A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Será que ATEUS sabem que foi um PADRE CATÓLICO Georges Lemaître que criou a TEORIA DO BIG BANG ? E ainda dizem que a Igreja é contra a Ciência ?

Será que ATEUS sabem que foi um PADRE CATÓLICO Georges Lemaître que criou a TEORIA DO BIG BANG ? E ainda dizem que a Igreja é contra a Ciência ?

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 3 de fevereiro de 2013 | 23:02





Foi o padre Georges Lemaître  que primeiramente propôs o que ficou conhecido como a teoria Big Bang da origem do Universo, embora ele tenha chamado como "hipótese do átomo primordial". 

Fonte: Wikipedia


O diretor do Observatório Astronômico do Vaticano, padre José Gabriel Funes, afirmou durante a mostra “História do outro mundo. O universo dentro e fora de nós” que, do ponto de vista eclesiástico, a teoria do “Big Bang não está em contradição com a fé”.


De acordo com o padre a teoria do Big Bang, também conhecida como a grande explosão, é a “melhor teoria que temos neste momento da criação do universo”.


Ele afirmou ainda que “sabemos que Deus é criador, é um pai bom que tem um plano providencial para nós, que nós somos seus filhos, e que tudo o que possamos aprender racionalmente sobre a origem do universo não está em contradição com a mensagem religiosa da Bíblia”.



O astrônomo católico afirmou que concorda com essa explicação para a criação do universo, mas que “há algumas perguntas sem resposta”. Ele disse ainda que os católicos “devem ver o cosmos como um dom de Deus”, e “admirar a beleza que há no universo”.


“Essa beleza que vemos leva de algum modo à beleza do criador. E também graças a Deus que nos dotou de inteligência, de razão, podemos encontrar o logos, essa explicação racional que há no universo que nos permite fazer ciência também. Fala-nos também do logos criador de Deus”, destacou o sacerdote que afirmou ainda que não podemos descartar a possibilidade de vida extraterrestre.


“Se no futuro, que me parece uma coisa bastante difícil, pudesse estabelecer-se que existe vida, e vida inteligente [em outros planetas], não acredito que isto contradiga a mensagem religiosa da criação porque seriam também criaturas de Deus”, explicou o religioso.


Fonte: ACI digital
Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 7 Comentário. Deixe o seu!

27 de janeiro de 2014 02:33

Bom dia. Vou ser bem pragmático e poupar- lhe de um texto longo cheio de adjetivos hipócritas. Creio que não é isso o que deseja, eu mesmo não gostaria. Enfim, o padre Georges Lemaître foi um cientista admirável e de conduta inigualável, porém reconhecer que existe um padre racional não torna a religião como um todo uma entidade racional. A história da religião organizada foi e é pior infortúnio que a humanidade sofreu. Dizer que a religião vive às margens da lógica então eu me perguntaria onde está essa razão científica em cada aula de catecismo, crisma e missas dominicais. Resta então aos fundamentalistas se apegar desesperadamente a um padre astro físico e então esfregar nas caras dos ateus como se dissessem: "Chupa seguidores de Dawkins!". É isso mesmo? Então de repente a religião se tornou lógica é baseada nas evidências? Georges Lemaître foi um grande homem e não carrega em sua teoria a existência de Deus em nenhum momento! Nas igrejas ainda ouço falar em demônios, apocalipse , inferno, juízo final, pecado, e que o mundo tem cinco mil anos! O Papa mais que sem saída não pode mais fechar os olhos para o fato das evidências e obviamente diz que a evolução é mais que uma hipótese. E não é óbvio?! Ao contrário das religiões Darwin apresentava provas e não o uso da fé que o.mecanismo mais covarde de manipulação em massa que existe! Crer sem provas! Isso é fé. Agora só me poupe com todo respeito de dizer que a religião é uma entidade racional quando faz uso desse mecanismo tão absurdo. A religião estavam saída e não tem.opção alguma a não ser reconhecer a ciência e covardemente e simplesmente dizer: "Deus que fez" a cada descoberta científica.

27 de janeiro de 2014 09:54

Caro Mente Livre e bitolada ao ateísmo fanático e militante:

O RACIONALISMO SÓ ESTÁ PRESENTE NAS CIÊNCIAS EXATAS ?


O Racionalismo está presente em todas as ações humanas: Na ética, na moral e na Convivência social com relação ao uso racional de nossa liberdade, pois somos seres racionais e agimos baseados na razão e não nos instintos como os animais irracionais, portanto o uso da razão não está apenas nas Ciências exatas.


A sua argumentação é totalmente, ilógica e consequentemente irracional, justamente vindo de alguém que quer ser racional e pragmático. Se quer Ciências exatas meu caro, não é em aulas de Religião que você vai aprender, mas nas escolas públicas e privadas. Nas aulas de Catequese Cristã tratamos de outras questões entre elas a religião, a ética e a moral das relações humanas, que precisam ser racionais, caso contrário, descambam para o fanatismo, anarquismo, baderna e desconstrução social.


A riqueza moral tem estreitas afinidades com a material; não é difícil perceber por que razão isso acontece. É que a moral substitui a alma pela lógica; quando uma alma tem moral, deixam de existir para ela problemas morais, todos são problemas lógicos; pergunta-se se aquilo que quer fazer obedece a este ou àquele princípio moral racional, se a sua intenção deve ser interpretada de uma maneira ou de outra, e coisas semelhantes.


Do contrário, seria como uma horda caótica de gente se transformada numa classe de ginástica disciplinada que, a um sinal do monitor, obedecesse às ordens de torção à direita, esticar os braços ou flectir os joelhos, sem raciocinar. Mas a lógica pressupõe experiências racionais positivas e negativas passíveis de repetição; é óbvio que, no momento em que os acontecimentos mudassem num torvelinho em que nada se repete, nunca chegaríamos a poder expressar a profunda intuição de que A é igual a A, ou de que o que é maior não pode ser menor.


E o mesmo se pode dizer da moral, pois se não existisse nada que se pudesse repetir de forma racional, nada nos poderia ser prescrito, e sem poder prescrever nada às pessoas seria um caos completo.


Este atributo da repetitividade racional , próprio da moral e da razão, é ainda mais indissociável ao valor moral por exemplo do dinheiro; este consiste precisamente nisso e, desde que não sofra desvalorização, divide e classifica todos os prazeres do mundo em pequenos blocos de poder de compra com os quais adquirimos alguma coisa.


É por isso que o uso e destinação dinheiro carece de uma moral racional; e como todos sabemos que o inverso não é verdadeiro, isto é, que todo o homem moral e racional tem dinheiro, daí se deduz que esses atributos residem originalmente no dinheiro, ou pelo menos que o dinheiro é o coroamento de uma existência moral e racional. A partir dai, pode-se fazer outros desdobramentos do uso racional da razão em outros saberes que não seja apenas nas Ciências exatas.

Simples assim.

20 de outubro de 2014 18:58

Ao mentecapto (ops, me desculpem, é mente livre, hehehe). Primeira coisa que faltou em seu comentário foi juízo e dicernimento, hehehe, faltou-lhe ciência, que, por sua vez, como você não entende nada de ciência, muito menos de religião, mentecapto que és, como queres comentar algo. A maior ciência a existir sobre a face da terra é a Teologia, depois a filosofia, por terceiro as ciências materiais. Mas como explicar a você, se não conheces o mínimo e não queres conhecer nem este mínimo. Em uma mente fechada com um coração de pedra, o que dizer.

5 de junho de 2016 04:51

A fé é inimiga da razao. E o religioso sofre de debilidade intelectual!

5 de junho de 2016 05:02

Parabéns pelo comentário mente livre

5 de junho de 2016 19:52

Prezado Fernando Reis,

Fé e Razão – Pegunta que não cala: Se a fé fosse baseada apenas na experiência a nível pessoal,sem o uso da razão, teria se expandido e permanecido até hoje ?

Percorrendo o caminho de encontro e separação entre a Fé e a Razão:

1)- Analisando exegeticamente a discussão que o apóstolo Paulo teve com alguns filósofos epicuristas e estóicos no Areópago de Atenas conforme está relatado em atos:17, 18 - Vemos que o discurso no Areópago evidenciou repetidas alusões a ideias populares, predominantemente de origem estóica.

2)- Certamente isso não se deu por acaso; os primeiros cristãos, para se fazerem compreender pelos pagãos, não podiam citar apenas Moisés e os profetas nos seus discursos, mas tinham de servir-se também do conhecimento moral natural e da voz da consciência de cada homem, que aprova ou acusa nossas ações independente de religião.

3)- Se deduz que quando se menciona este movimento de aproximação dos cristãos à filosofia, é obrigatório recordar também a cautela com que eles olhavam outros elementos do mundo cultural pagão, como, por exemplo, a gnose. A filosofia, enquanto sabedoria prática e escola de vida, podia facilmente ser confundida com um conhecimento de tipo superior, esotérico, reservado a poucos iluminados.

4)- Pelo que vemos, o encontro do cristianismo com a filosofia não foi fácil nem imediato. A exercitação desta e a frequência das respectivas escolas foi vista mais vezes pelos primeiros cristãos como transtorno, do que como uma oportunidade.

5)- É preciso entender que para os primeiros Cristãos a primeira e mais urgente missão era o anúncio de Cristo ressuscitado, que havia de ser proposto num encontro pessoal, capaz de levar o interlocutor à conversão do coração e ao pedido do Batismo. De qualquer modo, isso não significa que ignorassem a obrigação de aprofundar a compreensão da fé e suas motivações na compreensão da própria fé aderida.

Continua...

5 de junho de 2016 19:53

6)- É injusta e pretextuosa a crítica de Celso, quando acusa os cristãos de serem gente « iletrada e rude. A explicação deste desinteresse do Cristão neo-convertido, tem de ser procurado dentro do próprio Cristianismo. Na realidade, o encontro com o Evangelho oferecia uma resposta tão satisfatória à questão do sentido da vida, até então insolúvel, que frequentar os filósofos parecia-lhes uma coisa sem interesse e, em certos aspectos, superada.


7)- Agostinho o grande Doutor ocidental que passou OBRIGATORIAMENTE para a história do pensamento universal,contatara diversas escolas filosóficas, mas todas o tinham desiludido. Quando se lhe deparou a verdade da fé cristã, então teve a força de realizar aquela conversão radical a que os filósofos anteriormente contatados não tinham conseguido induzi-lo.


8)- Todavia, a partir da baixa Idade Média, essa distinção legítima entre os dois conhecimentos transformou-se progressivamente em nefasta separação. Devido ao espírito excessivamente racionalista de alguns pensadores, radicalizaram-se as posições, chegando-se, de fato, a uma filosofia separada e absolutamente autónoma dos conteúdos da fé. Entre as várias consequências de tal separação, sobressai a difidência cada vez mais forte contra a própria razão. Alguns começaram a professar uma desconfiança geral, céptica ou agnóstica, quer para reservar mais espaço à fé, quer para desacreditar qualquer possível referência racional à mesma.

9)- Como consequência da crise do racionalismo, apareceu o niilismo. Enquanto filosofia do nada, consegue exercer um certo fascínio sobre os nossos contemporâneos. Os seus seguidores defendem a pesquisa como fim em si mesma, sem esperança nem possibilidade alguma de alcançar a meta da verdade. Na interpretação niilista, a existência é somente uma oportunidade para sensações e experiências onde o efémero detém o primado. O niilismo está na origem duma mentalidade difusa, segundo a qual não se deve assumir qualquer compromisso definitivo, porque tudo é fugaz e provisório.Em consequência, deu-se o obscurecimento da verdadeira dignidade da razão, impossibilitada de conhecer a verdade e de procurar o absoluto.

11)- A fé, privada da razão, pôs em maior evidência o sentimento e a experiência, correndo o risco de deixar de ser uma proposta universal.


Shalom !!!

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger