A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Papa Francisco reitera: Tolerância “ZERO” na Igreja, com os abusos de crianças

Papa Francisco reitera: Tolerância “ZERO” na Igreja, com os abusos de crianças

Written By Beraká - o blog da família on sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015 | 09:20






"As famílias devem saber que a Igreja não está poupando esforços para proteger seus filhos e têm o direito de dirigir-se a ela com plena confiança, porque é uma casa segura. Portanto, não se pode dar prioridade a qualquer outro tipo de consideração, de qualquer natureza, como, por exemplo, o desejo de evitar o escândalo, porque não há absolutamente nenhum lugar no ministério para aqueles que abusam de crianças".


Todos os membros da Pontifícia Comissão para a tutela de menores se reúnem em Roma pela primeira vez na próxima semana.Claro como a água, assim se expressou o Papa Francisco em uma carta publicada hoje, enviada aos presidentes das Conferências Episcopais e aos Superiores dos Institutos de Vida Consagrada e das Sociedades de Vida Apostólica sobre a Pontifícia Comissão para a tutela dos menores.




O Pontífice explica na carta que, em março do ano passado instituiu esta comissão, anunciada já em dezembro de 2013, “com o fim de oferecer propostas e iniciativas orientadas a melhorar as normas e os procedimentos para a proteção de todos os menores e adultos vulneráveis”, e por isso, chamou para formar parte de tal Comissão “pessoas altamente qualificadas e conhecidas pelos seus esforços neste campo”.


Também indicou que no mês de Julho, na reunião que teve com algumas pessoas que foram abusadas sexualmente por sacerdotes, sentiu-se “comovido e impressionado pela intensidade do seu sofrimento e a firmeza da sua fé". Além do mais, indica que isso confirmou mais uma vez “minha convicção de que é preciso continuar fazendo todo o possível para erradicar o flagelo do abuso sexual de menores e adultos vulneráveis, e abrir um caminho de reconciliação e cura para quem sofreu abusos”.



Por estas razões, o Papa explica que em dezembro passado adicionou novos membros na Comissão, "representando as igrejas particulares de todo o mundo". E lembra também que daqui a poucos dias, “todos estes membros se reunirão em Roma pela primeira vez”.



O Papa Francisco considera que esta comissão "será uma nova, válida e eficaz ferramenta para ajudar-me a incentivar e promover o compromisso de toda a Igreja em seus diversos âmbitos” para por em prática “as práticas necessárias para garantir a proteção dos menores e adultos vulneráveis, e dar respostas de justiça e misericórdia”.



Por outro lado, pede para que se vigie atentamente “o cumprimento da carta circular emitida pela Congregação para a Doutrina da Fé, no dia 3 de maio de 2011, para ajudar as Conferências Episcopais na preparação das linhas mestras para tratar os casos de abuso sexual de menores por parte de clérigos”.


É importante – observa o Papa – que as conferências episcopais adotem um instrumento para revisar periodicamente as normas e comprovar o seu cumprimento.



Aliás, diz o Papa que "é responsabilidade do bispo diocesano e dos Superiores Maiores a tarefa de verificar que nas paróquias e em outras instituições da Igreja se garanta a segurança dos menores e dos adultos vulneráveis”.


Além disso, "pede-se que as dioceses e os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica estabeleçam programas de atenção pastoral, que poderão contar com o apoio de serviços psicológicos e espirituais”.



Por fim, o Papa pede aos destinatários da carta a sua "colaboração total e cuidadosa com a Comissão para a proteção dos menores". A tarefa confiada à Comissão "inclui a assistência a vós e às vossas Conferências, por meio de uma troca mútua de “práxis virtuosas” e de programas de educação, formação e instrução no que se refere à resposta que se deve dar aos abusos sexuais”, explica o Bispo de Roma na carta.


Em conclusão, Francisco pede ao Senhor Jesus para "incutir em cada um de nós, ministros da Igreja, esse amor e essa predileção pelos pequenos que caracterizou a sua presença entre os homens, e que se traduz em uma responsabilidade especial pelo bem dos menores e adultos vulneráveis”.


*Comentário do Blog Berakash:


 
“Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar.” ( Mateus 18,6)

Seria bom que iniciativas como estas fossem adotadas também pelas lideranças de outras denominações Cristãs, principalmente protestantes, para que a Igreja de Cristo ganhasse maior credibilidade.






Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar.

Mateus 18:6
Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar.

Mateus 18:6
Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar.

Mateus 18:6
Por Rocio Lancho García - Zenit


*Caso queira saber mais e participar de nosso apostolado, bem como agendar palestras e cursos em sua paróquia, cidade,pastoral, e ou movimento da Igreja, entre em contato conosco  pelo e-mail:  


filhodedeusshalom@gmail.com
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger