A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Novena Solene e oficial ao Espírito Santo do papa Leão XIII

Novena Solene e oficial ao Espírito Santo do papa Leão XIII

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 24 de maio de 2015 | 17:18




Da origem da Novena de Pentecostes:

No fim do século XIX, a Beata Elena Guerra, fundadora das Irmãs Oblatas do Espírito Santo, em Lucca, Itália, pediu insistentemente ao Papa Leão XIII para reconduzir a Igreja ao Cenáculo. De 1895 a 1903, a Irmã Elena, movida pelo Espírito Santo, escreveu doze cartas confidenciais ao Papa pedindo-lhe uma renovação da pregação sobre o Espírito Santo.


Nos seus diferentes escritos ao Sumo Pontífice, ela exortava-o a convidar os fiéis a redescobrir o que é uma vida vivida sob a ação do Espírito Santo. Na sua oração, ela pedia uma renovação da Igreja, a unidade dos cristãos, uma renovação da sociedade e por isso mesmo “uma renovação da face da terra”.




No seu coração, havia a idéia de um Pentecostes permanente; dizia ela:


“O Pentecostes não terminou; de fato é sempre Pentecostes em todos os tempos e em todos os lugares, porque o Espírito Santo deseja ardentemente dar-se a todos os homens e, aqueles que o desejam, podem recebê-lo sempre; portanto não temos nada a invejar aos Apóstolos e aos primeiros cristãos; nós só temos que nos dispor como eles, a recebê-lo bem e Ele virá a nós como veio a eles”.



Para pedir esta renovação, a Irmã Elena teve também a idéia de um movimento mundial de oração segundo o modelo do Cenáculo de Jerusalém, onde Jesus celebrou a última Ceia. Exatamente onde no dia de Pentecostes, Jesus cumpriu a sua promessa de enviar o Espírito Santo, enquanto cento e vinte pessoas, entre as quais os Apóstolos e Maria, Mãe de Jesus, estavam reunidos em oração incessante. A Irmã Elena declarava:


“Oh, se de todos os lugares da cristandade, se pudesse elevar ao Céu uma oração tão unânime e fervorosa como a do Cenáculo de Jerusalém, para reacender o fogo do Espírito Divino!”



Incitado pela Irmã Elena, Leão XIII publicou vários documentos importantes sobre o Espírito Santo. Primeiro, em 1895, escreveu uma Carta Apostólica, Provida Matris Caritate, a qual terminava pedindo aos fiéis para rezarem uma novena solene (9 dias de oração) ao Espírito Santo, entre as Festas da Ascensão e do Pentecostes, suplicando a unidade dos cristãos. Houve um segundo documento em 1897, uma Encíclica sobre o Espírito Santo, Divinum Illud Munus, que terminava também convidando os fiéis a lembrarem-se da novena solene que tinha sido pedida em 1895.


Declarava que a novena não era para ser limitada a um único ano, mas que devia ser uma novena perpétua, celebrada cada ano entre as Festas da Ascensão e do Pentecostes e sempre com a mesma intenção: “a unidade dos cristãos.”



Iniciamos a Novena no sábado, dia 15 de maio, e encerramos na Vigília do Domingo de Pentecostes, dia 23:


Rosário do Espírito Santo (Beata Elena Guerra)


Início: Vinde ó Deus em meu auxílio. Socorrei-me sem demora. Gloria ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre, pelos séculos do séculos. Amém.


Em cada mistério: Pede-se um Dom do Espírito (contas grandes que correspondem ao Pai-Nosso do rosário mariano.


Repete-se 7 vezes:Pai Santo, no nome de Jesus, manda o teu Espírito para renovar o mundo! (Contas pequenas que correspondem as Ave-Marias).Conclui-se com: Ó Maria, que por obra do Espírito Santo, concebestes o Salvador, roga por nós.




1. Vem, ó Espírito de Sabedoria, desapega-nos das coisas da terra e infunde em nós o amor e o gosto pelas coisas do céu. – Pai Santo…
2. Vem, ó Espírito de Inteligência, ilumina a nossa mente com a luz da Tua Eterna verdade e a enriquece de santos pensamentos. – Pai Santo…
3. Vem, ó Espírito de Conselho, faz-nos dóceis às tuas inspirações e guia-nos na via da salvação. – Pai Santo…
4. Vem, ó Espírito de Fortaleza, e dá-nos a força, constância e vitória nas batalhas contra nossos inimigos espirituais. – Pai Santo…
5. Vem, ó Espírito de Ciência, seja o mestre de nossas almas e ajuda-nos a colocar em prática os seus ensinamentos. – Pai Santo…
6. Vem, ó Espírito de Piedade, vem habitar nos nossos corações para possuir e santificar todos os nossos afetos. – Pai Santo…
7. Vem, ó Espírito de Santo Temor de Deus, reina sobre a nossa vontade e faz que sejamos sempre dispostos a sofrer todos os males, antes que pecar. Pai Santo…



Invocação a Maria


Ó puríssima Virgem Maria, que em tua Imaculada Conceição, foste constituída pelo Espírito Santo em tabernáculo eleito da Divindade. Roga por nós:

R.: Para que o Paráclito venha logo a renovar a face da terra. Ave Maria…
Ó Puríssima Virgem Maria, que no Mistério da Encarnação foste constituída verdadeiramente Mãe de Deus. Roga por nós:
R.: Para que o Paráclito… Ave Maria…
Ó Puríssima Virgem Maria que perseverando em oração no Cenáculo com os apóstolos, foste abundantemente inflamada pelo Espírito Santo. Roga por nós:
R.: Para que o Paráclito… Ave Maria…



Oração final
Venha sobre nós o teu Espírito Senhor, transforme-nos interiormente com teus dons: criai em nós um novo coração, para que, possamos agradar-te e conformar-nos à tua santa vontade. Por Cristo Nosso Senhor. Amém


Novena oficial em honra do Divino Espírito Santo


A novena do Espírito Santo é o modelo de todas as novenas. Por ordem de Jesus a celebrou a Virgem Maria em união com os Apóstolos, como preparação à vinda do Espírito Santo Consolador. O Papa Leão XIII enriqueceu-a com muitas indulgências. Devemos, pois, celebrá-la, cada ano, com muito fervor; e a devotíssima Seqüência, que forma parte da novena, deve ser uma das nossas fórmulas de oração vocal mais favoritas.


Seqüência da Missa de Pentecostes:


“Vinde, Espírito Santo e enviai do céu um raio de Vossa luz.Vinde, Pai dos pobres, vinde, distribuidor dos bens, vinde luz dos corações.Consolador ótimo, doce hóspede das almas e suave refrigério.Nos trabalhos sois o repouso, no calor o frescor, nas lágrimas a consolação.Ó luz beatíssima, inflamai o íntimo dos corações dos Vossos fiéis.Sem a Vossa graça nada há no homem, nada de inocente.Lavai o que é sórdido, regai o que é seco, sarai quem está ferido.Dobrai o que é duro, abrasai o que é frio e reconduzi o desviado.Concedei aos Vossos servos, que em Vós confiam, os sete dons sagrados.Dai-lhes o mérito das virtudes, o êxito da salvação e a alegria perene.  Amém.”

Ó Espírito Santíssimo, fogo sagrado que alumiais as almas e abrasais os corações:  por misericórdia Vossa, Senhor, a nossa pobre alma Vos deseja, invoca-Vos e Vos procura para que a purifiqueis das suas manchas, para que a ilumineis nas suas trevas e lhe comuniqueis os Vossos dons.  Sim, dignai-Vos consagrar a nossa alma com a unção da Vossa graça, para que ela se converta em templo Vosso.  Purificai a nossa memória, para que ela sempre recorde os Vossos benefícios; ilustrai o nosso entendimento, para que saiba meditar a Vossa lei; inflamai a nossa vontade, para que ela, respeitosa e dócil, se submeta em tudo à Vossa vontade.  E visto que somos tão miseráveis, purificai todos os afetos do nosso coração, para que ele se torne digno dos Vossos dons.

Jaculatórias:

1° Vinde, Divino Espírito,
Vinde, ó dom da ciência,
Dispor-me para que seja
Digno de Vossa assistência.
Pai Nosso, Ave Maria, Glória ao Pai.
              
2° Vinde Divino Espírito,
Vinde, dom de piedade
Nesta divina virtude
Inflamai a minha vontade.
Pai Nosso, Ave Maria, Glória ao Pai.

3° Vinde, Divino Espírito,
Dar-me um santo temor,
Para que a toda a culpa
Tenha minha alma horror.
Pai Nosso, Ave Maria, Glória ao Pai.


Oração para pedir os 7 dons do Espírito Santo:


“Ó Jesus, que antes de subirdes aos céus, prometestes aos Vossos Apóstolos e discípulos enviar-lhes o Espírito Santo para os consolar e fortalecer, dignai-Vos fazer descer também sobre nós este Espírito consolador.Vinde Espírito de sabedoria, e fazei-nos  conhecer a verdadeira felicidade dando-nos os meios para consegui-la.Vinde, Espírito de inteligência, que, por Vossa divina luz, nos fazeis penetrar as verdades e os mistérios de nossa santa Religião.Vinde, Espírito de conselho, e ajudai-nos a discernir em todas as ocasiões o que devemos fazer para cumprir com a Vossa divina vontade.Vinde, Espírito de fortaleza, e prendei-nos a Deus e aos nossos deveres de maneira que nada jamais nos possa abalar.Vinde, Espírito de ciência que, único, nos podeis dar o perfeito conhecimento de Deus e de nós mesmos. Pedimo-Vos esta ciência divina e única necessária com todo o ardor de nossa alma.Vinde, Espírito de piedade, para que saibamos executar com alegria e prontidão o que Deus nos manda e para que, pela unção de Vosso divino amor, achemos verdadeiramente leve e suave o jugo do Senhor.Vinde, Espírito de temor de Deus, e fazei-nos evitar com o maior cuidado tudo o que possa desagradar ao nosso Pai celestial.
Glória a Vós, Pai Eterno, que com o Vosso Filho único e o Espírito consolador, viveis e reinais por todos os séculos dos séculos.  Amém.”


Hino “Veni Creator”


Veni, Creator Spíritus:
Vinde, Espírito Criador,
mentes tuórum visita,
visitai as almas dos Vossos;
imple supérna grátia,
enchei de graça celestial
quae tu creásti péctora.
os corações que criastes!


Qui díceris Paráclitus,
Sois o Divino Consolador,
altíssimi donum Dei,
o dom do Deus Altíssimo,
fons vivus, ignis, cáritas,
fonte viva, o fogo, a caridade,
et spiritális únctio.
a unção dos espirituais.


Tu septifórmis múnere,
Com os Vossos sete dons:
dígitus paternae déxterae,
sois o dedo da direita de Deus,
tu rite promíssum Patris,
Solene promessa do Pai
sermóne ditans gúttura.
Inspirando nossas  palavras.


Accénde lumen sénsibus,
Acendei a luz nos sentidos;
infunde amórem córdibus:
insuflai o amor nos corações,
infírma nostri córporis
amparai na constante virtude
virtúte firmans pérpeti.
a nossa carne enfraquecida.


Hostem repéllas lóngius,
Afastai para longe o inimigo;
pacémque dones prótinus;
Trazei-nos prontamente a paz
ductóre sic te praevio
Assim guiados por Vós
vitemus omne noxium
Evitaremos todo o mal.


Per te sciámus da Patrem,
Por Vós explicar-se-á o Pai
noscamus atque Filium;
E conheceremos o Filho;
teque utriúsque Spíritum
Dai-nos crer sempre em Vós
credamus omni témpore.
Espírito do Pai e do Filho.


Deo Patri sit glória,
Glória ao Pai, Senhor,
et Fillio, qui a mórtuis
Ao Filho que ressuscitou
surréxit, ac Paráclito,
Assim como ao Consolador.
in saeculórum saecula.
Por todos os séculos. Amém


V/ Emítte Spíritum tuum, et creabúntur.
R/ Et renovábis fáciem terrae. 
V/  Enviai, Senhor, o vosso espírito e tudo será criado 
 R/ E renovareis a face da terra


Oração

Deus qui corda fidélium Sancti Spíritus illustratióne docuísti: da nobis in eódem Spíritu recta sápere; et de ejus semper consolatióne gaudére. Per Christum dominum nostrum. Amém
Ó Deus, que ilustrastes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, dai-nos, pelo mesmo Espírito, procurar o que é reto, e nos alegrarmos sempre com a sua consolação.  Por Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém

Invocação do Espírito Santo

A invocação do Espírito Santo é uma oração católica. É derivada do Hino em Latim Veni Creator Spiritus, e apresenta ao menos três diferentes versões, em função de variações da tradução do texto original.

Versão 1- Corresponde à primeira parte da Novena de Pentecostes:

Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos Vossos fiéis, e acendei neles o fogo do Vosso amor. Enviai o Vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra.Oremos:Ó Deus, que instruístes os corações dos Vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo este mesmo Espírito e gozemos sempre de Sua consolação.Por Cristo Senhor nosso.Amém


Versão 2 - Corresponde à primeira parte da Novena do Breve do Espírito Santo:

Vem, Espírito Santo, enchei os corações de teus fiéis e acende neles a chama de teu amor.Oh! Deus, que com a luz do Espírito Santo iluminas os corações de teus fiéis, concedei-nos que guiados pelo mesmo Espírito, desfrutemos do que é reto e tenhamos sua alegria celestial.



Versão 3 - Provavelmente mais antiga que as demais, corresponde à tradução do Latim usado pelas Cônegas de Santo Agostinho no início do século XX:

Vinde, Espirito Santo, enchei os corações de Vossos Fiéis.E neles acendei o fogo sagrado de Vosso Amor.Enviai o Vosso Espírito, Senhor, e que tudo seja criado,E assim renovareis a face da Terra.Ó Deus, que iluminastes os corações de Vossos fiéis com as luzes do Espírito Santo,Dai-nos pelo mesmo Espírito o dom da verdadeira sabedoriaE de sempre gozar de Sua consolação.Pelo mesmo Cristo Nosso Senhor,Assim seja.

ORAÇÃO:



“Espírito Santo, divino Paráclito, pai dos pobres, consolador dos aflitos, santificador das almas, eis-me aqui prostrado na vossa presença; adoro-Vos com a mais profunda submissão, e repito mil vezes com os Serafins que estão diante de vosso trono: “Santo! Santo! Santo!”.Creio firmemente que sois eterno, da mesma substância do Pai e do Filho. Espero que, pela vossa bondade, santificareis e salvareis a minha alma. Amo-Vos, ó Deus de amor; amo-Vos mais do que todas as coisas, com todos os meus afetos, porque sois a bondade infinita, única digna de todo o meu amor.Insensível às vossas santas inspirações, quantas vezes, ai! Tive a ingratidão do Vos ofender: peço-Vos mil vezes perdão e pesa-me sumamente ter-Vos desagrado, ó Bem supremo!Ofereço-Vos o meu coração, frio como é, e Vos suplico façais nele entrar um raio da vossa luz; uma centelha do vosso amor, para derreter o gelo tão duro das minhas iniquilidades.Vós, que enchestes de imensas graças a alma de Maria, e abrasastes com zelo santo os corações dos Apóstolos, dignai-Vos também de abrasar no vosso amor o meu coração. Vos sois um espírito divino, fortificai-me contra os maus espíritos; sois Fogo, acendei em mim o fogo do vosso amor; sois Luz, esclarecei-me fazendo que eu conheça as coisas eternas; sois uma Pomba, dai-me costumes puros; sois Sopro cheio de doçura, dissipai as tempestades que as paixões levantam em mim; sois Língua, ensinai-me a maneira de Vos louvas sem cessar; sois uma Nuvem, cobri-me com a sombra da vossa proteção. Enfim, sois o Autor de todos os dons celestes: ah! Vos Conjuro, vivificai-me pela vossa graça; santificai-me pela vossa caridade, governai-me pela vossa sabedoria, adotai-me como filho pela vossa bondade, e salvai-me pela vossa infinita misericórdia, para que não cesse jamais de Vos bendizer, louvas e amar, primeiro na terra durante minha vida, e depois no céu por toda a eternidade. Assim seja.”


 Rezar Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.


Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger