A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Deus necessita da nossa adoração e de nosso louvor ?

Deus necessita da nossa adoração e de nosso louvor ?

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 18 de setembro de 2013 | 15:01






Deus não precisa de nossa adoração.

A Adoração é o resultado daquele que ama a Deus verdadeiramente.Toda ação tem uma reação.Se temos  amor verdadeiro a Deus a adoração é a uma reação natural a isto.

Paulo disse isto:

“[Deus] Nem é servido por mãos humanas como se de alguma coisa precisasse” (At 17.25).


Isto não é admirável? Deus não precisa de você. E certamente não precisa de mim. Ele não precisa de nossas bandas de louvor. Isso não é como se Deus chegasse à tarde de quinta-feira e começasse a dizer:


“Oh! mal posso esperar até domingo quando os rapazes darão um show com aquelas guitarras novamente. Estou me sentindo tão sozinho. Preciso ser estimulado aqui”.



Ele não precisa de nossa adoração. Não precisa de nosso dinheiro. Não precisa de nós. Não precisa de nada.


Na eternidade passada, antes que qualquer coisa, Deus estava lá; e ele era totalmente cheio de gozo e contentamento. Mesmo naquele tempo ele era um Deus amoroso, porque na complexidade da unicidade de Deus [...], o Pai amava o Filho [...] e se doavam plenamente no Espírito santo.Ele não criou os homens porque estava sozinho.


O fato de Deus não precisar de nós não significa que ele não nos corresponda, que não se deleite em nós, que não se satisfaça em nós. Ele nos corresponde, mas faz isso não motivado por alguma necessidade intrínseca em seu ser ou caráter, e sim por total determinação de suas perfeições e vontade.


Como cristão, temos que ter consciência disso, de que Deus não precisa da nossa adoração ou do nosso louvor e que em nada essa devoção mudará quem Ele é, mas como Senhor, Ele apenas permite tal ato em nosso favor.

Mas se Deus é Deus e não precisa de nossa adoração, porque então o louvamos? 

A resposta é muito simples: Como criador do universo e Salvador, Ele não precisa que seres humanos o adorem, mesmo que sejam seus filhos. Ele é sublime e excelso e tudo o que fizermos não chegará nem perto de quem Ele é e em nada o deixará mais forte, mas por nos amar tanto, Ele permite, pois sabe que fará bem para nós mesmos.

Ele permite que o adoremos, pois sabe da nossa necessidade, pois só através dessa comunhão, podemos entender os propósitos e direções do Espírito Santo em nossas vidas. Ou seja, o Senhor nos ama tanto que quer gerar relacionamento com Ele através da nossa adoração humana e falha.

Louvamos ao Senhor, pois sem nossa fonte de água viva não teríamos vida, viveríamos um dia após o outro sem esperança, sem amor verdadeiro e sem salvação. É por esse amor que o adoramos, não porque Ele precise, mas porque nós precisamos Dele. Estar na presença do Pai é permitir que Ele fale conosco pessoalmente.

O Senhor Deus é um Deus vivo e não um deus mitológico da Grécia antiga que precisa de louvores, Ele não é um homem que precisa de fãs e prestígio para alcançar sucesso.Ele é absoluto e supremo que permite o nosso louvor e adoração e instrui para que possamos permanecer Nele, para Ele permanecer em nós.



SALMO 46

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.
2Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares.
3Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. (Selá.)
4Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo.
5Deus está no meio dela; não se abalará. Deus a ajudará, já ao romper da manhã.
6Os gentios se embraveceram; os reinos se moveram; ele levantou a sua voz e a terra se derreteu.
7O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. (Selá.)
8Vinde, contemplai as obras do Senhor; que desolações tem feito na terra!
9Ele faz cessar as guerras até ao fim da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo.
10Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra.
11O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

O Salmo 46, um cântico endereçado ao mestre de canto, e que nos ensina algo maravilhoso sobre a adoração que prestamos a Deus. 

O cântico descrito no Salmo 46 pode ser dividido em 3 partes que nos revelam um único ensinamento: O foco da nossa adoração deve ser Deus.

Em primeiro lugar porque Deus é:

1 Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. 2 Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares; 3 ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam. 4 Há um rio, cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo.

Deus é o nosso refúgio, Deus é a nossa fortaleza e Deus é o nosso socorro bem presente nas tribulações. Ainda que tudo ao redor possa dizer o contrario, ainda que a minha vida esteja mergulhada na mais profunda angústia, sera que eu acredito sem sombra de dúvidas que Deus é o meu socorro e o motivo central do meu louvor e adoração? Para minha adoração fazer sentido, eu preciso crer e confiar que Deus é tudo aquilo que Ele diz que é em Sua Palavra.

Em Segundo lugar, Deus está:

5 Deus está no meio dela; jamais será abalada; Deus a ajudará desde antemanhã. 6 Bramam nações, reinos se abalam; ele faz ouvir a sua voz, e a terra se dissolve. O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Depois do salmista nos dizer que Deus é, agora ele vai nos ensinar que Deus está. Deus está conosco. Deus está presente, e essa convicção deve motivar o nosso coração a adorá-lo.

Deus não se ausenta, ainda que Ele se cale ou não percebamos sua presence. Deus sempre está. Por isso Ele é Deus e deve ser o foco da nossa adoração, de nossas canções e de nossa vida.


Por ultimo, o salmista termina a canção nos convidando para contemplar e a adorar a esse Deus que é o nosso refúgio e fortaleza e que está sempre presente:

8 Vinde, contemplai as obras do SENHOR [..] 10 Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra. 11 O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Deus é o motivo do nosso louvor; Ele é o centro de nossa adoração. Ele é o grande EU SOU. Diante dele nós só podemos nos prostrar em adoração, nos silenciar e reconhecer que ele é o nosso refúgio, fortaleza e Socorro, e ele está sempre presente para nos socorrer. Ele é Deus, exaltado entre as nações, exaltado na terra e deve ser exaltado em nossas vidas também. Diante da grandeza e da majestade desse Deus, resta-nos apenas adorá-lo eternamente por tudo que ele é e faz, ainda que as circunstâncias pareçam contrarias e não temos motivos aparentes para adorar. Deus é o motivo e a razão da nossa adoração.

“Dar-te-ei graças, Senhor, Deus meu, de todo o coração,e glorificarei para sempre o teu nome.”. (Salmo 86,12).
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger