A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Quem fundou a Igreja Católica ? Cristo sobre Pedro, ou o Imperador Romano Constantino ?

Quem fundou a Igreja Católica ? Cristo sobre Pedro, ou o Imperador Romano Constantino ?

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 25 de novembro de 2015 | 10:36






Dizem os protestantes que foi Constantino que fundou a Igreja Católica. Negam que a Igreja Católica tenha sido fundada pelo Senhor Jesus Cristo sobre Pedro em Mateus 16,18,como se já antes de Constantino não já existissem a Igreja e papas sucessores de Pedro. Dizem ainda os protestantes que Lutero foi um homem levantado por DEUS para corrigir os erros do catolicismo. Alguns o chamam de “anjo”.


Perguntas que não calam:



Se a Igreja Católica é obra de homens, como é possível ao protestante abraçar a sua pretensa reforma feita por um homem ?Quer dizer que a igreja Católica é obra do homem e sua reforma feita por outro homem Lutero é obra divina ?






“A qual Igreja pertenciam os 34 papas anteriores a Constantino então ?...”



Se Deus estivesse inconformado com A  IGREJA CATÓLICA  já teria destruído o Vaticano.Ora,por muito menos ele destruiu Sodoma e Gomorra, não é isso que está escrito na Bíblia ?



Porem eis o que diz a bíblia com relação a única e verdadeira Igreja (Mateus 16,18):



ATOS 5, 38-39 : “Agora, pois, eu vos aconselho: não vos metais com estes homens. Deixai-os! Se o seu projeto ou a sua obra provém de homens, por si mesma se destruirá; mas se provier de Deus, não podereis desfazê-la. Vós vos arriscaríeis a entrar em luta contra o próprio Deus. Aceitaram o seu conselho.”




PROMESSA DE CRISTO A IGREJA VISÍVEL FUNDADA SOBRE PEDRO:



Mateus 16,18: “As portas do inferno jamais prevalecerão contra ela...”


Os protestantes lêem a bíblia , mas não escutam a voz de Deus, somente a suas próprias vozes e de seus pastores.Por isto diz o profeta: Escuta Isrrael...por isto Cristo disse aos apóstolos: Ide e Anunciai...Portanto, precisamos mais ouvir a palavra de Deus que ler a palavra, pois a letra mata, mas o espírito a vivifica.




Interpretando muito distorcidamente os textos de Eusébio de Cesárea e de outros historiadores do ou sobre o período de Constantino, os tendenciosos inimigos da ICAR concluem erroneamente que Constantino foi o primeiro Papa e que uniu Igreja e Estado – Vamos aos fatos históricos:


REFUTAÇÃO:


1)-AFIRMAÇÃO PROTESTANTE: “Ora sabemos que Constantino I foi Imperador Romano e que ostentou mesmo após a conversão ao Cristianismo o título de Pontifex Maximus pagão, visto que não aboliu os cultos pagãos. “


REFUTAÇÃO: Essa é uma inverdade muito fácil de refutar: Se Constantino inventou uma religião cristã-pagã e deu liberdade a essa religião por ele inventada (em 313), POR QUE ELE SÓ FOI BATIZADO NO FINAL DA VIDA (EM 337)?. Constantino levou o resto da vida para se converter de fato, e ser batizado no leito de morte. O bem que Constantino fez à Igreja foi imenso, porém sua atitude pessoal foi péssima até o final da vida (inclusive favorecendo o paganismo em algumas ocasiões) quando graças a Deus aceitou o batismo.Mas disto concluir que ele foi papa já é demais! Aliás, havia um papa nessa época, era São Silvestre I, que inclusive aprovou a reunião do Concílio de Nicéia convocada pelo Imperador Constantino, enviando como representantes papais dois clérigos. É errado dizer que Constantino uniu a Igreja com o Estado, visto que não tornou o cristianismo religião oficial do Império,tal fato só ocorreria posteriormente com o Imperador Teodósio I.No Edito de MIlão, Constantino concede apenas a liberdade de culto para os cristãos, baseado numa ética de tolerância, que o imperador julgava necessária à paz no império.


Por fim cabe-nos perguntar: Constantino  FUNDOU A ICAR ?



Definitivamente Não !!! Visto que a influência do Imperador nos assuntos religiosos era ínfima, bastando lembrarmos que a corrente cristã apoiada por ele ERA ARIANISTA e foi considerada herética pelo Concílio de Nicéia. Entretanto Constantino não retirou o seu apoio aos hereges, o que lhe valeu a oposição de muitos bispos, entre eles Santo Atanásio de Alexandria, cujo papel no combate a política pró-ariana de Constâncio II (filho e sucessor de Constantino) será notória na história eclesiástica do século IV.O Papa da época de Constantino São Silvestre só o batizou em seu Leito de morte, e já era 36º antes de Constantino, portanto a ICAR  já existia antes de Constantino.




Uma coisa é certa, até mesmo Lutero reconhecia São Pedro como papa. Isso é claro na tese n.78 – Vejamos:



“Dizemos contra isto que qualquer papa,  mesmo São Pedro, tem maiores graças que essas, a saber, o Evangelho, as virtudes, as graças da administração, ou da cura ,etc...como está escrito em  I Cor. 12”.


Contra fatos NÃO HÁ ARGUMENTOS : Cristo quis sim fundar UMA ÚNICA IGREJA VISÍVEL e fundou sobre Pedro – Mateus 16,18



Como identificar a Igreja de Cristo?




São duas as chaves para se chegar à conclusão definitiva: a Bíblia Sagrada, que os protestantes/evangélicos dizem seguir, e a Igreja primitiva, que os protestantes/evangélicos dizem representar:



Segundo a Bíblia: a Epístola aos Hebreus (12,22-24) fala da Igreja Celestial, que é a Jerusalém Celeste. O texto bíblico diz que as almas dos justos aperfeiçoados estão no rol da Igreja triunfante: “À Assembleia Universal, que é a Igreja dos Primogênitos arrolados nos Céus, e a Deus, Juiz de todos; aos espíritos dos justos aperfeiçoados”.




O ponto fundamental aí é notar que a tradução do manuscrito original em grego diz kαθολικός eκκλησία, que se pronuncia katholikón ekklésia, e quer dizer, exatamente, Igreja Católica.




Na próxima vez em que alguém lhe perguntar onde é que está escrito na Bíblia que a Igreja de Jesus Cristo é a católica, você já sabe o que responder.




A Igreja Primitiva, no Concílio de Constantinopla (381), os cristãos definiram os traços que definem a verdadeira e única Igreja de Jesus Cristo:


"Creio na Igreja, Una, Santa, Católica e Apostólica..."




1)- Una: A Igreja deve ser una, isto é uma só, indivisível, uma só Igreja, do mesmo modo como existe "um só Senhor, uma só fé, um só batismo" (Ef 4,5). Jesus Cristo fundou uma só Igreja neste mundo, e Jesus só pode ser a Cabeça de um Corpo, do mesmo modo como somente pode desposar uma noiva, assim como Deus teve um povo entre os vários povos.




2)- Santa: em virtude do seu fundador: Jesus Cristo. Foi ela que recebeu uma promessa fundamental: "...as portas do inferno não prevalecerão contra ela" (Mt 16,18). Deste modo, a razão da própria existência da Igreja está em ser um instrumento de santificação dos homens: "Santifico-me por eles para que também eles sejam santificados pela verdade" (Jo 17,19).




3)- Católica: a palavra católica quer dizer universal; a Igreja de Cristo é Universal porque foi estabelecida para reunir todos os povos e nações para formar o único Povo de Deus: "Ide, pois, ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo" (Mt 28,19).

4)- Apostólica: porque está edificada sobre o "fundamento dos Apóstolos..." (Ef 2,20). A garantia da legitimidade da Igreja está na continuidade da obra de Jesus por meio da Sucessão Apostólica. Tudo o que Jesus quis para a sua Igreja foi entregue aos cuidados dos Apóstolos: a doutrina, os meios para santificação e a hierarquia.




"Onde quer que se apresente o bispo, ali também esteja a comunidade, assim como a Presença de Jesus nos assegura a presença da Igreja Católica" - Sto. Inácio Bispo de Antioquia, Carta aos Esmirnenses 8,2 (séc. II).




Aos poucos, a palavra católica foi sendo usada para definir aqueles que estavam de fato seguindo a doutrina de Jesus. No final do século II, a igreja cristã já era conhecida em toda parte como Igreja Católica. Não vou postar a lista toda, porque ninguém ira ler, mas prova que houve uma sucessão que legitima o trono De Pedro após a sua Morte em Roma.Eis quais eram os papas e quais os imperadores pagãos que os martirizaram juntamente com milhares de outros cristãos:



1º Papa - São Pedro - de 37 a 67 morto por Nero - de 41 a 68
2º Papa - São Lino - de 67 a 76 morto por Vespasiano - de 69 a 79
3º Papa - São Cleto - de 77 a 88 morto por Domiciano - de 81 a 96
4º Papa - S.Clemente I - de 89 a 98 morto por Trajano - de 98 a 117
5º Papa - St.Evaristo - de 98 a 105 morto por Trajano
6º Papa - St.Alexandre I - de 105 a 115 morto por Trajano
7º Papa - S.Xisto - de 115 a 125 morto por Adriano - de 117 a 138
8º Papa - S.Telésforo - de 125 a 136 morto por Adriano
9º Papa - St. Higino - de 137 a 140 morto por Antonino - de 138 a 161
10º Papa - S.Pio I - de 140 a 155 morto por Antonino
11º Papa - St.Aniceto - de 155 a 166 morto por M.Aurélio de - 161 a 180
12º Papa - S.Sotero - de 166 a 175 morto pro M.Aurélio
13º Papa - St. Eleotério - de 175 a 189 morto por Comodo de 180 a 193
14º Papa - S.Vitor I - de 189 a 199 morto por S.Severo - de 193 a 211
15º Papa - S.Zeferino - de 199 a 217 morto por Caracala - de 211 a 217
Heliogabalo de 218 a 222
16º Papa - S.Calixto I - de 217 a 222 morto por Heliogabalo de 218 a 222
18º Papa - S.Ponciano - de 230 a 235 morto por Alexandre Severo
19º Papa - St Antero - de 235 a 236 morto por Maximino de 235 a 238
20º Papa - S.Fabiano de 236 a 250 morto por Décio de 249 a 251
21º Papa - S.Cornélio - de 251 a 253 morto por Treboniano - de 251 a 253
22º Papa - S.Lúcio - de 253 a 254 morto por Valeriano - de 253 a 260
23º Papa - St Estêvão - de 254 a 257 morto por Valeriano
24º Papa - S.Xisto II - de 257 a 258 - Morto por Valeriano
25º Papa - S.Dionísio - de 259 a 268 - Não sofreu o martírio
26º Papa - S. Félix - de 269 a 274 - morto por Aureliano - de 270 a 275
27º Papa - S.Eutiquiano - de 275 a 283 - não
 sofreu o martírio
28º Papa - S. Caio - de 283 a 296 - Não sofreu o martírio
29º Papa - S. Marcelino - de 296 a 304 - Não sofreu o martírio
30º Papa - S. Marcelo I - de 307 a 309 - morto por Maxêncio, de 305 a 311 em consequência de maus tratos 
31º Papa - St. Euzébio - de 309 a 310 - desterrado por Maxêncio de 305 a 311
32º Papa - S.Melquíades - de 311 a 314 - Este não foi morto - Já reinava Constantino I, o Grande - de 305 a 337, embora não sozinho, pois havia uma tetrarquia.Sucessor de Santo Eusébio, São Melquíades era natural da África, assumindo o trono pontifício em Roma em 311. Sofreu dura perseguição durante o governo de Maximiano, sendo estes talvez os anos do declínio das perseguições implacáveis contra a Igreja de Cristo. Tudo levava a crer que São Melquíades seria mais um Papa a entrar no rol dos mártires, o que não se confirmou. Pelo contrário, teve a oportunidade de presenciar a paz que o imperador Constantino, recém convertido, trouxe à igreja e ao mundo em 312.





As heresias a todo custo tentam, em vão, derrubar a Igreja Católica. Digo em vão, por que o próprio Cristo disse que as portas do inferno não prevaleceriam sobre ela (Mt 16,18). Os protestantes não são unânimes ao ofender a Igreja Católica dizendo quem fundou a Igreja Católica, alguns dizem que foi o penúltimo Imperador Romano, Constantino, outros dizem que foi Teodósio, o último Imperador Romano. Estes dois viveram no século IV d.C., o século de transição entre a queda do Império Romano (fim da Idade Antiga) e o início da Idade Média.



O que os fatos históricos nos comprovam ( e não a achologia protestante de seus papagaios), é que o que houve por parte destes dois Imperadores Romanos foi o reconhecimento do cristianismo como religião oficial do Império Romano, Constantino, através do Edito de Tolerância de Milão, fez cessar as perseguições aos cristãos e Teodósio, através do Edito de Tessalônica proscreveu o culto pagão do Império Romano em substituição apenas isto, pois a Igreja já existia e já tinha papas e era perseguida.



A sucessão APOSTÓLICA é prevista na Bíblia?





Em At 1,15-26 vemos que Pedro toma a iniciativa de preencher a vaga de Judas Iscariotes (que entregou Cristo e se matou depois) baseado na passagem de Sl 68,26; 108,8. Propuseram dois candidatos: José (não o Esposo de Maria) e Matias. Após uma oração, "Deitaram sorte e caiu a sorte em Matias, que foi incorporado aos onze apóstolos" (At 1,26).





São Pedro teve sucessores, o primeiro deles é Lino (O mesmo citado em 2Tm 4,21), depois vieram Anacleto (ou Cleto), Clemente I, Evaristo, Alexandre I, Sisto I, Telésforo, etc... Existem documentos históricos que comprovam a sucessão, desses podemos destacar a obra "Contra as Heresias" de Irineu de Lião; escrita por volta de 180 d.C., século II, dá um testemunho da lista de Papas até aquela época; a obra "Liber Pontificalis", escrito no século VI, apresenta uma lista de São Pedro até Félix II (526-530), esses documentos são respeitados pela história oficial.




Com Teodósio, o paganismo e o culto dos deuses foram extintos e condenados. Veja que Teodósio se submete à penitência da Igreja e mais, se o culto aos santos católicos é pagão (como afirmam os protestantes), então como Teodósio fundou a nossa Igreja se ele proscreveu esse culto pagão ?



Aliás, será que vocês sabem pelo menos o que é idolatria para ficar usando essa palavra desmedidamente ? Tenho minhas dúvidas, mas isto discutiremos em outras oportunidades por aqui, caso convenha, ou seja provocado. A cada dia que passa me convenço que: "Um Católico ou leigo  ignorante tende a ser um futuro Protestante."



“TORNEI-ME VOSSO INIMIGO, AO DIZER-VOS A VERDADE?” (Gal 4, 16).





AVISO AOS PROTESTANTES ADORADORES DE MAMON: LUCAS 16,13:

“Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará a outro, ou se prenderá a um e desprezará o outro. Não podeis servir simultaneamente a Deus e a Mamon...”Por que os protestantes e suas lideranças  pulam essa parte do Evangelho ? - Nunca os vi comentarem sobre esse trecho  do Evangelho - Devem sentir-se  constrangidos em  ter de enfrentar a esta verdade dita pelo Cristo, contradizendo suas pregações de bençolatria , dizimolatria , sucessolatria  e seus altos padrões de vida a custo dos ignorantes.



COM RELAÇÃO AOS COVARDES  PROTESTANTES SECTÁRIOS :



1Jo 2,19 - "Eles Saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos; pois, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas, [saíram] para que se mostrasse que nem todos são dos nossos, nem do número dos eleitos.”




Se uma casa está problemas no telhado, qual a solução ?


Concertar o telhado ,ou ABANDONAR A CASA como fazem os covardes protestantes ? E ainda ficam a atirar pedras e a cuspir no prato que comeram. Parabéns ao corajosos e valorosos Católicos que perseveram na única e verdadeira Igreja de Cristo!!! conf. Mateus 16,18.




“Existem pouquíssimas pessoas neste mundo que realmente odeiam CEGAMENTE a Igreja Católica, mas infelizmente há milhões que odeiam o que eles PENSAM ser a Igreja Católica... (Fulton J. Sheen)”.



Pensem nisto meus amados!!!


BIBLIOGRAFIA:



- Enciclopédia Barsa, volume 12, página 43

Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 3 Comentário. Deixe o seu!

27 de janeiro de 2017 22:54

O mês de outubro abriga um contraste religioso. Enquanto os católicos celebram sua senhora e “padroeira” no dia 12, dezenove dias depois os protestantes comemoram o aniversário da Reforma, que aliás se aproxima dos seus 500 anos. Entre uma festa e outra, e em meio a apelos ecumênicos vindos principalmente do Vaticano, que prega “um só rebanho e um só pastor” desde que o chefe de todos seja o “papa”, os católicos costumam dizer que a sua igreja é a única verdadeira, uma falácia desossada facilmente aqui. Alegam que a única linha que pode ser traçada de hoje até aqueles dias gloriosos em que Jesus andava pela Terra passa por seus líderes, os “papas”, até “são” Pedro, que juram de pés juntos ter sido o primeiro deles. Mas então vejamos se de fato Jesus fundou a igreja católica e se Pedro foi mesmo o primeiro “papa”.

27 de janeiro de 2017 22:55

O livro de Atos trata da história inicial da Igreja: começa com Jesus subindo aos céus e instruindo os seus seguidores para que pregassem o Evangelho; conta os primeiros atos dos discípulos, os relatos históricos, os milagres, a expansão do Evangelho, a perseguição, morte, martírio; trata da atuação da Igreja sem a presença física de Jesus. É um documento histórico, original, de grande valor, seja na Bíblia católica, seja na Bíblia protestante, porque traz a história de maneira fidedigna: ele traz a confirmação daquilo que Jesus havia prometido: “Preguem o Evangelho a cada criatura. Quem crer e for batizado, será salvo. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios, falarão novas línguas, pegarão em serpentes e se beberem qualquer coisa mortífera, não lhes fará dano algum. E imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão. E eis que estou com vocês todos os dias até a consumação dos séculos”.
Atos 11:26 explica: “E sucedeu que todo o ano se reuniram naquela igreja e ensinaram muita gente. Em Antioquia, foram os discípulos pela primeira vez chamados cristãos”. O objetivo de se reunir em uma igreja – do grego ekklesia (assembléia, reunião) – é louvar e adorar a Deus, ensinar e aprender a Sua Palavra. Então, durante um ano os discípulos se reuniram naquela assembléia, naquela ekklesia – que provavelmente se reunia em uma casa e não em um templo – ensinando ao povo as palavras de Jesus, que eles mesmos haviam ouvido, pessoalmente. Este relato foi escrito por volta do ano 60 da era atual, e antes disso, os seguidores de Jesus eram chamados de “discípulos” (aluno ou seguidor). Mas em Antioquia, pela primeira vez, foram apelidados de “cristãos”. Portanto, a pessoa que segue os ensinamentos de Cristo é uma pessoa cristã.

30 de janeiro de 2017 10:21

Prezado protestante filho de Lutero Glaysomar alve


Se a Igreja Católica é obra de homens, como é possível ao protestante abraçar a sua pretensa reforma feita por um homem herege, pecador e beberrão como foi Lutero?Quer dizer que a igreja Católica é obra do homem e sua reforma feita por outro homem pecador Lutero é obra divina ?Ora tenha paciência !!!






“A qual Igreja pertenciam os 34 papas anteriores a Constantino então ?...”



Se Deus estivesse inconformado com A IGREJA CATÓLICA já teria destruído o Vaticano.Ora,por muito menos ele destruiu Sodoma e Gomorra, não é isso que está escrito na Bíblia ?Porem eis o que diz a bíblia com relação a única e verdadeira Igreja (Mateus 16,18):ATOS 5, 38-39 : “Agora, pois, eu vos aconselho: não vos metais com estes homens. Deixai-os! Se o seu projeto ou a sua obra provém de homens, por si mesma se destruirá; mas se provier de Deus, não podereis desfazê-la. Vós vos arriscaríeis a entrar em luta contra o próprio Deus. Aceitaram o seu conselho.”




PROMESSA DE CRISTO A IGREJA VISÍVEL FUNDADA SOBRE PEDRO: Mateus 16,18: “As portas do inferno jamais prevalecerão contra ela...”


Os protestantes lêem a bíblia , mas não escutam a voz de Deus, somente a suas próprias vozes e de seus pastores.Por isto diz o profeta: Escuta Isrrael...por isto Cristo disse aos apóstolos: Ide e Anunciai...Portanto, precisamos mais ouvir a palavra de Deus que ler a palavra, pois a letra mata, mas o espírito a vivifica.

Pense nisto em suas orações meu caro

Shalom !!!

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger