A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » Não sou dono da verdade, muito pelo contrário, a verdade é minha dona

Não sou dono da verdade, muito pelo contrário, a verdade é minha dona

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 9 de junho de 2021 | 15:33

 



 

 

É sempre bom ser criticado, porque nos permite examinar nossas posições, e corrigir o que erramos, ou o que não deixamos muito claro. Em primeiro lugar, devo dizer como sempre digo em minhas pregações e formações quando sou convidado que minha opinião de nada vale. E tenham a certeza de que estou cônscio que erro muitas vezes, e todo o dia. E quando tomo conhecimento de que errei, apresso-me a declarar que errei.


 

Por isso, jamais provei, ou procurei provar, que outros estivessem errados, com base em minhas opiniões. Minha opinião sobre qualquer tema não interessa, e de nada vale.

 

 

Aliás, em matéria de Fé, a única coisa que vale é a doutrina inerrante da Igreja Católica, que não pode ter erros, pois a Igreja é Infalível, e dona da Verdade que é Cristo, Verbo de Deus, a verdade encarnada, o qual nos disse: "Eu sou o Caminho a Verdade, o Caminho e a Vida" (João 14, 6).

 

 

Todo católico, na medida em que tem a Fé, possui a Verdade. Nesse sentido, é dono da verdade, que é Cristo. Melhor, a Verdade é nossa dona.

 

 

Apresso-me a dizer-lhes, para evitar mal entendidos, que a posse da Verdade católica, não por nós mesmos evidentemente, mas em virtude da verdade revelada por Jesus Cristo, não nos faz sabedor de todas as coisas, doutores sabe-tudo, inerrantes e infalíveis, mas, verdadeiros apenas naquilo que é necessário e suficiente a nossa salvação.

 

Então, não só eu, mas todo aquele(a) que se confessa católico e que conhece as escrituras e o sagrado magistério INTEGRAL da igreja, posso afirmar sem medo errar que é tão dono da verdade, quanto eu. Porém, tanto eu como você que se professa católico e conhecedor das escrituras e do magistério, podemos errar ao tentarmos explicar a verdade que temos a graça de possuir, com nossa Fé.

 

 


Nunca se dialogou tanto como no século XX. E nunca houve tanta confusão e tão pouco entendimento quanto hoje. E quem tem a verdade -- como a Igreja Católica a tem -- não dialoga: ensina, pois a Igreja é Mater e Magistra! E os mestres ensinam a verdade.

 

 

 

Por acaso não percebemos que a ordem que Cristo deu aos seus Apóstolos não foi: "Ide e dialogai", mas foi sim: "Ide e ensinai"?

 

Do contrário, como podemos rezar o Credo na Missa dizendo: Creio na Igreja Una, Católica e Apostólica"? Só a Igreja Católica possui a verdade revelada. E somente a Pedro e a seus sucessores -- os Papas-- Cristo confiou o depósito da Fé (Mateus 16,18).Não podemis esquecer também, o que ensinou São Paulo: "Há um só Deus, uma só Fé, e um só Batismo"?

 

Ser mente aberta como muitos(as) querem dentro e fora da igreja, o que significa? Aceitar a última novidade herética que está sendo ensinada por "teólogos" revoltados contra o Papa e contra o magistério da Igreja porque querem impor seu próprio magistério pessoal de forma universal?

 

 

Como você pode conciliar este "ser aberto" com o conselho de Cristo para que vigiemos?

 

 

Como podemos conciliar este "ser aberto" com a parábola de Jesus que nos comparou com ovelhas que estão sendo procuradas por lobos vorazes? E procuradas para serem devoradas.

 

 

É o lobo que se alegra quando as ovelhas pretendem ser abertas ao diálogo com eles.

 

"Guardai-vos dos falsos profetas que virão a vós com vestes de ovelhas. Virão a vós lobos vestidos de ovelhas, mas por dentro serão lobos rapaces" (Mateus 7,15).

 

 


 

Ora, percebemos nos dias de hoje que não são ovelhas que pretendem nos aconselhar a sermos "aberto" aos lobos, quando Cristo recomendou que nos guardássemos, que nos fechássemos bem no redil da Igreja. Redil é muro que nos separa. O muro é ambíguo, pois o mesmo muro que nos separa, também, nos protege. E o papa Francisco já disse: Com o demônio (lobos) não se dialoga. O Evangelho sobre as tentações de Jesus no deserto, no primeiro Domingo da Quaresma, em Fevereiro de 2021, conduziu a reflexão do Papa Francisco na alocução que precedeu a oração mariana do Angelus. O Pontífice nos lembrou que:

 

 

“O ambiente simbólico do deserto é o lugar “onde Deus fala ao coração do homem, uma dimensão existencial para ficar em silêncio e escutar a palavra de Deus. Porém, também é lugar da tentação  de Satanás. Sem medo, mas com cuidado, devemos nos preparar para combatê-lo como Jesus, disse o Pontífice, que nunca fez um diálogo com o diabo, nunca. Quando o sedutor se aproximar, não há diálogo possível. Somente a Palavra de Deus”.

 

 

“O deserto é o lugar onde Deus fala ao coração do homem, e onde brota a resposta da oração, ou seja, o deserto da solidão, o coração isto é, o deserto da solidão, o coração separado de outras coisas e, somente naquela solidão, se abre à Palavra de Deus. Mas é também o lugar da provação e da tentação, onde o Tentador, aproveitando a fragilidade e as necessidades humanas, insinua a sua voz mentirosa, uma alternativa àquela de Deus, uma voz alternativa que te mostra outro caminho, um outro caminho de engano. O Tentador seduz.”

 

 

 

“Na sua vida, Jesus nunca fez um diálogo com o diabo, nunca. Ou o afasta dos possuídos ou o condena ou mostra a sua malícia, mas nunca um diálogo. E, no deserto, parece que há um diálogo porque o diabo faz três propostas e Jesus responde. Mas Jesus não responde com as suas palavras. Responde com a Palavra de Deus, com três passagens da Escritura. E isso é para todos nós. Quando o sedutor se aproxima, ele começa a nos seduzir: mas pense isto, faça aquilo…, a tentação é de dialogar com ele, como fez Eva. Eva disse: mas não se pode porque nós… e entrou em diálogo. E se nós entrarmos em diálogo com o diabo, seremos derrotados. Coloque isso na cabeça e no coração: com o diabo nunca se dialoga, não há diálogo possível. Somente a Palavra de Deus.”

 

 

 

“Não se trata – como vimos – de um lugar físico, mas de uma dimensão existencial para ficar em silêncio, escutar a palavra de Deus, para que a verdadeira conversão se realize em nós. Não tenham medo do deserto, procurem por momentos de mais oração, de silêncio, de entrar em nós mesmos. Não tenham medo. Somos chamados a percorrer os caminhos de Deus, renovando as promessas do nosso Batismo: renunciar a Satanás, a todas as suas obras e a todas as suas seduções. O inimigo está ali, agachado, tenham cuidado. Mas nunca dialoguem com ele.”

 

 


 

A Igreja é a fortaleza de Deus que está sendo atacada pelos inimigos de Cristo, e muitos hoje dentro e fora da Igreja nos pedem que abramos e até derrubemos nossas a muralha?

 

 

"Non, jamais. Non, merci." "Au dernier rempart, Sainte Église, nous mourrons, toujours disant Non!"

 

 

Deus me livre de abrir brechas em sua muralha para os inimigos entrarem e dominarem tudo!

 

 



Diálogo... diálogo...

 

 

Diálogo, quando não se acredita possuir a verdade, quando se julga que ninguém possui a verdade, e mesmo que não existe a verdade, equivale a dialogar como loucos no pátio do hospício, onde todos falam e ninguém se entende. O século XX e este Terceiro Milênio parecem, de fato, hospícios, tanta confusão existe hoje, porque o Deus vendo a obra iníqua que os homens pretendem realizar,o seu paraíso socialista aqui na terra, então o próprio Senhor determinou:

 

 

"Vamos, pois, e desçamos, e confundamos de tal sorte a sua linguagem, que um não compreenda a voz do outro" (Gen. 11, 7).

 

 

A grande verdade é que os homens somente se entendem se tem a mesma linguagem, a mesma Fé. Que possamos um dia de fato conversar, por usarmos a mesma língua da Igreja Católica e Apostólica que é a única verdadeira Igreja de Cristo, e que tem o monopólio da verdade revelada por Deus. Essa é a nossa Utopia.

 

---------------------------------------------------------

 

 

 

 

APOSTOLADO BERAKASH: “A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.”

 

 

 

 

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim" (João14, 6).Como Católicos, defendemos a verdade contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha a verdade, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por ela até que Ele volte(1Tim 6,14).Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger