A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas no todo ou em parte, não significa necessariamente, a adesão às ideias nelas contidas, nem a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Todas postagens e comentários são de inteira responsabilidade de seus autores primários, e não representam de maneira alguma, a posição do blog. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo desta página.
Home » , » Dárcio Bracarense: Como destruir a Democracia fingindo defende-la?

Dárcio Bracarense: Como destruir a Democracia fingindo defende-la?

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 21 de agosto de 2021 | 20:48

 



Modus Operandi revolucionário: "Como destruir a Democracia fingindo defende-la"

 

 

Como legalizar um crime? Abrindo inquéritos ilegais e dizendo que está defendendo a democracia e as instituições. É emblemática a nota do STF que considera antidemocrático um procedimento previsto pela constituição, que é o pedido de impeachment de qualquer ocupante de cargo público – aliás, como fazem diuturnamente contra o Presidente Bolsonaro – mas, acham medida de defesa da democracia prender pessoas por crime de opinião sem dar-lhes sequer o direito ao devido processo legal.

 

 

 

Por: Dárcio Bracarense

 

 

Em princípio, quero avisar que não confio e não concordo com a forma de manifestação dos senhores Roberto Jefferson, Sara Winter e Oswaldo Eustáquio. Mas, não concordo e não gosto também de Reinaldo Azevedo e muitos outros que estimulam a violência contra seus adversários, mas nem por isso defendo que sejam presos.

 

 

 

Em segundo lugar, preciso fazer um alerta:

 

 

Se você NÃO acredita que existe uma inteligência organizada (que se estruturou por mais de um século) por trás do processo de desestabilização que estamos passando, nem perca seu tempo lendo esse texto.

 

 

 

Para você que chegou até aqui, faço outro alerta: sua liberdade e a soberania do seu país estão sob intenso ataque.

 

 

“Quando um comunista acusa seus inimigos de algum crime, investigue e acabará descobrindo, em noventa e nove por cento dos casos, que quem cometeu o crime foi ele mesmo”. (Olavo de Carvalho)

 

 

 

Quando acusam a existência de uma organização para interferir nas eleições, não estão totalmente errados!

 

 

Existe sim uma REDE mundial que interfere em eleições pelo mundo, mas em favor da esquerda.

 

 

Conheço ao menos um membro que opera em eleições da Europa e América Latina. Trabalha “gerenciando conteúdos” que você pesquisa no Google. Acusar Bolsonaro de “bloquear perfis” tem, TAMBÉM, esse objetivo. Enquanto perfis são retirados do ar, contas são bloqueadas de receber patrocínio e militantes são encarcerados pela polícia, a forma mais eficaz de ludibriar a opinião pública é criando uma tese semelhante contra o adversário:

 

 

É como o “trombadinha” que bate a carteira e grita “pega ladrão”!

 

 

Além da inevitável repercussão das prisões, podem ter sido alertados pelos “gerenciadores de conteúdo” de que houve um aumento (nos mecanismos de pesquisa) pela busca de informações acerca das arbitrariedades. A rede de desinformação que envolve ONGs, mídia e agentes do próprio estado entra em ação.

 

 


 

"Muito prazer, eu me chamo Guerra Híbrida”!

 

 

Ninguém foi bloqueado em qualquer canal oficial. Parece uma grande bobagem. Mas não é bobagem. Existe um objetivo muito claro:

 

 

O sistema não pode permitir que um Presidente Conservador governe o Brasil para os brasileiros. Voto auditável? “Nem pensar! Não podemos perder o controle”.

 

 

 

Fonte: https://www.facebook.com/photo/?fbid=4303390946414279&set=a.145555598864522 





Agressão nua e crua

 

 

Por: J. R. Guzzo - Jornalista

 


 

É mentira, para usar uma palavra descomplicada, que o Tribunal Superior Eleitoral, repartição pública encarregada de organizar e de apurar eleições para cargos públicos, esteja querendo impedir a circulação de notícias falsas sobre a disputa presidencial de 2022 ou sobre a qualidade do sistema eletrônico de votação – coisa, pelo que diz a lei, que não tem absolutamente nada a ver com suas funções.

 

 

O que o TSE, braço do Poder Judiciário presidido em sistema de rodízio por ministros do STF, está fazendo é silenciar a imprensa de direita, ou conservadora, ou anticomunista, ou a favor do presidente Jair Bolsonaro, e que se manifesta através das redes sociais.Na vida real e em termos práticos é isso, exatamente, que o corregedor do TSE acaba de decidir:

 

 

As grandes plataformas que operam as redes sociais de comunicação, como YouTube, Facebook, Twitter etc., ficam proibidas de pagar o que devem pela publicação de conteúdo editorial produzido pelos canais de direita. É o pior ataque à liberdade de imprensa desde a ditadura do Estado Novo nos anos 30 e 40, quando a vida dos órgãos de comunicação era controlada pelo Departamento de Imprensa e Propaganda do governo.

 

 

Alguém se lembra de algum outro? Nem durante o AI-5, que podia tudo, o regime militar colocou no papel, em letra de fôrma, uma agressão ao direito de livre expressão tão nua e crua quanto essa que o TSE faz agora.

 

 

Pelo que sustentam o corregedor e a polícia, os canais direitistas foram punidos por publicarem “fake news”, como eles dizem, assim mesmo em inglês. Quais? Basicamente, afirmações a favor do chamado “voto impresso”, contra o atual sistema de votação eletrônica e, em geral, levantando a possibilidade de fraude na apuração das eleições de 2022. Por que isso seria falso o TSE não comprova, nem pode comprovar, mas o centro do problema não está aí. A questão toda, na verdade, poderia começar e acabar com uma pergunta só: onde está escrito, em qualquer lei hoje em vigor no Brasil, que é proibido publicar notícias falsas, ou punir os veículos que as publicam?

 

 

 

O artigo 5.º da Constituição Federal diz apenas o seguinte:

 

 

“É livre a manifestação do pensamento”. Só isso, mais nada – não há exceções. Não está escrito que o pensamento é livre “salvo se der notícia falsa”, ou “salvo se o corregedor do TSE não quiser”.

 

 

Muito bem: se não está escrito, não vale nada!

 

 

Ninguém, como diz essa mesma Constituição, está obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude da lei. Por que raios os canais direitistas teriam a obrigação de concordar com o que os tribunais superiores acham do sistema eleitoral do Brasil, e dizer que ele é uma maravilha?

 

 

Se não há lei nenhuma proibindo a divulgação de notícias falsas, ou verdadeiras, ou de qualquer tipo, a decisão fica incompreensível.A questão seguinte é igualmente um enigma.

 

 


O que é, em português claro, uma notícia falsa – e quem decide, na prática, se uma notícia é verdadeira ou não é? O corregedor do TSE?

 

 

Dizer que o voto eletrônico, como ele é hoje, está sujeito a fraudes é falso, segundo a polícia e o TSE. Quem disse? Existe alguma lei afirmando que o atual sistema de votação é perfeito, ou que é impossível haver fraude?

 

 

A verdade, que os tribunais jamais vão admitir, é que só há um juiz verdadeiro para essa questão: o público, o único que pode decidir se algo é mentira ou é fato. É ele quem acredita – ou não. O decreto do corregedor, com o apoio pleno do STF, diz que a “autoridade” resolve isso por ele. É simples:

 

 

Um burocrata e uma delegada de polícia estão decidindo o que o povo pode ou não pode ouvir durante a campanha eleitoral. Onde está a democracia nisso tudo?

 

 

------------------------------------------------------

 

 

APOSTOLADO BERAKASH: Como você pode ver, ao contrário de outros meios midiáticos, decidimos por manter a nossa página livre de anúncios, porque geralmente, estes querem determinar os conteúdos a serem publicados. Infelizmente, os algoritmos definem quem vai ler o quê. Não buscamos aplausos, queremos é que nossos leitores estejam bem informados, vendo sempre os TRÊS LADOS da moeda para emitir seu juízo. Acreditamos que cada um de nós no Brasil, e nos demais países que nos leem, merece o acesso a conteúdo verdadeiro e com profundidade. É o que praticamos desde o início deste blog a mais de 20 anos atrás. Isso nos dá essa credibilidade que orgulhosamente a preservamos, inclusive nestes tempos tumultuados, de narrativas polarizadas e de muita Fake News. O apoio e a propaganda de vocês nossos leitores é o que garante nossa linha de conduta. A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos as postagens e comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente, a posição do blog. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte. Não somos bancados por nenhum tipo de recurso ou patrocinadores internos, ou externo ao Brasil. Este blog é independente e representamos uma alternativa concreta de comunicação. Se você gosta de nossas publicações, junte-se a nós com sua propaganda, ou doação, para que possamos crescer e fazer a comunicação dos fatos, doa a quem doer. Entre em contato conosco pelo nosso e-mail abaixo, caso queira colaborar:

 

filhodedeusshalom@gmail.com

 

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

TRANSLATE

QUEM SOU EU?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado APOLOGÉTICO (de defesa da fé, conforme 1 Ped.3,15) promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim" (João14, 6).Defendemos as verdade da fé contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha a verdade, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por ela até que Ele volte(1Tim 6,14).Deus é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade. Este Deus adocicado, meloso, ingênuo, e sentimentalóide, é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomás de Aquino).Este apostolado tem interesse especial em Teologia, Política e Economia. A Economia e a Política são filhas da Filosofia que por sua vez é filha da Teologia que é a mãe de todas as ciências. “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

POSTAGENS MAIS LIDAS

SIGA-NOS E RECEBA AS NOVAS ATUALIZAÇÕES EM SEU CELULAR:

VISUALIZAÇÃO DE ACESSOS NO MÊS

ÚLTIMOS 5 COMENTÁRIOS

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger