A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » SOLA SCRIPTURA SEM IGREJA - IGREJA NÃO SALVA ?

SOLA SCRIPTURA SEM IGREJA - IGREJA NÃO SALVA ?

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 7 de novembro de 2010 | 11:21

 

Os dogmas de Lutero

Por Rondinelly Ribeiro


Vejamos a sua máxima: "A Igreja não salva".





" A Igreja não é fonte de Salvação, mas meio de salvação estabelecido pelo próprio Deus."


Quero, entretanto, fazer você entender o que eu e os demais amigos da lista estamos escrevendo para que entendas em quê ponto sua afirmação está errada.

Só que para isso você não está fazendo o que todo bom moço que procura conhecer algo faz, que é se desarmar e ler com atenção o que se escreve.

Nós aqui, pelo menos eu, estamos até agora acreditando que sua questão é sincera e que você quer realmente entender se a Igreja tem um papel na salvação da humanidade ou não, ou apenas de tirar com a nossa cara fazendo perguntas à revelia sem se preocupar em ler e refletir nas respostas.

É a postura tradicional dos protestantes. Mais um motivo para meus questionamentos sobre você...

Vejamos uma analogia:

Gênesis 6,11-22

"A terra corrompia-se diante de Deus e enchia-se de violência. Deus olhou para a terra e viu que ela estava corrompida: toda a criatura seguia na terra o caminho da corrupção. 

A Arca de Noé hoje ? " A IGREJA"

Então Deus disse a Noé: Eis chegado o fim de toda a criatura diante de mim, pois eles encheram a terra de violência. Vou exterminá-los juntamente com a terra. Faze para ti uma arca de madeira resinosa: dividi-la-ás em compartimentos e a untarás de betume por dentro e por fora. E eis como a farás: seu comprimento será de trezentos côvados, sua largura de cinqüenta côvados, e sua altura de trinta. 

Farás no cimo da arca uma abertura com a dimensão dum côvado. Porás a porta da arca a um lado, e construirás três andares de compartimentos. Eis que vou fazer cair o dilúvio sobre a terra, uma inundação que exterminará todo ser que tenha sopro de vida debaixo do céu. Tudo que está sobre a terra morrerá. Mas farei aliança contigo: entrarás na arca com teus filhos, tua mulher e as mulheres de teus filhos. 

De tudo o que vive, de cada espécie de animais, farás entrar na arca dois, macho e fêmea, para que vivam contigo. De cada espécie de aves, e de cada espécie de quadrúpedes, e de cada espécie de animais que se arrastam sobre a terra, entrará um casal contigo, para que lhes possas conservar a vida.

Tomarás também contigo de todas as coisas para comer, e armazená-las-ás para que te sirvam de alimento, a ti e aos animais. Noé obedeceu, e fez tudo o que o Senhor lhe tinha ordenado."

E em Gênesis 7,7 lemos: "Para escapar à inundação, entrou na arca com seus filhos, sua mulher e as mulheres de seus filhos".

Deus iria enviar o dilúvio para acabar com o mal que havia se espalhado pela terra, porém queria que Noé sobrevivesse a este mal, fosse salvo do grande mal que estaria por vir. Então Deus ordenou que Noé construísse a famosa Arca para que quem nela estivesse fosse salvo da morte, ele, sua família e um casal de todos os animais da terra.

Os que não entraram na Arca forma mortos pelo dilúvio, não puderam ser salvos.

A Arca não serviu como a fonte da salvação de Noé, porém serviu como meio para esta salvação, pois foi o próprio Deus quem disse a Noé para fazê-la, logo Ele foi a fonte da Palavra pela qual Noé pôde obter a salvação da morte pelas águas do dilúvio. A Arca foi apenas o meio, e não a fonte, ela estava nos planos de Deus para que Noé fosse salvo. Quem não estava nela, não se salvou, mas não porque ela era a fonte da salvação, mas apenas seu meio.

Da mesma forma a Igreja dos tempos cristãos tem um desígnio pela parte de Deus, que é de servir do mesmo meio para a salvação dos povos, ser a Luz dos Povos, para que quem nela estiver, receba a graça santificante e não pereça eternamente.

Entretanto não é ela a fonte de salvação, mas ela contém a mensagem que leva à salvação. Você diz que não leria a carta se não fosse o carteiro, então, você não seria salvo se não fosse a Igreja. O carteiro não redigiu a carta, ele a entregou a você, e somente então você a leu. A Igreja não é a fonte da salvação, ela é a "coluna e o sustentáculo da verdade" (1 Tm 3,15) e não fonte da verdade, que é Cristo (Jo 1,17; 14,7) 

Igreja vem de "ek-kalein" que significa "chamar fora" ou "convocação". A palavra inglesa para Igreja é "church" que deriva de "kirche", que significa "a que pertence ao Senhor". É na Igreja que Deus "convoca" o seu povo em toda a terra, para trilhar o caminho que é Seu, "o qual deseja que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade." (1 Tm 2,4).

O Evangelho nos diz que "ninguém vai ao Pai senão por Cristo" (Jo 14,6)... Cristo que é inseparável do seu corpo eclesial ou da sua Igreja (cf. Cl 1,24). A Igreja não tem apenas um papel de reunião de fiéis, como reza a cartilha ecelsiológica protestante, mas é o próprio corpo de Cristo, do qual Ele é a cabeça.

Jesus mesmo diz: "Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.Se alguém não permanecer em mim será lançado fora, como o ramo. Ele secará e hão de ajuntá-lo e lançá-lo ao fogo, e queimar-se-á. Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e vos será feito.Nisto é glorificado meu Pai, para que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos." (Jo 15,5-8).

Portanto a salvação também está atrelada à permanência em Cristo, a Seu corpo místico, onde somos "enxertados" pelo batismo. Se permanecemos nEle, seremos glorificados nEle, mas se nos desprendermos de Seu corpo, seremos lançados fora. É a apostasia da Igreja, corpo de Cristo.

São Clemente de Alexandria diz que "Assim como a vontade de Deus é uma só e se chama mundo, assim também sua intenção é a salvação dos homens, e se chama Igreja" (Paed. 1,6).


Hermas, Aristides de Atenas e São Justino dizem uma famosa frase: "O mundo foi criado em vista da Igreja" (Visiones Pastoris 2,4,1; Apol. 16,6; Apol. 2,7) E Santo Epifânio diz "A Igreja é a finalidade de todas as coisas" (Panarion seu adversus LXXX haeresis, 1,1,5). Todos estes entenderam o papel da Igreja de Cristo enquanto instrumento de salvação dos povos, e não como a fonte de salvação.

Cristo veio cumprir o plano de Salvação de Deus, e para isto inaugurou o Reino de Deus na terra. Alguns podem se perguntar: Mas onde é que fica o Reino de Deus? Ora, o Reino de Deus é todo o lugar onde Deus reina, e é em nós que o Reino de Deus deve se estabelecer, e para isto precisamos de Sua graça, e é por intermédio da Igreja, pelos santos sacramentos, que recebemos esta graça. Sem a Igreja, não possuímos a graça santificante, assim como sem o seu carteiro, você, Carlos, ficaria sem a carta, a não ser que fosse no correio, mas no nosso caso, o "correio" é lá em cima, e para lá, só depois...Portanto, ou temos lemos a carta pelo carteiro, ou ficamos sem ela... Veja que seu próprio exemplo foi sua resposta.

Santo Ambrósio diz algo brilhante: "Da mesma forma que Eva foi formada do lado de Adão adormecido, assim a Igreja nasceu do coração traspassado de Cristo morto na cruz" (In Lc. II, 85-89).

Santo Agostinho diz que "Quod est spiritua noster, id est anima nostra, ad membra nostra, hoc est Spiritua Sanctus ad membra Christi, ad corpus Christi, quod est Ecclesia", ou seja "O que é nosso espírito, isto é a nossa alma em relação aos nossos membros, assim é o Espírito Santo em relação aos membros de Cristo, ao corpo de Cristo que é a Igreja" (Sermões 267,4).

Santo Irineu, em sua famosa obra "Contra as Heresias" diz que: "Com efeito, é à própria Igreja que foi confiado o Dom de Deus. É nela que foi depositada a comunhão com Cristo, isto é, o Espírito Santo, penhor da incorruptibilidade, confirmação da nossa fé e medida da nossa ascenção para Deus. Pois lá onde está a Igreja, ali também está o Espírito de Deus; e lá onde está o Espírito de Deus, ali está a Igreja e toda a graça" (Irineu, Adv. Haer. 3,24,1)

Da mesma forma que o carteiro não escreve a carta, a Igreja não é a fonte da graça salvífica. Mas também da mesma forma que o carteiro entrega a carta, é a Igreja a dispensora desta graça aos povos. Portanto pela Igreja obtemos a salvação, mas não apenas pela sua natureza, mas pela sua graça confiada por Deus.

Diz Dom Estêvão Bittencourt:

"A Tradição cristã é constante ao afirmar que a Igreja é nossa Mãe. Não conheço Jesus Cristo senão através dos ensinamentos multisseculares da Santa Mãe Igreja; recebi o Livro que me fala de Jesus Cristo das mãos dessa Mãe e Mestra; foi ela que ouviu, por primeiro, a Palavra de Cristo; vivenciou-a, aprofundou-a e consignou-a por escrito nos livros do Novo Testamento. Aliás, que cristão seria eu, que seria de minha fé, que seria minha oração, se eu estivesse entregue a mim mesmo e me encontrasse a sós diante da Bíblia? Talvez eu fizesse a Bíblia dizer o que eu pensasse, em vez de ouvir a genuína mensagem de Cristo recebida de viva voz pela Igreja e oportunamente redigida pelas suas mãos, que foram Mateus, Marcos, Lucas,...

Mesmo aqueles que se afastam da Igreja para ficar somente com Jesus Cristo só podem falar do Cristo que eles conhecem através da Igreja. Não há outra via de acesso a Cristo senão a Tradição viva da Igreja. Apesar disto, há aqueles que a abandonam, embora alimentados por essa Santa Mãe. Um vento de crítica amarga bate em muitas mentes e resseca os corações, impedindo-os de ouvir o sopro do Espírito. Muito sabiamente dizia S. Agostinho: «Onde está a Igreja, aí está o Espírito de Deus». A Igreja é minha Mãe... As censuras que lhe são feitas, não carecem, todas, de fundamento. Mas o volume dessas queixas não supera a grandeza do mistério-sacramento que é a Santa Igreja, o Corpo de Cristo prolongado! "

A eclesiologia protestante, entretanto, coloca a Igreja em uma posição de destaque muito inferior à que ela deve possuir. Pelo fato de aludirem a uma igreja invisível apenas, onde somente a fé em Jesus ganha destaque, permitem que a Igreja sofra as mais bizonhas desvirtuações da Palavra de Deus. Doutrinas estranhíssimas a todas as épocas do cristianismo na história são permitidas nas igrejas protestantes, desde que por detrás disso os seus líderes "confessem" que Jesus é o Senhor e Salvador, como se o Apóstolo Paulo não tivesse dado ênfase à doutrina (Ef 4,5) como um importante meio de unidade entre os cristãos, que devem manter-se unidos por Cristo.

O problema é que a forma de ver a Igreja no protestantismo está pautada em sua doutrina básica, a "Sola Scriptura". Alegam que Somente a Escritura, e somente Toda a Escritura "Sola Scriptura/Tota Scriptura" é a única fonte de autoridade e moral cristã. Nada há mais. Por isso a Igreja não possui papel algum além de local de reunião de crentes, que podem tanto ir ou não aos cultos, pois se quiserem podem ficar em casa que está tudo bem.

É na Igreja que recebemos os sacramentos, onde entramos em comunhão com Cristo. Não dar seu devido valor é desprezar o instrumento que Cristo se serve para reunir Seu povo em um único rebanho. Estar fora da Igreja é dispersar o rebanho de Cristo, é desvirtuar Sua vontade. A Igreja é muito mais do que pensam os protestantes modernos.

Dessa forma a Igreja tem um papel na salvação dos povos. Ela é a "Lumem Gentium", a Luz dos Povos, que serve para guiar-nos no caminho correto, nos alertando contra as heresias que aparecem para retirar-nos deste mesmo caminho, que é o próprio Cristo, com mensagens aprazíveis aos ouvidos, linguagem doce e emotiva, mas não passam de lobos em pele de cordeiro, querendo se servir dos pobres fiéis enganados, "Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm a vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores" (Mt 7,15)

Você, contudo, diz que as igrejas protestantes não afastam ninguém de Cristo. Interessante sua colocação, ainda mais pelos motivos que você coloca. Você diz que os protestantes não afastam ninguém de Cristo porque possuem as EBDs, cultos, livros, etc. Ora, ora, meu caro Carlos, e por acaso você ainda se diz católico? Isso serve de garantia para não afastar de Deus? Sabia que os Mórmons possuem escolas, cultos, livros, e os mesmos etecéteras??

A Igreja Católica possui, para todos, o serviço de catequese das crianças para sua preparação para a primeira comunhão, chamada de "aulas de catecismo", e posteriormente passa assistir aulas de preparação para a confirmação, a "crisma". Já existem muitas paróquias que promovem a catequese de adultos, que ainda está bem inferior ao necessário, mas a conscientização das pessoas reforça ainda mais este movimento. Os tantos outros movimentos da Igreja Católica, todos, têm sua formação. Veja a EPA da Renovação Carismática Católica e os escritos e lições dadas pelos movimentos Neocatecumenato e Focolares, além de tantas outras escolas de formação para leigos.

Está crescendo no Brasil a formação de cursos de teologia para leigos, que servem para aprofundar o conhecimento dos leigos acerca da Igreja e de suas doutrinas e diretrizes e relacioná-las à sua missão como corpo de Cristo. As livrarias católicas estão repletas de livros de todos os assuntos, teológicos, dicionários bíblicos, comentários bíblicos, livros pastorais, documentos do Vaticano, livros dos santos doutores, livros de filosofia, doutrina social da Igreja, aconselhamento espiritual, oração, e muitos e muitos etecéteras por vir...

E se isso é evidência de que o protestantismo está aproximando as pessoas de Cristo, então me explique, Freud, porque as igrejas protestantes são tão hostis umas com as outras? Será que elas não conseguiram chegar a esta sua conclusão de que estão aproximando os seus fiéis de Cristo. Ora, se uma critica a outra, é porque uma acha que a outra está errada, então um das duas, ou as duas, não estão fazendo a coisa certa, que é levar as pessoas a Cristo.

Veja os exemplos dos Adventistas com os demais protestantes. O professor Azenilto Brito sua a camisa para defender sua doutrina sabatista diante dos tantos protestantes que dizem o contrário. E não é somente como "doutrina secundária" não, pois o sabatismo implica na rejeição dos que não o cumprem, tornando-os hereges, e vice-versa. Outro exemplo são os pobres coitados da Congregação Cristã do Brasil, tem tantas doutrinas diferentes dos demais protestantes, ainda que possuam o cerne idêntico (SS, SF, etc.) que muitos enquadram esta igreja junto de nós (você também?) católicos como "seita" :-)

E pela estrada afora posso citar tantas igrejas protestantes que, para os protestantes mesmo, sem meter o meu bedelho, não estão levando as pessoas a Cristo coisa nenhuma, pelo menos o verdadeiro, pois este verdadeiro Cristo disse que a porta é estreita, enquanto muitas igrejas neopentecostais, e até algumas pentecostais, aderem à tão falada "teologia da prosperidade", onde Deus não é fim, mas meio de alcançar o deus principal - Mamom (dinheiro).

De vez em quando eu dou uma volta em livrarias protestantes para ver o que há de novo por lá. E geralmente vejo alguns livros muito bons, mas quando vejo seus autores digo "xiii, problema", pois são autores anglicanos, adventistas, batistas calvinistas, presbiterianos pedobatistas, presbiterianos batistas, calvinistas, arminianos, etc., ou seja, causa de mais divisão, e não de unidade. Vários teólogos protestantes já defendem doutrinas católicas como realmente verdadeiras, como luteranos já aceitam a justificação pela "Fide Formata", ou seja, pela fé que opera pela caridade, as boas obras; anglicanos que aceitam que Maria é de fato a mãe de Deus e está no céu, portanto até existem anglicanos e luteranos que rezam o terço, historiadores protestantes que de fato admitem que Pedro possuía posição de destaque na igreja de Roma em relação às demais, e mais etecéteras por aí também.

Sobre as salas de mudos, cegos e surdos, de fato vejo o quanto você desconhece a realidade da Igreja Católica, e está mais próximo do protestantismo que imagina minha vã filosofia (próximo ou já dentro, ou sempre esteve?)

A Igreja Católica tem imagens sabe porquê?

Entre outras funções, era exatamente para servir de "livro aos que não sabem ler", meu caro Carlos. São Gregório Magno (séc 7): ?...O que a escritura é para aqueles que sabem ler, as imagens o são para os ignorantes; mediante essas imagens aprendem o caminho a seguir. A imagem é o livros daquele que não sabe ler?.

E este recurso a igreja sempre usou. Não sou membro de nenhuma pastoral ou por dentro das tantas obras aos mais carentes da Igreja, mas veja você que existem várias comunidades de vida, entre outras, que se ocupam exatamente de tais pessoas especiais. Em Minas Gerais, se não me engano, existe um belo trabalho da Comunidade Éfeta ("Abre-te") com os surdo-mudos. Toda a Comunidade é voltada somente para a evangelização destas pessoas.

Você disse que a primeira bíblia em braile é protestante. Nem eu sabia disso, prova de que você está bem por dentro. Mas se os cegos estão supridos, os analfabetos ainda não estão, pois os recursos mais eficientes para guardar uma mensagem que o homem possa utilizar, as imagens, são proibidas pelo protestantismo, e sabemos bem a fonte de tal erro, e por isso os analfabetos protestantes ainda clamam para sair da "margem da Palavra de Deus", como você falou, pois a ênfase na leitura da bíblia soa como um desestímulo para estas pobres pessoas. Por outro lado, na minha igreja eu já vi muito mendigo entrando e vendo as imagens da via sacra e vendo as imagens dos santos. No mínimo alguma lembrança ele vai ter, com certeza.

Por fim, sobre os seus presidiários que se arrependem. Não digo que eles não serão salvos, porque quem diz isso não sou eu. Eu somente posso supor algo, mas a palavra de final é de Deus, portanto eu creio que a Igreja é a que confere a graça santificante pelo qual somos capazes de vencer o pecado e nos livrarmos de todo mal, e como meio de realizarmos o Reino de Deus na terra, curarmos os feridos, tratarmos dos pobres, alimentar os famintos, etc. Tudo isto, pela graça de Deus, torna-se salvífico para nós. Sem a graça de Deus, nada disso é bom, de fato. Senão a Legião da Boa Vontade estaria lotando os céus até hoje...:-)

O presidiário, se morrer na cadeia, não poderá ir mesmo à Igreja, mas nem por isso ele pode deixar de receber os sacramentos, pois há a pastoral carcerária, que leva os sacramentos a todos os presos que assim quiserem, e mesmo os que são protestantes, creio que se tivessem conhecimento do bem que faria tal graça, desejariam receber tal sacramento, por isso creio que Deus pela Sua infinita misericórdia, saberá como tratar destes senhores e senhoras.

Sem mais

Abraços e persevere nas boas obras

Este artigo foi publicado durante a primeira fase do Apostolado Veritatis Splendor

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger