A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Você é politicamente correto ou incorreto?

Você é politicamente correto ou incorreto?

Written By Beraká - o blog da família on quinta-feira, 13 de outubro de 2016 | 16:51




O Brasil está passando por um período de intensa mobilização ideológica. Os reflexos das manifestações de junho do ano passado, a recém-terminada Copa do Mundo (e as polêmicas sobre a realização ou não do mundial), a proximidade das eleições presidenciais e o advento das redes sociais (espaços onde não há limites para a liberdade de pensamento) são alguns dos motivos que têm ensejado calorosos debates. Nesse contexto demasiadamente conturbado, a postura “politicamente correta”,e sua antípoda, “politicamente incorreta”, tem sido bastante utilizada pelos mais diferentes agentes sociais.





O “politicamente correto” é marcado por uma renúncia do individuo de suas atribuições sociais, de seu engajamento político em uma sociedade liberal. Mas, na medida em que o Estado tem o monopólio do uso legitimo da violência, este sujeito “politicamente correto”, se beneficia de seus frutos, ele só não se suja com sangue e lava as mãos como Pôncio Pilatus.Ser politicamente incorreto deveria ser a dúvida de todas as verdades sociais até mesmo porque não se pode dogmatizar a convivência social, inclusive as mais salutares. Ser politicamente incorreto deveria ser o riso desmedido e sarcástico das nossas desgraças sem a culpa ou responsabilidade que a sociedade tenta nos impor.




Ser politicamente incorreto é manter a desconfiança sobre homens e governos. Ser politicamente incorreto deveria ser a desconfiança de toda e qualquer forma de mérito ou honra, ainda por que a queda ou a ascensão só existe para aqueles que não desconfiam de nada, nem de si. Portanto, nem “politicamente incorreto” e, tampouco, “politicamente correto”. Enquanto o primeiro, típico dos novos direitistas, pode dar brechas para disseminar preconceitos; o segundo, adotado pela esquerda ingênua, pode representar uma postura que mina a liberdade de expressão ou a autonomia de pensamento e, em casos mais graves, levar a uma “ditadura de opinião”. Sendo assim, devemos ter a cachimônia de evitar posições precipitadas e maniqueístas. Cada situação deve ser analisada individualmente, de acordo com o bom senso.




O ideal é ser “politicamente sensato”



Todavia, não sejamos ingênuos. Num país em que o termo esquerda está equivocadamente associado a um governo assistencialista e populista”, e a direita com a fama de deter o monopólio dos meios de comunicação, seria absolutamente quimérico acreditar que as posturas “politicamente correta” e “politicamente incorreta” deixem de ser predominantes. Lastimável realidade.




Você é politicamente correto, ou incorreto? Faça o teste abaixo e tire suas conclusões:



1) Sua filha de apenas 9 anos foi sequestrada. Os criminosos estipulam um prazo de 12 horas para o pagamento do resgate e, neste meio tempo, enviam um vídeo no qual sua filha é torturada, tem o cabelo cortado, e aparece com uma faca no pescoço. Faltando quatro horas para o prazo final, a polícia prende um dos sequestradores, e o leva para interrogatório, para saber a localização do cativeiro. Em sua opinião, como a polícia deve agir:

A – Agir conforme a lei, ou seja: Informar ao sequestrador de seus direitos, inclusive o de ficar calado, orientando-o a chamar seu advogado, e ainda ligar para a família do sequestrador informando que ele foi preso.

B – Interrogar o sequestrador em um local secreto, com ameaças e torturas não letais, até que ele informe o local do cativeiro.



2) Sua residência é invadida por dois menores infratores, armados e violentos. Sua esposa está com oito meses de gravidez. Um dos menores esquenta uma faca na chama do fogão e, quando está em brasa, ele ameaça queimar e furar a barriga de sua esposa, exigindo que você entregue todo seu dinheiro e joias. Você tem um revólver escondido, e tem a chance de atirar na cabeça dos dois. Você:


A – Pensa duas vezes e resolve não correr o risco, e reza esperando que tudo termine bem, tenta conversar com os menores, explicando que não tem dinheiro além do que está na sua carteira e não tem joias em casa, mas que eles podem levar o que quiserem.


B – Percebendo que os menores, estão completamente drogados e não aceitam sua proposta, e que já estão a queimar o barriga da sua esposa que grita de dores. Você consegue o acesso ao revolver que estava escondido, bem como a oportunidade para atirar na cabeça dos infratores, e atira sem pensar, matando-os.



3) Um cidadão foi assaltado e, mesmo após entregar seu carro e seus pertences, o marginal efetua um disparo contra o peito do cidadão que cai gemendo de dor. De repente você surge como policial e troca tiros com o bandido, que é baleado. Qual a atitude que você tomaria como policial?


A – Chamar uma ambulância e ficar aguardando-a para socorrer tanto ao cidadão como o marginal, mesmo sabendo que o estado de saúde do cidadão baleado é bem mais grave que o do marginal?

B – Você como policial, socorre o cidadão em seu carro, pois o marginal tem mais chance de sobreviver, e não leva o marginal junto, pois o mesmo pode reagir durante o socorro, mesmo estando baleado, e você dirigindo não teria como ao mesmo tempo, defender-se e dar proteção ao cidadão baleado.

C – Você como policial ignora o cidadão gravemente ferido, e fica ao lado do marginal, tentando ligar para o socorro e esperando apoio, pois as pessoas ao seu redor estão sem entender e querendo agredi-lo, mesmo vendo sua identificação de policial, e sua arma descarregou na troca de tiros.


4) Um menor de 16 anos invade um prédio, agride uma senhora de 80 anos com pauladas na cabeça, para roubar, estuprando-a e matando-a. Os vizinhos percebem e chamam a polícia, que cerca o prédio. O menor tenta fugir, correndo para o alto do prédio. Você o persegue e, de repente, ele escorrega, fica pendurado quase caindo e lhe pede ajuda. Sem ninguém por perto você:

A – Se esforça ao máximo para salvar o infrator, correndo o risco de ao segura-lo pela mão e por ele ser mais pesado que você, cair junto com ele.

B – Pensa nos seus filhos e pede socorro desesperadamente para ajudarem o infrator, que blasfema palavrões por você não ajuda-lo a não cair, e espera a chegada da polícia, e populares que vai demorar, pois estão subindo pelas escadas do prédio, mesmo sabendo que se deixar o infrator cair de uma altura de mais de 50 metros, dificilmente sobreviverá, porém, junto com ele reza para que ele se arrependa de seus pecados e entregue sua alma a Deus.


5) Sua mãe está muito doente, necessitando de remédios caros. Você vai ao banco e consegue um empréstimo. Ao sair do banco, você é abordado por um homem, com uma pistola, que rouba seu dinheiro. O sujeito foge e é perseguido por você e um policial. Na fuga, ele esconde seu dinheiro, mas é agarrado por populares. Sem o dinheiro, não há flagrante, o infrator vai ser liberado e volta depois para pegar o dinheiro. Você vai ter que pagar o empréstimo, e não vai ter como comprar os remédios que sua mãe precisa, correndo o risco da mesma morrer.Você:


A – Entende a situação e os direitos legais do marginal, e pede ao policial para que o trate muito bem, e pede educadamente para o infrator devolver seu dinheiro, explicando que é para salvar sua mãe.

B – O marginal está irredutível, pois revela que sua mãe também está na mesma situação e fez este ato por causa dela. Então você oferece um acordo para o infrator: se ele devolver o dinheiro, você divide pela metade com ele, o qual aceita, mas avisa que não poderá e não vai pagar depois o que ficar devendo, ficando tudo por sua conta, e você ainda terá que não apresentar nenhuma queixa crime contra ele.

D – Você pede ao policial que obrigue de todas as formas o sujeito a informar onde escondeu o dinheiro, não se incomodando se ele sofrerá violência, ou não, para confessar.



6) Todos os dias sua filha de quinze anos é abordada por um traficante de drogas no caminho para a escola, oferecendo-lhe crack. Você comunica o fato à polícia, que prende o traficante em flagrante. Três meses depois ele é solto, e o ameaça de morte. Você sabe que o traficante anda armado, já matou a outros e vai cumprir a ameaça.


A - Você vai à delegacia e comunica o fato, mesmo já sabendo que por lei o crime de ameaça não resulta em cadeia, no máximo em prestação de serviços ou pagamento de cesta básica.


B – Você tenta conversar amigavelmente com o traficante e pede desculpas por ter feito a denúncia de tráfico e tenta oferecer uma quantia em retratação pelo ocorrido.


C – Você vende seu apartamento e se muda para longe com seus familiares sem avisar a ninguém.


D – Você pede ajuda pagando a um policial corrupto para dar um fim nele de forma que tudo se pareça como uma reação de defesa da polícia.


7) Você mora numa comunidade carente. Um grupo de traficantes armados entram em sua residência, e obrigam a você e sua esposa a fazer comida e esconder drogas para eles por um período de apenas 1 ano. E ameaçam matar toda sua família caso denunciem a polícia. Você:


A – Orienta sua esposa para que faça o melhor, e não contrarie os traficantes. Compra carne e legumes de primeira, e faz um cardápio para os traficantes, guarda a droga dos mesmos e reza para que se instale uma UPP em sua comunidade e os traficantes fujam, e vai tocando a vida normalmente.

B – Prepara um banquete, coloca sonífero na comida, e depois que estão todos dormindo, dar um jeito e coloca-os sem ser visto em um barco alugado e os joga no fundo do mar, sumindo com todos eles, e continua a tocar sua vida normalmente, queimando a droga que estava com você.

C – Mesmo correndo o risco de colocar você e toda a família em risco, faz a denúncia a um delegado conhecido, explicando toda situação, e pedindo que ajam com cautela para não pôr em risco você e seus familiares.


8 – Você trabalha no setor financeiro de uma empresa a muitos anos, já está próxima sua aposentadoria, e seu patrão em virtude da crise, pede-lhe para que você emita Notas Fiscais frias e sonegue o imposto a pagar, ameaçando-o de que caso você não faça irá demiti-lo.

A – Você se recusa a fazer, deixa que ele o demita, e ainda faz a denúncia à Receita Federal.

B – Você se recusa a fazer, mas amigavelmente pede para que ele peça a outra pessoa da empresa para fazer e promete ficar de bico calado, pois não quer perder sua aposentadoria,mesmo sabendo que a omissão é um pecado gravíssimo.



Deixem suas respostas em comentários, e saiba se você é ou não politicamente correto!!!

 

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger