A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » “Toda forma de amar é amor? e é querida por Deus ?”

“Toda forma de amar é amor? e é querida por Deus ?”

Written By Beraká - o blog da família on terça-feira, 16 de setembro de 2014 | 16:53








Falar de amor é muito fácil. Todo mundo acha que o conhece, alguns creem que ele é ilusório e muitos julgam dá-lo da maneira mais perfeita. Mas o frequente sofrimento que ele causa na maioria das pessoas deveria levá-las a perguntar-se se o que costumam conceber como “amor” realmente o é?


Quais são as “fontes” nas quais se bebe e se aprende o que significa amar?


Em geral, as pessoas se inspiram nas poesia, na música e nos próprios hormônios, que fervem na adolescência e tentam incinerar o corpo com o impulso sexual descontrolado, arrastando a vida em uma perigosa espiral que, quanto mais se quer sair dela, mais ela arrasta ao fundo do abismo do vazio.Infelizmente, a experiência do amor tem sido conduzida pelos impulsos, deixando de lado sua essência, que é a doação, a oblação.




Ao conceber o amor como instinto, muitos deixam que a natureza se encarregue de educá-lo, algo que ela nunca fará e que acabará nos levando de maneira irremediável a viver a vida inteira dependendo da paixão, do sexo, da afetividade, que são apenas faíscas do amor. E, assim, ao invés de amar, as pessoas vão remendando a vida.


A falsa noção de amor pode custar caro:


A superficialidade de um prazer que preenche por instantes, mas que esvazia cada vez mais a alma sedenta. Porque o amor não foi feito para quem quer viver na periferia da pele, para quem nunca quis ir além do seu próprio hedonismo nem para quem se considera como o umbigo do universo.


O amor é uma experiência para quem quer sair das margens da existência; o amor foi feito para os que sabem ver além do que desejam para si mesmos e sabem o que querem também para os outros.O que existe no amor é um aperfeiçoamento, uma qualificação da experiência, que nos permite amadurecer a cada dia e crescer constantemente, até levá-lo a ser um amor capaz de entregar a vida.



É por tudo isso que não acredito no amor daqueles que só sabem enxergar a beleza de seus parceiros(as) como um troféu conquistado, daqueles acreditam que “ter química” é a única coisa que importa.



Não acredito no amor daqueles que se deixam cegar pelo coração sem ouvir a razão, dos que são capazes de pisar nos outros para conseguir o que desejam, daqueles que não se incomodam em destruir um relacionamento para ficar com alguém que preencha sua egoísta felicidade, dos que supõem que o prazer é sinônimo de amor e que, quando a cruz surge no horizonte, fogem dela.



Enfim, não acredito naqueles que acham que qualquer impulso hormonal pode ser chamado de “amor”.




“Os efeitos insidiosos na sociedade da cultura do amor livre e da libertinagem podem ser reconhecidos por qualquer pessoa de bom senso. Essa cultura utilitarista de morte não procura o bem do outro, mas utilizar-se e desfazer-se dele como um lixo, como se descarta a seringa de uma droga qualquer após o uso.”(Padre Paulo Ricardo)




Vou contar apenas o milagre sem revelar o nome do santo (ou dos santos) :

Um irmão viu em uma postagem aqui do face,um convite feito por uma pessoa da RCC a um de nossos Seminaristas da diocese de Mossoró que segue a linha da Teologia da libertação, do qual teve a seguinte resposta:

“Não vou e não posso participar destes eventos porque isto vai contra meus princípios e convicções, a minha IDENTIDADE não permite...”, e logo depois a mesma pessoa que o convidou, viu-se envolvida em um debate sobre liberdade e homossexualidade e este mesmo seminarista diz:

“Toda forma de amar é amor”

1)-TODA FORMA DE PAIXÃO É AMOR ?

O grande problema que vejo aqui nessa questão é que muitas "formas de amar" são consideradas amor e estão longe de ser. Expressar ilusões e pretensões em lugar de amor é vazio. Se todos falassem apenas do que sentem e do que têem de concreto em seus corações, em suas experiências de vida, então saberiam que o amor só existe de verdade de uma forma: a do amor verdadeiro, onde não há distorções, não há pretensões nem fugas.



Perguntas que não calam: Amor adúltero?atração pelo mesmo sexo, Sádismo ? Submissão escrava,vampirismo, Pedofilia ? Matar em nome do amor ?...são formas de amar e demonstrar amor ? tudo isto é amor e é querido por Deus ?

Definitivamente N Ã O !!!



Há o Amor Ágape.
Há o Amor Philia.
Há o Amor Eros.



Há que se ter a virtude da temperança para Amor e Amar.Muitos não tem entendimento do que é a verdadeira Temperança é o controle próprio, a busca da moderação necessária para evitar um comportamento que destrói o amor. Existem tipos de amor, que as pessoas, parecem mais loucos      e irracionais, do que pessoas normais e dotadas de razão e bom senso. E nesse caso , estas demonstrações afetivas não é amor, mas doença que precisa de tratamento para uma boa convivência social saudável.


Para se viver um amor, tem que ser com carinho, com respeito, dignidade, compreensão, agora, tem pessoas que dizem amar, e vivem sob o jugo do ciúme, da desconfiança, da insegurança, da agressividade, então onde está o amor?



Seja o que for, o amor VERDADEIRO entre pessoas do mesmo sexo só encontramos na Bíblia quando vemos o amor entre pai e filho ou mãe e filha, entre amigos (como Davi e Jonatas, mas sem essa conotação homossexual que alguns querem enxergar), entre o Senhor Jesus e eu, entre irmãos etc. Em nenhum destes casos existe o impulso sexual ou a intenção de formarem um "casal".

É bom entender que em momento algum Deus odeia o homossexual, assim como em momento algum Deus odeia o pecador (e todos nós somos pecadores). Deus abomina a prática homossexual, o contato entre corpos de pessoas do mesmo sexo. Embora saibamos que muitos misturam as coisas e passam a discriminar os homossexuais (as pessoas) e não apenas o homossexualismo (a prática), o cristão que conhece a Palavra de Deus irá entender a diferença e não irá querer entrar no bloco da caça às bruxas, mas saberá tratar com amor qualquer pessoa, independente de sua religião, etnia, prática sexual, classe social, time que torce ou seja lá o que for.




Infelizmente, pelo mau jeito com que os homossexuais (pessoas) têm sido tratados por alguns que não entendem a diferença entre a prática e o ser humano, a caça às bruxas já começa a mudar de lado.
Uma pessoa que hoje acredite naquilo que a Bíblia diz sobre a prática homossexual (mesmo que respeite as pessoas) está sujeita a ser discriminada como politicamente incorreta, como se a liberdade de pensamento só valesse para o caso de todos pensarem como a maioria pensa ou a última pesquisa do IBOPE indicou (Verdade de Ibopiana).



Para isso já existe o nome de “discriminação reversa”, que é quando aquele que era antes discriminado exige que todos pensem como ele.


Sou contra qualquer tipo de discriminação, mas a favor do livre pensar e da tolerância (sem compactuar) ao contraditório.Posso respeitar uma pessoa sem concordar com suas práticas, e isso não se configura discriminação. Ninguém é obrigado a torcer pelo mesmo time ou gostar das mesmas cores, ou seguirem apenas um partido ditatorial. Quando se argumenta que precisamos usar a sabedoria e a inteligência esquecemos de que somos criaturas arruinadas pelo pecado, portanto, uma triste caricatura daquilo que fomos e deveríamos ser no princípio.




Por isso nossa inteligência e sabedoria, puramente humanas, também estão igualmente arruinadas e distorcidas, e é por isso que Deus nos alerta a não confiarmos em nossa inteligência, sabedoria e discernimento. (Você encontra bastante sobre isso em 1 Coríntios 1 e 2 e em outras passagens da Bíblia).



“Se não podemos confiar em nossa sabedoria para discernirmos o que é verdadeiramente bom e verdadeiro,vamos ser obrigados a apelar para uma sabedoria superior, no caso a de Deus, que foi revelada na Sua Palavra, a Bíblia. Se você a considera a Palavra de Deus, então terá de se sujeitar a ela. Se não, terá que rejeitá-la completamente, sob a pena de estar se considerando mais sábio do que Deus, a ponto de saber discernir o que nela está certo e o que nela está errado.”




Hoje está na moda tentar apontar o que é genuíno na Bíblia e o que teria sido alterado, (como se alguém tivesse os originais para comprovar essas supostas alterações). Deus colocou em nós a sexualidade com um propósito e basta uma olhada em Gênesis para descobrir que propósito foi esse: "crescei e multiplicai-vos". Você consegue fazer isso entre duas pessoas do mesmo sexo?então como podemos dizer que é um amor (afeto desordenado)querido por Deus ?


É claro que nem sempre um casal pratica sexo ou carícias de cunho sexual apenas com o objetivo de procriar,pois existe a dimensão unitiva também no matrimônio.


Mesmo assim, me parece muito claro que as ferramentas que Deus colocou em nosso corpo, sejam elas anatômicas ou sensoriais, foram com a clara intenção de unir um homem e uma mulher em matrimônio para que se complementassem e também gerassem filhos e mantivessem um relacionamento como família. Ainda que não gerem filhos, o homem e a mulher fazem uso do sexo como forma de manterem um relacionamento íntimo. Não encontro na Palavra de Deus limitações exceto as impostas nas epístolas quanto ao sexo fora do casamento ou aquelas que dizem que os cônjuges não devem se privar um ao outro, desde que mantenham o leito "sem mácula", ou seja, estejam em uma união lícita e não envolvidos em fornicação, prostituição ou adultério.



Negar as bases do relacionamento entre um casal conforme foi instituído por Deus no Éden é destruir todo o simbolismo existente também entre Jesus e Sua noiva, a Igreja (ou entre o noivo e a noiva Israel em Cantares). Considerando que essas coisas já estavam nos desígnios de Deus muito antes da criação, acredito até que Deus tenha criado o relacionamento homem-mulher pensando já no relacionamento de Cristo com Sua noiva. Não foi o caso de Deus apenas "emprestar" um conceito que surgiu no jardim do Éden, mas o contrário. Deus colocou Adão e Eva como figuras daquilo que já tinha planejado e iria fazer com Jesus e a Igreja.

Quando você diz estranhar cristãos que vêem com maus olhos a união entre pessoas do mesmo sexo é porque não está levando em conta o que Deus pensa a respeito. Na Bíblia há muitas coisas que são chamadas de "pecado", mas algumas são chamadas de "abominação", e entre essas se inclui o homossexualismo. Levítico 18:22 diz:



"Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação ".


Muito embora Deus ame todas as pessoas sem distinção, ele considera o ato homossexual abominável. É claro que se fizer uma pesquisa de opinião pública você irá descobrir que Deus não tem nem um pouco daquilo que se chama hoje de politicamente correto em algumas coisas que são aceitas pela sociedade em nossos dias.

Às vezes ficamos na dúvida sobre o que os homossexuais estão realmente reivindicando. Se é apenas uma questão de direitos, creio que qualquer país permite que duas pessoas façam um contrato de sociedade ou um acordo quanto aos seus bens e direitos mútuos sem que isso se configure um matrimônio, mas será que é só isto que eles querem ?.


Na cultura romana na qual os cristãos romanos estavam inseridos, o homossexualismo era uma prática aceita e até incentivada. Muitas pessoas ricas mantinham escravos e escravas só para esse fim e basta você pesquisar um pouco de história para aprender isso. O Deus vivo e verdadeiro, porém, era contrário às práticas da cultura das épocas tanto de Moisés como de Paulo, e não mudará só porque hoje estamos alguns milhares de anos à frente(Deus é imutável). A idéia da história da humanidade culminar na história da união de um Noivo e uma Noiva, Cristo e Sua Igreja, mostra muito bem a razão de Deus repudiar qualquer caricatura de uma união matrimonial envolvendo pessoas do mesmo sexo.Por isto Paulo escreveu em Romanos 1,24-32:


"Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm..."


E não adianta apelar para um suposto homossexualismo entre os animais irracionais, pois não acredito que animais sirvam de exemplo para aqueles que foram criados à imagem e semelhança de Deus. Além do mais os animais também são vítimas da queda do homem, bem como toda a Criação conforme está escrito:


"A ardente expectativa da criação aguarda a revelação dos filhos de Deus. Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora." Romanos 8,20

Se Deus estabeleceu um padrão do que seja a Sua vontade em Sua Palavra, então ainda que cem por cento da humanidade tenha nascido ou esteja vivendo diferente desse padrão, isso não significa nada para o cristão. Ele não é guiado pela natureza, por estatísticas ou por pesquisas de opinião pública, mas pela Palavra de Deus. Se um homem tem uma disfunção qualquer em seu sistema hormonal e ganha um excesso de hormônios femininos que o leva a se sentir atraído por outros homens, não significa que isso seja um aval para fazer o que bem entender, especialmente se for um cristão.



Mesmo porque há também homens que nascem com um excesso de hormônios masculinos, o que os torna extremamente agressivos e atraídos por qualquer mulher que passe na frente. Seria isso um aval para ele agir como seus instintos ordenam? Certamente alguém que se sujeita a ser guiado por Deus e pela Sua Palavra não irá ser guiado por meros instintos, como fazem os animais.



Como foi dito no início, a Bíblia mostra claramente que a prática homossexual é contrária à vontade de Deus e, ao querer colocar o aval de Deus sobre suas próprias interpretações da Bíblia isso só deixa a pessoa numa situação mais complicada perante Ele. Não apenas terá de explicar sua forma de agir, mas também sua tentativa de distorcer Sua Palavra para ela se encaixar naquilo que se pensa,ou seja, na sua própria verdade. Sim, esta talvez seja  a sua verdade e você pode até acalentá-la, mas não passa nem perto de ser a verdade de Deus que Ele expressou em Sua Palavra:


"Porventura, a palavra de Deus se originou no meio de vós ou veio ela exclusivamente para vós outros?" 1 Coríntios 14:36

2)-PASTOREIO EXCLUSIVO E EXCLUDENTE ?

Preocupa-me também o futuro pastoreio das ovelhas deste futuro sacerdote de nossa diocese, pois vai fazer um pastoreio exclusivo e excludente, contrário ao pastoreio de Cristo. Vai fazer um pastoreio por classes, como se Cristo tivesse vindo ao mundo para salvar as pessoas por classes sociais e não a todos indistintamente,seja rico, pobre,grego, judeu,islâmico, branco ou negro. Cristo morreu por todos.E já dizia Dom Helder Cãmara, falando sobre uma necessária PASTORAL DA ELITES: “Tem rico que é tão pobre que a única coisa que tem é dinheiro.”Preocupa-me mais ainda quando ouço não um seminarista, mas um padre de nossa tão amada diocese, ligado a TL dizer: “Não ponho os pés em uma destas novas comunidades para celebrar missa nem amarrado...” .Isto é grave meus irmãos, e tenho certeza que isto não é orientação de nosso bispo, e nem muito menos da Igreja, e nem de nosso amado papa Francisco que tanto tem incentivado as novas comunidades a viverem o seu carisma particular em cada diocese(Não vou dar nomes pois me foi pedido sigilo, mas a pessoa me autorizou a falar sem citar nomes).



3)- MEDO DE ENCONTRAR-SE CONSIGO MESMO E IMPLICAR EM MUDANÇA DE MENTALIDADE – CONVERSÃO:

Por fim, esta resposta demonstra completa imaturidade, e fico preocupado com o conteúdo moral e Cristão seguro, que esta pessoa está recebendo em suas formações. Pois no fundo não querer ir a um evento desta natureza(Sem querer obrigar a ninguém claro), e experimentar do amor e misericórdia de Deus é temer encontrar-se verdadeiramente com o Deus verdadeiro e consigo mesmo, que implica em metanóia,ou seja  mudança e conversão de vida.

Oremos por nosso sacerdotes e seminaristas, e que Maria a mãe do nosso libertador interceda por eles e por todos nós.
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger