nosso redentor e salvador, Nosso Senhor Jesus Cristo!

 

 

 

 

Oração:

 

 

"Senhor Jesus, santificai-nos por uma bênção sempre nova e concedei-nos, pela intercessão de São Miguel, essa sabedoria que nos ensina a ajuntar riquezas do céu e a trocar os bens do tempo presente pelos da eternidade. Vós que viveis e reinais em todos os séculos dos séculos. Amém."

 

 

 

 

ROSÁRIO DE SÃO MIGUEL ARCANJO E CORO DOS ANJOS

 

 


 

Sinal da cruz.

 

Deus vinde em nosso auxílio.

 

R - Senhor, socorrei-nos e salvai-nos.

 

 

Glória ao Pai...

 

 


 

Primeira Saudação:

 

 

- Saudamos o Primeiro Coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel e do Coro Celeste dos Santos Serafins, que DEUS incendeie em nós um Amor ardente. Amém

 

 

Pai-Nosso e 3 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai

 

- Ó ardentes Serafins, alcançai-nos um amor fervoroso a Deus.

 

 

Segunda Saudação:

 

 

- Saudamos o Segundo Coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel e do Coro Celeste dos Santos Querubins, que na força da Palavra de DEUS, cresçamos até a plenitude da Idade de Cristo. Amém.

 

 

Pai-Nosso e 3 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai

 

 

- Ó iluminados Querubins, alcançai-nos o verdadeiro conhecimento de Deus e a Sabedoria dos Santos.

 

 

 

Terceira Saudação:

 

 

- Saudamos o Terceiro Coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel e do Coro Celeste dos Santos Tronos, que a vida de Deus se robusteça em nós, que DEUS UNO E TRINO seja elevado no trono de nosso coração e, em troca, na bem aventurança, nos seja garantido o trono no Céu destinado para nós desde o início. Amém.

 

 

 

Pai-Nosso e 3 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai.

 

 

 

- Ó Excelentes Tronos, alcançai-nos a paz e a tranqüilidade de coração.

 

 

 

 

Quarta Saudação:

 

 

- Saudamos o Quarto Coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel e do Coro Celeste das Santas Dominações, que nos tornemos cidadãos de honra na Cidade Celeste, levados pelos Sete Dons do ESPÍRITO SANTO Amém

 

 

Pai-Nosso e 3 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai

 

 

- Ó Altas Dominações, alcançai-nos a vitória sobre todas as nossas más inclinações e concupiscências.

 

 

 

Quinta Saudação:

 

 

 

- Saudamos o Quinto Coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel e do Coro Celeste das Santas Potestades que a violência necessária para a entrada no Céu atue em nós, realizando as obrigações da Nova Aliança, preparando-nos nos caminhos da ascese e mística. Amém.

 

 

Pai-Nosso e 3 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai

 

 

- Ó invencíveis Potestades, alcançai-nos a fortaleza contra todo o poder infernal.

 

 

 

Sexta Saudação:

 

 

- Saudamos o Sexto Coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel e do Coro Celeste dos Santos Principados que com Maria, cuidemos zelosamente do nosso livro de Prestação de Contas e assim possamos desfrutar bem o tempo de nossa peregrinação. Amém.

 

 

Pai-Nosso e 3 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai

 

 

- Ó Sereníssimos Principados, alcançai-nos a perfeita obediência e justiça.

 

Sétima Saudação:

 

 

- Saudamos o Sétimo Coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel e do Coro Admirável das Santas Virtudes, que nos tornemos membros vivos e úteis da Igreja crescendo diariamente na Fé, na Esperança e na Caridade. Amém

 

 

 

Pai-Nosso e 3 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai

 

 

 

- Ó Milagrosas Virtudes, alcançai-nos a plenitude de todas as virtudes e perfeição.

 

 

Oitava Saudação:

 

 

- Saudamos o Oitavo Coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel e do Coro Celeste dos Arcanjos, que levem diante de nós a espada vitoriosa e que nos comuniquem o ser Criança e o ser uma Nova Criatura. Amém.

 

 

Pai-Nosso e 3 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai

 

 

Ó Fidelíssimos Arcanjos, alcançai-nos conformidade com a Santa Vontade de DEUS.

 

 

 

Nona Saudação:

 

 

- Saudamos o Nono Coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel e do Coro Celeste dos Anjos do Nono Coro, que nos defendam com seu escudo espiritual da verdade, e nos afinem os ouvidos para as suas inspirações, conservando em nós, os vasos de argila, num mundo decaído toda nossa dedicação a DEUS.

 

 

Pai-Nosso e 3 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai

 

 

 

- Ó Poderosos Santos Anjos do Nono Coro, fiéis protetores, alcançai-nos a verdadeira humildade e grande confiança na Misericórdia de DEUS.

 

 

 

No Final:

 

 

- Um Pai-Nosso em honra de São Miguel Arcanjo.

 

 

 

São Miguel Arcanjo, nós vos recomendamos a hora da nossa morte, afastai de nós o demônio, para que ele não nos ataque e não prejudique a nossa alma.

 

 

 

- Um Pai-Nosso em honra de São Gabriel Arcanjo.

 

 

 

São Gabriel Arcanjo, alcançai-nos de DEUS uma Fé viva, uma Esperança forte, um amor ardente e profunda devoção a Nosso Senhor JESUS CRISTO no Santíssimo Sacramento do Altar e à Virgem Imaculada.

 

 

 

- Um Pai-Nosso em honra de São Rafael Arcanjo.

 

 

 

São Rafael Arcanjo, conduzi-nos sempre no caminho reto da virtude e perfeição.

 

 

 

 

- Um Pai-Nosso em honra de nosso Anjo da Guarda.

 

 

 

Santo Anjo da Guarda, obtende-nos as inspirações divinas e a graça especial de pô-las em prática com fidelidade. Amém.

 

 

 

 

ORAÇÃO:

 

 

 

"Glorioso São Miguel, chefe e príncipe dos exércitos celestes: fiel guardião das almas, vencedor dos espíritos rebeldes, amado da casa de Deus, nosso admirável guia depois da JESUS CRISTO. Vós cuja excelência e virtude são eminentíssimas, dignai-vos livrar-nos de todos os males, nós todos que recorremos a Vós com confiança, e fazei pela Vossa incomparável proteção e direção, que adiantemos cada dia mais, na fidelidade em servir a Deus. Amém."

 

 

 

 

- Rogai por nós, ó bem-aventurado São Miguel, príncipe da Igreja de Cristo.

 

 

R - Para que sejamos dignos de suas promessas


 

ORAÇÃO FINAL:

 

 

 

"Deus, todo poderoso e eterno, que por um prodígio de bondade e misericórdia para a salvação dos homens, escolhestes para príncipe de Vossa Igreja o gloriosíssimo Arcanjo São Miguel, tornai-nos dignos, nós Vo-lo pedimos, de sermos preservados de todos os nossos inimigos, a fim de que na hora de nossa morte, nenhum deles nos possa inquietar, mas, que nos seja dado de sermos introduzidos por São Miguel na presença da Vossa poderosa e Augusta Majestade, pelos merecimentos de Jesus Cristo Vosso Filho e Nosso Senhor. Amém"

 

 

 

Ladainha de São Francisco de Assis

 

 

 

Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus Pai dos céus, tende piedade de nós,

Deus Filho, Redentor do mundo,

Deus Espírito Santo,

Santíssima Trindade, que sois um só Deus,

Santa Maria, Virgem Imaculada, rogai por nós,

São Francisco Seráfico,

São Francisco, Pai sapientíssimo,

São Francisco, Pai dos pobres,

São Francisco, irmão universal,

São Francisco, que desprezastes o mundo,

São Francisco, espelho da penitência,

São Francisco, vencedor dos vícios,

São Francisco, imitador de Cristo,

São Francisco, com as chagas de Jesus adornado,

São Francisco, amante da pobreza,

São Francisco, mestre da obediência,

São Francisco, espelho puríssimo de castidade,

São Francisco, norma da humildade,

São Francisco, pai rico de graças,

São Francisco, caminho dos que erram,

São Francisco, auxílio dos enfermos,

São Francisco, arauto da paz,

São Francisco, coluna da Igreja,

São Francisco, protetor da fé,

São Francisco, herói valente de Cristo,

São Francisco, baluarte dos que pelejam,

São Francisco, escudo inexpugnável,

São Francisco, martelo dos hereges,

São Francisco, apóstolos dos infiéis,

São Francisco, sustentáculo dos fracos,

São Francisco, ressuscitador dos mortos,

São Francisco, patrono da ecologia,

São Francisco, saúde dos leprosos,

São Francisco, serafim do mais ardente amor,

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

 

 

V. Rogai por nós São Francisco.

 

R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

 

Oremos: Ó Deus que fizeste o seráfico pai São Francisco assemelhar-se ao Cristo por uma vida de humildade e pobreza, concedei que, trilhando o mesmo caminho, sigamos fielmente o Vosso Filho, unindo-nos convosco na perfeita alegria. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. 

 

 

T. Amém.

 

 

 

Coroa em honra às 5 chagas de São Francisco

 

 



 Oração Preparatória:

 

 

"Meu glorioso protetor São Francisco, venho implorar vossa poderosa intercessão para celebrar dignamente os prodígios do amor de Deus manifestos em vossas admiráveis cinco chagas. São elas cinco fogos místicos de caridade a acender em meu coração o amor divino; cinco línguas eloquentíssimas a publicar em altas vozes as misericórdias de Jesus Cristo; cinco mananciais riquíssimos de favores divinos que o Senhor vos confiou para os distribuir entre os vossos devotos. Alcançai-me de Jesus crucificado uma centelha daquele fogo que ardia em vosso coração, assim como impetrai-me a graça de (fazer o pedido...) se for conforme à vontade de Deus."

 

 

 

 

Primeira chaga

 

 

 

— São Francisco, pai amorosíssimo! Eu, indigno servo vosso, beijo e venero a dolorosa chaga do vosso pé esquerdo e,por ela, vos suplico, me alcanceis a graça de resistir a todas as tentações dos inimigos da minha alma.

 

 

Pater, 5 Ave, Glória.

 

 

 

Lembrai-vos meu glorioso São Francisco, que nunca se ouviu dizer que quem tivesse recorrido e implorado o vosso socorro, tenha sido por vós desamparado. Animado de tal confiança, venho e recorro a vós e me prostro humildemente, pedindo a Deus o perdão dos meus graves pecados. Ó seráfico São Francisco, pelas cinco chagas de Cristo, que Deus Pai ouça as minhas preces, por vossa intercessão.

 

 

 

 

Segunda chaga

 

 

— São Francisco, pai obedientíssimo!  Eu, indigno servo vosso, beijo e venero a dolorosa chaga do vosso pé direito e, por ela, vos suplico, me alcanceis a graça de saber desprezar os prazeres e as vaidades deste mundo.

 

 

Pater, 5 Ave, Glória...Lembrai-vos meu glorioso São Francisco...

 

 

 

Terceira chaga

 

 

— Pacientíssimo São Francisco! Eu, indigno servo vosso, beijo e venero a dolorosa chaga de vossa mão esquerda e, por ela, vos suplico, me alcanceis a graça de suportar com paciência os labores desta vida.

 

 

Pater, 5 Ave, Glória. Lembrai-vos meu glorioso São Francisco...

 

 

 

Quarta chaga

 

 

— Dulcíssimo São Francisco! Eu, indigno servo vosso, beijo e venero a dolorosa chaga de vossa mão direita e, por ela, vos suplico, me alcanceis a graça de conformar a minha vida com a vontade de Deus.

 

 

Pater, 5 Ave, Glória. Lembrai-vos meu glorioso São Francisco...

 

 

 

Quinta chaga

 

 

— Amantíssimo São Francisco!Eu, indigno servo vosso, beijo e venero a dolorosa chaga do vosso lado e, por ela, vos suplico, me alcanceis a graça de viver e morrer amando a Jesus e Maria de todo o meu coração e de ver e gozá-los eternamente no céu.

 

 

Pater, 5 Ave, Glória. Lembrai-vos meu glorioso São Francisco...

 

 

 

V.: Assinalastes, Senhor, o vosso servo Francisco. 

 

 

R.:Com os sinais da nossa redenção.

 

 

Oremos: Senhor Jesus Cristo, que para inflamar com o fogo do vosso amor os nossos corações, arrefecido no mundo, haveis renovado os sagrados estigmas de vossa paixão no corpo do bem-aventurado pai São Francisco, concedei-nos propício que pelos seus merecimentos e sua intercessão carreguemos incessantemente a cruz e façamos dignos frutos de penitência. Vós que com o Pai e o Espírito Santo viveis e reinais, um só Deus, pelos séculos dos séculos. Amém.

 

 

 

 

Consagração a milícia de São Miguel


 

 


 

Príncipe nobilíssimo dos Anjos, valoroso guerreiro do Altíssimo, zeloso defensor da glória do Senhor, terror dos espíritos rebeldes, amor e delícia de todos os Anjos justos, meu diletíssimo Arcanjo São Miguel, desejando eu fazer parte do número dos vossos devotos e servos de vossa milícia, a vós hoje me consagro, me dou e me ofereço e ponho-me a mim próprio, a minha família e Amigos e tudo o que me pertence, debaixo da vossa poderosíssima proteção. É pequena a oferta do meu serviço, sendo como sou um miserável pecador, mas vós engrandecereis o afeto do meu coração; recordai-vos que de hoje em diante estou debaixo do vosso sustento e deveis assistir-me em toda a minha vida, obrando em obter-me o perdão dos meus muitos e graves pecados, a graça de amar a Deus de todo coração, ao meu querido Salvador Jesus Cristo e a minha Mãe Maria Santíssima, obtende-me aqueles auxílios que me são necessários para obter a coroa da eterna glória. Defendei-me dos inimigos da alma, especialmente na hora da morte. Vinde, ó príncipe gloriosíssimo, assistir-me na última luta e com a vossa arma poderosa que vencestes os anjos rebeldes, lançai para longe de mim e da Igreja que sois guardião, precipitando nos abismos do inferno, aquele anjo quebrador de promessas e soberbo que um dia prostrastes no combate no Céu. São MIGUEL ARCANJO, defendei-nos no Combate para que não pereçamos no Supremo Juízo. Amém!"

 

 

 

------------------------------------------------------

 

 

APOSTOLADO BERAKASH: Como você pode ver, ao contrário de outros meio midiáticos, decidimos por manter a nossa página livre de anúncios, porque geralmente, estes querem determinar os conteúdos a serem publicados. Infelizmente, os algoritmos definem quem vai ler o quê. Não buscamos aplausos, queremos é que nossos leitores estejam bem informados, vendo sempre os TRÊS LADOS da moeda para emitir seu juízo. Acreditamos que cada um de nós no Brasil, e nos demais países que nos leem, merece o acesso a conteúdo verdadeiro e com profundidade. É o que praticamos desde o início deste blog a mais de 20 anos atrás. Isso nos dá essa credibilidade que orgulhosamente a preservamos, inclusive nestes tempos tumultuados, de narrativas polarizadas e de muita Fake News. O apoio e a propaganda de vocês nossos leitores é o que garante nossa linha de conduta. A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos as postagens e comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente, a posição do blog. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte. Não somos bancados por nenhum tipo de recurso ou patrocinadores internos, ou externo ao Brasil. Este blog é independente e representamos uma alternativa concreta de comunicação. Se você gosta de nossas publicações, junte-se a nós com sua propaganda, ou doação, para que possamos crescer e fazer a comunicação dos fatos, doa a quem doer. Entre em contato conosco pelo nosso e-mail abaixo, caso queira colaborar:

 

filhodedeusshalom@gmail.com

 

 

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

TRANSLATE

QUEM SOU EU?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado APOLOGÉTICO (de defesa da fé, conforme 1 Ped.3,15) promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim" (João14, 6).Defendemos as verdade da fé contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha a verdade, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por ela até que Ele volte(1Tim 6,14).Deus é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade. Este Deus adocicado, meloso, ingênuo, e sentimentalóide, é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomás de Aquino).Este apostolado tem interesse especial em Teologia, Política e Economia. A Economia e a Política são filhas da Filosofia que por sua vez é filha da Teologia que é a mãe de todas as ciências. “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

POSTAGENS MAIS LIDAS

SIGA-NOS E RECEBA AS NOVAS ATUALIZAÇÕES EM SEU CELULAR:

VISUALIZAÇÃO DE ACESSOS NO MÊS

ÚLTIMOS 5 COMENTÁRIOS

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger