A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Qual o método mais adequado para um Católico realizar um EXAME DE ESPERMOGRAMA sem ferir o Magistério ?

Qual o método mais adequado para um Católico realizar um EXAME DE ESPERMOGRAMA sem ferir o Magistério ?

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012 | 18:15



O que é o Espermograma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O espermograma é um tipo de exame que analisa as condições físicas e composição do sêmem humano. É explorado para avaliar a função produtora do testículo e problemas de esterilidade masculina.


1)- Preparo do paciente



Para obter resultados de maior fidelidade o paciente deve ficar em abstinência sexual de três (mínimo) a cinco dias (máximo), pois a quantidade e qualidade do esperma é afetada pela quantidade de vezes que o homem ejacula.



2)- Colheita de material para análise

Para a colheita, o método masturbatório é o de escolha, preferencialmente realizado dentro do próprio laboratório, usando como coletor de esperma uma placa de Petri ou frasco de boca larga estéril.Todavia, existe outro método como o coitus interruptus.A técnica usando preservativo de borracha, que consiste na masturbação com um preservativo a fim de recolher o esperma, deve ser evitado, ao menos se existir a certeza de que não contenha espermicidas.(Blowtex lança no Brasil um preservativo diferenciado e único: Blowtex Skyn,produzido em poliisopreno, substância que não contém látex natural).Neste último caso, o preservativo contendo esperma é amarrado e envolvido em um pano, colocado debaixo da roupa próxima ao corpo e levado imediatamente ao laboratório.



3)- Exame macroscópico


Sêmen humano logo após a ejaculação. As áreas claras (que aparecem negras ou marrom devido ao fundo preto) estão começando a se liquefazer.






4)- Volume

Em média 3 ml (3 e 5 ml) para homens de idade abaixo da linha de 40 anos. Volumes menores ou iguais a 0,5 ml tem alta possibilidade de serem patológicos.

5)- Consistência

No ato da ejaculação é de consistência gelatinosa. Posteriormente, entre 10 e 30 min., torna-se liquefeito em contato com o ar. Se for ejaculado já líquido, pode-se dizer que há uma pobreza de espermatozoides; se muito espesso é anormal.

6)-Cor

Branco-acizentado e opalescente. Se o indivíduo passar muito tempo sem fazer sexo ou mastubar-se torna-se amarelado.

7)- Reação

pH normal varia entre 8,1 e 8,4.

8)- Espermatozóide humanos corados observados ao microscópio

Após ocorrer fluidificação, o esperma é coletado com pipeta ou micropipeta colocado em lâmina comum ou especial para sua visualização pelo microscópio. Normalmente são vistos os espermatozoides em grande número e extremamente agitados. Caso não exista nenhum, o material deve ser centrifugado, medida necessária em casos de oligospermia.

9)-Morfologia

Técnica utilizando esfregaço e coloração, nota-se as características da cabeça, cauda e corpo dos espermatozoides. É normal existir 30% de formas anormais (cabeça globosa, cauda bífida, cauda curta ou ausência de cauda).



10)- Contagem



O número normal de espermatozoides é de 120 milhões. Casos de hiperespermia não podem ser considerados patológicos; casos de hipospermia e oligospermia são resultados ditos anormais.



11)- Motilidade



Feita através de coloração tem como índice de normalidade 60% das formas móveis.



Fatores que podem interferir nos exames





§  Tabaco
§  Álcool
§  Exercícios excessivos
§  Cafeína
§  Substâncias psicotrópicas
§  Stress
§  Chumbo
§  Vibração excessiva
§  Defeitos genéticos
§  Alterações hormonais
§  Infecções



Coleta de esperma

MATERIAL: Esperma.

EXAMES: Espermograma, Cultura de esperma, Bacterioscopia

FORMA DE COLETA:
  
1)- Fazer abstinência sexual de no mínimo 3 dias e no máximo 5 dias, para posterior coleta de esperma.

2)- A coleta deverá ser realizada pela manhã (entre 7:00 e 8:30 hs), de segunda a sexta-feira, de preferência no laboratório. Se não for possível, seguir rigorosamente o tempo de envio ao laboratório.

3)- Lavar o pênis com água e sabonete. Deve-se urinar previamente e depois coletar por masturbação, todo o volume de esperma de uma ejaculação, diretamente no frasco fornecido pelo laboratório.

4)- Não coletar o esperma em preservativo de látex , pois interfere com a viabilidade dos espermatozóides.

5)- Anotar o horário da coleta e enviar o esperma ao laboratório no máximo 30 minutos após a coleta.


6)- O material deve ser protegido contra extremos de temperatura (menos de 20º C e mais de 40º C) durante o transporte até o laboratório. Comunicar ao laboratório se fez vasectomia e a quanto tempo.

7)- A realização do espermograma tem como aplicações, principalmente, a avaliação das glândulas seminais, da fertilidade e monitoramento pós-vasectomia. Além de esclarecer infecções neste local.

8)- Evitar perda do material durante a coleta. Fechar imediatamente o frasco após a coleta, para evitar alcalinização;

9)-É indispensável informar o horário da coleta;

10)- O jejum não é obrigatório, exceto quando solicitado a dosagem de frutose, pois níveis elevados de glicose podem interferir na dosagem.

FONTE:http://www.ebah.com.br/content/ABAAAANLsAD/apostila-fundamentos-laboratoriais



Sobre a Baixa qualidade do esperma:








Um número diminuído de espermatozóides e outras anomalias do esperma podem ser causadas por problemas hormonais, anatómicos, imunológicos ou até mesmo por factores ambientais. A qualidade do esperma não pode ser avaliada a olho nú.As informações sobre a quantidade, mobilidade, forma e vitalidade dos espermatozóides presentes no sémen do homem apenas podem ser obtidas através da análise de uma amostra de sémen realizada em laboratório (espermograma). Este exame permite igualmente analisar a aglutinação, as células inflamatórias e o nível de acidez.



Na sequência deste exame, o homem poderá ser objecto de um dos seguintes diagnósticos:




1)- Azoospermia – Verifica-se uma ausência absoluta de espermatozóides no sémen. Em alguns casos, os testículos ainda produzem espermatozóides, mas poderá existir uma obstrução ou anomalia que impeça a presença de  espermatozóides no ejaculado. Esta obstrução pode ser uma anomalia genética ou congénita no desenvolvimento do aparelho reprodutor masculino ou resultar de uma infecção.



2)- Oligospermia – O sémen contém apenas uma pequena quantidade de espermatozóides.



3)- Astenospermia – Este diagnóstico significa que existem espermatozóides com mobilidade reduzida ou insuficiente que estão a impedir os espermatozóides saudáveis de alcançar o óvulo.



4)- Teratospermia – Os espermatozóides apresentam uma morfologia tão anormal que a probabilidade de fertilizarem um óvulo é muito reduzida.


Por vezes, são identificadas combinações de várias anomalias e, nesse caso, a classificação torna-se ainda mais complicada.São várias as causas da deterioração da qualidade do esperma. Seguidamente, apresenta-se uma breve descrição das causas mais comuns dos problemas relacionados com o esperma:




1)-Obstruções:



Qualquer obstrução nos canais deferentes ou no tracto urinário inferior impede a ejaculação de esperma. Estas obstruções são uma causa comum de infertilidade. Podem ser causadas por infecções (nomeadamente doenças sexualmente transmissíveis – DST) e, por vezes, podem ser eliminadas através do recurso a antibióticos, permitindo que o paciente recupere a sua fertilidade. Se a obstrução for estrutural (física), poderá ser necessária uma cirurgia ou outro tipo de procedimento. Se não for possível eliminar a obstrução estrutural, pode ser então realizada uma biópsia ou punção para extrair esperma dos epididímos ou dos testículos.



2)- Anomalias congénitas / hereditárias

Por vezes, os canais deferentes podem não se ter desenvolvido. Neste caso, dá-se a produção de esperma, mas a inexistência de canais deferentes impossibilita a presença de espermatozóides no sémen ejaculado. Sem qualquer intervenção, estes homens nunca poderiam procriar. Além disso, estes homens correm geralmente um risco acrescido de sofrerem de uma anomalia genética, o que poderá aumentar as probabilidades de a criança sofrer de fibrose quística.



A síndroma de Klinefelter é uma anomalia hereditária (anomalia congénita do carióipo, especificamente dos cromossomas sexuais) do sexo masculino caracterizada pela ausência ou insuficiência de espermetozóides no sémen. É causada por um cromossoma X a mais (XXY em vez de XY). Em muitos casos, os testículos ainda produzem esperma, que pode ser recolhido através de uma biópsia ou punção testicular. Porém, uma vez que se trata de uma anomalia que poderá ser transmitida aos descendentes (hereditária), os casais por ela afectados devem procurar uma consulta de Aconselhamento Genético antes de tentarem procriar, pois uma parte do esperma transmitirá um cromossoma X extra, o que significa que a criança poderá herdar a doença do pai. Um exame aos cromossomas dos embriões –diagnóstico pré implantação   é uma das opções que pode permitir ter filhos saudáveis com os gâmetas do casal.





Outra anomalia hereditária é a chamada Microdelecção do cromossoma Y. A ausência ou extrema alteração da qualidade do esperma pode ficar a dever-se a um problema hereditário com o cromossoma Y masculino. Esta anomalia pode ser detectada através de uma análise ao sangue e, também neste caso, uma vez que pode ser transmitida aos descendentes do sexo masculino, é essencial consultar um especialista em genética.

3)- Ejaculação retrógrada



Se um homem sofre de ejaculação retrógrada, os espermatozóides deslocam-se na direcção errada durante a ejaculação, acabando por atingir a bexiga e não o tracto urinário inferior. Do ponto de vista anatómico, os canais deferentes estão, como é normal, ligados ao tracto urinário, mas as válvulas que regulam o fluxo de urina e de sémen através do tracto urinário não funcionam correctamente.(Quando não existem anomalias, a válvula entre a bexiga e o tracto urinário contrai-se durante a ejaculação, enquanto a válvula entre o canal deferente e o tracto urinário se fecha durante a micção.) 




Esta anomalia é bastante rara e, por vezes, está associada a distúrbios neurológicos, diabetes ou à remoção da próstata. O tratamento da infertilidade baseia-se geralmente em técnicas de Procriação Medicamente Assistida (PMA), utilizando espermatozóides recuperados da bexiga após a ejaculação. Porém, a recolha de esperma é dificultada pelo facto de a urina ser normalmente tóxica para o esperma. Uma solução consiste em colocar primeiro um cateter na bexiga para introduzir uma solução salina tamponada e, em seguida, recolher a mistura semen/tampão após a ejaculação. Em alternativa, o homem pode beber um líquido alcalino num período anterior à ejaculação. Após a ejaculação, a bexiga é esvaziada normalmente e a mistura de sémen e urina é recolhida e tratada em laboratório.




4)- Criptorquidia (testículos ectópicos)

O escroto encontra-se situado no exterior do corpo porque o esperma tem de estar a uma temperatura inferior à temperatura do corpo. Se os testículos não tiverem descido para o escroto até por volta do primeiro mês após o nascimento, podem surgir problemas de fertilidade. Acriptorquidia pode ser corrigida através de uma intervenção cirúrgica, mas se os testículos não descerem durante a infância, podem ocorrer danos irreversíveis. A própria cirurgia correctiva pode prejudicar a fertilidade.

5)- Varicocelo

As varizes também podem surgir no escroto. Não se sabe exactamente de que forma isto afecta a fertilidade, mas uma teoria predominante afirma que as varizes levam a um aumento da temperatura nos testículos. Este aquecimento compromete a produção de espermatozóides. As varizes podem ser eliminadas através de uma cirurgia, aqueando-as, mas não existe um consenso quanto aos benefícios desta intervenção cirúrgica em relação ao seu impacto sobre a fertilidade.




6)- Desequilíbrios hormonais




Um equilíbrio hormonal perfeito é fundamental para o normal funcionamento do aparelho reprodutor masculino. Se o corpo não produzir uma quantidade suficiente de testosterona ou gonadotrofinas , nomeadamente a hormona folículo-estimulante (FSH) e a hormona luteinizante (LH), poderá ocorrer infertilidade masculina. No entanto, os desequilíbrios hormonais que provocam a deterioração da qualidade do esperma não são muito comuns.Os problemas hormonais têm origem nas glândulas que produzem as hormonas ou nas glândulas onde as hormonas actuam hipotálamo, hipófise, tiróide, próstata e testículos. O facto de uma destas glândulas não funcionar correctamente pode ser problemático quer para a produção de esperma quer para os fluidos nutritivos semelhantes a leite que compõem o sémen.



7)- Outros fatores

O esperma pode também ser afectado pelo sistema imunitário. Após um traumatismo ou uma infecção, o sistema imunitário pode criar anticorpos que envolvem o esperma e provocam a aglutinação dos espermatozóides.





FONTE:http://www.fertilidadeumaviagem.com/a_fertilidade/infertilidade_masculina/baixa_qualidade_do_esperma/index.asp?C=41538409618518402778





SOBRE AS COLETAS POR PUNÇÃO:

A punção para coleta de espermograma é usada em casos especificos quando o espermograma não apresenta espermatozóides.




Punção Testicular 






1)- MESA (microsurgical epididymal sperm aspiration) :




Primeira técnica de recuperação utilizada. Consiste em uma técnica cirúrgica de extração espermática com retirada de pequena quantidade de líquido do epidídimo.

2)- PESA (percutaneous epididymal sperm aspiration) :

Consiste na captura de espermatozóides por punção dos epidídimos e aspiração do liquido desse órgão. Muito utilizada em casos de pacientes com dificuldades de escoamento espermático (ex. vasectomia).

3)- TESA (testicular sperm aspiration):

Técnica de recuperação espermática intratesticular por punção e retirada de material testicular. Sua indicação pode ser feita em casos de ausência completa de espermatozóides na ejaculação." 




CONCIDERAÇÕES SOBRE O ESPERMOGRAMA:








Um importante exame onde o preparo e a coleta são fundamentais para um resultado fidedigno.Procure seu médico e informe a ele problemas como: minha mulher não engravida, tenho dor durante a relação sexual. Estas são algumas questões que podem ser esclarecidas com a obtenção do resultado da realização do espermograma que o seu médico solicita.A realização do espermograma tem como aplicações, principalmente, a avaliação das glândulas seminais, da fertilidade e monitoramento pós-vasectomia. Além de esclarecer infecções neste local.A coleta e análise do sêmen precisam ser criteriosamente realizados.Além das avaliações físico-químicas, microscópicas e morfológicas dos espermatozóides, podem ser realizadas também avaliações imunológicas, bioquímicas e hormonais.

http://www.plugbr.net/o-exame-espermograma-preparo-e-coleta-da-amostra/




QUANTO CUSTA  EM MÉDIA UM ESPERMOGRAMA ?





Se for para fertilidade um dos mais indicados é o através metodo kruger.Mas tem outros mais genéricos:




O valor é em torno de R$ 50,00 a R$ 170,00




QUAL O MÉTODO DE COLETA QUE UM CATÓLICO PODE FAZER?




1)- Por masturbação é totalmente contra o magistério

2)- Coito Interrompido também é contra a ética Católica

3)- Por Punção é mais indicado.

4)- Coleta pós ato conjugal.

5)- Coleta com preservativo servindo de Coletor, que não seja de látex (O magistério veda o uso de preservativos como CONTRACEPTIVOS, porém, não há nenhum documento restringindo a utilização do mesmo como “instrumento de coleta”, já que a intenção não é a contracepção que é indesejada e desnecessária, mas sim, unicamente a coleta para obtenção da procriação).



Obs.: Blowtex lança no Brasil um preservativo diferenciado e único: Blowtex Skyn, produzido em poliisopreno, substância que não contém látex natural.





CONCLUSÃO:


Dependendo de sua finalidade o exame de espermograma pode ser moral ou imoral. Quando ele é solicitado para preparar uma fertilização in vitro é imoral, pois sua finalidade também o é. Para que haja um espermograma moralmente aceitável é preciso que a finalidade seja moralmente aceitável. Este exame, quando solicitado para detectar doenças ou resolver problemas de infertilidade pode ser aceitável.Porém, é preciso analisar também o método pelo qual o espermograma pode ser realizado. Existem métodos lícitos e ilícitos para a colheita do material e estes devem ser levados em conta também.



No dia 02 de agosto de 1929, o Santo Ofício publicou o seguinte decreto que diz respeito a utilização da masturbação direta como método para a colheita do esperma. Eis a pergunta:

“É lícita a masturbação diretamente procurada para obter esperma com que se pode descobrir e logo curar, na medida do possível, a doença contagiosa da ‘blenorragia’?”


Resposta: (confirmada pelo Sumo Pontífice em 26 de jun.): Não.” (DH 2684).Assim, está descartada a masturbação como método para obter o esperma a ser examinado. Esse posicionamento não é novo, pelo contrário, é a posição constante da tradição da Igreja. O próprio Catecismo da Igreja Católica, no número 2352 diz que:


CIC 2352:“Por masturbação se deve entender a excitação voluntária dos órgãos genitais, a fim de conseguir um prazer venéreo. Na linha da tradição constante, tanto o magistério da Igreja como o senso moral dos fiéis afirmaram sem hesitação que a masturbação é um ato intrínseca e gravemente desordenado. Qualquer que seja o motivo, o uso deliberado da faculdade sexual fora das relações conjugais normais contradiz sua finalidade. (…)”.



Assim, se o ato por si mesmo é desordenado, as circunstâncias não mudam a sua imoralidade e, portanto, a masturbação para obter esperma não é aceitável pela Igreja. A solução é buscar método alternativos para a colheita do material.O primeiro método lícito é a punção, ou seja, uma pequena intervenção cirúrgica por meio da qual se colhe o esperma. O segundo é por meio da relação sexual matrimonial, no qual o esperma retido ou no fundo da vagina da esposa ou no canal da uretra do esposo é colhido. O terceiro – e controverso – método é o do ato sexual matrimonial realizado com um preservativo perfurado, no qual parte do esperma ejaculado fica retido na camisinha. Sobre este método paira dúvida sobre sua moralidade.


A conclusão, portanto, é que a colheita do material a ser examinado deve ser feita por meio de técnicas vinculadas à intervenção cirúrgica ou pelo ato sexual matrimonial. A masturbação, em qualquer circunstância, é ilícita e imoral, e, deste modo, descartada.

 


“ LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO “
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger