A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » A esquerda não tem argumentos, então agora é seguir o que dizia Antônio Gramsc: “ A violência deve ser usada em último caso.” ?

A esquerda não tem argumentos, então agora é seguir o que dizia Antônio Gramsc: “ A violência deve ser usada em último caso.” ?

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 2 de abril de 2016 | 10:37



Foi-se o tempo em que a esquerda tinha argumentos, agora é na base da violência e intimidação que querem reverter o atual estado de coisas que eles mesmos criaram. Petistas e assemelhados estão estimulando confrontos de campo e de rua. Parece que os leoões de chácara do PT não reconhecem o conteúdo do Artigo V da Constituição, que garante a livre manifestação e a livre expressão do pensamento. Isto é lamentável para quem diz a todo instante defender a democracia e a Constituição Federal. Dizem que precisam combater o avanço da direita e do conservadorismo no Brasil, mas como? desta forma? Será que estão seguindo à risca a cartilha do guru deles Antônio Gramsc o qual dizia que a violência deveria ser usada em último caso?.











A presidente, Dilma Rousseff, tem o direito e o dever de governar para todos. Ela foi reeleita democraticamente para avançar no projeto de construção de uma sociedade livre, justa e solidária, garantir o desenvolvimento nacional, erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais, promover o bem de todos, sem preconceito de origem, religião, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação. Eis os objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil consoante estabelece o artigo 3º da Constituição Federal de 05 de outubro de 1988, porém não é isto que vemos no atual governo ao incitar o ódio de classe entre pobres e Classe média, bem como entre Patrões e empregados, pois uma coisa é reivindicar legitimamente seus direitos, outra é alimentar o ódio. E infelizmente não é isto que estamos vendo neste governo, que ao invés de promover a conciliação de classes, promove o ódio de classes, inflamando sua militância à violência de todas as formas contra quem pensa diferente, apesar de também estes por outros meios, querer o bem comum de todos, seja pobre, rico, classe média, empregado, patrão, ou simples pequenos empreendedores.






Gente que tempos atrás dividia comigo a mesma ideologia hoje se comporta como inimiga. Ou sou eu o inimigo? De qualquer maneira, num mundo que derrubava muros, para construir pontes, de repente, um muro foi erguido para me separar desses amigos. Tento explicar como vejo o trabalho de Sergio Moro e nunca consigo terminar o raciocínio. “Coxinha”, me xingam nas redes sociais. Bem, se o mundo está obrigatoriamente dividido entre coxinhas e petralhas, não tenho como fugir: sou coxinha!



Leio na internet que “coxinha” é uma gíria paulista cujo significado se aproxima muito do ultrapassado “mauricinho”. Mas, desde a reeleição de Dilma, esse conceito se ampliou. Serviu para definir de forma pejorativa os eleitores de Aécio Neves. Seriam todos arrumadinhos, malhadinhos, riquinhos e votavam em seu modelo. Isso não tem nada a ver comigo. Mas, nesta briga de agora, estou do lado que é contra Lula, logo sou contra os petralhas, logo sou coxinha.



Gostaria de falar em nome da democracia. Mas não posso. A democracia agora é direito exclusivo dos meus amigos que estão do outro lado do muro. Só eles podem falar em nome dela. Então, como coxinha assumido, deixo uma pergunta. Vocês acharam muito normal o ex-presidente Lula incentivar os sindicalistas para os quais discursou esta semana a irem mostrar ao juiz Sergio Moro o mal que a Operação Lava-Jato faz à economia brasileira? Vocês acreditam sinceramente nisso? O que a Operação Lava-Jato faz? Caça corruptos pelo país. Não importa se são pobres ou ricos. Não importa se são poderosos. Não era isso o que todos queríamos, quando estávamos todos do mesmo lado, quando ainda não havia um muro nos separando, e fomos às ruas pedir Diretas Já? Não era no que pensávamos quando voltamos às ruas para gritar Fora Collor? E, principalmente, não era nisso que acreditávamos quando votamos em Lula para presidente uma, duas, três, quatro, cinco vezes!!! Não era o Lula quem ia acabar com a corrupção? Ele deixou essa tarefa pro Sergio Moro porque quis.



Como, do lado de cá do muro, me decepcionei com o ex-líder operário, o lado de lá deu pra dizer que sou de direita. Se for verdade, está aí mais um motivo para eu estar indignado com Lula. Foi ele quem me levou pra direita.



Meus amigos petralhas dizem que é muito perigoso tornar Sergio Moro um herói. Que o Brasil não precisa de um salvador da pátria. Mas, vem cá, não foi como salvador da pátria que Lula foi convocado para voltar ao governo? Não é ele mesmo quem diz que é “a única pessoa” que pode incendiar este país? Não é ele mesmo quem diz que é a “única pessoa” que pode dar um jeito “nesses meninos” do Ministério Público? Será que o verdadeiro perigo não está do outro lado do muro? Não é lá que estão forjando um salvador da pátria?










Eric Hobsbawm, considerado por muitos “o maior historiador de todos os tempos”. Para dar uma ideia do grau de comprometimento desde cidadão com o marxismo, ele chegou a dizer que “o assassinato de milhões orquestrado por Stalin na União Soviética teria valido a pena se dele tivesse resultado uma genuína sociedade comunista”.



É por causa de pessoas como o Sr. Hobsbawm que ainda hoje tantas pessoas vejam o comunismo (que matou cinco vezes mais que o nazismo) como uma louvável tentativa de reforma da humanidade, enquanto que o nazismo é jogado para o campo da direita para servir de contraponto às atrocidades comunistas.



Como todos podem ver, nazismo e fascismo estão mais próximos de governos de esquerda populistas em moda na América Latina do que com as democracias mais próximas do liberalismo clássico. Eis os verdadeiros fascistas.


Este é o resultado da pedagogia do oprimido de Paulo Freire, cujo maravilhoso sistema de ensino jamais produziu um escritor, um cientista, um filósofo ou mesmo um executivo competente, limitando-se a transformar milhares de coitadinhos em igual número de coitadinhos, é o patrono de uma educação nacional que produz analfabetos funcionais em massa e cujos estudantes obtêm sempre as piores notas nos testes internacionais. Se 41 universidades acham esse cidadão o máximo, 41 universidades deveriam ser fechadas.Paulo Freire é um sujeito oco, o tipo acabado do pseudo-intelectual militante. Sua fama baseia-se inteiramente no lucro político que os comunistas obtêm do seu método. Esse método, aliás, não passa de uma coleção de truques para reduzir a educação à doutrinação sectária. Um dia teremos vergonha de ter dado atenção a este pseudo educador.





Há muitas décadas ouço falar que as empreiteiras brasileiras participam de corrupção. Nunca foi provado. Agora, chegou um juiz do Paraná, que investigava as práticas de malfeito de um doleiro local, e, no desenrolar das investigações, botou na cadeia alguns dos homens mais poderosos do país. Enfim, apareceu alguém que levou a sério a tarefa Depois da Tramontina, da CIA, da crise recente de 1929 e do governo FHC, o Partido dos Trabalhadores, sob o comando de Rui Falcão, mira na velha responsável por tudo de ruim que acontece no Brasil, quando todas as outras hipóteses falham: a Rede Globo.




Aprendi recentemente com os petistas que dois milhões de pessoas tomaram as ruas do país em protesto contra o governo porque a Globo simplesmente os convocou. Sim, caros leitores: se a maior emissora do país registra em sua programação o maior protesto da história do Brasil é porque ela claramente está se opondo ao governo e convocando as pessoas para o ato. E o brasileiro é como um zumbi: ele viu os protestos sendo noticiados na televisão no domingo de manhã, vestiu sua camisa verde e amarela e tomou conta das ruas sedento por carne humana. Grave bem isto: tudo que acontece de errado nesse país é culpa da Globo. Depois da Tramontina, da CIA, da crise recente de 1929 e do governo FHC, o Partido dos Trabalhadores, sob o comando de Rui Falcão, mira na velha responsável por tudo de ruim que acontece no Brasil, quando todas as outras hipóteses falham: a Rede Globo. Afinal, vai que cola? Rui Falcão afirmou:“a mobilização das emissoras foi responsável pelo sucesso das manifestações“Prezado Rui, o responsável único pelo sucesso das manifestações foi o seu partido e todas atitudes tomadas por ele, nada além disso. O PT é como um adolescente que culpa os EUA e o capitalismo por todas mazelas do mundo — só que o tempo passa e o amadurecimento não vem. Penso que há duas hipóteses para tal:Completo atraso mental, ausência de noção de responsabilidade, delegação de culpas e fracassos(esquerdopatia) ou:Fingimento completo, noção exata de suas falhas, contradições, mentiras e crimes, e a transferência consciente de responsabilidade para enganar parte de sua militância, o famoso incitamento dos 7% que ainda acreditam em Dilma. Ao adotá-la, oferecendo um cinismo delivery pros militantes/simpatizantes, o PT tenta colocar a Rede Globo como a representante do que há de pior em nossa imprensa. Nos sites pagos pelo governo, como CartaMaior, Carta Capital, Conversa Afiada, e outros panfletos petistas, mantidos através de dinheiro do contribuinte, as mentiras propagadas pela ala mais radical do PT e outros partidos de esquerda são divulgadas como verdades absolutas.




Por lá, os leitores vivem em outra dimensão.A mais recente convicção de um militante, ensinado por Rui Falcão e cia., foi a de que a Globo estaria irritada com o método de partilha do pré-sal, ou seja, tem gente que acha que a família Marinho, bilionária no ramo das comunicações, faz reuniões em becos do Centro do Rio de Janeiro para discutir como derrubar, em conjunto com a CIA e empresas privadas estrangeiras, a Petrobras. E não estou exagerando. O militante pode falar a tese completa; Dilma fica com a versão light dos “inimigos externos da Petrobras” e outras indiretas, como as que fez em seu discurso de posse, no início deste ano, mas estão falando da mesmíssima teoria. Somente isso, um militante desinformado e uma presidente da República replicarem a mesma informação completamente fora da realidade, é um sinal de como a sanidade passa longe do PT.




O verdadeiro objetivo de demonizar uma empresa de comunicação, além de jogar a responsabilidade para terceiros, é aprovar a famosa “democratização da mídia”, que o Ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, já deixou claro que será “prioridade no segundo mandato da presidenta (sic) Dilma”. Para isso, o PT encontra outros adolescentes, ainda mais rebeldes, precisando urgentemente de uma ida ao psiquiatra: PSOL, PSTU, PCdoB e afins. Com qual objetivo? Calar a imprensa. Censurá-la. Dificultar ao máximo que a população saiba das coisas. De todos escândalos que você conhece, quantos você soube pela mídia? E quantos você soube porque algum membro do governo foi até a sua casa pra lhe pedir desculpas? Esta é a gigantesca diferença entre um país que resiste ao “socialismo do século XXI”, como nós, e uma Cuba, com o comunismo correndo nas veias do povo, enquanto Fidel vive com tudo que o capitalismo oferece de melhor.




Particularmente, acho o BBB um programa horrível, deplorável e idiota, mas dá audiência, ou seja, as pessoas gostam de ver; se tem quem goste, através da liberdade individual de escolha, que sejam felizes assistindo o programa e que fiquem milionários fazendo este programa. Isso é o capitalismo podendo atuar minimamente num país onde a economia é colada com Super Bonder pelo Estado. Não é minimamente aceitável que o Estado determine o que pode ou não pode em mais um setor da sociedade.



A prova cabal e gigantesca de que a imprensa não é golpista, foi a reportagem do jornal O GLOBO sobre o caso conhecido como “SwissLeaks”, onde foram descobertos aproximadamente 700 mil dólares na conta da ex-mulher de Roberto Marinho, Lily, já falecida, ou seja: fato noticiado no jornal da própria família. Quando que uma Carta Capital faria o mesmo? E quando que o PT colocaria uma reportagem própria criticando um dos mensaleiros, para ficar em um exemplo? Quando uma hipotética TV sob comando do Estado faria uma auto-crítica e denúncia?




As organizações Globo são extremamente tolerantes e pacientes com o PT, esta que é a verdade. Neste momento de completa indignação nacional, o PT ter a ousadia de terceirizar responsabilidades para seus bodes expiatórios de praxe tais como: CIA, E.U.A. Globo, FHC,etc... ao invés de olhar para o próprio rabo, é mais uma prova de que a saída deste partido do poder e da vida pública não é problema, mas solução.




O fato do PT ter ganho as últimas quatro eleições presidenciais, num período em que a Globo permaneceu líder de audiência, é um mero acaso, um acidente? e que nos últimos treze anos ela não teve força suficiente para mudar a vontade de um povo soberano que não é bobo e que grita tanto de direita como de esquerda e centro: “abaixo a Rede Globo”.



E, justo agora, quando a gente está chegando ao Brasil que sempre desejamos, Lula e seus soldados querem limites para a investigação. Pensando bem, rejeito a acusação de ser coxinha, rejeito ser enquadrado na direita, rejeito o xingamento de antidemocrata, só porque apoio o juiz Sergio Moro e a Operação Lava-Jato.








Coxinha é o Lula que se veste com Ricardo Almeida e mantém uma adega de razoáveis proporções no sítio de Atibaia,com Iates, pedalinhos e filhos milionários de uma hora para outra.E, para encerrar, roubo dos petralhas sua palavra de ordem: sinto muito, mas não vai ter golpe. Sergio Moro vai ficar.


Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger