A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Pais protejam seus filhos de Felipe Neto

Pais protejam seus filhos de Felipe Neto

Written By Beraká - o blog da família on terça-feira, 10 de setembro de 2019 | 23:28







Procurando no Google sobre o Livrão Felipe Neto você vai encontrar dezenas de matérias sobre as péssimas brincadeiras que o Youtuber colocou em tal livro e que só servem para deseducar e sexualizar as crianças. Mas o tal Livrão do Felipe Neto é só um exemplo mais gritante da deseducação e perigo que o Felipe Neto trás para as crianças, os perigos existentes no conteúdo publicado por ele diariamente são muito e são gritantes, e para se disfarçar de bom moço volta e meia ele coloca no meio do seu conteúdo algumas atividades fofas e que servem como fiança para a sua alma pura e bondosa. O youtuber Felipe Neto, que foi um dos primeiros a estourar na plataforma de vídeos, não começou a sua carreira no Youtube com conteúdo voltado para o público infantil, muito pelo contrário, ele sempre fez vídeos pós adolescentes destilando raiva para todos os lados, que foi o que o deixou famoso.




O sucesso lhe trouxe um bom dinheiro, enxergou a oportunidade de ganhar muito mais e abriu uma empresa voltada a parceria com outros canais no Youtube, vendeu a empresa e sempre em busca da melhor forma de ganhar mais e mais dinheiro, viu no conteúdo infantil em alta no Youtube e recebendo muita verba de patrocinadores, a oportunidade perfeita para encher cada vez mais os bolsos de dinheiro, neste caso, vindo dos pais que se sacrificam para dar o que consideram melhor para os seus filhos.



Sabem por que o Felipe Neto é agora um ardoroso defensor das pautas LGBTS e progressistas? Suas atitudes por si só se explicam: Dois dias antes da polêmica criada, o youtuber Felipe Neto estava preocupadíssimo com o fim da monetização dos vídeos do youtube considerados como voltados para o público infanto juvenil (que é o seu caso). Não é estranho que ele busque uma nova forma de monetização, e o ativismo LGBTS parece ser a galinha dos ovos de ouro para ele. Pergunta que não quer calar: Alguém adivinha quem está por trás a bancar tudo isto?...






O gosto do Sr. Felipe Neto por dinheiro também já se tornou uma lenda na internet, o youtuber não titubeia quanto a oportunidade é ganhar uma graninha a mais, dizem, não tem limites, um dos pontos que provam que realmente não tem limites quando se trata de ganhar dinheiro foi a insistência em promover o seu livrão com brincadeiras adultas para ser comprado pelo público infantil.E é esse gosto do youtuber Felipe Neto por ganhar cada vez mais dinheiro que nos deixa uma pulga atrás da orelha, o que faz um youtuber com 27 milhões de inscritos, em sua maioria crianças, declarar que vai sim doutrinar as crianças que assistem ao seu canal? O rapaz diz que defende pautas progressistas, seja lá o que ele entende que seja isto, que defende a democracia e que não age a favor de nenhum partido ou causa ideológica, mentira!


É claro o viés ideológico em suas postagens, e o pior, cheias de deturpação dos fatos, manipulação da verdade e busca de muletas para validar o ponto de vista pífio e débil mental que ele imprime em todo o seu conteúdo. Felipe Neto é um risco enorme, um tsunami de burrice e doutrinação estúpida a ameaçar as crianças brasileiras mas quer se passar por intelectual com capacidade para indicar o melhor caminho para a educação formal das crianças, e pior, ainda ameaça os pais ao insinuar que é mais influente e poderoso que a família para indicar o que é certo e o que é errado para os nossos filhos.



Em post no Twitter o youtuber declarou que:


“Se decidirem seguir em frente com o Escola sem Partida e com a perseguição dos professores, deixo claro que usarei todas as minhas forças para incentivar os jovens que me assistem contra esse autoritarismo. Nossos alunos protegerão nossos professores, disso eu tenho certeza.”



Claramente misturando alhos com bugalhos, já que o projeto Escola sem Partido não ameaça nenhum professor, muito pelo contrário, ele visa que os estudantes tenham total acesso às informações necessárias para o seu desenvolvimento, mesmo as informações ideológicas, de forma equânime, ou seja, que se mostre os dois lados da moeda, e não apenas a versão esquerdista e progressista. Não cabe ao Sr. Felipe Neto defender ou não o Escola sem Partida para todos os brasileiros, já que não há democracia em liberar a doutrinação ideológica nas escolas brasileiras desde o ensino fundamental. Doutrinação esta que é semeada, sem exceção, em todos os cursos de pedagogia do país para que então possa florescer vigorosa nas escolas infantis brasileiras e ir crescendo feito erva daninha até chegar às faculdades, onde nada mais pode ser feito pela mentalidade do estudante.


Essa receita de escola ideologizada não rende bons frutos para o Brasil, infelizmente a realidade é que colhemos o que há de pior em termos de educação em todo o mundo, e quem afirma isto não sou eu, são os exames feitos mundialmente para comparar a qualidade do ensino formal em todo o mundo. Basta fazer uma pesquisa sobre o assunto que você vai confirmar este fato infeliz sobre as escolas brasileiras, todas as escolas, públicas ou particulares, são péssimas. Dedique oito minutos da sua vida para assistir ao vídeo do saudoso professor Pierluigi Piazzi sobre o assunto e comprovará esta lamentável situação.


Após tentar influenciar as eleições presidenciais no Brasil, calcado no seu poder dos 27 milhões de seguidores, sem obter sucesso, o youtuber agora se coloca como um guerreiro inflamado contra pautas como o “Escola Sem Partido” e, segundo ele mesmo, “a favor do amor” que reina atualmente nas escola. Está muito claro que esse mundo dos Ursinhos Carinhosos que é pintado pelo Felipe Neto não existe no Brasil e muito menos nas escolas brasileiras.


Quem tem filhos em qualquer escola, seja pública ou particular, sabe o quanto a coisa está complicada, quem acompanha de perto o conteúdo proposto pela escola e ajuda os filhos com as tarefas de casa – como eu faço – com certeza termina horrorizado com o excesso de “senso crítico” para ensinar as crianças a “pensar com a própria cabeça”. Mãe e pai, cabe a você indicar ao seu filho qual é o melhor caminho ideológico a seguir, bem como exigir da escola conteúdo suficiente que o capacite a competir em pé de igualdade com os melhores alunos do mundo. Leve em consideração que o fluxo imigratório em todo o mundo está se intensificando e quando o seu filho se formar ele será sim obrigado a competir com pessoas que receberam uma educação de grande qualidade, seja morando aqui no Brasil ou migrando para outro país que a família entende ser melhor para ele.


O que será importante para a sobrevivência do seu filho neste mundo cada dia mais competitivo, quais as habilidades que o seu precisa ter se precisar sobreviver longe da sua família?A obrigação de oferecer a melhor formação possível para o seu filho não é do Felipe Neto, ela passa pela escola mas no final das contas é a família quem decide não agir ou agir procurando oferecer o melhor possível aos seus filhos para que eles se formem pessoas realmente capazes de interagir e sobreviver, seja lá quais forem os problemas que o mundo lhes apresentar.Você vai agir ou deixar o governo ou as militâncias políticas educarem o seu filho? Se você acordar para o problema somente quando a infância do seu filho passar e ele não aceitar mais o aconselhamento da família, pode ser tarde demais.Pesquise sobre estes assuntos relevantes: escola sem partido, crianças pertencem ao estado, ideologia nas escolas, como educar meu filho, educação domiciliar. Outros temas aparecerão. Haja agora !!!



Republicado de: gps.pezquiza.com



COMENTÁRIOS FINAIS



Roubartilhando as palavras do amigo Joseph Alves: “Recentemente em Mossoró-RN, no colégio Pitágoras teve uma exposição da Cultura geek. Fui lá com os meus filhos, e todos os livros da Marvel estavam lacrados e o vendedor me informou que isso era para não permitir o livre acesso a crianças ao conteúdo. Ninguém fez manifestação contra a censura, e isso ocorre dessa forma em todo o Brasil. A manifestação da bienal foi maliciosa e puramente política da esquerda, e de movimentos progressistas. O negócio é tão absurdo que basta ir em qualquer banca de revista para ver que todos os livros da MARVEL e de outras editoras estão lá, lacrados, pois é assim que exige a lei e o ECA. Será que o ativismo LGBT e de defesa da liberdade de expressão contra a censura, vai fechar todas as bancas de revistas?...”


Devemos defender ou não as nossas crianças destes abusos?



O objetivo do Estatuto da Criança e Adolescente - ECA ou Lei 8.096/90, é proteger a criança e o adolescente da exposição aos três tipos de riscos mais comuns: O Físico, Moral e Social, muito embora o Código Penal Brasileiro já assegure esta proteção com a devida punição aos infratores:


Art. 245 – Entregar filho menor de 18 (dezoito) anos a pessoa em cuja companhia saiba ou deva saber que o menor fica moral ou materialmente em perigo: Pena – detenção, de 1 (um) a 2 (dois) anos.
§ 1º – A pena é de 1 (um) a 4 (quatro) anos de reclusão, se o agente pratica delito para obter lucro, ou se o menor é enviado para o exterior.
Art. 247 – Permitir alguém que menor de dezoito anos, sujeito a seu poder ou confiado à sua guarda ou vigilância:
I – frequente casa de jogo ou mal-afamada, ou conviva com pessoa viciosa ou de má vida;
II – frequente espetáculo capaz de pervertê-lo ou de ofender-lhe o pudor, ou participe de representação de igual natureza.
Vejamos o que afirma a lei 10.406, de 10 de janeiro de 2002, atual Código Civil Brasileiro: “Art. 1.630. Os filhos estão sujeitos ao poder familiar, enquanto menores.” (Grifo nosso). Na continuação dos direitos dos pais ou qualquer outra pessoa que os substitua a lei civil assim assenta: Do Exercício do Poder Familiar:
Art. 1.634. Compete aos pais, quanto à pessoa dos filhos menores:
I – dirigir-lhes a criação e educação;II – tê-los em sua companhia e guarda; III – conceder-lhes ou negar-lhes consentimento para casarem; IV – nomear-lhes tutor por testamento ou documento autêntico, se o outro dos pais não lhe sobreviver, ou o sobrevivo não puder exercer o poder familiar; V – representá-los, até aos dezesseis anos, nos atos da vida civil, e assisti-los, após essa idade, nos atos em que forem partes, suprindo-lhes o consentimento; VI – reclamá-los de quem ilegalmente os detenha; VII – exigir que lhes prestem obediência, respeito e os serviços próprios de sua idade e condição.
Pretendendo reforçar e ratificar os direitos da mãe e do pai ou alguém que corresponda a eles, o nosso código civil atual assenta:
Art. 1.638. Perderá por ato judicial o poder familiar o pai ou a mãe que:
I – castigar imoderadamente o filho;
II – deixar o filho em abandono;
III – praticar atos contrários à moral e aos bons costumes;
IV – incidir, reiteradamente, nas faltas previstas no artigo antecedente.
Antes mesmo de existir o Estatuto da Criança e do Adolescente, a lei nº 3.071, de 1º de janeiro de 1916, já preconizava na sua na parte especial, livro I (do direito de família), título V (das relações de parentesco), capítulo VI (do pátrio poder) o seguinte sobre o Pátrio Poder Quanto à Pessoa dos Filhos:
Art. 384. Compete aos pais, quanto à pessoa dos filhos menores: I – dirigir-lhes a criação e educação; II – tê-los em sua companhia e guarda; III – conceder-lhes, ou negar-lhes consentimento para casarem; IV – nomear-lhes tutor, por testamento ou documento autêntico, se o outro dos pais lhe não sobreviver, ou o sobrevivo não puder exercitar o pátrio poder; V – representá-los, até aos 16 (dezesseis) anos, nos atos da vida civil, e assisti-los, após essa idade, nos atos em que forem partes, suprindo-lhes o consentimento; (Redação dada pelo Decreto do Poder Legislativo nº 3.725, de 15.1.1919) VI – reclamá-los de quem ilegalmente os detenha; VII – exigir que lhes prestem obediência, respeito e os serviços próprios de sua idade e condição.
Art. 394. Se o pai, ou mãe, abusar do seu poder, faltando aos deveres paternos, ou arruinando os bens dos filhos, cabe ao juiz, requerendo algum parente, ou o Ministério Público, adotar a medida, que lhe parece reclamada pela segurança do menor e seus haveres, suspendendo até, quando convenha, o pátrio poder. Parágrafo único. Suspende-se igualmente o exercício do pátrio poder, ao pai ou mãe condenados por sentença irrecorrível, em crime cuja pena exceda de 2 (dois) anos de prisão.
Art. 395. Perderá por ato judicial o pátrio poder o pai, ou mãe: I – que castigar imoderadamente o filho;II – que o deixar em abandono; III – que praticar atos contrários à moral e aos bons costumes.






Ora, percebe-se que o prefeito do RJ Marcelo Crivella, tentou apenas proteger as crianças ali expostas na bienal e aos pais desavisados, destas punições legais. Agora um apresentador de TV (não sei se tem filhos e se conhece a lei) vir a público dizer que o prefeito foi abusivo e irresponsável por tentar proteger as crianças daquela exposição de conotação sexual depravado, dizendo que: não adianta prevenir as crianças desta exposição se os pais e demais responsáveis deixam as crianças expostas a todos os riscos na internet? Ora, o abuso não tolhe o uso, ou seja, uma coisa não anula a outra. E não me venham com o papo de que a homossexualidade é tão normal quanto a heterossexualidade, pois não é, com todo respeito às pessoas que vivem esta tendência por seu mais variados motivos, entre eles, por opção ou simplesmente para experimentarem novas experiências sexuais. Somos livres, e desde que nossas ações e opções não firam a liberdade dos outros, deve sim ter o respeito do conjunto da sociedade, porém, o respeito é uma via de mão dupla, e minha liberdade termina onde começa a liberdade e direitos do outro, principalmente daqueles mais vulneráveis que são as crianças. Posso até não gostar e não concordar com muitas coisas do Marcelo Crivella, mas tiro o chapéu para sua atitude honrosa e corajosa, em defesa das nossas crianças.


E para finalizar: Quem precisa de Felipe Neto, ou seja lá quem for, para ensinar o que é certo e errado a nossos filhos?


Apostolado Berakash



Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger