A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » O que é o Caminho Sinodal Alemão?

O que é o Caminho Sinodal Alemão?

Written By Beraká - o blog da família on sexta-feira, 4 de junho de 2021 | 15:16

 



A palavra sínodo vem da língua grega – quer dizer “caminhar juntos” – e passou a se referir a reuniões especiais em que a Igreja discute assuntos relacionados à fé ou à ação pastoral. O sínodo é uma prática antiga: “sempre que era preciso debater um assunto importante e de grande interesse, os bispos se reuniam num mesmo lugar até chegarem a uma conclusão.” Um sínodo pode ser realizado por uma diocese ou, de forma mais ampla, por uma região, província ou país. No entanto, foi a partir do Concílio Vaticano II que a prática de realizar sínodos foi retomada com um novo vigor. Em sua essência, o sínodo é uma expressão de comunhão e de fé, e a sua convocação depende sempre do bispo diocesano.



 
“A finalidade do sínodo é a de prestar um auxílio ao bispo no exercício da função que lhe é própria, de guiar a comunidade cristã” (Instrução sobre os Sínodos Diocesanos, 1).

 

Entre seus objetivos, dois se destacam:

 

1)-A retomada da consciência eclesial.

 

2)-A renovação da vida pastoral da Arquidiocese.

 


Assim, partindo-se dessas duas metas, será possível elaborar grandes diretrizes para renovar a organização, a vida pastoral e missionária da Arquidiocese, e para responder aos desafios e urgências atuais. Mas o que torna única a situação alemã é o Caminho Sinodal nacional, que começou em março de 2019 e ainda está se desenrolando. O sínodo alemão tornou-se para os católicos conservadores (incluindo os dos Estados Unidos) a Prova A em sua alegação de que as aberturas de Francisco estão rompendo a unidade da Igreja e podem muito bem levar ao cisma. O trabalho do Caminho Sinodal está estruturado em quatro áreas diferentes:

 

Uma delas é a “moralidade sexual”, baseada na premissa de que o ensino da Igreja Católica nessa área deve ser reavaliado se se tornar irrelevante ou rejeitado por completo.

 

 

Essa é uma das diferenças entre a Igreja Católica na Alemanha e nos Estados Unidos, onde no nível institucional não há nem mesmo a chance de se conversar sobre a possibilidade de um evento sinodal nacional (também resta saber como os bispos dos EUA receberão e implementarão o plano, anunciado pelo Vaticano em 21 de maio, de uma jornada sinodal de três anos com diferentes fases: diocesana, nacional e continental, universal – culminando com uma assembleia em outubro de 2023 em Roma).

 

 

O contexto é mais amplo da divisão da Igreja Alemã com o Vaticano nas últimas quatro décadas (seria errado atribuir esses últimos desenvolvimentos apenas ao legado exageradamente progressista do recentemente falecido Hans Küng: teólogos proeminentes e líderes da Igreja com pontos de vista bem diferentes dos de Küng fazem parte de um movimento eclesial e teológico mais amplo e apartidário). As tensões surgiram primeiro durante o pontificado de João Paulo II, e novamente durante o papado de Bento XVI:

 

-Sobre as mulheres diáconas.

 

-Sobre a participação de católicos em centros estatais que emitem “certificados de aconselhamento” para mulheres que buscam o aborto.

 

-Sobre o papel dos ministros pastorais leigos (com formação em teologia católica) que estão na folha de pagamento das dioceses e paróquias.

 

-Em questões de moralidade sexual.

 

-Na intercomunhão com luteranos.

 

 

Assim como em outras igrejas, incluindo a Igreja dos Estados Unidos, as divisões tornaram-se especialmente salientes com a explosão da crise dos abusos sexuais, que atingiu seu auge na Alemanha em 2010, quando Bento XVI era papa.

 

Sem querer generalizar, para não cometer injustiças, mas percebemos que nestes sínodos alemães oculta-se não o desejo de uma autêntica conversão e mudança de vida, mas uma tentativa de justificar as suas próprias hipocrisias, com seus conflitos, crises existenciais, e até vocacionais que vão contra tudo aquilo do qual estão revestidos(as). Precisamos entender que erros, pecados, e nossas hipocrisias não são licença para  agir inescrupulosamente, se auto permitindo a tudo, ou querendo institucionalizar o pecado, mas é motivo para continuarmos a lutar com o auxílio da graça de Deus, pela coerência de vida conforme as nossas opções definitivas.

 

“Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis ante os porcos as vossas pérolas, para que não as pisem com os pés, e, voltando-se, vos dilacerem." - (Mateus 7,5-6).



Os "valores santos" que a pessoa dá aos cães, bem como as "pérolas" que lança aos porcos, são as Verdades espirituais (princípios da Graça e Amor de Deus) que objetivam a nossa santificação e salvação. O pior de tudo isso,  é que nesses casos, Satanás procura não apenas "expor" a hipocrisia de alguém, mas sim, lançar escândalo sobre o Evangelho e desacreditar a Palavra de Deus sua Igreja e seus ministros. Pois a pessoa que age e vive na hipocrisia, quando é descoberto, não tem a humildade de reconhecer-se fraco perante os outros, revolta-se contra si, contra os outros, contra a instituição e por fim contra Deus que permitiu a exposição de seu pecado e se afasta do caminho de salvação, abraçando uma pseudo-libertação. Estas pessoas se esquecem que Deus está sempre disposto a perdoar e acolher quem peca e humildemente confessa seu pecado e suas fraquezas, pois está escrito:



"Se confessarmos os nossos pecados, Ele (Deus) é fiel e justo para perdoar os pecados e nos purificar de toda Injustiça" - (1 João 1,9)






Aguardamos agora a decisão do Vaticano em aceitar a renúncia do prelado. Na verdade, isso já deveria ter acontecido sob outra forma, com ele e todos os outros que, na Alemanha, vão contra a Sã Doutrina e as orientações da Santa Sé. Mas, ele agora se oferece, quase como um mártir de sua saga ideológica e reformadora de uma "igreja" que só existe mesmo na cabeça deste e de outro "Marx" que já se foi. Destes maus pastores, lobos vestidos de ovelhas, livrai-nos Senhor!

 

Oremos pela Igreja universal e principalmente a da Alemanha!



---------------------------------------------------------

 

 

 

 

APOSTOLADO BERAKASH: “A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.”

 

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger