A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Líder da CUT incentiva a violência e fala em ‘pegar em armas’ em discurso a favor de Dilma

Líder da CUT incentiva a violência e fala em ‘pegar em armas’ em discurso a favor de Dilma

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 15 de agosto de 2015 | 12:03



Na última quinta-feira, 13, Vagner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), fez um discurso polêmico em um evento, no Palácio do Planalto, que reuniu cerca de mil integrantes de movimentos sociais ligados ao governo. Em seu discurso a favor da presidente Dilma Rousseff, ele falou em:


“pegar em “armas” para impedir qualquer tentativa de golpe para tirar Dilma do poder.Somos defensores da unidade nacional, da construção de um projeto de desenvolvimento para todos e para todas. E isso implica, neste momento, ir para as ruas entrincheirados, com armas nas mãos, se tentarem derrubar a presidenta”, disse.




No mesmo dia, ele procurou o Jornal Nacional, da Rede Globo, para dizer que foi mal interpretado, e que seu discurso usava uma figura de linguagem.  Em nota ao site da CUT, Freitas disse:


“a frase mais destacada da minha fala de quase oito minutos foi justamente a que citava as armas. Foi entendida como um chamado à violência, ao uso de armas de fogo. Qualquer sindicalista sabe que quando nos referimos a usar ‘todas as armas que forem necessárias’, estamos nos referindo às armas da democracia, que é a luta por direitos, a mobilização organizada, democrática, com respeito às diferenças”.



No evento, Dilma também criticou aqueles que defendem o impeachment. Ela disse que é preciso respeitar o resultado das eleições. “A democracia é algo que temos que preservar custe o que custar”. A presidente também disse ser a favor das manifestações, já que na época do regime militar estes atos eram vistos como ameaça às instituições. “Não vejo nem nunca verei problema em manifestações. Tenho que ter lealdade com a experiência histórica da minha geração, que foi muito dura. Eu sobrevivi”, disse. É esperado que ocorram manifestações em todo o país no próximo domingo, 16, a favor do impeachment.



Além disso, Dilma criticou pela primeira vez o atentado ao Instituto Lula, que foi alvo de uma bomba caseira no mês passado. “Temos que zelar pelo respeito que as pessoas que pensam diferente da gente têm que receber de nós. Diálogo é diferente de pauleira. Dialogo é dialogo, pauleira é pauleira. Ninguém pode chamar de diálogo xingar alguém. Botar bomba não é diálogo”, afirmou.



A oposição falou em resposta:


"Vamos de cabeça erguida para as ruas de todo Brasil, no próximo domingo, levando como nossa única arma a Constituição do Brasil" - Aécio Neves




Fontes: O Globo-Líder da CUT ameaça pegar em ‘armas’, CUT-As armas da Democracia
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger