A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » O Celibato é bíblico (Mt19,12; I Cor 7,1)porém, NÃO É DÓGMA

O Celibato é bíblico (Mt19,12; I Cor 7,1)porém, NÃO É DÓGMA

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 12 de março de 2017 | 12:06



É bom deixar isto logo bem claro, para depois não virem a dizer que a Igreja, ou papa Francisco está mudando dogmas, pois a questão trata-se apenas de orientação normativa e Canônica(que podem mudar) e não dogmática que é imutável. A Igreja, especialmente Bento XVI - já havia admitido que o celibato não é um dogma, como deve ser a fé dogmática na ressurreição de Cristo.O assunto portanto, não é uma questão de preferências e gostos pessoais, mas de contexto histórico.O Celibato é bíblico (Mt19,12; I Cor 7,1)porém, NÃO É DÓGMA. Nem tudo que está na bíblia, dito e recomendado pelos apóstolos e o próprio Cristo é dogma, se não vejamos:Paulo disse que era para se usar o véu e as mulheres ficarem caladas nas assembleias. Cristo disse: Se teu olho te faz pecar, arranca-o e joga fora, qual Igreja pratica isto ao pé da letra?. A propósito da ordenação sacerdotal de homens casados como meio de solucionar a crise vocacional, eis o que disse o Cardeal Íñiguez: "É um problema, não uma solução. Vocês sabem que, nas Igrejas orientais católicas existem sacerdotes casados; três ou quatro padres dessas Igrejas se pronunciaram, dizendo que, apesar de ser previsto o matrimônio dos sacerdotes, existe igualmente a crise vocacional. Os sacerdotes não têm tempo para estudar, devem trabalhar muito, para manter a esposa e os filhos; por vezes se divorciam, por vezes pedem que o bispo mantenha o sacerdote, a esposa e os filhos..." Sobre a questão do celibato sacerdotal _ tema que suscitou diversos pronunciamentos na Sala do Sínodo _ o Bispo ucraniano Sofron Stefan Mudry, ilustrou o cenário de seu país, referindo as "graves dificuldades sociais" e os problemas práticos que devem afrontar os homens casados ordenados sacerdotes, desde a carência de moradia à impossibilidade, por vezes, de deslocar-se de uma paróquia para outra, por causa, por exemplo, dos filhos em idade escolar. Situações que contrastam com a dedicação que o ministério requer.






Celibato de padres 'não é um dogma', afirma Papa Francisco



A Igreja - especialmente Bento XVI - já havia admitido que o celibato não é um dogma, como deve ser a fé na ressurreição de Cristo.O Papa Francisco afirmou que "o celibato dos padres não é um dogma" da Igreja, ao comentar a ordenação de homens casados defendida por certos setores católicos.Em entrevista coletiva no avião que o levou de Israel para Roma, nesta segunda-feira, Francisco lembrou que "há padres casados na Igreja, e citou, entre outros, os sacerdotes Anglicanos, os coptas católicos e certos padres das Igrejas orientais.

Mas o Papa estimou que o celibato dos sacerdotes é "um dom para a Igreja".

Ao afirmar que o celibato dos padres "não é um dogma para a Igreja", o Papa Francisco abre uma porta para a discussão do tema.A Igreja - especialmente Bento XVI - já havia admitido que o celibato não é um dogma, como deve ser a fé na ressurreição de Cristo

Uma sugestão frequente na Igreja é a ordenação de "viri probati", homens casados - geralmente aposentados - e muito comprometidos com o trabalho pastoral. Mas nunca se contemplou que sacerdotes ordenados possam receber autorização canônica para contrair matrimônio.


Segundo Francisco, ordenar homens casados ajudaria a contornar a falta de sacerdotes na Igreja Católica.A Igreja Católica precisa estudar a possibilidade de ordenar homens casados para ministrar a palavra de Deus, afirmou o papa Francisco a um jornal alemão. Segundo o pontífice, essa seria uma solução viável para lidar com a falta de clérigos, especialmente em comunidades remotas.Em uma entrevista publicada na noite de ontem pelo jornal alemão Die Zeit, Francisco reiterou que a retirada da regra do celibato não é a resposta definitiva da Igreja para a falta de padres. No entanto, expressou estar aberto para estudar a possibilidade de que “viri probati” – homens casados de fé comprovada – possam ser ordenados.


“Precisamos considerar se o viri probati é uma possibilidade. Precisamos então determinar que tarefas podem fazer, por exemplo, em comunidades remotas”, disse Francisco.


A proposta tem sido debatida há décadas, mas recebe atenção renovada por parte do pontífice argentino, graças ao seu conhecimento dos desafios enfrentados pela igreja em lugares como o Brasil, um enorme país católico com forte carência de padres.

O cardeal brasileiro Cláudio Hummes, um amigo de longa data de Francisco, tem publicamente defendido a ideia dos viri probati em locais como a Amazônia, onde a igreja conta com cerca de um padre para cada dez mil católicos.


Por enquanto, a Igreja Católica permite poucas exceções à regra do celibato. Sacerdotes protestantes casados, (Anglicanos e Ortodoxos),por exemplo, podem continuar na relação e seguir como padres católicos caso se convertam à religião católica, e se tiverem permissão das esposas.


(Com Estadão Conteúdo)




Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger