A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Algumas ideologias no Ocidente estão preparando a nossa própria cova

Algumas ideologias no Ocidente estão preparando a nossa própria cova

Written By Beraká - o blog da família on segunda-feira, 26 de abril de 2021 | 15:13

 





Como as esquerdas do Ocidente estão preparando sua própria cova

 

 

A iminente derrota moral e espiritual da civilização ocidental entregará o mundo de bandeja nas mãos de uma elite global sedenta por controle, se dermos sorte.

 

(POR CARLOS DE FREITAS em 23/04/2021)   

 

 

 

O século XXI já cumpriu um quinto de sua existência e o cerco à inteligência está cada vez mais pesado. Tudo porque a ideologia mais assassina da história conseguiu desestabilizar todas as relações do homem com seu meio e seu semelhante. James Burnham, no livro O Suicídio do Ocidente, diz que:

 

“Foi com a Rússia que começou o processo de desintegração política e geográfica do Ocidente”.

 

 

Algo observável quando se entende que a composição gira em torno de certas crenças, valores e concepções da realidade e do homem. Ele diz que:

 

 

 

“A contração do Ocidente não se deve a nenhuma falta de recursos físicos ou de poder, mas internas e não-quantitativas: abrangiam mudanças estruturais ou fatores intelectuais, morais e espirituais”.

 

 

 

Operações que eram corriqueiras para um homem da idade da pedra, como despelar um cervo, se agasalhar ou cuidar da sua família – e que asseguraram a continuação da espécie – foram questionadas, tratadas como souvenirs de um breve momento da história que durou até, digamos, uns 70 anos atrás. Michael Walsh disse:

 

 

“É necessário um Pai da Mentira para convencer os outros a se rebelarem contra a evidência de seus corações e sentidos”.


 

 


Destruir as bases da civilização ocidental estava nos planos felizes de todos aqueles teóricos que se debruçaram sobre o marxismo e não viam nele saída a não ser mentindo. De Frankfurt às atuais bestas quadradas do pensamento de esquerda, como Felipe Neto e Anitta, passando pelos verdadeiros teóricos do caos: Sartre, Foucault, Derrida, Gramsci, as relações mais sutis do homem com seu meio foram desfeitas.A obra de arte, o amor, a sexualidade, o estudo, a cor da pele, o corpo, a alma, a alimentação, a loucura, o desejo, a tristeza, a cobiça, a moda, o Minecraft, transformaram-se num jogo entre oprimido e opressor, sintetizado no slogan: tudo é política.

 

 

Para demonstrar esse retrocesso, um batalhão de sumidades no engenho de fazer as pessoas de idiota ganhou destaque na mídia, na arte e nas universidades – o chamado intelectual orgânico de Gramsci.

 

 

Era preciso deixar claro que todas as bases da cultura foram edificadas por meio da dominação de um grupo pelo outro (a luta de classes), demonstrando que tudo o que não fosse revolucionário (que não rompesse com a ordem pré-estabelecida), desde viver o amor livre até matar bebês ou fazê-los mudar de sexo, não passava de conservadorismo arcaico e ultrapassado.

 

 

Ter uma família, amá-la e trabalhar para sustentá-la passou a ser o estereótipo dos vilões mais cruéis. O futuro é de quem dilacera bebês, muda de sexo ou deforma o próprio corpo, tudo contra a opressão da imagem e da responsabilidade: que vitória da humanidade!

 

 

A universidade se tornou um laboratório de experimentos sociais com o único objetivo de desmontar a lógica da realidade, que é a lógica de Deus, do impulso moral em direção à justiça. Um estudante de sociologia, que destruiu sua inteligência na faculdade, acha que até uma espreguiçada pela manhã é política: ele peida politicamente, caga um toroço ideológico depois de um café crítico. Seu oritimbó, seu mangalho, suas madeixas, viraram objetos políticos.

 

 

Quando sua vida política entra em choque ele arruma alguma justificativa. É a teoria da dissonância cognitiva. Desse modo, não é estranho que diga que o mundo deu errado, dentro do seu quarto, num condomínio de luxo bancado pelo pai, numa rede social, usando seu iPhone.

 

 

Essa dissonância tem sido levada às altas esferas da política, que cria leis cada vez mais absurdas para que nenhum jovem desorientado se sinta desconfortável com o mundo ao seu redor. Se dermos sorte, o futuro nos reservará uma sociedade altamente vigiada, pronta a coibir o menor indício de ação individual, preservando direitos para determinadas coletividades ou minorias enquanto outras, acusadas de ter se beneficiado ao longo da história, terão de assistir quietas a derrocada total de suas aspirações.Esse projeto tende a implodir à medida que ditaduras vigorosas e totalitárias assumem o comando das relações que foram deixadas em aberto porque o Ocidente é careta demais.

 

 

A China, por exemplo, vem ganhando força, negando direitos básicos a seus cidadãos, utilizando trabalho escravo e lucrando muito com isso.Em breve, o Ocidente estará de joelhos ante a sanha sanguinária dos piores assassinos da história humana. E aceitará seu destino como um cordeiro diante do facão, em completo silêncio.

 

Resta saber quem empunhará a adaga: russos, chineses ou muçulmanos.

 

Fonte: Senso Incomum

 

 

_______________________________

 

 

 

APOSTOLADO BERAKASH: “A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.”

 

 

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido(a), desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Os comentários serão analisados criteriosamente e poderão ser ignorados e ou, excluídos.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino) “Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória...” (Salmo 115,1)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger