A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » É possível ser Cristão e votar no PT um partido abortista?

É possível ser Cristão e votar no PT um partido abortista?

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 6 de junho de 2021 | 12:23


 


 

Sinceramente, não entendo como alguém se diz Cristão e vota num partido abortista, destruidor das famílias e defensor de uma moral depravada, libertina e totalmente anticristã, como o PT.

 

 


Por: Mar­ce­lo Cai­xe­ta, psi­qui­a­tra

 


Pa­ra o PT, so­ci­a­lis­mo, é im­por­tan­te que as re­gras mo­ra­is, as con­du­tas mo­ra­is, as re­gras de com­por­ta­men­to,  se­jam es­ta­be­le­ci­das pe­lo  Es­ta­do, pe­lo po­vo, pe­los “co­le­gi­a­dos”, pe­las as­sem­bléi­as, pe­la “de­mo­cra­cia”.  Não acei­tam uma or­dem e uma dis­ci­pli­na pré-es­ta­be­le­ci­da pe­la Na­tu­re­za, por Deus (o fi­ló­so­fo Es­pi­no­sa já mos­trou que  Deus ou as Leis da Na­tu­re­za re­me­tem ao mes­mo con­cei­to).

 

 

É im­por­tan­te re­vo­gar cer­tas “Leis da Na­tu­re­za”, por­que a “re­vol­ta do ho­mem” é a ba­se do Pe­Tis­mo,  do so­ci­a­lis­mo:

 

 

-É pre­ci­so ali­men­tar a re­vol­ta das mu­lhe­res: “ nós so­mos igua­is aos ho­mens em tu­do”.

 

 

-É pre­ci­so ali­men­tar a re­vol­ta dos fi­lhos con­tra os pa­is: “pa­is não po­dem cor­ri­gir, dis­ci­pli­nar, co­lo­car or­dem nos fi­lhos”.

 

 

-É pre­ci­so ali­men­tar a re­vol­ta dos “po­bres, opri­mi­dos”: “não acei­tem pa­trões, não acei­tem hi­e­rar­quias, não acei­tem a su­pe­ri­o­ri­da­de, nem de quem es­tu­dou ou tra­ba­lhou ou se de­di­cou mais do que vo­cês”.

 

 

-É pre­ci­so ali­men­tar a re­vol­ta da se­xu­a­li­da­de: “ho­mem tran­sar com mu­lher, ho­mem ser di­fe­ren­te de mu­lher, is­so é uma cri­a­ção ma­chis­ta, ca­pi­ta­lis­ta, opres­so­ra, dis­cri­mi­na­do­ra, da So­ci­e­da­de”.

 

 

-É pre­ci­so ali­men­tar a “re­vol­ta con­tra a fa­mí­lia”: lu­gar de “au­to­ri­ta­ris­mo”, de “pa­tri­ar­ca­do”, de “opres­são”, de dis­ci­pli­na su­fo­can­te.

 

 


 

O Cris­to dos evangelhos não com­pac­tua com a “re­vol­ta­bi­li­da­de da men­te”, con­cla­ma ao Amor, Au­to-Dis­ci­pli­na e ao Tra­ba­lho.

 

 

Es­sa re­vol­ta so­ci­a­lis­ta con­tra as Leis da Na­tu­re­za, con­tra as Leis de Deus, tem  de ser ali­men­ta­da. Cria-se as­sim um es­ta­do de con­fu­são, ano­mia ,fal­ta de re­gras, leis, or­dem, dis­ci­pli­na, abo­li­ção  de me­ca­nis­mos evo­lu­ti­vos e me­ri­to­crá­ti­cos , uma anar­quia.

 

 


Den­tro des­sa “anar­quia” é que sur­gem os “guias dos po­vos”, Lu­la, Stá­lin, Mao-Tsé-Tung, Fi­del Cas­tro, etc. Nas­ce o PT con­tra Cris­to.

 

 

 

Aí aci­ma , mos­trei que o PT, o So­ci­a­lis­mo, o Co­mu­nis­mo, são An­ti-Cris­to, são con­trá­rios à men­sa­gem do Evan­ge­lho. Acham que as “de­ci­sões co­le­ti­vas”, a “pa­la­vra do po­vo”,  po­de sub­sti­tu­ir a Pa­la­vra de Deus. Não fui re­ba­ti­do nis­so, pois afi­nal, não há co­mo re­ba­ter. Por exem­plo,  o fi­ló­so­fo Karl Marx, o ” pai do co­mu­nis­mo”, di­zia que “A re­li­gi­ão é o ópio do po­vo”, e se­guia “re­li­gi­o­sa­men­te” Ludwig Feu­er­bach, he­ge­li­a­no de es­quer­da, que es­cre­veu no “A Es­sên­cia do Cris­tia­nis­mo” que não foi Deus quem cri­ou o ho­mem à sua ima­gem e se­me­lhan­ça, mas sim foi o ho­mem quem cri­ou Deus à sua ima­gem e se­me­lhan­ça.

 

 

Não po­den­do me re­ba­ter no cam­po do es­quer­dis­mo, me ata­ca­ram no cam­po do “di­rei­tis­mo”, di­zen­do que Bol­so­na­ro não po­de ser cris­tão, apoia a tor­tu­ra e as ar­mas.  Nes­te ata­que es­tá es­con­di­da uma pre­mis­sa : “cris­tã­os têm de se­rem cor­dei­ros, têm de acei­tar ca­la­dos, sem re­vol­ta, sem ar­mas, sem re­vi­dar,  que es­quer­dis­tas fa­çam uma Guer­ri­lha do Ara­gu­aia, ma­tem la­vra­do­res hu­mil­des, obri­guem nos­sas fa­mí­lias se­gui­rem Marx”. Acei­tar  cor­dei­ra­men­te que im­plan­tem o ate­ís­mo co­mu­nis­ta, a li­ber­ti­na­gem, a li­cen­cio­si­da­de se­xu­al,  a re­vo­ga­ção do Evan­ge­lho, se­ques­trem em­bai­xa­do­res, exe­cu­tem ban­quei­ros, ma­tem fi­lhos de em­pre­sá­rios.

 

 

 

Em ne­nhum lu­gar do Evan­ge­lho Je­sus con­cla­ma os ho­mens a tan­ger o ga­do bra­vo com pa­la­vras de con­for­to. On­de Je­sus pro­í­be o fer­rão pa­ra as bes­tas in­do­ma­das ?

 

 

Pe­lo con­trá­rio, Je­sus , quan­do ne­ces­sá­rio, pa­ra con­ter as “bes­tas”,  usou da for­ça fí­si­ca,  usou da “vi­o­lên­cia” ( “oh.. que hor­ror…  Ma­ria da Pe­nha ne­le…” ), co­mo es­tá no Evan­ge­lho : 

 

 

Je­sus fez um chi­co­te e ex­pul­sou to­dos do tem­plo. 

 

As­sim co­mo es­tá na Bí­blia , “Mal­di­to do ho­mem que con­fia no ho­mem”,  Je­sus tam­bém fa­lou  “Acau­te­lai-vos dos ho­mens”,  “Eis que vos en­vio co­mo ove­lhas ao meio de lo­bos”, “Se­de pru­den­tes co­mo a ser­pen­te” . 

 

 

Je­sus sa­be que, não se com­ba­te o Mal ( o co­mu­nis­mo, o PT ) com flo­res , é pre­ci­so “vi­o­lên­cia” pa­ra com­ba­ter vi­o­lên­cia. Ele mes­mo tam­bém já di­zia: “É im­pos­sí­vel que não ve­nha o mal…”,  e ain­da  “Eu não vim tra­zer a paz, mas sim a es­pa­da”.

 

 

“En­tão lhes dis­se: Ago­ra, po­rém, o que tem bol­sa, to­me-a, co­mo tam­bém o al­for­ge; e o que não tem di­nhei­ro, ven­da a sua ca­pa e com­pre es­pa­da.» (Lu­cas 22,36). Es­sa es­pa­da que Je­sus man­dou com­prar se­ria pa­ra cor­tar gra­ma?




O cris­tão va­lo­ro­so, aque­le sem me­do de mor­rer na are­na ro­ma­na (“Ave Cris­tus mo­ri­tu­ri te sa­lu­tant” – Ave Cris­to, os que vão mor­rer te sa­ú­dam ), não po­de ter me­do do em­ba­te com as fe­ras.

 

 


Seu es­cu­do é a paz, o amor, o tra­ba­lho, é a ora­ção pe­los ini­mi­gos, mas tem, sim, de de­fen­der as bes­tas da na­tu­re­za que o ata­cam.  Je­sus tam­bém já pre­dis­se is­so no Evan­ge­lho : “O pai es­ta­rá di­vi­di­do con­tra o fi­lho, a mãe con­tra a fi­lha, a fi­lha con­tra a mãe”.

 

 

Não ti­nha a in­ge­nui­da­de de um “pa­cí­fi­co do­mí­nio” do Evan­ge­lho so­bre as fe­ras :  “Eu vim lan­çar fo­go à Ter­ra”.  O cris­tão de­ve vi­ver na paz e bus­car a paz, mas não irá es­pan­tar as fe­ras que ron­dam seu tu­gú­rio ter­res­tre ape­nas com as mãos com­pun­gi­das ru­mo aos céus.

 

 


Se as­sim o fos­se, Je­sus não te­ria cu­ra­do a fi­lha de um se­na­dor ro­ma­no, te­ria ex­co­mun­ga­do os sol­da­dos, pre­to­res, ju­í­zes,  cen­tu­ri­ões ( ho­je se­ria nos­sa po­lí­cia, nos­sas for­ças ar­ma­das ) . Pe­lo  con­trá­rio, Je­sus le­gi­ti­mou a au­to­ri­da­de e a for­ça quan­do dis­se pa­ra “dar à Cé­sar o que é de Cé­sar”.

 

 

O mun­do de Deus não é es­te mun­do, mas  Je­sus nun­ca im­pe­diu que es­te mun­do de fe­ras vi­ves­se sob o guan­te da au­to­ri­da­de e da for­ça ar­ma­da. Pa­ra que ha­ja aqui amor, fa­mí­lia, tra­ba­lho, dis­ci­pli­na, é ne­ces­sá­rio que o “mal” da for­ça ar­ma­da exis­ta e se exer­ça.  Não há ou­tro mo­do de de­ter as fe­ras hu­ma­nas que ron­dam os in­gê­nuos, os fra­cos , os bem-in­ten­ci­o­na­dos e os ino­cen­tes que­ren­do es­tra­ça­lhá-los. Es­ses mes­mos  “fra­cos” que a pe­ço­nha do­ce e si­bi­li­na dos es­quer­dis­tas ten­tam hip­no­ti­zar com fal­sas  e me­lí­fluas  pro­mes­sas de amor.  Ain­da bem que es­tão acor­dan­do.

 


  

Fonte: www.dm.jor.br/opiniao/2018


---------------------------------------------------------

 

 

 

 

APOSTOLADO BERAKASH: “A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.”

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger