A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » O Sonho Americano x A Utopia Socialista

O Sonho Americano x A Utopia Socialista

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 11 de março de 2017 | 13:29






O Sonho Americano (em inglês: American Dream) é um ethos nacional dos Estados Unidos, uma variedade de ideais de liberdade, que inclui a oportunidade para o sucesso e prosperidade, maior mobilidades social para as famílias e crianças, alcançada através de trabalho duro, em uma sociedade sem barreiras.





A UTOPIA SOCIALISTA


O Socialismo surgiu no século XIX em oposição ao sistema capitalista e ao modelo liberal de organização política e econômica, em oposição aos efeitos da industrialização e da sociedade fundada sobre a propriedade privada. O socialismo pode ser definido, segundo Bobbio (2000), como um programa político das classes trabalhadoras que se foram formando durante a Revolução Industrial. “[...] o socialismo tem uma longínqua raiz na eterna luta entre os ricos e os pobres, os que têm e os que não têm, na eterna reivindicação igualitária, no espírito ‘coletivista’” (CHEVALIER, 1999, p. 284). Entre as características do regime socialista podemos apontar como as principais: a) transformação do modo de produção econômico fundado na propriedade privada dos meios de produção, advogando a administração e a propriedade pública ou coletiva dos mesmos, além da limitação do direito de propriedade; b) igualdade de oportunidades/meios para todos os indivíduos através da intervenção do poder do Estado; c) os principais recursos econômicos estejam sob o controle das classes trabalhadoras. Por isso o socialismo propõe a extinção da propriedade privada dos meios de produção e a tomada do poder por parte do proletariado e controle do Estado e divisão igualitária da renda.Os precursores dessa escola foram os pensadores Saint-Simon (1760-1825), Charles Fourier (1772-1837), Louis Blanc (1811-1882) e Robert Owen (1771-1858), que serão mais tarde rotulados de socialistas utópicos por Karl Marx e Friedrich Engels que se auto-intitularam como idealizadores do socialismo científico.Os principais nomes que marcam, antes de 1848, esse grande protesto socialista são os de Saint-Simon, Fourier, Owen, Louis Blanc, Proudhon. A própria palavra socialismo teria sido imaginada em 1832 por um saint-simoniano, Pierre Leroux, em oposição a individualismo. (CHEVALIER, 1999, p. 285).




O primeiro país a implantar esse tipo de regime político foi a Rússia, com a revolução de 1917, onde os bolcheviques liderados por Lênin implantaram o socialismo e derrubaram o governo monarquista do poder. Além da extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, outras nações aderiram ao socialismo em diferentes lugares do mundo como antiga Alemanha Oriental, a China, Cuba, alguns países africanos e outros do sudeste asiático como Vietnã e Coreia do Norte.



Na obra “Manifesto do Partido Comunista”, Karl Marx e Friedrich Engels fizeram uso do conceito de materialismo histórico-dialético fundado na ideia de que, ao longo da História, as sociedades foram marcadas pelo conflito de classes. A sociedade industrial do séc. XIX representava o auge desse conflito dividindo-se em dois grupos principais: de um lado a burguesia, detentora dos meios de produção (máquinas, fábricas e terras); e do outro o proletariado, que vendia sua força de trabalho ao burguês em troca de um salário que o sustentasse.



Para Marx e Engels, a oposição de interesses dessas classes representava um tipo de antagonismo que, ao longo da trajetória das civilizações, configurou-se de diferentes formas. Uma luta de classes cuja origem estava nas condições em que as riquezas eram distribuídas entre os homens. Essas formas de distribuição formavam a teoria do materialismo histórico que, em suma, defendia que as maneiras de pensar e agir eram determinadas pelas condições materiais de uma sociedade. Em sua crítica ao modo de produção capitalista, Marx e Engels utilizaram o conceito de mais-valia para demonstrar que os trabalhadores não recebiam um pagamento equivalente ao valor das riquezas por eles produzido resultando em um processo de exploração da força de trabalho.Uma das principais críticas de Marx se baseava na ideia de que o capitalismo concentra injustamente a riqueza e o poder nas mãos de um pequeno segmento da sociedade – denominado por ele de burguesia – que controla o capital e deriva a sua riqueza através da exploração, criando uma sociedade desigual, que não oferece oportunidades iguais para todos a fim de maximizar suas potencialidades.



As novas doutrinas socialistas procuraram oferecer uma nova perspectiva para além da sociedade capitalista e a condição do trabalhador contemporâneo. Marx e Engels defenderam a união da classe trabalhadora pois só assim seria possível mudar as relações de conflito e exploração que se faziam no mundo do trabalho e da economia burguesa e é com esta ideia que eles encerram o Manifesto: “Proletariado de todo o mundo: uni-vos”.




O COMUNISMO COMO ÚLTIMA ETAPA DA EVOLUÇÃO DAS SOCIEDADES



Mas o socialismo não seria a última etapa do processo de transformação do modo de produção econômico com a extinção da propriedade privada dos meios de produção, a tomada do poder por parte do proletariado e controle do Estado. O comunismo seria a etapa final desse processo: um sistema que visa a igualdade social e a passagem do poder político e econômico para as mãos da classe trabalhadora. O socialismo seria uma etapa transitória para se atingir o comunismo só então organizaria a sociedade rumo à igualdade plena, onde os trabalhadores seriam os dirigentes e o Estado não mais existiria.



 O SOCIALISMO: DA UTOPIA À CIÊNCIA SOCIAL



Os primeiros socialistas formularam críticas ao progresso industrial e chegaram a propor reformulações sociais e uma sociedade mais justa. Entre eles podemos destacar Saint-Simon, Charles Fourier e Robert Owen. Fourier teria sido um dos primeiros a usar a palavra “socialismo” e era herdeiro da ideia do filósofo iluminista Rousseau de que o homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe. Todos eles elaboraram soluções que não chegaram a constituir uma doutrina e sim modelos idealizados (ideal de justiça social), o que levou alguns a chamarem-nos de utópicos.Saint-Simon - fidalgo deslocado que é o espírito mais ousado, mais inventor de seu século - e os saint-simonianos ergueram a acusação contra a propriedade privada, a herança, os lucros sem trabalho. Encetaram a luta contra a exploração do proletário, herdeiro direto, em sua opinião, do escravo e do servo. Sonharam com um Estado renovado, não mais político, mas produtor, industrial, distribuindo o trabalho, emprestando dinheiro, organizando a produção (CHEVALIER, 1999, p. 285).



Owen e Proudhon denunciaram a organização institucional, econômica e educacional de seus países e defenderam a criação de sociedades cooperativas de produção, ao passo que Saint-Simon preconizou a industrialização e a dissolução do Estado. Para o socialismo utópico seria possível reformar a sociedade mediante a boa vontade e participação de todos. O socialismo utópico não destaca o antagonismo e o conflito de interesses entre as classes sociais, pretendendo reformar a sociedade pela força do exemplo, acreditando que os grandes produtores podem melhorar a sorte da classe operária.Owen, grande patrão inglês, quer regenerar a degenerada raça dos operários. O capitalismo, com suas duas pilastras, lucro e livre concorrência, não lhe parece conforme à ordem natural. Deve ser substituído por um sistema de produção em comum, cooperativo, fundado sobre a associação dos produtores, que criará um meio social conforme a ordem natural (CHEVALIER, 1999, p. 286).



Foi principalmente Marx e Engels que estabeleceram no Manifesto do Partido Comunista (1848) a distinção entre “socialismo utópico” e “socialismo científico”. Marx e Engels reconheceram a função positiva desempenhada pelo “socialismo utópico”, especialmente pelo de Saint-Simon, Fourier e Owen, ao denunciar as contradições fundamentais da sociedade industrial e ao delinear um possível futuro ordenamento social: eliminação do contraste entre cidade e campo, abolição da propriedade privada, transformação do Estado em simples órgão de administração da produção, unificação da instrução e do trabalho produtivo, etc. Consideraram, porém, suas tentativas parciais e imaturas em relação ao fraco desenvolvimento do proletariado industrial e às lutas de classe. No Manifesto Marx e Engels esboçaram as proposições do socialismo científico que seriam definidas de forma mais completa em O Capital, em cujos princípios encontramos: o materialismo histórico-dialético (uma interpretação sócio-econômica da história), os conceitos de luta de classes, mais-valia, revolução proletária etc.





O caráter científico da nova teoria socialista de Marx e Engels consiste, segundo os seus autores:




a) no fato de que o socialismo é um programa de auto emancipação do proletariado, como sujeito histórico da tendência objetiva para a solução comunista das contradições econômico-sociais do capitalismo (em particular da contradição entre propriedade privada e crescente socialização dos meios e dos processos produtivos), tanto quanto da sua parte intelectualmente esclarecida;



b) o socialismo se apresenta como uma necessidade histórica derivante do inevitável declínio do modo capitalista de produção, que se anuncia objetivamente nas crises cada vez mais agudas que ele enfrenta e não apenas como um ideal de justiça social;



c) o socialismo usa agora um “método científico” de análise da sociedade e da história, que tem seus pontos fortes no “materialismo histórico”, com a teoria da sucessão histórica dos modos de produção, e na “crítica da economia política”, com a teoria da mais-valia como forma específica da exploração na situação do capitalismo industrial.





Para Marx e Engels o socialismo sucederia NATURALMENTE ao Capitalismo assim como o capitalismo sucedeu ao feudalismo e será a solução das contradições do capitalismo. Assim, sua realização não seria utópica, mas resultaria de uma exigência objetiva do processo histórico em determinada fase de seu desenvolvimento. O Estado, expressão política da classe economicamente dominante, desapareceria numa sociedade sem classes: o Comunismo.



Ambos formularam o seu pensamento a partir da realidade social. De um lado os avanços técnicos proporcionados pela Revolução Industrial e, de outro, a crescente escravização da classe operária cada vez mais empobrecida. A situação de crise e miséria dos trabalhadores do séc. XVIII e XIX, a exploração do trabalho operário, estimulou Marx e Engels a buscar soluções para os males sociais e procurar uma nova organização para a sociedade. O socialismo que surgira no século XIX procurou, entre outras coisas, lutar pelos direitos sociais das classes exploradas, igualdade social e econômica e soluções para as injustiças sociais.



Antes, porém, de buscar uma solução para tantos problemas sociais, o marxismo parte de uma análise mais filosófica da realidade, procurando entender suas estruturas mais fundamentais. O marxismo pode ser entendido como uma doutrina fundamentada na análise histórica das sociedades, entendendo que as condições econômicas e as lutas de classes são o motor da História, procurando idealizar o surgimento de uma sociedade sem classes, que seria alcançada pela união da classe trabalhadora – “proletariado de todo o mundo, uni-vos”, organizada em torno de um partido revolucionário.



As principais ideias do marxismo podem ser entendidas a partir do conceito de materialismo histórico e materialismo dialético:



A realidade material é movimento. Os fenômenos materiais são processos. O materialismo histórico é a aplicação dos princípios do materialismo dialético ao campo da história e é a explicação da história por fatores materiais (econômicos e técnicos): “A história da humanidade é a história da luta de classes”, escreveu Marx no Manifesto do Partido Comunista de 1848.



As relações entre os homens resultam das relações de oposição, antagonismo e exploração entre as classes sociais, gerando as desigualdades sociais que são ampliadas pelas relações de produção do sistema capitalista, as quais dividem os homens em proprietário e não proprietários dos meios de produção. As desigualdades são a base da formação das classes sociais. O Capitalismo surge quando uma enorme quantidade de riquezas se acumulam nas mãos de uns poucos indivíduos interessados sempre em obter mais lucros. Para tentar superar as desigualdades criadas pelo modo de produção capitalista, Marx propõe um novo modelo econômico, o socialismo científico, em oposição ao socialismo utópico dos teóricos anteriores a Marx, e que na realidade seria apenas uma fase intermediária para poder se chegar no ideal de sistema político econômico que seria o comunismo: enquanto que o regime socialista supõe ainda a figura do Estado, o comunismo supõe o desaparecimento do Estado como órgão repressor e instituição de poder.





Em sua teoria política Marx, assim como Rousseau, defende a ideia de que a propriedade privada dá origem as classes sociais e, consequentemente, às desigualdades sociais, de onde resulta a luta de classes como marca da história entre os homens. “Para garantir o seu domínio, explica este pensador, as classes dominantes engendram o Estado (força física organizada) e um conjunto de ideologias (representações) que garantem seu poderio político e econômico” (SELL, 2006, p. 44). Só através da organização proletária e de uma revolução política, que deveria conduzir ao fim da propriedade privada, das classes sociais e até mesmo do Estado, o homem poderia ser livre da exploração e dar início a uma maior justiça e igualdade entre os homens.


Críticas ao modelo de Estado Socialista:


1.A máquina administrativa e as políticas sociais avolumam-se, tornando cada vez mais dispendioso e paquidérmico os custos do Estado;


2.Os serviços públicos oferecidos são de baixa qualidade.


3.Os impostos são pagos por todos mas, uma boa parte da sociedade prefere pagar por serviços privados para terem atendidas as necessidades para as quais a opção do Estado não seja satisfatória.


4.Pessoas atendidas por políticas públicas tendem a se acostumar e se acomodar com o benefício concedido ao Estado.


5. Com relação a existência de Classes, troca-se seis por meia dúzia, pois continua a classe do povo simples e a classe dos poderosos dirigentes do partido com todos os benesses que o cidadão comum não tem.





O SONHO AMERICANO



“O sonho americano” é uma ideia popular Norte Americana que é enraizada pela Declaração da Independência dos Estados Unidos, onde está proclamado que “todos os homens são criados iguais” com direito a “vida, liberdade, propriedade e a busca pela felicidade.James Adams afirma que “a vida deveria ser melhor e mais rica e mais completa para todos, com oportunidades para todos baseado em suas habilidades ou conquistas, independente de sua classe social ou circunstâncias do nascimento.”Liberdades, segurança, oportunidades iguais e justas para o sucesso, uma boa vida para as famílias e crianças, alcançada através de trabalho duro para a sociedade mais poderosa da Terra”, basicamente esta é a crença de muitas pessoas vivem ou buscam viver nos Estados Unidos.O sonho americano é enraizado na Declaração da Independência dos Estados Unidos, que proclamou que "todos os homens são criados iguais" com direito a "vida, liberdade, propriedade e a busca pela felicidade".




Como Viver o Sonho Americano ?



Para muitos, o sonho americano é a ideia de garantir uma vida melhor através do trabalho duro. No entanto, nas palavras do historiador James Truslow Adams:



“…não é um sonho de carros e salários altos apenas, mas um sonho de uma justa e meritória ordem social, onde cada homem e mulher possam alcançar a maior posição da qual são naturalmente capazes. O sonho americano é mais do que uma casa, dois filhos e um carro na garagem. É, também, a ideia de que as pessoas podem almejar uma vida baseada no individualismo sadio, com o reconhecimento devido ao seu trabalho, e com liberdade pessoal e comunitária assegurada pelas leis, as quais ninguém pode estar acima delas...”



1)- Garantindo uma vida boa



Trabalhe duro. Se há uma coisa que conta no sonho americano e que quase todo mundo concorda, é que é preciso trabalhar duro para ter as conquistas. Uma pesquisa de 2012 da Public Agenda constatou que quase 90% das pessoas afirmaram que a ética do trabalho é “absolutamente essencial” no sonho. Não importa se você está tentando sair de uma origem humilde para a classe média, da classe média para um padrão de vida mais alto ou, então, da origem mais pobre para a mais rica, você precisará de um grande ímpeto pessoal para ser bem-sucedido.Sair na frente na vida significa o que realmente parece — trabalhar duro para que você saia na frente daqueles que estão apenas se esforçando o necessário. Para iniciantes, é recomendável tentar trabalhar mais “duro" e por mais tempo do que os colegas de trabalho. Se a maioria dos funcionários vai embora o quanto antes, ofereça-se para ficar até mais tarde. Se as outras pessoas relaxam durante o dia, encontre tarefas extras para fazer. Trabalhar mais do que as outras pessoas ao seu redor é uma ótima forma de ser notado no trabalho e, consequentemente, ter mais chances de ganhar promoções e aumentos.



2)-Trabalhe de forma inteligente



Embora trabalhar duro seja um requisito para atingir o sonho americano, se você não trabalhar de forma eficaz, não chegará a lugar algum, é como nadar sem rumo no meio do mar.É muito melhor ser reconhecido por ser excepcionalmente inteligente e produtivo do que ser alguém que gasta tempo e esforço para completar tarefas que podem ser realizadas de outras formas. Almeje sempre melhorar sua eficiência no trabalho e pergunte-se “Como posso fazer meu trabalho mais rápido?”, “Como posso fazê-lo de forma mais simples?”, e assim por diante. Encontre soluções criativas para problemas comuns. Por exemplo, se você é garçom e perde muito tempo indo e voltando da máquina de gelo, comece a andar com um balde de gelo enquanto você serve as mesas.Sempre descanse bem para garantir que você possa dedicar-se completamente ao trabalho.



3)- Estude



Embora existam muitas histórias de pessoas que são muito bem-sucedidas sem ter passado pela educação formal, no geral, estudar pode ser um grande avanço para a sua carreira e interesses pessoais. Uma educação básica, como a que você pode obter no ensino médio, dará o conhecimento básico para ser fluente e competitivo no mundo contemporâneo. Ter nível superior, como um bacharelado, dará conhecimento especializado e habilidades que podem fazer de você um candidato com mais atrativos e pode qualificá-lo para empregos mais seletivos. O nível de pós-graduação é ainda mais específico.Além disso, certos tipos de trabalho requerem um histórico acadêmico apropriado. Por exemplo, não é possível ser médico sem fazer faculdade de medicina ou ser advogado sem se formar em direito, nem ser arquiteto sem cursar arquitetura.



4)-Tenha um espírito empreendedor



Pessoas que querem sair na frente sempre devem procurar alternativas para ganhar dinheiro, seja dentro ou fora da carreira, sem necessariamente estar empregado. Há inúmeras formas de fazer isso — em qualquer lugar que você vir uma oportunidade, há o potencial de ganhar dinheiro. Por exemplo, se você é contador, você pode fornecer seus serviços para amigos durante o período de declaração de imposto de renda para complementar sua renda normal. No entanto, algumas das empresas mais lucrativas envolvem soluções criativas para problemas que não são óbvios. Como um famoso exemplo, o americano Mark Zuckerberg tornou-se o bilionário mais jovem do planeta ao trabalhar com uma equipe para desenvolver uma rede social online e ajudar as pessoas a manterem contato umas com as outras de uma forma que não existia ainda.Você não precisa inventar o próximo Facebook para ser bem-sucedido, mas tente empreender de formas pequenas, porém significantes. Ter um negócio meio-período fora de casa, por exemplo, pode ser uma boa forma de obter renda extra com apenas alguns custos.É importante lembrar que independentemente do que você vai fazer para ganhar dinheiro, é preciso cumprir com as obrigações fiscais e leis, ou seja mantenha seu negócio na legalidade.



5)-Seja econômico



Muitas pessoas gastam uma boa parte do dinheiro que possuem com coisas que não precisam. Para ter uma vida confortável a longo prazo, elimine os gastos desnecessários a curto prazo. Evitar os luxos, como TV a cabo, restaurantes caros e férias desnecessárias pode liberar seu orçamento para benefícios a longo prazo, como pagamento de dívidas, projetos de empreendedorismo e investimentos para a aposentadoria. Uma ótima forma de controlar os gastos é criar um orçamento para a sua casa. Veja quais são seus gastos mensais e compare com a sua estimativa de gasto “real" para que você possa identificar as áreas onde está gastando demais.Outras alternativas para economizar incluem uma moradia mais barata, comprar alimentos no atacado, evitar usar o carro (use transporte público, se possível) e reduzir o uso de aquecedores ou aparelhos de ar-condicionado.



6)- Dedique-se às suas paixões



Embora as pessoas que desejam viver o sonho americano trabalham duro, ninguém é feliz ao dedicar a vida toda ao trabalho. Parte do sonho deve ser ter a liberdade de fazer coisas além do trabalho para poder ter uma vida mais feliz e completa. Dedique um tempo para as coisas que você ama fazer — escrever, praticar esportes ou mexer no seu carro — mas também para aqueles pequenos prazeres da vida, como passar mais tempo com a família.Se você ama o seu trabalho, que bom! Poder ganhar dinheiro com algo que está alinhado com as suas paixões é um luxo do qual nem todo mundo desfruta. Se você não ama seu trabalho, tudo bem. Dedique-se a ele, mas separe um tempo para as suas paixões (e procurar outras oportunidades) para manter seu ânimo em alta.



7)-Tenha uma propriedade



Embora ter uma casa não seja fundamental para ter uma vida feliz e completa, a maioria das pessoas já tem casa própria ou pretende ter em um futuro próximo. Mesmo com as crises imobiliárias, por exemplo, a principal fonte de riqueza da maioria dos americanos ainda é a casa própria. Pagar seu financiamento imobiliário aos poucos dará o direito de propriedade através dos seus anos de contribuinte. Isso pode ajudar quando você for se aposentar e quiser vendê-la por um preço melhor do que você pagou.Ter uma casa própria não traz somente benefícios materiais. Ter uma casa também dá um bom grau de liberdade para personalizá-la e moldar seu estilo de vida do jeito que você quiser. Por exemplo, se a cozinha é muito apertada, você pode aumentá-la. No caso de um aluguel, geralmente não é possível fazer isso. Além disso, ter uma casa própria costuma trazer uma sensação de satisfação e segurança.



8)-Conheça seus direitos constitucionais básicos




Há um certo grau de liberdade dentro da Constituição Federal, então é bom que você saiba quais são seus direitos fundamentais. Saber aproveitar esses direitos pode garantir uma vida feliz, bem-sucedida e completa. Por outro lado, ignorar essas liberdades pode fazer você perder oportunidades ou pode fazer com que as pessoas tirem vantagem sobre você. Abaixo, estão descritos alguns direitos básicos que estão na Constituição:


1)- O direito à liberdade de expressão (incluindo o direito de protestar pacificamente e realizar petições ao governo).

2)- O direito de praticar uma religião (ou não praticar nenhuma).

3)- O direito de ir e vir.

4)- Proteção contra busca ilegal e apreensão.

5)- Proteção sobre testemunhar contra a si mesmo em questões legais.

6)- O direito a um julgamento com um advogado disponibilizado pelo Estado.

7)- Proteção contra “punições incomuns e cruéis”.



9)-Exercite a sua liberdade de expressão



Talvez a liberdade mais usada dentro da constituição seja a de expressão. Vivemos em um país livre e é possível que uma pessoa diga o que bem entender, desde que não prejudique outras. Isso significa que é possível ter quaisquer crenças religiosas ou políticas e compartilhá-las com outras pessoas, mesmo que essas crenças não correspondam com o que é aplicado na prática. No entanto, deve-se sempre obedecer a lei.Note que discursos que são especificamente voltados para prejudicar não são necessariamente protegidos pela Constituição. Por exemplo, se você for em um lugar fechado e lotado e gritar “Fogo!”, isso pode criar um perigo real e imediato, porque as pessoas vão se desesperar, sair correndo e podem se machucar. Portanto, você pode ser preso se fizer isso.É importante compreender que a liberdade de expressão, não é licença para ofender e prejudicar alguém, e não pode, necessariamente, proteger você de sofrer consequências provenientes de suas ações. Por exemplo, se o presidente de uma empresa faz comentários racistas que vão ao público, ele pode ser demitido pela banca de diretores por conta disso. Ter liberdade de expressão não significa necessariamente que você pode dizer o que quiser e nada de ruim vai acontecer, pois a minha liberdade vai até onde começa a do outro, e é sempre uma via de mão dupla:Se quero que respeitem a minha, tenho que respeitar a dos outros, é assim que se vive um estado de direito individual e coletivo.



10)-Exerça sua liberdade religiosa



Muitos grupos ao redor do mundo já migraram para outros lugares para poder praticar suas religiões sem ameaças ou perseguição. Hoje, o país é tolerante no que diz respeito a isso. Você pode ter a religião que quiser ou pode não ter nenhuma, caso prefira assim. Todas as formas de fé são aceitas no país e inclusive as instituições religiosas são livres de impostos.Assim como na liberdade de expressão, você pode praticar sua religião, mas não pode cometer crimes ou colocar outros em perigo como parte dessa prática. Por exemplo, se membros de uma religião decidem dirigir seus carros na contramão como um sinal de fé na proteção divina, eles não só podem ser presos, como colocariam a vida de outros em risco.




11)-Exerça seu direito de Votar e escolher seus representantes




Todos os cidadãos a partir dos 16 anos (sendo obrigatório aos 18) podem votar.Votar é um dos direitos mais poderosos que as pessoas têm e permite que cada um exerça sua opinião política. Todos têm direitos iguais no que diz respeito ao voto, então não importa se uma pessoa é rica, poderosa ou influente — ela tem o mesmo poder de voto que alguém que ganha um salário mínimo.Para os homens, a partir dos 18 anos é preciso se alistar no Serviço Militar.Presos que ainda não foram condenados tem direito a voto, enquanto os condenados, não. Sua liberdade de filiação política ou não, deve ser respeitada.




12)- Aproveite sua liberdade para escolher a forma que você vai viver




No Brasil, cada um pode viver como preferir. Você pode ter os passatempos que quiser, desde que não descumpra a lei ou machuque alguém. O que as pessoas fazem no tempo livre cabe somente à elas; banqueiros podem ser músicos amadores e eletricistas podem estudar arqueologia. As pessoas também pode escolher como levar a vida, pois não há um modo único e correto para fazer isso. É possível estar com quem quiser e aproveitar quaisquer oportunidades que desejar, desde que respeite os espaços dos demais e não infrinja as leis estabelecidas.Note que, embora você possa viver como bem entender, ainda deve respeitar a lei e seguir as normas locais.




13)- Não se acomode, mas se incomode buscando melhorias



Um aspecto importante de viver o sonho americano é poder sustentar suas preferências individuais. Ser um indivíduo significa ter princípios próprios e coragem para ir contra as atitudes mais comuns, mas não significa “nunca” aceitar ajuda de alguém. Algumas tarefas são difíceis — quando não impossíveis — sem a ajuda de outras pessoas. Nenhum indivíduo deve ser orgulhoso a ponto de pensar que pode fazer tudo sozinho. Por exemplo, muitos empreendimentos geralmente surgem com o empréstimo de amigos, família ou bancos.




14)- Seja inovador



A inovação tem sido um dos valores mais apreciados do último século e ainda é atualmente. Inovar geralmente tem relação com o crescimento continuado e sucesso de uma nação. Ser um inovador de sucesso é uma via rápida para o crescimento pessoal, sucesso material e reconhecimento do público. Por exemplo, inovadores famosos como Henry Ford, Thomas Edison e Santos Dumont são lembrados hoje pode ter mudado o mundo com o seu trabalho.Você não precisa ser um Santos Dumont dos dias atuais para viver seu sonho. Mesmo as pequenas inovações do dia a dia tem valor e podem melhorar sua vida. Por exemplo, encontrar um jeito novo e mais lucrativo para o funcionamento da sua empresa, ou de seu emprego, pode fazer com que você ganhe uma promoção, além de ser mais respeitado por seus colegas de trabalho.



15)-Melhore constantemente



Há uma certa propensão à busca pela educação e constante melhora. Ninguém nasce sabendo tudo para ser bem-sucedido. Alcançar esse aperfeiçoamento forte e duro é um ponto central no sonho americano — é essencial tentar ser melhor toda vez que houver oportunidade. Seja ao aprender uma nova habilidade, praticar uma segunda língua ou estudar estratégias de negócio — qualquer oportunidade de melhoria pode fazer com que você se torne uma pessoa mais forte, mais versátil ou mais produtiva. Abaixo estão alguns exemplos de como você pode fazer isso:

1)- Melhorar o Condicionamento físico e saúde pessoal.

2)- Aprender técnicas de venda e relacionamentos interpessoais.

3)- Estudar história Geral.

4)- Aprender uma arte marcial.

5)- Dominar algum tipo de atividade que goste.




16)- Tenha iniciativas de liderança



Não se intimidar ao ter que confrontar os problemas que nos aparecem. Ser um líder significar tomar a frente ter responsabilidades. Ter coragem para se candidatar à tarefas que envolvem liderança, sejam pequenas ou grandes, podem ajudar você a fazer alguma diferença no mundo, enquanto ganha reconhecimento.Uma ótima forma de se tornar um líder é ter um cargo público e político. Você terá uma plataforma para divulgar suas visões e, se vencer a eleição, poderá lutar pelas mudanças que você deseja ver. Mesmo que você não ganhe, se a sua campanha atrair atenção suficiente, ela pode remoldar o debate público ou persuadir outros a considerarem suas visões.Você não precisa ser um membro do governo para ser um líder em sua comunidade. Voluntariar-se para certos tipos de caridades ou até mesmo trabalhos dentro da sua comunidade pode trazer a oportunidade que você precisa para liderar outras pessoas.




17)- Tenha uma vida cívica ativa e consciente




Estamos em um país que preza a democracia representativa. Quanto mais pessoas participarem nas votações, mais fiel será a representação governamental em relação a população. Por conta disso, é preciso votar. No entanto, essa não é a única forma de participação. Por exemplo, um cidadão pode se juntar a um partido político, caso ele se identifique com as ideias. É possível, também, começar um novo partido, uma ONG,etc. Abaixo, estão mais algumas formas para se envolver nas questões públicas:


1)- Participar de debates ou fóruns de discussão.

2)- Organizar ou se juntar a um protesto.

3)- Fazer doações de seu tempo, bens e dinheiro, para a causa política de sua preferência



18)- Suba, porém com dignidade, a escada social


Nada faz mais jus ao sonho americano do que ascender socialmente. Não importa se você é pobre, imigrante ou um cidadão com uma certa estabilidade — todo mundo tem a chance de poder crescer e ganhar reconhecimento, desde que haja disposição para trabalhar duro, ser criativo e ater-se aos seus valores pessoais. Embora, por razões óbvias, seja impossível que todos sejam ricos e famosos, é possível chegar em um ponto mais elevado do que o que você estava no início da sua carreira e ter reconhecimento como um membro importante da sua comunidade local.Ao ascender socialmente, você não deve se sentir intimidado ao ter que lidar com pessoas de níveis sociais mais altos que o seu. O destino de uma pessoa deve ser determinado por sua força de vontade e habilidade, em vez de um berço privilegiado. Algumas pessoas nascem em berço de ouro, mas se você tiver a capacidade de ascender socialmente, terá o mesmo direito de se ver igual à elas.



19)- Procure inspirar-se em histórias de pessoas honestas e bem-sucedidas



O sonho americano não é fácil de se conseguir. Como descrito acima, ter uma boa vida e viver como um indivíduo livre e independente requer muito trabalho e responsabilidade. Se você está tendo dificuldades para se motivar, leia histórias de ícones do sucesso para se sentir mais estimulado. Muitas pessoas já foram capazes de ganhar notoriedade do nada ou lutaram contra os costumes da sociedade para buscar um país (ou até mesmo mundo) melhor. Abaixo, estão exemplos de algumas dessas pessoas:


1)- Andrew Carnegie: um imigrante escocês pobre, Carnegie começou sua carreira como “menino da bobina” em uma fábrica têxtil e se tornou um dos maiores donos de indústria de todos os tempos.


2)- Susan B. Anthony: ao liderar o movimento do sufrágio feminino, Anthony foi fundamental para garantir o direito de voto às mulheres nos EUA.


3)- Jawed Karim: esse imigrante, mais conhecido por ser co-fundador do YouTube, também ajudou a montar o PayPal.


4)- Jay Z: Nascido como Shawn Carter, esse ícone americano da música saiu de uma vida de crimes e pobreza para se tornar uma das pessoas mais ricas e influentes da indústria musical.



Dicas finais:


1)- Não tenha medo de tentar a sorte calculando seus riscos. Há uma grande rede, tanto pública quanto privada.

2)- Aproveite o sistema público educacional.

3)- Viva de acordo com o que você ganha, e faça riscos calculados.


4)- Tenha objetivos realistas. Se você quer ser o próximo Bill Gates, é melhor que você saiba algo sobre computadores. Se você quer cavar fossas… bom, você entendeu a ideia.


5)- Você tem o direito de buscar o sucesso e a felicidade, mas não há garantias, e nem sempre o sucesso é felicidade garantida.



6)- O pesadelo americano é similar ao sonho. Cuidado com os conselhos que você quer seguir, ou poderá seguir o caminho errado. Apenas aceite aconselhamento sobre casamentos de casais felizes. Só ouça conselhos de sucesso de pessoas bem-sucedidas, responsáveis e honestas.
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger