A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Qual o valor dos grandes e pequenos sacrifícios diários do Cristão ?

Qual o valor dos grandes e pequenos sacrifícios diários do Cristão ?

Written By Beraká - o blog da família on segunda-feira, 21 de novembro de 2011 | 00:22



O Valor do Sacrifício

Quando a praga estava assolando Israe durante o reinado de Davi, o rei foi ao jebuseu Araúna para comprar seu terreiro (onde ele secava e batia os grãos). 

Davi queria construir ali um altar ao Senhor e Araúna ofereceu-se para doar o terreiro e outros suprimentos necessários. 

Mas Davi recusou: "Não aceito, mas o comprarei pelo devido preço, porque não oferecerei ao Senhor, meu Deus, holocaustos que não me custem nada" (2 Samuel 24:24). Davi sentia que esta oferenda precisava representar algum sacrifício de sua parte.

Jesus observou o valor do sacrificio de dar, quando ele comentou a dádiva de uma pobre viúva que tinha posto duas moedas no tesouro do templo (Lucas 21:1-4). 

Sua contribuicão representava aproximada- mente a menor dádiva que podia ser feita em moeda. Contudo, Jesus afirmou que ela tinha dado "mais do que todos".


Jesus estava comentando o valor relativo da oferta da viúva, em vez de seu valor absoluto. No sentido absoluto, as pessoas ricas que estavam fazendo contribuições, estavam dando mais dinheiro, mas Jesus estava comparando a dádiva com o que era possuído pelo doador. Os ricos faziam uma contribuição; a viúva fazia um sacrificio.

Jesus não criticou as dádivas dos ricos, nem disse que somente a generosidade nas proporções daquela da viúva ("da sua pobreza deu tudo o que possuía, todo o seu sustento") é aceitavel por Deus. Ele elogiou a dádiva dela para mostrar que uma tal oferta não é desprezada, apesar de sua pequenez no sentido absoluto.

Deus mede o valor de nossas dádivas e serviços num sentido relativo. Não é surpresa que nós, humanos, tenhamos tendência a medir o valor segundo uma escala absoluta. 


Ficamos impressionados com aqueles que dão grandes quantias a várias causas ou que executam grandes tarefas. Tendemos a depreciar as pequenas dádivas ou atos de serviço. A historia da viúva mostra-nos que nenhum serviço a Cristo é insignificante (veja Marcos 9:41). 


Nossas oferendas e labor no reino de Deus são valorizados por ele com respeito ao que possuímos e que somos capazes de dar. O louvor de Deus não vai somente para os ricos, os fortes, os muito talentosos; ele conhece e aprecia todos os seus servos.


Na véspera de sua morte, Jesus reuniu-se com os doze apóstolos para uma ceia – a Última Ceia. Na mesa, havia pão e vinho. Jesus, bezendo o pão, disse: "Tomai e comei, isto é o meu Corpo". Benzendo o vinho, disse: "Tomai e bebei, isto é o meu Sangue". O Sacrifício cruento foi antecipado. Na véspera, Ele já se entregava – para "permanecer conosco até a consumação dos séculos". Como alimento de vida eterna.


Jesus nasceu em Belém, na "casa do Pão". O sacerdote Melquisedeque (Gn 14, 18) oferecera um sacrifício de pão e vinho. Quando, perseguidos, caminhavam no deserto, os judeus foram alimentados por um pão misterioso – o maná (Ex 16). Uma vez, exausto, o profeta Elias desejou morrer. Mas precisava ainda, percorrer um grande caminho. E um pão milagroso o sustentou (3Rs 19, 3-8).


Por duas vezes, Jesus realizou o milagre da multiplicação dos pães e, referindo-se a isso, declarou ser Ele próprio o "Pão da Vida". Agora, na Última Ceia, aquelas figuras se realizam: "Tomai e Comei, isto é o meu Corpo". "Tomai e bebei, isto é o meu Sangue".



E, pela primeira vez, os apóstolos comungaram. E tiveram a ordem de perpetuar aquela Ceia – Ceia que era um sacrifício – em que a Vítima era consumida. Ceia que era um sacrifício – o mesmo da cruz (antecipado) em que o mesmo Sacerdote e mesma Vítima, o "cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo", restabelecia a ligação entre o Céu e a terra, propiciando ao homem a veste (da graça) para que este, como filho de Rei, pudesse apresentar-se na casa do Pai.

Frases motivadoras sobre a dimensão do Sacrifício:


1)- "O sacrifício próprio deixa-nos com disposição para sacrificar-nos pelos demais."

2)- "Sacrifício não significa nem amputação nem penitência. (...) Ele é uma oferta de nós próprios ao Ser a que recorremos."

3)- "Toda a grande obra supõe um sacrifício; e no próprio sacrifício se encontra a mais bela e a mais valiosa das recompensas."

4)- "Quase sempre a vida de sacrifícios ofertados  é mais agradável do que a de amarguras sem sentido e sem ofertas”

5)- "O amor sem sacrifício é uma ilusão, e o sacrifício sem amor é uma impossibilidade."

6)- "Um grande sacrifício é fácil, os pequenos sacrifícios contínuos e ofertados  é que custam."

7)- "Prefiro o sacrifício a todos os êxtases."( Tereza D’Avila).

8)-  "É pela oração e pelo sacrifício somente que somos úteis à Igreja." (Santa Teresa de Lisieux).

9)- "Não há grandeza, nem beleza, nem santidade sem sacrifício."

10)-  “Quem quer levar uma vida Santa deve estar sempre pronto para o sacrifício.”

11)- "O dever do sacrifício não nos obriga a abandonar o mundo e a retirar-nos para o isolamento, mas sim a estar sempre prontos a sacrificar-nos pelos que nos estão próximos”.

12)- "O importante é termos a capacidade de sacrificar aquilo que somos no presente para ser aquilo que  devemos ser no futuro: Santos.”


13)- "O mundo só admira o sacrifício com espectáculo, porque ignora o valor do sacrifício escondido e silencioso."

14)- "Dar somente gostos ao nosso corpo é dar armas a um inimigo, que não esitará em usar contra nós.

15)- "Amor é fogo que arde sem se ver;

É ferida que dói e não se sente;

É dor que desatina sem doer.

É um cuidar que se ganha em se perder."

16)- "O verdadeiro sacrifício é fonte inesgotável. Quanto mais se oferta sem nada esperar em troca, mais se tem."

17)- "Para quem ama, qualquer sacrifício é alegria."

19)- "Na vida nada se consegue sem esforço e sem sacrifício."

20)- "Quer saber o quanto você  ama alguem? : Quanto maior o sacrifício que você estiver disposto a fazer por alguem, sem interesse algum, simplismente por que vc quer ver o outro feliz, maior é o amor que vc tem por aquela pessoa."

21)- "Tudo que precisas é fácil de encontrar, após um sacrifício que nem sempre é fácil de realizar!"

22)- "O sacrifício é apenas o processo de capacitação para aquilo que nunca fomos treinados."

“ LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO “
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger