A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » É POSSÍVEL UMA PESSOA HOMOSEXUAL SER SANTA E VIVER A CASTIDADE COMO UMA PESSOA HETEROSEXUAL ? OU O HOMOSEXUALISMO LEVA A DEPRAVAÇÃO E PROMISCUIDADE ?

É POSSÍVEL UMA PESSOA HOMOSEXUAL SER SANTA E VIVER A CASTIDADE COMO UMA PESSOA HETEROSEXUAL ? OU O HOMOSEXUALISMO LEVA A DEPRAVAÇÃO E PROMISCUIDADE ?

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 24 de junho de 2012 | 17:43



O ensinamento da Igreja sobre a Homossexualidade

A doutrina católica em relação à homossexualidade está resumida em três artigos do Catecismo da Igreja Católica; 2357, 2358 e 2359.

Nestes artigos a Igreja ensina que:

1)- Os homossexuais “Devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Evitar-se-á, em relação a eles, qualquer sinal de discriminação injusta”.

2)-  “As pessoas tanto HETEROS, como homossexuais são chamadas à castidade” e à santidade, e “pelo apoio duma amizade desinteressada, pela oração e pela graça sacramental, podem e devem aproximar-se, gradual e resolutamente, da perfeição cristã”.


Não podemos esquecer: "Deus odeia apenas o pecado, mas ama o pecador."


Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).


Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 26 Comentário. Deixe o seu!

Anônimo
24 de junho de 2012 22:03

Em relação ao seu post sobre Umbanda, no qual não é mais permitido postar comentários... Pois bem, me chamo Gilberto e gostaria apenas de esclarecer algumas coisas BEM erradas no seu post. Gostaria de saber onde você leu que os umbandistas menosprezam o Kardecismo, ou como você citou, compreendem mas querem ultrapassá-la? Em 12 anos de religião, nunca li algo assim. Você deve ter mais de 15 anos de estudo, pelo visto. Prosseguindo, Orixás não são semideuses, e sim forças da natureza. Se você acha que semideuses e forças da natureza são a mesma coisa, tenho más notícias para você, amigo. Exus não são perversos, são pessoas como eu e você que trabalham para evoluirem espiritualmente (lógico que você vai estar rindo da minha cara ao ler isso). Agora o maior FIASCO do seu post: evocar Orixás! Pelo amor de Deus, Umbanda não evoca ORIXÁ, chama Caboclos, Pretos Velhos, Crianças, Marinheiros, Malandros, mas não ORIXÁS. Isso é do Candomblé meu colega, você tá falando de duas religiões ao mesmo tempo: Umbanda e Candomblé, ambas totalmente diferentes. Macumba é um instrumento musical, quem o toca é chamado macumbeiro; só um mero detalhe. Outro detalhe: não se chama despachos, e sim oferendas. A Umbanda não oferece para nenhuma entidade, quando eu digo nenhuma é NENHUMA mesmo: animais e apetrechos. Para a Umbanda o Deus Maior é Oxalá. O que Ifá, que é o dono do jogo de Búzios, do Candomblé, está fazendo aí? Obatalá também não tem nada a ver com esse babado. Sobre as características amigáveis de cada qualidade de Exu, não vou nem comentar. Garanto que esse comentário nem vai aparecer aqui, pois você não tem argumentos para rebater. Se aparecer e você replicar, meus parabéns.

25 de junho de 2012 08:03

Prezado Umbandista Gilberto,

Apesar da matéria que vc escolher fazer seu comentário não tenha nada haver com o tema, surge a pergunta que não quer calar:

KARDECISTAS E UBANDISTA
NÃO SÃO TODOS EPÍRITAS ? EXISTE PRE-CONCEITO ?

Prezado Umbandista,
Sei que você está sendo sincero, mas adianto-lhe me informar-lhe que a sinceridade não é o critério da verdade, pois uma pessoa pode estar SINCERAMENTE ENGANADA, e no caso dos espíritas e umbandista e entidades semelhantes, e todas as falsas doutrinas, enganadas pelo demônio que se faz de luz para enganar, pois nem tudo que brilha é ouro, já nos diz a sabedoria popular.

O espiritismo e por conseqüência a Umbanda, quimbanda, e todas as suas ramificações que pregam a re-encarnação e a consulta a entidades e espíritos de defuntos, é condenado pela Sagrada Escritura como necromancia. Esta palavra necromancia significa consultar os mortos (NECRO=Mortos + MANCIA=Consulta).
Se você prestar atenção é diferenciado muito claramente nas passagens abaixo a consulta da adivinhação.

A mera consulta JÁ É ABOMINÁVEL por Deus e totalmente desnecssária para um Cristão.


Há inúmeras passagens da Bíblia em que se condena quem faz necromancia, ou quem procure indagar dos mortos sobre a verdade.(Toda verdade Já foi revelada em Cristo Jesus: Único Caminho Verdade e Vida).


Veja, por exemplo, o que diz o livro do Deuteronômio e o Levítico:
1)- "Quanfo entrares na terra que o Senhor, teu Deus, te há de dar, guarda-te de querer imitar as abominações daquelas gentes. Não se ache entre vós quem purifique seu filho ou sua filha, fazendo-os passar pelo fogo, nem quem consulte os advinhos ou observe sonhos e agouros, nem quem use malefícios, nem quem seja encantador, nem quem consulte os necromantes, ou advinhos, ou quem indague dos mortos a verdade. Porque o Senhor abomina todas essas coisas, e por tais maldades exterminará esses povos à tua entrada"(Deut. 18, 9-12).
2)- Portanto, respeitai as minhas proibições, não seguindo nenhuma dessas práticas abomináveis, que eram feitas antes de vós chegardes. Não vos torneis impuros com elas. Eu sou Javé, vosso Deus». (Levítico 18,30)


3)- Não recorrais aos necromantes, nem consulteis adivinhos, porque eles vos tornariam impuros. Eu sou Javé, vosso Deus. (Levítico 19,31)



Repare que Deus chama a consulta aos mortos de abominação e de maldade. Por que abominação e maldade? Porque quem aparece normalmente aos que invocam as almas são demônios.
O próprio Alan Kardec preveniu que muitas vezes o que aparece nas sessões espíritas são demônios :
"Distinguir os bons dos maus Espíritos é extremamente fácil. Os Espíritos superiores usam constantemente de linguagem digna, nobre, repassada da mais alta moralidade (...). A dos Espíritos inferiores, ao contrário, é inconseqüente, amiúde trivial e até grosseira. Se, por vezes, dizem alguma coisa boa e verdadeira, muito mais vezes dizem falsidades e absurdos, por malícia ou ignorância" (LE, Introd. §VI, p. 22).
Veja que bobagem!! Então, se um demônio aparecesse a eles e falasse com modos... dizendo "por obséquio", "com licença" e "obrigado", seria ele um espírito evoluído ???...



Continua...

25 de junho de 2012 08:04

Ora, sendo a Escritura claríssima na condenação da invocação das almas, quem desobedece a essa proibição comete uma grande maldade e abominação, pois despreza a palavra de Deus e entra em contato com demônios.


A Sagrada Escritura dizia que os médiuns tinham o espírito de Piton, isto é da serpente, do demônio.


Portanto, os médiuns ou são possuídos pelo demônio, ou estão sob sua direta influência.

Quem está em pecado é incapaz de ser sobrenaturalmente bom, pois não está com Deus.
Os pecadores podem fazer algum bem material, mas isto não tem nenhum valor sobrenatural.Que adianta dar esmola para um pobre se odeia e desobedece a Deus?

Lembre-se do que diz São Paulo:
"E ainda que eu distribuísse todos os meus bens no sustento dos pobres, e entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tivesse caridade, nada disso me aproveitará" (I Cor, XIII, 3).


Ora só pode ter caridade quem está na graça de Deus. E só está na graça de Deus, quem aceita tudo o que Deus ensina, e que a Igreja confirma.

Os espíritas repudiam o que Deus ensinou, e fazem o que Deus proibiu. Logo, não estão.

O tal Chico Xavier era um médium, que durante toda a vida só desobedeceu a Deus. Portanto, não é verdade que ele só fez o bem. A verdade é o oposto: ele só fez o mal. Se ele fazia ocasionalmente algum bem material, isto só servia para induzir outros a desobedecer a Deus, aceitando a invocação do espíritos que ele defendia e praticava.

Você poderia me perguntar se Deus condena ao inferno quem invoca os espíritos.


Repondo que sim: a desobediência grave a uma lei de Deus, feita com pleno conhecimento e plena vontade leva ao inferno, se a pessoa morrer sem ter se arrependido desse pecado. Portanto, se alguém invocar espíritos e não se arrepender antes de morrer, irá, sim para o inferno.


Outro problema é o de saber se uma certa pessoa, em concreto, foi ou não ao inferno.

Isso só Deus sabe.

Ambos são Kardecistas e Umbandistas por que ambos acreditam na reencarnação e praticam a necromancia. E não sou eu que afirmo isso, mas é a própria Federação Espírita Brasileira (FEB) que, expressando-se oficialmente, disse:


"Todo aquele que crê nas manifestações dos espíritos é espírita; ora, o umbandista nelas crê, logo o umbandista é espírita" (Reformador, julho de 1953, órgão oficial da FEB apud. Pe. Edvino Augusto Friderichs, S.J. "Onde os espíritos baixam", 2a. edição, Ed. Loyola, p.10)



Está perfeito o raciocínio da FEB. A definição de espírita como "todo aquele que crê nas manifestações dos espíritos" é do próprio Kardec (cf. Kardec, Livro dos Espíritos, Introdução §I; e Kardec, Espiritismo e Espiritualismo in: O que é o espiritismo?, Cap.I).



O que eu não consigo entender é o porquê desta intransigência dos kardecistas em não quererem aceitar os umbandistas como espíritas. Se eles se dizem tão tolerantes, por que tanta intolerância com os seus "irmãos" umbandistas?

Você poderia me explicar isto ?

Shalom !!!!

Gilberto
25 de junho de 2012 17:37

Prezado Shalom, boa tarde. Kardecistas, Umbandistas, Budistas, e muitas outras religiões acreditam em espíritos, mas não é o termo correto chamar umbandistas e budistas de espíritas. Embora a FEB defenda isso, você não vai perguntar a um umbandista: "Você é espírita?". Logicamente a pessoa vai lhe responder que não, pois o termo "espírita" é designado popularmente às pessoas que trabalham ou frequentam centros espíritas. No centro espírita você trabalha em 90% dos casos com espíritos mesmo, até 95%, se for o caso. Sobre o budismo não posso responder, pois só fui uma vez, mas sobre a umbanda digo que em certos trabalhos, limpezas, não há incorporação de espírito de nenhuma entidade. Umbandista acredita sim em espírito, mas não é todo o tempo, se você me entende. Em relação a reencarnação; a Umbanda, em 70% das suas casas, não prega a reencarnação. Se é possível a reencarnação, como vai existir entidades? Espíritos que trabalham há anos na Umbanda? Esses espíritos já teriam reencarnado, correto? O centro espírita explica que se acabar a missão da pessoa na Terra, ela não precisa mais voltar, mas a Umbanda ainda não adotou essa explicação. Em relação ao preconceito entre o kardecismo e a umbanda; existe, sim. Allan Kardec não teve tempo de estudar a Umbanda, por isso no Evangelho Segundo o Espiritismo não cita-se nenhum espírito da Umbanda. Já ouvi muitas palestras sobre esse assunto, e as pessoas falavam mais ou menos assim: "A Umbanda ainda não é considerada espírita por causa de seus rituais, que não abrange evangelização e desobsessão". A Umbanda usa atabaque (centro espírita não tem), usa ervas (CE não tem), usa acessórios, como chapéu, capa, pulseiras (CE não tem), dentre vários outros itens. A Umbanda está próxima do Espiritismo, mas ainda não é. A maioria dos umbandistas não considera, não é só eu.

A Umbanda é a maior doutrinadora de espíritos sem luz, chamados Eguns (não confundir com Exus), prestando um grande auxílio ao plano espiritual. A Umbanda e o Kardecismo são como se fossem irmãs.

Espero que não tenha ficado muito confuso. Se ficar, peça para que eu arrume, por favor.

Mera observação: eu acredito, creio eu, em 40% da Bíblia. Aquela parte que os homossexuais e transexuais que praticam o "pecado" não vão para o céu, eu nego totalmente. Todos somos filhos de Deus, certo? Portanto Deus é um Pai justo, benevolente e amoroso com os seus filhos. A Bíblia prega um Deus bravo, cruel, como se fosse um ditador. Não acredito nesse Deus, perdão.

Se eu esqueci de colocar alguma resposta sua, perdão. Não foi intencional.

25 de junho de 2012 18:34

Prezado espírita Gilberto,

Aguardaremos a resposta do Umbandista à sua missiva.

Com relação a sua afirmação PESSOAL referente ao homosexualismo: Entendo que muitos homosexuais que já nasceram com esta tendência, se procurarem levar uma vida santa e equilibrada, não praticando nem favorecendo a depravação e promiscuidade, e buscando a santidade no meio as suas fraquesas, com ceteza alcançarão a salvação já para aqueles, que são depravados e fazem apologia do homosexualismo, se continuarem assim e não se converterem fica valendo o que está escrito nas escrituras:

"Não vos enganeis: Nem impuros,nem ladões,nem adúlteros, nem EFEMINADOS, nem SODOMITAS herdarão o reino de Deus" (I Coríntios 6:9-10).

Entre ficar com sua opinião pessoal e a palavra de Deus, prefiro sem exitar ficar com a palavra de Deus.

Shalom !!!

Gilberto
25 de junho de 2012 18:58

Sou umbandista, não sou espírita. Não me considero espírita, pelo menos, e não gostaria que você me chamasse assim. Gilberto, ou sr. Gilberto está de ótimo tamanho. E bem, você que adora analisar a Bíblia: Deus é mostrado como um Pai ditador, como eu já tinha citado. Não acredito nesse Deus, como eu também já disse. E o significado da palavra efeminado vai além de homossexual, significa homem com gestos de mulheres. Homossexuais, pelo menos 90% não se comporta como uma mulher, ou se comporta?

Abraço.

Anônimo
25 de junho de 2012 22:20

Concordo com Gilberto em dois aspectos: 1 - Não se pode confundir UMBANDISTAS com ESPÍRITAS, portanto, Beraká, não fique chamando Gilberto de espírita. 2 - Também não creio no Deus vigador, cruel, ditador. Só discordo de Gilberto quando ele diz que nos Centros Espíritas "você trabalha em 90% dos casos com espíritos mesmo, até 95%, se for o caso."

Com todo respeito Gilberto, não é sempre assim não, e nem a porcentagem é tão alta. Temos leituras, estudos, reuniões em que nenhum espírito é convocado ou encorporado. Apesar do preconceito com nós espíritas, é um religião de luz, paz, harmonia. E volto a concordar com vc mais uma vez, quando diz que a Umbanda e o Kardecismo são irmãos.

Paz.

26 de junho de 2012 07:14

Amados espíritas e umbandistas anônimos, Sr Gilberto e CIA LTDA,

Quanto à querela de ser ou não espíritas deixo com vcs mesmos para resolverem esta questão, não quero entrar no mérito da questão, apenas acho estranho para quem se considera mais evoluidos que os demais simples mortais como este que vos escreve, que realmente não sou nada, e nosso Deus é que é tudo.E ha apenas um só Deus e não dois como vcs apregoam, ou seja, o Deus do Antigo Testamento é o mesmo Deus amoroso apresentado por Cristo, as circunstâncias da revelaçao e ação pedagógica de Deus é que são diferentes.

Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino

Shalom !!!

Anônimo
26 de junho de 2012 08:41

Beraká, não existe querela a ser resolvida, está claro que Espiritismo e Umbanda se diferenciam. E sobre o Deus no novo ou antigo testamento, sem querer entrar em discussões mais acaloradas, são figuras, pelo menos na narrativa, muito diferentes. A Bíblia é cheia de contradições. Ora, existem passagens que mandam as mulheres serem submissas aos seus maridos. Ora vamos!

26 de junho de 2012 08:55

Como você não se identificou...

Prezado Umbandista,

Um colega de trabalho UMBANDISTA disse-me que : A UMBANDA É A SUPREMA RELIGIÃO ?

Embora aceite integralmente a Relevação Kardecista, a Umbanda pretende aperfeiçoá-la e ultrapassá-la.

Para os umbandistas, se Kardec é grande, a Umbanda é maior.

Dizem eles que Moisés trouxe a Primeira Revelação de Deus aos homens; Cristo proclamou a Segunda Revelação; Kardec, pregando o espiritismo, difundiu a Terceira Revelação; e a Umbanda é a última e mais perfeita manifestação da divindade.


Assim como Cristo superou Moisés e Karced suplantou Cristo, a Umbanda julga vencer Karcec, Cristo e Moisés.

Na cabeça dessa gente so passa a idéia de suplantar alguém.
Isso é tão forte no Espiritismo, que ate entre os kardecistas se
desenrola uma verdadeira batalha de egos.

O Kardecista é uma pessoa que quando sai de casa para se dirigir a um Núcleo Espírita, a primeira coisa que faz é se armar de todas as defesas contra seus próprios correligionários, porque ele sabe que se vacilar será suplantado. Desta forma ele procura
colocar a melhor roupa, ensaiar o melhor sorriso e decorar as melhores frases de efeito.

Infelizmente tudo isto tem origem na mente
satânica do anjo tenebroso e dicípulo de Lucifer,que inspira o Espiritismo: "Sereis como Deus."

Suplantar a lei e os profetas!Suplantar a Cristo?...

Ora,Isso so pode ter origem na falsa luz dos Infernos.

Continua...

26 de junho de 2012 08:59

Com relação à sua denonesta comparação do Deus do Antigo Testamento pela sua visão particular e de seu próprio ponto de vista:

POR QUE O DEUS DO ANTIGO TESTAMENTO PARECE SER DIFERENTE DO DEUS DE JESUS CRISTO NO NOVO TESTAMENTO ?


A Moral no Antigo Testamento

Os homens da antiguidade, mesmo os mais chegados a Deus, tinham mentalidade primitiva e, praticavam o que hoje para nós seriam “escândalos morais” – mentira, fraude, crueldade para com os adversários, concubinato, poligamia.



"Deus respeita o lento desabrochar da natureza. Esse desabrochar da consciência humana deveria acontecer pela reflexão dos homens de todos os tempos, e pela meditação da Revelação de Deus.Assim, por esses dois meios – reflexão e Revelação – a consciência do povo de Deus foi se aperfeiçoando, desde a moralidade simples dos Patriarcas do Antigo Testamento até à lei de Cristo – a caridade. O caminho foi lento e árduo por causa das conseqüências do pecado original que enfraqueceram a inteligência e a vontade do homem."


"Veja a fé de Abraão, o fervor da oração de Davi, o zelo de Elias, são modelos que devemos imitar. A Igreja porém, não os coloca nos altares porque nem sempre suas atitudes servem hoje de modelo de vida. "



D. Estevão Bettencourt em seu livro “Para entender o Antigo Testamento” (editora Lúmen Christi), nos ajuda a entender esta realidade:

1)- Os textos bíblicos que narram coisas desse tipo deixam chocado o leitor que não se dá conta da moral primitiva desses homens. Pode parecer que nem a consciência repreendia os israelitas que assim procediam, e que nem o próprio Deus os censurava.

2)- Antes de tudo é preciso saber que nem tudo que o Antigo Testamento narra é proposto como “norma de conduta” para nós. Nem todas as ações de um herói (como Sansão, por exemplo) de um livro inspirado por Deus, são inspiradas.

3)- A Bíblia não tem erro de doutrina, verdades de fé reveladas por Deus, mas pode ter falhas de outra natureza. A Igreja, assistida pelo Espírito Santo, sabe fazer este discernimento, e é para isto que Jesus deixou o Magistério sagrado do Papa e dos Bispos. A Igreja sabe encontrar as verdades dogmáticas transmitidas mesmo através de histórias às vezes “não edificantes”.

4)- Os “escândalos” narrados no Antigo Testamento fazem parte da miséria dos filhos de Adão. Então, ao se defrontar com os episódios de “barbárie” das Escrituras antigas, não devemos nos prender no aspecto repugnante que eles podem ter; devemos saber passar além da aparência superficial, e olhar “para dentro desses acontecimentos” com o olhar de Deus. Assim, também eles nos falarão de algo muito sublime.

5)- Às vezes no Antigo Testamento os homens considerados justos (Abraão, Moisés, Davi,…) cometem atos ao nosso critério pecaminosos. Para entender esta dificuldade é preciso que consideremos o problema dentro de um quadro à luz de Deus, e não simplesmente do nosso ponto de vista de homens do século XXI. (Seria Anacronismo).

Pense Nisto.

Shalom !!!

Anônimo
26 de junho de 2012 09:12

Beraká, de onde vc tirou isso?!

"O Kardecista é uma pessoa que quando sai de casa para se dirigir a um Núcleo Espírita, a primeira coisa que faz é se armar de todas as defesas contra seus próprios correligionários, porque ele sabe que se vacilar será suplantado. Desta forma ele procura
colocar a melhor roupa, ensaiar o melhor sorriso e decorar as melhores frases de efeito."

Preconceituoso vc, não?! Vc por acaso já foi espírita?! Se sim, lamento informar, que o núcleo ao qual vc pertenceu era formado por pessoas delinquentes.

Anônimo
26 de junho de 2012 09:17

A Bíblia é metafórica. Homem com poder no cabelo? Gigantes? Pessoas que se transformam em estátuas de sal? É cheia de contradições e até agora não encontrei uma explicação plausível pra isso.

26 de junho de 2012 09:19

Como Vcs não estão refutando ponto a ponto e talvez nem lendo os esclarecimentos, sou obrigado e repetir, para que nossos internautas percebam e desonestidade no debate de vcs(Que talvez sejam a mesma pessoa):

D. Estevão Bettencourt em seu livro “Para entender o Antigo Testamento” (editora Lúmen Christi), nos ajuda a entender esta realidade:

1)- Os textos bíblicos que narram coisas desse tipo deixam chocado o leitor que não se dá conta da moral primitiva desses homens. Pode parecer que nem a consciência repreendia os israelitas que assim procediam, e que nem o próprio Deus os censurava.

2)- Antes de tudo é preciso saber que nem tudo que o Antigo Testamento narra é proposto como “norma de conduta” para nós. Nem todas as ações de um herói (como Sansão, por exemplo) de um livro inspirado por Deus, são inspiradas.

3)- A Bíblia não tem erro de doutrina, verdades de fé reveladas por Deus, mas pode ter falhas de outra natureza. A Igreja, assistida pelo Espírito Santo, sabe fazer este discernimento, e é para isto que Jesus deixou o Magistério sagrado do Papa e dos Bispos. A Igreja sabe encontrar as verdades dogmáticas transmitidas mesmo através de histórias às vezes “não edificantes”.

4)- Os “escândalos” narrados no Antigo Testamento fazem parte da miséria dos filhos de Adão. Então, ao se defrontar com os episódios de “barbárie” das Escrituras antigas, não devemos nos prender no aspecto repugnante que eles podem ter; devemos saber passar além da aparência superficial, e olhar “para dentro desses acontecimentos” com o olhar de Deus. Assim, também eles nos falarão de algo muito sublime.

5)- Às vezes no Antigo Testamento os homens considerados justos (Abraão, Moisés, Davi,…) cometem atos ao nosso critério pecaminosos. Para entender esta dificuldade é preciso que consideremos o problema dentro de um quadro à luz de Deus, e não simplesmente do nosso ponto de vista de homens do século XXI. (Seria Anacronismo).

Pense Nisto.

Shalom !!!

Gilberto
26 de junho de 2012 18:58

Caro postador do blog,

Eu e o amigo anônimo não somos a mesma pessoa. Se eu quero dar a minha mensagem, coloco o meu nome, como sempre estou fazendo. Anônimo que se referiu à mim ali em cima: perdão, não frequento centros espíritas. O meu levantamento foi a base do que pessoas que são espíritas, ou pelo menos se consideram assim falam do que acontece lá. Ir no centro espírita fui no máximo umas quatro, cinco vezes. Tempo pequeno demais para se formar um conceito. E caro dono do blog, receio que não teremos como continuar nosso debate com o seu preconceito. Posso não saber 20% da Bíblia, mas sei que Deus ensinou a não julgar o outro, pois serás julgados também. Minha mãe até tem essa anotação na agenda dela; em algum momento ofendemos a sua religião, portanto pedimos um mínimo de respeito.

Obrigado.

Gilberto
26 de junho de 2012 18:58

Em nenhum momento *, perdão pelo erro.

Anônimo
27 de junho de 2012 22:35

Apenas alguem,

Olha não sou nem católico, nem evangélico, nem espírita, nem umbandista,apenas alguem que acredita em Deus e acho que este tal Gilberto pisou na bola, pois não vi nada ofensivo em nenhum comentário do postador do blog, acho que ele não sabe debater e não conhece regras de debate e muito menos de retórica e está apelando para a falácia Argumentum ad lapidem: Desqualificar uma afirmação como absurda, mas sem provas.Ex.: João, ministro da educação, é acusado de corrupção e defende-se dizendo: 'Esta acusação é um disparate'.Baseado em quê?

Acho que ele deveria ser mais específico dizendo onde o autor do blog foi ofensivo e o deixou magoado.

Muito bom seu blog!!!

Marlene Santiago- SP

Anônimo
27 de junho de 2012 22:47

kkkkkkkkk!!!!

Este Gilberto é tão burro e sentimentalista que nem prestou atenção que a materia que o Sr colocou é de D. Estevão Betencurt que já morreu, será que ele quer que desenterre o padre e venha pedir desculpas a ele é ?kkkkkk!!! tem cada uma neste mundo !!!

jonatas

Gilberto
28 de junho de 2012 13:41

Prezados Marlene e Jonatas,

Primeiramente boa tarde. Sra. Marlene, receio que não tenha lido os comentários com a devida atenção. Vou recapitular para você, está bem? Leia o seguinte trecho do post do dono do blog, por favor:

"O Kardecista é uma pessoa que quando sai de casa para se dirigir a um Núcleo Espírita, a primeira coisa que faz é se armar de todas as defesas contra seus próprios correligionários, porque ele sabe que se vacilar será suplantado. Desta forma ele procura
colocar a melhor roupa, ensaiar o melhor sorriso e decorar as melhores frases de efeito.

Infelizmente tudo isto tem origem na mente
satânica do anjo tenebroso e dicípulo de Lucifer,que inspira o Espiritismo: "Sereis como Deus."

No primeiro parágrafo, caso a senhora tenha lido juntamente comigo, o postador insinua - não sei se é esta a intenção dele, pois ele deve estar ocupado no momento - que pessoas que trabalham no Centro Espírita são falsas. Pode até ter um significado diferente, mas me soou como pessoas falsas. Se você chama uma pessoa de falsa, logicamente tem um motivo, no caso dele a Bíblia. Mas se ele esquecesse a Bíblia um pouco e viesse sem essa barreira de resistência num CE sério, como no Instituto André Luiz, em Porto Alegre - RS, tenho certeza que não acharia nada de demoníaco ou pessoas possuídas por Satanás. Se as pessoas que acreditam e seguem tudo o que a Bíblia diz cegamente, alguns já teriam sido punidos pela lei por intolerância religiosa. Desculpe, mas eu acho isso preconceito, sra. Marlene. Caso a senhora ache isso absolutamente normal, por favor faça a réplica que prosseguiremos debatendo.

Sr. Jonatas, boa tarde. Sei que seu pai, sua mãe ou algum responsável deu um pouco de respeito à você quando era criança. Se deu, por favor o utilize. Se não deu, continue agindo como um adolescente de quatorze anos. Pois então, não importa de quem seja a autoria do texto, o que importa é que o postador do blog colocou esse texto no blog dele, e se ele coloca o texto no blog dele automaticamente ele concorda com a ideia, não é? Não estou magoado em ponto algum, nem quero que ninguém me peça desculpas. Mas não sei debater com alguém preconceituoso e que tenha a mente fechada, acreditando que tudo é do Satanás, que tudo é obra do Diabo. Pode ser uma falha minha, mas não sei. Caso não concorde, favor faça a réplica para continuarmos debatendo.

Abraço a todos!

28 de junho de 2012 22:57

Prezado Sr Gilberto,

Vamos mostrar aos nossos internautas quem o Sr verdadeiramente é ?...

Pra ínicio de conversa Sr Gilberto, não sou humilde, sou verdadeiro, pois quem se julga humilde e melhor que os outros, já não é nem humilde e muito menos verdadeiro.

Sou pecador Sr. Gilberto, com certeza mais pecador que o Sr, mas isto não me impede de ver a verdade e tentar pela Graça de Deus ser fiel a ela, mesmo sabendo da distancia que me separa dela.

Veja as suas educadas e humildes palavras de seus comentários Sr Gilberto, e diz o ditado: Quem com ferro fere, com ferro será ferido,é a lei da ação e reação Sr. Gilberto.

Refresque sua memória agora Sr. Gilberto,ou peça auxilio dos seus orixás para relembra-lo:
Sr Gilberto,no seu primeiro comentário, o Sr já chegou chutando o pau da barraca assim:
“Você deve ter mais de 15 anos de estudo, pelo visto ...“Agora o maior FIASCO do seu post...”
Depois Sr. Gilberto,se julgando a última coca-cola do deserto encerra desta forma: “...Garanto que esse comentário nem vai aparecer aqui, pois você não tem argumentos para rebater...”Seu argumento continua lá para sua vergonha Sr Gilberto e mostrar sua postura extremamente gentil e educada Sr. Gilberto, imagine se não o fosse Sr. Gilberto.
No seu segundo comentário o Sr diz que:”... Mera observação: eu acredito, creio eu, em 40% da Bíblia. ..e talvez Sr Gilberto acredite 100% na revelações dos seus orixás ???...

Em outro comentário o Sr afirma: “...E caro dono do blog, receio que não teremos como continuar nosso debate com o seu preconceito. Posso não saber 20% da Bíblia... em algum momento ofendemos a sua religião, portanto pedimos um mínimo de respeito...”

Afinal Gilberto, você conhece e acredita em 40% ou 20%? ...Ao pedir respeito tá ofendido, ou não está ?...Tá meio confuso não acha Sr. Gilberto ?

No último comentário,o Sr tentando passar-nos uma imagem de humilde e educado vem com mais esta pérola: ...
”Pois então, não importa de quem seja a autoria do texto, o que importa é que o postador do blog colocou esse texto no blog dele, e se ele coloca o texto no blog dele automaticamente ele concorda com a ideia, não é? Não estou magoado em ponto algum, nem quero que ninguém me peça desculpas. Mas não sei debater com alguém preconceituoso e que tenha a mente fechada...”
Ter opinião formada é ter mente fechada ? Então prefiro ficar assim fechado e ainda mais LACRADO com o selo do Espíritos Santo de Deus Sr. Gilberto,a ter esta mentalidade aberta a erros e mentiras que não supre a nossa sede da verdade,que me faz plenamente feliz caro Sr Gilberto como gosta de ser tratado, ou já mudou? E não quer mais ser chamado assim Sr Gilberto ?

Continua Sr Gilberto...

28 de junho de 2012 23:04

Sr Gilberto,


Os relativistas e liberais sonharam com um mundo sem lutas, sem polêmicas, em doce paz, sem guerras e sem polêmicas mal educadas.

Criaram o século XX, reino da tolerância IGUALITÁRIA COMUNISTA, no qual houve já duas guerras mundiais.


Sr Gilberto,ocorre, porém, que a verdade e a mentira estão em perpétua guerra.

Ocorre que o bem detesta o mal e o mal detesta o bem.

Ocorre que Cristo Deus disse que não veio trazer a paz ao mundo, mas sim a espada, a guerra.

Ocorre que Deus disse que a vida do homem na terra é uma guerra.

Ocorre que Jesus disse que mandava seus filhos como cordeiros entre lobos.

Ocorre que os relativistas como o Sr,sonham fazer a paz entre Cristo e Belial, ou Cristo com orixás!!!

Ocorre que eles sonham em dialogar, e dialogar com boas maneiras,até com o diabo.

Ocorre que a paz e a educação liberal só produziram um mundo de guerras mundiais e de violência.

Ocorre que a perda Fé e do senso de verdade e de virtude causaram o relativismo que torna não obrigatórias não só a lei de Deus e a da Igreja, mas até mesmo as leis e regras de etiqueta. Daí a desordem generalizada de nossos dias.

Ocorre Sr Gilberto que Cristo nos deu exemplo de polemista, quando discutiu violentamente com os fariseus, chamando-os justamente de filhos do diabo, hipócritas, serpentes, raça de víboras, e de sepulcros caiados !!!

Se esses liberais "educadinhos" e pacifistas tivessem assistido Cristo discutindo com os fariseus, eles acusariam a Jesus de ser violento demais não acha Sr Gilberto ?

Como reagiriam esses românticos melosos, vendo Cristo de chicote na mão, batendo nos vendilhões, derrubando as suas mesas, e expulsando-os aos gritos do Templo?

Certamente criticariam a falta de "bons modos" de Cristo, e diriam que Ele não fora bem educado. Que afinal, se Ele foi crucificado, foi porque não teve a habilidade diplomática conveniente, e a caridade de dialogar pacificamente com seus opositores. Que ele não respeitou a opinião de Caifás, e que Ele, por sua violência, acabou sendo crucificado.

Que se poderia esperar da pregação de Cristo se, desde o começo Ele declarou que o Reino dos Céus é dos violentos que todos os dias o arrebatam?

Que se poderia esperar da pregação de Cristo, senão a violência do Calvário visto que Jesus declarou que deveria haver guerra entre os filhos da luz e os filhos das trevas?


A vida católica exige defender a Fé. Exige vender, se preciso, o manto para comprar uma espada, como Cristo recomendou a São Pedro.

E a Palavra de Deus é como uma espada, nos diz São Paulo, e o que uma espada faz ? Qual a função da espada ?


São Paulo, o Apóstolo que compôs o hino mais sublime em honra da caridade, São Paulo recomendou a seu discípulo Tito que tratasse duramente os hereges: "Increpa illos dure!". "Repreendê-os asperamente" (Epístola de São Paulo a Tito, I, 13).

São Paulo não disse a Tito: "Tenha bons modos com os hereges", mas "Increpa illos dure!".

São Paulo recomendou ainda a Tito que fechasse a boca dos hereges faladores: "as quais é necessário fechar a boca" (São Paulo a Tito, I, 11).

São Paulo, contra os doces Doutores de Incoerência usou de ironia, debochando de certas "Mulherinhas( ...) que aprendem sempre e nunca chegam ao conhecimento da verdade" (II TIm, III, 6-7).

Outrora os defensores da Fé eram combativos e usavam argumentos e ironia.

Outrora, os santos eram normalmente mártires e confessores.

Imitêmo-los !!!


Hoje, os doutores de boas maneiras e de incoerência querem que haja apenas os "santos" dialogantes, e que a Igreja seja uma casa de tolerância...

Espero ser refutado ponto a ponto Sr Gilberto, e não este papo sentimentaloide de pedir desculpas,afinal Sr Gilberto com seus 40 ou 20% de conhecimento da bíblia, já viu Cristo pedindo desculpas por ter falado a verdade que doi, mas cura, salva e liberta Sr. Gilberto ?

Esperando não tê-lo ofendido Sr Gilberto...

Shalom !!!

30 de junho de 2012 15:54

Shalom irmão
Bendito seja Deus que nos quer fazer seus arautos com destemor e ousadia. Sua vida me edifica,sua coerencia de vida nos faz desejar verdadeiramente dar nossa vida, se preciso até o sangue por amor de Jesus e da Verdade. Deus o abeçoe, o faça valente defensor da fé e da verdade!

Angelica Maria

30 de junho de 2012 20:57

Amada irmã Angélica : Shalom !!!

Como me alegra e me edificam suas palavras, principalmente de uma irmã de comunidade, que entendeu tudo e por isto me icentiva a continuar a combater o bom combate. Confesso que apesar de traser alegrias e satisfação e vem os erros e as mentiras serem desmascaradas,sinto-me cansado. Reze por este indígno, pecador, e mais miserável servo de Cristo.

Deus também te abençõe!!!

Anônimo
4 de julho de 2012 21:04

Vi agora sua excelente resposta!!!

kkkk...Acho que depois que o humilde Sr Gilberto foi desmascarado, ele nunca mais vai aparecer por aqui, acho que ele viu que aqui com o Sr tem café no bule!!!

Parabens pela profundidade da resposta!!!

Marlene Santiago -SP

2 de julho de 2015 19:35

''Deus odeia o pecado e ama o pecador''
Onde está escrito isso?

3 de julho de 2015 14:41

Deus se contradiz ao odiar o pecado e amar o pecador?




Mateus 5,46: “Porque se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos igualmente assim?”



Mateus 5,44: “Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem.”



Ezequiel 33,11: “não tenho prazer na morte do pecador, mas em que ele se converta do seu caminho, e viva”


Imagine um Deus que pede que amemos nossos inimigos e os perdoemos 70x7 (Conf. (Mt 18,21-35),sem que Ele próprio possa amar e perdoar os pecadores e inimigos d’Ele?.Seríamos então mais capazes do que Deus? Isso é como o espiritismo e alguns protestantes fanáticos ensinam:que os homens devem perdoar uns aos outros, mas nega que Deus possa perdoar o pecador e seus pecados.Na concepção espírita e de alguns protestantes,Deus é menos capaz de perdoar que nós.




Um dos assuntos do momento nas redes sociais e blogs evangélicos dos Estados Unidos e do Brasil gira em torno da possibilidade de Deus odiar os pecadores. De um lado, alguns citam o clichê:


“Deus ama o pecador, mas odeia o pecado”. De outro, há os que defendem a ideia de que o Senhor odeia, sim, pessoas pecadoras, e não apenas os seus pecados.

Faço aqui algumas perguntas:


1)- O ódio pode ser considerado um dos atributos do amoroso Salvador?

2)- O fato de Deus ser justo e santo implica que condenará pessoas ao Inferno por ódio, como um justiceiro que quer ver o pecador impenitente sofrer por toda a eternidade?


3)- A qual pecador o Senhor Jesus odiou, ao andar na terra? Pergunto isso, pois, se Deus odeia o pecador, o seu Filho, como a expressa imagem de sua Pessoa (Hb 1,3), devia ter odiado os pecadores impenitentes.


4)- Quando Jesus entrou no Templo e expulsou os que o profanavam, fez isso com ódio em seu coração? Ele bateu em alguém? Não! Apenas mostrou que aborrecia as obras daqueles pecadores. Fez o que fez por amor, e não por ódio.


5)- Na cruz, pediu ao Pai: “perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lc 23.34). Em que momento Ele demonstrou ter ódio dos seus algozes?


6)- Lembra-se da lamentação do Senhor Jesus contida em Lucas 13.34? “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e não quiseste?” Estava o Salvador com o coração repleto de ódio, naquela ocasião? Não! Seu coração estava cheio de misericórdia por um povo que não merecia seu amor!


7)- “Ah, mas Jesus demonstrou que odiava os fariseus! Ele os chamou de hipócritas, condutores cegos, etc., em Mateus 23. Isso não é uma demonstração de que Ele os odiava???” - Não, não é. Se verberar contra pessoas usando adjetivos pesados denota ódio, então o Senhor odiava o pastor de Laodicéia, haja vista tê-lo chamado de desgraçado, miserável, pobre, cego e nu (Ap 3.17,18). Aliás, Ele disse àquele obreiro, depois de tal verberação: “Eu repreendo e castigo a todos os quanto amo” (v.19).Sinceramente, vejo tanto no Antigo como no Novo Testamento que o Senhor castiga e condena pessoas, mas não faz isso por ódio.


Segue o link da matéria completa que vai lhe ajudar na resposta a esta pergunta:


http://berakash.blogspot.com.br/2015/07/deus-se-contradiz-ao-odiar-o-pecado-e.html


Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger