A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » “Deus não divide sua glória com ninguém...”(Is 42,8) – A interpretação deste texto é assim mesmo,como afirmam os protestantes ?

“Deus não divide sua glória com ninguém...”(Is 42,8) – A interpretação deste texto é assim mesmo,como afirmam os protestantes ?

Written By Beraká - o blog da família on segunda-feira, 21 de abril de 2014 | 08:31





Este é o problema do "PROTESTANTE PAPAGAIO DE PASTOR", que não se dar nem ao trabalho em antes de dar crédito a estas falsas afirmações,de consultar pessoalmente as escrituras, ou fazer um estudo bíblico, para confirmar não só esta, mas tantas outras baboseiras e heresias, propagadas dos púlpitos de seitas oportunistas e interesseiras, e ficam a repetir jargões e ensinos heréticos de falsos pastores, que comprometem a unidade dos Cristãos e colocando em risco até a sua própria salvação.Quem nunca viu um protestante deste quilate soltando este versículo como se Deus não honrasse e glorificasse a seus santos e fieis eleitos, entre eles a virgem Maria alvo principal desta falsa interpretação ?



A passagem de Isaias 42,8 em hebraico:אֲנִי יְהוָה הוּא שְׁמִי וּכְבוֹדִי לְאַחֵר לֹא־אֶתֵּן וּתְהִלָּתִי לַפְּסִילִים ׃



Tradução :“Eu sou o Senhor e no meu nome está a minha honra e não a darei a ídolos (לַפְּסִילִים).”



Deixo em parenteses a palavra “ídolos” para que vejam que a tradução protestante não corresponde com os originais em hebraico onde  nunca aparece às palavras: imagens, a outros, ou ninguém, como está na tradução da bíblia protestante João Ferreira de Almeida, usada pela grande maioria da seitas e denominações protestantes.




Superado esta fase mostraremos que esta honra não se da a falsos deuses(idolos) mas é dada sim  aos santos que a recebem por parte de Cristo pela sua fé, fidelidade e perseverança no seguimento de Cristo como fizeram os santos e principalmente a virgem Maria, que foi aquela que perseverou até o fim, na Cruz (Quando os apóstolos exceto João, o abandonaram), e em Atos dos apóstolos no dia de Pentecostes.



AFINAL O QUE DIZ EXATAMENTE A BÍBLIA SOBRE DEUS DAR OU NÃO SUA GLÓRIA A OUTROS ?



1)-“Eu lhes dei a glória que me deste” (Jo 17,22)



2)-“Deus concede graça e glória“ (Salmo 84,11) ou (Salmo 83,12);


3)-“O que… Deus preparou para nossa glória“ (1 Cor 2,7);


4)-“Os que chamou, também os justificou, e os que justificou, também os glorificou“ (Rm 8,30);


5)- “Vi outro Anjo descendo do céu, tinha um grande poder e a terra ficou iluminada com a sua glória” (Ap 18,1);


6)-“Glória, honra e paz para todo aquele que pratica o bem” (Rm 2,10).


7)- Apoc 2,26-28: "Àquele que vencer e fizer a minha vontade até o fim darei autoridade sobre as nações.Ele as governará com cetro de ferro e as despedaçará como a um vaso de barro.Eu lhe darei a mesma autoridade que recebi de meu Pai. Também lhe darei a estrela da manhã...”






O pior Cego é o que não quer ver, concordam ?


Nossa Resposta:


Quando enaltecemos uma obra, a glória é recebida pelo seu autor.


Quando admiramos e elogiamos uma obra de arte tipo O quadro “Monalisa”, estamos elogiando o autor dele e não a obra em si, ou seja, Leonardo da Vinci, e não a obra em si, que não pode se fazer sozinha.


Quando homenageamos (honramos, ou veneramos, conf. Rom 13,7:Deem a cada um o que lhe é devido: se imposto, imposto; se tributo, tributo; se temor, temor; se honra, honra...”) e seguimos o exemplo dos Santos e da virgem Maria,como o próprio Paulo aconselhou: “ Sede meus imitadores como eu sou de Cristo” (1 Cor 11,1),não estamos dividindo glória alguma, mas estamos glorificando a Deus, pois a santificação dos Santos e da Virgem Maria é obra d'Ele:


“EU SOU o Senhor que vos santifico.”(Ex 31,13; Lv 20,8; 21,8; 21,15; 21,23) !



Adorar é o mesmo que Venerar conforme dizem os estudiosos Protestantes?


Atos 5,34: “ Mas, levantando-se no conselho um certo fariseu, chamado Gamaliel, doutor da lei, VENERADO  por todo o povo, mandou que por um pouco levassem para fora os apóstolos...”(Segundo a bíblia  Protestante : João Ferreira de Almeida).


Neste caso todo povo Judeu ADORAVA Gamaliel, se adorar for o mesmo que Venerar ?


E mais:


Leiam a GRANDE HOMENAGEM AOS SANTOS em Hebreus -11 !!!





*Caso queira saber mais e participar de nosso apostolado, bem como agendar palestras e cursos em sua paróquia, cidade,pastoral, e ou movimento da Igreja, entre em contato conosco  pelo e-mail: 


filhodedeusshalom@gmail.com
Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 77 Comentário. Deixe o seu!

10 de maio de 2014 20:36

estais distorcendo pregando o óbvio e a mesma coisa... Os grandes nomes bíblicos são Santos, o Problema é que vocês dão louvor e adoração a eles Igual a Cornelho quis fazer com os apóstolos ai é disso que Deus não gosta e outra Deus não tolera distorção da sua palavra amigo tome cuidado se arrependa de distorcer as coisas antes que seja tarde...

11 de maio de 2014 18:15

Prezado Protestante Felipe,

Não distorcemos em nada as escrituras, já não posso dizer o mesmo de seus falsos pastores divididos e vc sabe que a divisão é obra do diabo e não de Deus não é isto ?

Como um Católico deve EVANGELIZAR um protestante e mostrar seus erros sem ofendê-los na Verdade que liberta ?


POR QUE OS PROTESTANTES SÃO TÃO DIVIDIDOS E CONFUSOS ?


1)- Não existe um só rebanho ,cada um segue o pastor quer e interpretam a bíblia conforme seus interesses – QUEM ESTÁ CERTO ?

2)- Existem seitas protestantes que dizem que Jesus não é Deus,outras dizem que é ... – QUEM ESTÁ CERTO ?


3)- Para a maioria dos protestantes o casamento não é um sacramento e por isso mesmo não é indissolúvel – QUEM ESTÁ CERTO ?


4)- Uns protestantes santificam o sábado, outros o domingo e outros ainda não santificam dia nenhum– QUEM ESTÁ CERTO ?


5)- Alguns protestantes são a favor do aborto, outros contra– QUEM ESTÁ CERTO ?


6)- Um grupo protestante afirma que as almas estão inconscientes, outros que estão conscientes– QUEM ESTÁ CERTO ?


7)- Alguns dizem que o inferno foi extinto, outros dizem que ele é eterno– QUEM ESTÁ CERTO ?


8)- Para alguns protestantes Maria é Mãe de Deus, outros negam. – QUEM ESTÁ CERTO ?


9)- Alguns protestantes tratam a ceia ou eucaristia como um sacramento para outros é só um símbolo– QUEM ESTÁ CERTO ?


10)- Os mórmons aprovam a poligamia, outros condenam– QUEM ESTÁ CERTO ?


11)- Uns batizam apenas em nome de Jesus outros em nome da Santíssima Trindade. No protestantismo existem pelo menos cinco entendimentos na questão do batismo. – QUEM ESTÁ CERTO ?


12)- A grande maioria das igrejas protestantes proclama que a salvação é obtida somente pela fé sem obras, em oposição ao que diz Tiago 2,26. – QUEM ESTÁ CERTO ?


13)- Alguns protestantes acreditam que estão salvos e não podem perder a salvação, contrariamente ao que nos diz a Bíblia: (1Cor9,27), (Gal 4,9), (I Tim 1,19-20; 4,12; 5,15) – QUEM ESTÁ CERTO ?


14)- uns acreditam em Anjos da Guarda outros não– QUEM ESTÁ CERTO ?

15)- Umas Igrejas as Pentecostais pregam O MILENARISMO, já as Protestantes mais antigas não – QUEM ESTÁ CERTO ?


Destaquei apenas algumas contradições, pois a lista é grande!!!

“Existem pouquíssimas pessoas neste mundo que realmente odeiam CEGAMENTE a Igreja Católica, mas infelizmente há milhões que odeiam o que eles PENSAM ser a Igreja Católica... (Fulton J. Sheen)”

1 de janeiro de 2015 11:41

Beraká! Achei muito interessante seus questionamentos e senti vontade de responder da maneira que eu entendo, espero esclarecer um pouco mais
POR QUE OS PROTESTANTES SÃO TÃO DIVIDIDOS E CONFUSOS ?
R: Não somos divididos e confusos, pelo contrário somos questionadores como você e não aceitamos estorinhas contados sem investiga-las na palavra de Deus, muitos realmente pegam parte dos versículos bíblicos e fazem suas interpretações. Gosto muito de um provérbio que diz: Interpretar um texto sem o contexto é pretexto.Em uma outra pergunta (Tiago 2 v.26) você faz isto...Leia o capítulo todo para entender melhor.
1)-R: Este um só pastor e um só rebanho, se refere a Jesus Cristo, ele é o nosso pastor e o rebanho são todos o que creem nele, para ele não existe placa de igreja. O Lideres das igreja chamado pastores são só seres humanos nos dando orientações, eles também são questionáveis. Somente o pastor Jesus é o sumo pastor e inquestionável.
2)-R: Está certo quem diz que ele é Deus filho...Leia João 17 vers 5 e 21.
3)- A bíblia diz que o que é lei para os homens é lei para Deus...Por isto nós os evangélicos lutamos contra as leis que o senado tenta aprovar, pois uma vez aprovado podemos ou não seguia-las segundo nossa consciência. A nossa lei diz que podemos nos divorciar quando assim desejarmos, mas o verdadeiro cristão, aquele que lê a palavra de Deus faz de tudo para viver em paz com sua família. (Romanos 2 vers.14)
4- R: Quanto a esta pergunta, gostaria que lesse todo o capítulo 14 do livro Romanos. Você vai ver que Deus não se prende a estes pequenos detalhes.
5)-R: Claro que é quem é contra...Ninguém pode matar uma vida, somente Deus pode dar ou tira-la..
6)- R: A bíblia deixa livre esta interpretação,( Deut. 29 vers 29) em Salmos 115 ver 17 vemos Davi dizer que os mortos não louvam, porém em Lucas 16 vers 19 Jesus conta uma parábola do Rico e Lázaro (Entre eles havia um diálogo). E em tessalonicenses 4 vers 15 diz que os mortos dormem (Quem dorme, está sem ação)
7)- R: Na verdade ele existirá até o dia que Jesus virá. Leia apocalipse 20 v 13 -15. Ele será lançado no lago de fogo.
8)-R: Está certo quem diz que ela é mãe do Deus filho. Lucas 01 vers 26 e 32 e 43.
9)-R:partiu o pão disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim.Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor Jesus, até que ele venha. (1Co 11:24) A palavra de Deus deixa claro que é simbolo.
10-R: Os que condenam, e veja bem os mórmons não são evangélicos, não usam a nossa bíblia como manual de fé.
11)- R: Está certo quem segue a bíblia, em Mateus 28 vers 19 está a orientação dada pelo próprio Jesus.
12)-R: É porque estes protestantes estão lendo somente o vers. 26...Tem que ler todo o capítulo 2 para entender e é preciso ter os dois fé e obras.
13)- R: Estão certo quem acredita que podem perder a salvação. Apocalipse 3 vers 11 diz: Eis que venho sem demora! Conserva o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. Se há possibilidade de alguém te tomar algo é porque vc pode perde-la..
14)-R: Quem acredita que existem anjos da guarda. Salmo 91 vers 11 e Hebreu 01 vers 13 e 14
15)-R: Aqui repito para você o Deuteronômio 29 vers 29.

Fica na paz do nosso Senhor Jesus Cristo

1 de janeiro de 2015 21:38

Prezada Neide,


Você não respondeu a matéria principal: Se Deus divide ou não sua glória?...


O protestantismo é filho do Pai da mentira, e tem como sua maior arma não a verdade, mas a mentira.



E sempre fez vasto uso dela,para denegrir a Igreja Católica vejam o que dizia Lutero o fundador do protestantismo:

Em carta a Jerônimo Weller, Lutero escreveu:

"Se o demônio te tentar com bebedeira, bebe, e bebe em nome de Cristo".

Lutero defendia a tese da santidade do pecado: quanto mais pecado se cometesse mais santo se seria. Ele insultava Cristo dizendo que Jesus era adúltero e bêbado.


Que Lutero disse que Cristo era adúltero, está no livro de Lutero, Tischeredden: Conversas à Mesa, n* 1472, edição de Weimar, volume II, p. 107, apud Franz Funck Brentano, Martim Lutero, editora Vecchi, Rio de Janeiro, 1956, p.151.


Quando discuto com algum protestante, recomendo que leiam os livros e discursos de Lutero, especialmente suas conversas à mesa que são escandalosíssimas.

De fato, Roma, no tempo do Renascimento, era bem corrupta. Por isso Lutero gostou muito de lá.Lutero jamais quis reformar os vícios do clero corrupto, do qual ele era um exemplar bem típico.


O que Lutero queria reformar era a lei de Deus, para permitir os pecados, como ele o permitiu com a sua doutrina da santidade do pecado, com o seu axioma:


"Crê firmemente e peca muitas vezes,pois o perdão e eleição de Deus é irrevogável, portanto, crer firmemente no Senhor Jesus e podes pecar a vontade, pois uma vez salvo, salvo para sempre...”

E PARA DEFENDER O USO DA MENTIRA DIZIA:


"Que mal pode causar se um homem diz uma boa e grossa mentira por uma causa meritória e para o bem da Igreja (luterana) ?..." (Grisar, Hartmann, S.J., Martin Luther, His life & work, The Newman Press, 1960- pág 522).


Sábio conselho é o de Jesus, aos difusores dessa mentira diabólica:


“Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira”. (Jo 8,44).




O louvável depoimento do sério presbiteriano Prof. Juan Pablo, mestrado em História pela UFES, serve para alertar sobre a desonestidade dos “historiadores protestantes escolhidos pelo “jornalista” Jailson da Paz para caluniar sobre Frei Damião e a Igreja Católica:



“Bem, a respeito do estudo sobre o cristianismo antigo, a primeira coisa que devemos aceitar, é que os protestantes de modo geral, em especial os brasileiros, conhecem muito pouca coisa de História cristã.Infelizmente, a grande maioria dos livros de história do cristianismo publicados por editoras evangélicas aqui no Brasil não são fontes confiáveis para o estudo da história cristã antiga e medieval, e isso por dois motivos:


1 - são escritos por teólogos com péssima formação histórica;

2 - seu objetivo real não é realmente informar o leitor, e sim combater o catolicismo, para dar a falsa impressão de que tudo o que a ICAR alega seria mentira e portanto fazer apologética da teologia protestante. Ou seja: pecam por desonestidade intelectual.Faz-se necessário estudar a história do cristianismo a partir da historiografia acadêmica ( E não na base do ouvi dizer).

Por fim para encerrar vale apena lembrar este detalhezinho: “Aceitar Jesus não é mudar de Igreja,mas mudar de vida concorda ?...”

Shalom !!!

7 de janeiro de 2015 09:26

Recado sincero e final,


Este é o problema do "PROTESTANTE PAPAGAIO DE PASTOR", que não se dar nem ao trabalho em antes de dar crédito a estas falsas afirmações,de consultar pessoalmente as escrituras, ou fazer um estudo bíblico, para confirmar não só esta, mas tantas outras baboseiras e heresias, propagadas dos púlpitos de seitas oportunistas e interesseiras, e ficam a repetir jargões e ensinos heréticos de falsos pastores, que comprometem a unidade dos Cristãos e colocando em risco até a sua própria salvação.Quem nunca viu um protestante deste quilate soltando este versículo como se Deus não honrasse e glorificasse a seus santos e fieis eleitos, entre eles a virgem Maria alvo principal desta falsa interpretação ?


Feliz Ano Novo a todos os nossos internautas e colaboradores deste apostolado!!

28 de janeiro de 2015 03:58

papo furado de padreco,idéia de quem papagaia terço e acredita em cabana de cachoro abandonada,ou melhor( purgatório)

31 de janeiro de 2015 19:53

Prezado protestante papagaio de pastor Claudiomar,

Você com este seu linguajar xulo e nada Cristão está muito longe de convencer alguem para sua seita. E confirma-nos que não passa de um mero papagaio de pastor, olha se você não é assim:

O PROTESTANTE PAPAGAIO DE PASTOR:

Levam a bíblia pra cima e pra baixo debaixo do braço como desodorantes, mas não leem toda !!! Só leem os destaques dos seus falsos pastores, tirando texto do contexto para servir de pretexto a suas heresias.
Ultimamente tenho visto muitas características de pregadores famosos em novos pregadores.
A galera não ta só se inspirando nos caras, mas copiando fielmente, falas, jargões, trejeitos e até sermões inteiros. Confesso que já mordi um bocado de sermões por aí, mas copiar é brincadeira né !!!??
A falta de personalidade está berrante. Afirmações teológicas são professadas com uma certeza duvidosa pelos papagaios, porque não estudaram para chegar a tais conclusões, apenas importaram o compêndio de teologia de um ou outro teólogo famoso.
Quer um conselho? Sai dessa!
Volte-se para Jesus e cultive sua personalidade, não precisa copiar ninguém porque se existe algo que Deus ama é nossa individualidade, seja você irreverente, sério, descontraído, introvertido. SEJA VOCÊ MESMO !!!


Se for pra ser imitador, que seja de Cristo e de mais ninguém.

26 de março de 2015 07:20

sou leigo no assunto durante 20 anos fui católico e adorava e pedia milagre pra nossa senhora aparecida!! Depois que virei envagelico fui saber que e errado por que pedir pra alguém interceder por mim senho que eu posso ter intimidade direto com Deus!!
Questionei um amigo que é catolico e meu deu um livros pra tirar minhas duvida ainda me falou que me deu um tesouro, PE Alberto Luiz Gambarini o nome do livro é Perguntas e Respostas Sobre a FÈ!!
analisando o livro vi que vocês não estão certos!! Por Que??

Diz o livro QUESTÃO DAS IMAGENS!!

Essa imagens era usada como ORNAMENTAÇÃO ou seja um enfeite certo??
ou usada pra aqueles que não sabia ler ex São Gregório magno!!!

Agora a pergunta??

Por que pedimos milagres a ela ? Poque a igreja católica não tem nome de Deus nelas e sim de santos e maria?? Porque vocês acreditam que santos e maria possa interceder por nós??

Me mostra na onde esta os milagres feito por maria nas escrituras, assim como o seu seu discípulos fizeram !!!

Não to aqui pra discutir sobre religião e sim pra entender se me mostra tudo que te perguntei com convicção eu agradeceria muito desde já obrigado pela atenção

26 de março de 2015 21:41

Prezado leigo Protestante Marcelo Noronha,

Obrigado pela visita a nosso humilde e simples apostolado.Você diz-nos que antes foi católico(De IBGE?), hoje é protestante e amanhã meu caro? Talvez espírita, gnóstico e quem sabe evolua para o atéismo.Isto é o que da seguir as doutrinas divididas e sem unidade do protestantismo que seguem não a Cristo mas a seu fundador Lutero que defendia a ante bíblica tese da livre interpretação das escrituras,tese esta que não tem amparo nas escrituras, mas duvido que seus pastores tenham lhe falado isto. Diante de tanta divisão doutrinária caro Marcelo fazemos a pergunta:

QUAL IGREJA PROTESTANTE É A VERDADEIRA IGREJA DE CRISTO?

a)A que é Contra o divórcio e a favor de pregadoras mulheres ?

b)A que é favor do divórcio e contra pregadoras mulheres ?

c)A que é favor do aborto,ou a que é contra o aborto, mas a favor do divórcio ?

d)A que é favor do evangelho judaizante,mas é Contra a Teologia da Prosperidade ?

e)A favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo ?

f)- A que diz que Jesus não é Deus e não existe a Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo ?

g) A que batiza crianças ou as que não batizam, mas apresentam ?
h) A que aceita os 7 sacramentos ?
i) A que bate palmas ? Ou a que acha que tal prática um desrespeito.Qual delas está certa ?

j)- A que respeita a ceia do Senhor ? Ou a que não pratica a Santa Ceia ?

l)- A que cobra o dízimo e expulsa quem não paga ? Ou a que prefere fazer fogueirinha Santa, votos e arrastões da fé em dinheiro ?

m)- A que prega e acredita na Predestinação ? Quel alguns já nascem condenados e outros já nascem salvos e não pode perder a salvação ? Portanto como dizia Lutero: Crer e podes pecar muito, pois uma vez salvo, salvo para sempre ?

Quais são as dúvidas que esta confusão de doutrinas protestantes geram ?

1)- Qual destes grupos reteve a sã doutrina ?

2)- Qual destes grupos pratica o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo ?

3)- Qual destes grupos pode ser chamado de sucessores dos verdadeiros apóstolos de Cristo ?

4)-Quais destes grupos devem ser considerados os certos e os hereges ?

5)- Todos estão salvos ?Uma vez que você protestante venha a considerar que todos estão salvos independentemente de denominação e do Cristo que cada grupo segue em cada igreja, poderíamos dizer que o importante para a salvação é tão e somente o rótulo protestante e ter fé em Jesus Cristo independente da boas obras ? Pois Lutero dizia: Crer no Senhor Jesus e podes pecar a vontade, pois uma véz salvo, salvo para sempre ???...

6)- Então por que o protestante diz que placa de igreja não salva ninguém ?

7)- Se todos estão salvos, por que brigaram e se dividiram ?

8)- Qual destes grupos representa a verdadeira igreja primitiva ?

9)- Por que os Jesus dos Evangélicos é tão diferente do Jesus dos Evangelhos? Que foi: Pobre, casto , amoroso e obediente ?

Continua....

26 de março de 2015 21:42

Vamos responder agora a suas dúvidas:

1)- “Depois que virei envagelico fui saber que e errado por que pedir pra alguém interceder por mim senho que eu posso ter intimidade direto com Deus!!”

Resposta do Blog Berakash: Quer dizer caro leigo protestante Marcelo que você nunca pediu que orem por você, nem aos seus irmãos e nem aos seus pastores de sua denominação? Ou seja, você pede diretamente a Deus ?



2)- Questionei um amigo que é catolico e meu deu um livros pra tirar minhas duvida ainda me falou que me deu um tesouro, PE Alberto Luiz Gambarini o nome do livro é Perguntas e Respostas Sobre a FÈ!!analisando o livro vi que vocês não estão certos!! Por Que??Diz o livro QUESTÃO DAS IMAGENS!!Essa imagens era usada como ORNAMENTAÇÃO ou seja um enfeite certo??ou usada pra aqueles que não sabia ler ex São Gregório magno!!!

Resposta do Blog Berakash: Que confusão esta sua pergunta, mistura a questão das imagens,dizendo que São Gregório Magno um papa reformador da Igreja era analfabeto ? Em que livro de história você leu isto? Ou seu pastor ?...Fiquei curioso agora como um papa fez esta reforma e dominava latim, grego e hebraico era analfabeto?...




3)- Agora a pergunta??Por que pedimos milagres a ela ? Poque a igreja católica não tem nome de Deus nelas e sim de santos e maria?? Porque vocês acreditam que santos e maria possa interceder por nós??


Resposta do blog Berakash: Prezado Marcelo nenhum católico pede milagres a imagens, isto quem afirma são seus pastores e não nós os Católicos.Qualquer católico até o mais simples e analfabeto pede a intercessão do santo representado naquela imagem e que já está junto a Cristo em espírito e em verdade, pois espírito não dorme meu caro.Nos templos Católicos o mais importante não é o nome do templo, mas o seu conteúdo: Jesus Eucaristico que está no centro da fé Católica e no interior de todos os templos,pois Cristo disse: Isto é o meu corpo ( e não isto representa o meu corpo), simples assim.

Ora é a própria escritura que nos orienta a acreditar na ressurreição dos mortos já logo após a morte, e que já por estarem junto a Cristo em espírito e em verdade, portanto, estão mais aptos a intercederem por nós que ainda estamos aqui na terra.


4)- Me mostra na onde esta os milagres feito por maria nas escrituras, assim como o seus discípulos fizeram !!!

Resposta do blog Berakash: Prezado Marcelo, nem Maria, nem os apóstolos, nem os Santos e nem seus pastores protestantes podem fazer milagres, quem faz é Deus pela intercessão deles. Com maria não foi diferente, pela intercessão dela junto a Cristo nas bodas de Caná, Cristo realizou seu primeiro milagre antecipando a sua hora, por causa do pedido de sua mãe, leia esta passagem e confirmará o que estou dizendo-lhe.



5)- Não to aqui pra discutir sobre religião e sim pra entender se me mostra tudo que te perguntei com convicção eu agradeceria muito desde já obrigado pela atenção.


Resposta do blog Berakash: Nem muito menos eu, você colocou suas dúvidas pedindo respostas, foi o que fizemos.Estamos sempre a sua disposição para maiores esclarecimentos, volte sempre e...

Shalom !!!

11 de abril de 2015 15:48

Interessante talvez seja entender duas coisas sobre a bíblia: seus versos devem ser interpretados em harmonia completa com o restante dos livros. Pastores e padres erram a partir do momento que usam a bíblia para atacarem uns aos outros. Nenhum possui a verdade completa, e extrapolam o que está escrito apenas em defesa de seus interesses, por mais "nobres" que sejam suas intenções. Não há capacidade e conhecimento pleno em nenhuma pessoa, conselho, grupo, igreja, religião ou doutrina suficiente para compreender toda a verdade. As sete Igrejas mostram que existem vários direcionamentos diferentes para comunidades cristãs distintas. Existem vários dons. A casa de Deus abriga várias moradas. Achar que essa ou aquela doutrina é absolutamente correta é apenas um passo para ser um bom fariseu. "Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Tiago 4:6"

12 de abril de 2015 09:35

Prezado Protestante Uknown

Sei que estes versículos devem ter mechido muito com suas convicções, nas quais a sua cegueira provocada por falsos pastores lhe causaram. Mas é o velho ditado: Contra fatos não existem arguntos contrários:

AFINAL O QUE DIZ EXATAMENTE A BÍBLIA SOBRE DEUS DAR OU NÃO SUA GLÓRIA A OUTROS ?



1)-“Eu lhes dei a glória que me deste” (Jo 17,22)



2)-“Deus concede graça e glória“ (Salmo 84,11) ou (Salmo 83,12);


3)-“O que… Deus preparou para nossa glória“ (1 Cor 2,7);


4)-“Os que chamou, também os justificou, e os que justificou, também os glorificou“ (Rm 8,30);


5)- “Vi outro Anjo descendo do céu, tinha um grande poder e a terra ficou iluminada com a sua glória” (Ap 18,1);


6)-“Glória, honra e paz para todo aquele que pratica o bem” (Rm 2,10).


7)- Apoc 2,26-28: "Àquele que vencer e fizer a minha vontade até o fim darei autoridade sobre as nações.Ele as governará com cetro de ferro e as despedaçará como a um vaso de barro.Eu lhe darei a mesma autoridade que recebi de meu Pai. Também lhe darei a estrela da manhã...”

Jesus disse: "Quem vos ouve, a mim ouve; e quem vos rejeita, a mim rejeita; e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou" (Lc 10,16). Nós católicos ouvimos os apóstolos hoje através do Papa, bispos e dos prebíteros que são seus legítimos sucessores, por isso ouvimos Jesus. Na Bíblia está escrito também que: "Nenhuma profecia é de interpretação particular" (II Ped 1, 20)portanto, o exame das escrituras só deve ser feito por alguém com a autoridade dada por Cristo de ligar e desligar.Foi por isso que Cristo disse a Pedro: “Eu te darei as chaves do Reino dos Céus, e tudo o que ligares na terra será ligado também nos céus; e tudo o que desatares na terra, será desatado também nos céus" (Mat 16, 17-20). Dai se conclui que somente Pedro e seus legítimos sucessores (Os papas e o Colégio dos bispos) o podem fazê-lo .
“Bendito seja o Senhor, rocha minha, que me adestra as mãos para a batalha e os meus dedos, para a guerra”. (Sl 144.1)Como Católicos da Igreja militante o nosso combate tem um único objetivo: “Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus, almejamos construir Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).Preferiria você que como católicos fôssemos cordiais e irenistas fôssemos estimados pelos ímpios, por manter uma cordialidade superficial, que acoberta uma covardia profunda, ou a impotência de reagir ? Ou que fizéssemos muitos "amigos" por aqui que aplaudissem uma cumplicidade simpática? Apenas para ser mais popular, querido, e admirado ? e que se calasse quando Deus e sua Igreja no seu sagrado magistério são atacados?Não!!! Jamais!!!Mas lutar, cantar, aceitar desafios, não temer e não tremer, e estar sempre na primeira linha de combate, recebendo todos os ataques,injúrias e incompreensões possíveis quando se trata de defender a honra de Deus e a de sua Santa Igreja.Assim Cristo nos prometeu:“Bem aventurados sois vós quando por causa de mim, sois atacados e injuriados, alegrai-vos e exultai, pois grande será a vossa recompensa nos céus...”Ao combate meus amados !!!Na defesa da Fé e dos princípios Cristãos contra os ímpios, hereges e inimigos da única esposa visível de Cristo: A Santa mãe Igreja, “coluna e sustentáculo da verdade” ( I Tim 3,15).

Shalom !! E Volte sempre, pois aqui encontrará a verdade que liberta !

22 de abril de 2015 14:01


Amigo, percebi que este texto é reproduzido em vários outros sites. Voce simplesmente o copiou ou ajudou a produzí-lo? Pergunto isso pois espero que voce ou quem quer que tenha redigido-o, tenha também se preocupado em verificar a etimologia da palavra "glória" aqui empregado. No caso do Antigo Testamento, a origem é hebraica (vem do vocábulo “Kãbhôdh”) e no novo testamento a origem é grega. Embora após traduzido, tenha ficado a mesma coisa, as aplicações, significados e contextos são diferentes. O que Isaías afirma no verso 8 do capítulo 42, ele reafirma no verso 11 do capítulo 48! Resumidamente: espero que a intenção não seja sugerir que a glória de Deus seja comparável a de quem quer que seja, pois bem sabemos que não o é. Do contrário, estariam as Escrituras se contradizendo? Primeiro lemos que Deus não divide a Sua glória e depois alguém aponta-se passagens em que Ele muda de idéia e já passa a dividí-la? Fica muito claro que estamos falando de "glórias" diferentes.

22 de abril de 2015 22:44

Prezado Protestante Uknown

Este é o problema do "PROTESTANTE PAPAGAIO DE PASTOR", que não se dar nem ao trabalho em antes de dar crédito a estas falsas afirmações,de consultar pessoalmente as escrituras, ou fazer um estudo bíblico, para confirmar não só esta, mas tantas outras baboseiras e heresias, propagadas dos púlpitos de seitas oportunistas e interesseiras, e ficam a repetir jargões e ensinos heréticos de falsos pastores, que comprometem a unidade dos Cristãos e colocando em risco até a sua própria salvação.

Vamos à passagem a qual você diz estarmos contradizendo, a qual concordaria com você, se a tradução estivesse correta, mas esta é prática corriqueira do protestantismo: Deturpar as escrituras em interesse próprio.


A passagem de Isaias 42,8 em hebraico:אֲנִי יְהוָה הוּא שְׁמִי וּכְבוֹדִי לְאַחֵר לֹא־אֶתֵּן וּתְהִלָּתִי לַפְּסִילִים ׃



Tradução :“Eu sou o Senhor e no meu nome está a minha honra e não a darei a ídolos (לַפְּסִילִים).”



Deixo em parenteses a palavra “ídolos” em hebraico para que vejam que a tradução protestante não corresponde com os originais em hebraico onde nunca aparece às palavras: imagens, a outros, ou ninguém, como está na tradução da bíblia protestante João Ferreira de Almeida, usada pela grande maioria da seitas e denominações protestantes.

Conclusão: Deus realmente não dá sua glória a ídolos, mas a dar a seus santos e eleitos, pois assim esta escrito e revelado:

“Eu lhes dei a glória que me deste” (Jo 17,22)

“Os que chamou, também os justificou, e os que justificou, também os glorificou“ (Rm 8,30).

Contra fatos não existem argumentos contrários.

Shalom e volte sempre !!!

23 de abril de 2015 08:23

Protestante papagaio de pastor !!!???


Muito oportuno e perfeitamente aplicável aos protestantes, pois são isto mesmo que vcs colocaram:


"Este é o problema do "PROTESTANTE PAPAGAIO DE PASTOR", que não se dar nem ao trabalho em antes de dar crédito a estas falsas afirmações,de consultar pessoalmente as escrituras, ou fazer um estudo bíblico, para confirmar não só esta, mas tantas outras baboseiras e heresias, propagadas dos púlpitos de seitas oportunistas e interesseiras, e ficam a repetir jargões e ensinos heréticos de falsos pastores, que comprometem a unidade dos Cristãos e colocando em risco até a sua própria salvação..."


É nisto que dar protestantes sem conhecimento de causa ir debater com Católicos esclarecidos: Só levam peia !!!


Muito bom o blog !! Apesar de eu não ser católico, mas Judeu é muito esclarecedor e com assuntos variados.

23 de abril de 2015 23:11

Prezado, sua pretensa tradução das escrituras é tendenciosa e claramente evidencia que esta publicação é realmente de "católicos esclarecidos" para "católicos esclarecidos" como dissera nosso amigo pseudo-judeu num comentário desses. O texto original referenciado traz, dentre outros termos aqui "ligeiramente" modificados, o tetragrama que representa o nome de Deus, coisa que vc não mencionou, e é bem direto sim, no melhor estilo monoteísta característico daquela época e identificando bem o caráter do Altíssimo. Mas enfim, a conclusão a que chegamos é que nenhum comentário aqui postado fará com que as posições aqui declaradas se alterem. Resta apenas concluir torcendo para que o autor do texto esteja errado porque se estiver certo, Isaías enganou a muitos afirmando que o próprio Deus disse algo e depois voltou atrás, fazendo uma pegadinha com muitos não é mesmo? Desta feita, a Sua glória é "socializável" sim, é extensível a muitos e vc está correto. Inúmeros outros entes também merecem adoração e louvor assim como Deus! What a wonderful world!!!!

24 de abril de 2015 08:27

Olha só quem fala de tradução tendenciosa ???


Caro onestíssimo (Sem H mesmo kkkkkkk!!!) o que está em questão aqui não é o nome de Deus, mas a omissão que o herege JOÃO FERREIRA DE ALMEIDA fez na tradução do texto, omitindo a palavra em hebraico “IDOLOS”, que muda completamente o contexto, e que está claro no texto de Isaias,a qual você não fez nenhuma alusão (Por que?).

Portanto, quem enganou a muitos não foi o profeta Isaias que é HONESTO (Com H),mas sim o herege JOÃO FERREIRA DE ALMEIDA que deverá prestar contas a Deus por esta alteração da palavra de Deus, iludindo a muitos entre os quais você e os membros de sua seita protestante a qual você tem vergonha até dizer por aqui a qual pertence, já eu não, sou Judeu sim com orgulho e respeito os Católicos pela sua unidade de doutrina a qual não podemos dizer dos protestantes que são muito divididos entre si doutrinariamente.


Shalom aleichem !!!

2 de maio de 2015 23:20

Bem, primeiramente gostaria de parabenizar pela a iniciativa e também pela liberdade para a discussão de tão importantes assuntos.
Em segundo lugar, concordo que a verdade é o que está na Palavra de Deus. Sigo, portanto, não dogmas nem doutrinas humanas, nem Lutero, e sim a Verdade, que é Jesus Cristo.
Irmão Beraka, lendo o teu texto e alguns comentários, percebi algumas coisas:

Você disse: “-O PROTESTANTE PAPAGAIO DE PASTOR: Levam a bíblia pra cima e pra baixo debaixo do braço como desodorantes, mas não leem toda !!! Só leem os destaques dos seus falsos pastores, tirando texto do contexto para servir de pretexto a suas heresias.”
Você também disse: “-Leiam a GRANDE HOMENAGEM AOS SANTOS em Hebreus -11 !!!”
Caso não haja provas da santidade de TODOS eles nas Sagradas Escrituras, tuas próprias palavras serão contra ti, pois o mesmo julgamento que você julgou será o teu julgamento:
“Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.” Mateus 7:1,2 “Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado.” Mateus 12:37
“Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo.” Romanos2:1
Ora, segundo o seu julgamento na primeira citação, quem tira texto do contexto é herege.
A sentença do herege, segundo Gálatas 5:19-21 é:
“não herdará o reino dos céus”!
Portanto meu irmão, tenha cuidado de ti mesmo antes de julgar alguém.

(Continua)

2 de maio de 2015 23:21

Você disse: “- somente Pedro e seus legítimos sucessores (Os papas e o Colégio dos bispos) o podem fazê-lo [referindo-se ao ato de ligar-desligar, descrito em São Mateus 16:17-19].”
O que representa a rocha (petrus) que Cristo menciona quando fala com São Pedro?
A própria Palavra responde:
“(...) bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a PEDRA era CRISTO.” (I Cor 10:4)
“E, chegando-vos para ele [CRISTO], pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa,” 1 Pedro 2:4
Ou seja, CRISTO é a nossa rocha!
Para ser mais específico, CRER em Cristo como nosso Senhor e Salvador:
“Como está escrito: Eis que eu ponho em Sião uma PEDRA de tropeço [CRISTO], e uma ROCHA de escândalo; E todo aquele que CRER NELA não será confundido. Romanos 9:33
Até porque:
“a FÉ é o FIRME FUNDAMENTO (...)” Hebreus 11:1
A fé em quem? CRISTO! Pois é o fato de Crer nele que nos salva.
Então:
“Todo aquele, pois, que ESCUTA estas minhas palavras, e as PRATICA, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a ROCHA [CRISTO]; Mateus 7:24
Amém?

Então o Senhor Jesus continua: “(...) e sobre esta pedra edificarei a minha igreja (...)”
“Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.
Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. 1 Coríntios 3:9,10
Pode haver outro fundamento além do da FÉ em Jesus Cristo?
“Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é JESUS CRISTO” 1 Coríntios 3:11
Ou seja, a fé em CRISTO é o firme fundamento dessa igreja, não feita por mãos de homens, que somos nós. Somente o fato de crer nele é que nos transforma nessa igreja, produzindo assim salvação.
Então porque o Senhor usou São Pedro como exemplo?
A resposta está nas próprias palavras de São Pedro:
“E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.” São Mateus 16:16
E o que o Senhor Jesus viu nessa afirmação?
“Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que CONOSCO ALCANÇARAM FÉ IGUALMENTE PRECIOSA pela justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo” 2 São Pedro 1:1
Ou seja: O Senhor viu nela a FÉ confessa de São Pedro! Naquele momento São Pedro CREU que Cristo é o Filho de Deus! É essa fé em Cristo que nos salva! Essa fé em Cristo que é a nossa rocha e é apenas a partir dela que se inicia a igreja em nossos corações. Até porque o requisito para salvação é apenas esse: crer em Cristo! Nada mais.

Aos leitores, recomendo-vos que não confiem no que eu ou no que qualquer outra pessoa diga acerca da Palavra de Deus, antes, confirmem todas as passagens, e aceitem apenas se estiverem de acordo com o CONTEXTO da Palavra como UM TODO, para que não sejam enganados. São assuntos seríssimos e todos nós podemos errar.

Caso esteja equivocado em alguma colocação, rogo-vos que me corrijam, pois também estou aqui para aprender!

Deus vos abençoe.

3 de maio de 2015 10:19

Prezado protestante Emanuel,

Obrigado pela visita e palavras elogiosas.Pedimos suas orações por nosso apostolado.Apesar de você ter fugido ao tema Central da Matéria: “Se Deus dá ou não sua glória a seus eleitos”( E não a ídolos ,ou falsos deuses, conforme o escrito original em hebraico do profeta Isaias), vamos responder a sua missiva para o esclarecimento dos Católicos desinformados, alvo e motivação deste blog e de todo este nosso apostolado. Em primeiro lugar a interpretação que coloquei e as quais você se refere acima, não é minha, mas da minha Igreja. Que Deus mão me permita nunca ficar fora dela e que se eu eu sair que a graça de Deus logo me faça voltar.Caro Emanuel, esta é a ordem em que um Católico da sua adesão a uma legítima interpretação: Como a tradição antiga e dos primeiros Cristãos que gerou a palavra a ver ? O exame atento da palavra e por fim a confirmação do magistério. As três dimensões para um católico tem o mesmo peso, pois a coluna e sustentáculo da verdade é a Igreja do Deus vivo (I Tim3,15), e não a própria palavra em si que estaria sujeita a interpretações pessoais, o que é expressamente proibido pelo nosso primeiro papa São Pedro ao ordenar a todos aqueles que levam o nome de Cristãos : "Nenhuma profecia é de interpretação particular" (II Ped 1, 20)portanto, o exame das escrituras só deve ser feito por alguém com a autoridade dada por Cristo de ligar e desligar.Foi por isso que Cristo disse a Pedro: “Eu te darei as chaves do Reino dos Céus, e tudo o que ligares na terra será ligado também nos céus; e tudo o que desatares na terra, será desatado também nos céus" (Mat 16, 17-20). Dai se conclui que somente Pedro e seus legítimos sucessores (Os papas e o Colégio dos bispos) o podem fazê-lo.(Não entendemos por que você omitiu comentários sobre o ligar e desligar?). E para que não fique nenhuma dúvida aos Católicos sobre o tema proposto por você vou literalmente copiar e colar o que diz o nosso magistério.

A Interpretação da Palavra de Deus segundo a TRADIÇÃO, PALAVRA E MAGISTÉRIO na Igreja Católica:

82 Dai resulta que a Igreja, à qual estão confiadas a transmissão e a interpretação da Revelação, "não deriva a sua certeza a respeito de tudo o que foi revelado somente da Sagrada Escritura.(Pois não caberia os livros). Por isso, ambas devem ser aceitas e veneradas com igual sentimento de piedade e reverência".


§84 "O patrimônio sagrado" da fé ("depositum fidei"), contido na Sagrada Tradição e na Sagrada Escritura, foi confiado pelos apóstolos à totalidade da Igreja. "Apegando-se firmemente ao mesmo, o povo santo todo, unido a seus Pastores, persevera continuamente na doutrina dos apóstolos e na comunhão, na fração do pão e nas orações, de sorte que na conservação, no exercício e na profissão da fé transmitida se crie uma singular unidade de espírito entre os bispos e os fiéis."


§85 "O ofício de interpretar autenticamente a Palavra de Deus escrita ou transmitida foi confiado unicamente ao Magistério vivo e visível da Igreja, cuja autoridade se exerce em nome de Jesus Cristo", isto é, foi confiado aos bispos em comunhão com o sucessor de Pedro, o bispo de Roma.(Conf. Mateus 16,18).


86 "Todavia, tal Magistério não está acima da Palavra de Deus, mas a serviço dela, não ensinando senão o que foi transmitido, no sentido de que, por mandato divino, com a assistência do Espírito Santo, piamente ausculta aquela palavra, santamente a guarda e fielmente a expõe, e deste único depósito de fé tira o que nos propõe para ser crido como divinamente revelado."


§87 Os fiéis, lembrando-se da palavra de Cristo a seus apóstolos: "Quem vos ouve a mim ouve" (Lc 10,16), recebem com docilidade os ensinamentos e as diretrizes que seus Pastores lhes dão sob diferentes formas.

Continua caro Emanuel...

3 de maio de 2015 10:21

Continuação...

§88 O Magistério da Igreja empenha plenamente a autoridade que recebeu de Cristo quando define dogmas, isto é, quando, utilizando uma forma que obriga o povo cristão a uma adesão irrevogável de fé, propõe verdades contidas na Revelação divina ou verdades que com estas têm uma conexão necessária.


§95 "Fica, portanto, claro que segundo o sapientíssimo plano divino, a Sagrada Tradição, a Sagrada Escritura e o Magistério da Igreja estão de tal modo entrelaçados e unidos que um não tem consistência sem os outros, e que juntos, cada qual a seu modo, sob a ação do mesmo Espírito Santo, contribuem eficazmente para a salvação das almas."


§109 Na Sagrada Escritura, Deus fala ao homem à maneira dos homens. Para bem interpretar a Escritura é preciso, portanto, estar atento àquilo que os autores humanos quiseram realmente afirmar e àquilo que Deus quis manifestar-nos pelas palavras deles.


§111 Mas, já que a Sagrada Escritura é inspirada, há outro princípio da interpretação correta, não menos importante que o anterior, e sem o qual a Escritura permaneceria letra morta: "A Sagrada Escritura deve também ser lida e interpretada com a ajuda daquele mesmo Espírito em que foi escrita". O Concílio Vaticano II indica três critérios para uma interpretação da Escritura conforme o Espírito que a inspirou:


113 2. Ler a Escritura dentro "da Tradição viva da Igreja inteira". Consoante um adágio dos Padres, "Sacra Scriptura principalius est in corde Ecclesiae quam in materialibus instrumentis scripta a sagrada Escritura está escrita mais no coração da Igreja do que nos instrumentos materiais". Com efeito, a Igreja leva em sua Tradição a memória viva da Palavra de Deus, e é o Espírito Santo que lhe dá a interpretação espiritual da Escritura ("...segundo o sentido espiritual que o Espírito dá à Igreja").

Continua...

3 de maio de 2015 10:21

Continuação conclusiva:


§114 3. Estar atento "a anagogia da fé" Por "anagogia da fé" entendemos a coesão das verdades da fé entre si e no projeto total da Revelação.


§115 Segundo uma antiga tradição, podemos distinguir dois sentidos da Escritura: o sentido literal e o sentido espiritual, sendo este último subdividido em sentido alegórico, moral e analógico. A concordância profunda entre os quatro sentidos garante toda a sua riqueza à leitura viva da Escritura na Igreja.


§116 O sentido literal. É o sentido significado pelas palavras da Escritura e descoberto pela exegese que segue as regras da correta interpretação. "Omnes sensus fundantur super litteralem - Todos os sentidos (da Sagrada Escritura) devem estar fundados no literal"
§117 O sentido espiritual. Graças à unidade do projeto de Deus, não somente o texto da Escritura, mas também as realidades e os acontecimentos de que ele fala, podem ser sinais.


O sentido alegórico. Podemos adquirir uma compreensão mais profunda dos acontecimentos reconhecendo a significação deles em Cristo; assim, a travessia do Mar Vermelho é um sinal da vitória de Cristo, e também do Batismo.

O sentido moral. Os acontecimentos relatados na Escritura devem conduzir-nos a um justo agir. Eles foram escritos "para nossa instrução" (1Cor 10,11)

O sentido anagógico. Podemos ver realidades e acontecimentos em sua significação eterna, conduzindo-nos (em grego: "anagogé"; pronuncie "anagogué") à nossa Pátria. Assim, a Igreja na terra é sinal da Jerusalém celeste.


§119 "É dever dos exegetas esforçar-se, dentro dessas diretrizes, por entender e expor com maior aprofundamento o sentido da Sagrada Escritura, a fim de que, por seu trabalho como que preparatório, amadureça o julgamento da Igreja. Pois todas estas coisas que concernem à maneira de interpretar a Escritura estão sujeitas, em última instância, ao juízo da Igreja, que exerce o divino ministério e mandato do guardar e interpretar a Palavra de Deus":Ego vero Evangelio non crederem, nisi me catholicae Ecclesiae commoveret auctoritas.(Eu não creria no Evangelho, se a isto não me levasse a autoridade da Igreja católica" – Santo Agostinho).


2055 Quando lhe é feita a pergunta: "Qual é o maior mandamento da lei?" (Mt 22,36), Jesus responde: "Amarás ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.(Deus mudou os mandamentos?) Este é o maior e o primeiro mandamento. O segundo é semelhante a esse: amarás o teu próximo como a ti mesmo. Desses dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas" (Mt 22,37-40). O Decálogo deve ser interpretado à luz desse duplo e único mandamento da caridade, plenitude da lei:Os preceitos - não cometerás adultério, não matarás, não furtarás, não cobiçarás e todos os outros - se resumem nesta sentença: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. A caridade não pratica o mal contra o próximo. Portanto, a caridade é a plenitude da lei (Rm 13,9-10).


Amados irmãos em Cristo, não tenho a intenção de passar-se como voz oficial da Igreja Católica, caso aconteça alguma falha no meu ensinamento,a exemplo de São Tomás de Aquino,digo:

“Se, por ignorância, ensinei algo errado e contrário a sagrada tradição dos apóstolos e ao sagrado magistério Petrino, revogo tudo e submeto todos meus escritos e ensino ao julgamento da Santa Igreja Romana" (Santo Tomás de Aquino).


Esperando ter auxiliado a todos,

Shalom !!!


29 de maio de 2015 23:12

Só quero dizer duas coisas.
A glória escrita em Isaías, e a glória de Deus.
E a glórias que você esta querendo comparar e de homens.
Não confunda as coisas. Deus não divide a glória Dele. Gloria de homens e outra historia.
O que Isaías quis dizer inspirado pelo Espirito Santo, e que o único que deve ser glorificado, honrado, e adorado como divindade é Deus, ou a trindade, Pai , Filho e Espirito Santo. O resto e criatura.

Outra coisa.
O único na bíblia que foi glorificado, foi Jesus.
E no dia da sua vida, os que tiverem em santidade diante de Deus vai ser glorificado, e subir com o Senho para a gloria/céu.
Me responde: Onde esta escrito que Maria foi glorificada???

- Que Jesus abençoe a todos!!!
www.maisdoquevencedor.com.br

1 de junho de 2015 14:26

Prezado protestante João Olímpio,

Pouco nos importa o que vc acha ou tem a nos dizer, você não tem autoridade alguma para querer nos impor suas opiniões, que para nós como diz São Paulo constituem meramente em esterco.

“Deus não divide sua glória com ninguém...”(Is 42,8) – A interpretação deste texto é assim mesmo,como afirmam os protestantes ?



Este é o problema do "PROTESTANTE PAPAGAIO DE PASTOR", que não se dar nem ao trabalho em antes de dar crédito a estas falsas afirmações,de consultar pessoalmente as escrituras, ou fazer um estudo bíblico, para confirmar não só esta, mas tantas outras baboseiras e heresias, propagadas dos púlpitos de seitas oportunistas e interesseiras, e ficam a repetir jargões e ensinos heréticos de falsos pastores, que comprometem a unidade dos Cristãos e colocando em risco até a sua própria salvação.Quem nunca viu um protestante deste quilate soltando este versículo como se Deus não honrasse e glorificasse a seus santos e fieis eleitos, entre eles a virgem Maria alvo principal desta falsa interpretação ?



A passagem de Isaias 42,8 em hebraico:אֲנִי יְהוָה הוּא שְׁמִי וּכְבוֹדִי לְאַחֵר לֹא־אֶתֵּן וּתְהִלָּתִי לַפְּסִילִים ׃



Tradução :“Eu sou o Senhor e no meu nome está a minha honra e não a darei a ídolos (לַפְּסִילִים).”



Deixo em parenteses a palavra “ídolos” para que vejam que a tradução protestante não corresponde com os originais em hebraico onde nunca aparece às palavras: imagens, a outros, ou ninguém, como está na tradução da bíblia protestante João Ferreira de Almeida, usada pela grande maioria da seitas e denominações protestantes.



Superado esta fase mostraremos que esta honra não se da a falsos deuses(idolos) mas é dada sim aos santos que a recebem por parte de Cristo pela sua fé, fidelidade e perseverança no seguimento de Cristo como fizeram os santos e principalmente a virgem Maria, que foi aquela que perseverou até o fim, na Cruz (Quando os apóstolos exceto João, o abandonaram), e em Atos dos apóstolos no dia de Pentecostes.



AFINAL O QUE DIZ EXATAMENTE A BÍBLIA SOBRE DEUS DAR OU NÃO SUA GLÓRIA A OUTROS ?



1)-“Eu lhes dei a glória que me deste” (Jo 17,22)



2)-“Deus concede graça e glória“ (Salmo 84,11) ou (Salmo 83,12);


3)-“O que… Deus preparou para nossa glória“ (1 Cor 2,7);


4)-“Os que chamou, também os justificou, e os que justificou, também os glorificou“ (Rm 8,30);


5)- “Vi outro Anjo descendo do céu, tinha um grande poder e a terra ficou iluminada com a sua glória” (Ap 18,1);


6)-“Glória, honra e paz para todo aquele que pratica o bem” (Rm 2,10).


7)- Apoc 2,26-28: "Àquele que vencer e fizer a minha vontade até o fim darei autoridade sobre as nações.Ele as governará com cetro de ferro e as despedaçará como a um vaso de barro.Eu lhe darei a mesma autoridade que recebi de meu Pai. Também lhe darei a estrela da manhã...”




O pior Cego é o que não quer ver, concorda ?


MEU DEUS QUANTA ARROGANCIA....A arrogância dos homens será abatida, e o seu orgulho será humilhado. Somente o Senhor será exaltado naquele dia, ... (Isaías 2:17).

17 de agosto de 2015 10:34

Prezado protestante da Igreja Independente Batista Monte Gerezim


A sua passagem bíblica em referência se aplica melhor aos protestantes de um modo geral, do que aos católicos.Pergunto-lhe:

1)- Quem anda dizendo por ai que só quem se salva é quem for protestante, ou tiver dentro de uma Igreja protestante ? Católico ou Protestante ? Isto é humildade ou arrogância ?

2)- Quem anda dizendo ai que todos os católicos são idólatras e que todos vão para o inferno ? E pregando ódio aos Católicos e a tudo que é católico ? inclusive quebrando imagens sacras ? Católico ou Protestante ? Isto é humildade ou arrogância ?

3)- Quem anda por ai pregando por ai DESAFIOS A DEUS cobrando benção de Deus, como se Deus nos devesse alguma coisa? Católico ou Protestante ? Isto é humildade ou arrogância ?


4)- Quem anda dizendo por ai que basta ter fé e ficar de braços cruzados esperando a salvação ? Católico ou Protestante ? Isto é humildade ou arrogância ?

5)- Que anda por ai falando as piores coisas de Maria ? A mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo ? Aquela que ao visitar Isabel ( Lucas 1) foi acolhida com esta frase: Quem me da a honra de receber a mãe de meu Senhor ? ? Católico ou Protestante ? Isto é humildade ou arrogância ?

O que a Arrogância ?
1- É ter um orgulho dominante, altivez, soberba , desprezo pelos outros
2- É ter uma atitude superior fazendo as pessoas se sentir inferior
3- É mostrar uma atitude rebelde e desobediente a frente a autoridade.

Este comportamento é comumente é exibido entre muitas, mas não todas as seitas Protestantes.O oposto da arrogância é a humildade. O oposto da desobediencia é a obediencia. Por favor, alguém poderia me mostrar o versículo em que Jesus nos ensina a ser arrogante e não humilde? Por favor mostre-me aonde ensina a desobediência em lugar da obediência?


Continua...

17 de agosto de 2015 10:38

Ele foi obediente e humilde através dos Evangelhos. Então não devemos imitá-lo?Ele foi obediente e mostrou humildade a sua Mãe Maria e a São José depois de ter sido encontrado no templo (Lucas 2:51) e a sua mãe em Caná ( João 2: 3-10). Somente imaginemos, aqui está o Criador do Universo em humilde obediência a uma criatura que Ele havia criado. Obedeceu a Pilatos, a Herodes, ao regime romano (Marcos 12:17), inclusive Sua morte na cruz.

" O maior dentre vós será vosso servo. Aquele que se exaltar será humilhado, e aquele que se humilhar será exaltado. " (Mateus 23: 11-12)


"Semelhantemente, vós outros que sois mais jovens, sede submissos aos anciãos. Todos vós, em vosso mútuo tratamento, revesti-vos de humildade; porque Deus resiste aos soberbos, mas dá a sua graça aos humildes (Pr 3,34). Humilhai-vos, pois, debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele vos exalte no tempo oportuno." (I Pedro 5: 5-6)Mais um versículo ignorado pelos protestantes.


Para aqueles protestantes que se auto-enaltecem devido a uma arrogância provocada também por seus ARROGANTES PASTORES. Como podem justificar suas ações frente ao que Jesus cristo estabeleceu como exemplo para nós seguirmos?


Continua...

17 de agosto de 2015 10:39

12 Verdades contra os protestantes, que como autênticos cristãos, devemos conhecer - Os “Protestantes” dizem:

1)- Já estou salvo e se morro vou pro céu, não posso perder a salvação.

O Evangelho ensina: “Mas aquele que persevere até o final, esse se salvará” Mt 24,13


2)- Os “Protestantes” dizem:Sou salvo somente pela fé, nem as obras nem a obediência nos salva.


O Evangelho ensina:Nem todos aqueles que me dizem: Senhor, Senhor, entrarão no Reino dos Céus: mas, sim aquele que fizer a vontade do meu Pai que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, mas nós não profetizamos em teu nome, e em teu nome lançamos demônios, e em teu nome fizemos muitos milagres?E então lhes protestarei: “Nunca os conheci; apartem-se de mim, servidores do mal.” (Mt 7,21-23)

“E quando o Filho do homem vir em sua glória, e todos os santos anjos com Ele, então se sentará sobre o trono da sua glória. E serão reunidas frente a Ele todas as gentes: e os separará uns dos outros, como separa o pastor as ovelhas das cabras. E colocará as ovelhas a sua direita, e as cabras a sua esquerda. Então o Rei dirá aos que estão a sua direita: Venham, abençoados do meu Pai, entrem no reino preparado para vocês desde a fundação do mundo. Porque tive fome, e me destes de comer, tive sede, e me destes de beber; fui hóspede, e me aconchegastes; estive sem abrigo e me cubristes; doente, e me visitastes; preso, e viestes a mim.” (Mt 25,31-36)

Continua...

17 de agosto de 2015 10:39

3)- Os “Protestantes” dizem:Cristo não está presente na Eucaristia, isso é somente algo simbólico.

O Evangelho ensina:“Eu sou o pão vivo que desceu do céu: se alguém come deste pão, viverá para sempre; e o pão que lhes darei é minha carne, a qual darei pela vida do mundo.” Então os judeus discutiam entre eles, dizendo: ” Como pode este dar a sua carne para comer?” (Jo 6,51-52).

“E Jesus lhes disse: Em verdade, em verdade lhes digo: Se não comer a carne do Filho do homem, e não beber seu sangue, não terás vida em vós. Aquele que come minha carne e bebe meu sangue, tem vida eterna: e eu o ressuscitarei no último dia. Porque minha carne é verdadeira comida, e meu sangue é verdadeira bebida. Aquele que come minha carne e bebe meu sangue, permanece em mim, e eu nele.” (Jo 6,53-56)
“E muitos dos seus discípulos escutando-o, disseram: Duro é esta palavra: quem pode ouvi-la?” (Jo 6,60)
“Desde então, muitos dos seus discípulos voltaram para trás, e já não andavam com Ele“. 8Jo 6,669
“Disse então Jesus aos doze: Querem voltar atrás também? E respondendo-lhe Simão Pedro: Senhor, a quem iremos? Só o senhor tem palavras de vida eterna.” (Jo 6,67-68)

4)- Os “Protestantes” dizem:Tenho que me confessar direto com Deus, não com homens pecadores.

O Evangelho ensina:“Então lhes disse Jesus outra vez: A paz estejam com todos: como o Pai me enviou, assim também eu os envio. Recebam o Espírito Santo: Aos que perdoais os pecados, ficam perdoados: e a quem lhes reter, serão retidos.” Jo 20,21-23
“Na verdade lhes digo que tudo o que vocês ligarem aqui na terra, será ligado no céu, e tudo o que desligarem na terra, será desligado no céu.” Mt 18,18


Continua...

17 de agosto de 2015 10:40

5)- Os “Protestantes” dizem:Não tenho que chamar de “Pai a ninguém”, a Bíblia me proíbe.

O Evangelho ensina:“Então Ele, dando sua voz , disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e envia a Lázaro que molhe a ponta do seu dedo em água, e refresque minha língua; porque sou atormentado nesta chama.” Lc 16,24

“Conheces os mandamentos: Não mates, não cometas adultério, não cometas roubo, não dês falso testemunho. Honra ao teu pai e a tua mãe.” Lc 18,20
“Me levantarei, e irei ao meu pai e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti.” Lc 15,18

6)- Os “Protestantes” dizem:Tudo está escrito na Bíblia, se não está, não vale.

O Evangelho ensina:“E tem também muitas outras coisas que fez Jesus, que se fossem escritas cada uma delas, não caberiam no mundo tantos livros que se haveriam de escrever. Amém.” Jo 21,25
“E lhes disse: Vão por todo o mundo; ensinem o Evangelho a toda criatura.” Mc 16,15
“E eles, saindo, ensinaram em todas partes“. Mc 16,20

7)- Os “Protestantes” dizem:Não temos que batizar as crianças, elas não necessitam. Aliás, se deve fazer a imersão em um rio porque Jesus Cristo recebeu o Espírito Santo quando desceu na água.


O Evangelho ensina:” Respondeu Jesus: Na verdade, na verdade, te digo, que o que não nasce da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne, carne é; e o que é nascido do Espírito, espírito é.” Jo 3,5-6
“E logo, saindo da água, viu abrir-se os céus, e ao Espírito como pomba, que descia sobre Ele” Mc 1,10.


Continua...

17 de agosto de 2015 10:40

8)- Os “Protestantes” dizem: Maria é uma mulher como as outras, não deve ser venerada pois a Bíblia não a menciona.

O Evangelho ensina:“E entrando o anjo onde estava, disse, Ave, favorecidíssima! O Senhor esteja contigo: bendita tu es entre as mulheres “. Lc 1,28

“E aconteceu, que como escutou Izabel o cumprimento de Maria, a criatura pulou em seu ventre; e Elisabete ficou cheia do Espírito Santo, E exclamou em alta voz, e disse: Bendita tu es entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre”. Lc 1,41-42
“Porque aqui, desde agora me dirão bem-aventurada todas as gerações”. Lc 1,48

9)- Os “Protestantes” dizem:Maria não pode fazer nada porque está morta igual aos santos, e aliás a Bíblia não diz que ela possa interceder por nós.

O Evangelho ensina:“Eu sou o Deus de Abraão, e o Deus de Isaac, e o Deus de Jacob? Deus não é Deus dos mortos, senão dos vivos.” Mt 22,32
“E lhes apareceu Elias com Moisés, que conversavam com Jesus.” Mc 9,4
“E faltando o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: O vinho acabou. e disse-lhe Jesus: Que tenho eu contigo, mulher? Ainda não é chegado minha hora. Sua mãe disse aos que serviam: Façam tudo o que ele disser… E como o mestre-sala gostou da água feita vinho“. Jo 2,3-9


Continua...

17 de agosto de 2015 10:41

10)- Os “Protestantes” dizem:Não se deve dizer as mesmas palavras ao rezar, como no terço. Repetir não é bíblico.

O Evangelho ensina:“E (Jesus) voltando a irse, orou, repetindo as mesmas palavras.” Mc 14,39

11)- Os “Protestantes” dizem:Todos os Apóstolos foram iguais. Isso sobre o Papa é um invenção que não está na Bíblia. Pedro foi igual aos onze.

O Evangelho ensina:“E lhe trouxe a Jesus. E olhando-o, Jesus, disse: Tu es Simão, filho de Jonas: tu serás chamado Cephas (que quer dizer, Pedra)”. Jo 1,42
“Mas eu também te digo, que tu es Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha igreja; e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. E a ti darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus; e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.” Mt 16,18-19
“Disse também o Senhor: Simão, Simão, olha que Satanás pediu para crivaros como o trigo; mas eu roguei por ti para que tua fé não falte: e tu, uma vez de volta, confirma aos teus irmãos.” Lc 22,31-32
“E veio e os encontrou dormindo; e disse a Pedro: Simão, dormes? Não velastes uma hora?” Mc 14,37
“E quando comeram, Jesus disse a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, tu me amas mais que estes? Disse-lhe; Sim Senhor: tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta meus cordeiros. Volta a dizer-lhe a segunda vez: Simão, filho de Jonas, tu me amas? Respondeu-lhe: Sim, Senhor: tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta minhas ovelhas. Disse-lhe a terceira vez: Simão, filho de Jonas, tu me amas? Entristeceu-se Pedro de que Ele dissesse pela terceira vez: Me amas? e disse-lhe: Senhor, tu sabes todas as coisas; tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta minhas ovelhas.” Jo 21,15-17
“Reuniram-se os apóstolos e os anciãos para tratar desta questão. (ver At 15) Ao fim de uma grande discussão, Pedro levantou-se e lhes disse: Irmãos, vós sabeis que já há muito tempo Deus me escolheu dentre vós, para que da minha boca os pagãos ouvissem a palavra do Evangelho e cressem. Ora, Deus, que conhece os corações, testemunhou a seu respeito, dando-lhes o Espírito Santo, da mesma forma que a nós.” At 15, 6-8


Continua...

17 de agosto de 2015 10:41

12)- Os “Protestantes” dizem:A Igreja não importa, somente Cristo salva. É a mesma coisa estar em qualquer uma. O único necessário é aceitar a Cristo, não a Igreja.

O Evangelho ensina:” Aquele que os escuta, a mim escuta; e aquele que os despreza, a mim despreza; e aquele que a mim despreza, despreza aquele que me enviou.” Lc 10,16
“Aquele que recebe a vocês, a mim me recebe; e aquele que a mim recebe, recebe ao que me enviou.” Mt 10,40
“Por tanto, se teu irmão peca contra ti, vai, e redarguie-lhe entre ti e ele só: se te escuta, ganhaste ao teu irmão. Mas se não te escuta, consegue-te dois mais, para que na boca de dois ou de três testemunhas conste toda palavra. E se não escuta a estes, diga a Igreja: e se não escutar a Igreja, considera-o como publicano.” Mt 18,15-17
“Mas eu também te digo, que tu es Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha igreja; e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” Mt 16,18
É tempo de nos decidir a aceitar o Evangelho Completo de Jesus Cristo tal como está e não adaptá-lo segundo o gosto de cada um.

Jesus Cristo disse:

“Qualquer um, pois, que escuta estas palavras, e as pratica, o compararei a um homem prudente, que edificou sua casa sobre a Rocha” (Mt 7,24)


Se você é protestante, esse é o convite por parte de Nosso Senhor. Se você é católico, esse é o convite por parte do Nosso Senhor. Vive-o para ser um autêntico cristão.Da minha parte, como católico, em vez do credo dos grupos protestantes, prefiro o ensinamento do Evangelho. Mesmo que ao dizer isto aconteça como o Apóstolo Paulo disse:Que a Virgem Maria interceda por cada um de nós para que sejamos fiéis ao Evangelho do seu Filho Jesus Cristo e ser fiéis a Igreja que Ele fundou: a Católica.


"O sinal mais infalível e indubitável para distinguir um herege, um cismático, um réprobo, de um predestinado, é que o herege e o réprobo ostentam desprezo e indiferença pela Santíssima Virgem"(São Luís Maria Grignion de Montfort).


“Me tornei agora vosso inimigo por haver dito a verdade?” Gal 4,16

11 de setembro de 2015 19:17

Não há nada igualável à Glória de Deus, Criador dos céus e da terra, mas se fomos feitos à Sua imagem e semelhança (Gn 1,27), devemos ser santos e perfeitos como Ele é PERFEITO (Lv 19,2/ Mt 5,48/ Ef 5,1), e quem cumpre esses mandamentos, fazendo o bem, também é GLORIADO e HONRADO (Rm 2,10), mas não que roube a Glória Eterna e incomparável de Deus. E Isaías 42,8 fala de ídolos, i.e., falsos deuses. O Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos sua GLÓRIA, a GLÓRIA que o Filho único RECEBE DO SEU PAI, cheio de graça e de verdade (Jo 1,14). Deus não divide a sua glória é com os falsos deuses (ídolos). Cristo-Rei é filho do Homem (Mt 20,18/ Lc 19,10/ Jo 3,13/ At 5,53) e também nascido de mulher: Mas quando veio a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, QUE NASCEU DE UMA MULHER e nasceu submetido a uma lei, a fim de remir os que estavam sob a lei, para que recebêssemos a sua adoção (Gl 4,4-5). Essa mulher é a Virgem Maria, profetizada por Isaías (Is 7,14/ Mt 1,23). Portanto, Jesus Nasceu de uma mulher, a Virgem Maria, Mãe do Nosso Senhor (Lc 1,43) e proclamada BEM-AVENTURADA POR TODAS AS GERAÇÕES (Lc 1,48). Fica a pergunta: Jesus é Deus? Ele e o Pai são um (Jo 10,30), quem olha para ele olha para o Pai (Jo 14,8-11), ele que é a IMAGEM DO DEUS INVISÍVEL (Hb 1,3/ Cl 1,15). P.S.: Deus não é utilitarista para dispensar a Virgem Maria como se ela fosse uma qualquer, Ele que fez maravilhas a ela (Lc 1,49). A Virgem Maria é pura, foi purificada para comportar no seu ventre virginal o que o universo não pôde conter: o Deus encarnado (Jo 1,14).

† A Paz do Nosso Senhor Jesus Cristo (Jo 14,27) †

21 de setembro de 2015 23:24

''Agora, pois, Pai, GLORIFICA-ME JUNTO A TI, concedendo-me A GLÓRIA QUE TIVE JUNTO DE TI, antes que o mundo fosse criado.'' (João 17,5)

22 de setembro de 2015 15:13

Prezado Augusto Paiva,

Para você ser mais preciso só faltou complementar com a passagem abaixo:

"Eu lhes dei a mesma glória que me deste” (Jo 17,22)

Shalom Aleichem !!!

22 de setembro de 2015 19:12

bereká é o conhecedor de toda a verdade ele conseguiu ter toda a verdade de um Deus tao grande e maravilhoso você é o todo poderoso possuidor de toda a plenitude isto porque paulo diz na bíblia a respeito de cristo que em partes o conhecemos
mas você já tem todo a plenitude parabéns quando você morrer podemos pedir para interceder por nos ó santíssimo divino bereká
você tem um grande conhecimento que aprendeu em sala de aula ou estudando , mas sua resposta e o jeito que você trata as pessoas dizendo que são filhos de diabo, papagaio mostra que nunca teve um doce encontro com o Esprito Santo que nos faz amar até aquele que nos odeia e ofende, responda o que quiser responder até o ponto de me deixar sem palavras mas uma certeza tenho você nunca experimentou desta graça
nunca experimentou ser quebrantado nunca rasgou suas vestes
quem tem jesus fala como ele anda como ele responde como ele trata as pessoas como ele e percebi nestes comentários que você não se parece nada com ele, fala o que quiser mas só o Espirito Santo pode sondar a intenção do coração de cada um
Agora, portanto, enxergamos apenas um reflexo obscuro, como em um material polido; entretanto, haverá o dia em que veremos face a face. Hoje, conheço em parte; então, conhecerei perfeitamente, da mesma maneira como plenamente sou conhecido. 13Sendo assim, permanecem até o momento estes três: a fé, a esperança e o amor. Contudo, o maior deles é o amor 1 Coríntios 13:12-13

23 de setembro de 2015 10:25

Prezado Protestante Cleber Verôncio,

Não sou a verdade( que é Cristo) e nem muito menos guardião da verdade que é Igreja fundada por Cristo e entregue a Pedro conforme Mateus 16,18.Sou apenas com este blog um propagador da verdade confiada à Igreja, entendido?


Cristo não tinha opiniões, tinha e é a própria a verdade, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por ela até que Ele volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Entretanto, sobre dureza, rispidez e caridade, seria preciso dizer algo:


O romantismo sentimentalóide desprovido de racionalidade difundiu entre os católicos a ideia de que a caridade é incompatível com a dureza do combate contra a heresia. Não é aqui o lugar para escrever um tratado sobre este tema. Destaco apenas alguns argumentos e alguns exemplos tirados do Evangelho:


Com efeito, no Evangelho de São Mateus, quando ele conta que os fariseus também iam ao Jordão receber o batismo de São João Evangelista, este os recebe com um impropério:


“Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da cólera de Deus?” (Mt 3, 7).


Esse é o primeiro diálogo entre um santo e os fariseus nos Evangelhos. Teria São João faltado com a caridade ? Afinal, os fariseus não estavam vindo confessar seus pecados e pedir o batismo a São João ? E foi assim que aquele que Nosso Senhor disse “o maior homem nascido de mulher” recebe outros homens que vem a ele como pecadores que se diziam arrependidos? Evidentemente, São João Batista tinha caridade em grau heróico, e a caridade não excluía o uso de palavras duríssimas. E mesmo ríspidas.


Continua...

23 de setembro de 2015 10:25

E Nosso Senhor Jesus Cristo, Ele que é nosso modelo de vida e de comportamento, Ele que era manso e humilde de coração, como tratava Ele certos inimigos de Deus ?



É de todo conhecimento de qualquer Cristão que ler a bíblia que Nosso Senhor expulsou os vendilhões do Templo. Ele os chicoteou, derrubou suas mesas, e os expulsou aos gritos em atitudes nada diplomáticas, com normas de etiqueta ou ecumênicas:



“E tendo feito um como azorrague de cordas, e expulsou a todos do Templo, e às ovelhas e aos bois, e deitou por terra o dinheiro dos cambistas e derrubou as mesas”(Jo 2, 13).


Teria Cristo sido bruto, rude, ríspido, sem caridade ou sem misericórdia? É claro que não.

Logo, a caridade não exclui nem o uso de palavras duras, nem mesmo o uso da força física. Seus encontros e discussões com os fariseus devem nos servir de modelo, porque Ele é em tudo nosso modelo.


Ora, como tratou Cristo aos fariseus ? Ele os amaldiçoou por diversas vezes, dizendo-lhes:


“Ái de vós, escribas e fariseus hipócritas” (Mt 23). Os “Ái de vós ...” são maldições. No Evangelho de São João especialmente, fica patente a luta terrível entre Nosso Senhor e os fariseus que ele chama de “serpentes e raça de víboras” (Mt 23, 33) e de “sepulcros caiados” (Mt. 23, 27)


Cristo os acusa de serem filhos do demônio e não filhos de Abraão. Veja o texto:

“Vós sois filhos do demônio e quereis fazer a vontade de vosso pai” (Jo 7,44).


E como poderiam eles ser filhos do demônio, se o diabo, sendo um anjo, não pode ter filhos ? É porque são filhos do demônio aqueles que querem fazer a sua vontade, a do diabo, e não a vontade de Deus.Porque os maus formam com o diabo,enquanto permanecem firmes no pecado e na má fé,um como que ‘Igreja de satanás’, uma “Sinagoga de Satanás” como está escrito e revelado pelo próprio Cristo no Apocalípse 2, 9.

Podemos acusar que Nosso Senhor e nosso divino mestre de usar palavras duras e contra a caridade ?Portanto, a caridade não exclui o uso de palavras duras e mesmo de rispidez, em certos casos, em que se deve combater os inimigos de Deus.


E quem são os inimigos de Deus?



São os hereges, aqueles que ao invés de alimentar os fiéis com o pão da verdade lhes dão a mentira por alimento. Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.


Santo Agostinho dizia: "A verdade sempre na caridade, mas JAMAIS devemos negar a verdade a alguém em nome da caridade."


Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomás de Aquino)

Shalom !!!

23 de setembro de 2015 19:43

ótimo sua defesa pela verdade,concordo pela preservação genuína do evangelho mas temos que tomar cuidado, Pedro ao querer defender Jesus cortou a orelha do soldado,não era esse tipo de defesa que Cristo precisava,nem por força nem violência,

23 de setembro de 2015 20:06

continuando os atributos de Deus é só dele para maria interceder perante ao pai teria quer ouvir todas as orações no mesmo instante o poder da unisciencia, eu sei que ira se apropriar de algum testo mas te convido a orar e pedir a Deus com toda sua força a respeito dessa sua crença

24 de setembro de 2015 10:00

Prezado protestante confuso Cleber Veronico,


Os Protestantes colocam a culpa de tudo no diado , mas afinal o diabo é igual a Deus: Onisciente e Onipresente ? é capaz de saber tudo e estar em TODO LUGAR AO MESMO TEMPO?


Será que tudo isto não apenas uma forma de fugir de suas responsabilidade pessoais ? e por a culpa em outro ?

E não me venham com o papo de dizer que o diabo tem muitos anjos OBEDIENTES, ORA FALAR QUE O DIABO TEM MUITOS ANJOS DEFENDE A INTERCESSÃO CATÓLICA ATRAVÉS DE NOSSOS ANJOS DA GUARDA AOS SANTOS E A MARIA NÃO ACHAM ? Que contradição o Protestantismo...Vive de invenções achológicas.

Nenhuma criatura possui estes atributos: Onipresença e Onisciência, apenas Deus.


“Jó 1: 6-7 – E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles. Então o SENHOR disse a Satanás: Donde vens? E Satanás respondeu ao SENHOR, e disse: De rodear a terra, e passear por ela.”



Em Daniel 2: 1-2, 4, 10, 12; 27-28 vemos que o diabo não pôde ler os pensamentos do rei e por isso os astrólogos ficaram sem resposta. Somente Cristo pode saber o futuro e ler os pensamentos (Mateus 9: 4; 12: 25: Marcos 2: 6-9; Lucas 6: 8; 11: 17).

Vemos em I Coríntios 2: 11-12, que somente o Espírito Santo sabe o que o que se passa no coração do homem. Por isso, a maior parte daquilo que o diabo sabe, é ou foi obtido através da observação. Por isso ele precisa de um exército de demônios bem organizado. Ele é uma criatura e não possui os atributos divinos (Romanos 2: 16; I Cor. 4: 5), ora esta argumentação defende a intercessão de Maria e dos santos via nossos anjos da guarda.



O diabo não é Onipotente. Todo poder que ele tem é outorgado, emprestado, e limitado. Todos os textos bíblicos ensinam desta maneira. Não devemos cair no erro de crer no dualismo (lado a lado). Crer que Satanás seja igual, ou praticamente igual a Deus.




É elevar o diabo ao nível de Deus, e baixar Deus ao nível do poder do diabo. É crer que Deus vota a favor e o diabo contra, e há uma luta para ver quem sairá vencedor. É um erro comum entre os protestantes modernos.



Muitos crêem que Satanás é a única fonte das suas próprias tentações, vícios, enfermidades, e fraquezas, por isso fazem cultos de libertação tendo como alvo sempre o diabo.Sabemos que há duas formas no grego para a palavra “TENTAÇÃO”, ou seja, provado e tentado (Tiago 1: 13-15).




O processo que envolve a tentação é composto de três passos, são eles: Atração, Sedução, e Consentimento. Isso envolve a mente, emoções e desejos, e a vontade. O processo é o de arrastar os nossos pensamentos para o pecado. Se não tivéssemos desejos, paixões e vontade da carne, não seríamos seduzidos.


O nosso maior problema está na carne, em nosso velho homem. Sem nascermos de novo, sem conversão e o auxílio da Graça de Deus não podemos sozinhos lutar contra a carne e suas concupiscências. Temos que barrar este processo desde o início, lutando com a ajuda da Palavra de Deus, da oração, e nos afastando das ocasiões de cairmos em pecado.


A única arma que satanás tem é a TENTAÇÃO, pois já nos dizia Santos Agostinho:

“ O diabo é um cão feroz que late e morde, porém, ele só morde quem se aproxima dele, pois está amarrado...”

Pecamos por omissão, concessão e ignorância, bem como, por pensamentos, palavras e atos deliberados.


Continua...

24 de setembro de 2015 10:01

SE MARIA E OS SANTOS NÃO SÃO ONIPRESENTES COMO PODEM OUVIR E ATENDER NOSSOS PEDIDOS ?


Deus está em todo lugar(Onipresença), sabe de tudo (Oniciente) e tem todo poder (Onipotente), pois é Deus. E Maria e os Santos, para atender todos os pedidos, teriam de ser igual a Deus?


Os santos atuam no céu em Deus, ou seja, eles fazem parte da Igreja celeste, triunfante na glória do céu:


''...da assembleia festiva dos primeiros inscritos no livro dos céus, e de Deus, juiz universal, e das almas dos justos que chegaram à perfeição(Hebreus 12, 23)

Na glória do céu eles não estão ociosos e indiferentes:



Eles aplicam todo seu ser, toda sua vontade para realizar coisas boas, e aqui o que eles podem fazer é interceder por nós.Se nós rezamos aqui na terra, porque Deus quer que nós colaboremos na realização de sua vontade, então os anjos e os santos no céu podem também orar, interceder por nós e o fazem, porque Deus assim quer, pois Deus poderia fazer tudo independente de nós, mas na sua graça e na sua glória, ele quer fazer as coisas através também da nossa ação, nós somos cooperadores da graça de Deus e essa cooperação não acaba depois que a pessoa morre (se a alma do indivíduo for para o céu), pois nem a morte nos separa do amor de Cristo (Romanos 8, 38-39)


Jesus quis realizar seu primeiro milagre por meio de Maria, ao pedido de Maria, nas bodas de Caná (Jo. 2, 3-5).Cristo é o nosso único Redentor, porque, sendo Deus, Ele teve méritos inifinitos, e sendo homem, assumiu nossas culpas e morreu por nós, apagando a culpa original.


Os protestantes se esquecem que, mesmo sendo Deus e único Redentor Ele quis estabelecer intermediários entre Ele e nós. Por exemplo, os Apóstolos, dizendo a eles:


“Quem vos ouve, a Mim ouve”.


E disse aos Apóstolos:


“A quem perdoardes os pecados, eles serão perdoados, aqueles a quem retiverdes os pecados, ser-lhes-ão retidos” ( Jo 20 , 23).


Quando, a mulher da Fenícia pedia diretamente a Jesus que lhe curasse a filha, Jesus não a atendia. Quando os Apóstolos pediram por ela, Ele os atendeu, e, depois, atendeu a mulher fenícia.


Jesus é nosso único Redentor e é pois a escada que une a terra ao céu. Só que a escada tem muitos degraus. O protestante quer subir ao céu por escada de um só degrau.


Deus gosta que se o invoque por meio de outros mais santos do que nós. Já no Antigo Testamento se lê que Coré, Datan e Abiron quiseram tratar diretamente com Deus recusando a intercessão de Moisés. Eles foram punidos por Deus por causa disso. Coré foi devorado por fogo que caiu do céu e Datan e Abiron foram engolidos pela terra como todos os seus familiares e bens.


Também Deus disse aos amigos de Jó:


“Ide a meu servo Jó e oferecei um holocausto por vós; e o meu servo Jó orará por vós, e admitirei propício a sua intercessão” (Jó, XLII, 8).

Continua...

24 de setembro de 2015 10:02

Desde os tempos apostólicos a Igreja ensina que os que morreram na amizade do Senhor, não só podem como estão orando pela salvação daqueles que ainda se encontram na terra. Tal conceito é conhecido como a intercessão dos santos.


"Pelo fato que os do céu estão mais intimamente unidos com Cristo, consolidam mais firmemente a toda a Igreja na santidade... Não deixam de interceder por nós ante o Pai. Apresentam por meio do único Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, os méritos que adquiriram na terra... Sua solicitude fraterna ajuda, pois, muito a nossa debilidade." (CIC 956).



Por tanto para a Igreja Católica, os santos intercedem por nós junto ao Pai, não pelos seus méritos, mas pelos méritos de Cristo Nosso Senhor, o único Mediador entre Deus e os homens. Os pedidos são sempre atendidos por Cristo e não diretamente pelos santos, os quais apenas intercedem (sig.: suplicar em favor de...).


Os adeptos do fundamentalismo bíblico normalmente apresentam uma série de objeções à doutrina da intercessão dos santos. Neste artigo iremos confrontar as principais:


1a. objeção: Cristo é o único mediador entre Deus e os homens.


Esta é a principal objeção à doutrina da intercessão dos Santos. Os adeptos desta objeção fundamentam sua posição em 1 Tim 2,5 onde lemos: "Pois há um só Deus, e um só mediador entre Deus e os homens, um homem, Cristo Jesus". Para eles, a Sagrada Escritura não deixa dúvidas de que só Jesus pode interceder pelos homens junto a Deus.



Se isto é verdade, por que São Paulo ensinaria que nós Cristãos devemos dirigir orações a Deus em favor de outras pessoas? Vejam:


1Tim 2,1: "Acima de tudo, recomendo que se façam súplicas, pedidos e intercessões, ações de graças por todos os homens, pelos reis e por todos os que estão constituídos em autoridade, para que possamos viver uma vida calma e tranqüila, com toda a piedade e honestidade."



No exposto acima não está São Paulo nos pedindo para que sejamos intercessores (mediadores) junto a Deus por todas as pessoas da terra? Estaria então o Santo apóstolo se contradizendo? É claro que não. A questão é que a natureza da mediação tratada no versículo 1 é diferente da do versículo 5.



A mediação tratada em 1Tm 2,5 refere-se à Nova e Eterna Aliança:


No AT a mediação entre Deus e os homens se dava através da prática da Lei. No NT, é Cristo que nos reconcilia com Deus, através de seu sacrifício na cruz. É neste sentido que Ele é nosso único mediador, pois foi somente através Dele que recuperamos para sempre a amizade com Deus, como bem foi exposto por São Paulo: "Assim como pela desobediência de um só homem foram todos constituídos pecadores, assim pela obediência de um só todos se tornarão justos."(Rom 5,19).



Por tanto, a exclusividade da medição de Cristo refere-se à justificação dos homens. A mediação da intercessão dos santos é de outra natureza, referindo-se à providência de Deus em favor do nosso semelhante. Desta forma, o texto de 1Tm 2,5 dentro de seu contexto não oferece qualquer obstáculo à doutrina da intercessão dos santos.


Continua...

24 de setembro de 2015 10:03

2a. objeção: os santos não podem interceder por que após a morte não há consciência



Os defensores desta objeção usam como fundamento as palavras do Eclesiastes:


"Com efeito, os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem mais nada; para eles não há mais recompensa, porque sua lembrança está esquecida" (Ecl. 9,5).


E ainda "Tudo que tua mão encontra para fazer, faze-o com todas as tuas faculdades, pois que na região dos mortos, para onde vais, não há mais trabalho, nem ciência, nem inteligência, nem sabedoria" (Ecl. 9,10).



Já que a Bíblia é um conjunto coeso de livros, não podemos aceitar a doutrina da dormição ou inconsciência dos mortos simplesmente pelo fato de que há versículos claros na Sagrada Escritura que mostram que os mortos não estão nem "dormindo" e nem "inconscientes" (cf. Is 14, 9-10; 1Pd 3,19; Mt 17,3; Ap 5,8; Ap 7,10; Ap 6,10); o que faria alguém pensar que há contradições na Bíblia.



A questão é que os versículos citados do Eclesiastes não fazem referência a um estado mental dos mortos, mas sim ao infortúnio espiritual em que se encontram por causa do lugar onde estão. Os mortos os quais os textos se referem são aqueles que morreram na inimizade de Deus, e não a qualquer pessoa que morreu. Vejamos os versículos abaixo:



"Ignora ele que ali há sombras e que os convidados [da senhora Loucura] jazem nas profundezas da região dos mortos" (Prov 9,18)



"O sábio escala o caminho da vida, para evitar a descida à morada dos mortos" (Prov 15,24)



Os versículos acima mostram que a região dos mortos é um lugar de desgraça, onde são encaminhados os inimigos de Deus. Isto é ainda mais evidente em Prov 15,24. O sábio é aquele que guarda a ciência de Deus, este quando morrer não vai para a "morada dos mortos?. As expressões morada dos mortos ou região dos mortos fazem alusão a um lugar de desgraça, onde os inimigos de Deus estão privados da Sua Graça.



Voltando aos versículos do Eclesiastes, o escritor sagrado ao escrever que para os mortos não há mais recompensa,não há mais trabalho, nem ciência, nem inteligência, nem sabedoria, refere-se unicamente ao infortúnio que existe na região dos mortos, para onde eles vão. Eles quem? Os que estão mortos para Deus.



Por tanto, dentro de seu contexto, os versículos do Eclesiastes também não oferecem qualquer imposição à doutrina da intercessão dos santos.

Continua...

24 de setembro de 2015 10:03

3a. objeção: os santos não podem ouvir as orações dos que estão na terra porque não são oniscientes e nem onipresentes


São Paulo nos ensina que a Igreja é o corpo de Cristo . Desta forma, os que estão unidos a Cristo através de seu ingresso na Igreja, são membros do Seu corpo. Isso quer dizer que tantos nós que estamos na terra, quanto os que já morreram na amizade do Senhor, todos somos membros do Corpo Místico de Cristo, onde Ele é a cabeça. São Paulo ensina que a Igreja é corpo de Cristo:


"Agora me alegro nos sofrimentos suportados por vós. O que falta às tribulações de Cristo, completo na minha carne, por seu corpo que é a Igreja" (Col 1,24)



São Paulo ensina que somos membros do corpo de Cristo e por isto os cristãos estamos ligados uns aos outros: "assim nós, embora sejamos muitos, formamos um só corpo em Cristo, e cada um de nós é membro um do outro" (Rom 12,5)



São Paulo ensina que Cristo é a cabeça do seu corpo que é a Igreja: "Ele é a Cabeça do corpo, da Igreja" (Col 1,18)



Isso quer dizer que nós e os santos (que estão na presença de Deus) estamos ligados, pois somos membros de um mesmo corpo, o corpo de Cristo, que é a Igreja:


Assim como minha mão direita não pode se comunicar com a esquerda sem que esse comando tenha sido coordenado pela minha cabeça (caso contrário seria um movimento involuntário), da mesma forma, no Corpo de Cristo os membros não podem se comunicar sem que essa comunicação aconteça através da cabeça que é Cristo.


Desta forma, quando nós pedimos para que os santos intercedam por nós junto a Deus (comunicação de um membro com o outro no corpo de Cristo), isso acontece através de Cristo. Assim como a nossa cabeça pode coordenar movimentos simultâneos entre os vários membros de nosso corpo, Cristo que é a cabeça da Igreja e é onisciente e onipresente possibilita a comunicação entre os membros do Seu corpo.



Portanto, a falta de onipresença e onisciência dos santos não apresenta qualquer impedimento para que eles conheçam ou recebam nossos pedidos e então possam interceder por nós junto a Deus.


4a. objeção: nós não podemos dirigir nossa orações aos santos pois isto caracteriza evocação dos mortos que é severamente proibida na Bíblia.


Esta objeção baseia-se principalmente nos versículos abaixo:



"Não se ache no meio de ti quem pratique a adivinhação, o sortilégio, a magia, o espiritismo, a evocação dos mortos: porque todo homem que fizer tais coisas constitui uma abominação para o Senhor" (Dt 18, 9-14)


"Se uma pessoa recorrer aos espíritos, adivinhos, para andar atrás deles, voltarei minha face contra essa pessoa e a exterminarei do meio do meu povo. (...) Qualquer mulher ou homem que evocar espíritos, será punido de morte" (Lev 20, 6 - 27).



Conforme vimos, Deus abomina a evocação dos mortos. No entanto, há uma diferença tremenda entre evocar os mortos e dirigir nossos pedidos de orações aos santos:


A evocação dos mortos é caracterizada pelo pedido de que o espírito do defunto se apresente e então se comunique com os vivos como se ainda estivesse na terra.


Esta prática é condenada por Deus, pois em vez de confiarmos na Providência Divina quanto ao futuro e às coisas que necessitamos, deseja-se confiar nas instruções dos espíritos. Conforme a Sagrada Escritura dá testemunho em I Samuel 28.



Na intercessão dos santos, não estamos pedindo que o santo se apresente para bater um papo a fim obter qualquer tipo de informação, mas sim, dirigimos a eles nossos pedidos de oração, como se estivéssemos enviando uma carta solicitando algo (o que é bem diferente de evocar mortos). Na intercessão dos santos continuamos confiando na Providência Divina, pois os santos são apenas mediadores, logo, quem atende aos nossos pedidos é Deus.



Desta forma, as proibições divinas quanto à prática de espiritismo não se aplicam à doutrina da intercessão dos santos.


Continua...

24 de setembro de 2015 10:04

5a. objeção: não há sequer uma única referência bíblica em relação à intercessão dos santos



Há diversos versículos bíblicos que mostram que os santos oram na presença de Deus. Vejamos:


"Quando abriu o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos homens imolados por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho de que eram depositários. E clamavam em alta voz, dizendo: Até quando tu, que és o Senhor, o Santo, o Verdadeiro, ficarás sem fazer justiça e sem vingar o nosso sangue contra os habitantes da terra? Foi então dada a cada um deles uma veste branca, e foi-lhes dito que aguardassem ainda um pouco, até que se completasse o número dos companheiros de serviço e irmãos que estavam com eles para ser mortos" (Ap 6,9-11).



No trecho acima, os santos estão clamando a Deus por Justiça. Alguém poderia dizer: mas eles estão intercedendo por eles mesmos e não pelos que ficaram na terra. Ora, e o que impede que o façam pelos que estão na terra?


São Paulo mesmo não recomenda que oremos pelos outros? (cf. 1Tm 2,1). Por alguma razão estariam os santos incapazes de continuarem orando pelos que estão na terra?


Ora, alguém que esteja no seu juízo perfeito, há de convir que, o fato dos santos estarem na presença de Deus, não é motivo impeditivo para que intercedam pelos outros, muito pelo contrário, não há melhor lugar e momento para fazê-lo. Veja ainda:



"Os quatro viventes e os vinte e quatro anciões se prostraram diante do Cordeiro. Tinha cada um uma cítara e taças de ouro cheias de perfumes, que são as orações dos santos" (Ap 5,8). "A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos, diante de Deus. (Ap 8,4).



Nos versículos acima os santos oram para Deus. Por que estariam orando, já que estão salvos e gozando da presença do Senhor?


Oram em nosso favor, para que os que estão na terra também possam um dia estar com eles na presença do Senhor.



No livro do profeta Jeremias lemos:



"Disse-me, então, o Senhor: Mesmo que Moisés e Samuel se apresentassem diante de mim, meu coração não se voltaria para esse povo. Expulsai-o para longe de minha presença! Que se afaste de mim!? (Jr 15,1).



No tempo do profeta, ambos Moisés e Samuel estavam mortos. Que sentido teria este versículo caso não fosse possível que os dois intercedessem por Israel?


Continua...

24 de setembro de 2015 10:05

O Testemunho dos primeiros cristãos:


Vejamos agora o que professava os cristãos no tempo em que não havia divisão na Cristandade, em relação à doutrina da intercessão dos santos:


"O Pontífice [o Papa] não é o único a se unir aos orantes. Os anjos e as almas dos juntos também se unem a eles na oração" (Orígenes, 185-254 d.C. Da Oração).


"Se um de nós partir primeiro deste mundo, não cessem as nossa orações pelos irmãos" (Cipriano de Cartago, 200-258 d.C. Epístola 57)



"Aos que fizeram tudo o que tiveram ao seu alcance para permanecer fiéis, não lhes faltará, nem a guarda dos anjos nem a proteção dos santos". (Santo Hilário de Poitiers, 310-367 d.C).


"Comemoramos os que adormeceram no Senhor antes de nós: patriarcas, profetas, Apóstolos e mártires, para que Deus, por suas intercessões e orações, se digne receber as nossas." (São Cirilo de Jerusalém, 315-386 d.C. Catequeses Mistagógicas).



"Em seguida (na Oração Eucarística), mencionamos os que já partiram: primeiro os patricarcas, profetas, apóstolos e mártires, para que Deus, em virtude de suas preces e intercessões, receba nossa oração" (São Cirilo de Jerusalém, 315-386 d.C. Catequeses Mistagógicas).
"Se os Apóstolos e mártires, enquanto estavam em sua carne mortal, e ainda necessitados de cuidar de si, ainda podiam orar pelos outros, muito mais agora que já receberam a coroa de suas vitórias e triunfos. Moisés, um só homem, alcançou de Deus o perdão para 600 mil homens armados; e Estevão, para seus perseguidores. Serão menos poderosos agora que reinam com Cristo? São Paulo diz que com suas orações salvara a vida de 276 homens, que seguiam com ele no navio [naufrágio na ilha de Malta]. E depois de sua morte, cessará sua boca e não pronunciará uma só palavra em favor daqueles que no mundo, por seu intermédio, creram no Evangelho?" (São Jerônimo, 340-420 d.C, Adv. Vigil. 6).



"Portanto, como bem sabem os fiéis, a disciplina eclesiástica prescreve que, quando se mencionam os mártires nesse lugar durante a celebração eucarística, não se reza por eles, mas pelos outros defuntos que também aí se comemoram. Não é conveniente orar por um mátir, pois somos nós que devemos encomendar suas orações" (Santo Agostinho, 391-430 d.C. Sermão 159,1)



"Não deixemos parecer para nós pouca coisa; que sejamos membros do mesmo corpo que elas (Santa Perpétua e Santa Felicidade) (...) Nós nos maravilhamos com elas, elas sentem compaixão de nós. Nós nos alegramos por elas, elas oram por nós (...) Contudo, nós todos servimos um só Senhor, seguimos um só Mestre, atendemos um só Rei. Estamos unidos a uma Cabeça; nos dirigimos a uma Jerusalém; seguimos após um amor, envolvendo uma unidade" (Santo Agostinho, 391-430 d.C. Sermão 280,6)



"Por vezes, é a intercessão dos santos que alcança o perdão das nossas faltas [1Jo 5,16; Tg 5,14-15] ou ainda a misericórdia e a fé" (São João Cassiano. 360-435 d.C. conferência 20).


''Há um só mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo'' (I Timóteo 2, 5)


Pois bem, Jesus é o único mediador entre Deus e os homens e aqui então se cria um problema. Só que esse problema não é só de nós os católicos não, é um problema também para os protestantes. Por quê?


Se Jesus é o único mediador, se só Ele intercede por nós diante de Deus, o que é que nos fazemos rezando um pelos outros?


Por que o problema da intercessão dos santos, é simplesmente um problema:

“se é possível ou não interceder depois da morte ? Depois a gente resolve esse problema.”



Mas o problema de insistir, de dizer e afirmar que Jesus é o único mediador, se você bate muito nessa tecla, você acabou com a oração de intercessão de nós já aqui na terra, vivos. Porque se só Ele é o único mediador, o que nós estamos fazendo rezando um pelos outros? Não está desobedecendo a Palavra de Deus que diz claramente:

''Há um só mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo'' (I Timóteo 2, 5)


Continua...

24 de setembro de 2015 10:06

Mas qual é a saída?


Eu não faço ideia como é que os protestantes resolvem esse tipo de problema.O fato é o seguinte: é que nós católicos cremos que realmente, É VERDADE SÓ EXISTE UM MEDIADOR DIANTE DE DEUS E O HOMENS! Não tem dois! SÓ EXISTE UM, ÚNICO, UM SÓ. Acontece que este único mediador, que é o Cristo não é sozinho. Em que sentido? Cristo tem um Corpo, esse corpo é a Igreja (Colossenses 1, 18), ou seja, nós cremos ou não cremos naquilo que está na Sagrada Escritura que Cristo é a Cabeça e nós somos os membros do seu corpo?

Ora, se nós somos os membros do Corpo de Cristo, então nós somos membros deste único mediador, nós somos membros deste único intercessor! Então, é por isso, que por exemplo, São Pedro pode falar que nós cristãos temos um sacerdócio santo (I Pedro 2, 9), então é por isso que o Apocalipse pode dizer que nós somos um reino de sacerdotes (Apocalipse 5, 10).


Mas vão dizer: Como é possível? O único sacerdote é Jesus diz a Carta aos Hebreus! É verdade, o único sacerdote é Jesus, mas esse único sacerdote não é sozinho, Ele é a Cabeça de um Corpo.


Só existe um mediador entre Deus e os homens e é o Cristo. Mas por favor, o Cristo total, não somente um pedaço do Cristo. O Cristo todo: Cabeça e membros. Porque nós somos membros do Corpo de Cristo! Então é isso que permite a mim interceder e os protestantes intercedem um pelos outros! Mas mesmo se ele muda-se a práxis deles, seria impossível você ler a Sagrada Escritura de outra forma. Por quê?

O que é que explica que a sombra de São Pedro curava as pessoas? O que explica que quando se pegava um guardanapo que São Paulo limpou a boca, as pessoas ficavam curadas? Isso tudo está nos Atos dos Apóstolos!


Como é possível isto? Se só existe um Mediador, só existe um Salvador, só existe um Nome no qual todos são salvos, só existe um que opera os milagres, Jesus! Como é possível isto? E isso é uma mediação!

Então, vamos ser objetivos: Só existe sim, um único mediador, mas esse único mediador é um corpo, ou seja, tem a Cabeça que é Cristo e tem os membros, que são os membros da Igreja. Então é por isso que eu posso rezar, e eu rezo!


Continua...

24 de setembro de 2015 10:06

Podemos invocá-los, e eles podem ouvir as nossas preces. Como?



É claro que os Santos não são oniscientes e nem onipresentes, mas no Céu todos os seus desejos razoáveis são satisfeitos pelo poder de Deus. É razoável que eles desejem conhecer os pedidos a eles dirigidos. Então, Deus habilita-os a conhecer as nossas preces.


A perfeita comunhão com Deus permite aos Santos conhecerem nossos pedidos e interceder por nós. Eles não estão dormindo. A alma não dorme. A Carta aos Hebreus ensina: “Está determimado que cada um morra uma só vez, e em seguida vem o juizo (de Deus)” (Hb 9,27). Ora. é óbvio que logo após a morte a alma não será julgada por Deus dormindo.


O tempo e a distância não são empecilhos para que os Santos ouçam nossas preces e nos socorram com sua intercessão; estas realidades que tratamos são coisas do espírito. Na vida eterna não existe mais a limitação do tempo e do espaço que nos impedem, por exemplo, aqui na terra a bilocação. Por mais secretas que sejam, eles conhecem as nossas preces. Querem ajudar-nos, por mais desesperada que seja a nossa necessidade.E podem ajudar-nos.


Este é talvez o fato mais importante de todos. Eles são amigos de Deus, muito chegados a Ele pela sua santidade, que os fez “participantes da sua natureza divina”, como diz S. Pedro. Eles têm grande influência junto ao “Pai das luzes” de quem vem “todo dom melhor e todo dom perfeito” (Tg 1, 17).


Conclusão


Como pudemos ver, a doutrina da intercessão do santos, não é invenção do catolicismo (como pensam alguns), mas sim, uma legítima doutrina cristã, embasa tanto nas Sagradas Escrituras, quanto na Tradição Apostólica.


Os primeiros cristãos jamais tiverem dúvidas quanto a ela (note que este tema jamais foi centro de disputas conciliares). Esta doutrina confirma o Amor de Deus para conosco e Seu plano de que sejamos uns para outros instrumentos deste Amor.

Que fique claro, o Santo intercede diante de Deus, mas é Deus quem faz o milagre.


Shalom !!!

14 de outubro de 2015 15:36

Gostaria apenas de perguntar aonde consta na bíblia que devo reverenciar Maria como auxiliadora de Deus, sendo que ele é onipotente, onisciente e onipresente... não apenas ela que é bem aventurada, pois foi escolhida dentre todas as mulheres, mas nas escrituras (não sou papagaio de pastor, sou cristã, conhecedora da palavra e por isso sei que Jesus é o caminho, a verdade e a vida, ninguém vai ao pai senão por ele) Deus sempre foi Deus, Maria e demais considerados seres humanos diferente dos demais (sendo que Jesus disse que qualquer um de nós através de sua unção faríamos coisas grandiosas e até maiores que as que ele fez) são pessoas comuns como eu e você... se for por milagres, terei que fazer uma imagem de meu pastor quando ele morrer, pois já vi muitos milagres feitos por Deus através de sua vida... nós lemos a palavra, ninguém nos entrega folhetos já programados durante o ano todo nos direcionando ao que devemos ou queremos ouvir... nós lemos a bíblia, estudamos, meditamos e conhecemos... leiam: Os homens “mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador” (Romanos 1:25). No dia do juizo, Maria e todos os demais santos, estarão lá esperando a sua vez para serem julgados... porque eles são como nós.
“Eu sou o Senhor, teu Deus… Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás, nem lhes darás culto…” (Êxodo 20:2-5).
Não desconsideramos a importância desses grandes homens e mulheres de Deus que passaram sobre a face da Terra, mas não reverenciamos, não prestamos culto, não adoramos, porque a Deus seja toda honra, toda glória, todo louvor e toda adoração...

14 de outubro de 2015 21:19

Prezada protestante Ane Madureira que não quer ser papagaia de pastor,


Adoração só a Deus.
Veneração, ou honra a quem merece, pois está escrito:

Dai honra a quem merece honra - Eclesiastes 7:2.

“Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra“. Rm 13:7

1. culto de latria (grego: “latreuo”) quer dizer adorar - É o culto reservado a Deus;

2. culto de dulia (grego: “douleuo”) quer dizer honrar;

3. culto de hiperdulia (grego: hyper, acima de; douleuo, honra) ou acima do culto de honra, sem atingir o culto de adoração.

CONCLUSÃO:

1)-A latria é o culto que se deve somente a Deus e consiste em reconhecer nele a divindade, prestando uma homenagem absoluta e suprema, como criador e redentor dos homens. Ou seja, reconhecer que ele é o Senhor de todas as coisas e criador de todos nós, etc.

2)-O culto de dulia é especial aos santos, como sendo amigos de Deus.

3)-O culto de hiperdulia é o culto especial devido a Maria Santíssima, como Mãe de Deus.

4)-Do significado e da interpretação:

4.1)-Adorar significa reconhecer como Deus, criador de todas as coisas.
4.2)-Idolatrar significa a ação de adorar uma criatura em vez de adorar o Criador.
4.3)-O Aurélio diz que adorar, venerar, idolatrar, amar extremamente são sinônimos, mas não há sinônimo que seja absolutamente equivalente.

ATENÇÃO !!! ATENÇÃO !!! - Não podemos esquecer que os termos originários não são da língua portuguesa, e sim grega, portanto nos importa é seu significado em grego e não em português, o Novo Testamento foi escrito em GREGO e não em português...Será que os Protestantes sabem disto ? Se não entendem nem o português direito, quanto mais o grego.
5)-Sinonímia - É a relação que se estabelece entre duas palavras ou mais que apresentam significados iguais ou semelhantes - SINÔNIMOS.

OS PROTESTANTES ESTÃO PRECISANDO ESTUDAR UM POUCO MAIS...

15 de outubro de 2015 12:31

Bem, com tudo isso vc só confirmou o que eu disse: adorar somente a Deus... mas estou esperando me citar o versículo que diz que devo chamar Maria de mãe e prestar cultos a ela, adorá-lá etc... vc não citou e nem vai citar pq não existe... gaste sua energia sendo imitador de Jesus e amando as pessoas e não afrontando a palavra de Deus e a sua verdade pq vc será cobrado no dia do juízo sobre tentar tornar a verdade em mentira...Parabéns pelo exemplo de cristão que vc é... e mais: Parabéns por gastar tanta energia embasando o que já é nítido... mas insisto meu amigo: qual é mesmo o versículo???? Vc é apenas mais um equivocado, mas Deus lhe mostrará a verdade se vc o buscar verdadeiramente... eu tenho uma vida com Deus, não necessito que ninguém me mostre uma verdade que eu já conheço.

2 de novembro de 2015 19:12

Prezada protestante Papagaia de pastor e agora cega: Ane Madureira

Prezada ou vc é cega, ou se faz de doida para melhor passar ou enganar-se. Se quer a verdade, posso lhe auxiliar, se quer permanecer na mentira e anganado-se, ai o problema é seu, e nada posso fazer a não ser rezar por você pedindo a Deus que lhe abra os olhos e ao entendimento das coisas do alto. Não lhe responderei mais, mas vou novamente em respeito aos nosso internautas recolocar a passagem a qual você se refere, espero que se vc tiver bíblia em casa e se seu pastor permitir, você a ler. Precisa-se de alguns esclarecimentos sobre algumas passagens da Bíblia onde Jesus diz: "Mulher eis ai o seu filho, filho eis ai sua mãe..."

Por que ele usa o termo "mulher" e não "mãe"?

Respostas:

1)- Quanto ao texto bíblico onde Jesus chama sua mãe de”mulher” ( Jo 19,26-27) há muita coisa a ser dita, mas o principal é: Jesus chama sua mãe de mulher DE PROPÓSITO, com o intuito de mostrar que ela faz o papel da nova Eva.

2)- Assim como a primeira mulher : Eva pecou, desobedecendo a Deus em Gênesis, Maria a verdadeira Mulher, a NOVA EVA, com seu SIM e obediência a vontade de Deus, repara o erro da primeira, sendo uma verdadeira mulher, segundo a vontade de Deus.


3)- Já no Livro do Gênese, quando houve o pecado (cap. 3,15), Deus disse à serpente que uma MULHER, teria uma descendência e iria esmagar a sua cabeça.

4)- Ora, Jesus mais uma vez do alto da cruz, confirma quem é esta MULHER, sendo Ele a sua descendência e, junto com ele, todos nós, pois Ele nos deu ela como mãe, já não mais descendente do Pecado da desobediência de Eva, mas uma decendência da obediência de Maria

5)- Além disso, quem escreveu este Evangelho foi S. João, com quem Maria viveu após a morte e ressurreição de Jesus. Esse mesmo João escreveu o Apocalipse e lá, no cap. 12, ele fala DE NOVO da MULHER, que combateu o dragão ( A Nova Eva que ao contrário da primeira Eva não se deixa seduzir pelo demônio).

6)- Chamar Maria de MULHER é uma forma da Bíblia confirmar que ela é a escolhida por Deus para esmagar Satanás e é a mãe de todos nós, em substituição a Eva.


7)- Enfim,não aceitar o convite de Jesus para aceitar Maria por mãe, é querer livremente pertencer a descendência dos filhos da desobediência da primeira Eva.Pois de Maria surge a nova descendência ( A Nova Eva), conforme Apoc. 12

Salve Maria a mãe do meu Senhor (Lucas 1)

10 de novembro de 2015 23:56

Prezada Ane Madureira,

Eu não sei o que levou você a afastar-se da Igreja. Estou escrevendo isto e suplicando a Deus do mais profundo de minha alma que a graça e a misericórdia de Deus, lhe alcance e você consiga perdoar-nos como Católicos por tudo que fizemos ou deixamos de fazer por você e pelos seus. Talvez o que tenha levado você a afastar-se tenha sido a falta de fervor de nossas lideranças, talvez você tenha se magoado com alguém, ou até mesmo com seu pároco, que não lhe deu apoio e orientação quando mais você estava precisando, e você talvez tenha encontrado tudo isto em algum grupo menor de pessoas, na denominação da qual participou, ou esteja até ainda participando. Talvez uma catequese muito fraca e sem fundamentação sólida que você recebeu na própria Igreja Católica, que muitas vezes trata mais das questões sócias que existenciais, não foi suficiente para retirar todas suas dúvidas e angústias que você carrega em seu coração. Reconheço também, que nossos padres e bispos tem de ser mais eloquentes nas suas homilias, entusiasmados, e com um discurso que encante as pessoas como Jesus. O conhecimento da humanidade de Cristo devia fazer parte da formação de todos os líderes espirituais, em especial dos padres de nossa Igreja. Hoje, não se pode ser um líder espiritual e não tocar em assuntos como a depressão, a angústia, a ansiedade, o divórcio, a terrível e escravizante dependência de drogas, a timidez, a insegurança em todos os níveis, e principalmente qual o verdadeiro plano pessoal de Deus para cada um de nós individualmente, e não apenas coletivamente, pois apesar de sermos irmãos de muitos, Deus nos ama de forma única. A sociedade está a adoecer, e nossas lideranças espirituais têm de conhecer aquele que atingiu o topo da saúde psíquica: Jesus, que viveu num ambiente altamente contrário aos valores pregados por Ele. Por vezes, nossas lideranças não percebem que o ser humano está a adoecer rapidamente. Talvez o proselitismo e a caçada inescrupulosa de adeptos para uma denominação, por alguém com outros interesses, fizeram de você com suas carências e necessidades pessoais, mais uma presa fácil entre tantas outras vítimas, e tenham lhe arrastado para onde você está agora. Mas confesso agora a você algo muito pessoal e que o Sr Deus me coloca sempre no mais íntimo de meu coração(me corrija e me exorte se eu estiver errado): é que você sente que tem alguma coisa errada, que lhe falta algo que lhe tiraram e estão lhe negando, e que você não sabe bem o que é, enfim, você tem percebido que mesmo se emocionando com os louvores e pregações de que tem participado, na amizade sincera de alguns irmãos e irmãs ao seu redor onde você atualmente congrega, e mesmo vendo sinceras mudanças em seu viver, sente no mais profundo de seu ser uma incompletude, um “não sei o que”, que não lhe dá plenitude, mesmo afirmando e reafirmando que Deus é tudo e que só adora a Jesus, que seu Deus é das vitórias, e mesmo entre glórias e aleluias, quando na sua intimidade com Deus, aquela doce e suave vos interior lhe incomoda questionado: ”ainda te falta algo.” E você tentando sufoca-la responde: “Mas Senhor eu já te aceitei como meu Senhor e suficiente Salvador, já me batizei descendo completamente nas águas, recebi os dons dos Espírito, sirvo na tua obra, oro, medito tua palavra todos os dias, sou fiel, que mais queres de mim?...”


E para sua surpresa eu não vou revelar-lhe aqui o que está lhe faltando, pois Deus já lhe revelou, seja apenas dócil a Ele e faça seu caminho de retorno a sua verdadeira casa, só assim encontrará a Paz e plenitude que tanto anseia.

11 de dezembro de 2015 11:38

“Não fareis para vós ídolos, nem vos levantareis imagem de escultura, nem estátua, nem poreis pedra figurada na vossa terra, para inclinar-vos a ela; porque eu sou o IHVH vosso Elohim” (Lv 26:1). Aqui as determinações do Eterno são muito claras quanto a não ter outros deuses diante dele, pois o mandamento é para não fazer ídolos de maneira alguma! A palavra “ídolos” em hebraico é ‘ellim e significa “coisas de nada”; deuses de barro ou de terra-cota. Já o termo “imagem de escultura” em hebraico é pesel e significa “ídolo esculpido na pedra”. O termo “coluna” em hebraico é maççebhah e significa “alguma coisa em pé”; no caso de uma pedra memorial ou uma coluna, usada com propósitos idolátricos. O último termo refere-se a “pedra com figuras”, que em hebraico é maskith, significando uma pedra esculpida ou pintada com uma figura ou imagem. Percebemos aqui que este verso nos fala sobre qualquer tipo de idolatria que possa ser praticada pelo homem! Tudo aquilo que por ventura possa ter o propósito de transformar-se num Elohim para alguém deve ser evitado! A proibição não para no “fazer”, mas estende-se também ao inclinar-se à elas! A palavra “inclinar-se” em hebraico é tsavva'r e significa “inclinar-se ou prestar qualquer tipo de culto, louvor ou adoração”. Isto é devido somente ao Senhor! E o fim do versículo é enfático: o Eterno identifica-se como IHVH Elohim! E isso significa que Ele irá tornar-se aquilo que precisamos que se torne pois Ele é o Criador de todas as coisas!

27 de dezembro de 2015 00:35

Meu nome é FABIO.
Sr. Bereká. Penso que dois comentários são necessários aqui:
1º) O senhor bate na tecla que nós protestantes somos "papagaios", repetindo, sem reflexão e avaliação dos textos bíblicos, o que alguns líderes dizem. Bem, esta é uma pressuposição obviamente sem nenhum embasamento sério de fatos, pois em nenhum momento se faz referência a um trabalho academicamente aceito e/ou conhecido. Portanto, não passa de uma mera opinião pessoal. De qualquer forma, me parece que você critica precisamente o que você faz aqui. Está repetindo o que os seus líderes, professores ou mestres já disseram e afirmaram antes de você.
2} Você também, Sr. Beraká, nos acusa de sermos um grupo dividido. Bem, eu preciso te lembrar que não apenas protestantes vivem esta realidade, mas vocês católicos também: Igreja Católica Apostólica Romana, Igreja Católica Ortodoxa. Aqui no Brasil: Igreja Católica Apostólica Brasileira, Igreja Católica Renovada, Igreja Episcopal latina do Brasil (antiga Igreja Católica Apostólica Reformada), Igreja Católica Conservadora do Brasil, Igreja Católica Liberal, Igreja Católica Ortodoxa Siriana do Brasil e mais recentemente e a mais famosa: Igreja Católica Carismática. Evidentemente, há várias diferenças teológicas quando se compraram estas formas de catolicismo. Então faço a mesma pergunta que você insiste em fazer a nós protestantes: QUEM DE VOCÊS ESTÁ CERTO?

27 de dezembro de 2015 01:00

Diante de tantas opções de Igrejas Católicas aqui no Brasil, pergunto: QUAL IGREJA CATÓLICA É A VERDADEIRA?

28 de dezembro de 2015 00:10

Prezado Fábio (Protestante Convicto)


A sinceridade e a convicção não é o critério da verdade, saiba disto, pois uma pessoa pode estar sincera e convictamente equivocada (O seu caso). Nenhuma da Igrejas citadas por você é católica apostólica ROMANA, que só existe uma e indivisível, pois assim quis o próprio Deus, pois assim está escrito."Na Arca de Noé pela bula Una e Sancta a Patristica viu como uma prefiguração da única Igreja de Cristo, e quem não entrou nela pereceu..."Una, santa, católica e apostólica: esta é a Igreja que devemos crer e professar já que é isso o que a ensina a fé.


Nesta Igreja cremos com firmeza e com simplicidade testemunhamos. Fora dela não há salvação, nem remissão dos pecados, como declara o esposo no Cântico: "Uma só é minha pomba sem defeito. Uma só a preferida pela mãe que a gerou" (Ct 6,9). Ela representa o único corpo místico, cuja cabeça é Cristo e Deus é a cabeça de Cristo. Nela existe "um só Senhor, uma só fé e um só batismo" (Ef 4,5). De fato, apenas uma foi a arca de Noé na época do dilúvio; ela foi a figura antecipada da única Igreja; encerrada com "um côvado" (Gn 6,16), teve um único piloto e um único chefe: Noé. Como lemos, tudo o que existia fora dela, sobre a terra, foi destruído.
A esta única Igreja, nós a veneramos, como diz o Senhor pelo profeta: "Salva minha vida da espada, meu único ser, da pata do cão" (Sl 21,21). Ao mesmo tempo que Ele pediu pela alma - ou seja, pela cabeça - também pediu pelo corpo, porque chamou o seu corpo como único, isto é, a Igreja, por causa da unidade da Igreja no seu esposo, na fé, nos sacramentos e na caridade. Ela é a veste sem costura (Jo 19,23) do Salvador, que não foi dividida, mas tirada à sorte. Por isso, esta Igreja, una e única, tem um só corpo e uma só cabeça, e não duas como um monstro: é Cristo e Pedro, vigário de Cristo, e o sucessor de Pedro, conforme o que disse o Senhor ao próprio Pedro: "Apascenta as minhas ovelhas" (Jo 21,17).

Disse "minhas" em geral e não "esta" ou "aquela" em particular, de forma que se subentende que todas lhe foram confiadas. Assim, se os gregos ou outros dizem que não foram confiados a Pedro e aos seus sucessores, é necessário que reconheçam que não fazem parte das ovelhas de Cristo pois o Senhor disse no evangelho de São João: "Há um só rebanho e um só Pastor" (Jo 10,16).A verdade o atesta: o poder espiritual pode estabelecer o poder terrestre e julgá-lo se este não for bom. Ora, se o poder terrestre se desvia, será julgado pelo poder espiritual. Se o poder espiritual inferior se desvia, será julgado pelo poder superior. Mas, se o poder superior se desvia, somente Deus poderá julgá-lo e não o homem. Assim testemunha o apóstolo: "O homem espiritual julga a respeito de tudo e por ninguém é julgado" (1Cor 2,15).

Esta autoridade, ainda que tenha sido dada a um homem e por ele seja exercida, não é humana, mas de Deus. Foi dada a Pedro pela boca de Deus e fundada para ele e seus sucessores Naquele que ele, a rocha, confessou, quando o Senhor disse a Pedro: "Tudo o que ligares..." (Mt 16,19).


Assim, quem resiste a este poder determinado por Deus "resiste à ordem de Deus" (Rm 13,2). Simples assim.


Shalom !!

29 de dezembro de 2015 00:19

Caro Sr. Bereká. Obrigado por dialogar comigo. Muito gentil da sua parte.

Algumas observações a partir da sua fala:

1) Insisto em afirmar que o senhor está simplesmente repetindo, como um "papagaio", o que você aprendeu ouvindo homilias católicas "romanas" ou lendo autores católicos "romanos". Não encontrei nada que já não tivesse ouvindo antes de personalidades "romanas".

2) O senhor afirma que a Igreja Católica Apostólica Romana é a unica verdadeiramente cristã pois foi a ela que Deus confiou exclusivamente a transmissão de suas verdades aqui na terra.

No entanto, vejamos:

a) Até 325 d.C. (Concílio de Nicéa) a Igreja Católica da cidade de Roma era apenas uma dentre outras do império dirigidas, cada uma, por um papa específico da região. A partir desta data, o papa de Roma passa a ser considerado o maior dentre os outros, o que levou a tantos problemas teológicos e administrativos, causando finalmente a divisão da igreja no século 11, Igreja Católica Ocidental e Igreja Católica Oriental. No universo católico, o problema da autoridade do papa romano perdura até hoje. Sem qualquer constrangimento, afirmo aqui que esta auto-intitulação de autoridade unica é, no mínimo, "arrogância" diante dos seus pares católicos além de embasar tal autoridade a partir de uma hermenêutica bíblica bastante, mas bastante mesmo, discutível e refutável.

b) A hermenêutica que a Igreja Católica Apostólica Romana utiliza, historicamente, é a"alegórica", percebida em praticamente todos os textos utilizados por você em sua resposta a mim (Aliás, na sua grande maioria, textos fora dos seus contextos). Portanto, eu entendo a razão pela qual você reproduz estas interpretações bíblicas. Entretanto, o problema da "alegoria" é que qualquer sentido pode ser dado ao texto por não existir parâmetros definidos, sendo assim, pode-se interpretar o que bem entender a partir de um texto bíblico (É exatamente isto que fazem atualmente, um numero incalculável de cristãos sinceros - católicos ou protestantes, especialmente os pentecostais). É justamente o "método alegórico" que leva a interpretação da ICAR sobre a Arca de Noé comparando-a com a Igreja... Católica Apostólica Romana, claro. Enfim, o método alegórico está longe de produzir interpretações confiáveis pois pressupõe intuições imediatas e pessoais. Além disso, você cita uma bula católica que afirma ter visto na Arca de Noé a prefiguração da unica igreja de Cristo; pergunto: porque devo acreditar nesta "visão"; porque não deveria eu acreditar em outras "visões" (ou interpretações), talvez até mais consistentes e coerentes com o texto?

c) Pelas mesmas razões que acabei de colocar, penso que seja desnecessário discutir neste momento a autoridade de Pedro, pois toda a interpretação trazida por você é alegórica, não há aqui o mínimo de trabalho exegético.

3) Finalmente, percebo que sua convicção sobre a ICAR ser a unica igreja verdadeira é sim, uma convicção sincera e, inclusive, admirável, tal é o vigor e a prontidão como você nos responde. Mas, penso que você está redondamente equivocado, ainda que sincero, e por isso mesmo, longe da verdade. Você está sendo vítima de uma hermenêutica perigosa e mal-dita por todos aqueles que com responsabilidade se aproximam de qualquer texto, especialmente, do texto bíblico. Fica aqui minha sugestão: passe a analisar os textos bíblicos à luz do método "histórico-gramatical". Faça isto e no futuro você vai me agradecer.

Shalom!

29 de dezembro de 2015 09:43

Prezado equivocado Protestante convicto Fábio,


O Fanatismo e revanchismo de protestantes como vc fica esperando que nas escrituras tenham CNPJ e escritura lavrada e carimbada em Cartório feita por Cristo na fundação da Igreja sobre Pedro Conforme Mateus 16,18 - Quanta ignorância !!!

1)-Cristo prefere a barca de São Pedro ( A IGREJA CATÓLICA):É na barca de Pedro que ocorre a pesca milagrosa, de uma simbologia extremamente significativa (S. Lucas, V, 3-6). Outra pesca milagrosa irá ocorrer após a ressureição, no lago de Tiberíades, de novo na barca de Pedro (João, XXI, 3,7, 11). A barca de Pedro é chamada de "a barca", por antonomásia, em outras passagens (Mateus, VIII, 23; XIV, 22; Marcos, IV, 36; VI, 45), em oposição às "outras barcas" (Marcos, IV, 36)Tiremos a conclusão obrigatória: fora da Barca de Pedro não se acha Cristo.

2)-Pedro é o mais citado pelos Evangelistas :Podemos constatar a proeminência de São Pedro entre os Apóstolos, em primeiro lugar, pela quantidade de vezes que ele é nomeado nos Evangelhos: vários já fizeram notar que os evangelistas fazem referência a Pedro 171 vezes (114 nos evangelhos e 57 nos Atos dos Apóstolos), enquanto que do apóstolo amado, São João, fazem 46 citações.

3)-Cristo muda o nome de Simão para Pedro :"Este (André) encontrou primeiro seu irmão Simão, e disse-lhe: Encontramos o Messias. E levou-o a Jesus. E Jesus, fixando nele o olhar, disse: Tu és Simão, filho de João, tu serás chamado Cefas, que quer dizer Pedro (Pedra)" (S. João, I, 41-42). Ora, em toda a Sagrada Escritura Deus muda apenas três vezes o nome de homens, sempre para destacar a dignidade de uma vocação superior: primeiro, muda o nome de Abrão para Abraão, tornando-o o patriarca fiel a Deus e recompensado com a Antiga Aliança e a promessa de uma descendência pujante (Gênesis, XVII, 5-8).


4)-A lista dos Apóstolos – Pedro sempre em 1º - POR QUE ? :Todas as vezes que os evangelistas nomeavam os doze apóstolos, o faziam invariavelmente começando por Pedro e terminando por Judas, com os demais ocupando lugares diferentes (S. Mateus, X, 2-4, S. Marcos, III, 16-19, S. Lucas, VI, 14-16, Atos, I, 13). Se não é difícil imaginar o porquê do último lugar ao traidor, também não o é o primeiro para Pedro. São Mateus é explícito: "Primeiro, Simão que se chama Pedro." (S. Mateus, X, 2-4).


5)-O "Pasce oves mea"( Apascenta minhas ovelhas - (S. João, XXI, 15-17) : A Pedro, e a ninguém mais, é confiado o pastoreio das ovelhas e dos cordeiros, a que nosso Senhor pede três vezes a confirmação de Pedro, e três vezes o confirma: "Disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes? Respondeu-lhe Pedro: Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo. Disse-lhe (Jesus): Apascenta os meus cordeiros...


AVISO AOS PROTESTANTES SEPARATISTAS :1Jo 2,19 - "Eles Saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos; pois, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas, [saíram] para que se mostrasse que nem todos são dos nossos, nem do número dos eleitos.


Shalom !!!

24 de janeiro de 2016 15:56

Bereká,
Cheguei por acaso neste blog que tem a pretensão de representar a igreja católica.
Em primeiro lugar me chamou a atenção a total falta de respeito, ironia e até infantilidade ao tratar outros CRISTÃOS como "Fulano Papagaio de Pastor, Presado Protestante confuso, Fulana cega entre outros destratamentos dirigidos aos visitantes deste blog. Que falta de educação com um visitante hein!? Só estes motivos já seriam suficientes pra sair desta ágina apenas com um clique e seguir minhas pesquisas em frente. Mas como um Cristão vendo outro Cristão agredindo irmãos resolvi falar alguma coisa. PRIMEIRO : A sua fala "vamos responder a sua missiva para o esclarecimento dos Católicos desinformados, alvo e motivação deste blog e de todo este nosso apostolado" deveria estar destacada logo abaixo do Titulo do Blog da"FAMÍLIA" deixando bem claro o alvo e a motivação, poupando outros Cristãos bem intencionados em partilhar experiências e conhecimentos em torno da Palavra de Deus de perder seu tempo com vocês.
SEGUNDO: Porque você não destila seu ódio e falta de respeito a grupos como o Estado Islãmico , Boko Haram dentre outros que promovem verdadeiros massacres e perseguições todos os dias contra CRISTÃOS em todo o mundo? Talvez você tenha alguma afinidade com eles sem saber.
TERCEIRO: Você acha mesmo que a SUA salvação está garantida por pertencer a um grupo?

Voce já leu Efésios 6,10-12?

Mais RESPEITO com as coisas de Deus !!!

25 de janeiro de 2016 16:07

Prezado Cristão Convicto não sei de que,

Se tivesse lido quem somos, não precisaria ter-nos escrito tudo isto, mas coloco aqui o que já está em nossa página inicial:


"Somos Católicos Apostólicos Romanos, e como Católicos fieis ao SAGRADO MAGISTÉRIO, somos contra a esquerda, contra a direita, e contra o centro, quer na desgraçada e bem corrupta política civil, quer na política eclesiástica, que também não vive na graça de Deus quando faz opções ideológicas estranhas ao evangelho de Cristo. Somos contra o Panteísmo, a Gnose, doutrinas reencarnacionistas, contra ideologias ateias, amorais e não Cristãs, bem como a todas as falsas doutrinas, tipo: Teologia da Prosperidade, somente a fé negando negando as boas obras, somente as escrituras negando a tradição, e somente a graça sem colaboração alguma por parte do Cristão, e principalmente negamos a ante bíblica livre interpretação das escrituras, que pulveriza o Cristianismo em várias seitas contraditórias entre si. Negamos também a doutrina do arrebatamento protestante que propõe não duas vindas de Cristo, mas três, o que é completamente infundada e não encontra respaldo nas escrituras destas três vindas de Nosso Senhor Jesus Cristo. O verdadeiro católico fiel ao sagrado magistério de sempre da Igreja, acredita na natureza humana, em princípios morais sólidos, fundamentados na tradição de nossa civilização, uma ordem moral herdada e testada na história de nossos antepassados e sobre a qual construímos o nosso presente, tendo em vista o futuro. Cremos no valor desta sã tradição e dos bons costumes, e sobre este alicerce firme assentamos nossa opinião política, desejosa sempre da ordem social e do bem comum. Cremos também que apesar das falhas humanas de seus membros, a Moral Católica é o melhor que há para o desenvolvimento das virtudes e para a constituição de uma ordem moral e social justa e correta, objetivando a salvação do homem todo e de todos os homens, para isto o meio por excelência é aquele ordenado por Cristo: Ide e evangelizai (Mateus 16,15).


Shalom !!!

27 de janeiro de 2016 22:17

Muito bem, irmão! A Bíblia explica a Bíblia! O que excede à Palavra ou a adultera seja anátema!

28 de janeiro de 2016 09:29

Prezada Dora Tavares,

Realmente mais clareza é impossível, e realmente a bíblia em muitos casos(como este) explica a própria bíblia:

AFINAL O QUE DIZ EXATAMENTE A BÍBLIA SOBRE DEUS DAR OU NÃO SUA GLÓRIA A OUTROS ?



1)-“Eu lhes dei a glória que me deste” (Jo 17,22)



2)-“Deus concede graça e glória“ (Salmo 84,11) ou (Salmo 83,12);


3)-“O que… Deus preparou para nossa glória“ (1 Cor 2,7);


4)-“Os que chamou, também os justificou, e os que justificou, também os glorificou“ (Rm 8,30);


5)- “Vi outro Anjo descendo do céu, tinha um grande poder e a terra ficou iluminada com a sua glória” (Ap 18,1);


6)-“Glória, honra e paz para todo aquele que pratica o bem” (Rm 2,10).


7)- Apoc 2,26-28: "Àquele que vencer e fizer a minha vontade até o fim darei autoridade sobre as nações.Ele as governará com cetro de ferro e as despedaçará como a um vaso de barro.Eu lhe darei a mesma autoridade que recebi de meu Pai. Também lhe darei a estrela da manhã...”



O pior Cego é o que não quer ver, concordam ?


Nossa Resposta:


Quando enaltecemos uma obra, a glória é recebida pelo seu autor.


Quando admiramos e elogiamos uma obra de arte tipo O quadro “Monalisa”, estamos elogiando o autor dele e não a obra em si, ou seja, Leonardo da Vinci, e não a obra em si, que não pode se fazer sozinha.


Quando homenageamos (honramos, ou veneramos, conf. Rom 13,7: “Deem a cada um o que lhe é devido: se imposto, imposto; se tributo, tributo; se temor, temor; se honra, honra...”) e seguimos o exemplo dos Santos e da virgem Maria,como o próprio Paulo aconselhou: “ Sede meus imitadores como eu sou de Cristo” (1 Cor 11,1),não estamos dividindo glória alguma, mas estamos glorificando a Deus, pois a santificação dos Santos e da Virgem Maria é obra d'Ele:


“EU SOU o Senhor que vos santifico.”(Ex 31,13; Lv 20,8; 21,8; 21,15; 21,23) !


Obrigado pela visita e volte sempre !


Shalom !!!

20 de fevereiro de 2016 14:58

Caro Sr. Beraká,
- Concordo plenamente com você: O pior cego é aquele que não quer ver.
- Concordo plenamente com você: Papagaios são repetidores de coisas que ouvem dos seus donos (ou líderes). Alguns até abusam do control "C" control "V".
- Concordo plenamente com você quanto à salvação: Só podem se salvar os que pertencem à verdadeira e única Igreja de Cristo.
- Enfim, concordo plenamente com você quanto a glória (bem fundamentados nos textos citados): Então, toda glória e honra e veneração e homenagem a você, ao seu blog, à ICAR, aos Padres, Bispos, Papas, aos santos (os que já são, os que estão em processo de reconhecimento - pelo PAPA, e aos que ainda virão). Pergunta: Existiu algum processo de santificação em quefoi recusado ou desautorizado o título de santo ao solicitante?
Se Pedro era o primeiro PAPA, porque ele não deixou instruções claras para a igreja sobre a adoração (ou veneração) aos santos e à Maria? Porque ele (Pedro) não beatificou e santificou ninguém? Nenhum processozinho de santificação ele relatou?
E, no dia do juizo final, no último dia: Jesus separará à direita os que são da ICAR e à esquerdas todos os protestantes, papagaios de pastor, cegos e demais incrédulos. E aos da direita dirá: Vinde católicos romanos, benditos de meu pai ..........
Misericórdia PAPAI do céu!!!
Na resposta, pode me rotular do que quiser e sentenciar a minha condenação.

22 de fevereiro de 2016 10:05

Prezado protestante Joel Oliveira,


O grande problema do protestantismo com relação a este tema é o mero revanchismo proselitista cheio de ódio a tudo que é Católico, o qual não permite uma análise imparcial e fundamentada do fenômeno, que como muito católicos desinformados, vêm nos Santos e nos processos de Canonização dos mesmos apenas como a instituição a mais de MEROS INTERCESSORES, para se pedirem favores junto a Cristo, e não exemplos de fé no seguimento a Cristo, como modelos a serem imitados, (e não como Aladins e gênios da lâmpada dispostos unicamente a atenderem nossos pedidos), como nos revelam as escrituras:



Hebreus 6,12: “de modo que vocês não se tornem negligentes, mas imitem aqueles que, por meio da fé e da paciência, já receberam a herança prometida.”


Hebreus 13,7: “Lembrem-se dos seus líderes, que transmitiram a palavra de Deus a vocês. Observem bem o resultado da vida que tiveram e imitem a sua fé.”


1 Cor.11,1: “Sede meus imitadores, como também eu sou imitador de Cristo.”


Tiago 5,10-11: “Irmãos, tenham os profetas que falaram em nome do Senhor como exemplo de paciência diante do sofrimento.Como vocês sabem, nós consideramos felizes aqueles que mostraram perseverança. Vocês ouviram falar sobre a perseverança de Jó e viram o fim que o Senhor lhe proporcionou...”




A Canonização pode-se dizer que é o termo utilizado pela Igreja Católica e que diz respeito ao ato de atribuir o estatuto de Santo a alguém que já era Beato(Bem aventurado) e de vida venerável ainda na terra.


É um assunto sério e um processo complexo dentro da Igreja, a ponto de só poder ser tratada pela Santa Sé em si, por uma comissão de altos membros e com a aprovação final do Papa.




Canonização é a confirmação final da Santa Sé para que um Beato seja declarado Santo. Só o Papa tem a autoridade de conceder o estatuto de Santo.(Conforme Mateus 16,18).

Por fim, a própria Escritura dá testemunho de que Abraão foi considerado justo pelos apóstolos (cf. Rm 4,3-9; Gl 3,9; Hb 6,15; Tg 2,23). Este reconhecimento de que Abraão estava no céu com Deus é um exemplo de canonização na própria Escritura e já na era apostólica.


Outro exemplo que podemos citar na própria Escritura é a canonização de Estevão. Diz a Escritura que era homem cheio do Espírito Santo (cf. At 6,8). Quando foi martirizado em nome da Fé em Cristo, viu a Glória do Cristo e pediu ao Senhor que recebesse o seu espírito (cf. At 7,55-59). Será que Estevão não foi para o céu? Claro que sim! E foi considerado santo pelo próprio apóstolo Paulo (cf. At 22,20), que assistiu a pregação de Estevão e corroborou com a sua morte.



E o bom ladrão que reconheceu Cristo como seu Salvador e que o próprio Senhor lprometeu levá-lo ao paraíso (Lc 23,43), por acaso não é outro exemplo de canonização feita pela própria Escritura?


Os santos não são o caminho e nem a salvação, mas são placas ao longo da estrada que nos apontam o nosso destino e salvação: Jesus Cristo.

Diante de tudo isto e de todas estas evidências aqui mostradas,só podemos dizer:


“O Pior cego não é aquele que não ver, mas aquele que não quer ver...”

Obrigado pela visita e volte sempre,pois aqui você vai conhecer a verdade que liberta do engano das seitas.

Shalom !!!

22 de fevereiro de 2016 12:56

Caro Beraká,
Quanto à sua afirmação: "O grande problema do protestantismo com relação a este tema é o mero revanchismo proselitista cheio de ódio a tudo que é Católico, o qual não permite uma análise imparcial e fundamentada do fenômeno, que como muito católicos desinformados, vêm nos Santos e nos processos de Canonização dos mesmos apenas como a instituição a mais de MEROS INTERCESSORES, para se pedirem favores junto a Cristo, e não exemplos de fé no seguimento a Cristo, como modelos a serem imitados, (e não como Aladins e gênios da lâmpada dispostos unicamente a atenderem nossos pedidos)"
Duas obaservações:
1- Não sei de onde você tira a conclusão, ou onde se baseia sua sua suposição ou pré-concepção que eu seja "revanchista proselitista e cheio de ódio a tudo quanto é católico". Tenho muitos amigos e parentes católicos, os quais respeito muito e com os quais tenho ótimo relacionamento e não tenho ódio por nenhum católico, só por ser católico. Aliás, acredito que no dia do juízo final muitos católicos deverão ser chamados pelo Rei Jesus para entrar no paraíso assim como tenho certeza de que muitos protestantes não estarão entre os chamados pelo Rei, pois, isso não dependerá de ser católico ou protestante.
2- Se entendi bem o que você quis dizer na sequência do parágrafo, você afirma e atesta que muitos católicos desinformados veem ERRONEAMENTE, INDEVIDAMENTE e EQUIVOCADAMENTE os santos como meros intercessores e aos quais se pedem favores, como se fossem gênios da lâmpada (aladins). Nisto concordo plenamente com você, e por extensão afirmo que no meio protestante também existem muitos que assim agem no seu relacionamento com Deus, como meros consumidores da fé, simples buscadores de bençãos, onde se incluem muitos pastores e líderes de igrejas e influenciadores negativos do rebanho.
Mas isso não é diferente da ICAR, pois se os católicos usam e abusam dos "santos" erroneamente, é porque muitos padres e líderes da ICAR assim os instruem e motivam e estimulam. Basta olhar para as festas, missas e eventos realizados para determinados "santos", inclusive e de forma absurdamente extrapolada a APARECIDA. É um problema institucional da ICAR, que deveria aproveitar essas ocasiões para instruir os fiéis a ver os santos, apenas e tão somente "como exemplos de fé no seguimento a Cristo, como modelos a serem imitados" (afirmação sua).
Shalom Adonai ...

22 de fevereiro de 2016 15:07

Sr. Beraká,
Continuando ....
Quanto ao o que você falou sobre canonização, concordo com tudo o que você citou e que está nas escrituras, mas, não está nas escrituras que o processo é conduzido pela Santa Sé, nem que a última palavra, ou confirmação, ou aprovação é do PAPA. A menos que você me cite os textos bíblicos onde isto está devidamente explicitado, como fez para fundamentar que os santos deram testemunho de sua santidade e que devem admirados somente como exemplos e modelos. (Acrescento todo o capítulo 11 de carta aos Hebreus).
Ainda, segundo sua afirmativa, nenhum dos santos citados (Abraão, Estevão e o Ladrão na Cruz) foram ou tiveram um processo de beatificação e santificação conduzidos por concílios da igreja da época e nem tiveram sua beatificação e santificação confirmadas ou autorizadas pelo suposto primeiro Papa, no caso Pedro. As escrituras não dizem isto.
Segundo as escrituras, santos são todos aqueles que reconhecem o Senhorio de Jesus Cristo e vivem debaixo do Seu governo. Veja como são endereçadas as cartas do Apostolo Paulo, sempre aos santos da igreja tal, santos que vivem na cidade tal, santos da região tal, ou ainda aos santos dispersos, etc ... Isto sim está nas escrituras e, portanto é uma verdade irrefutável, irrevogável e incontestável.
Termino copiando uma afirmativa sua: "Os santos NÃO são o caminho e nem a salvação, mas são placas ao longo da estrada que nos apontam o nosso destino e salvação: JESUS CRISTO".
Portanto, todos nós que aceitamos Jesus, vivemos sob o seu governo e testemunhamos com nosso comportamento o evangelho de Cristo, somos santos, somos placas ao longo da estrada apontando para nossos parentes e amigos e sociedade em geral o ÚNICO caminho para a salvação - JESUS CRISTO.
Toda Glória e toda Honra e todo Louvor a DEUS!!!
A Paz do Senhor meu amado.

22 de fevereiro de 2016 15:14

Desculpe minha intromissão de novo Sr. Beraká.
Só mais uma coisa:
Onde está nas escrituras Pedro se reconhecendo como Papa, ou como Pedra (no lugar de Cristo? Onde tem nas escrituras qualquer citação de qualquer dos apóstolos que viveram com Pedro reconhecendo-o como Papa? Onde tem qualquer citação dele (Pedro) agindo como Papa?
Perdão pelo alongamento da discussão.
Graça e Paz.

22 de fevereiro de 2016 15:35

Prezado protestante Joel Oliveira

Quem tem um amigo como você acho que não precisa de inimigos, pois se diz amigo pela frente com eles e fica covardemente a falar mal dos mesmos pelas costas.O fanatismo e revanchismo de protestantes como você, é muito comum por aqui, e ficam esperar que nas escrituras tenham CNPJ e escritura lavrada e carimbada em Cartório para tudo que a ICAR faz. Interessante que exigem isto da nossa Igreja, mas ficam a inventar coisas que não tem respaldo nas escrituras(Tipo teologia da prosperidade, fogueirinha santa de Israel para ganhar casas, carros, etc, Somente as escrituras como fundamento da fé...onde tem estas passagens nas escrituras?), e nem possuem autoridade para tal como foi dada a Pedro, o primeiro papa da Igreja e seus legítimos sucessores. A autoridade para a Canonização está respaldada em Mateus 16,18: “Tudo que ligares na terra será ligado nos Céus e o que desligares na terra será desligado nos Céus”.


São enfáticos em afirmar que somente a Bíblia é bastante para nortear a fé do homem. Alegam que o Espírito Santo dá a cada um o dom de interpretá-la. Esquecem eles que cada uma das dezenas de milhares de doutrinas hoje existentes, distintas entre si, são resultado da inconsequente iniciativa de cada um de seus fundadores em atribuir para si o poder de interpretar plenamente as Sagradas Escrituras. Mas como é possível que o Espírito Santo possa fazer com que se interprete um mesmo texto de diversas formas? E, diante de tantas interpretações diferentes e tão contraditórias entre si? qual deve ser seguida?



Eis que tendo formulada toda uma linha doutrinária, cada fundador busca expô-la através de não poucos escritos, para, assim, fazer expandir sua mais nova igreja, pregando toda a "verdade que só ela contém". Os seguidores dessa doutrina, os seus pastores e líderes de comunidades afiliadas recorrem a tais escritos e os tem como guia para caminhar de acordo com a linha teológica que define as verdades a serem pregadas.





Ora, é tão óbvio deduzir-se que em tal situação se consuma o uso de uma tradição seguida com base nos ensinamentos desses homens, e por conseqüência, busca-se absorver os ensinamentos da Bíblia guiados por exposições contidas fora dela.






Partindo desse fato, temos duas afirmações, das quais apenas uma pode ser dada como verdadeira:


1)- Ou os protestantes mantêm submissão aos ensinos doutrinários de seus fundadores, o que caracteriza manter sua tradição;


2)- Ou desviam-se dos ensinos destes homens ao longo da história e culminam na infeliz conclusão de que tais ensinamentos não eram verdadeiros, portanto, sem razão de terem acontecido e não passam de meras doutrinas humanas.



Sendo a última opção o desmoronamento dessa doutrina, nos detenhamos à primeira hipótese: Pois, se os seguidores dessa denominação religiosa mantêm tais ensinamentos doutrinários e os tem como esclarecedores e auxiliares na interpretação da Bíblia mas que foram formulados muitos séculos após o início do Cristianismo, por que não haveremos de reconhecer os escritos daqueles que estiveram com o próprio Jesus, presenciando os milagres, caminhando com Ele em sua missão? Se os escritos de Lutero, Calvino, Ellen White e demais sectários são estudados e levados em consideração na manutenção das doutrinas de suas correspondentes denominações religiosas dos dias de hoje, por que se reluta em afirmar que apenas os católicos seguem ensinamentos não explícitos na Bíblia?


Continua...

22 de fevereiro de 2016 15:38

Vou descrever aqui alguns fatos que presenciamos atualmente nas igrejas ditas evangélicas:


As igrejas evangélicas oram na base de gritos, fazem questão de ficarem em centros urbanos gritando completamente despreparados para pregar a palavra Sagrada, sem contar nos "cultos" nas suas seitas em que o povo ficam repetindo que nem papagaios: ô glória! "aleluia"; "o sangue de Jesus tem poder"; "sou 100% Jesus" e outros mequetrefes.Onde vai parar este tipo de Cristianismo? "o sangue de Jesus tem poder"... Parem com isso !!!não é sangue de Jesus que tem poder e sim sua essência como Deus, procurem saber o que significa a palavra Cristo e desta forma iram entender o porquê do nome Jesus Cristo, verão que Jesus tem poder com sangue ou sem sangue. Parece até conto de terror que toda vez que fala em Deus se fala em sangue. Não façam isso dizendo que estão falando em nome de Deus, pois isto que vocês fazem não tem nada com Deus.O que nos diz a Palavra de Deus:


"Quando orardes, não façais como os hipócritas, que gostam de orar de pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa. Quando orares entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á. Nas vossas orações, não multipliqueis as palavras, como fazem os pagãos que julgam que serão ouvidos à força de palavras. Não os imiteis, porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes que vós lho peçais". (Mt 6,5-8)






"Eis como deveis rezar: PAI NOSSO, que estais no céu, santificado seja o vosso nome venha a nós o vosso Reino seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos que nos ofenderam e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal". (Mt 6,9-13)



Continua...

22 de fevereiro de 2016 15:39

Por fim, o que dizer das Tradições Protestantes ? São humanas, ou estão na bíblia ?



1)- Culto Dominical Matutino – Evoluiu da Missa de Gregório no século VI até as revisões feitas por Lutero,Calvino, Puritanos, a tradição da Igreja Livre, Metodistas, Evangelistas Fronteiriços e Pentecostais.



2)- A Centralidade do Púlpito no Culto. Inventada por Martinho Lutero em 1523.



3)- A “Mesa da Comunhão” foi introduzida por Ulrich Zwinglio no século XVI.



4)- Tomar a Ceia do Senhor Trimestralmente – Ulrich Zwinglio (1484-1531).



5)- Congregação Levanta-se e Canta Quando os Pastores entram – Prática adotada do cerimonial da Corte Imperial Romana no século IV. Introduzida na liturgia protestante por João Calvino (1509-1564).



6)- Condenação e Culpa por faltar no culto dominical – Prática adotada pelos Puritanos da Nova Inglaterra no Século XVII.


7)- A Extensa “Oração Pastoral” Que Precede ao Sermão – Adotada pelos Puritanos Protestantes.



8)- Oração Pastoral Proferida em Inglês Elisabetano (idioma arcaico) – Adotada pelos Protestantes Metodistas do século XVIII.



9)- A Meta de Toda Pregação é Ganhar Almas Individualmente – Prática adotada pelos Revivalistas Fronteiriços do século XVIII.



10)- Apelo ao Altar – Prática inventada pelos Metodistas do século XVII e popularizada por Charles Finney (1792-1872).



11)- O Hino “Solo” de Salvação, Visitação Porta-a-Porta com Propaganda/Campanha Evangelística - Por D.L. Moody (1837-1899).



12)- Cartão de Decisão – Inventado por Absalom B. Earle (1812-1895) e popularizado por D.L. Moody.



13)- Curvar a Cabeça com os Olhos Fechados e Elevar a Mão em Resposta à Mensagem de Salvação – Billy Graham no século XX.



14)- Slogan “Evangelizar o Mundo em Uma Geração” – Inventado por John Mott por volta de 1888.


15)- Solo ou Música Coral Tocada Durante a Oferta – Prática copiada pelos Protestantes Pentecostais do século XX.



Depois dizem que os Católicos é que são Tradicionalistas ? Ora tenha paciência com tanta hipocrisia!!!





Realmente a cada dia se confirma:


“O Jesus dos Evangelhos, realmente não é o mesmo Jesus dos evangélicos..."


Só temos a lamentar por tudo isto e por toda esta deturpação do Cristianismo.

Marcos 7,6-8: “6 Respondeu-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo me cultua com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim; 7 em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens. 8 Vós deixais o mandamento de Deus, e vos apegais tradição dos homens...”


Ficamos contentes por saber que aqui você não vai encontrar Cristãos fanáticos e papagaios de pastores, mas a verdadeira e sã doutrina da Salvação.

Shalom !!!


23 de fevereiro de 2016 08:28

Com relação a Pedro e seus sucessores legítimos:

Ora o primado Petrino e da sucessão de Pedro está nas escrituras. Você não a lê? Ou será que se confirmam nossas suspeitas de que você também é um papagaio de falso pastor ? leia o que diz as escrituras em sua própria bíblia:


"Simão, doravante sois pedra e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela" (Mateus 16,18).

Será, então, que a Igreja verdadeira e sua liderança deixou de existir após a morte de Pedro? Impossível, porque Jesus veio salvar os homens de todas as gerações até o fim dos tempos, e para isto nos assegurou sua perenidade pela promessa de Jesus acima. Jesus advertiu que haveriam escândalos na Igreja e foi muito severo a esse respeito. Por quê? Por acaso rejeitou a Igreja? Pelo contrário! Morreu por ela. Claro que a Igreja sempre precisa de renovação. Porém, não pode ser renovada com sua destruição, para ser criada novamente, ou seja, não precisa reinventar a roda. O que Jesus fez não pode ser alterado. Não é possível alterar a doutrina e a natureza da Igreja, já que são de Cristo, pois assim está escrito:
"Cristo amou à Igreja e se entregou por ela, para santificá-la, purificando-a através do batismo, em virtude da palavra, e apresentá-la resplandescente a si mesmo, sem qualquer mancha, ruga ou coisa semelhante, mas para que seja santa e imaculada" (Efésios 5,25-27).
Se amamos a Cristo não podemos deixar de amar a Igreja e obedecê-la totalmente, já que Ele é a sua cabeça e nos fala através dos seus pastores (cf. Lucas 10,16).
"Sob seus pés submeteu todas as coisas e o constituiu Cabeça suprema da Igreja" (Efésios 1,22).
"Para que a multiforme sabedoria de Deus seja agora manifestada aos Principados e Potestades nos céus, através da Igreja" (Efésios 3,10).

E o recado mais tremendo e verdadeiro de Cristo aos Sectários:

"Quem vos ouve, a mim ouve; e quem vos rejeita, a mim rejeita; e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou”(Lc 10,16).


Por isto São Paulo o apóstolo predileto dos protestantes afirma sobre a Igreja:

“ A IGREJA É COLUNA E SUSTENTÁCULO DA VERDADE – I Tim 3,15 “

23 de fevereiro de 2016 08:33

Sobre a PRIMAZIA de Pedro sobre os demais apóstolos as escrituras são claras:

1)-Cristo prefere a barca de São Pedro ( A IGREJA CATÓLICA):É na barca de Pedro que ocorre a pesca milagrosa, de uma simbologia extremamente significativa (S. Lucas, V, 3-6). Outra pesca milagrosa irá ocorrer após a ressureição, no lago de Tiberíades, de novo na barca de Pedro (João, XXI, 3,7, 11). A barca de Pedro é chamada de "a barca", por antonomásia, em outras passagens (Mateus, VIII, 23; XIV, 22; Marcos, IV, 36; VI, 45), em oposição às "outras barcas" (Marcos, IV, 36)Tiremos a conclusão obrigatória: fora da Barca de Pedro não se acha Cristo.

2)-Pedro é o mais citado pelos Evangelistas :Podemos constatar a proeminência de São Pedro entre os Apóstolos, em primeiro lugar, pela quantidade de vezes que ele é nomeado nos Evangelhos: vários já fizeram notar que os evangelistas fazem referência a Pedro 171 vezes (114 nos evangelhos e 57 nos Atos dos Apóstolos), enquanto que do apóstolo amado, São João, fazem 46 citações.

3)-Cristo muda o nome de Simão para Pedro :"Este (André) encontrou primeiro seu irmão Simão, e disse-lhe: Encontramos o Messias. E levou-o a Jesus. E Jesus, fixando nele o olhar, disse: Tu és Simão, filho de João, tu serás chamado Cefas, que quer dizer Pedro (Pedra)" (S. João, I, 41-42). Ora, em toda a Sagrada Escritura Deus muda apenas três vezes o nome de homens, sempre para destacar a dignidade de uma vocação superior: primeiro, muda o nome de Abrão para Abraão, tornando-o o patriarca fiel a Deus e recompensado com a Antiga Aliança e a promessa de uma descendência pujante (Gênesis, XVII, 5-8).


4)-A lista dos Apóstolos – Pedro sempre em 1º - POR QUE ? :Todas as vezes que os evangelistas nomeavam os doze apóstolos, o faziam invariavelmente começando por Pedro e terminando por Judas, com os demais ocupando lugares diferentes (S. Mateus, X, 2-4, S. Marcos, III, 16-19, S. Lucas, VI, 14-16, Atos, I, 13). Se não é difícil imaginar o porquê do último lugar ao traidor, também não o é o primeiro para Pedro. São Mateus é explícito: "Primeiro, Simão que se chama Pedro." (S. Mateus, X, 2-4).


5)-O "Pasce oves mea"( Apascenta minhas ovelhas - (S. João, XXI, 15-17) : A Pedro, e a ninguém mais, é confiado o pastoreio das ovelhas e dos cordeiros, a que nosso Senhor pede três vezes a confirmação de Pedro, e três vezes o confirma: "Disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes? Respondeu-lhe Pedro: Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo. Disse-lhe (Jesus): Apascenta os meus cordeiros...

Esperando ter esclarecido e encerrado definitivamente esta peleja, pois já nos diz a sabedoria popular: “Não adianta explicar a quem já se determinou a não querer aceitar e entender...” O que parece ser o seu caso lamentavelmente...


Shalom !!!

25 de fevereiro de 2016 12:09

Você lista 15 Tradições Protestantes(?)
1- Algumas delas já foram copiadas por vocês, nos seus trabalhos de culto, como a de nr, 10 “Apelo ao Altar” que eu já vi em pregações de padres transmitidas pela TV Século 20”. Portanto deve ter sido aprovada por vocês, ou pela Santa Sé, ou pelo Papa. Bom, talvez reprovada por BERAKÁ.
2- Muitas delas tiveram origem no catolicismo. Talvez você não tenha percebido ao aplicar o control “C” control “V” copiando a relação para seu comentário.
3- Qual delas não tem base bíblica? Ou qual fere/confronta os ensinamentos de Jesus e a Palavra de Deus?


Quanto à sua justificativa sobre Pedro ser o primeiro Papa e seus sucessores ......
Você confunde Pedro com Cristo e buscar, rebuscar e torcer textos isolados na Palavra de Deus para justificar seus erros doutrinários é um absurdo. Da mesma forma, todas as correntes ditas “protestantes” que assim o fazem cometem o mesmo erro.

Você ainda não respondeu porque Pedro como o primeiro papa:
1- Não conduziu processos de beatificação e santificação;
2- Não deixou nenhuma instrução sobre isso;
3- Não prestou nenhuma adoração a santos, não fez nenhuma imagem de santo, nem uma reza para Maria, nem um santinho sequer;

E porque em nenhum lugar da Palavra de Deus encontramos:
1- Adoração a imagens (só tem proibição);
2- Rezas para Maria ou a qualquer santo ou santa;
3- Apóstolos adorando o Pedro como Papa;
4- Dirigindo pregações a seus grupos com a presença de imagens de santos ou com rezas;
5- Nomeando um papa no lugar de Pedro;
6- Vendendo indulgências ou tijolinhos no céu;

E onde, na Palavra de Deus, mostra que Jesus pertenceu a uma igreja? Quando ele foi num templo expulsou os mercadores de lá e quando foi numa sinagoga leu o livro de Isaias (profetizando sobre o próprio Cristo) foi expulso de lá.
Todo o ministério de Jesus foi fora da igreja. E você grande Beraká vem interpretar que a barca onde ele estava era a ICAR? E quando ele esteve no monte, na praia, no campo, etc ... seria tudo também a ICAR?
Bom, se não foi você que interpretou assim, você está apenas sendo um papagaio, certo? É chato alguém dizer isso da gente não é?
Basta!!!
“O pior cego não é aquele que não quer ver, mas, aquele que vê e despreza, simplesmente quer manter-se cego por orgulho e soberba.” Leumas Sesiom

25 de fevereiro de 2016 13:39

Prezado protestante Joel Oliveira

Seja mais honesto em suas missivas. Uma coisa é você não aceitar nossas respostas, outra coisa é você mentir descaradamente dizendo que não respondemos. Deixo o juízo aos nossos internautas, até mesmo porque como sempre digo: ”Não adianta explicar a alguém (como vc) que já decidiu-se previamente a não aceitar as explicações.”

Verdade seja dita: Você e todos os protestantes que por aqui aparecem, não estão interessados em explicações, mas em impor a doutrina dividida e confusa de vcs que nunca chegaram a consenso algum, exceto o consenso de odiar aos Católicos, a Maria e aos Santos.

Todos estes seus questionamento deixo como resposta a nossos internautas, que já foram respondidos aqui, seguem os links abaixo par evitar sermos REDUNDANTES(Duvido que saiba o que é isto). Basta copiar e cola-los.Com relação a igreja ter uma papista é papo de papagaio de pastor mesmo. Mostre-nos uma fonte segura, conhecida e neutra para sua afirmação e lhe daremos crédito, fora isto é puro revanchismo de sua parte, o que demonstra que de Cristão autêntico você não tem nada o que é lamentável para quem quer pousar por aqui de bonzinho e humilde.


http://berakash.blogspot.com.br/2011/07/quais-as-dificuldades-de-dialogo-entre.html

http://berakash.blogspot.com.br/2012/10/o-santo-magisterio-catolico-e-coluna-e.html

http://berakash.blogspot.com.br/2013/07/perguntas-que-todo-protestante-teme_21.html

http://berakash.blogspot.com.br/2012/06/respondendo-as-calunias-dos.html

Com relação aos protestantes e sectários assim nos diz as escrituras:
“Saíram de nosso meio, mas na realidade não eram dos nossos, pois, se fossem dos nossos, teriam permanecido conosco!(1Jo 2,19.) ”


Shalom !!!


Não é permitido fazer novos comentários.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger