“Existem pouquíssimas pessoas neste mundo que realmente odeiam CEGAMENTE a Igreja Católica, mas infelizmente há milhões que odeiam o que eles PENSAM ser a Igreja Católica, pois se o que eles odeiam, realmente fosse a religião Católica – os católicos também a odiariam. (Fulton J. Sheen)”.
Home » , » CONTRADIÇÕES DA FALSA DOUTRINA DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

CONTRADIÇÕES DA FALSA DOUTRINA DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 31 de março de 2010 | 11:03



COMO AGE A LAVAGEM CEREBRAL DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ ?


“Bom dia, estamos fazendo visitas aos seus vizinhos e gostaríamos de falar um pouquinho com o sr (a) sobre a Bíblia”.

Se você disser que já tem religião, eles prontamente dizem que não importa, pois o que querem é falar sobre a Bíblia e não sobre religião.

Caso os permita falar, o discurso também é padrão:

1- Falam sobre como a situação do mundo está ruim e tende a piorar e esperam que você concorde com eles.


2- Perguntam se você tem esperança de um dia a situação mundial melhorar. A sua resposta neste assunto pra eles é indiferente.


Ou você dizendo sim ou não, não interessa eles vão para a fase 3.


3- Mostram textos na bíblia que apontam para o Reino de Deus , aquele mencionado no “pai-nosso”, como a solução dos problemas do mundo.


4- Falam sobre um breve novo mundo em forma de paraíso na terra, sem mortes , violência e tudo de bom.


5- Você terá que estudar a Bíblia, com eles, para saber o que fazer para herdar este paraíso. (Citam João 17:3)


6- Deixarão uma revista ou livro com você e tentarão marcar uma revisita para a próxima semana.

O objetivo é iniciar UMA LAVAGEM CEREBRAL com um estudo bíblico semanal a domicílio com você.

O QUE ELES NÃO DIZEM PRA VOCÊ ?


1- Eles obedecem um grupo de 13 homens residentes em Brooklyn, EUA, o qual chamam de “Escravo Fiel e Discreto”.


Todas as ordens destes homens são encaradas como vindas do próprio Deus, acreditam que estes homens são inspirados pelo Espírito Santo.


Todas as publicações são escritas pelo “Escravo Fiel e Discreto”.

2- Estes homens proclamaram o fim do mundo em 1914, 1925 e 1975, apenas para citar algumas datas, houve muito mais profecias falsas. (No final deste artigo tem uma relação de links na internet que falam sobre isso).

3- Qualquer uma testemunha de Jeová que discorde de quaisquer ensinos do “Escravo” é excomungada, ou como dizem, desassociada, e NINGUÉM poderá mais conversar com esta pessoa, nem mesmo cumprimenta-la com um “oi”. Até mesmo se for parente, deverão ter o mínimo de contato possível.

4- Para eles, todos os que não são testemunhas de Jeová pertencem à religião falsa dirigida por Satanás e serão destruídos no “Armagedom”, caso não aceitem se tornar testemunha de Jeová. Eles são atualmente em 6 milhões, ou seja, 0,01% da humanidade, no entanto acreditam que os 99,9% restantes serão destruídos caso o fim do mundo viesse hoje.



VAMOS AGORA DESMASCARAR SUAS DOUTRINAS CONTRADITÓRIAS:

1)-Eles escrevem que o homem não tem uma alma imortal, por que ele mesmo é a alma, citam (Gn. 1:20). É bem verdade que a Bíblia em alguns textos faz referência a alma e corpo como um todo, mas em outros ela fala da alma como parte integrante principal do ser humano. Veja I Tessalonicenses 5:23


2)-Dizem que Jesus não é um ser Divino. Mas a bíblia diz que é: Mateus 1:23 - Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco.


3)-Dizem que o Esp. Santo não é uma pessoa,vamos analisar alguns sentimentos do Espírito Santo como pessoa:
A – O Espírito Santo sabe (I Cor. 2: 11, 12).
B – O Espírito Santo ama (Rm. 15:30).
C – O Espírito Santo fala (At. 13:2, Ap. 16; 6, 7)
D – O Espírito Santo intercede (Rm. 8:26).
E – O Espírito Santo comanda (At. 16:6 -7).
F – O Espírito Santo consola e ensina (Jo. 14:26. 15:26)

4)-Dizem as TJ que só seus fieis irão viver eternamente na terra, com o mesmo sistema de antes. A Bíblia diz que não, II Corintios 5:1 - PORQUE sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus. Nem Jesus pregou a vida eterna na terra. Vejamos: Mateus 5:12 - Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.



5)-Eles dizem que só vão para o céu 144 mil. A Bíblia diz que não. Estes 144 mil serão escolhidos dentre as dozes tribos de Israel, para assessorarem o governo de Cristo na terra durante o milênio, acompanhando-O para onde ele for, Apocalipse 14:4 - Estes são os que não estão contaminados com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes são os que dentre os homens foram comprados como primícias para Deus e para o Cordeiro. Estes são somente homens, que não conheceram mulher ( Os verdadeiros padres Celibatários).

6)-Dizem as Testemunhas de Jeová, que Jesus já voltou desde 1914, e está reinando invisivelmente. Pelos sinais a Bíblia diz que não, vejamos os sinais da vinda: Os anjos tocarão trombetas, os mortos ressuscitarão, os vivos serão transformados e arrebatados, e então terá cumprimento a vinda de Cristo e o arrebatamento da Igreja, (I Tes. 4: 3-17).


7)-Dizem as Testemunhas de Jeová que é errado pregar a salvação no nome de Jesus, veja: (Mt. 1:21, Lc. 24:47, At. 4:12, 16:31, 32). A salvação só existe por intermédio de Jesus, Ele é o único Caminho que nos leva ao Pai. Não há na bíblia lugar que negue esta verdade, somente em uma religião falsa.

8)-Dizem as Testemunhas de Jeová que a Bíblia proíbe fazer transfusão de sangue. Mas na Bíblia não há esta proibição, a Bíblia proíbe comer sangue como alimento como também a gordura (Lv. 3:17, At. 15:20). O Senhor proibiu comer sangue porque é a vida da carne, a transfusão, é para transmitir vida, quem proibiu eles de fazerem a transfusão de sangue não foi a Bíblia, foi Nathan Knor o terceiro presidente da Torre de Vigia, em 1942.




9)-As Testemunhas de Jeová já marcaram três datas para o Apocalipse, o primeiro foi em 1914, segundo foi em 1925 e o terceiro foi em 1975, até hoje não aconteceu. Então está provado que eles fazem parte dos falsos profetas.

10)- As TJ não crêem na ressurreição corporal de Jesus. Nos seus escritos eles falam na ressurreição, mas a maneira deles e não segundo as escrituras. Eles escrevem que Jesus ressuscitou em espírito. A Bíblia discorda com esta declaração, pois quem pois só pode ressuscitar quem morreu. E quem ressuscitou não foi o espírito, mas sim Jesus que foi crucificado. (Mt. 28:25-26). Negam a ressurreição do Senhor, o que todos os apóstolos disseram que eram testemunhas, (At. 2:32).


11)-As Testemunhas de Jeová dizem que não se pode adorar a Jesus. Vejam na Bíblia: (Hb. 1:6, Mt. 28:9, Cl. 1:18).


Estas informações são do livro de propriedade da “TORRE DE VIGIA” intitulado “REVELAÇÕES SEU GRANDIOSO” pág. 142.
Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 42 Comentário. Deixe o seu!

27 de março de 2011 00:59

Quero agradecer pelas informações e pedir q vc adicione meus blogs nos seus links recomendados: marquinhosaraujo13.blogspot.com (Marcos Araujo), onde escrevo sobre política, Igreja, Sociedade e o outro: cataventofasm.blogspot.com, q é o blog do projeto q eu participo e q visa ajudar crianças q estejam em situação de rua. Agradeceria se vc pudesse me ajudar!
Um abraço e parabéns pelo trabalho!

10 de abril de 2011 22:38

Caro Marquinhos,

Pedido atendido, e parabens também pelo seu trabalho e que Deus abençõe a todos, e não desista diante dos desafios e incompreensões.

Shalom !!!

Anônimo
1 de maio de 2011 13:50

Muitas doutrinas das TJs estão corretas de acordo com a Bíblia , porém, se apenas uma estiver errada, será que Jesus aceita, baseado em suas Palavras em João 4 : 23, 24 ?

Anônimo
1 de maio de 2011 13:52

Se houver uma anuência global dos membros da Organização com uma transgressão comunal( um pecado a nível congregacional que todos tentam " esconder" ), será que Jeová aceita ? João 4 : 23, 24

Anônimo
2 de agosto de 2011 16:04

Amigo pelo visto o que eu pude perceber aqui o que você tenta fazer é uma contradição dos ensinos das TJ eu estava pesquisando e a onde aparece a palavra Trindade na bíblia? E sobre a estrela de Davi a bíblia também não menciona nada disso.. e a bíblia diz também que não devemos adorar nem estatuas nem ídolos por que a Igreja católica adora gostaria de uma resposta. MSN: guilherme-gui1968@hotmail.com

26 de setembro de 2011 14:24

Resposta católica muitas das doutrinas que vc falou das TJs serem contraditorias e erradas são verdadeiras,vai caçar o que fazer,em vez de ficar no contra v o dia td no yahoo vc deveria estudar melhor a Bíblia.
Onde na Bíblia fala para fazermos imagens de santos e orar a eles?
Por acaso a almas dos ´´santos´´ estão no céu?
as almas dos ´´santos´´ estão no inferno!(ou mansão dos mortos)pra onde a alma de CRISTO desceu.
Vai caçar o que fazer vai.
Nenhuma religião pode falar da outros
bem do ateísmo podemos falar e xingar.

Jonathan
26 de outubro de 2011 16:57

O que acho engraçado é a forma como vc esta usando a biblia apenas para tentar difundir uma religião, pelo que vejo vc ate gosta de estudar a Biblia, mas esta agindo do modo errado, porque não estuda a Biblia para que possa compartilhar seu conhecimento com outras pessoas? garanto que será muito mais benefico não só para você mas como para todos que lerem os seus artigos.E a proposito procure saber um pouco mais sobre as Testemunhas de Jeová e seus ensinamentos antes de passar informações incorretas a nosso respeito.

31 de outubro de 2011 08:51

Prezado Jonathan,

Meu objetivo é difundir a verdade e se vc não sabe está escrito em I Tim 3,15 :" A IGREJA É A COLUNA E SUSTENTÁCULO DA VERDADE". Estude mais as escrituras e deixe de guar-se por seus falsos pastores e descobrirá, e a verdade te libertára desta sua seita que tanto mal e desvios tem causado à Cristandade.

Faltou vc dizer quais foram as informações incorretas, caso diga e eu estiver errado, farei as devidas modificações acompanhadas do meu pedido de desculpas.

Shalom !!!

Anônimo
2 de novembro de 2011 19:52

Será que as testemunhas de jeová se dão ao trablho de ficar preocupadas com as difamações aos seus ensinamentos que nada mais é fruto de dispeito por que suas verdades tem fundamento bíblico e machucam as mentiras por alguns ensinadas?

2 de novembro de 2011 21:28

Prezado anônimo,

Quer dizer que esta lista abaixo é a verdade a qual vocês pregam ? E ainda querem a compreensão e aplauso dos Cristãos ? Ora tenha paciência !!!

Refute a cada uma dentro da bíblia e me tornarei um testemunha de jeová ainda hoje - Vamos lá responda-me dentro da bíblia se for capaz, peça ajuda aos seus anciões:

1)-Eles escrevem que o homem não tem uma alma imortal, por que ele mesmo é a alma, citam (Gn. 1:20). É bem verdade que a Bíblia em alguns textos faz referência a alma e corpo como um todo, mas em outros ela fala da alma como parte integrante principal do ser humano. Veja I Tessalonicenses 5:23


2)-Dizem que Jesus não é um ser Divino. Mas a bíblia diz que é: Mateus 1:23 - Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco.


3)-Dizem que o Esp. Santo não é uma pessoa,vamos analisar alguns sentimentos do Espírito Santo como pessoa:
A – O Espírito Santo sabe (I Cor. 2: 11, 12).
B – O Espírito Santo ama (Rm. 15:30).
C – O Espírito Santo fala (At. 13:2, Ap. 16; 6, 7)
D – O Espírito Santo intercede (Rm. 8:26).
E – O Espírito Santo comanda (At. 16:6 -7).
F – O Espírito Santo consola e ensina (Jo. 14:26. 15:26)

4)-Dizem as TJ que só seus fieis irão viver eternamente na terra, com o mesmo sistema de antes. A Bíblia diz que não, II Corintios 5:1 - PORQUE sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus. Nem Jesus pregou a vida eterna na terra. Vejamos: Mateus 5:12 - Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.



5)-Eles dizem que só vão para o céu 144 mil. A Bíblia diz que não. Estes 144 mil serão escolhidos dentre as dozes tribos de Israel, para assessorarem o governo de Cristo na terra durante o milênio, acompanhando-O para onde ele for, Apocalipse 14:4 - Estes são os que não estão contaminados com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes são os que dentre os homens foram comprados como primícias para Deus e para o Cordeiro. Estes são somente homens, que não conheceram mulher ( Os verdadeiros padres Celibatários).

6)-Dizem as Testemunhas de Jeová, que Jesus já voltou desde 1914, e está reinando invisivelmente. Pelos sinais a Bíblia diz que não, vejamos os sinais da vinda: Os anjos tocarão trombetas, os mortos ressuscitarão, os vivos serão transformados e arrebatados, e então terá cumprimento a vinda de Cristo e o arrebatamento da Igreja, (I Tes. 4: 3-17).


7)-Dizem as Testemunhas de Jeová que é errado pregar a salvação no nome de Jesus, veja: (Mt. 1:21, Lc. 24:47, At. 4:12, 16:31, 32). A salvação só existe por intermédio de Jesus, Ele é o único Caminho que nos leva ao Pai. Não há na bíblia lugar que negue esta verdade, somente em uma religião falsa.

8)-Dizem as Testemunhas de Jeová que a Bíblia proíbe fazer transfusão de sangue. Mas na Bíblia não há esta proibição, a Bíblia proíbe comer sangue como alimento como também a gordura (Lv. 3:17, At. 15:20). O Senhor proibiu comer sangue porque é a vida da carne, a transfusão, é para transmitir vida, quem proibiu eles de fazerem a transfusão de sangue não foi a Bíblia, foi Nathan Knor o terceiro presidente da Torre de Vigia, em 1942.




9)-As Testemunhas de Jeová já marcaram três datas para o Apocalipse, o primeiro foi em 1914, segundo foi em 1925 e o terceiro foi em 1975, até hoje não aconteceu. Então está provado que eles fazem parte dos falsos profetas.

10)- As TJ não crêem na ressurreição corporal de Jesus. Nos seus escritos eles falam na ressurreição, mas a maneira deles e não segundo as escrituras. Eles escrevem que Jesus ressuscitou em espírito. Negam a ressurreição do Senhor, o que todos os apóstolos disseram que eram testemunhas, (At. 2:32).


11)-As Testemunhas de Jeová dizem que não se pode adorar a Jesus. Vejam na Bíblia: (Hb. 1:6, Mt. 28:9, Cl. 1:18).

Shalom !!!

Anônimo
3 de dezembro de 2011 14:27

Vejam oque a arquidiocese de sorocaba disse sobre as Testemunhas de Jeová.

http://www.arquidiocesesorocaba.org.br/site/index.php?secao=noticias&cod=3433&titulo=Confer%EF%BF%BDncia+Cat%EF%BF%BDlica+discute+sobre+o+aumento+das+Testemunhas+de+Jeov%EF%BF%

Anônimo
3 de dezembro de 2011 14:30

Obrigado por colar estes textos, você fortaleceu mais ainda a minha fé, agora tenho mais certeza ainda que as TJ estão corretas.

Obrigado, e um abraço.

Anônimo
3 de dezembro de 2011 14:52

Porque você fica irritado com as TJ?
A igreja católica e os evangelicos, ensinam que depois que morre a pessoa vai para um inferno de fogo,ou vão para o céu ( eu não quero ir para o céu, quero ficar em um paraiso na terra, que esse é o propósito de Deus desde o começo, ou quer dizer que deu errado o que ELE pretendia para a humanidade?) católicos e evangelicos recebem para "ensinar", existe hierarquias dentro das igrejas, quem não for clérigo é leigo, Jesus disse para não fazerem parte do mundo, as igrejas participam da politica e vão nas guerras matar os irmão de outro país, tem muitas outras coisas que se for ficar aqui, perco muito meu tempo.
Você é leigo ou clérigo, se for leigo(assim que a igreja chama os seus fiéis) não tem como responder estes textos e perguntas tão fáceis, vou chamar um rapazinho de 10 anos para responder para você.
Você quer falar de textos bíblicos, mas, até um tempo atrás a igreja não permitia os fiéis leigos ler a bíblia, você sería morto por pesquisar.

De qualquer forma, obrigado por você nos ajudar.

Anônimo
3 de dezembro de 2011 15:47

Procure saber mais a respeito da TJ, também sobre estes textos da bíblia que vc colocou.
Eu gostaria de conversar mais com vc para tirar as suas dúvidas, aqui não tem como conversar.

abraço

Anônimo
3 de dezembro de 2011 15:54

Veja o que a irmã Dulce disse:

" eu vejo muuitas TJ presas na India como mártires por falar de Deus. infelismente não vejo nenhum cátolico preso por falar Deus".

palavra TESTEMUNHA em Grego: MÁRTIR

Anônimo
3 de dezembro de 2011 15:58

Papa João Paulo II disse: " As TJ usam bem o seu nome 'TESTEMUNHA' e falam com todos sobre a bíblia de casa em casa, porque nós não usamos o nosso nome 'CATÓLICO' e não fazemos o mesmo?"

4 de dezembro de 2011 11:19

Prezado Anônimo Testenunha de Jeová.

Pregar a verdade e denunciar os erros é um exercício da Caridade e da Vontade de Deus. Não combato pessoas que são vítimas, mas a doutrina, e nada me impedirá de fazer a Vontade de Deus.


Esta falsa religião diz que Jesus Cristo não é Deus - Só nisto já perdeu a Credibilidade para qualquer Cristão.

Vou colocar só uma passagem para desmascará-los:"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, E O VERBO ERA DEUS" - João 1.1


VEJA COMO ELES AGEM :


“Bom dia, estamos fazendo visitas aos seus vizinhos e gostaríamos de falar um pouquinho com o sr (a) sobre a Bíblia”.

Se você disser que já tem religião, eles prontamente dizem que não importa, pois o que querem é falar sobre a Bíblia e não sobre religião.

Caso os permita falar, o discurso também é padrão:

1- Falam sobre como a situação do mundo está ruim e tende a piorar e esperam que você concorde com eles.

2- Perguntam se você tem esperança de um dia a situação mundial melhorar. A sua resposta neste assunto pra eles é indiferente.

Ou você dizendo sim ou não, não interessa eles vão para a fase 3.

3- Mostram textos na bíblia que apontam para o Reino de Deus , aquele mencionado no “pai-nosso”, como a solução dos problemas do mundo.

4- Falam sobre um breve novo mundo em forma de paraíso na terra, sem mortes , violência e tudo de bom.

5- Você terá que estudar a Bíblia, com eles, para saber o que fazer para herdar este paraíso. (Citam João 17:3)

6- Deixarão uma revista ou livro com você e tentarão marcar uma revisita para a próxima semana.
O objetivo é iniciar UMA LAVAGEM CEREBRAL com um estudo bíblico semanal a domicílio com você.

O QUE ELES NÃO DIZEM PRA VOCÊ ?

1- Eles obedecem um grupo de 13 homens residentes em Brooklyn, EUA, o qual chamam de “Escravo Fiel e Discreto”.
Todas as ordens destes homens são encaradas como vindas do próprio Deus, acreditam que estes homens são inspirados pelo Espírito Santo.
Todas as publicações são escritas pelo “Escravo Fiel e Discreto”.

2- Estes homens proclamaram o fim do mundo em 1914, 1925 e 1975, apenas para citar algumas datas, houve muito mais profecias falsas. (No final deste artigo tem uma relação de links na internet que falam sobre isso).

3- Qualquer uma testemunha de Jeová que discorde de quaisquer ensinos do “Escravo” é excomungada, ou como dizem, desassociada, e NINGUÉM poderá mais conversar com esta pessoa, nem mesmo cumprimenta-la com um “oi”. Até mesmo se for parente, deverão ter o mínimo de contato possível.

4- Para eles, todos os que não são testemunhas de Jeová pertencem à religião falsa dirigida por Satanás e serão destruídos no “Armagedom”, caso não aceitem se tornar testemunha de Jeová. Eles são atualmente em 6 milhões, ou seja, 0,01% da humanidade, no entanto acreditam que os 99,9% restantes serão destruídos caso o fim do mundo viesse hoje.


“Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

Anônimo
14 de dezembro de 2011 19:43

EM JOÃO 1:1, a versão Almeida diz: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” Os trinitaristas afirmam que isso significa que “o Verbo” [ou, “a Palavra”] (grego: ho lógos) que veio à terra como Jesus Cristo era o próprio Deus Todo-poderoso.
Note, porém, que novamente neste caso o contexto estabelece a base para o entendimento correto. Até mesmo a versão Almeida diz: “O Verbo estava com Deus.) Alguém que está “com” outra pessoa não pode ser ao mesmo tempo aquela outra pessoa. De acordo com isso, a Journal of Biblical Literature (Revista de Literatura Bíblica), editada pelo jesuíta Joseph A. Fitzmyer, observa que se a última parte de João 1:1 fosse interpretada como significando “o” Deus, isso “contradiria a expressão anterior” que diz que a Palavra [ou, o Verbo] estava com Deus.
Note, também, como outras versões traduziram esta parte do versículo:
1808: “e a palavra era um deus.” The New Testament in an Improved Version, Upon the Basis of Archbishop Newcome’s New Translation: With a Corrected Text.
1864: “e um deus era a palavra.” The Emphatic Diaglott, versão interlinear, de Benjamin Wilson.
1928: “e a Palavra era um ser divino.” La Bible du Centenaire, L’Evangile selon Jean, de Maurice Goguel.
1935: “e a Palavra era divina.” The Bible—An American Translation, de J. M. P. Smith e E. J. Goodspeed.
1946: “e a Palavra era de espécie divina.” Das Neue Testament, de Ludwig Thimme.
1950: “e a Palavra era [um] deus.” Tradução do Novo Mundo das Escrituras Gregas Cristãs.
1958: “E a Palavra era um Deus.” The New Testament, de James L. Tomanek.
1975: “e um deus (ou: da espécie divina) era a Palavra.” Das Evangelium nach Johannes, de Siegfried Schulz.
1978: “e da sorte semelhante a Deus era o Logos.” Das Evangelium nach Johannes, de Johannes Schneider.

Anônimo
14 de dezembro de 2011 19:46

Em João 1:1 ocorre duas vezes o substantivo grego the·ós (deus). A primeira ocorrência se refere ao Deus Todo-poderoso, com quem a Palavra estava (“e a Palavra [lógos] estava com Deus [uma forma de theós]”). Este primeiro theós é precedido pela palavra ton (o), uma forma do artigo definido grego que aponta para uma identidade distinta, neste caso o Deus Todo-poderoso (“e a Palavra estava com o Deus”).
Por outro lado, não existe artigo antes do segundo theós, em João 1:1. Assim, uma tradução literal seria “e deus era a Palavra”. Todavia, temos visto que muitas versões traduzem este segundo theós (um substantivo predicativo) como “divino”, “semelhante a Deus”, ou “um deus”. Com que autoridade fazem isso?
A língua grega coiné tinha artigo definido (“o”), mas não tinha artigo indefinido (“um”). Assim, quando um substantivo predicativo não é precedido por artigo definido, pode ser indefinido, dependendo do contexto.
A Revista de Literatura Bíblica diz que expressões “com um predicativo anartro [sem artigo] precedendo ao verbo, têm primariamente sentido qualificativo”. Como diz a Revista, isto indica que o lógos pode ser assemelhado a um deus. Diz também a respeito de João 1:1: “A força qualitativa do predicado se destaca tanto que o substantivo [theós] não pode ser considerado como determinativo.”
Assim, João 1:1 destaca a qualidade da Palavra, que ela era “divina”, “semelhante a deus”, “um deus”, mas não o Deus Todo-poderoso. Isto se harmoniza com o restante da Bíblia, que mostra que Jesus, ali chamado de “a Palavra” em seu papel de Porta-voz de Deus, era um subordinado obediente enviado à terra por seu Superior, o Deus Todo-poderoso.
Há muitos outros versículos bíblicos nos quais quase todos os tradutores em outras línguas coerentemente inserem o artigo “um” ao traduzirem sentenças gregas com a mesma estrutura. Por exemplo, em Marcos 6:49, quando os discípulos viram Jesus andar sobre a água, a versão Almeida, atualizada (ALA), diz: “Pensaram tratar-se de um fantasma.” No grego coiné não existe “um” antes de fantasma. Mas, quase todas as traduções em outras línguas acrescentam “um” para que a tradução se ajuste ao contexto. Do mesmo modo, visto que João 1:1 mostra que a Palavra estava com “Deus”, a Palavra não podia ser Deus, mas sim “um deus”, ou “divina”.

Anônimo
14 de dezembro de 2011 19:53

Joseph Henry Thayer, teólogo e perito que trabalhou na American Standard Version (Versão Padrão Americana), diz simplesmente: “O Logos era divino, não o próprio Ser divino.” E o jesuíta John L. McKenzie escreveu em seu Dictionary of the Bible (Dicionário da Bíblia): “Jo 1:1 deve rigorosamente ser traduzido . . . ‘a palavra era um ser divino’.”

SERÁ que dizer que Jesus Cristo é “um deus” se conflita com o ensino bíblico de que existe um único Deus? Não, pois às vezes a Bíblia emprega esse termo para referir-se a criaturas poderosas. O Salmo 8:5 diz: “Também passaste a fazê-lo [o homem] um pouco menor que os semelhantes a Deus [hebraico: ’elohím]”, isto é, anjos. Na defesa de Jesus contra a acusação dos judeus, de que ele afirmava ser Deus, ele notou que a Lei “chama de deuses aqueles aos quais a palavra de Deus foi dirigida”, isto é, a juízes humanos. (João 10:34, 35, BJ; Salmo 82:1-6) Até mesmo Satanás é chamado de “o deus deste sistema de coisas”, em 2 Coríntios 4:4.
Jesus tem uma posição bem superior à de anjos, homens imperfeitos, ou Satanás. Visto que estes são chamados de “deuses”, poderosos, certamente Jesus pode ser e é “um deus”. Por causa de sua posição ímpar em relação a Jeová, Jesus é um “Deus Poderoso”. — João 1:1; Isaías 9:6.
Mas, não indica “Deus Poderoso”, com iniciais maiúsculas, que Jesus é em algum sentido igual a Jeová Deus? De modo algum. Isaías meramente profetizou que esse seria um dos quatro nomes pelos quais Jesus seria chamado, e na língua portuguesa tais nomes são escritos com iniciais maiúsculas. Ainda assim, embora Jesus fosse chamado de “Poderoso”, pode haver apenas um só “Todo-poderoso”. Chamar a Jeová Deus de “Todo-poderoso” pouco significaria se não existissem outros que também são chamados de deuses, que, no entanto, ocupam uma posição inferior.

Anônimo
14 de dezembro de 2011 20:28

O Boletim da Biblioteca John Rylands, da Inglaterra, diz que, segundo o teólogo católico Karl Rahner, ao passo que theós é usado em textos como João 1:1 com referência a Cristo, “em nenhum desses exemplos ‘theos’ é usado de tal modo que identifique Jesus com aquele que em todas as outras partes no Novo Testamento aparece como ‘ho Theos’, isto é, o Deus Supremo”. E o Boletim acrescenta: “Se os escritores do Novo Testamento criam que fosse vital que o fiel devesse confessar a Jesus como ‘Deus’, será que a quase total ausência de justamente essa forma de confissão no Novo Testamento é explicável?”

“O Logos era divino, não o próprio Ser divino.” — Joseph Henry Thayer, perito bíblico.
Jesus orou a Deus para que seus discípulos fossem ‘todos um’, assim como ele e seu Pai ‘são um’.
Jesus mostrou aos judeus que ele não era igual a Deus por dizer que ‘nada podia fazer por si mesmo, mas apenas o que via o Pai fazer’.
Visto que a Bíblia chama humanos, anjos, e até mesmo Satanás de “deus[es]”, ou poderoso[s], o superior Jesus no céu pode corretamente ser chamado de “deus”.

*****************************************************
Senhor Barake, me desculpa por colocar muito texto na página, é que prefiro conversar pessoalmente esse tipo de assunto.

Não tenho muito tempo para ficar escrevendo e entrando na internet, mas, se tiver outro texto ou assunto que queira saber, é só me dizer que vou escrevendo aos poucos.

Um abraço.

Desculpa colocar muito texto na página, é que esse assunto tem que ser conversado pessoalmente.

Anônimo
14 de dezembro de 2011 20:36

Me perdoe, é BERAKÁ e não Berake.

E me desculpa também por colocar duas vezes o mesmo texto, é que eu apertei o 'REPLY' sem querer.

14 de dezembro de 2011 22:53

Prezado anônimo testemunha de jeová,

Opinião pessoal sua e teólogos não valem nada contra a sagrada tradição,palavra e magistério da Igreja.

Quer dizer que os Cristãos Católicos, protestantes e Ortodoxos estão errados ao afirmarem que Cristo é Deus e devemos nos render agora à sua achologia ? Ora tenha paciência meu caro !!!


Jesus Cristo é o Deus encarnado !!!

ISTO É SERÍSSIMO – E TEM IMPLICAÇÕES NA NOSSA SALVAÇÃO : Se Ele não fosse Deus, seu sacrifício não teria valor, e podíamos continuar a sacrificar BODES E CORDEIROS pelos nossos pecados.


Ele " É " DEUS, que se fez carne e habitou entre nós !!!


VEJA AS PROVAS BÍBLICAS :




1)- Mateus 1:21: "Ela dará á luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles". Jesus é o Salvador dos pecados.


2)- 2 Pedro 1:1: "... na justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo".


3)- l João 5:20: "Também sabemos que o Filho de Deus é vindo, e nos tem dado entendimento para reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna". Aqui Jesus Cristo é chamado de verdadeiro Deus e vida eterna.


4)- Deus apresenta o filho como Deus, para estar no trono - Hb. 1.8 Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino.


5)- Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.


6)- NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. João 1.1


7)- E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança Gênesis 1.26.



8)- Eu e o Pai somos um.JOÃO 10.30 o Pai está em mim e eu nele. JOÃO 10,38 E quem me vê a mim, vê aquele que me enviou JOÃO 12.45.


9)- Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto. JOÃO 14.7

10)- Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar. JOÃO 16.15



11)- Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém. ROMANOS 9.5 Porque N’ele habita corporalmente toda a plenitude da divindade COLOSENSE 2.9



“Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus, construo Catedrais nas almas, para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).


Shalom !!!

20 de dezembro de 2011 01:39

nao se constroi uma casa sen alicerse com todo respeito aos meus irmaos testemunha de jeova a biblia ja nos antecipa sobre os falsos profeta dizendo que no fim dos tenpos muitos iriam dizer mestre fizemos cura milagre em seu nome e jesus vai dizer afasta de mim para o fogo nao ti conheço.. uma parabola serto dia alguem perguntou como faço pra afundar uma religiao ..e um grande sabio respondeu para afundar uma religiao e presiso ser pregado em uma crus morrer e resusitar apos tres dia primeiro eu nao quero morrer nen ser pregado em uma crus voce quer ..reflita sobre isso e constroi sua casa na rocha a igreja de cristo foi fundada a mais de ..dois mil ano .. nao se deixa levar por falsas doutrinas jesus ti ama e eu tambem que deus abençoe voce e todo os que leren.. meus irmaos que a pas e o amor de jesus e maria ti acompache hoje e sempre.. pois nao somos fihlos de chocadeira... amem

Anônimo
26 de dezembro de 2011 18:16

Prezado Beraká,

VEJAMOS AS PROVAS BÍBLICAS:

1)- Mateus 1:21- esse texto não prova que o FILHO é o próprio PAI, Jesus realmente é o salvador dos pecados.

2)- 2 Pedro 1:1- (os primeiros manuscritos gregos não continham pontuações, a pessoa precisava conhecer todo o contexto para entender a frase ou o texto que estava lendo, então, séculos mais tarde, para dar mais "força" a trindade foram retiradas algumas pontuações como por exemplo a vírgula nesse texto). Veja textos semelhantes: 1coríntios 1:3, 2coríntios 1:2, atos 13:23, atos 2:36, 1 Timótio 1:1,2.

3)- 1 João 5:20-esse texto diz que Jesus Cristo deu entendimento para conhecermos o VERDADEIRO(o PAI). Em alguma bíblias esse texto também foi mudado para favorecer a trindade. Veja como podemos entender melhor quando se usa o contexto inteiro da bíblia nos originais gregos: " Mas, sabemos que o Filho de Deus veio e nos deu capacidade intelectual para podermos obter conhecimento do verdadeiro. E nós estamos em união com o verdadeiro, por meio do seu Filho Jesus Cristo. Esse é o verdadeiro Deus e a vida eterna". (Perceba o ponto final). Veja João 17:1-3.

4)- Hebreus 1:8 diz: “Mas, com referência ao Filho: ‘Deus é o teu trono para sempre.’” Isto indica que o trono de Jesus, seu posto ou sua autoridade como soberano, procede de Jeová, o Deus Todo-poderoso.
Entretanto, os que crêem na Trindade preferem versões tais como a Almeida revista e corrigida, que traduz Hebreus 1:8 do seguinte modo: “Mas, do Filho, diz: O Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos.” Assim, acham que Jesus é revelado como o mesmo que o Deus Todo-poderoso. Por que isso não é correto?
Em primeiro lugar, note o contexto. Em muitas traduções, quer no texto principal, quer na margem, Hebreus 1:9 reza: “Deus, o teu Deus te ungiu.” Isto torna claro que aquele a quem se dirige no versículo oito não é Deus, mas alguém que adora a Deus e foi ungido por ele.
Em segundo lugar, deve-se notar que Hebreus 1:8, 9 é uma citação do Salmo 45:6, 7, que se dirigia originalmente a um rei humano de Israel. Certamente, o escritor deste salmo não pensava que este rei humano era o Deus Todo-poderoso, e nem tampouco o escritor de Hebreus achava que Jesus fosse o Deus Todo-poderoso. Ao comentar sobre isto, o estudioso B. F. Westcott disse: “É bem improvável que אלוחים [‘Elo·hím, “Deus”] no original fosse dirigido ao rei. . . . Assim, de modo geral, parece melhor adotar na primeira parte da frase a tradução: Deus é Teu trono (ou, Teu trono é Deus), isto é, ‘Teu reino funda-se em Deus’.”Diversas outras traduções vertem Hebreus 1:8 como: “Deus é teu trono.”

5)-Na bíblia, anjos, humanos e satanás também são chamados de "deuses".Então é apropriado que o primogenito e unigenito FILHO do DEUS TODO PODEROSO também seja Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz.
O termo hebraico usado em Isaías 9:6 mostra uma distinção definida entre o Filho e Deus. Ali, o Filho é chamado “Deus Poderoso”, ’El Gib·bóhr, não “Deus Todo-Poderoso”. Esse termo em hebraico é ’El Shad·daí, e aplica-se unicamente a Jeová Deus.

******* continua ********

Anônimo
26 de dezembro de 2011 22:39

6)- João 1:1- esse texto já foi um pouco explicado acima, mas, vamos continuar.
Tenha em mente que essa parte da Bíblia foi escrita originalmente em grego. Mais tarde, tradutores verteram o texto grego para outros idiomas. Muitos tradutores da Bíblia, porém, não usaram a frase “o Verbo era Deus”. Por que não? Com base no seu conhecimento do grego bíblico, esses tradutores concluíram que a frase “o Verbo era Deus” devia ser traduzida de modo diferente. Como? Veja alguns exemplos: “O Logos [ou o Verbo] era divino.” (A New Translation of the Bible) “O Verbo era deus.” (The New Testament in an Improved Version) “O Verbo estava com Deus e era da mesma natureza que ele.” (The Translator’s New Testament) De acordo com essas traduções, o Verbo não é o próprio Deus. Em vez disso, devido à sua elevada posição entre as criaturas de Jeová, o Verbo (ou a Palavra) é chamado de “deus”. O termo “deus” aqui significa “poderoso”.
veja o que João escreveu no capítulo 1, versículo 18: “Nenhum homem jamais viu a Deus [o Todo-Poderoso].” No entanto, humanos viram Jesus, o Filho, pois João diz: “O Verbo [Jesus] se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória.” (João 1:14, Al) Como, então, o Filho poderia ser parte do Deus Todo-Poderoso? João disse também que o Verbo estava “com Deus”. Mas como pode uma pessoa estar com alguém e, ao mesmo tempo, ser essa pessoa? Além do mais, conforme registrado em João 17:3, Jesus faz uma clara distinção entre ele e seu Pai celestial. Ele chama seu Pai de “único Deus verdadeiro”. E, quase no fim de seu Evangelho, João resume o assunto dizendo: “Estes foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus.” (João 20:31) Note que Jesus não é chamado de Deus, mas sim de Filho de Deus. Essas informações adicionais, fornecidas no Evangelho de João, mostram como João 1:1 deve ser entendido. Jesus, a Palavra, é “deus” no sentido de que ele tem uma alta posição, mas não é o mesmo que o Deus Todo-Poderoso.

Veja o que foi escrito por Mateus, por exemplo. A respeito do fim do atual sistema mundial, ele citou as palavras de Jesus: “Acerca daquele dia e daquela hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente o Pai.” (Mateus 24:36) De que modo essas palavras confirmam que Jesus não é o Deus Todo-Poderoso?

7)- Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem.” (Gênesis 1:26) Alguns afirmam que “façamos” e “nossa” nessa expressão indicam uma Trindade. Mas, se você dissesse: ‘Façamos algo para nós’, ninguém normalmente entenderia que isso subentendesse que várias pessoas estivessem combinadas como uma só dentro de sua pessoa. Você simplesmente estaria querendo dizer que duas ou mais pessoas trabalhariam juntas em algum projeto. Assim, também, quando Deus disse “façamos” e “nossa”, ele estava simplesmente falando a outra pessoa, à sua primeira criação espiritual, o mestre-de-obras, o pré-humano Jesus.
Assim, foi por meio desse mestre-de-obras, por assim dizer, que o Deus Todo-poderoso criou todas as outras coisas. A Bíblia resume o assunto da seguinte maneira: “Para nós, contudo, há só um Deus, o Pai, de quem tiveram o ser todas as coisas . . . e só um Senhor Jesus Cristo, por quem todas as coisas (foram feitas).” — 1 Coríntios 8:6.

******** continua *********

Anônimo
26 de dezembro de 2011 22:57

8)- João 10:30, 10:38, 12:45, é muitas vezes citado para apoiar a Trindade, embora não se mencione ali uma terceira pessoa. Mas o próprio Jesus mostrou o que quis dizer por ser “um” com o Pai. Em João 17:21, 22, ele orou a Deus em favor de seus discípulos, dizendo: “Que todos sejam um, assim como tu, Pai, estás em união comigo e eu estou em união contigo, para que eles também estejam em união conosco, . . . a fim de que sejam um, assim como nós somos um.” Estava Jesus orando para que todos os seus discípulos se tornassem uma única pessoa? Não, Jesus obviamente orava para que fossem unidos em pensamento e em propósito, como ele e Deus eram.

Em 1 Coríntios 3:6, 8, Paulo diz: “Eu plantei, Apolo regou . . . Quem planta e quem rega é um só.” Paulo não queria dizer que ele e Apolo eram duas pessoas em uma; ele quis dizer que eles estavam unidos em propósito. A palavra grega que Paulo usou ali para “um” (hen) é neutra, literalmente “uma só (coisa)”, indicando unicidade de cooperação. É a mesma palavra que Jesus usou em João 10:30 para descrever a sua relação com o seu Pai. É também a mesma palavra usada por Jesus em João 17:21, 22. Assim, quando ele usou a palavra “um” (hen) nestes casos, ele falava a respeito de união de pensamento e de propósito.
No próprio contexto dos versículos depois de João 10:30, Jesus enfaticamente argumentou que as suas palavras não eram uma afirmação de que ele era Deus. Ele perguntou aos judeus que erroneamente tiraram essa conclusão e queriam apedrejá-lo: “Como dizeis de quem o Pai santificou e enviou ao mundo: ‘Blasfemas!’ porque eu disse: ‘Sou Filho de Deus’?” (João 10:31-36, BV) Não, Jesus não afirmou que ele era Deus, mas sim o Filho de Deus.
Mas, quem disse que Jesus estava fazendo-se igual a Deus? Não foi Jesus. Ele se defendeu contra essa falsa acusação logo no versículo seguinte (19): “Retomando a palavra, Jesus lhes disse: ‘ . . . o Filho, por si mesmo, nada pode fazer mas só aquilo que vê o Pai fazer.’” — BJ.
Com isso, Jesus mostrou aos judeus que ele não era igual a Deus e que, por conseguinte, não podia agir por iniciativa própria. Podemos imaginar alguém igual ao Deus Todo-poderoso dizer que, “por si mesmo, nada pode fazer”? (Compare com Daniel 4:34, 35.) É curioso que o contexto tanto de João 5:18 como de 10:30 mostra que Jesus se defendeu contra acusações falsas de judeus que, como os trinitaristas, estavam tirando falsas conclusões!

9)- joão 14:7- a mesma explicação acima,'se as pessoas conhecessem a Jesus também conheceríam o Pai'.

10)- joão 16:15- ESSE TEXTO NÃO PROVA NADA QUE O FILHO É O MEMSO PAI.

11)- COLOSSENSES 2:9- “Nele [Cristo] habita corporalmente toda a plenitude da divindade [grego, the·ó·te·tos].” (Uma idéia similar é transmitida nas versões IBB, BJ, So, MC.) Todavia, NM reza: “É nele que mora corporalmente toda a plenitude da qualidade divina.” (BLH reza “natureza de Deus”, em vez de “Divindade”. Compare com 2 Pedro 1:4.)
Admite-se que nem todos dão a mesma interpretação a Colossenses 2:9. Mas o que está de acordo com o resto da carta inspirada aos colossenses? Possuía Cristo em si algo que era dele por ser ele Deus e parte de uma Trindade? Ou é “a plenitude” que reside nele algo que veio a ser dele por causa da decisão de outra pessoa? Colossenses 1:19 (Al, So) diz que toda a plenitude residia em Cristo porque “foi do agrado do Pai” que assim fosse. Ne diz que “o Pai quis”.

Um abraço.

27 de dezembro de 2011 15:54

Prezado anônimo da herética Torre de heresias:

Um modo objetivo e prático de fazermos apologética é examinarmos com cuidado o que os contradizentes dizem em caráter oficial.

O exame e conseqüente refutação se tornam mais fáceis quando o grupo examinado usa a Bíblia como indicativo para suas doutrinas, a exemplo do Espiritismo e da Torre de Vigia. A partir daí, é só uma questão de hermenêutica.

Esses dois grupos religiosos apresentam uma interpretação particular das Escrituras. O primeiro possui “Evangelho Segundo o Espiritismo”, escrito por Allan Kardec, em que alguns textos bíblicos são interpretados segundo a ótica da crença espírita.

O segundo, a Torre de Vigia, possui a Tradução do Novo Mundo (TNM) em que muitos textos bíblicos foram modificados para se ajustarem aos seus ensinos. Isto ficou fartamente demonstrado em nosso estudo “Quem é Jesus para as Testemunhas de Jeová”.

Aqui colocaremos em evidência os versículos em que a Sociedade Torre de Vigia para Bíblias e Tratados, por descuido ou por um imperativo do próprio enunciado bíblico, deixou evidente que Jesus é o Deus encarnado, o Salvador, o Libertador, o Rei e Senhor. Portanto, analisemos o que está escrito na Tradução do Novo Mundo, documento oficial da Sociedade:


1)- Jesus, digno de adoração, e só podemos adorar a Deus, portanto, JESUS É DEUS, e consequentemente deve e pode ser ADORADO como O DEUS QUE SE FEZ CARNE e habitou entre nós.


“Mas, ao trazer novamente o seu Primogênito à terra habitada, ele diz: E todos os anjos de Deus o adorem” (TNM, edição de 1967 - Hb 1.6).


Então, Jesus é digno de adoração. Assim, Ele se iguala a Deus, pois está dito pelo próprio Jesus: “Somente a Deus adorarás” (Mt 4.10), e como tal está traduzido pela TNM. A bem da verdade, na edição de 1986, a Sociedade retificou o “engano”, e colocou assim: “E todos os anjos de Deus lhe prestem homenagem”. Foi a forma encontrada para amenizar a situação. Não adiantou a mudança. Quando Jesus disse que somente Deus é digno de adoração (Mt 4.10), confirmando Deuteronômio 6.13 e 10.20, foi empregado o mesmo termo proskuneõ que aparece nas situações em que Ele próprio foi adorado. “Prestar homenagem” e “receber adoração” são expressões sinônimas, a partir da tradução do termo proskuneõ. Maiores detalhes estão no artigo acima referido. O que ficou evidente foi o “descuido” da Sociedade ou falta de seriedade e justos critérios nas referidas traduções.


2)- Jesus, Senhor e Deus,


“Tomé disse-lhe: Meu Senhor e meu Deus” (TNM – Jo 20.28).

Não se pode interpretar essa afirmação como um “descuido” da Sociedade. A TNM registrou exatamente o que está na Bíblia Sagrada. Ao fazê-lo, concorda em que Tomé reconheceu achar-se diante do Verbo encarnado (Jo 1.1,14). As Testemunhas podem até alegar que essa declaração em nada compromete suas doutrinas, por tratar-se de uma opinião pessoal do apóstolo Tomé. Se pensam assim, ficam em condição desconfortável, por dois motivos. Primeiro, Jesus não refutou a declaração, da mesma forma como não recusou ser adorado como Deus. Ao contrário, Ele validou a crença do apóstolo: “Creste porque me viste?” (v.29). Segundo, porque “toda a Escritura é divinamente inspirada” (2 Tm 3.16).


Tudo indica não ter havido critérios bem definidos nessas traduções. Enquanto a declaração de Tomé foi transcrita na íntegra, a do apóstolo João sofreu alteração. Vejam: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com o Deus, e a Palavra era [um] deus” (Jo 1.1). Se os critérios fossem uniformes e justos, a TNM aceitaria a palavra de João, e teria registrado: “...e a Palavra [ou o Verbo] era Deus”. Outra incoerência foi registrar, como está na Bíblia, “Conosco está Deus”, ao referir-se a Jesus (Mt 1.23), e em 1 João 5.20, também se referindo a Ele: “Esse é o verdadeiro Deus e a vida eterna”.

Para seu desespero...CONTINUA

27 de dezembro de 2011 15:55

Continuemos amado anônimo da TORRE DE HERESIAS:

3)- Jesus, o Salvador


“Ao passo que aguardamos a feliz esperança e a gloriosa manifestação do grande Deus e [do] Salvador de nós, Cristo Jesus” (TNM - Tt 2.13).

“Porque hoje vos nasceu na cidade de Davi um Salvador, que é Cristo [o] Senhor” (TNM – Lc 2.11).

“Porque nós mesmos temos ouvido e sabemos que este homem certamente é o salvador do mundo” (TNM – Jo 4.42).

“De fato, assim vos será ricamente suprida a entrada no reino de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (1 Pe 1.11).

Vejam a tremenda confusão para adequar a Pessoa do Senhor Jesus à crença do grupo. No primeiro exemplo, Ele é nosso Salvador, porém distinto de Deus; no segundo, é o Senhor e um Salvador; no terceiro, é o salvador do mundo; no último, como que de joelhos diante da inerrante evidência bíblica, Ele é nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Notem que as Testemunhas admitem que o reinado é de Jesus. Existem dois salvadores? Deus-Jeová é Salvador, porém distinto de Jesus Cristo, também “o” Salvador?

4)- Jesus, Senhor e Rei


“...até a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo... o Rei dos que reinam e Senhor dos que dominam” (1 Tm 6.14-15; v.1 Pe 1.11, acima).
“Estes batalharão contra o Cordeiro, mas, porque ele é Senhor dos senhores e Rei dos reis, o Cordeiro os vencerá” (TNM – Revelação [Apocalipse] 17.14).

Existem dois reis num só reinado? O Rei Jeová-Deus e o Rei Jesus? Existem dois salvadores dos homens?

5)- Jesus, o Libertador


“Portanto, se o Filho vos libertar, sereis realmente livres” (TNM – Jo 8.36). A Sociedade reconhece que Jesus é o nosso Libertador.

Se as Testemunhas de Jeová acreditam que a TNM é a expressão da verdade, por coerência deveriam admitir a divindade de Jesus Cristo. Ensinar uma coisa e sua Bíblia particular dizer outra, é algo realmente muito desgastante para o grupo.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO : NOSSO DEUS E SALVADOR ÚNICO.

Anônimo
20 de janeiro de 2012 23:16

Prezado Beraká:

É bom ter em mente que a palavra “adorar” que aparecia na Tradução do Novo Mundo em uma edição não tão antiga assim vem do grego proskineo.

Qual o significado desta palavra ?

Vines Expository Dictionary diz debaixo da palavra :

“1.PROSKUNEO…,prestar homenagem, reverenciar (de pros, para com, e kuneo, beijar ) é a palavra mais freqüente vertida adorar.”

A Manual Greek Lexicon of the New Testament, escrito por G.Abbott-Smith, 3º Edição, p.386 diz:
“[pros-kuneo],..(< kuneo,to beijar ),….prestar homenagem, reverenciar, adorar.

A Greek-English Lexicon of the New Testament and Other Early Christian Literature, de William F.Arndt e F.Wilbur Gingrich, 1957, diz nas páginas 723,724, debaixo de proskuneo:

“…usado para designer o costume de se prostrar diante de uma pessoa, e beijar seus pés,a oral de suas vestes, o chão , etc, …..(cair por terra ) adorar , prestar homenagem a, prostrar-se diante de alguém, reverenciar algo, receber respeitosamente.(veja Chave lingüística de Reinecker, p.2, )

Voltando a falar sobre a crítica feita de que as TJ “adoravam” a Jesus…

Sugiro que observem o Webster Dicionário para verem se o que falo sobre a palavra inglesa “adorar” tem sentido ou não.

Ou ainda este dicionários :

http://www.thefreedictionary.com/worship

Onde verá a definição:

“often Worship Chiefly British Used as a form of address for magistrates, mayors, and certain other dignitaries”

tradução:

“Frequentemente, ADORAR principalmente Britanico usado como uma forma de se dirigir a magistrados, Prefeitos, e outros dignitários”

Podemos citar como exemplos:

“Cristo deve ser adorado como Espírito Glorioso, vitorioso sobre a morte na estaca de tortura.” – Certificai-vos de Todas as Coisas, página 104, edição de 1960.“Hebreus 1:6 [...] Se alguém prefere a tradução “adorar”, tal adoração é relativa, pois Jesus disse a Satanás: “É a Jeová, teu Deus, que tens de adorar [uma forma de pro·sky·né·o] e é somente a ele que tens de prestar serviço sagrado.” — Mateus 4:8-10.

Fica claro que nas publicações mais recentes das TJ citadas acima, o termo “adoração” ainda carregava consigo resquícios do Inglês antigo e se levava em consideração o uso antigo desta palavra. Além disso, nas escrituras a palavra PROSKINÉO pode ser traduzida tanto “adorar” como “prestar homenagens” o que faz com que entendamos o por que as publicações da organização de Jeová usou o termo adorar a Jesus.

Consequentemente qualquer declaração de que as TJ “adoravam a Jesus” dando a entender que tal adoração se refere a devoção religiosa de toda a alma, mente e força, são declarações preconcebidas, estereotipadas baseadas na ignorância do sentido ambiguo inerente na palavra “adorar”. Da mesma forma que PROSKINÉO, tal palavra já teve em tempos passados significado outro ignorado pelos ávidos em achar “erros” nos ensinos do povo de Jeová.

A palavra “adorar”, assim como PROSKINÉO possuia em Inglês uma característica ambigua evidente.

Para o meu desespero...CONTINUA

Anônimo
21 de janeiro de 2012 00:44

O herége aqui aqui continua... se eu vivesse na idade média vc mandaria me matar na fogueira como herége.

“Pois [Deus] “lhe sujeitou todas as coisas debaixo dos pés”. Mas, quando diz que ‘todas as coisas foram sujeitas’, é evidente que se excetua aquele que lhe sujeitou todas as coisas. 28 Mas, quando todas as coisas lhe tiverem sido sujeitas, então o próprio Filho também se sujeitará Àquele que lhe sujeitou todas as coisas, para que Deus seja todas as coisas para com todos. “

Observe como a palavra “Adorar” conforme usada ANTIGAMENTE é definida na Wikipedia em Inglês:

“A adoração é um ato de manifestar um estado de devoção religiosa normalmente dirigidas a uma ou mais divindades.
A palavra adorar é etimologicamente derivada duma palavra Inglesa antiga que significa “worth-ship”. Dar valor a algo. [1] No seu sentido mais antigo em Inglês de dignidade e respeito (anglo-saxão, worthscripe), “adorar” às vezes pode se referir a uma atitude para com alguém de elevado status social, como um senhor ou um monarca, ou, mais vagamente, para um indivíduo, como um herói ou um amante.
************************************************

Não sei qual a tradução que você usa, mas veja esses erros e os arcaísmos nessas outras traduções.

1)-Devemos ser “pobres de espírito”?

“Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus.” (Mat. 5:3; Al, Fi, PIB, BJ, CT)

Essa expressão, em muitas línguas, tem sentido depreciativo. Note a qualidade de tradução da NM:

“Felizes os cônscios de sua necessidade espiritual, porque a eles pertence o reino dos céus.”

2)-Os violentos tomam posse do Reino de Deus?

“E desde os dias de João, o Batista, até agora, o reino dos céus é tomado à força, e os violentos o tomam de assalto.” (Mat. 11:12; IBB, também Al,Fi, EP, CBC)
Assim, observe a exatidão e a coerência da NM:

“Mas, desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é o alvo para o qual os homens avançam impetuosamente, e os que avançam impetuosamente se apoderam dele.”

3)-É possível fazer isso a Deus?

“Meteram incenso no teu nariz.” (Deut. 33:10, Al)

É óbvio que tal tradução não expressa a dignidade e o respeito que se devem ao Criador. Por outro lado, a NM traduz de um modo que mostra reverência pelo Deus Todo-Poderoso:

“Ofertem incenso diante das tuas narinas.”

4)- Qual é o nome da primeira mulher?

“Homem e mulher os criou, e os abençoou, e lhes chamou pelo nome de Adão.” (Gên. 5:2, ALA, também Al.)

O termo hebraico ’a·dhám, além de ser usado como nome próprio, tem também o sentido genérico de “homem”, “humano”, “humanidade”, denotando a espécie e não o individuo. Portanto, a NM verte: “Os chamou pelo nome de Homem.”

continua.

Anônimo
21 de janeiro de 2012 01:03

5)-O leão tem cachorros de estimação?

“Onde está agora o covil dos leões, e o lugar do pasto dos leõezinhos, onde passeavam o leão, a leoa e o cachorro do leão, sem que ninguém os espantasse? O leão arrebatava o bastante para os seus cachorros.” (Naum 2:11, 12a, ALA, também Al, IBB.)

Usar a palavra “cachorro” no sentido de “cria” de leão, tigre, urso etc. é um típico exemplo de arcaísmo, um termo em desuso. Em espanhol, “filhote” é “cachorro”, ao passo que a palavra portuguesa “cachorro” é “perro” em espanhol. E, segundo consta, a Tradução de Almeida foi feita a partir do espanhol. Mas, com o tempo, o uso da palavra “cachorro” com o significado de “filhote” caiu em desuso na língua portuguesa, embora alguns dicionários ainda informem, no verbete “cachorro”, o significado arcaico. A NM traduz em português moderno, usando as expressões “o filhote de leão” e “os seus filhotes”.

6)-Havia vendedores de jornal nos tempos bíblicos?
“Não oprimirás o teu próximo, nem o roubarás; a paga do jornaleiro não ficará contigo até pela manhã.” – Levítico 19:13, Al, ALA, IBB.

“Porventura não tem o homem duro serviço sobre a terra? E não são os seus dias como os do jornaleiro? Como o escravo que suspira pela sombra, e como o jornaleiro que espera pela sua paga.” – Jó 7:1, 2, IBB; também Al, ALA, ACRF.

A palavra “jornaleiro” deriva-se de “jornal”, que por sua vez origina-se do latim diurnale (diário), significando a “paga de um dia de trabalho”, ou seja, o pagamento de um diarista. Contudo, “jornal” passou a aplicar-se, por extensão, a uma folha diária, a qualquer periódico, sendo este o sentido usado atualmente. De modo que “jornaleiro” passou a significar “entregador ou vendedor de jornais”.

A NM elimina qualquer equívoco por traduzir nessas e em outras passagens similares usando a expressão “trabalhador contratado”.

7)-Deus já foi visto?

“Deus, porém, não estendeu a sua mão contra os nobres dos filhos de Israel; eles viram a Deus, e comeram e beberam.” – Êxodo 24:11, IBB; também Al, ALA, ACRF,NVI, Ave Maria. No entanto, o próprio Jeová Deus disse: “Homem algum pode ver-me e continuar vivo.” (Êxo. 33:20) E João 1:18 reza: “Nenhum homem jamais viu a Deus.”

Portanto, em plena harmonia com esta verdade, a NM verte Êxodo 24:11 deste modo:

“E ele não estendeu sua mão contra os homens distintos dos filhos de Israel, mas tiveram uma visão do verdadeiro Deus, e comeram e beberam.”

8)-Adão tinha mais de um nariz?

“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em seus narizes o fôlego da vida.” – Gên. 2:7, Al.

Embora a palavra hebraica ’af signifique tanto “nariz” como “narina”, o uso corrente em português no plural para descrever o órgão do olfato numa única pessoa é “narinas”.

Existem muitos outros erros de textos de outras traduções.
*******************************************

Sobre: "vamos desmascarar as suas doutrinas contraditórias", no começo da página, vou explicar todas as 11 questões.

Então, até outro dia.

21 de janeiro de 2012 13:51

Prezado desesperado TJ:

JESUS NÃO É O ARCANJO MIGUEL
As seguintes diferenças podem ser estabelecidas, pela Bíblia, entre JESUS e Miguel. 1º Miguel é Arcanjo (Judas 9), JESUS é DEUS (Jo 1:1). 2º Miguel é criatura (Col 1:16), JESUS é o Criador (Jo 1:3). 3º Miguel não pode ser adorado (Ap 22:8-9), JESUS é adorado pelos anjos [e arcanjos, e querubins, pois no geral, são Anjos (Hb 1:6)]. 4º Miguel é defensor ou advogado do povo Judeu (Dn 12:1), JESUS é advogado de todos os homens [Judeus e Gentios] - (1Jo 2:1-2). 5º Miguel não é Juiz (Judas 9), JESUS é Juiz de "Todos" (Atos 10:42; 17:31; Rm 14:10).

A seita das Testemunhas de Jeová foi fundada por Charles Taze Russell, em 1872. Ele nasceu em 15 de Fevereiro de 1852, e era filho de Joseph L. e Anna Eliza Russell. Ele tinha grande dificuldade de aceitar a doutrina da condenação eterna ao inferno e, em seus estudos, veio a anular não apenas a punição eterna, mas também a Trindade, a deidade de Cristo e o Espírito Santo. Em 1870, com a idade de 18 anos, Russell organizou uma classe bíblica em Pittsburgh. Em 1879, ele procurou popularizar as suas idéias e doutrinas aberrantes. Ele co-publicou a revista "The Herald of the Morning" com seu fundador, N. H. Barbour e, em 1884, Russell tomou o controle da publicação dando-lhe o novo nome de "The Watchtower Announcing Jehovah's Kingdom" (A Sentinela Anuncia o Reino de Jeová), e fundou a "Zion's Watch Tower Tract Society", agora conhecida como "Watch Tower Bible and Tract Society", Sociedade Bíblica Torre de Vigia. A primeira edição da revista Sentinela tinha somente 6.000 cópias por mês. Hoje o complexo publicitário das Testemunhas, no Brooklyn, Nova York, imprime mais 100.000 livros e 800.000 cópias de duas revistas -- diariamente!
Russell alegava que a Bíblia só seria corretamente entendida de acordo com as suas interpretações. Era um perigoso arranjo, já que era ele quem controlava o que era escrito na revista Sentinela.
Depois da morte de Russel, em 31 Outubro de 1916, um advogado do Missouri chamado Joseph Franklin Rutherford recebeu o controle da Sociedade Torre de Vigia que era conhecida, então, como Associação Bíblica Dawn. Em 1931, ele mudou o nome da organização para "As Testemunhas de Jeová."

As TJ afirmam veementemente que a doutrina da Trindade é de origem pagã e que a cristandade, com um todo, está envolvida na mentira do diabo. Concomitantemente, com a anulação da Trindade é, da mesma maneira, ferrenhamente combatida a deidade de Cristo, a deidade do Espírito Santo, a realidade do inferno e a punição eterna.

Nem os próprios protestantes dão credibilidade a esta seita e doutrinas heréticas.

Saia do erro enquanto é tempo, depois não diga que não foi avisado, estarei lá como testemunha.

Shalom !!!

Anônimo
21 de janeiro de 2012 16:01

Prezado Beraká,
Eu desesperado? Foi você quem pediu para responder, então só estou fazendo este favor pra você. despois te respondo sobre Miguel Arcanjo.

Vejamos as doutrinas contraditórias:

1)-A Nova Enciclopédia Católica reconhece: “As palavras bíblicas para alma usualmente significam a pessoa inteira. “Diz mais: “Não existe dicotomia [divisão] de corpo e alma no V[elho] T[estamento]. . . . O termo [né·fesh], embora seja traduzido pela nossa palavra alma, jamais significa uma alma distinta do corpo ou da pessoa em si. . . . O termo [psy·khé] é a palavra do N[ovo] T[estamento] equivalente a [né·fesh]. . . . A noção de a alma sobreviver à morte não é prontamente discernível na Bíblia.” E Georges Auzou, professor católico, francês, de Sagrada Escritura, diz em seu livro La Parole de Dieu(A Palavra de Deus): “O conceito de ‘alma’ significando uma realidade puramente espiritual, imaterial, distinta do ‘corpo’, . . . não existe na Bíblia.”
Gênesis 2:7 nos diz: “Jeová Deus passou a formar o homem do pó do solo e a soprar nas suas narinas o fôlego de vida, e o homem veio a ser uma alma vivente.” O relato não diz que Deus implantou no homem uma alma imortal. Diz que quando o poder de Deus energizou o corpo de Adão, este “veio a ser uma alma vivente”. Portanto, o homem é uma alma. Ele não tem uma alma.

Deus criou Adão para viver na terra, não no céu. A terra não se destinava a ser um mero campo de prova para ver se Adão se qualificaria para viver no céu. Deus formou a terra “para ser habitada”, e Adão foi seu primeiro habitante humano. (Isaías 45:18; 1 Coríntios 15:45) Mais tarde, quando Deus criou Eva como esposa de Adão, o Seu propósito para eles era que povoassem a terra e a transformassem num paraíso, como lar eterno da humanidade. — Gênesis 1:26-31; Salmo 37:29.
É verdade que os teólogos adotaram os conceitos de filósofos pagãos para formular a doutrina da alma imortal. O Dicionário Enciclopédico da Bíblia (em francês) diz: “O conceito de imortalidade é produto do pensamento grego.” A Enciclopédia Judaica afirma: “A crença na imortalidade da alma chegou aos judeus através do contato com o pensamento grego e principalmente através da filosofia de Platão, seu principal expoente”, que viveu no quarto século antes de Cristo. Platão cria no seguinte: “A alma é imortal e imperecível, e nossas almas realmente existirão num outro mundo!” — Os Diálogos de Platão(em inglês).
Mesmo o Papa João Paulo II reconheceu que a doutrina da alma imortal incorpora “teorias de certas escolas de filosofia grega”. Mas, a aceitação de teorias da filosofia grega significava que a cristandade abandonara a verdade simples expressa em Gênesis 2:7: “O homem veio a ser uma alma vivente.O entendimento de que a palavra “alma” pode se referir à pessoa como um todo é confirmado por outros textos bíblicos. Por exemplo, a Bíblia fala da alma como tendo capacidade de trabalhar. (Levítico 23:30) Menciona-se a alma como estando impaciente, irritada, sem sono, temerosa e deprimida. (Juízes 16:16; Jó 19:2; Salmo 119:28; Atos 2:43; 1 Tessalonicenses 5:14) Referindo-se à alma como pessoa, Romanos 13:1 diz: “Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores.” E em 1 Pedro 3:20 lemos: “Nos dias de Noé, . . . poucas pessoas, isto é, oito almas, foram levadas a salvo através da água.” Nada nesses textos indica que a alma seja algo imaterial que sobrevive à morte.”
A Bíblia mostra claramente o que é o homem. Ele não tem uma alma; ele é uma alma. Por causa do que o homem é — sua natureza —, qualquer esperança de vida futura para os mortos depende de uma ressurreição. A Bíblia promete: “Não vos maravilheis disso, porque vem a hora em que todos os que estão nos túmulos memoriais ouvirão a sua voz [de Jesus] e sairão, os que fizeram boas coisas, para uma ressurreição de vida, os que praticaram coisas ruins, para uma ressurreição de julgamento.” (João 5:28, 29) Essa confiável promessa de uma ressurreição — não o ensino da imortalidade da alma — é a base de uma esperança real para os mortos.

O assunto é longo,mas, vamos continuar.

Anônimo
21 de janeiro de 2012 17:31

Vamos continuar com as contradições:

2)O papel de Jesus no propósito do Pai dele é realmente muito importante e grandioso.
Deus, O Pai, desejou que em Jesus se concentrassem toda as características divinas.
Deus lhe concedeu imortalidade e uma posição sem igual nos céus. Fez que ele fosse agente
na salvação dos seres humanos e na restauração do sistema de coisas divino.

-Mat. 1:23, ALA: “Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel (que quer dizer: Deus conosco [“Deus está conosco”, BJ]).”
Ao anunciar o iminente nascimento de Jesus, afirmou o anjo de Jeová que a criança seria o próprio Deus? Não, o anúncio foi: “Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo.” (Luc. 1:32, 35, ALA; grifo acrescentado.) E o próprio Jesus nunca afirmou ser Deus, mas, antes, “Filho de Deus”. (João 10:36, ALA;) Jesus foi enviado ao mundo por Deus; assim, por meio deste Filho unigênito, Deus estava com a humanidade. — João 3:17; 17:8.
Não era incomum os nomes hebraicos incorporarem a palavra para Deus ou até mesmo uma forma abreviada do nome pessoal de Deus. Por exemplo, Eliata significa “Deus Veio”; Jeú significa “Jeová É Ele”; Elias significa “Meu Deus É Jeová”. Mas, nenhum desses nomes insinuava que o possuidor fosse o próprio Deus.O termo Deus, conforme aplicado a Jesus, se refere não a sua identidade, mas a designação a ele
condedida, como porta voz do Deus Todo-Poderoso, muito mais que Anjos, juízes humanos, Moisés
e outros que igualmente foram chamados de "deuses", Jesus por representar ao seu Deus e Pai pode
de direito, ser reconhecido como tal sem que com isso, obscureça a realidade de que a natureza
essencial e imanente do Pai é original e eterna, já em Jesus é derivada e criada.

3)-Alguns textos individuais que mencionam o espírito santo (“Espírito Santo”, Al) talvez pareçam indicar uma personalidade. Por exemplo, fala-se do espírito santo como ajudador (grego, pa·rá·kle·tos; “Consolador”, Al; “Auxiliador”, BLH) que ‘ensina’, ‘dá testemunho’, ‘fala’ e ‘ouve’. (João 14:16, 17, 26; 15:26; 16:13) Mas outros textos dizem que pessoas ficaram ‘cheias’ de espírito santo, que algumas delas foram ‘batizadas’ ou ‘ungidas’ com esse espírito. (Luc. 1:41; Mat. 3:11; Atos 10:38) Estas últimas referências feitas ao espírito santo não poderia ser aplicadas a uma pessoa. Para entender o que a Bíblia como um todo ensina, estes textos todos precisam ser considerados. (Observe que os defensores da idéia de que o espírito santo é uma “pessoa” isolam versículos, que embora sejam vários e usam linguagem que sem sobra de dúvida personificam o espírito, ignoram os textos que na grande maioria NÃO personifica a este).


CONTINUA.

Anônimo
21 de janeiro de 2012 17:45

4)-Em Lucas 19:40 ‘as pedras clamam’ Tiago 5:4 diz: “Eis que os salários devidos aos trabalhadores que ceifaram os vossos campos, mas que são retidos por vós, estão clamando..”

Não são estes atributos de personalidade ?

Em Genesis 4:10 lemos “O sangue de teu irmão está clamando a mim desde o solo”Genesis 4:7 diz que o pecado ‘está agachado ...e tem desejo ardente’Paulo personifica a ‘graça’ , o ‘pecado’ e a ‘morte’ (Ro 5:14, 17, 21; 6:12).


Outro pormenor interessante é o de que os cristãos, de fato, nunca viram a suposta "pessoa do Espírito Santo", nem Estevão viu a suposta terceira pessoa quando teve a visão quando, "cheio de espírito santo, fitou os olhos no céu e avistou a glória de Deus, e Jesus em pé à direita de Deus" - Atos 7:55, 56.

Por que Paulo em suas cartas JAMAIS manda cumprimentos do espírito santo, somente de Deus, o pai e de Jesus Cristo?

Responda a esta pergunta em voz alta a si mesmo!

Por que a s visões do céu NÃO incluem a ‘pessoa’ do espírito santo?

(Atos 7:55, 56 relata que Estevão recebeu uma visão do céu, onde viu “Jesus em pé à direita de Deus”. Mas não diz ter visto o espírito santo.)

Responda a esta pergunta em voz alta a si mesmo! Consegue?

Por que o espírito santo NUNCA é chamado de ‘O primeiro e O ultimo’?

Por que o espírito santo não tem um nome? (O Nome do Pai é Jeová, do Filho é Jesus e do espírito santo?)

Jeová é mencionado como Rei nas escrituras, Jesus também é mencionado como designado ou ungido Rei.

Por que o espírito santo não é chamado de Rei na Bíblia inteira?

Por que THEÓS/ELOHIM NUNCA é aplicado ao espírito santo ?

Por que o espírito santo NUNCA é chamado salvador?

Por que é dado ‘liquidez’ ao espírito santo ?

Lucas 7:35 fala que a sabedoria tem filhos. É a sabedoria uma pessoa? Não, ela está personificada. Romanos 5:14 chama a morte de rei. É a morte uma pessoa? Não, ela está personificada. Romanos 5:21 chama o pecado de rei. Paulo fala do pecado como “recebendo induzimento”, ‘produzindo cobiça’, ‘seduzindo’ e ‘matando’. (Romanos 7:8-11) É o pecado uma pessoa? Não, ele está personificado. Em 1 João 5:6-8, não só o espírito, mas também “a água, e o sangue” são mencionados como ‘dando testemunho’. Portanto, nenhuma das expressões encontradas nos textos comumente citados a favor da ‘pessoa’ do espírito santo provam em si mesmos que o espírito santo seja uma pessoa. Nesses textos, usa-se uma figura de linguagem personificando o Espírito Santo. Se se isola estes textos e desconsidera a vasta maioria dos textos então a pesquisa da palavra de Deus visará não um pleno e correto entendimento mas forçarmos nossa teologia e doutrina no texto da Bíblia Sagrada. Infelizmente as Escolas de Teologia Evangélicas que fazem isso estão promovendo doutrinas que se ajustam não a palavra de Deus mas a ensinos particulares e tradicionais.

Além disso, as Escrituras dizem que Jesus ‘soprou’ o espírito santo sobre seus apóstolos (João 20:22) e que João Balizador batizava com água mas Jesus batizaria “com espírito santo”. (Lucas 3:16) Também está escrito que os discípulos, no dia de Pentecostes, ficaram "cheios de espírito santo" e Atos 13:52 diz que os discípulos "continuavam cheios de alegria e de espírito santo". Como podem várias pessoas em simultâneo ficar "cheias" de uma outra pessoa?

Na Bíblia, o espírito santo de Deus é identificado como sendo o poder de Deus em ação. Por isso, uma tradução exata do texto hebraico da Bíblia menciona o espírito de Deus como “a força ativa de Deus”. (Gênesis 1:2)

Mateus 24:36 diz: "Acerca daquele dia e daquela hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente o Pai." Responda:

Por que só Jeová sabia, mas o Espírito Santo não sabia ?

CONTINUA.

Anônimo
21 de janeiro de 2012 17:50

O comentário anterior coloquei como sendo (4), mas é a continuação do (3).

21 de janeiro de 2012 18:54

VAMOS AGORA DESMASCARAR SUAS DOUTRINAS CONTRADITÓRIAS:

1)-Eles escrevem que o homem não tem uma alma imortal, por que ele mesmo é a alma, citam (Gn. 1:20). É bem verdade que a Bíblia em alguns textos faz referência a alma e corpo como um todo, mas em outros ela fala da alma como parte integrante principal do ser humano. Veja I Tessalonicenses 5:23


2)-Dizem que Jesus não é um ser Divino. Mas a bíblia diz que é: Mateus 1:23 - Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco.


3)-Dizem que o Esp. Santo não é uma pessoa,vamos analisar alguns sentimentos do Espírito Santo como pessoa:
A – O Espírito Santo sabe (I Cor. 2: 11, 12).
B – O Espírito Santo ama (Rm. 15:30).
C – O Espírito Santo fala (At. 13:2, Ap. 16; 6, 7)
D – O Espírito Santo intercede (Rm. 8:26).
E – O Espírito Santo comanda (At. 16:6 -7).
F – O Espírito Santo consola e ensina (Jo. 14:26. 15:26)

4)-Dizem as TJ que só seus fieis irão viver eternamente na terra, com o mesmo sistema de antes. A Bíblia diz que não, II Corintios 5:1 - PORQUE sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus. Nem Jesus pregou a vida eterna na terra. Vejamos: Mateus 5:12 - Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.



5)-Eles dizem que só vão para o céu 144 mil. A Bíblia diz que não. Estes 144 mil serão escolhidos dentre as dozes tribos de Israel, para assessorarem o governo de Cristo na terra durante o milênio, acompanhando-O para onde ele for, Apocalipse 14:4 - Estes são os que não estão contaminados com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes são os que dentre os homens foram comprados como primícias para Deus e para o Cordeiro. Estes são somente homens, que não conheceram mulher ( Os verdadeiros padres Celibatários).

6)-Dizem as Testemunhas de Jeová, que Jesus já voltou desde 1914, e está reinando invisivelmente. Pelos sinais a Bíblia diz que não, vejamos os sinais da vinda: Os anjos tocarão trombetas, os mortos ressuscitarão, os vivos serão transformados e arrebatados, e então terá cumprimento a vinda de Cristo e o arrebatamento da Igreja, (I Tes. 4: 3-17).


7)-Dizem as Testemunhas de Jeová que é errado pregar a salvação no nome de Jesus, veja: (Mt. 1:21, Lc. 24:47, At. 4:12, 16:31, 32). A salvação só existe por intermédio de Jesus, Ele é o único Caminho que nos leva ao Pai. Não há na bíblia lugar que negue esta verdade, somente em uma religião falsa.

8)-Dizem as Testemunhas de Jeová que a Bíblia proíbe fazer transfusão de sangue. Mas na Bíblia não há esta proibição, a Bíblia proíbe comer sangue como alimento como também a gordura (Lv. 3:17, At. 15:20). O Senhor proibiu comer sangue porque é a vida da carne, a transfusão, é para transmitir vida, quem proibiu eles de fazerem a transfusão de sangue não foi a Bíblia, foi Nathan Knor o terceiro presidente da Torre de Vigia, em 1942.




9)-As Testemunhas de Jeová já marcaram três datas para o Apocalipse, o primeiro foi em 1914, segundo foi em 1925 e o terceiro foi em 1975, até hoje não aconteceu. Então está provado que eles fazem parte dos falsos profetas.

10)- As TJ não crêem na ressurreição corporal de Jesus. Nos seus escritos eles falam na ressurreição, mas a maneira deles e não segundo as escrituras. Eles escrevem que Jesus ressuscitou em espírito. A Bíblia discorda com esta declaração, pois quem pois só pode ressuscitar quem morreu. E quem ressuscitou não foi o espírito, mas sim Jesus que foi crucificado. (Mt. 28:25-26). Negam a ressurreição do Senhor, o que todos os apóstolos disseram que eram testemunhas, (At. 2:32).


11)-As Testemunhas de Jeová dizem que não se pode adorar a Jesus. Vejam na Bíblia: (Hb. 1:6, Mt. 28:9, Cl. 1:18).


Estas informações são do livro de propriedade da “TORRE DE VIGIA” intitulado “REVELAÇÕES SEU GRANDIOSO” pág. 142.

5 de novembro de 2013 02:44

Jesus é Deus com ctz. estudei isso também cara, os judeus não acreditam em Jesus só por serem Judeus, mesma coisa é com a divindade de Jesus para as TJ.

15 de novembro de 2013 10:28

Tenho pena das Testemunhas de Jeová, por tantas vezes esta seita já provou ser uma fraude e mesmo assim há vários adeptos defendendo suas aberrações, negando o ÚNICO SENHOR E SALVADOR Isaías 43,11, 2 Pedro 1,1.
Esta seita fundada por um grupo de homens adulterou várias vezes a bíblia que usam, em versões antigas é visível tais adulterações nas versões atuais somente para reforçar a crença que eles ensinam, distorcem até mesmo o que disseram eruditos estudiosos da bíblia no que diz respeito a essa aberração de bíblia adulterada que usam. Realmente é de dar pena, pois negam Cristo Salvador como ÚNICO DEUS.

3 de maio de 2014 04:07

Tito cap 3:9 conheço TJ desviados que declaram ser vitimas da infantilidade religiosa da TJ

18 de maio de 2014 02:16

AS TESTEMUNHAS E UMA SEITA CRIADA POR CHARLES TAZE RUSSELL DEPOIS VEIO JOSEPH FRANKLIN DEPOIS VEIO O KNORR E ELES NAO SABIAM AS LINGUAS HEBRAICAGREGOS COMO PODE ELES TRADIZ A BIBLIA SEM ESTUDO DE LINGUAS ATE PARA VER A BIBLIA DOS TESTEMUNHAS DE JEOVA NAO EDITOR

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalisados.Serão analisadas e poderão não ser mostradas e ou, excluidas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger