A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , , » Falece valente Bispo que denunciou realidade de Cuba na visita de João Paulo II em 1998

Falece valente Bispo que denunciou realidade de Cuba na visita de João Paulo II em 1998

Written By Beraká - o blog da família on quinta-feira, 1 de dezembro de 2011 | 09:34



O Arcebispo Emérito de Santiago de Cuba, Dom Pedro Meurice Estiú, faleceu  aos  79 anos de idade na cidade de Miami (Estados Unidos) por causa de um ataque cardíaco.

O Prelado ganhou o apelativo de "Leão do Oriente" por suas valentes críticas ao governo castrista durante a visita do Beato João Paulo II a Cuba em janeiro de 1998.



A Radio Martí comunicou esta noticia recolhida pelo site Cubaencuentro.com, sobre o falecimento deste prelado que pronunciou um dos discursos mais críticos ao regime do Fidel Castro no dia 24 de janeiro de 1998, quando João Paulo II visitou a ilha e pediu que "Cuba se abra ao mundo e o mundo se abra a Cuba".



Dom Meurice, que foi despedido hoje por um repique de sinos em todas as paróquias de Santiago de Cuba, disse diante de milhares de fiéis presentes na Missa de 1998:


1)- "Santo Padre: Cuba é um povo que tem uma íntima vocação à solidariedade, mas ao longo de sua história, viu desarticulados ou interrompidos os espaços de associação e participação da sociedade civil, de modo que lhe apresento a alma de uma nação que deseja reconstruir a fraternidade sobre a base de liberdade e solidariedade".


2)-
"Desejo apresentar nesta Eucaristia a todos aqueles cubanos e moradores de Santiago de Cuba que não encontram sentido às suas vidas, que não puderam optar e desenvolver um projeto de vida por causa de um caminho de despersonalização que é fruto do paternalismo".



3)- Dom Meurice se referiu ademais naquele discurso a "um número crescente de cubanos que confundiram a Pátria com um partido, a nação com o processo histórico que vivemos nas últimas décadas, e a cultura com uma ideologia".


4)-
"São cubanos que, ao rejeitar tudo de uma vez sem discernir, sentem-se desarraigados, rechaçam o que é daqui e supervalorizam tudo o que é doe exterior. Alguns consideram esta como uma das causas mais profundas do exílio interno e externo".


Depois de assinalar que a Igreja em Cuba viveu uma importante época na década de 50. Entretanto, "fruto da confrontação ideológica com o marxismo-leninismo, estatalmente induzido, voltou a ser empobrecida de meios e agentes de pastoral mas não de moções do Espírito, como foi o Encontro Nacional Eclesiástico Cubano".


"Há outra realidade que devo apresentar-lhe: a nação vive aqui e vive na diáspora. O cubano sofre, vive e espera aqui e também sofre, vive e espera lá fora.
Somos um único povo que, navegando aos trancos sobre todos os mares, seguimos procurando a unidade que não será nunca fruto da uniformidade mas sim de uma alma comum e compartilhada a partir da diversidade".



Dom Pedro Meurice Estíu nasceu em Santiago de Cuba em 1932. Foi ordenado sacerdote em 26 de junho de 1955. Realizou estudos na Espanha e cursou Direito Canônico na Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma (Itália).


Foi designado Bispo Auxiliar de Santiago de Cuba no dia 1 de julho de 1967 e recebeu a ordenação episcopal no dia 30 de agosto desse mesmo ano. No dia 4 de julho de 1970 foi nomeado Arcebispo titular de Santiago de Cuba. Esteve à frente da diocese primaz de Cuba durante 41 anos.


"Chegará o dia em que tanta dor e tanto sofrimento, tanto trabalho, tanto suor, não serão em vão, darão seu fruto e fruto abundante. E todos poderemos gozar de alegria, de paz, de unidade".

Disse Dom Meurice em sua homilia de despedida na Catedral de Santiago de Cuba.


Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=22266
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger