A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Folheto “O Domingo” blasfema em pleno Natal Cristão

Folheto “O Domingo” blasfema em pleno Natal Cristão

Written By Beraká - o blog da família on sexta-feira, 23 de dezembro de 2016 | 12:02









O monge simpatizante do candomblé Marcelo de Barros, que de católico não tem nada, é um verdadeiro gnóstico por seu relativismo e indiferentismo religioso. Por sua revolta contra os Papa João Paulo II e Bento XVI, e por sua negação da hierarquia eclesial, querida por Cristo e ratificada pelos apóstolos,(diáconos, presbíteros e epíscopos, tendo Pedro como chefe supremo da Igreja nascente), ele é um herege protestante. O que mais espanta-nos é como se tolera que um herege desse porte, e de nível tão baixo, continue se apresentando como o supra sumo da fidelidade católica.Ele é um sinal claro da decadência da Fé e da disciplina na Igreja de nossos negros dias. Ora, ninguém é obrigado a ser Católico, mas se você é Católico Apostólico Romano e é batizado na ICAR, deve por direito e dever, crê em tudo o que ensina a Igreja, e obedecer ao Papa como representante infalível de Cristo na Terra.Por estes e outros erros crassos, devemos exercer nosso protagonismo e denunciar estes abusos notificando com FATOS E DADOS a Congregação do Culto Divino, com carta endereçada ao Cardeal Robert Sarah, seu atual representante [cultdiv@ccdds.va] .Apresentemos tudo em detalhes, pedindo a intervenção de Roma contra estas heresias nominalmente declaradas.




Folheto “O Domingo” blasfema em pleno Natal Cristão




(por *Renato Aquino - 21/12/2016)




Os fiéis que assistirão a Santa Missa neste Domingo de Natal e que a acompanharão por malfado folheto e Liturgia diária da Paulus, terão a infelicidade de contemplar mais uma travessura escabrosa desta editora. A editora que tem o prazer de destruir o rito romano com seus folhetinhos litúrgicos, desta vez grita sua guinada mais ousada e vexaminosa a apostasia.



A edição de “O Domingo” e da “Liturgia diária” (pag 80) do dia 25/12/2016 traz uma surpresa ao anuncio do Natal. “O piedoso anuncio da Igreja foi substituído, ou nas palavras da editora “inculturado”. A voz da mãe Igreja é substituída pelo diálogo ecumênico, e ora vejam, desta vez o aniversariante receberá as felicitações natalícias do até do capeta. Quantas coisas o capeta teria a dizer a Jesus, não é mesmo? Que cena comovente. Sem dizer com que autoridade faz sua falsificação, a editora introduz um texto novo ao anuncio de Natal. Trata-se de uma falsificação, evidentemente. O texto diz insanidades a olhos nus, mas gostaria de destacar a parte mais esdruxula:



“Seiscentos anos depois que o Espírito de Deus / Revelava o brilho do seu esplendor na China a Lao-Tsé; Na Índia, a Buda, o Iluminado; e, no ocidente, inspirava a sabedoria grega...”







O texto é extraído da canção “Cristo, clarão do pai”, da Paulus.  Ora, ora, então pois...Quer dizer que o Espírito Santo inspirou Buda e Lao – Tsé e CIA LDTA, com a doutrina da reencarnação e a Cristo com a doutrina da ressurreição ? Nossa, um “espírito santo” confuso e falível ?Segundo o folheto O Domingo, sim!!!. 



Caberia perguntar o por que este mesmo “espírito falível” e da falsa luz, não inspira os editores a tomarem seus rumos e irem para bem longe da estrutura católica? Não digo da Igreja, pois desta é evidente que já não estão. E assim vão ser felizes bem longe da ICAR e fundarem sua própria IGREJA LIVRE E LIBERTADORA do tipo CASA DA MÃE JOANA (onde todo mundo entra e todo mundo manda? O problema é que em lugar onde todo mundo manda, ninguém sabe a quem obedecer), e pararem definitivamente de por minhoca na cabeça do povo simples e ignorante?



Por que esta pirataria da liturgia, que tira do Centro a sua essência ?.Neste momento, as múmias do relativismo estão com suas bocas babando de ódio e voceferando: 



“Não julgueis”.  Muito bem, me respondam como que alguém podem pedir-me que eu não julgue se me julgam também por julgar? Particularmente falando é saudável e salutar acolher alguém que nos julga corretamente, e que procura mostrar nosso erro. De fato, essa é a verdadeira caridade: procurar ver no que os outros estão errados, julgar exatamente seu erro, e procurar corrigi-los. Corrigir os que erram é obra de misericórdia espiritual. Mas, para corrigir, é preciso antes julgar. Portanto, nem todo juízo é errado. Pode-se julgar mal ou julgar bem. Toda mãe recomenda: "Tenha juízo, minha filha". Será que nossos genitores nunca nos alertaram isto, se não disseram, fizeram mal, e não bem. Devemos julgar retamente sim, para poder ajudar os outros. Foi isso que Nosso Senhor Jesus nos mandou fazer: 



"Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça" (João7, 24).



E é o que procuramos fazer com esta matéria.Segundo o blog Instituto Bento XVI, a editora quando indagada sobre o conteúdo pelo padre Nildo Leal, se justificou: 



“é uma composição do renomado teólogo biblista católico Marcelo Barros, monge benedito, o qual se baseou no texto original do precônio de Natal e o inculturou...” (diga-se deturpou).



Entendi...Busquei saber quem era o super-hiper-mega-master-blaster infalível, que escreveu tão fabuloso texto, afinal, a Paulus deve achá-lo alguém de confiança. O encontrei no Facebook. Que tragédia! Um monge comunista, defensor do Jean Wyllys e do MST. Mas, como desgraça pouca é brincadeira, trata-se de uma joia recomendada por outra, vi que o Leonardo Boff o indicará também, fortemente. 



Com minha sede de penitencia, para evitar julga-lo injustamente, assisti uma entrevista dele ao Jô Soares, onde ele elogia Dom Helder por ter permitido que uma prostituta se entregasse a um presidiário, de graça, digamos que por caridade...(Que lindo...devem ter lido em alguma bíblia INCULTURADA, Jesus dizendo para Maria Madalena: Vá e se entregue de graça agora minha filha, e não cobre mais...ao invés de dizer o que Ele realmente disse: Vá e não peques mais).


É esse o cuidado desta editora para com as almas!? Lamentável. 




Dom Henrique Soares, bispo famoso por sua ortodoxia, declarou no seu Facebook:


“Lamentável que a Liturgia no Brasil continue sendo sequestrada por “liturgistas” que se acham no direito de inventar pantomimas que nada têm a ver com o rito romano e a liturgia no seu sentido autêntico....O folheto O Domingo traz um aberrante anúncio de Natal, que mete arbitrariamente elementos estranhos ao texto original… Elementos de elaboração teológica discutível…O livreto das Edições da CNBB propõe arbitrariamente para a Missa da Noite do Natal que esteja na igreja o Círio Pasca ???....Nada disso é legítimo! É invenção! O Povo de Deus não precisa dessas arbitrariedades para bem celebrar o Mistério!...Este pessoal tem que compreender que não cabe a qualquer um inventar modinhas litúrgicas...Lamentável...”




E depois ficam a reclamar das reações exageradas do lado oposto, como se fôssemos obrigados pelo chefe supremo da Igreja africanizada o monge Marcelo de Barros, a ficar calados ???...Ora tenha paciência!!!


Vale lembrar que não é de hoje que esta editora utiliza de seus folhetos para realizar a revolução cultural dentro da Igreja. O histórico das famosas  “orações da assembleia”, em geral, não são mais do que meros jargões convencionados dos dinossauros da Teologia da Libertação. 
 
Oremos: “Do folheto da Paulus, livrai-nos, Senhor!!!...”



*Renato Aquino é um dos idealizadores do projeto Fides Press. Membro do Apostolado Santa Igreja desde 2008, tem como objetivo para sua coluna no FidesPress.com a transmissão de noticias de forma opinativa consciente da responsabilidade que o apostolado tem com a Verdade.

Fonte:http://fidespress.com/brasil/folheto-o-domingo-blasfema-em-pleno-natal/








Bispo Dom Henrique Soares, esclarece porque as Kalendas de Natal não podem ser adulteradas:



O Bispo de Palmares, no Pernambuco, Dom Henrique Soares escreveu em suas redes sociais uma formação explicando porque as Kalendas de Natal não podem ser modificadas à revelia. O texto faz parte de um rito proclamado na noite de Natal, abolido no Vaticano II, e retomado no pontificado de são João Paulo II. Atualmente o rito é facultativo na celebração.



“Não compete a nenhum pretenso liturgista ou teólogo alterar arbitrariamente os textos litúrgicos da Igreja. Nas celebrações litúrgicas os textos utilizados devem ser aprovados por quem de direito: a Sé Apostólica e, em certos casos, o Bispo diocesano. Liturgista, verdadeiro ou pretenso, não é moderador da Liturgia da Igreja! Um especialista em Liturgia que se arrogasse este direito mostraria que não compreendeu sua função na Igreja”, escreveu o bispo. Dom Henrique faz referência às mudanças que uma editora católica fez no texto de um livreto de Liturgia Diária e repercutiu no meio católico trazendo muita confusão. “Infelizmente, o horizonte das adulterações das kalendas não é este , da singularidade absoluta de Cristo, mas sim o de um falso e deturpado pluralismo religioso que considera todas as religiões verdadeiras (e falsas) do mesmo modo”.



O bispo conhecido pela sua prudência e sobriedade explica que não escreve para gerar polêmica, mas para: 


“formar o Povo de Deus na reta fé católica...Às vezes, os comentários feitos por alguns caros Amigos extrapolam seja a lógica, seja a caridade em Cristo! Cuidado! Cuidemos! A verdade não se impõe no grito nem na grosseria, mas na firmeza suave e na caridade firme...” Finaliza o texto.


Fonte:http://blog.opovo.com.br/ancoradouro/bispo-esclarece-porque-as-kalendas-de-natal-nao-podem-ser-adulteradas/
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger