A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » Filme Documentário de Dawkins e Krauss em 2013: The Unbelievers (Os Incrédulos) querem "livrar este mundo da religião"

Filme Documentário de Dawkins e Krauss em 2013: The Unbelievers (Os Incrédulos) querem "livrar este mundo da religião"

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 11 de maio de 2013 | 10:32




O objetivo dos incrédulos do Documentário:

O biólogo evolucionista Dawkins e o físico teórico Krauss contou que, quando eles se conheceram eles tinham um debate acalorado sobre, como disse Dawkins, "se devemos ter uma espécie de ataque full-on na religião ou se devemos, como Lawrence preferido, seduzi-los.


Uma iniciativa que visa “livrar o mundo da religião” foi lançada no último dia 29 de abril durante o Hot Dog Festival de Cinema de Toronto, no Canadá. Na ocasião, foi apresentado o documentário The Unbelievers (Os Incrédulos, em tradução livre), produzido pelos famosos ateus Richard Dawkins e Lawrence Krauss.


Durante o festival, Dawkins e Krauss discutiram num fórum sobre as estratégias para fazer as pessoas deixarem de acreditar em Deus. Para Dawkins, o melhor meio seria um ataque maciço às instituições religiosas e o teor de suas crenças, enquanto que para Krauss, a melhor maneira de acabar com a crença em Deus seria “seduzir” os fiéis mostrando a visão da ciência sobre sua fé.

"Krauss explicou que esta é realmente" uma questão estratégica ". Eles concordam que ambas as abordagens têm o seu mérito, dependendo da natureza das pessoas que estão sendo direcionados. No entanto, expressando um acordo geral com a abordagem mais conflituosa de Dawkins muitas vezes irascível, Krauss disse:

"Você tem que confrontar as crenças tolas, dizendo-lhes que eles são bobos", acrescentando: "Se você está tentando convencer as pessoas, apontando que o que eles acreditam é absurdo é a melhor maneira de trazê-los de volta.”

Apesar de sua grande hostilidade para com as crenças religiosas (diferente do seu) e de confissão,espero que este filme vá ajudar em seus esforços para erradicar todas as religiões em todo o mundo.


A crença ou não crença numa divindade não é o que realmente importa para eles. Krauss afirma que o que é realmente importante para eles é que:

 "tudo deve ser uma questão em aberto e que o universo é um lugar notável."

Por outro lado, ele diz: "Isso é mais importante para nós do que não acreditar em Deus, isso não é importante em tudo. "Dawkins e Krauss de tolerância relutante expressa para os evolucionistas que querem manter suas crenças religiosas, a fim de manter as boas coisas da religião lhes oferece-a" espiritualidade "," consolo "e" a comunidade ", enquanto fazem tudo para rejeitar a evolution.

Eles disseram que as pessoas são "hard-wired" para buscar algo espiritual, mas por "espiritual" se referem a uma espécie de emocional elevada. E eles declaram que a ciência oferece um melhor tipo de espiritualidade ", um sentimento de unidade com o universo".Portanto, ciência, pode satisfazer as necessidades mais íntimas das pessoas e melhores do que uma religião de qualquer espécie.

"A espiritualidade é uma sensação de espanto e admiração em algo maior que si mesmo", Krauss explicou, acrescentando que isto é ao mesmo tempo "insignificante é edificante." E, enquanto algumas pessoas se agarram a sua religião para satisfazer alguma necessidade espiritual,ele diz: "A espiritualidade da ciência é melhor do que a espiritualidade da religião, porque é real. "

Ambos vigorosamente negam que a sua própria posição ateísta seja uma" crença ", dizendo que" nós não nos definimos por aquilo que não acreditamos.


Dawkins e Krauss Quer livrar o mundo de todas as religiões, exceto o seu próprio mundo.
Como a maioria dos ateus, Dawkins e Krauss deixam de reconhecer a natureza baseada em uma visão de mundo que nas suas interpretações interpretações eles a definem como "real". Eles se referem repetidamente na entrevista para aceitar a "prova de realidade" sobre as origens, quando eles estão realmente igualando a sua visão de mundo baseada interpretações da realidade.

Além disso, a crença ateísta que Deus não existe na verdade é uma "religião".(Pois estão querendo Religarem-se ao universo)

Não há realmente nenhuma coisa como uma pessoa sem religião. Ou você é por Cristo ou contra Ele (Lucas 11:23). A crença de que não existe ou não,um deus é essencial para entender como se explica a existência, a natureza da autoridade, e de nosso lugar no universo.

A crença de Krauss é de que os átomos em seu corpo se originou há bilhões de anos em stardust, por exemplo, esta é a sua forma "religiosa", na qual ele explica a sua existência sem Deus, e a maneira como ele experimenta o que se passa por uma espiritualidade atéia, é  que ele é "intimamente religado ao cosmos."

Ateus afirmam não serem religiosos, mas eles usam o seu conjunto de crenças como uma forma de explicar a vida sem Deus, eles adoram e servem a criação (por exemplo, o universo) em lugar do Criador (Romanos 1:25).

Krauss exalta o profundo sentimento de admiração estudando o cosmos e Dawkins goza da "poesia da ciência", mas amarre o seu amor para a ciência de sua crença na evolução ateísta e sua enorme alegria vem logo balançando os punhos contra a possibilidade da existência de um Criador .

A razão por trás da hostilidade em relação à religião



E, francamente, a questão aqui não é se uma pessoa define sua visão de mundo como uma religião ou não, ou se ele acredita em um "deus".

O Cristianismo é uma religião autêntica, racional e verdadeira, e, talvez por essa razão, tanto quanto como para qualquer outro ateu ou outra religião não Cristã, é o alvo especial de Dawkins e outros.

Aqueles que amam a "escuridão" (o pecado, a rebelião contra Deus, e a rejeição de Jesus Cristo), naturalmente atacam a luz (João 3:19-21).


Com base na Bíblia, sabemos que Deus olha para o coração ver como cada pessoa está em relação a Jesus Cristo (Romanos 10:9-10;. Cf 1 Samuel 16:07). Mais uma vez, Jesus deixou claro que só existem dois tipos de pessoas que  são a favor ou contra Ele (Mateus 12:30, 25:46).


Dawkins e Krauss reserva sua maior hostilidade para os criacionistas da Terra jovem. Eles indicaram que todo o debate sobre as origens foi completamente resolvido por "Darwin e seus sucessores" e pela cosmologia da teoria do Padre Lamaitre do Big Bang, que Krauss descreve como "o último bastião de Deus.

1)- O Design inteligente na Natureza

Além disso, até mesmo Dawkins admite que a natureza, em particular a própria biologia parece ser algo especialmente projetado. Vemos, por exemplo, a complexidade irredutível precisa em todos os lugares que olhemos, a partir de características anatômicas importantes para processos biológicos em nível molecular.

Dawkins afirma que "criação especial" é "intuitiva", um olhar para a natureza em gritos na sua essência diz ter havido um Criador. Mas Dawkins diz que ele é grato a Darwin para vir acima com uma maneira muito "não-intuitiva" para explicar a natureza sem Deus. Crença darwinista basicamente constrói uma suposição teórica sobre as origens biológicas, apelando a uma série de bilhões de pequenas, mudanças não observáveis ​​ao longo de bilhões anos inobserváveis.No entanto, nem Darwin nem seus sucessores através da observação científica mostrou como quer abiogênese ou a evolução da complexidade biológica é possível ? (Pergunta sem resposta).

Dawkins explica que tanto a biologia e a física (cosmologia) são campos complementares para suplantar a crença em Deus.Mas ele indicou que a biologia, onde o design é tão evidente, este foi o primeiro campo de batalha na guerra contra o Criador. Ele disse o seguinte:


“Historicamente a biologia, suponho, foi o terreno mais fértil para aqueles que desejam fazer uma ponta para o  sobrenatural, porque os seres vivos são tão fantasticamente complicados e belos,que eles carregam em si um enorme peso do design aparente. Eles realmente parecem que são projetados !!!...”

Assim, historicamente, a biologia tem sido o terreno mais fértil para discussões teológicas. Isso é tudo resolvido agora. Darwin e seus sucessores resolveram isso em uma só sentada em seus escritórios e agora por trás das câmeras.

De maneira típica, Krauss e Dawkins acreditam simplesmente  que quem não concorda com suas próprias interpretações achológicas e pessoais sobre as origens,  é irracional e fora de contato com a realidade.

E, como acontece com a maioria dos leigos, qualquer coisa que possa ser "matematicamente modelado" é aceito como verdade, porque os números certamente não mentem. No entanto, os modelos matemáticos sobre cosmologia (como o big bang) e as interpretações sobre a idade do universo, muitas atribuídas a datação radiométrica são baseadas em dados inverificáveis, baseados portanto em teorias de visão de mundo.

Dawkins e Krauss dizer que eles esperam que os espectadores de seu filme inspirado pelas maravilhas da ciência para avaliar criticamente as suas crenças e reconhecer que eles são "bobagem".

Conforme discutido a seguir no entanto, a partir de uma cosmovisão bíblica, um estudo cuidadoso das maravilhas da ciência só afirma que Deus se revela na Bíblia e realmente a natureza realmente glorifica o seu Criador (Salmo 19:01, Colossenses 1:16-17).


Os criacionistas fundamentalistas bíblicos entendem que Deus criou todos os vários tipos de organismos vivos há cerca de 6.000 anos atrás (com base nas genealogias listadas na Bíblia). De acordo com Gênesis, capítulo um, Deus equipou cada reproduzir "segundo a sua espécie."

Realmente nos autores bíblicos (Que não tinham intenção alguma de escrever um livro de ciências) não fazem nenhuma referência na Bíblia de que Deus usou processos evolutivos ou que Ele criou organismos capazes de evoluir através de processos aleatórios em novas e cada vez mais complexas criaturas, mas cada um segundo sua espécieTambém diga-se de passagem não vemos isso acontecer em biologia.

Organismos variam dentro de suas próprias espécies (por exemplo, variações de cães ou gatos), mas não evoluir para novos tipos mais complexos de organismos (por exemplo, amebas em cães ou gatos). As bactérias permanecem bactérias, caninos permanecem caninos, macacos permanecem macacos e os seres humanos permanecem seres humanos, embora haja muito a biodiversidade entre cada tipo criado.

Esta diversificação entre tipos criados é observável. Mas a evolução de uma espécie em uma outra espécie  não o é. E a observação biológica não pode nos oferecer nenhum mecanismo real pelo qual isso possa acontecer.

Além disso, a observação biológica confirma que os seres vivos não saltam à existência através da interação aleatória de componentes não-vivos, apesar das reivindicações evolutivas sobre a abiogênese. Isto é consistente com o relato bíblico de nossas origens, no qual Deus  que criou cada ser conforme sua espécie.

Não há nada portanto de "irracional" sobre o reconhecimento de que a ciência observável é consistente com a historia bíblica.

2)- Pode Dawkins e Krauss Realmente "livrar este mundo da religião"?

O entrevistador concluiu pedindo a ambos: "É a sua esperança ou expectativa de que você pode, em suas palavras, livrar deste mundo da religião?"

"Eu não tenho certeza de quanto ao tempo", Dawkins respondeu. "Eu acho que a religião está em declínio, e que o cristianismo está em declínio em toda a cristandade."Olhando para o futuro, ele acrescenta: "E eu acho que isso vai continuar. Se olharmos para o largo alcance da história, é claro que a tendência está indo na direção certa. Eu não sou tão otimista que isto vai acontecer  com eu ainda em vida, mas isso vai acontecer.”

E o que Dawkins e Krauss espera conseguir ao se livrar do Cristianismo? Por que se importam com o que os outros acreditam? Por que eles estão tão ansiosos para acelerar a saída de Deus da história humana?


Dawkins, resumiu a sua posição orgulhosa de humanismo quando ele disse que quer nos ver:


"inteligentes ao  projetar nossa sociedade, nossa ética e nossa moral, sem Deus (Por que não fazem a experiência em uma ilha de ateus ?), a fim de que possamos viver no tipo de sociedade queremos viver, em vez de no tipo de uma sociedade que estava prevista em um livro escrito em 800 aC. (Qual ?)".

Krauss acrescentou que aceitar as idéias de" camponeses da Idade do Ferro "é" humilhante ".


Esta argumentação de Krauss sãos  as duas  típicas falácia Inversão do acidente e afirmação do consequente.

Sobre a falácia da Inversão do acidente:Se baseia em Tomar uma exceção como regra.Ex.: “Se deixamos doentes terminais usarem heroína, devemos deixar todos usarem...”

Sobre a falácia da: Afirmação do consequente:

Essa falácia ocorre quando se tenta construir um argumento condicional que não está nem do modus ponens (afirmação do antecedente) nem do modus tollens (negação do consequente).

A sua forma categórica é:Se A, então B.
B , Então A.

Ex.: Se há carros, então há poluição. Há poluição. Logo, há carros.

Carros são uma causa necessária para poluição, não a única causa.


Troquem todos os exemplos pelo termo RELIGIÃO, e verão a falácia ateia cair vergonhosamente por terra.


Embora Dawkins e Krauss menosprezem as idéias de camponeses bíblicos, suas noções de planejamento social realmente se parecem muito com a população pós-inundações que construiu a Torre de Babel em rebelião contra o mandamento de Deus para encher a terra. Em seu orgulho (Salmo 10:4; Provérbios 16:08), as pessoas disseram:


"Vamos fazer um deus para nós mesmos" (Gênesis 11:04).

Na verdade, como é que uma pessoa arrogante, tem que ser para assumir que todo aquele que não concorda com ele ou é mal informado ou irracional? É de se admirar que Deus odeia o orgulho, pois através do orgulho de pessoas ditas humanistas não só em rejeitar os caminhos de Deus, mas "suprimir a verdade" (Romanos 1:18) de sua própria existência?

Dawkins e Krauss parecem querer redesenhar o mundo e a sociedade para o resto de nós de acordo com sua própria visão de mundo, certificando-se de que Deus está fora de cogitação.


Por outro lado, aqueles que, como Dawkins e Krauss, se recusam até mesmo reconhecer o testemunho do "design" que se vêem na natureza (Romanos 1:18-22) e suas próprias consciências (Romanos 2:12-16), e muito menos Palavra de Deus, são-segundo-Deus "loucos" (Salmo 14:01, Salmo 53:1). "Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos" (Romanos 1:22).

Em resposta à última pergunta do entrevistador sobre as perspectivas para o fim iminente da religião, Krauss disse:

"Eu pensava até agora que a religião já teria ido. Eu pensava que a religião estava a caminho do fim, então eu fiquei meio surpreso e decepcionado em alguns aspectos pelo ressurgimento do fundamentalismo no meu país [os Estados Unidos]. "

Falando do futuro, ele espera e acrescenta:


"Mas eu acho que é óbvio que o acesso à informação e ao conhecimento irá diminuir" o número de pessoas que se dizem religiosas em todo o mundo e que "inevitavelmente conhecimento e a simples admiração pelo universo real vai suplantar a religião”

Ambos Krauss e Dawkins acha que não é razoável que as pessoas se sintam "ameaçados" por seus esforços para livrar o mundo de religion.Dawkins disse:


"Onde a religião está preocupada se você falar claramente que soa tão ameaçador" ? e "se você disser algo clara e distintamente de verdade que há pessoas que vão tomar isso como uma ameaça ?

Conclusão:

Krauss e Dawkins repetidamente referem-se a "prova da realidade" nesta entrevista. No entanto, eles, como outros cientistas evolucionistas, não conseguem distinguir entre realidade científica testável-experimental da ciência e as premissas não testáveis, não observável, e não verificável em que as afirmações científicas da ciência origens evolutivas são baseadas.

O que eles reivindicam como "realidade" é interpretada através da sua própria visão de mundo, uma visão de mundo que é claramente hostil a Deus.E enquanto eles se opõem a religião,é claro que eles se opõem particularmente ao cristianismo e a Bíblia.

Eles acreditam firmemente que qualquer um que não aceitar sua visão de mundo é irracional. Eles admitem que a religião atende às necessidades de algumas pessoas para uma tal "espiritualidade", mas o seu conceito de espiritualidade é um conceito puramente emocional, e não o de um encontro com a verdade.

E para que esta "resposta", ambos  parecem estar na defensiva não aceitando nenhuma contra argumentação, pois já taxam o opositor, segundo suas visões particulares de mundo de “irracionais” (um ponto feito não só nesta entrevista, mas também por um número de significante de ateus).

Apresso-me a assinalar que, se "apenas uma pergunta" deveria não ser vista como "ameaça", então nem deveria temer em ouvir uma resposta. Se dizendo "uma coisa clara e distintamente e sinceramente" não deve ser visto como uma ameaça quando Dawkins fala, então também não se  deve a verdade da Palavra de Deus ser levada  assim. Ela não deve ser uma ameaça quando questionamos evolução, big bang, mudanças de espécies em milhões de anos, o humanismo, ou mesmo Dawkins e Krauss em suas achologias. Na verdade, teriam até mais credibilidade não mostrando temor em questionarem em suas visões de mundo.

Krauss e Dawkins têm uma coisa em comum com a maioria dos criacionistas bíblicos, um sentimento de respeito e admiração pelo o que podemos aprender com a ciência experimental sobre o mundo que nos rodeia. Krauss e Dawkins apreciam a "poesia da ciência", mas dai sobrepor suas próprias noções pessoais e não unânimes nem no próprio meio científico, opiniões estas rapsódicas sobre os átomos de nossos corpos serem derivados aleatórios de poeira estelar bilhões de anos, é no mínimo irracional, desde que se prove isto cientificamente esta aleatoricidade.

Krauss e Dawkins esperam que seu filme vai levar os cristãos a fazer perguntas e analisar criticamente as suas crenças à luz da ciência.

No Answers in Genesis Encorajamos as pessoas-crentes e não crentes a fazer perguntas e analisar criticamente a revelação bíblica e fatos científicos. Nós fornecemos ajuda para encontrar respostas a essas perguntas.

Nós não incentivamos a ignorância sobre as posições evolutivas mas querer equiparar as pessoas com as informações que eles precisam para discernir a diferença entre a ciência experimental observável e ciência histórica, entre o que pode ser testado e que só pode ser imaginado, entre o que pode realmente ser visto no mundo através da ciência e as teóricas reivindicações de evolutionistas, é exigir uma autoridade que nem eles e nem seus próprios argumentos falaciosos os têem.

Pelo contrário, nós estamos fornecendo respostas razoáveis, científicas e bíblicas para perguntas sobre as origens. E fazemo-lo com a confiança de que a Bíblia tem as respostas para explicar o mundo em que vivemos.E Mesmo que Cientistas e  filósofos tivessem a possibilidade de descobrir a verdade, qual, de entre eles, se interessaria por ela? Cada um deles sabe muito bem que o seu sistema não tem mais fundamentos que os dos outros; mas sustenta-o, porque é seu. A história confirma que não houve um único cientista que mesmo tendo chegado a distinguir uma teoria  verdadeira de uma falsa, não tivesse preferido ficar com sua própria teoria do que  reconhecer a  verdadeira teoria descoberta por outro. Contanto que se eleve acima do vulgar, contanto que apague o brilho dos seus concorrentes, que mais deseja ele? O essencial é pensar diferentemente dos outros.

Talvez para o crentes, é um ateu; para um  ateu, seria um crente...”

A verdade sempre tem três versões : A minha, a sua, e a que é realmente verdadeira, que não é na maioria das vezes aceita por ambos.

“Quando nos fechamos em nossos julgamentos, desqualificamos qualquer argumento,e invalidamos qualquer prova, mesmo que convincente, que não se ajustem a eles.”

Infelizmente é isto que percebemos em Krauss e Dawkins,

Nada que mereça ser chamado de verdade pode ser alcançado por este método...

Tradução: Blog o Berakash


Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 1 Comentário. Deixe o seu!

19 de julho de 2013 12:02

Não vejo a hora de ver esse filme, so pelo treiler ja fiquei empolgado!!!

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger