A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Mateus 6,7: “NÃO MULTIPLIQUEIS VOSSA PALAVRAS EM VOSSAS ORAÇÕES...”

Mateus 6,7: “NÃO MULTIPLIQUEIS VOSSA PALAVRAS EM VOSSAS ORAÇÕES...”

Written By Beraká - o blog da família on quinta-feira, 16 de julho de 2015 | 22:44






Eu mesmo, prefiro o Silêncio de uma Igreja Vazia qualquer,porem repleta da Presença de Deus,onde eu possa entrar e rezar e estejam  cheias e imagens sacras e silenciosas que relembrando seus testemunhos de seguimento ao Cristo pobre, casto e obediente quando em vida, me falam muitos mais que os berreiros interesseiros de falsos pastores desta seitas espalhadas por ai.


Bem disse o Senhor: Orar bem não significa uma verborragia vazia. Orar tampouco é multiplicar gritos desconcertantes da paz interior. Orar é mais do que falar; é quase um não falar, para que diante do Senhor, possamos Sua voz ouvir.




No evangelho, Jesus fala de um mal que existe em todos nós, que é a tentação de multiplicar as palavras, inclusive para dizer as coisas mais simples. Por exemplo: mediante a oração do Pai nosso, Jesus nos ensina a resistir a essa tentação. Na oração, não é preciso repetir muitas palavras, gritar, pois Deus está sempre disposto a nos ouvir.


Quando vencemos a tentação de multiplicar as palavras, aprendemos que toda oração deve ser dita com amor. O amor gera o silêncio e o silêncio grita diante de Deus. Um Pai nosso rezado como um ato de amor e de entrega arranca de Deus aquilo de que mais precisamos.
Nos evangelhos , Jesus nos ensina que estar com Deus, e escutar sua Palavra,é a maneira de nos defender das fascinações do orgulho e da presunção, da moda e do conformismo e alcançar a força para ser verdadeiramente livres, inclusive das tentações mascaradas de bondade.


Não se trata de multiplicar as palavras, como dizia Jesus, mas de estar na presença de Deus, tornando próprias, na mente e no coração, cada uma das petições do Pai nosso, que abraça todos os problemas da vida humana: necessidade de Deus, necessidade de conviver com os irmãos e necessidade de pão, de perdão e também de viver livres.


Nada disso nos separa da vida, mas nos ajuda a ser verdadeiramente nós mesmos em todos os ambientes, fiéis à voz de Deus que fala à nossa consciência, nos liberta dos condicionamentos da vida.Dessa maneira, Deus irá interromper suas ocupações, para, ao ouvir cada uma das palavras do Pai nosso, nos atender com todo o seu coração e com toda a sua bondade.


Jesus diz: “Quando orardes, não multipliqueis vossas palavras esperando serem ouvidos como fazem os pagãos,porque o vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes que vós lho peçais” (Mt 6,7-8).



"Este povo me louva com a boca, mas o seu coração está longe de mim"...(Mt 15, 8.


A oração é para mudar Deus, ou para que Deus nos mude ? É Deus quem tem de nos escutar ? Ou somos nós que devemos escutar a Deus ?


E como ouvi-lo na bagunça histérica das gritarias ?


"Toda GRITARIA,blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós." - Efésios 4,31


“Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos. 1 Coríntios 14,33




Mateus 6,5-6: “E, quando orares, não sejas como os hipócritas, pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e as esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.”


A Biblia não condena repetir orações e sim a multiplicação das palavras:

“Nas vossas orações, NÃO MULTIPLIQUEIS AS PALAVRAS, como fazem os pagãos que julgam que serão ouvidos à força de palavras” (Mateus 6,7)


Apocalipse 4,8-11 " Estes Animais tinham cada um seis asas cobertas de olhos por dentro e por fora. Não cessavam de clamar dia e noite: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Dominador, o que é, o que era e o que deve voltar... "

* O Salmo 136 repete a frase " porque é eterno seu amor ".


* Os Salmos 29, 46, 80 , 107 e outros também possuem estrofes repetitivas


* Em Daniel 3, 57-88 a frase "louvai-o e exaltai-o eternamente! " se repete 32 vezes.


“Então veio um vento fortíssimo que separou os montes e esmigalhou as rochas diante do Senhor, mas o Senhor não estava no vento. Depois do vento houve um terremoto, mas o Senhor não estava no terremoto.Depois do terremoto houve um fogo, mas o Senhor não estava nele. E depois do fogo houve o murmúrio de uma brisa suave.(1 Reis 19:11-12)


Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger