A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » Os Protestantes perguntam porque os Católicos rezam pelos mortos ? Adianta alguma coisa ? É bíblica esta recomendação ?

Os Protestantes perguntam porque os Católicos rezam pelos mortos ? Adianta alguma coisa ? É bíblica esta recomendação ?

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 16 de fevereiro de 2013 | 01:40




RESPOSTA CATÓLICA: Ora, rezamos porque a própria Bíblia ensina que é santo e salutar o pensamento de rezar por eles:

I)- No 2º livro dos Macabeus 12,43-46 (Livro que estava na SEPTUAGINTA e foi retirado por Lutero)nos diz o seguinte:

“Judas MacabeuTendo feito uma coleta mandou duas mil dracmas de prata a Jerusalém para se oferecer um sacrifício pelo pecado. Obra bela e santa, inspirada pela crença na ressurreição, porque se ele não esperasse que os mortos haviam de ressuscitar, seria coisa supérflua e vã orar pelos defuntos. Ele considerava que aos falecidos na piedade está reservada uma grandíssima recompensa. SANTO E SALUTAR ESSE PENSAMENTO DE ORAR PELOS MORTOS, para que sejam livres dos seus pecados”.

II)- Por isso, São Paulo, na  2 Timóteo 1,16-18 assim ora a Deus pelo amigo Onesíforo:

"Conceda o Senhor misericórdia à casa de Onesíforo, porque, muitas vezes, me deu ânimo e nunca se envergonhou das minhas algemas; antes, tendo ele chegado a Roma, me procurou solicitamente até me encontrar. O Senhor lhe conceda, naquele Dia, achar misericórdia da parte do Senhor. E tu sabes, melhor do que eu, quantos serviços me prestou ele em Éfeso" (2 Timóteo 1.16-18).



*ATENÇÃO !!!: Comparando os vers. 15 a 18 do cap. 1º, com o vers.19 do cap.4º desta mesma Epístola, vê-se que Onesífero já era morto, porque nestes textos, S. Paulo se refere nominalmente a outras pessoas, e quando seria o caso de nomear Onesíforo, seu grande amigo e benfeitor, ele não o faz, mas só se refere “à casa” e “à família de Onesíforo”. Daí se conclui que ele não era mais do número dos vivos. E S. Paulo reza por ele, pedindo que o Senhor tenha dele misericórdia no dia do julgamento final.

III)- Mais uma oração pelos mortos: “Quando tu oravas com lágrimas e enterravas os mortos, quando deixavas a tua refeição e ias ocultar os mortos em tua casa durante o dia, para sepulta-los quando viesse a noite, eu apresentava as tuas orações ao Senhor”. (Tobias 12,12 – Outro livro da SEPTUAGINTA USADA POR CRISTO E OS APÓSTOLOS e QUE LUTERO TIROU DO CÂNON CRISTÃO).

IV)- Lendo o livro de (Jó 1,18-20) podemos ver que seus filhos foram purificados pelo sacrifício oferecido pelo seu pai. Como duvidaremos de que nossas oferendas pelos mortos lhes proporcionem alívio? Portanto demos nossos sufrágios àqueles que já se foram e por eles ofereçamos nossas preces.

V)- Ler ainda na Bíblia: (1 João 5,16-17) (Eclesiástico 38,16-24) (Tobias 4,18)

Portanto, os católicos rezam pelos mortos, porque, com a Bíblia e toda a tradição, desde os tempos apostólicos, crêem na existência do Purgatório.

VI)-Ora.se os mortos não interessam pelos vivos, como se explica que aquele rico nos tormentos do inferno suplicasse a Abraão que enviasse Lázaro a seus cinco irmãos ainda vivos, para convencê-los a mudar de vida e evitar de virem, por sua vez, àquele local de tormento? (Lucas 16,27).

E mais: “Como podia Abraão ignorar o que se passava aqui na terra, visto que sabia terem os vivos Moisés e os profetas, isto é, seus livros, e que seguindo-se escapariam aos tormentos do inferno?”

Não sabia ele que o rico tinha vivido em delícias e que Lázaro, o pobre, vivera na penúria e sofrimento? Com efeito, disse: “- Filho, lembra-te de que recebestes teus bens em vida, e Lázaro por sua vez os males” (Lucas 16,25).

Abraão que já havia morrido, estava pois sim a par dos fatos concernentes aos vivos.

VII)- A sagrada escritura atesta que alguns mortos foram enviados a certas pessoas vivas (Moisés a Cristo na Transfiguração)e reciprocamente, algumas pessoas foram até a morada dos mortos, assim Paulo foi arrebatado ao paraíso (1 Coríntios 12,2).

VIII)- Ora, o livro do Eclesiástico, atribuído a Jesus ben sirac ( que por causa de certas semelhanças de estilo podia ser mesmo de Salomão), relata-nos em elogio dos patriarcas que “Samuel profetizou mesmo depois de morrer” (Eclesiástico 46,23 – OUTRO LIVRO DA SEPTUAGINTA TIRADO DO CÂNON CRISTÃO POR LUTERO).

IX)- Mas há outro texto que convida a admitir esse envio de mortos aos vivos: a passagem das aparições de Moisés, cujo Deuteronômio nos certifica da morte (Deuteronômio 34,5) e que apareceu vivo, como lemos no evangelho(Mateus 17,3).

X)- “Se alguém vê seu irmão cometer um pecado que não conduz á morte, que ele ore, e Deus dará a vida ao irmão, isto, se, de fato, o pecado cometido não conduz á morte. Existe pecado que conduz á morte, mas não é a respeito deste que eu digo que se deve orar. Toda injustiça é pecado, mas existe pecado que não conduz á morte. (1Jo 5,16-17).

XI)- Frequentemente, durante o Êxodo, quando o povo estava em algum perigo, ou sendo punido, Moisés orava a Deus, pedindo perdão dos pecados do povo, pelos méritos de Abraão, Isaac e Jacó.Por exemplo, no episódio do bezerro de ouro, Deus queria punir o povo e abandoná-lo, e Moisés rogou, então, dizendo: "Senhor, por que se acende o teu furor contra o teu povo, que tiraste da terra do Egito com uma grande fortaleza e com uma mão poderosa? (...) Lembra-Te de Abraão, de Isaac e de Israel, teus servos, a quem por Ti mesmo juraste, dizendo: "multiplicarei a vossa descendência..." (Ex. 32, 11-13).

Ora, Abraão, Issac e Israel já não estavam neste mundo, e entretanto os seus méritos, invocados por Moisés, clamavam a Deus pelo povo. Porque, aquele que é santo, mesmo após a morte, continua amigo de Deus, e continua a rogar pelos pecadores que a ele recorrem como intercessor.

Por isso, a Bíblia diz do Profeta Eliseu que "em sua vida, ele fez prodígios, e na morte, ele operou maravilhas" (Eclo. 48, 15), referindo-se ao fato de que os ossos de Eliseu ressuscitaram um morto (Cfr. II Reis 11, 21).

PERGUNTA QUE NÃO CALA: “Existem pecados que serão perdoados no outro mundo ?”

Vejamos o que diz o Próprio Cristo em Mateus 12,31-32:

"Por isso, vos declaro: todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada.Se alguém proferir alguma palavra contra o Filho do Homem, ser-lhe-á isso perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será isso perdoado, nem neste mundo nem no outro...”

A conclusão é lógica:
Cristo disse que alguns pecados não seriam perdoados nem neste mundo nem no outro.

Logo, há pecados que podem ser perdoados no outro mundo, que são os pecados veniais, que são os pecados que não conduzem a morte eterna, e pelos quais podemos rezar sim.

Ora, Cristo mesmo distinguiu pecados maiores(Mortais) e menores (Veniais):

"Quem me entregou a ti cometeu pecado maior", disse Ele a Pilatos (Jo 19,11).





CONCLUSÃO COM ARGUMENTAÇÃO LÓGICA:

Como  não sabemos exatamente o que acontece depois dessa vida, oramos pelos que morreram confiando na misericórdia do Deus que é Pai dos vivos e dos mortos. Não achamos perda de tempo, como alguns evangélicos dizem, nem inutilidade orar por um falecido porque cremos na comunhão dos santos e sabemos que Deus está em tudo e em todos, inclusive naqueles que já morreram. Nisso discordamos de outras igrejas que não acham necessário orar pelos mortos (ler:Apocalipse 6,9-11).

Há algumas pessoas que dizem que no céu está Jesus Cristo, mais ninguém, pois ele disse: “ninguém subiu ao céu senão aquele que desceu do céu, o filho do homem”.

RESPOSTA CATÓLICA: Mas é claro que antes de Jesus morrer, ressuscitar e entrar na glória celeste as portas do céu estavam fechadas realmente. Cristo ao morrer, desceu à mansão dos mortos  e levou para o céu todos os justos que após a sua pregação o aceitaram evidentemente,conforme lemos em I Ped.3,18-20.


Foi o próprio Cristo que disse ao bom ladrão arrependido:

“Hoje mesmo estarás comigo no paraíso”. Portanto, se ao subir ao céu, o Senhor levou o bom ladrão, e as almas dos contemporâneos de Noé que aceitaram sua pregação ( Conf. I Ped.3,18-20.),já não está  então mais sozinho. Todos daí pra frente que morrem em santidade,não passam nem mais pelo purgatório e já participam diretamente da glória reservada aos que fazem a vontade de Deus.


Quem lê este texto de Paulo, sem preconceito, percebe claramente que, a partir da encarnação de Jesus, formamos um só corpo do qual Ele é a cabeça. Na carta aos Colocesses (1,18) Paulo, afirma que Ele (Cristo) é a cabeça do corpo, da igreja. O próprio Jesus, afirma: “eu sou a videira, vós sois os ramos. Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. (Jo 15,1-17).

Ora, a salvação em Cristo significa dizer que, estaremos unidos a Ele, aqui e na eternidade.

Por isso, se podemos orar por alguém que cometeu pecado que não conduz à morte e Deus dará a vida a este irmão. (1Jo, 5,16-17) portanto podemos sim orar por aqueles que cometeram pecados (que não conduz à morte) mesmo depois que eles morreram, pois Deus ouve a oração dos justos.

A doutrina da Igreja católica sobre o destino dos que faleceram não tem como base apenas os Textos mais usados pelos Protestantes de Mt 7,13,13 e Lc 16,26, dos quais se deduz que com a morte, o destino eterno da pessoa humana está selado: Salvação ou condenação.

A Igreja Católica, leva em consideração também a 1ª. carta de João (5,17-17), a carta aos Hebreus (13,16) e principalmente a doutrina do Corpo Mistico de Cristo, para afirmar:

“Podemos e devemos orar uns pelos outros, vivos ou mortos. Porque formamos um corpo em Cristo (...) se um membro sofre, todos os membros sofrem com ele; se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele.”

A seiva que alimenta este corpo é o amor de Cristo derramado em nossos corações pelo espírito que nos foi dado.

Ora, as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, a ciência desaparecerá, o amor jamais acabará.

Por isso, negar que podemos interceder por quem já morreu, significa negar a existência de um amor eterno que une a todos nós, no Cristo salvador e negar o CORPO MÍSTICO DE CRISTO entre a Igreja: Militante, purificante e gloriosa.

É claro, que as nossas orações, de nada valerão para aqueles, que pelos pecados (mortais) que cometeram, foram lançados no inferno.

Mas, quem pode julgar que esta ou aquela pessoa foi condenado?

Qualquer julgamento que façamos será de acordo com a nossa capacidade e nossos critérios humanos de julgar e de amar. Ora, a misericórdia de Deus é infinita e só ele conhece o coração de cada um de nós. É por isso, que devemos confiar em sua divina misericórdia e implorar por todos, vivos ou mortos.


LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO



Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 8 Comentário. Deixe o seu!

Anônimo
23 de fevereiro de 2013 09:41

A Bíblia inspirada não fala do purgatório, nem de orações pelos mortos

Anônimo
23 de fevereiro de 2013 12:23

Prezado anônimo Protestante desinformado :

O Próprio Lutero o fundado de sua religião defendia a existência do purgatório em algumas das suas 95 teses, sabia ?

É preciso entender que o Purgatório é unicamente para expiação das penas (Consequencias do pecado) , pois a Culpa foi perdoada na Cruz. Quem está no purgatório já está com a SALVAÇÃO GARANTIDA .


Purgatório não é segunda Chance e nem substitue o sacrifício de Cristo. Condenados não vão para o purgatório, mas para o inferno, e para i inferno só vai quem quer, ouseja, QUEM LIVREMENTE ODEIA DEUS E NÃO QUER PASSAR A ETERNIDADE EM SUA PRESENÇA – Já imaginou castigo pior ? Uma pessoa conviver eternamente com outra que odeia ? Neste caso Deus mostra-se justo não acham ?


Ora a dedução é simples: Se alguém mata alguém e se arrepende e pede perdão a Deus, Deus o perdoa, mas não o livra das penas que tem que pagar preso, cumprindo sua pena. E está escreito: “NÃO SAIRÁS DE LÁ, ENQUANTO NÃO PAGARES ATÉ O ÚLTIMO CENTAVO " (Mt 5,25-26) – Negar a pena, seria cometer uma injustiça, que de nada serviria.

Portanto, quer queiramos ou não o PURGATÓRIO É REAL.

LUTERO TINHA CERTEZA DA EXISTÊNCIA DO PURGATÓRIO e defendeu sua existência nas teses de Nº 16 à 19: FONTE: http://www.luteranos.com.br/lutero/95_teses.html

16 Inferno, purgatório e céu parecem diferir da mesma forma que o desespero, o semidesespero e a segurança.
17 Parece desnecessário, para as almas no purgatório, que o horror diminua na medida em que cresce o amor.
18 Parece não ter sido provado, nem por meio de argumentos racionais nem da Escritura, que elas se encontram fora do estado de mérito ou de crescimento no amor.
19 Também parece não ter sido provado que as almas no purgatório estejam certas de sua bem-aventurança, ao menos não todas, mesmo que nós, de nossa parte, tenhamos plena certeza.
*Conforme a Santa Doutrina Católica, baseada nas escrituras e tradição dos primeiros Cristãos, o Purgatório é somente para as PENAS, pois a CULPA foi perdoada e apagada pelo sacrifício de Cristo na cruz por nós.

*Se não existissem as penas não sofreríamos as conseqüências do PECADO ORIGINAL E PESSOAL mesmo perdoados em nossas vidas.

A DOUTRINA SOBRE O PURGATÓRIO É BÍBLICA:
A oração pode ajudar: 2Mc 12,45.
A purificação é necessária para adentrar ao céu: Hb 12,14; Ap 21,27.
Agonia temporária: 1Cor 3,15; Mt 5,25-26.
Cristo pregou para seres espirituais: 1Pd 3,19.
É um estado intermediário de purificação: Mt 5,26; Lc 12,58-59.
É uma realidade entre o céu e a terra: Mt 18,23-25; Lc 23,42; 2Cor 5,10; Fl 2,10; Ap 5,2-3.23.
Graus de expiação dos pecados: Lc 12,47-48.
Alguns pecados são perdoados e outros não serão perdoados nem aqui nem no mundo vindouro: Mt 12,32.
Nada de impuro pode entrar no céu: Ap 21,27.
Sacrifício para os mortos: 2Mc 12,43-46.
Salvação, mas como pelo fogo: 1Cor 3,15.
Sofrimento extra: 2Sm 12,14; Cl 1,24.

Estude mais a bíblia por vc mesmo meu caro protestante papagaio de pastor, tire ela debaixo do barço e leia toda e não vá na lorota de seu falso pastor.

Anderson- São Paulo

Anônimo
24 de fevereiro de 2013 17:21

nao so protestante ! mas depois de hoje com a valta de respeito desse blog nao vo mas na igreja catolica

Anônimo
24 de fevereiro de 2013 20:36

Prezado Protestante incubado e anônimo,

Você é protestante sim !!! E mostre-nos onde faltamos o respeito ? O seu problema é que não suporta ouvir a verdade, que doi mas cura e liberta.

Com relação a vc aparecer ou não na igreja Católica, segue um texto para sua reflexão:

Por que os Católicos que saem da Igreja Católica NÃO FAZEM NENHUMA FALTA ?

Verdade seja dita : Sempre sai o de pior qualidade, e que nos faz um favor enorme em sair, pois nem influi nem contribui, era apenas um número.


1)- Sai o Católico de IBGE - Que só sabemos que é católico em época de senso.

2)- Sai o Católico Domingueiro: Que só vai a missa de Domingo e fica fora do templo ainda.

3)- Sai o Católico Turismático: Só aparece na Igreja pra Visitar em casamentos, batismos e alguma festa de padroeiro, num colabora com nada, mas tá sempre exigindo e criticando a Igreja.

4)- Sai o Católico apenas batizado, que nunca experimentou verdadeiramente o amor de Deus.

5)- Por fim sai o Católico desconhecedor de sua própria fé milenar: Nunca leu o catecismo, um documentos sequer da Igreja e nunca estudou os santos padres.Se diz Católico, mas vive em falsas doutrinas: Na macumba, no espiritimso,na maçonaria,no adultério, bebedeiras e orgias, enfim numa vida de pecado e depravção.Não dá um verdeiro testemunho de CATÓLICO FIEL E PRATICANTE.

A estes dizemos: Já vai a mais tempo ?...


“Existem pouquíssimas pessoas neste mundo que realmente odeiam CEGAMENTE a Igreja Católica, mas infelizmente há milhões que odeiam o que eles PENSAM ser a Igreja Católica... (Fulton J. Sheen)”

CUMPRE-SE A PROFECIA : 1Jo 2,19 - "Eles Saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos; pois, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas, [saíram] para que se mostrasse que nem todos são dos nossos, nem do número dos eleitos.



“Existem pouquíssimas pessoas neste mundo que realmente odeiam CEGAMENTE a Igreja Católica, mas infelizmente há milhões que odeiam o que eles PENSAM ser a Igreja Católica... (Fulton J. Sheen)”


Anderson - São Paulo

25 de fevereiro de 2013 11:12

essa do catolico domingueiro foi de mais se so tem missa domingo logico que o cara so vai domingo

Socorro Medeiros
27 de fevereiro de 2013 06:37

Nossa....como ainda tem gente que acha que só tem Missa aos Domingos.Não acreditei quando li...pois, sou do interior, mas temos Missas nas terças de 16h, nas quintas de 19 h e sábados, domingos pela manhã, domingo a tarde e a noite.

o que faltou foi essa pessoa prestar mais atenção aos avisos Paroquiais!!!!!

Shalom!!!!!!

S.Medeiros

Anônimo
27 de fevereiro de 2013 06:41

Excelente Matéria!!!! Amo a Igreja Católica!!!! Peço ao Painho do céu, que abençõe todo Apostolado por nos proporcionar tanta matéria rica em conteúdo e inspirada por Deus!!! Te amo Painho!!!!!!!!!

2 de setembro de 2015 10:34

VIVA A SANTA IGREJA CATOLICA, ENCOMODADOS SE CONVERTAM

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger