A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Como cuidar melhor de nossos idosos ? Hoje são eles, amanhã seremos nós...

Como cuidar melhor de nossos idosos ? Hoje são eles, amanhã seremos nós...

Written By Beraká - o blog da família on sexta-feira, 15 de julho de 2016 | 01:10



Lidar com as gerações que vieram antes de nós pode gerar muitos conflitos. Afinal, crescer e viver em contextos diferentes faz com que jovens e idosos achem que não têm nada a ver um com o outro. No entanto, vale lembrar que os idosos têm muita sabedoria e conhecimentos para dividir com as gerações mais novas e tratá-los respeitosamente deveria ser um hábito comum a todos. Infelizmente, cuidar hoje de nossos pais em sua velhice não é mais uma obrigação que muitos de nós estão dispostos a aceitar, e terceirizamos a asilos e cuidadores com justificativas até lícitas, porém, não Cristãs.Os idosos hoje são vistos como fardos em vez de bênçãos. Às vezes, quando os nossos próprios pais precisam de ajuda, somos rápidos para esquecer os sacrifícios que fizeram por nós. Em vez de abrir a porta de nossas casas para recebê-los, claro que sempre de forma segura e viável, podemos colocá-los em comunidades de aposentados ou lares de idosos, por vezes contra a sua vontade. Talvez não valorizemos a sabedoria que adquiriram em suas longas vidas, e podemos ignorar os seus conselhos como "ultrapassados".





O que a Bíblia diz sobre como cuidar dos nossos pais idosos?



A Bíblia tem muito a dizer sobre como cuidar de pais idosos e outros membros da família que já não são capazes de cuidar de si mesmos. Estas permissões de Deus santificam a eles e anos mesmos:


“Em verdade, em verdade Eu te afirmo: quando eras mais jovem, tu te vestias a ti mesmo e ias para onde desejavas; mas quando chegares à velhice, estenderás as mãos e outra pessoa te vestirá e te conduzirá para onde tu não queres ir.” (João 21,18).


A igreja cristã primitiva agia como a agência de serviços sociais para as viúvas, idosos e os desvalidos. Eles cuidavam dos pobres, dos doentes, das viúvas e dos órfãos que não tinham mais ninguém para cuidar deles. Os cristãos que tinham parentes passando por necessidade tinham a responsabilidade de atender a essas necessidades. Quando honramos e cuidamos dos nossos pais, estamos servindo a Deus também. A Bíblia diz:


"Honra as viúvas verdadeiramente viúvas. Mas, se alguma viúva tem filhos ou netos, que estes aprendam primeiro a exercer piedade para com a própria casa e a recompensar a seus progenitores; pois isto é aceitável diante de Deus. Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente" (1 Timóteo 5,3-8).



Nem todos os idosos precisam ou querem ajuda constante na casa dos seus filhos. Eles podem preferir viver em uma comunidade com outras pessoas da sua idade, ou talvez sejam capazes de total independência. Independentemente das circunstâncias, ainda temos obrigações para com nossos pais. Se estão em necessidade de assistência financeira, devemos ajudá-los. Se estão doentes, devemos cuidar deles. Se precisam de um lugar para ficar, devemos oferecer a nossa casa. Se precisam de ajuda qualquer que seja ela, devemos amorosamente e pacientemente nos prontificar para ajudar. E se estão sob os cuidados de uma casa de repouso, é preciso avaliar as condições de vida para garantir que nossos pais estão recebendo os cuidados de forma correta e amorosa. Não é simplesmente jogar lá e abandoná-los, pois continuam a serem seres humanos com sentimentos.

Nunca devemos permitir que os cuidados do mundo ofusquem as coisas mais importantes: servir a Deus através das pessoas, especialmente as das nossas próprias famílias. A Bíblia diz:


"Honra a teu pai e a tua mãe para que te vá bem em teus negócios, e tenhas uma vida longa sobre a terra" (Efésios 6,2-3).


PAIS dedicados cuidam dos filhos durante a infância e a adolescência. Mesmo quando os jovens se tornam adultos e passam a ter suas próprias famílias, os pais continuam a dar-lhes atenção e apoio amorosos. Serão sempre: “Meus meninos....”


Embora haja um limite ao que os pais humanos podem fazer para os filhos, nosso Pai celestial sempre é capaz de dar atenção e apoio amorosos aos seus servos fiéis. Dirigindo-se ao seu povo escolhido da antiguidade, Deus declarou:


“Mesmo até na velhice da pessoa, eu sou o Mesmo; e até as cãs da pessoa, eu mesmo continuarei a sustentar.” (Isaías 46,4)



Como são animadoras essas palavras para os cristãos idosos. Deus não os abandona. Antes, promete sustentá-los, apoiá-los e guiá-los durante toda a sua vida, mesmo na idade avançada:

Salmo 48, 14: “Este Deus é o nosso Deus para todo o sempre; Ele será o nosso guia até o fim.”


Como podemos imitar a preocupação amorosa de Deus para com os idosos?


Consideremos diversos modos em que filhos, lideranças das pastorais dos idosos, e cada cristão individualmente podem cuidar das necessidades dos idosos próximos e distantes de nós.Que responsabilidade os filhos cristãos têm para com os seus pais?



“Honra a teu pai e a tua mãe.” (Efésios 6,2; Êxodo 20,12). Com essa citação simples, mas profunda, das Escrituras Hebraicas, o apóstolo Paulo lembrou aos filhos a responsabilidade que eles têm para com os pais. Mas como essas palavras se aplicam ao assunto de cuidar dos idosos? Um exemplo animador dos tempos pré-cristãos nos ajudará a responder a essa pergunta:



O que significa honrar os pais, e que belo exemplo José deu nesse respeito?



Por mais de 20 anos, José não teve nenhum contato com o seu pai idoso, o patriarca Jacó. No entanto, José evidentemente não perdeu o amor que o filho sente pelo pai. Na realidade, quando José revelou sua verdadeira identidade aos seus irmãos, ele perguntou: “Ainda vive meu pai?” (Gênesis 43,7-27; 45,3) Naquela época, a terra de Canaã passava por uma grande fome. De modo que José mandou avisar seu pai: “Desce a mim. Não te demores. E tens de morar na terra de Gósen e tens de continuar perto de mim  . . . E vou suprir-te ali de alimento.” (Gênesis 45,9-11; 47,12).Sem dúvida, honrar os pais idosos inclui protegê-los e supri-los materialmente quando não estão em condições de cuidar de si mesmos. (1 Samuel 22,1-4; João 19,25-27) José assumiu de bom grado essa responsabilidade.


Como foi que José demonstrou genuíno amor ao seu pai, e como podemos imitar o exemplo dele?


José, com a bênção de Deus, havia-se tornado um dos homens mais ricos e poderosos do Egito. (Gênesis 41,40) Mas não se achava importante ou ocupado demais para honrar seu pai já de avançadíssima idade. Ao saber que Jacó (ou Israel) se aproximava, “José fez então aprontar seu carro e subiu ao encontro de Israel, seu pai, a Gósen. Ao se lhe apresentar, lançou-se-lhe imediatamente ao pescoço e verteu lágrimas ao seu pescoço, vez após vez”. (Gênesis 46,28-29). Essa acolhida era muito mais do que apenas uma demonstração formal de respeito. É evidente que José amava muito seu pai já idoso e não se envergonhava de mostrar esse amor. De modo similar, se você tem pais idosos, costuma demonstrar afeto por eles?


O que motivou José a cuidar do pai?


Embora o amor e a dívida de gratidão por ter-lhe dado a vida e cuidado dele fossem fatores que contribuíram para isso, José, sem dúvida, também tinha um forte desejo de agradar a Deus. Devemos sentir um desejo similar. Paulo escreveu:


“Se alguma viúva tiver filhos ou netos, que estes aprendam primeiro a praticar a devoção piedosa na sua própria família e a estar pagando a devida compensação aos seus pais e avós, pois isto é aceitável à vista de Deus.” (1 Timóteo 5,4)


De fato, o amor a Deus e o temor reverente a Ele nos motivarão a cuidar de pais idosos, não importa que desafios isso possa envolver.


Pouco depois do começo da Comunidade cristã, os apóstolos designaram “sete homens acreditados, cheios de espírito e de sabedoria”, para supervisionarem a “distribuição diária” de alimentos entre as viúvas cristãs necessitadas. (Atos 6,1-6) Mais tarde, Paulo mandou que o superintendente Timóteo colocasse viúvas idosas, que eram exemplos, na lista dos que tinham o direito de receber ajuda material. (1 Timóteo 5,3 - 10) Do mesmo modo, hoje em dia, as lideranças comunitárias coordenam voluntariamente a ajuda prática que é dada a cristãos idosos, quando isso é necessário, principalmente à aqueles que doaram toda sua, vida e juventude a serviço do reino.



Como as lideranças Cristãs  podem mostrar seu apreço pelo que os cristãos idosos contribuem?


Assim como Jesus atentou para a lição do óbolo da Viúva, as lideranças Cristãs não devem ficar indiferentes ao que os idosos fazem para promover o serviço de propagação dos valores do reino, bem como a adoração verdadeira. As lideranças Cristãs têm vários motivos para elogiar os idosos por participarem dos serviços na comunidade e estarem nas reuniões, pela sua influência positiva na comunidade e por sua perseverança. Uma palavra sincera de encorajamento pode ajudar os idosos a ter “causa para exultação” no seu serviço sagrado, evitando assim desanimadoras comparações com o que outros cristãos podem fazer, ou com o que eles mesmos fizeram no passado. As lideranças Cristãs podem reconhecer a valiosa contribuição feita por cristãos idosos por aproveitarem a experiência e os talentos deles. Ocasionalmente, podem-se usar idosos exemplares em demonstrações, entrevistas e testemunhos. É fato: a comunidade, ou pastoral realmente presta atenção quando se ver o testemunho de  irmãos mais idosos que já criaram filhos no seguimento de Cristo.








Por que todos os cristãos devem estar interessados no bem-estar dos idosos entre eles?


Não são apenas os filhos de pais idosos e os servos designados que devem se preocupar com os idosos. Comparando a comunidade cristã ao corpo humano, Paulo escreveu:


“Deus formou o corpo, dando honra mais abundante à parte que tem falta, para que não houvesse divisão no corpo, mas para que os seus membros tivessem o mesmo cuidado uns para com os outros.” (1 Coríntios 12:24, 25) Para que a congregação cristã funcione harmoniosamente, todos os seus membros têm de se preocupar com o bem-estar uns dos outros, inclusive dos idosos:



Gálatas 6,2: Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo.

As reuniões cristãs oferecem uma ótima oportunidade para mostrar nosso interesse nos idosos:

Filipenses 2,4-5: "Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus.”



Em tais ocasiões, você toma tempo para conversar com os mais idosos?



Embora possa ser apropriado perguntar como estão de saúde, poderíamos “conferir algum dom espiritual”, talvez por contar uma experiência edificante ou um pensamento bíblico? Visto que alguns idosos têm dificuldade em locomover-se, seria bondoso nos dirigirmos até eles, em vez de esperar que eles venham até nós. Se o problema for a audição, talvez tenhamos de falar devagar e de modo claro. E para haver um verdadeiro “intercâmbio de encorajamento”, temos de escutar com atenção o que a pessoa idosa diz, encorajando-a:


Romanos 1,11 – 12: “Anseio vê-los, a fim de compartilhar com vocês algum dom espiritual, para fortalecê-los,isto é, para que eu e vocês sejamos mutuamente encorajados pela fé.”


O que fazer se alguns dos idosos não podem assistir às reuniões cristãs?

Tiago 1,27mostra que temos o dever de “cuidar dos órfãos e das viúvas na sua tribulação”. Um dos significados do verbo grego traduzido “cuidar dos” é “visitar”. (Atos 15,36) E como as nossas visitas são apreciadas pelos idosos! Enquanto estava encarcerado em Roma, por volta do ano 65 DC, o “homem idoso” Paulo viu-se praticamente isolado. Ansiava ver seu colaborador Timóteo e escreveu: “Faze o máximo para vir ter comigo em breve.” (Filêmon 9; 2 Timóteo 1,3-4; 4,9) Alguns idosos, embora não estejam literalmente presos, têm de ficar em casa devido a problemas de saúde. Na realidade, podem estar dizendo: ‘Por favor, faça um esforço de me visitar em breve.’ Atendemos esses apelos?


Quais podem ser os benefícios de visitar os idosos?


Nunca subestime os efeitos benéficos que uma visita a nossos irmãos espirituais de mais idade pode proporcionar. Quando um cristão chamado Onesíforo esteve em Roma, ele fez todo o empenho para achar Paulo. Ele o encontrou e depois ‘muitas vezes lhe trouxe revigoramento’. (2 Timóteo 1,16 - 17) “Gosto de passar tempo com os jovens”, disse uma irmã idosa. “O que gosto mais é que eles me tratam como membro da sua família. Isso me anima.” Uma outra cristã idosa diz: “Aprecio muito quando alguém me envia um cartão, me telefona ou faz uma visitinha. É tão revigorante.”


Cuidar de idosos resulta em muitas bênçãos


Só o fato de se associar com eles e se beneficiar de seu conhecimento e experiência já é um privilégio. Os que cuidam de outros têm a maior felicidade que vem da ação de dar, bem como o senso de realização e paz íntima por terem cumprido a sua responsabilidade bíblica. (Atos 20,35). Além disso, os que cuidam de idosos não precisam ter medo de ser abandonados quando envelhecerem. A Palavra de Deus nos assegura:


“Far-se-á que a própria alma generosa engorde, e aquele que rega liberalmente os outros também será regado liberalmente.” — Provérbios 11,25.


“Aquele que mostra favor ao de condição humilde está emprestando a Deus, e Ele lhe retribuirá o seu tratamento.” (Provérbios 19,17)


Quando somos movidos pelo amor a mostrar favor aos humildes e aos pobres, Deus considera tal ação como um empréstimo que ele retribuirá com bênçãos. Ele também nos retribui por cuidarmos de nossos irmãos cristãos que são idosos, muitos dos quais são ‘pobres com respeito ao mundo, mas ricos na fé’. — Tiago 2,5.




De forma prática: Como Respeitar os Mais Velhos?


1)- Chame-o por senhor(a). Mesmo que você tenha sido criado em um ambiente menos formal, onde todos se chamam pelo primeiro nome, ou por você, não presuma que pessoas mais velhas se sentem confortáveis com esse tratamento. Por isso, o melhor é perguntar como a pessoa em questão gostaria de ser tratada e adotar essa formalidade quando não se sentir à vontade para perguntar.


2)- Ofereça ajuda: As pessoas perdem força física, equilíbrio e agilidade quando envelhecem, o que pode tornar o dia a dia delas muito mais difícil do que realmente deveria ser. Auxiliá-los até nas menores tarefas pode tornar o dia de um idoso muito mais fácil e é uma ótima maneira de mostrar seu respeito, educação e atenção, tais como:

•        Segurar a porta para quem está logo atrás de você faz parte das regras de etiqueta, mas isso é especialmente necessário para idosos com mobilidade reduzida, como os que usam bengalas ou andadores.

•        Quando estiver no transporte público, ofereça seu lugar para um idoso. A grande maioria deles precisa de mais descanso do que você.

•        Em um mercado, ofereça-se para pegar itens que estejam em prateleiras muito altas ou muito baixas, carregar as compras até o carro ou para ajudá-lo a colocá-las no porta-malas.


3)- Seja paciente: Pessoas idosas não se movimentam mais da mesma forma de quando eram jovens, o que significa que eles podem levar muito mais tempo para fazer as tarefas mais simples, como atravessar uma avenida. Quando se deparar com uma situação dessas, demonstre seu respeito com paciência, em vez de apressar o idoso.Quando um idoso demorar para desembarcar do transporte coletivo, do elevador ou simplesmente andando pelas ruas, não o empurre para passar. Deixe-o levar o tempo dele, para que se sinta confortável e não se machuque com sua pressa.Não fique resmungando na fila do caixa quando um senhor de idade demorar para realizar o pagamento. Coloque-se no lugar dele,você pode até se oferecer para ajudá-lo, colocando as compras dele nas sacolas ou carrinhos de supermercado.


4)- Não ache simplesmente que eles possuem alguma deficiência: Embora seja verdade que a maioria dos idosos possui problemas de saúde que requerem cuidados médicos, envelhecer não afeta a todos da mesma forma. Acreditar que toda pessoa de idade não enxerga bem ou não ouve direito é um ato extremamente condescendente e os faz sentirem-se envergonhados, principalmente se você assumir posturas exageradas como levantar a voz toda vez que estiver falando com eles.Quando não tiver certeza se a pessoa tem ou não dificuldades auditivas ou de visão, pergunte. É melhor ser direto e atencioso do que correr o risco de simplesmente ofendê-lo.


5)- Visite-os sempre: Em geral, pessoas idosas podem sentir-se isoladas por não trabalharem mais, e sair de casa não é mais tão simples, principalmente para os que vivem em asilos e casas de repouso. Esforce-se ao máximo para arranjar tempo em sua agenda e fazer visitas, assim ele saberá que ainda é importante para você.Caso seja uma pessoa muito ocupada e não puder vê-lo tanto quanto gostaria, uma ligação pode ser a solução. Defina um horário para ligar toda semana e faça disso uma rotina.



6)- Demonstre interesse pela vida dele: É muito fácil achar que não há nada de novo na vida de uma pessoa idosa porque ela já não faz mais tantas atividades quanto quando era mais jovem. No entanto, muitos destes “velhinhos” e “velhinhas” continuam bastante ativos, levando uma vida plena e ocupada, mesmo que isso signifique o dominó na praça às 15h00 diariamente, as caminhadas matinais ou a dedicação à jardinagem. Sendo assim, quando visitar um amigo ou parente mais velho, lembre-se de perguntar as novidades e sobre as atividades favoritas dele. Trate-o como trataria qualquer pessoa viva.Se o seu avô, avó, tia, ou qualquer outro idoso com quem se relacione tem um hobby, tente participar também. Essa é uma ótima maneira de demonstrar seu interesse pela vida dele e mostrar que você se importa.


7)- Não tente controlá-lo: Familiares ou amigos idosos precisam de ajuda em determinados aspectos da vida, como com as tarefas domésticas, ou para explicar como fazer a declaração do imposto de renda, mas eles não são completamente incapazes. Deve-se sempre oferecer ajuda, mas é importante permitir que ele tome suas próprias decisões, caso tenha condições para isso.


8)- Valorize a opinião deles:Não ache que o que os mais velhos dizem não conta por não saberem do que se passa lá fora. Na realidade, a experiência deles pode significar um ponto de vista diferente, iluminando uma nova perspectiva sobre o assunto.Não brigue com ele quando houver divergência de opinião. Prefira uma conversa educada, bacana, onde ambos possam apresentar suas opiniões e ouvir um ao outro.


9)- Peça conselhos: A experiência que os mais velhos têm pode proporcionar uma infinidade de ideias, pense neles como uma fonte de informação. Eles podem orientá-lo em problemas na escola, brigas conjugais e até mesmo questões profissionais, pois já passaram por essas coisas antes de você. Experimente e se surpreenderá.


10)- Aprenda sobre as tradições deles: Cultura, hábitos e histórias geralmente são passadas de geração para geração. Os mais velhos de sua família podem saber coisas sobre seus ancestrais que não podem ser descobertas de nenhuma outra maneira. Peça para eles contarem o que sabem sobre os costumes de sua família para aprender mais sobre si mesmo e suas origens.Montar a árvore genealógica da família pode ser legal de fazer com os parentes idosos. Vários sites como o MyHeritage são ótimos e facilitam a busca pelos antepassados, sem precisar forçar a memória dos velhinhos.


11)- Recado final: Até o menor ato de gentileza, como dar um sorriso, um boa noite ou um obrigado é importante para qualquer pessoa e para os idosos também (talvez ainda mais para eles). Tente conectar-se com os idosos de sua vida. Não ache que eles são incapazes de entender as coisas. Quando tiver que explicar algo, como uma nova tecnologia, use uma linguagem simples e didática, mas não os trate como se tivessem problemas para raciocinar. Às vezes é melhor ser direto para mostrar como você se sente. Diga abertamente que os respeita e os admira, eles se sentirão valorizados.


“Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo”



Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger